• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Aventura na web com tutankhamon

on

  • 1,097 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,097
Views on SlideShare
1,097
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • A presente comunicação apresenta o conceito de Aventura na Web ou WebQuest, os seus mentores e componentes , reflectindo sobre a necessidade de a utilizar em contexto educativo por forma a promover situações de aprendizagem com recurso à Web. De seguida, apresentam-se os objectivos para a utilização desta Aventura na Web , bem como se descreve o estudo efectuado e reflecte-se sobre os resultados obtidos.
  • O termo WebQuest foi criado por Bernie Dodge e Tom March, em 1995, no âmbito da disciplina “Interdisciplinary Teaching with Technology”, onde pretendiam desenvolver experiências de aprendizagem que envolvessem múltiplos alunos e múltiplas tecnologias, centrando-se na Web. O termo Aventura na Web resulta da tradução do termo inglês WebQuest . Uma Aventura na Web trata-se, então, de uma estratégia de aprendizagem, concebida e implantada por professores para ser resolvida por alunos, em que alguma ou toda a informação está disponibilizada on-line. Ler parte 2 do diapositivo
  • Uma Aventura na Web, é constituída por seis componentes: … ler o diapositivo
  • Com o intuito de confirmar aqueles pressupostos , concebeu-se um site que procura validar a importância da utilização das aventuras na web em contexto educativo. Tendo por objectivo motivar os alunos para a unidade Contributos das Primeiras Civilizações, leccionada na disciplina de História do 7º ano, procurou-se dar a conhecer melhor, aos alunos, aspectos da história de uma grande civilização como é a egípcia através da descoberta do faraó Tutankhamon explorando e realizando as tarefas propostas, tornando a aula de História como se de uma oficina se tratasse a fim de desenvolver o ofício do historiador.
  • Realizou-se assim um Estudo de caso com os objectivos de… (slide seguinte)
  • Presentemente, aceita-se que a presença da História no currículo do Ensino Básico encontra a sua fundamentação no pressuposto de que a sua aprendizagem possibilita aos alunos construir uma visão global e organizada de uma sociedade complexa, plural e em permanente mudança. Actualmente exige-se ao cidadão comum competências em História que lhe permitam ser capaz de saber ler diversas fontes históricas, cruzar informações e inferir a veracidade ou a falsidade das fontes a fim de compreender a visão do eu e do outro, em diferentes tempos e em diferentes espaços
  • A amostra para este estudo compunha-se por …
  • 1ª aula - … sendo esclarecidas dúvidas pontuais sobre os objectivos do trabalho ou sobre a avaliação. 2ª aula e seguinte - Nestas aulas, o docente fez-se acompanhar de uma grelha de observação a fim de registar os comportamentos dos sujeitos durante a realização da Aventura na Web. Última aula - Os alunos preencheram, ainda, um questionário a fim de se conhecer a opinião dos sujeitos sobre a Aventura na Web.
  • Desenvolveram-se dois questionários, um designado por Ficha de Literacia Informática para aquilatar os conhecimentos informáticos da amostra. Outro - questionário que inquiriu a opinião dos sujeitos sobre a Aventura na Web
  • De seguida, passamos a apresentar os dados obtidos no questionário de opinião, por dimensão.
  • O segundo questionário, preenchido no final do estudo, inquiriu a opinião dos sujeitos sobre a Aventura na Web, incidindo sobre três dimensões: a navegação no site, a estratégia de ensino utilizada e o trabalho de grupo.
  • Realizou-se assim um Estudo de caso com os objectivos de… (slide seguinte)
  • Na generalidade indico que todos os grupos foram fiéis às fontes históricas em presença. No entanto, enquanto que dois grupos (PPoint e relatório científico) não souberam desprender-se da informação disponibilizada na Web, outros cumpriram os tópicos definidos na Avaliação. Os demais grupos revelaram muita criatividade na execução das suas tarefas e brio na apresentação tornando-a criativa. Este refinamento de competências foi largamente atingido, o que contribuiu para a. A análise, a partir das fontes disponibilizadas na Web, exigiu deles, uma reflexão sobre o tratamento dado à informação.
  • Na generalidade indico que todos os grupos foram fiéis às fontes históricas em presença. No entanto, enquanto que dois grupos (PPoint e relatório científico) não souberam desprender-se da informação disponibilizada na Web, outros cumpriram os tópicos definidos na Avaliação. Os demais grupos revelaram muita criatividade na execução das suas tarefas e brio na apresentação tornando-a criativa. Este refinamento de competências foi largamente atingido, o que contribuiu para a. A análise, a partir das fontes disponibilizadas na Web, exigiu deles, uma reflexão sobre o tratamento dado à informação.
  • Na generalidade indico que todos os grupos foram fiéis às fontes históricas em presença. No entanto, enquanto que dois grupos (PPoint e relatório científico) não souberam desprender-se da informação disponibilizada na Web, outros cumpriram os tópicos definidos na Avaliação. Os demais grupos revelaram muita criatividade na execução das suas tarefas e brio na apresentação tornando-a criativa. Este refinamento de competências foi largamente atingido, o que contribuiu para a. A análise, a partir das fontes disponibilizadas na Web, exigiu deles, uma reflexão sobre o tratamento dado à informação.
  • Na generalidade indico que todos os grupos foram fiéis às fontes históricas em presença. No entanto, enquanto que dois grupos (PPoint e relatório científico) não souberam desprender-se da informação disponibilizada na Web, outros cumpriram os tópicos definidos na Avaliação. Os demais grupos revelaram muita criatividade na execução das suas tarefas e brio na apresentação tornando-a criativa. Este refinamento de competências foi largamente atingido, o que contribuiu para a. A análise, a partir das fontes disponibilizadas na Web, exigiu deles, uma reflexão sobre o tratamento dado à informação.
  • Na generalidade indico que todos os grupos foram fiéis às fontes históricas em presença. No entanto, enquanto que dois grupos (PPoint e relatório científico) não souberam desprender-se da informação disponibilizada na Web, outros cumpriram os tópicos definidos na Avaliação. Os demais grupos revelaram muita criatividade na execução das suas tarefas e brio na apresentação tornando-a criativa. Este refinamento de competências foi largamente atingido, o que contribuiu para a. A análise, a partir das fontes disponibilizadas na Web, exigiu deles, uma reflexão sobre o tratamento dado à informação.
  • Concluído o estudo, tornou-se possível obviar sobre as vantagens da utilização deste recurso educativo em contexto sala de aula. Tornou-se evidente ao docente que, para os alunos, o facto de desempenharem uma tarefa a partir da Web era, per se , motivadora.
  • Activando a hiperligação, Processo…

Aventura na web com tutankhamon Aventura na web com tutankhamon Presentation Transcript

  • Uma Aventura na Web com Tutankhamon aaa@iep.uminho.pt | sonia-cruz@portugalmail.com VII Simpósio Internacional de Informática Educativa Leiria, Portugal, 17 Novembro 2005 Sónia Catarina da Silva Cruz Universidade do Minho [email_address] Ana Amélia Amorim Carvalho Universidade do Minho [email_address]
  • WebQuest/Aventura na Web Uma WebQuest (Aventura na Web) é uma actividade orientada para a pesquisa em que alguma, ou toda, a informação com que os alunos interagem provém de recursos na Internet. Dodge, 1995  [email_address] | [email_address]
  • 1. Introdução ao tema a tratar, deve ser motivadora e desafiante para os alunos, 2. Tarefa que o aluno vai realizar e que devem ser executáveis e interessantes, envolvendo-os na aprendizagem, 3. Processo orienta o aluno para realizar as tarefas indicadas, 4. Recursos disponíveis preferencialmente na Web para a produção efectiva do conhecimento, 5. Avaliação explicita ao aluno os indicadores qualitativos e quantitativos que vão ser levados em consideração na avaliação do seu desempenho, 6. Conclusão sintetiza as vantagens de fazer a Aventura na Web. [email_address] | [email_address] Uma Aventura na Web é constituída por 6 componentes:
  • Concepção do Site
  • O Estudo de Caso [email_address] | [email_address]
  • Objectivos do Estudo
    • 1º Verificar a importância da integração da Aventura na Web no processo de ensino aprendizagem como forma de desenvolver as competências essenciais de acordo com o currículo nacional, especificamente:
        • promover a pesquisa histórica individual ou em grupo,
        • tratamento de informação, escrita e iconográfica,
        • a utilização da tecnologia informática ao serviço da História,
        • a divulgação e partilha do conhecimento histórico através do envolvimento directo na dinamização da turma.
    [email_address] | [email_address]
    • 2º Analisar a aprendizagem e a reacção dos alunos à Aventura na Web.
  • Caracterização da Amostra
    • 29 sujeitos
    • 7º ano de escolaridade (3º CEB).
    • Alunos que frequentam a disciplina de História no Externato Maria Auxiliadora – Viana do Castelo.
    [email_address] | [email_address]
    • Decorreu no ano lectivo de 2004/2005,
    • Efectuado em cinco aulas:
        • Na 1ª aula os alunos tomaram conhecimento da actividade proposta pelo docente e os objectivos deste para a realização da mesma.
        • Nas aulas seguintes, os alunos exploraram livremente o site procurando responder ao desafio lançado.
        • Na última aula, apresentaram-se os trabalhos, sendo recolhidos pelo docente a fim de proceder à análise documental e consequente avaliação do conhecimento efectivamente produzido.
    Descrição do Estudo [email_address] | [email_address]
  • Técnicas e instrumentos de recolha de dados
    • As técnicas de recolha de dados utilizadas
    • neste estudo foram:
      • Inquérito
        • Ficha de literacia informática
        • Questionário de opinião
      • Observação
        • Grelha de observação
      • Análise documental
    [email_address] | [email_address]
  • Apresentação e análise de resultados
    • A ficha de literacia informática permitiu caracterizar a amostra e obviar as competências da mesma quanto ao domínio do computador como instrumento de trabalho.
    [email_address] | [email_address]
    • Através da grelha de observação constatou-se o interesse crescente dos alunos à medida que a Aventura na Web era explorada. Constatou-se, de igual modo, a emergência de líderes em cada grupo.
    • Navegação
    [email_address] | [email_address]
    • Estratégia de ensino
    Trabalho de grupo
  • Análise documental [email_address] | [email_address]
  • Análise documental 1. PowerPoint sobre a vida do faraó Tutankhamon [email_address] | [email_address]
    • Personagem: Vizir da corte do faraó Tutankhamon
    • - Rigor científico,
    • Dificuldades no cruzamento da informação,
    • Dificuldades em se desprender da informação disponibilizada na Web,
    • PowerPoint revela aspecto cuidado.
  • Análise documental 2. Página Web sobre o espólio do faraó Tutankhamon [email_address] | [email_address] Personagem: Escriba - Cumprimento dos tópicos enunciados na Tarefa, - Bom trabalho da informação disponibilizada, - A página (Frontpage) é simples e funcional, - Página composta por texto e imagem.
  • [email_address] | [email_address] Análise documental 3. Diário sobres as descobertas de Howard Carter Personagem: Descobridor do túmulo de Tutankhamon - Rigor científico, - Tratamento adequado à informação disponibilizada, - Narração com uma lógica temporal dos acontecimentos históricos, - Requinte da apresentação do Diário colocando evidências visuais de acordo com o que estava a ser descrito.
  • [email_address] | [email_address] Análise documental 4. Relatório sobre as causas da morte do faraó Tutankhamon
    • Personagem: Investigador das causas da morte de Tutankhamon
    • Grupo cumpriu os tópicos enunciados na tarefa,
    • Algumas dificuldades na organização da informação,
    • Correcta apresentação das visões que justificam a morte de Tutankhamon,
    • Tratamento da informação,
    • A apresentação do mesmo foi pouco criativa.
  • Vídeo sobre a veracidade/falsidade da maldição do faraó Tutankhamon = 10m Análise documental 5. Vídeo sobre a veracidade/falsidade da maldição do faraó Tutankhamon [email_address] | [email_address]
    • Personagem: Realizador de um documentário para o Canal História sobre a maldição de Tutankhamon
    • Recolha da informação organizando, com pertinência, um guião para o filme que iam realizar,
    • O filme produzido revelou criatividade e dinamismo ao conseguir problematizar as duas perspectivas em causa,
    • Rigor científico em torno da discussão das duas perspectivas, bem evidentes no filme,
    • Apresentação atractiva (verificando-se cuidado nos adereços das personagens em causa, sátira social) e lúdica.
  • Conclusão do estudo
    • Em cada tarefa, os alunos tiveram que desenvolver várias comp etências:
        • pesquisa,
        • análise,
        • síntese,
        • apresentação de projectos,
        • leitura e tratamento de diferentes fontes históricas,
        • cruzamento de informações para produzir um trabalho final.
    construção de uma visão do facto histórico em causa sonia-cruz@portugalmail.com | aac@iep.uminho.pt
    • Constatou-se ainda que :
        • - os alunos tornavam-se conscientes de que o trabalho cooperativo teria um grande impacto na qualidade do trabalho do grupo.
        • - quando elementos do grupo discordavam, tinham que negociar entre eles uma resolução.
        • Essa interactividade entre pares exigia uma negociação e, consequentemente, uma argumentação
        • fundamentada o que contribuiu para que cada aluno se sentisse um ser autónomo e responsável
        • pelo seu próprio processo de aprendizagem.
  • http://www.iep.uminho.pt/aac/Tutankhamon sonia-cruz@portugalmail.com | aac@iep.uminho.pt VII Simpósio Internacional de Informática Educativa Leiria, Portugal, 16-18 Novembro 2005
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •