DSTs
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

DSTs

on

  • 6,176 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,176
Views on SlideShare
6,103
Embed Views
73

Actions

Likes
7
Downloads
239
Comments
1

6 Embeds 73

http://tstetecnologias.blogspot.com.br 43
http://www.slideshare.net 16
http://tstetecnologias.blogspot.com 7
http://tstetecnologias.blogspot.pt 3
http://informesdoprofessor.blogspot.com 2
http://192.168.6.184 2

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • legal
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

DSTs DSTs Presentation Transcript

  • Um trabalho de:
    Cátia nº4
    Daniela nº10
    Sónia nº25
  • O que é?
    Doença sexualmente transmissível  (ou DST) é a
    designação pela qual é conhecida uma categoria
    de doenças infecciosas que se transmitem
    essencialmente pelo contacto sexual. O uso
    de preservativo tem sido considerado como a
    medida mais eficiente para prevenir a
    contaminação e impedir a sua disseminação.
  • De todas as DST's destacam-se:
    • Candidíase
    • Condiloma acuminado / HPV
    • Gonorreia
    • SIDA 
    • Sífilis
    • Hepatite B
     
  • Candidíase
    A Candidíase é uma condição ou infecção causada por um fungo e ocorre na vagina
    na boca e em outras áreas do corpo que são húmidas.
    É transmitida por contacto com secreções de pessoas infectadas (saliva, secreção
    vaginal, esperma), e também de mãe para filho (gestantes).
  • Tratamento e Prevenção
    O tratamento é feito através da administração de cremes vaginais e medicamentos por via oral.A prevenção é feita através  do uso de preservativo no acto sexual  e medidas de higiene.
  • HPV
    O Vírus do Papiloma Humano (VPH ou HPV, do inglês human papiloma vírus) é
    um vírus que infecta os queratinócitos da pele ou mucosas. A maioria dos
    subtipos está associada a lesões benignas, tais como verrugas, mas certos tipos
    são frequentemente encontrados em determinadas neoplasias como o cancro do
    colo do útero, do qual se estima que sejam responsáveis por mais de 90% de
    todos os casos verificados.
  • Sintomas
    O tipo e gravidade dos sintomas dependem do tipo de HPV e do local de infecção.
    A principal distinção feita entre os tipos do vírus distribui-os por duas categorias: os que infectam
    as superfícies cutâneas em geral, e os que infectam a região genital. Seja qual for a região
    afectada, na maior parte dos casos a infecção é assintomática (sem sintomas) e resolve-se
    espontaneamente sem deixar sequelas. Alguns tipos de vírus, contudo, e em especial os que
    afectam a área genital, podem causar alterações que vão desde lesões benignas a cancro, o
    mais conhecido é o cancro do colo do útero.
    Tratamento
    É muito difícil exterminar por completo a infecção,
    pelo que na maioria dos casos o tratamento visa
    a reduzir ou eliminar as lesões causadas pelo HPV.
    A maioria dos métodos tem bons resultados, não
    havendo ainda dados que apontem para um
    procedimento preferencial.
  • SIDA
    A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que penetra no organismo por
    contacto com uma pessoa infectada. A transmissão pode acontecer de três formas:
    • relações sexuais;
    • contacto com sangue infectado;
    • de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela amamentação.
    O HIV é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo,
    onde começa de imediato a replicar-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células
    defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível
    a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que
    não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente. Também podem
    surgir alguns tipos de tumores (cancros).
  • Sintomas
    Algumas pessoas apresentam sintomas semelhantes aos de uma gripe
    como:
    febre,
    suores,
    dor de cabeça, de estômago, nos músculos e nas articulações,
    fadiga,
    dificuldades em engolir,
    gânglios linfáticos inchados
    um leve prurido.
    Algumas pessoas também perdem peso e outras, ocasionalmente, podem perder a mobilidade dos braços e pernas, mas recuperam-na passado pouco tempo.
     Diagnostico
    O diagnóstico faz-se a partir de análises sanguíneas para detectar a presença de anticorpos ao
    HIV. Estes anticorpos são detectados, normalmente, apenas três a quatro semanas após a fase
    aguda.
  • Gonorreia
    É uma doença sexualmente transmissível (DST), causada pela bactéria  gonococo.  
    O gonococo infecta principalmente as células cilíndricas da uretra.
     Sintomas
    Normalmente o mais comum no homem é a ardência ao urinar acompanhada de febre
    baixa e de aparecimento de um corrimento amarelo e purulento saindo da uretra. Por isso é
    também conhecida como uretrite gonocócica. Das mulheres, 70% não apresentam
    sintomas (perigoso porque podem se desenvolver complicações sem tratamento). Nas
    restantes é comum ocorrerem dores ao urinar, acompanhada de IncontinênciaUrinária e
    corrimento vaginal.
    Tratamento
    Além de medidas de higiene, e o uso de protecção
    (preservativo) compreende o uso
    de antibióticos e quimioterápicos, sob rigorosa
    prescrição médica..
     
    Artrite devida à gonorreia
  • Prevenção as DST's
    Usar sempre preservativo nas relações sexuais, não partilhar agulhas, seringas, material usado na
    preparação de drogas injectáveis e objectos cortantes (agulhas de acupunctura, instrumentos
    para fazer tatuagens e piercings, de cabeleireiro, manicura).
    Além dos preservativos comuns, vendidos em farmácias e supermercados, existem outros, menos
    vulgares, que podem ser utilizados como protecção durante as mais diversas práticas sexuais.
    É, também, preciso ter atenção à utilização de objectos, uma vez que, se estiverem em contacto
    com sémen, fluidos vaginais e sangue infectados, podem transmitir o vírus.
  •  Conclusão
    A única forma de nos protegermos contra estas
    e outras doenças sexualmente transmissíveis, e
    usando preservativo!!
    Não tente remediar, previna-se.