Your SlideShare is downloading. ×
Cadeia de valor da mandioca   reunião nacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Cadeia de valor da mandioca reunião nacional

2,585
views

Published on

Published in: Technology, Spiritual

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,585
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
68
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Cadeia de valor da Mandioca Instituto de Investigação Agrária de Moçambique Centro Zonal Nordeste
  • 2.
    • Mandioca e a principal cultura depois do milho,
    • Norte: Contribui com 85% da produção nacional,
    • Centro and Sul: 15% de produção nacional,
    • > 50% de população na regiao norte tem mandioca como cultura alimentar,
    • 99% dos produtores são do pequenos produtores.
    Mandioca ( Manihot esculenta Crantz)
  • 3. Funções básicas cadeia de valor
  • 4. Provisão de insumos
    • Adubos, fertilizantes e pestecidas.
      • (+) aplicado pela investigação
        • Ureia, insecticidas, fungicidas e termicidas
      • Fornecidores
        • Agroquimicos,
        • Agrifocus.
    Fluxo de estaca-semente melhorada e local recomendada IIAM IITA DPA – SPER/SPA e ONG’s SDAE’s Sector Privado Produtores Individuais (Namina) ONG’s - CARE, VM, Save The Children, ESSOR, Africare, ADAP-SF, AENA Sector Privado – OLIMA, WISSA, Gastão, etc. Produtores e Organizações de produtores
  • 5. Produção
  • 6. Produção da mandioca (ton) em Nampula
  • 7. Produção …
    • Produtores individuais
    • 99% Sector familiar
    • Area: 1.5ha
    • Sector privado
    • OLIMA - Ribaue (6ha)
    • WISSA - Mutivaze (2ha)
    • Gastão - Mogovolas (10ha)
    • Caiaia - Ribaue (10ha)
  • 8. Flexibidade da época de plantio e de colheita da cultura de mandioca Épocas de plantação 2009 2010 2011 A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A Situação A X                       MS                         Situação B X                       P             MF         Situação C X                                               MS Situação D           X                           MF         Situação E           X                                     MS
  • 9. Processamento
    • Sector familiar (Makaka)
    • OLIMA (Amido, farinha)
    • WISSA (Farinha, Mathapa fresca, Mathapa pó)
    • Manuel Caetano - Carapira (Farinha)
    • Nacololo - Monapo (Farinha)
    • Monapo - sede (Farinha)
  • 10. Processamento da mandioca seca no distrito de Monapo - Dezembro Local Quantidade (saco de farinha de 50 Kg) Proveniência da mandioca Destino da farinha de mandioca Preço de Moagem (MT/Kg) Preço da farinha (MT/Kg) Preço por saco de farinha (MT/50Kg) Nacalolo 300 Namuno Moma, Angoche, Mogincual e Ilha de Moçambique 0.5 6 300 Carapira 982 Chiúre Angoche e Moma 0.5 6 300 Monapo-sede 780 Namuno e Chiúre Moma, Angoche e Mogincual 1 9 450
  • 11. Mapa dos canais de comercialização
  • 12. Produtor: Mandioca fresca (100MT/Saco de 25Kg Compradores ambulantes: (150 MT/saco de 25 Kg Grossista na cidade: (250 MT/saco de 25 Kg Retalistas da cidade: (Unidade de venda molho ou Kilo (300 MT/saco de 25 Kg Consumidor da mandioca fresca Canais de comercialização de derivados de mandioca Produtor: Mandioca seca ou Macaca (Abundância: 100 a 150 MT/saco de 50 Kg; Escassez 150 a 200MT/Saco de 50 Kg) Compradores ambulantes: (Abundância: 200 a 250 MT/saco de 50 Kg; Escassez: 300 a 450 MT/saco de 50 Kg) Armazenistas Moagem prestação serviços Moagem do armazenista Retalhistas Consumidores de farinha Retalhistas Consumidor da mandioca seca
  • 13. Sazonalidade de derivados vs preço da Mandioca e Milho Derivados de Mandioca 2009 2010 A S O N D J F M A M J J A Fresca 150 a 200 MT/saco de 25Kg Seca 150 a 250 Kg/saco de 50Kg 250 a 450 MT/saco de 50 Kg Milho 250 a 350 MT/saco de 50 Kg
  • 14.  
  • 15. Onde queremos chegar Produção Ração animal processador Comercialização Raspa seca Rale Consumidores Avicultores e criadores de gado bovino Processamento Associações (Chica, ….. Sector privado (OLIMA, WISSA) Retalhistas Unidade de processamento Amido azedo e doce Mercados informais Supermercados Restaurantes Distribuidor Intermediários Farinha Produtores individuais Hoteís Panificadores Renda baixa Renda alta Renda média
  • 16. ANÁLISE FOFA Forças Oportunidades Assistência técnica disponível; Existência de alguns financiadores dos programas; Condições agro-ecológicas favoráveis para cultura de mandioca; Disponibilidade de variedades melhoradas (CBSD a alto rendimento); Experiência na panificacão, usando a substituição parcial da farinha de trigo por farinha de mandioca; Parceiros e sector privado com vontade de colaborar; Procura de material vegetativo de mandioca tolerante a CBSD; Interesse do Governo em desenvolver a cultura de mandioca; Existência do grupo de mandioca ao nível da província de Nampula; Existência de mercado interno da mandioca e seus derivados;
  • 17. ANÁLISE FOFA Fraquezas Ameaças Insuficiência de fundos; Deficiências do pessoal técnico especializado; A maior de tecnologias não promisoras; Poucas acções de treinamento; Insuficiência de fundos para aquisição de linhas completas de agro-processamento; Maneio inadequadas de cultivo, incluindo uso de variedades pouco produtivas. Acesso a tecnologia apropriada (maquinaria e equipamento) para processamento adequado, embalagens. Pouco conhecimento do consumo dos sub-produtos da mandioca; Infra-estruturas e vias de acesso. Mudanças climáticas e baixa fertilidade do solo; Deficiente funcionamento do sistema de informação sobre mercados; Acesso a credito.
  • 18. Desafios
    • Planificação conjunta entre parceiros para tornar a cadeia de valor de mandioca funcional;
    • Necessidade de um sistema funcional de produção do material vegetativo de mandioca,
    • Acompanhamento das tecnologias libertadas e continua assistência técnica, para aumento da produção e produtividade de mandioca;
    • Adicionar o valor através de melhoria de técnicas de agro-processamento;
    • Mudança de hábitos alimentares.
  • 19. Colaboradores
    • Instituições Governamentais:
      • IIAM, UCODIN, DPA, DPIC, IPEX, IPEME, CEPAGRI.
    • CGIAR Centers
      • IITA
    • ONG’s
      • AFRICARE, Save The Children, World Vision, ADAP-SF, AENA, ESSOR, CARE.
    • Sector Privado
      • OLIMA, WISSA, GASTÃO.