I n d e x i n g                                              Manual Administrativo de                                Extra...
© 2009 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso nos Estados Unidos da América. Aprovação         ...
Sumário                            Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...
Parte 5: O Valor dos Índices . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12                     ...
Introdução                            Visão Geral e Propósito da Extração de                            Dados de Registros...
•	 O Universal Data Entry (UDE) 6.0 é o método usado por aqueles que continuam a criar                                índi...
Parte 1: Organização da Extração                            de Dados de Registros Familiares                            Or...
Instruções da Igreja, Volume 2. Outras contribuições administrativas que podem colaborar                             com o...
•	 Presidências de estaca em outras áreas do mundo enviam o pedido ao presidente                                da área.  ...
•	 Organizar todos os aspectos do programa de extração de dados de registros familiares                                na ...
•	 Supervisionar uma equipe de indexadores que esteja indexando em outros idiomas.                             •	 Fornecer...
Parte 3: Treinamento                            Treinamento para o Diretor de Extração de Estaca                          ...
Sugestões adicionais de treinamento também incluem:                            Reuniões de Apresentação                   ...
Treinamento Contínuo                              Treinamento contínuo pode ser dado com sucesso em grupo ou individualmen...
para pessoas que saibam outras línguas, que não podem ter outro chamado na Igreja por-                              que vi...
Parte 5: O Valor dos Índices                             Descrição do Sistema de Envio Digital                            ...
Parte 6: Princípios Básicos                             para a Extração de Dados                             de Registros ...
Instruções gerais de indexação para o UDE estão impressas no documento “Family                              Record Extract...
Ou                                1. No site, clique na aba Projects.                                2. Selecione um proje...
Indexação do FamilySearch                            UDE 6.0                              As imagens indexadas podem ser c...
9. Revisar possíveis problemas identificados pelo controle de qualidade do programa e fazer                               ...
O Programa Universal Data Entry                              A Igreja fornece o programa UDE em CD-ROM, que pode ser pedid...
O Departamento de História da Família e de História da Igreja sente-se profundamente                             grato a t...
30985_059_FmlyRcrd.indd 20   7/20/09 2:24:31 PM
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Manual administrativo de extração de daos de registro familiares

843

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
843
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Manual administrativo de extração de daos de registro familiares"

  1. 1. I n d e x i n g Manual Administrativo de Extração de Dados de Registros Familiares30985_059_FmlyRcrd.indd 1 7/20/09 2:24:27 PM
  2. 2. © 2009 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso nos Estados Unidos da América. Aprovação do inglês: 10/08. Aprovação da tradução: 12/08 Translation of Family Record Extraction Administrative Handbook. Portuguese. 30985 059 FamilySearch é marca registrada da Intellectual Reserve, Inc.30985_059_FmlyRcrd.indd 2 7/20/09 2:24:27 PM
  3. 3. Sumário Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Visão Geral e Propósito da Extração de Dados de Registros Familiares . . . . . . 1 Os Computadores e a História da Família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Como São Criados os Índices . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Distribuição do Manual e Uso da Terminologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Como Baixar a Versão Atual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Como Obter Ajuda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Parte 1: Organização da Extração de Dados de Registros Familiares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Organização Básica da Extração de Dados de Registros Familiares . . . . . . . . . . 3 Líderes do Sacerdócio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 O Consultor de História da Família da Área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 A Presidência da Estaca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 O Consultor do Sumo Conselho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Como Configurar a Extração de Dados de Registros Familiares (para as Estacas Que Não Estão Participando) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Parte 2: Magnificar o Chamado de Servir na Extração de Dados de Registros Familiares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 O Diretor de Extração da Estaca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 Diretores-Assistentes de Extração da Estaca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 Indexadores, Conferentes e Revisores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Parte 3: Treinamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 Treinamento para o Diretor de Extração de Estaca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8 Treinamento para os Indexadores, Conferentes e Revisores . . . . . . . . . . . . . . . 8 Parte 4: Participação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Envolver os Membros da Igreja . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Envolver a Comunidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1130985_059_FmlyRcrd.indd 3 7/20/09 2:24:27 PM
  4. 4. Parte 5: O Valor dos Índices . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 Descrição do Sistema de Envio Digital . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 Usar um Índice para Simplificar o Processo de Pesquisa . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 A Importância de Fazer Registros Corretos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 Parte 6: Princípios Básicos para a Extração de Dados de Registros Familiares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Diretrizes Gerais para a Indexação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Como Localizar Instruções Básicas para a Indexação do FamilySearch . . . 13 Como Localizar Instruções Básicas para o Universal Data Entry (UDE) . . . 13 Diretrizes Específicas ao Projeto de Indexação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 Como Localizar Instruções Específicas ao Projeto na Indexação do FamilySearch . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Como Localizar Instruções Específicas ao Projeto no Universal Data Entry . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Parte 7: Ferramentas e Garantia de Qualidade . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Visão Geral dos Dois Métodos de Indexação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Diferenças entre a Indexação do FamilySearch e o UDE 6.0 . . . . . . . . . . . . 16 O Programa de Indexação do FamilySearch . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 Como o Novo Diretor de Extração de Dados da Estaca Começa o Trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 Garantia de Qualidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 O Programa Universal Data Entry . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Como o Diretor de Extração da Estaca Supervisiona a Indexação com o Programa UDE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Garantia de Qualidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Dedicatória . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1930985_059_FmlyRcrd.indd 4 7/20/09 2:24:27 PM
  5. 5. Introdução Visão Geral e Propósito da Extração de Dados de Registros Familiares A extração de dados de registros familiares é essencial ao trabalho de redimir os mortos. Com o passar dos anos a Igreja compilou bilhões de registros que contêm os nomes de pessoas que já viveram na Terra. Embora essa imensa quantidade de informações seja uma grande bênção, seu valor é limitado se os pesquisadores não conseguem localizar os dados de seus antepassados de forma rápida e simples. • Por meio da extração de dados de registros familiares, os voluntários criam vários índices automatizados de documentos históricos que contêm o nome de indivíduos que já viveram. Esses índices são então colocados à disposição de todos por meio dos recursos de história da família da Igreja na Internet e programas de computador. Os nomes que são extraídos desses índices são também enviados aos templos, quando necessário, para complementar os nomes enviados pelos membros para a realização de ordenanças. • Os índices publicados podem incluir links para imagens digitais de documentos originais. A Igreja cuidadosamente avalia quais registros são mais necessários para que os membros façam sua pesquisa de história da família e realizem as ordenanças do templo. Esses regis- tros são colocados à disposição das estacas participantes para serem indexados. Os Computadores e a História da Família A extração de dados de registros familiares mudou muito nos últimos anos desde que a tecnologia facilitou a realização desse importante trabalho. O Presidente Howard W. Hunter falou sobre o impacto que a tecnologia exerce no trabalho de história da família: “O Senhor tem abençoado para que o desenvolvimento da tecnologia agilize o trabalho de história da família. Recentemente começamos a utilizar a tecnologia da informática para acelerar o trabalho sagrado de prover ordenanças às pessoas falecidas. O papel da tecnologia nesse trabalho foi acelerado pelo próprio Senhor, que tem guiado seu desenvolvimento e continuará a fazê-lo. Entretanto, estamos apenas no começo do que podemos fazer com essas ferramentas. Acho que nossas projeções mais entusiásticas con- seguem capturar apenas um pequenino vislumbre de como essas ferramentas podem nos ajudar, e das consequências eternas desses esforços” (The Teachings of Howard W. Hunter, 1997, p. 65). Como São Criados os Índices Os índices podem ser criados usando-se um dos seguintes programas de computador: • A indexação no FamilySearch é o método preferencial para todas as estacas que estão iniciando a extração de dados de registros familiares. 130985_059_FmlyRcrd.indd 1 7/20/09 2:24:27 PM
  6. 6. • O Universal Data Entry (UDE) 6.0 é o método usado por aqueles que continuam a criar índices usando CD-ROMs, microfilmes ou papel. Uma descrição detalhada desses programas e de como usá-los é dada na “Parte 7: Fer- ramentas e Garantia de Qualidade.” Os dados indexados dos dois programas são igual- mente valiosos. Distribuição do Manual e Uso da Terminologia Este manual é para o uso dos consultores de história da família da área, da liderança do sacerdócio da estaca, inclusive da presidência da estaca e do consultor do sumo conse- lho responsável pelo trabalho do templo e história da família, do diretor e assistentes de extração. Neste manual o termo “estaca” também se refere a “distrito”. “Presidência da estaca” também se refere a “presidência de distrito”. As presidências de missão e distrito devem seguir as instruções deste manual até onde elas se aplicam. Como Baixar a Versão Atual Este documento pode sofrer mudanças conforme os programas forem atualizados. Para ter acesso à edição atualizada on-line, procure pelo Manual Administrativo de Extração de Dados de Registros Familiares nos seguintes lugares: • Em www.familysearchindexing.org, na página inicial, clique na aba Help. Clique na aba Publications. • Em www.lds.org, clique em Serving in the Church. Clique em Family History. Clique em FamilySearch Indexing and Family Record Extraction. Compare as cópias impressas com a edição on-line para verificar as atualizações. Descarte todas as versões impressas desatualizadas para evitar confusão. Como Obter Ajuda A ajuda está disponível para todos os que servem na extração de dados de registros familiares. Os indexadores devem procurar o diretor de extração da estaca para quais- quer esclarecimentos. O diretor de extração da estaca deve consultar o consultor do sumo conselho para resolver dúvidas relacionadas aos objetivos, à organização do pro- grama e à equipe. Para perguntas sobre como fazer um projeto de indexação, o diretor da estaca deve primeiramente buscar as instruções impressas ou on-line que acompa- nham cada projeto. Se os sumos conselheiros ou o diretor da estaca não conseguirem encontrar uma resposta ou necessitarem de ajuda adicional, podem ligar para a Sede da Igreja no número 1 (866) 406-1830 (ligação gratuita) ou enviar um e-mail para inde- xing@familysearch.org 230985_059_FmlyRcrd.indd 2 7/20/09 2:24:27 PM
  7. 7. Parte 1: Organização da Extração de Dados de Registros Familiares Organização Básica da Extração de Dados de Registros Familiares O programa de extração de dados de registros familiares é uma das facetas do trabalho do templo e da história da família na Igreja. É organizado em cada estaca participante sob a direção da presidência da estaca e adaptável às necessidades individuais e aos recursos disponíveis. Ver também a seção 9 do Manual de Instruções da Igreja, Volume 2: Sacerdócio e Auxiliares, “Trabalho do Templo e da História da Família” para mais informações. Quando a estaca decide participar da extração de dados de registros familiares, o programa é insta- lado do seguinte modo: • O consultor do sumo conselho responsável pelo trabalho do templo e da história da família é designado para supervisionar a extração de dados de registros familiares. • É chamado um diretor de extração de dados de registros familiares da estaca. • Podem-se chamar assistentes para ajudar o diretor de extração de dados de registros familiares da estaca, segundo a necessidade: • Os extratores de dados de registros familiares ou indexadores tanto podem receber um chamado formal da presidência da estaca quanto participar como voluntários. Cada estaca participante deve ter um grupo fixo de indexadores cujos membros tenham sido chamados e designados. Qualquer pessoa que deseje ajudar no trabalho é convidada a cadastrar-se on-line, seja ela membro da Igreja ou da comunidade. (Observação: No Manual de Instruções da Igreja citado anteriormente, esse chamado é identificado como “extratores de dados de registros familiares”. Neste documento, os extratores de dados de registros familiares são chamados de “indexadores”. Os dois termos estão corretos.) Líderes do Sacerdócio O Consultor de História da Família da Área Nem todas as áreas geográficas da Igreja possuem um consultor de história da família da área. Se consultores foram chamados, os líderes do sacerdócio podem buscar na página 264 na seção 9 do Manual de Instruções da Igreja, Volume 2 informações sobre suas atribui- ções nas atividades de história da família. Por exemplo, o consultor de história da família da área pode dar treinamento aos líderes e a outros membros da estaca e das unidades, conforme orientação ou aprovação da Presidência dos Setenta ou da Presidência de Área. A Presidência da Estaca O sucesso da extração de dados de registros familiares depende muito da atenção e do apoio dados pelos líderes do sacerdócio. Quando os líderes do sacerdócio conversam regu- larmente com o diretor da estaca e estão cientes de suas necessidades, aqueles que servem na extração sentem-se valorizados e queridos. Orientações para os membros da presi- dência da estaca podem ser encontradas nas páginas 266–267 na seção 9 do Manual de 330985_059_FmlyRcrd.indd 3 7/20/09 2:24:28 PM
  8. 8. Instruções da Igreja, Volume 2. Outras contribuições administrativas que podem colaborar com o sucesso do programa de extração de dados de registros familiares da estaca podem incluir: • Reservar uma pequena quantia para cobrir custos de material e treinamento. • Conversar regularmente com o consultor do sumo conselho para avaliar o progresso e as necessidades do programa de extração. • Incentivar os bispos a pensar nos membros de sua ala que poderiam beneficiar-se com um chamado formal para servir. O Consultor do Sumo Conselho O consultor do sumo conselho supervisiona todos os centros de história da família da estaca conforme se segue: • Trabalha com a presidência da estaca para receber orientação para resolver questões que necessitem da atenção do sacerdócio. • Compreende o propósito, a organização e o funcionamento da extração de dados de registros familiares. • Assegura-se de que o trabalho de extração tenha a equipe e as acomodações necessárias para funcionar com eficiência. • Em espírito de oração, reflete sobre quem deve receber um chamado para servir. (Ver “Parte 4: Participação.”) • Lidera na implantação dos procedimentos de indexação e das ferramentas que mais se adaptem às necessidades e circunstâncias dos membros da estaca. (Ver “Parte 7: Ferra- mentas e Garantia de Qualidade.”) • Apresenta nomes aos líderes do sacerdócio para ocupar os chamados de diretor de extra- ção da estaca, diretores-assistentes de extração da estaca, se necessário, e indexadores. • Designa um diretor de extração da estaca, diretores-assistentes de extração da estaca e indexadores, sob orientação da presidência da estaca. • Supervisiona e dá suporte ao diretor de extração da estaca. • Treina a equipe para usar os computadores e seguir os procedimentos de indexação. Chama um especialista de informática da estaca para ajudar os voluntários a resolver problemas técnicos. • Ensina os voluntários sobre a natureza espiritual da extração de dados de registros familiares. • Relata regularmente à presidência da estaca o progresso da extração de registros e quaisquer necessidades ou preocupações. Como Configurar a Extração de Dados de Registros Familiares (para as Estacas Que Não Estão Participando) Participar é fácil. Se a presidência da estaca deseja que a estaca participe da extração de dados de registros familiares, envie o pedido pelos canais listados abaixo: • Presidências de estaca na América do Norte enviam o pedido para o contato designado da Presidência dos Setenta. 430985_059_FmlyRcrd.indd 4 7/20/09 2:24:28 PM
  9. 9. • Presidências de estaca em outras áreas do mundo enviam o pedido ao presidente da área. Se o pedido for aprovado, a recomendação é enviada por e-mail à sede da Igreja, onde a estaca é reconhecida como uma estaca de extração. Para decidir se a estaca deve ou não participar, a presidência da estaca deve conversar com o consultor de história da família da área e considerar as seguintes perguntas: 1. Há um número suficiente de membros disponíveis para dedicar tempo à indexação sem negligenciar os chamados da Igreja? Os indexadores geralmente gastam de duas a quatro horas por semana extraindo registros. 2. Quantos membros da estaca têm acesso a computador e Internet em casa? 3. Os computadores do Centro de História da Família estão disponíveis para uso da indexação para aqueles que não possuem computador ou Internet em casa? 4. Os membros da estaca que são menos ativos ou têm limitações físicas para servir em outras áreas podem beneficiar-se servindo na extração de dados de registros familiares? Já que membros e não membros podem se oferecer como voluntários on-line para ajudar no trabalho, é possível que os indexadores voluntários já tenham sido designados para uma estaca antes de a estaca funcionar oficialmente com um diretor de extração da estaca. (Para orientação sobre como trabalhar com voluntários, ver o quinto item em "O Diretor de Extração da Estaca” na “Parte 2: Magnificar o Chamado de Servir na Extração de Dados de Registros Familiares.”) A Igreja não pede que as estacas ou as pessoas comprem computadores ou tenham uma conexão com a Internet e nem fornece esse equipamento. Parte 2: Magnificar o Chamado de Servir na Extração de Dados de Registros Familiares O Diretor de Extração da Estaca Um membro da presidência da estaca ou o consultor do sumo conselho chama e designa esses membros. O chamado para servir pode ser feito a um irmão, irmã ou a um casal. O diretor deve ser hábil ao gerenciar, ser comunicativo, lidar bem com as pessoas e saber resolver problemas. Ter conhecimento básico de computadores e Internet é útil. As res- ponsabilidades incluem: • Reunir-se com os líderes do sacerdócio para decidir como melhor atender às necessi- dades dos indexadores em potencial. Uns podem ser mais produtivos usando o Inde- xador do FamilySearch, outros, o Universal Data Entry. (Ver “Parte 7: Ferramentas e Garantia de Qualidade.”) A estaca pode decidir usar um único programa ou a combina- ção dos dois. 530985_059_FmlyRcrd.indd 5 7/20/09 2:24:28 PM
  10. 10. • Organizar todos os aspectos do programa de extração de dados de registros familiares na estaca. Isso inclui chamar indexadores para participar da Indexação do FamilySearch ou instalar o programa Universal Data Entry no computador pessoal do indexador. • Recomendar aos líderes do sacerdócio vários membros da estaca que poderiam receber um chamado formal para participar, tais como: ▶ Os membros que tenham acesso a computador, Internet e e-mail. ▶ Os membros que estejam impossibilitados de servir em outro chamado por limita- ções físicas. Ver mais sugestões em “Envolver os Membros da Igreja” na “Parte 4: Participação.” • Entrar em contato com a sede da Igreja quando suas perguntas ou problemas não puderem ser resolvidos no âmbito da estaca. (Ver “Como obter ajuda” na página 2.) • Aceitar voluntários, membros ou não, e oferecer apoio, amizade e treinamento. Se tiver dúvidas acerca das pessoas que tenham sido acrescentadas à lista da estaca, discuta o assunto com a presidência da estaca e com o consultor do sumo conselho responsável pela extração de dados de registros familiares. Se as dúvidas não puderem ser resolvidas no âmbito da estaca, entre em contato com a sede da Igreja. Os voluntá- rios são adicionados à lista da estaca seguindo os critérios abaixo: ▶ O voluntário indicou uma estaca quando se registrou on-line. • Ofereça treinamento para os diretores-assistentes, indexadores, conferentes e revi- sores (inclusive voluntários) quando necessário. Ver sugestões de como fazê-lo em “Parte 3: Treinamento.” (Para informações sobre as funções de conferente e revisor, ver página 7.) • Delegue responsabilidades aos diretores-assistentes conforme necessário. • Participe em um projeto especial de indexação em cooperação com uma sociedade histórica ou genealógica, se convidado. • Sob a orientação do sacerdócio, coordene a agenda do uso do computador do Centro de História da Família para a extração de dados de registros familiares, se necessário. • Na Indexação do FamilySearch, atualize o campo da ala na lista de usuários da admi- nistração com os nomes de novos voluntários quando receber um e-mail informando que um voluntário foi acrescentado à equipe da estaca. Isso tornará os relatórios esta- tísticos da estaca e da ala mais precisos. • Relate o progresso da estaca em relação à extração de dados de registros familiares ao consultor do sumo conselho. Envie e-mail ou entregue uma cópia impressa dos relató- rios mensais, trimestrais e anuais aos líderes do sacerdócio para que fiquem cientes do nível de atividade de indexação da estaca. Diretores-Assistentes de Extração da Estaca Um ou mais diretores-assistentes de extração da estaca podem ser chamados para ajudar o diretor. As tarefas que podem ser delegadas ao assistente incluem: • Supervisionar uma equipe de indexadores que esteja usando o programa de Indexação do FamilySearch. • Supervisionar uma equipe de indexadores que esteja usando o programa UDE. 630985_059_FmlyRcrd.indd 6 7/20/09 2:24:28 PM
  11. 11. • Supervisionar uma equipe de indexadores que esteja indexando em outros idiomas. • Fornecer treinamento no uso de computadores. • Familiarizar-se com as instruções específicas ao projetos e compartilhá-lo em treina- mentos periódicos. • Fornecer ajuda onde for necessário. Indexadores, Conferentes e Revisores Os indexadores realizam a transcrição real ou indexação dos registros. Os conferentes certificam-se da exatidão dos índices criados usando a Indexação do FamilySearch. Os revisores certificam-se da exatidão dos índices usando o UDE. Os conferentes e os revi- sores também podem continuar a indexar para manterem-se informados dos desafios que os indexadores podem enfrentar e para adequar-se às mudanças. Cada conferente e revisor deve indexar pelo menos um lote em cada cinco lotes conferidos ou revisados. Os voluntários geralmente servem de duas a quatro horas por semana e podem trabalhar em casa, na capela ou onde tenham acesso a um computador e à Internet. Os indexadores podem participar em uma das seguintes tarefas: • Como membro da estaca que foi chamado e designado. Um membro da presidência da estaca ou um sumo conselheiro designado chama e designa membros para servir como indexadores. • Como voluntário. Os voluntários podem inscrever-se on-line no site da Indexação do FamilySearch Indexing ou em www.lds.org. (Em LDS.org, clique em Serving in the Church, Family History e FamilySearch Indexing and Family Record Extraction.) Os voluntários podem ser membros da Igreja ou professarem outra fé. Ao registrar-se, o voluntário fornece o nome de sua estaca, a informação é passada para a estaca e a informação do registro do voluntário é incluída na lista de usuários da estaca. O diretor de extração da estaca não precisa designar voluntários que se regis- trarem on-line. Eles são listados automaticamente no programa logo após fazerem o cadastramento. Suas responsabilidades são: • Familiarizar-se com as instruções do projeto específico antes de indexar, conferir ou revisar cada novo projeto. • Digitar as informações pertinentes de história da família dos documentos históricos no programa do computador. • Aprender a ler e interpretar vários tipos de registros. • Verificar as informações digitadas comparando os dados registrados no computador com os documentos de onde as anotações foram tiradas. • Comunicar-se com o diretor de extração da estaca ou diretor-assistente em caso de dúvida. 730985_059_FmlyRcrd.indd 7 7/20/09 2:24:28 PM
  12. 12. Parte 3: Treinamento Treinamento para o Diretor de Extração de Estaca Embora o consultor do sumo conselho instrua o diretor de extração da estaca com rela- ção à organização e propósitos da extração de dados de registros familiares em sua estaca, o diretor deve estudar e aprender os detalhes do processo de indexação. Ao fazê-lo, o diretor deve: • Estudar este manual administrativo. • Participar do treinamento dado pelo consultor de história da família da área, se tiver oportunidade. • Completar os tutoriais de treinamento que estão disponíveis no site da Indexação do FamilySearch em www.familysearchindexing.org • Buscar oportunidades de treinamento adicional no site da Indexação do FamilySearch. • Ler os memorandos e publicações anteriores no site da Indexação do FamilySearch. Treinamento para os Indexadores, Conferentes e Revisores Ao ensinar os indexadores, conferentes e revisores a fazer suas tarefas corretamente, o diretor de extração da estaca obterá muitos resultados positivos. Por exemplo: • As pessoas tornam-se mais confiantes no trabalho. • Elas aprendem novas habilidades e sentem que seu trabalho é importante. • Desenvolvem um sentimento de cooperação, união e entusiasmo pelo trabalho de história da família. • Serão produzidos índices de alta qualidade que ajudarão na pesquisa genealógica. Técnicas de ensino que o diretor de extração da estaca poderá adaptar para o treinamento dos indexadores, conferentes e revisores são encontrados em dois livros publicados pela Igreja. Para acessá-los, siga os seguintes passos: 1. Acesse www.lds.org 2. Clique em Gospel Library. 3. Clique em Support Materials. 4. Clique em Teaching Support Materials. 5. Clique em Teaching Guidebook [Guia de Ensino] ou Teaching, No Greater Call [Ensino, Não Há Maior Chamado]. Ambos são recursos excelentes. 830985_059_FmlyRcrd.indd 8 7/20/09 2:24:28 PM
  13. 13. Sugestões adicionais de treinamento também incluem: Reuniões de Apresentação O diretor de extração da estaca e o consultor do sumo conselho responsável pela extração podem fazer reuniões de apresentação para ajudar os novos indexadores e voluntários recém-registrados a reconhecer a importância desse trabalho. Os seguintes tópicos podem fazer parte da apresentação: • Uma explicação de como a indexação auxilia os pesquisadores em todo o mundo a localizar mais facilmente as informações sobre seus antepassados. (Ver “Parte 5: O Valor dos Índices.”) • Uma descrição da organização do programa de extração de dados de registros familiares. • Uma visão geral do processo de indexação. • Uma explicação da necessidade da exatidão. • Uma demonstração de como acessar os tutoriais da Indexação do FamilySearch. Os tutoriais podem ser lidos on-line ou baixados para um treinamento off-line. • Uma demonstração de como acessar e usar a ajuda on-line do UDE. • Uma explicação de como encontrar instruções gerais e específicas ao projeto. • Uma explicação de como funciona o suporte. (Ver página 2, “Como Obter Ajuda.”) Reuniões de Treinamento Mais Detalhadas Em seguida, o diretor de extração da estaca e o conselheiro do sumo conselho respon- sável pela extração podem realizar uma ou mais reuniões de treinamento para ensinar procedimentos específicos que os indexadores, conferentes e revisores usarão para realizar suas tarefas. Essas reuniões podem conter os seguintes assuntos: • Como usar os programas de computador. • Como ler e indexar documentos históricos. • Como encontrar e seguir as instruções de indexação específicas ao projeto. Como parte do treinamento, certifique-se de que cada um compreende as instruções, como encon- trá-las e como aplicá-las ao indexar os registros. As reuniões podem ser uma boa ocasião para praticar. O diretor de extração da estaca pode demonstrar o processo de indexação e, então, deixar a pessoa indexar alguns regis- tros enquanto ele observa. O diretor pode responder a perguntas e dar sugestões quando necessário. Durante o treinamento, o diretor pode observar também se o indexador desenvolveu as habilidades e o entendimento necessários para participar da revisão ou conferência. O diretor pode decidir também se a pessoa necessita de mais treinamento. 930985_059_FmlyRcrd.indd 9 7/20/09 2:24:29 PM
  14. 14. Treinamento Contínuo Treinamento contínuo pode ser dado com sucesso em grupo ou individualmente e até mesmo por meio de boletins. Tais treinamentos devem acontecer frequentemente. No treinamento contínuo o diretor da estaca pode: • Demonstrar apreço pelos indexadores e incentivá-los em seus esforços. • Identificar áreas onde há erros e explicar como corrigi-los ou evitá-los. • Compartilhar os relatórios do progresso de indexação da estaca. • Responder a perguntas e compartilhar ideias. • Dar oportunidades aos indexadores de compartilhar as bênçãos que receberam ao realizar seu trabalho. Parte 4: Participação Como no trabalho nos centros de história da família, tanto membros da Igreja como da comunidade com interesse e habilidade para participar na extração de dados de registros familiares devem ser incentivados a fazê-lo. Envolver os Membros da Igreja Cada estaca participante deve ter um grupo fixo de indexadores cujos membros tenham sido chamados e designados. Qualquer pessoa pode participar da extração de dados de registros familiares. Não é necessário ter experiência no trabalho de história da família, mas saber lidar com computadores é desejável. A quantidade de pessoas que têm um chamado formal para servir dependerá da vontade da presidência da estaca. Em algumas estacas poucas pessoas são chamadas e designadas como indexadores, enquanto em outras há muitas. Ao considerar quem deve receber um chamado para servir, os líderes do sacerdócio da estaca devem ser sensíveis às necessidades e interesses de cada um. Alguns mem- bros demonstram grande habilidade, interesse e genuíno apreço por seu chamado na extração de dados de registros familiares, enquanto outros podem ter dificuldade de lidar com computadores ou documentos históricos e, assim, não se sentirem bem com seu chamado. O tempo despendido pela pessoa na indexação pode variar muito. Os membros que têm outros chamados podem dedicar-se apenas algumas horas na semana. Outros membros podem dedicar muitas horas por semana na indexação e esse pode ser seu principal chamado na Igreja. Pessoas em variadas circunstâncias podem encontrar grande alegria e satisfação no ser- viço de extração de dados de registros familiares. A indexação pode ser o chamado ideal 1030985_059_FmlyRcrd.indd 10 7/20/09 2:24:29 PM
  15. 15. para pessoas que saibam outras línguas, que não podem ter outro chamado na Igreja por- que viajam muito, têm escalas de trabalho irregulares ou outros motivos. Outras pessoas que podem participar: • Famílias inteiras podem trabalhar em conjunto, com os pais ensinando os filhos sobre a importância do trabalho do templo e da história da família. • Membros idosos ou que tenham que permanecer em casa podem fazer a extração no lar. • Jovens que estejam realizando seus projetos para o Programa de Reconhecimento das Moças ou dos Escoteiros. • Membros menos ativos e que não se sintam à vontade aceitando outras designações. Essas pessoas podem encontrar no programa de extração de dados de registros familia- res a chance inicial de desfrutar das bênçãos do serviço na Igreja. Reflita sobre as seguintes perguntas ao determinar quem deve receber um chamado formal: • A pessoa tem acesso a um computador, de preferência em casa? Embora não seja essen- cial, os membros que têm computadores serão mais produtivos e bem-sucedidos em seu chamado. • A pessoa será capaz de aprender a lidar com novos procedimentos e ferramentas? Envolver a Comunidade Aqui, comunidade refere-se a qualquer pessoa interessada em buscar suas raízes familia- res. Muitas pessoas admiram o esforço da Igreja de disponibilizar informações genealó- gicas para o público e estão ansiosas por ajudar no processo de indexação. Quanto mais indexadores se juntam ao grupo de extração de dados de registros familiares, mais o entu- siasmo aumenta. Todos são bem-vindos. Os líderes e os indexadores devem ser receptivos com as pessoas que demonstram inte- resse no trabalho. Se apropriado, os princípios do evangelho podem ser compartilhados para ajudar os membros da comunidade a entender o compromisso da Igreja com o trabalho do templo e da história da família. Um espírito maravilhoso acompanha aqueles que servem. Eles fortalecem seu testemunho do Salvador e de Seu sacrifício expiatório e desenvolvem um profundo apreço pelos laços familiares e pela importância de manter registros mais precisos. Os documentos históricos que estão sendo indexados tornam-se disponíveis por meio de acordos de cooperação entre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e os curadores de registros de igrejas ou governos. Contratos estão sendo constantemente negociados com sociedades genealógicas e his- tóricas locais, estaduais e regionais para fazer com que mais registros estejam acessíveis ao público. 1130985_059_FmlyRcrd.indd 11 7/20/09 2:24:29 PM
  16. 16. Parte 5: O Valor dos Índices Descrição do Sistema de Envio Digital Imagine um duto de informações que fluem diretamente de um repositório de documen- tos históricos para um computador pessoal na casa de alguém. O duto não é feito de concreto ou metal, mas sim de computadores conectados e tecnologia. A extração de dados de registros familiares é parte fundamental do esforço da Igreja de criar esse duto de informações. Eis uma descrição sucinta de como esse duto funciona: • Além dos milhões de registros já armazenados no Cofre de Registros da Granite Moun- tain, documentos históricos são guardados em repositórios de igrejas e governos em todo o mundo. • Uma equipe na sede da Igreja identifica quais documentos são necessários para ajudar os pesquisadores a encontrar informações sobre seus ancestrais. • Se ainda não houver uma permissão legal, os funcionários da história da família nego- ciam os direitos de filmar e compartilhar os documentos. • Os documentos microfilmados são digitalizados e reformatados e câmeras digitais são usadas para capturar o material genealógico que não foi filmado. • Os funcionários da extração de dados de registros familiares criam índices para os documentos digitalizados. • Os índices são colocados à disposição de usuários em todo o mundo através da Internet. Usar um Índice para Simplificar o Processo de Pesquisa Sem um índice, a busca pela informação pode tornar-se uma tarefa amedrontadora. Aliado a uma tecnologia poderosa, um índice que identifique informações úteis, tais como nomes, datas e lugares, pode facilitar muito o trabalho. Por exemplo, alguém que tenha poucas informações a respeito de um ancestral, como o sobrenome, um ano apro- ximado e o local onde o ancestral tenha nascido. Uma vez que o índice de registros desse local tenha sido criado, a pessoa poderá digitar a informação que possui e deixar o com- putador buscar qualquer combinação possível. Essa capacidade de pesquisa torna a histó- ria da família mais fácil e mais acessível àqueles que não são genealogistas profissionais. Mesmo aquele que não tem experiência em pesquisa genealógica pode usar um índice para navegar por uma imensa coleção de registros e localizar membros de sua família. A Importância de Fazer Registros Corretos As pessoas que servem na extração de dados de registros genealógicos estão generosa- mente tornando possível que um número incontável de pessoas façam a pesquisa de sua própria família. É muito importante que os indexadores tomem cuidado ao indexar informações de outros como se o fizessem por sua própria família. Para fazê-lo, os indexa- dores devem seguir as diretrizes que estão na “Parte 6: Princípios Básicos para a Extração de Dados de Registros Familiares.” 1230985_059_FmlyRcrd.indd 12 7/20/09 2:24:29 PM
  17. 17. Parte 6: Princípios Básicos para a Extração de Dados de Registros Familiares Diretrizes Gerais para a Indexação Esta seção fornece algumas instruções básicas de indexação que se aplicam tanto à Inde- xação do FamilySearch quanto ao Universal Data Entry. Dois princípios fundamentais são descritos abaixo: • A transcrição de um documento histórico deve refletir o conteúdo original da certidão ou do registro tanto quanto possível. • Os indexadores digitarão as informações em campos específicos de acordo com forma- tos padrão. O conteúdo do registro não é alterado; é simplesmente organizado para facilitar a pesquisa e recuperar os dados indexados. A formatação padrão aplica-se aos seguintes campos de indexação: ▶ Sexo ▶ Data do evento ▶ Lugar do evento ▶ Idade Como Localizar Instruções Básicas para a Indexação do FamilySearch As instruções básicas para a Indexação do FamilySearch estão disponíveis on-line ou off- line e podem ser acessadas de qualquer lugar do aplicativo da seguinte forma: 1. Pressione F1. 2. Clique no tópico Basic Indexing Guidelines. Mais informações que ensinam como funciona a Indexação do FamilySearch e respostas para as dúvidas mais comuns estão disponíveis on-line nos tutoriais. Para ter acesso às lições interativas da Indexação do FamilySearch, clique na aba Help . Os indexadores devem estudar as lições 1, 3 e 4. Além dessas três lições, o diretor de extração da estaca deve estudar as lições 2 e 5 e os conferentes devem estudar a lição 5. Outras informações podem ser encontradas no menu Help, clicando-se nas abas Publi- cations e FAQ. Os documentos podem ser lidos on-line ou impressos e guardados para consulta posterior. Como Localizar Instruções Básicas para o Universal Data Entry (UDE) Instruções para usar o UDE estão inclusas no programa e podem ser acessadas da seguinte forma: 1. Na barra de menu, clique em Help e depois em Help Contents, ou na barra de ferramentas, clique no ícone Interrogação . 2. Para buscar uma resposta, use a aba Contents, a aba Index ou a aba Find. 1330985_059_FmlyRcrd.indd 13 7/20/09 2:24:29 PM
  18. 18. Instruções gerais de indexação para o UDE estão impressas no documento “Family Record Extraction Guidelines for the INDEX05 Template”. Uma cópia é enviada junto a cada lote de registros que é enviado pela sede da Igreja ao diretor de extração da estaca. (Ver “Parte 7: Ferramentas e Garantia de Qualidade.”) Está disponível também um documento impresso com o título “Universal Data Entry (UDE 6.0) Quick Reference” e um CD-ROM que contém um treinamento em Power- Point™ sobre o UDE. Se for necessário, essas ferramentas de treinamento podem ser pedi- das à sede da Igreja. Ver informações para contato em “Como Obter Ajuda” na página 2. Diretrizes Específicas ao Projeto de Indexação Todos os projetos indexados, seja usando a Indexação do FamilySearch ou o UDE, têm instruções específicas ao projeto. As regras de indexação para cada programa podem ser ditadas por vários fatores. Alguns deles são: • Funcionalidade dos programas. • Uso planejado do índice. • Acordos feitos com o proprietário dos registros. As instruções específicas ao projeto são cruciais para a exatidão e o uso do índice. Elas definem a aparência dos documentos, sua organização, quais campos devem ser indexa- dos e como ficará o produto final. Os indexadores precisam familiarizar-se com as instru- ções específicas a cada projeto antes de começar a indexar. Não suponha que documentos parecidos tenham as mesmas instruções para indexação. As instruções específicas ao projeto na Indexação do FamilySearch fornecem links para imagens que ilustram as características dos registros e incluem diretrizes específicas tais como: • Como agir em caso de duplicação de registros. • O que fazer com um título ou termo que está registrado junto ao nome em um documento. • Como reconhecer a localidade correta. • Como agrupar informações em ordem alfabética, cronológica ou pelo local. • Como os nomes são geralmente registrados — por exemplo, se os nomes foram escri- tos com nome e sobrenome ou vice-versa. • O que fazer caso os registros não incluam o nome ou o sobrenome. Como Localizar Instruções Específicas ao Projeto na Indexação do FamilySearch As instruções específicas ao projeto na Indexação do FamilySearch podem ser acessadas de várias formas: Aqui estão duas delas: 1. Na tela de indexação, clique na aba Project Information no centro da tela. 2. Clique em Indexing Project Homepage. 3. Clique em Read project-specific indexing instructions. 1430985_059_FmlyRcrd.indd 14 7/20/09 2:24:29 PM
  19. 19. Ou 1. No site, clique na aba Projects. 2. Selecione um projeto entre os que estão na lista. Como Localizar Instruções Específicas ao Projeto no Universal Data Entry Para instruções sobre projetos específicos no UDE, leia e siga cuidadosamente as diretrizes impressas de cada projeto que foram enviadas pela sede da Igreja. Parte 7: Ferramentas e Garantia de Qualidade Visão Geral dos Dois Métodos de Indexação Como já foi mencionado, há atualmente dois métodos diferentes de indexação e dois programas de computador sendo usados na extração de dados de registros familiares. Em parceria com o diretor de extração da estaca, os líderes do sacerdócio determinam como implantar o programa de extração de dados de registros familiares na estaca. Alguns voluntários serão mais produtivos usando a Indexação do FamilySearch; outros, o Uni- versal Data Entry. A estaca poderá escolher usar um único sistema ou usar uma combi- nação dos dois. Os dados indexados nos dois sistemas são igualmente importantes. A Indexação do FamilySearch é o método preferencial para todas as estacas que estão ini- ciando a extração de dados de registros familiares. O Universal Data Entry 6.0 é o método usado por aqueles que continuam a indexar usando CD-ROMS, microfilmes ou papel. O gráfico abaixo mostra as diferenças entre os dois métodos de indexação. Diferenças entre a Indexação do FamilySearch e o UDE 6.0 Indexação do FamilySearch UDE 6.0 Os indexadores baixam algumas imagens pela O diretor de extração da estaca Internet. Os registros geralmente podem ser pede inventários para a Sede da indexados entre 30 e 60 minutos. Igreja. Os registros a ser extraídos são enviados para a estaca em CD- ROM, microfilme ou papel. Os lotes, modelos, a ordem dos campos, os O diretor de extração da estaca realces, as listas de busca de nomes e os luga- divide o inventário em lotes ou res são configurados automaticamente. O lote pacotes e configura os modelos, a estará pronto para ser indexado depois de ser ordem dos campos, os realces e as baixado pelo indexador. Nenhum trabalho listas de busca de nomes e lugares. adicional é requerido do diretor de extração da estaca. 1530985_059_FmlyRcrd.indd 15 7/20/09 2:24:29 PM
  20. 20. Indexação do FamilySearch UDE 6.0 As imagens indexadas podem ser colocadas O diretor de extração da estaca na Internet pelo indexador assim que este- pode gastar entre 20 e 40 horas jam prontas. semanais distribuindo ou reco- lhendo trabalhos nos processos de extração e revisão. As instruções gerais e específicas ao projeto Uma cópia impressa dessas ins- estão disponíveis on-line e podem ser lidas ou truções será enviada junto ao impressas pelo indexador. CD-ROM. O diretor de extração da estaca pode fazer cópias adicionais para cada indexador. Os indexadores revisam o próprio trabalho. Os revisores trabalham nos lotes Os conferentes verificam os lotes que preci- que precisam de sua supervisão. O sam ser revistos. diretor de extração da estaca realiza uma auditoria na extração revisada. O Programa de Indexação do FamilySearch A Indexação do Family Search é um programa gratuito na Internet que não possui propagandas ou links que geram spam ou espalham vírus de computador. Para acessar o programa, abra seu navegador e digite www.familysearchindexing.org Como o Novo Diretor de Extração de Dados da Estaca Começa o Trabalho Para iniciar a indexação usando a Indexação do FamilySearch, o diretor de extração da estaca deve: 1. Ligar para a sede da Igreja no número 1 (866) 406-1830 (ligação gratuita) ou enviar um e-mail para indexing@familysearch.org. O diretor é cadastrado no sistema e recebe um nome de usuário, uma senha temporária e privilégios de administrador. Com esses privilégios, o diretor pode cadastrar usuários e acessar os relatórios da estaca. 2. Conectar-se à Internet. 3. Instalar o software da Indexação do FamilySearch. Só será necessário instalá-lo uma vez. Antes de instalar o programa, verifique as especificações recomendadas para o computador, que podem ser vistas na página inicial do programa sob o título Install the Software e depois clique em computer specifications. 4. Trocar a senha temporária. O sistema fará a mudança automaticamente. 5. Familiarizar-se com as instruções e tutoriais on-line. 6. Baixar um lote de imagens digitalizadas. 7. Desconectar-se da Internet, se desejar. (Não é necessário fazê-lo, é uma questão de preferência pessoal. Isso é uma forma de ajudar aqueles que pagam pelo tempo de conexão com a Internet.) 8. Indexar as informações necessárias das imagens, como nomes, datas e lugares. 1630985_059_FmlyRcrd.indd 16 7/20/09 2:24:30 PM
  21. 21. 9. Revisar possíveis problemas identificados pelo controle de qualidade do programa e fazer as correções necessárias. O programa avisará aos usuários para que completem essa tarefa. 10. Conectar-se novamente, se estiver trabalhando off-line. 11. Enviar pela Internet as informações indexadas para a Sede da Igreja. 12. Baixar outro lote de imagens. 13. Baixar e conferir vários lotes de registros. (Ver Garantia de Qualidade abaixo.) 14. Quando se familiarizar com a Indexação do FamilySearch, chamar usuários da estaca ou entrar em contato com os voluntários para saber quem são e como apoiá-los no trabalho de indexação. 15. Fornecer treinamento e apoio para os indexadores, conferentes e revisores. (Ver as páginas de 8 a 9 deste manual.) Garantia de Qualidade Para assegurarmos a melhor qualidade, cada registro é indexado por duas pessoas. Uma pessoa é chamada de Indexador A. A outra é chamada de Indexador B. As informações obtidas nos dois processos de indexação são manejadas pelo sistema em separado. Quando as informações dos registros são digitadas nos campos, o programa sinaliza pos- síveis problemas com nomes, datas e lugares sublinhando-os com uma linha vermelha ondulada. A linha não significa necessariamente que a informação digitada está errada. Significa que a informação não está atualmente incluída na lista de busca do suporte (uma lista de nomes e lugares mais comuns e outras informações pertinentes que são encontradas em documentos indexados) associadas ao campo. Está ali para lembrar a cada indexador para verificar se o que foi digitado é o que está no documento. Quando os dois indexadores terminam e enviam o trabalho, a Indexação do Family- Search compara as duas versões. Ao detectar diferenças, os lotes são enviados para os conferentes. O trabalho dos indexadores A e B são mostrados lado a lado na tela do computador, onde são revisadas por uma terceira pessoa, chamada de conferente. O conferente revisa cada campo que foi assinalado com a discrepância na indexação entre A e B e faz uma das ações a seguir: • Seleciona a versão indexada que ache ser a mais correta. • Determina que nenhuma está correta e faz outra interpretação da imagem. Se a infor- mação indexada estiver incompleta, o conferente pode devolver uma ou ambas para o sistema para que sejam indexadas novamente. O diretor de extração da estaca, o indexador e o conferente dividem as responsabilidades pela qualidade do índice. Podem sempre recorrer às instruções específicas ao projeto on- line para tomar suas decisões. Não é necessário que as estacas tenham um número específico de usuários que sejam conferentes. Algumas estacas ficam confiantes quando podem chamar um determinado número de pessoas qualificadas. Outras podem não ter nenhuma. Por favor, forneçam o máximo de qualidade possível na conferência sem exceder o nível de indexadores na estaca. A maioria das estacas deve contribuir com um fluxo equilibrado, com não mais que dois lotes indexados para cada lote conferido. Por favor, use os relatórios de produ- ção on-line para monitorar esse equilíbrio. 1730985_059_FmlyRcrd.indd 17 7/20/09 2:24:30 PM
  22. 22. O Programa Universal Data Entry A Igreja fornece o programa UDE em CD-ROM, que pode ser pedido à sede da Igreja. (Ver a página 2 em “Como Obter Ajuda” para informações de contato.) Como o Diretor de Extração da Estaca Supervisiona a Indexação com o Programa UDE O diretor de extração da estaca informa à sede da Igreja por telefone ou e-mail que a estaca necessita de registros para indexar. O inventário, na maioria das vezes enviado em imagens digitais em CD-ROM, é enviado à casa do diretor. Para atender às preferên- cias individuais dos indexadores, o registro pode ser enviado em rolos de microfilmes ou cópias em papel dos documentos microfilmados. O diretor divide o inventário em grupos de registros e distribui esse inventário entre os indexadores. Garantia de Qualidade Depois que os dados forem indexados, ela é revisada pelo revisor, que pode ser outro inde- xador ou o diretor. Para certificar-se de que a informação digitada esteja correta, a pessoa usa a ferramenta Verificar Registros. O computador marca os campos que necessitam de verificação com o sinal (#) e a pessoa digita a informação novamente. O computador com- para as duas versões. Se estiverem iguais, o computador remove o sinal e mostra a infor- mação. Se não estiverem iguais, o computador emite um sinal e para até que a informação seja digitada da mesma forma ou que se faça uma correção na digitação original. O diretor realiza uma auditoria final para revisar a qualidade total do material inde- xado. Para fazê-lo, o computador seleciona aleatoriamente 78 registros do lote. O diretor compara os registros selecionados com as imagens do documento original em busca de erros que possam ter ocorrido durante a indexação. A auditoria pode ser feita on-line ou off-line. Em uma auditoria on-line, o computador mostra os registros na tela do computador onde podem ser comparados às imagens dos registros originais no microfilme ou CD-ROM. As correções e mudanças podem ser feitas no decorrer da auditoria. A auditoria off-line permite ao diretor realizar a auditoria sem usar o computador. O diretor imprime os registros a ser auditados, compara a impressão com as imagens dos registros originais no microfilme ou CD-ROM, anota os erros na versão impressa e então retorna ao computador para fazer as correções nos lotes. Os erros devem ser corrigidos antes de as informações serem enviadas, seja usando o método de auditoria on-line ou off-line. Se não houver erros na amostra, conclui-se que os registros foram indexados corretamente e o diretor de extração da estaca envia as informações indexadas por e-mail à Sede da Igreja. Dedicatória Este manual é dedicado às milhares de pessoas que participam da extração de dados de registros familiares desde que foi apresentado pelo Presidente Spencer W. Kimball na Conferência Geral, em abril de 1978. Como os trabalhadores da vinha, na parábola do Salvador (ver Mateus 20:1–8), alguns extratores vieram “de madrugada” quando o programa começou. Eles transferiram as informações do papel ou microfilme para for- mulários impressos. Mais trabalhadores vieram “perto da hora terceira” e digitaram as informações diretamente no programa do computador. A obra continua a crescer e o uso da tecnologia continua a acelerar tal como profetizou o Presidente Howard W. Hunter. 1830985_059_FmlyRcrd.indd 18 7/20/09 2:24:30 PM
  23. 23. O Departamento de História da Família e de História da Igreja sente-se profundamente grato a todos os que se dedicam a fazer do programa de extração de dados de registros familiares um sucesso. Alguns trabalhadores já passaram para a vida futura, outros ser- vem fielmente há anos e outros chegaram recentemente. Não importa sua experiência ou posição, cada participante está trabalhando para realizar a grande tarefa de compar- tilhar informações da história da família e realizar o trabalho do templo para os mortos. “E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido” (Gálatas 6:9). 1930985_059_FmlyRcrd.indd 19 7/20/09 2:24:30 PM
  24. 24. 30985_059_FmlyRcrd.indd 20 7/20/09 2:24:31 PM

×