Guia do MeMbropara o Trabalho do Templo e da História da Família                    WHERE GENERATIONS MEET
GUIA Do MeMbro PArA o TrAbALhoDo TeMPLo e DA hISTórIA DA FAMíLIAPublicado porA Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últim...
© 2009 Intellectual reserve, Inc.               Todos os direitos reservados                    Impresso no brasil        ...
SUMárIoIntrodução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ...
IntroduçãoINTroDUÇÃobem-vindo! Você está para iniciar uma jornadafascinante que o fará voltar na história e avançarpelas e...
Introdução             Anotações                                                                  Reunir as Informações   ...
Capítulo 1CAPíTULo 1o ProPóSITo Do TrAbALho DoTeMPLo e DA hISTórIA DA FAMíLIAO Grande Plano de Felicidade Antes de nascer,...
Capítulo 1             Anotações                         As Famílias Eternas São Parte do Plano                          A...
Capítulo 1                                                                               Anotações o Profeta Joseph Smith ...
Capítulo 1             Anotações                         o Presidente henry b. eyring, da Primeira Presidência, ensinou:  ...
Capítulo 1                                                                              AnotaçõesAs Bênçãos Deste Trabalho...
Capítulo 1             Anotações                             DESIGNAÇÕES                         • Fale com seu bispo ou p...
Capítulo 2                                                                                   AnotaçõesCAPíTULo 2CoMo CoMeÇ...
Capítulo 2             Anotações                          em frente, “não sabendo de antemão o que [você] deve fazer” (1 N...
Capítulo 2                                                                                    Anotações geralmente levam p...
Capítulo 2             Anotações                          4. Preparar o nome dos antepassados para levar ao templo, se voc...
Capítulo 2                                                                        Anotações                        RECURSO...
Capítulo 3             Anotações                         CAPíTULo 3                         reUNIr INForMAÇÕeS eM CASA    ...
Capítulo 3                                                                               AnotaçõesReunir Informações Que E...
Capítulo 3             Anotações                         família de sua ala ou de seu ramo pode ter outras ideias sobre co...
Capítulo 4                                                                                AnotaçõesCAPíTULo 4reGISTrAr AS ...
Capítulo 4             Anotações                          o Profeta Joseph Smith ensinou a importância da manutenção de re...
Capítulo 4                                                                                 Anotações  2.Digite as informaç...
Capítulo 4             Anotações                                                                                          ...
Capítulo 4                                                                                                                ...
Capítulo 4             Anotações                         Diretrizes para Manutenção de Registros                          ...
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia

1,552

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,552
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
48
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Guia do membro para o trabalho do templo e da historia da familia

  1. 1. Guia do MeMbropara o Trabalho do Templo e da História da Família WHERE GENERATIONS MEET
  2. 2. GUIA Do MeMbro PArA o TrAbALhoDo TeMPLo e DA hISTórIA DA FAMíLIAPublicado porA Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos DiasSalt Lake City, Utah
  3. 3. © 2009 Intellectual reserve, Inc. Todos os direitos reservados Impresso no brasil Aprovação do inglês: 8/02 Aprovação da tradução: 8/02Tradução de Member’s Guide to Temple and Family History Work Portuguese 36795 059
  4. 4. SUMárIoIntrodução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . vCapítulo 1 o Propósito do Trabalho do Templo e da história da Família . . . . . . . . . . 1 2 Como Começar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 3 reunir Informações em Casa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 4 registrar as Informações sobre a história da Família . . . . . . . . . . . . . . . . 15 5 reunir Informações da Família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24 6 reunir Informações de registros Públicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 7 Providenciar as ordenanças do Templo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33Apêndice A Formulários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42 b Perguntas para entrevistar Membros da Família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47 C Tabela de Seleção de registros. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49
  5. 5. IntroduçãoINTroDUÇÃobem-vindo! Você está para iniciar uma jornadafascinante que o fará voltar na história e avançarpelas eternidades.Nunca houve um tempo mais sensacional parase fazer o trabalho do templo e da história dafamília. Muito mais templos estão sendo cons-truídos em todo o mundo como nunca antes. osavanços tecnológicos aumentam continuamentenossa capacidade de localizar e pesquisar regis-tros e de nos comunicarmos com outras pessoas.Pessoas do mundo inteiro estão pesquisando, com-pilando e publicando histórias da família impressase na Internet.o Presidente Thomas S. Monson disse: “Nesta obra, nenhuma porta se abrirá sem [a chave da fé]. Testifico que, quando fazemos todo o possível para fazer a obra que temos diante de nós, o Senhor coloca a nossa disposição a chave sagrada necessária para abrir o tesouro que tanto buscamos. (…) Irmãos e irmãs, não se cansem de fazer o bem. Se acham que sua contribuição é pequena ou insignificante, lembrem-se de que o valor das almas é grande à vista de Deus. Nossa oportuni- dade é a de preparar o caminho e realizar as ordenanças, depois de termos feito uma pesquisa fiel, para que essas almas se preparem para a glória que lhes é uma oportunidade divina” (“A Chave da Fé”, A Liahona, maio de 1994, p. 5).o propósito principal do trabalho da história da família é descobrir osnomes dos antepassados e realizar as ordenanças do templo por eles.esse trabalho envolve um processo simples: Reunir informações para identificar seus antepassados. Registrar as informações sobre seus antepassados para uni-los em famílias. Realizar as ordenanças do templo por seus antepassados que ainda não as receberam.o processo frequentemente leva a informações sobre outros antepassados —os pais, filhos e irmãos daqueles que você encontrou — e o processo começanovamente. v
  6. 6. Introdução Anotações Reunir as Informações Realizar as Ordenanças do Templo Registrar as Informações este guia vai ajudá-lo a usar o processo para identificar seus antepassados e abençoá-los por meio das ordenanças do templo. Você também aprenderá sobre os recursos que podem ajudá-lo nesse processo, incluindo o site do FamilySearch, que se encontra em new.familysearch.org. Se já tem experiência em fazer o trabalho do templo e da história da famí- lia, você pode adaptar o uso deste guia a sua experiência. Atividades para enriquecer sua experiência e recursos adicionais para estudo são sugeridos no final de cada capítulo. Você também pode visitar a Central de Ajuda em new.familysearch.org para encontrar mais recursos para ajudá-lo a continuar aprendendo. Talvez ache que este guia é tudo que precisa para começar, ou talvez queira ajuda adicional de um consultor de história da família. os consultores de história da família podem usar este guia para ajudar as pessoas e as famílias no lar. este guia também é a base para o curso sobre o Templo e a história da Família que pode ser ministrado durante a escola Dominical, conforme determinado pelos líderes locais do sacerdócio. Ao participar do trabalho do templo e da história da família, você será aben- çoado com um testemunho mais forte de sua importância, um apreço maior pelo amor do Senhor por Seus filhos e um desejo motivador de fazer o traba- lho do templo por seus antepassados. Você terá uma compreensão melhor da origem de sua família e um amor maior por seus antepassados. vi
  7. 7. Capítulo 1CAPíTULo 1o ProPóSITo Do TrAbALho DoTeMPLo e DA hISTórIA DA FAMíLIAO Grande Plano de Felicidade Antes de nascer, você vivia com o Pai Celestial. ele queria que você fosse feliz e se tornasse como ele. ele apresentou um plano para que você e todos os Seus filhos viessem à Terra e depois retornassem a Sua presença. Sua vida deve ser uma jornada de volta ao lar, à presença de Deus no Seu reino Celestial. essa jornada seria impossível sem a expiação de nosso Salvador Jesus Cristo. A expiação do Salvador possibilita que todos nos arrependamos e sejamos perdoados de nossos pecados e ressuscitemos. obtemos a plenitude das bênçãos da expiação ao receber as ordenanças do evangelho e fazer e cumprir convênios sagrados com Deus. Uma ordenança é um ato sagrado ou uma cerimônia realizada pela auto- ridade do sacerdócio. Algumas ordenanças são fundamentais para a exal- tação. elas incluem o batismo, a confirmação, a ordenação dos homens ao Sacerdócio de Melquisedeque e as ordenanças do templo. receber essas ordenanças deve ser a meta de cada santo dos últimos dias. Cada uma dessas ordenanças fundamentais inclui convênios ou promessas feitos com Deus. o Presidente boyd K. Packer, do Quórum dos Doze Apóstolos, explicou o papel das ordenanças e dos convênios: “As ordenanças e convênios tornam-se nossas creden- ciais para admissão em Sua presença. recebê-las dignamente é o desafio de uma vida; guardá-las posteriormente é o desafio da mortalidade. Uma vez que as tenhamos recebido para nós mesmos e nossa família, somos obrigados a prover essas ordenanças vicariamente para nossos antepassados falecidos, na verdade para toda a família humana” (Conference Report, abril de 1987, p. 27; ou A Liahona, julho de 1987, pp. 21-24).
  8. 8. Capítulo 1 Anotações As Famílias Eternas São Parte do Plano As famílias são fundamentais no plano de felicidade do Pai Celestial. Você faz parte de uma família celestial e de uma família terrena. o Presidente Gordon b. hinckley ensinou: “Deus arquitetou a família. ele deseja que a maior felicidade, os aspectos mais confortantes da vida e as mais profundas alegrias venham da associação de pais, mães e filhos” (Conference Report, abril de 1991, p. 98; ou A Liahona, julho de 1991, p. 84). Você tem um conhecimento do evangelho de Jesus Cristo e já recebeu pelo menos algumas das ordenanças do evangelho. Nem todos em sua família tiveram o mesmo privilégio. Muitos dos seus antepassados — e talvez até alguns membros de sua família imediata — morreram sem ouvir o evange- lho ou receber as ordenanças salvadoras. o Pai Celestial é justo e misericor- dioso, e proporcionou um meio para que eles recebam essas bênçãos. Seus antepassados falecidos vivem em um lugar chamado mundo espiri- tual. Lá eles têm a oportunidade de ouvir e aceitar o evangelho de Jesus Cristo. entretanto, eles não podem receber as ordenanças do evangelho por si mesmos, e não podem progredir até que outros façam essas orde- nanças por eles. É seu privilégio e sua responsabilidade dar a seus antepassados essa dádiva, identificando-os e assegurando-se de que as ordenanças sejam realizadas em favor deles no templo. eles podem então escolher aceitar ou não o tra- balho que foi feito. Seu trabalho em favor de seus antepassados assemelha-se ao trabalho do Salvador, porém em uma escala muito menor. o Salvador permite que todos nós retornemos à presença do Pai Celestial por meio da expiação, e você ajuda seus antepassados a receberem as bênçãos da expiação ao colocar as ordenanças à disposição deles. Você faz por eles um trabalho de salvação que não podem fazer por si mesmos. 2
  9. 9. Capítulo 1 Anotações o Profeta Joseph Smith ensinou que os santos dos últimos dias se tornarão salvadores no Monte Sião. ele explicou: “Como eles se tornarão salvadores no Monte Sião? Construindo seus templos, erigindo suas fontes batismais e recebendo todas as ordenanças (…) sobre sua cabeça, em favor de todos os seus antepassados falecidos, redimindo-os para que possam surgir na primeira ressurreição e ser exaltados em tronos de glória com eles” (History of the Church, volume 6, p. 184; ver também obadias 1:21). o trabalho do templo e da história da família une as famílias. Maridos e esposas, pais e filhos podem ser selados por meio das ordenanças sagradas do templo. A meta desse processo é que “toda a corrente da família de Deus seja unida em uma só, e todos se tornarão família de Deus e de Seu Cristo” (Joseph F. Smith, Millennial Star, outubro de 1906, p. 629).A Missão de Elias As chaves do poder unificador ou selador do Sacerdócio de Melquisedeque foram concedidas a elias, um profeta do Velho Testamento. esse sacerdócio possui a autoridade para realizar as ordenanças que unem as famílias pela eternidade. Profetas antigos predisseram a vinda de elias, antes da Segunda Vinda de Jesus Cristo. o próprio Senhor falou a respeito dessa profecia com os nefitas: “eis que vos enviarei elias, o profeta, antes que venha o dia grande e terrível do Senhor; e ele voltará o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a Terra com maldição” (3 Néfi 25:5–6; ver também Malaquias 4:5–6; D&C 2:1; Joseph Smith—história 1:38–39). essa profecia também foi uma das primeiras mensagens de Morôni ao jovem Joseph Smith. 3
  10. 10. Capítulo 1 Anotações o Presidente henry b. eyring, da Primeira Presidência, ensinou: “É importante saber por que o Senhor prometeu enviar elias. elias foi um grande profeta com grande poder concedido por Deus. ele tinha o maior poder que Deus concede aos filhos: tinha o poder selador, o poder pelo qual tudo o que é ligado na Terra será ligado nos céus. (…) o Senhor cumpriu a promessa de enviar elias. elias apareceu ao Profeta Joseph Smith em 3 de abril de 1836, pouco depois da dedicação do Templo de Kirtland, o primeiro templo construído depois da restauração do evangelho” (Conference Report, abril de 2005, p. 80; ou A Liahona, maio de 2005, p. 78). Quando elias apareceu ao Profeta Joseph, disse: “eis que é chegado plena- mente o tempo (…) para voltar o coração dos pais para os filhos e os filhos para os pais. (…) Portanto, as chaves desta dispensação são confiadas a vossas mãos” (D&C 110:14–16). Desde aquele tempo, o poder selador tem sido conferido a homens conforme autorizado pelo Presidente da Igreja. esses portadores do sacerdócio usam o poder selador para realizar ordenanças no templo pelos vivos e pelos mor- tos. o retorno de elias marcou o início de um interesse mundial em pesquisa genealógica que continua a crescer. o Élder russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, ensinou que uma manifestação do espírito Santo acompanhou a volta do profeta elias: “elias, o profeta, veio para converter o coração dos pais aos filhos e o dos filhos aos pais. Com isso, a afeição natural entre as gerações começou a crescer. essa restauração foi realizada pelo que, às vezes, é chamado de espírito de elias, uma manifestação do espírito Santo prestando testemunho da natureza divina da família. Desde aquele momento, as pessoas do mundo inteiro, independentemente da filiação religiosa, estão reunindo registros de parentes falecidos em escala sempre crescente. elias, o profeta, veio não só para incentivar a busca dos antepassa- dos. ele também tornou possível às famílias unirem-se eternamente, transcendendo os limites da mortalidade. Na verdade, a possibi- lidade de selar as famílias para sempre é o verdadeiro motivo de nossa pesquisa” (Conference Report, abril de 1998, p. 43; ou A Liahona, julho de 1998, pp. 37–40). 4
  11. 11. Capítulo 1 AnotaçõesAs Bênçãos Deste Trabalho o Presidente Thomas S. Monson enfatizou as grandes bênçãos concedidas àqueles que participam do trabalho do templo: “estamos em uma época de construção de templos. Nunca houve tantos templos sendo construídos e dedicados. (…) os templos abençoarão as pessoas que neles entrarem e que se sacrificarem em prol de sua construção. A luz de Cristo brilhará em todos, até mesmo naqueles que já se foram” (Conference Report, abril de p. 76; ou A Liahona, julho de 1999, pp. 67–70). o trabalho do templo e da história da família podem abençoar e proteger você e sua família. o Presidente boyd K. Packer prometeu: “o Senhor nos abençoará à medida que atentarmos para o trabalho sagrado dos templos. As bênçãos não serão limitadas ao serviço prestado no templo. Seremos abençoados em todos os nossos empreen- dimentos. estaremos qualificados para que o Senhor atente para nossos negócios de ordem espiritual e temporal. (…) Ao servirmos no templo, seremos cobertos com um escudo e uma proteção, tanto como indivíduos quanto como povo” (The Holy Temple [1980], pp. 182, 265). Ao trabalhar na história da família e ir ao templo por seus antepassados, você sentirá a influência do espírito Santo com muito mais força em sua vida. Será fortalecido para fazer este trabalho e as outras tarefas de sua vida com mais eficiência. Ao fazer o trabalho do Senhor, você o conhecerá melhor e se tornará mais semelhante a ele. 5
  12. 12. Capítulo 1 Anotações DESIGNAÇÕES • Fale com seu bispo ou presidente de ramo se você ainda não recebeu suas ordenanças do templo. ele poderá explicar o que você precisa fazer para começar a se preparar para ir ao templo e receber essas ordenanças sagradas. • Estude as escrituras adicionais associadas ao trabalho do templo e da história da família, inclusive Doutrina e Convênios 127:4–10; 128:15–18; 138; e Malaquias 4:5–6. • “Rogai ao Pai, com toda a energia de vosso coração” (Morôni 7:48) para que você seja cheio do puro amor de Cristo por seus antepassados. • Se você estiver fazendo o curso sobre o Templo e a História da Família, prepare-se para a próxima aula lendo o capítulo 2. RECURSOS ADICIONAIS • Boyd K. Packer, “A Família e a Eternidade”, A Liahona, fevereiro de 1971, pp. 7–11. • “Plano de Salvação”, em Sempre Fiéis: Tópicos do Evangelho, pp. 134–137. • Ezra Taft Benson, “O que Se Espera Que Ensineis a Vossos Filhos sobre o Templo”, A Liahona, abril/maio de 1985, pp. 1–6. • J. Ballard Washburn, “O Templo É um Assunto da Família”, A Liahona, julho de 1995, pp. 11–12. 6
  13. 13. Capítulo 2 AnotaçõesCAPíTULo 2CoMo CoMeÇArOnde Obter Ajuda há muitas maneiras de obter ajuda ao reunir informações de história da família. Nesta seção você aprenderá a usar os recursos que estão à sua disposição. Reunir InformaçõesRealizar Ordenanças do Templo Registrar Informações A coisa mais importante que você pode fazer é buscar e seguir a orientação do espírito Santo. Você também pode buscar a ajuda dos consultores de his- tória da família e dos centros de história da família. o site do FamilySearch é um recurso poderoso que pode ser-lhe de grande ajuda ao reunir e registrar informações e preparar nomes para as ordenanças do templo.Siga a Orientação do Espírito Santo Você será muito mais eficiente em seu trabalho do templo e da história da família quando buscar e seguir a orientação do espírito Santo. Seus esforços em reunir informações da família podem ser comparados aos esforços de Néfi em obter as placas de latão, que continham informações sobre sua genealogia. Assim como Néfi, você tem a responsabilidade de obter as informações sobre sua família. Tal como Néfi, talvez precise seguir 7
  14. 14. Capítulo 2 Anotações em frente, “não sabendo de antemão o que [você] deve fazer” (1 Néfi 4:6). Se confiar humildemente no Senhor para preparar um caminho pelo qual você possa reunir os registros, ele o abençoará com uma crescente orientação do espírito Santo. o espírito Santo pode inspirá-lo a saber a melhor maneira de começar o trabalho de história da família, em qual antepassado ou em qual linhagem familiar concentrar-se, onde encontrar registros úteis, ou com quais mem- bros da família falar para conseguir informações da família. o espírito Santo pode comunicar-Se com você ao: • Falar a sua mente e ao seu coração e dar a você impressões ou ideias (ver D&C 8:1–2). • Inspirar outras pessoas a darem conselhos inspirados a você (ver Êxodo 18:13–24). • Ajudar você a sentir paz (ver D&C 6:23). • Ajudar você a lembrar-se (ver João 14:26). Lembre-se de confiar na promessa do Senhor: “e tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, que seja justo, acreditando que recebereis, eis que vos será dado” (3 Néfi 18:20). Consultores de História da Família os consultores de história da família são chamados e designados pelo bispo ou presidente do ramo para auxiliar no trabalho do templo e da história da família. os consultores podem ensinar na classe de história da família e ajudar os membros individualmente. eles podem ajudá-lo a começar, responder suas perguntas e ajudá-lo a usar o site do FamilySearch e outros recursos. Centros de História da Família A Igreja estabeleceu milhares de centros de história da famí- lia em todo o mundo. A maioria dos centros tem uma pequena coleção de recursos publicados. Muitos dos centros têm computadores para acesso ao site do FamilySearch e outros sites de história da famí- lia. eles também podem ter máquinas para leitura de microfilmes. os membros da equipe podem ensiná-lo a usar o centro. eles podem responder suas perguntas e ajudá-lo a usar os recursos e solicitar microfilmes da biblioteca de história da Família em Salt Lake City, Utah. Se forem neces- sários, os microfilmes solicitados 8
  15. 15. Capítulo 2 Anotações geralmente levam poucas semanas para chegar. Para encontrar um centro de história da família, você pode falar com um consultor de história da família.Começar pelo Site doFamilySearch Para simplificar seu trabalho do templo e da história da família, a Igreja desenvolveu um site que pode ser encon- trado em new.familysearch.org. Lá, você pode reunir as informações da família, registrar nomes e outras informações de antepassados e preparar nomes para as ordenanças do templo. Ao começar seu trabalho do templo e da história da família, a primeira coisa que deve fazer é se cadastrar no site e descobrir quais informações sobre você e sua família estão a sua disposição. Para cadastrar-se, será preciso seu número de registro de membro da Igreja e a data em que foi confirmado membro da Igreja. o secretário da ala ou do ramo podem fornecer-lhe essas informações de seu registro de membro ou do resumo de ordenanças Individuais. Para usar o site do FamilySearch, siga estes passos: 1. Se você tiver acesso à Internet, acesse new.familysearch.org e cadas- tre-se como novo usuário digitando seu número de registro de membro e a data da sua confirmação. Após concluir o processo de cadastra- mento, você pode começar a usar o site. 2. Se não tiver acesso à Internet, pode ir ao Centro de história da Família, onde o acesso estará provavelmente à disposição. ou pode falar com um consultor de história da família, que pode imprimir para você quaisquer informações que o site do FamilySearch tenha sobre você ou sua família. Se o seu consultor de história da família não puder imprimir as informações para você, você pode registrar as infor- mações nos registros de grupo familiar e gráficos de linhagem. Alguns desses formulários estão à disposição no apêndice A. 3. Acrescentar informações ou alterar informações incorretas no site. Se não tiver acesso à Internet, você poderá fazer acréscimos ou correções em uma cópia impressa das informações, ou em um registro de grupo familiar e um gráfico de linhagem. Depois, você entrega as alterações para um consultor de história da família, que pode digitá-las no site. (Ver o capítulo 4 deste guia para mais detalhes sobre registrar informa- ções da história da família.) 9
  16. 16. Capítulo 2 Anotações 4. Preparar o nome dos antepassados para levar ao templo, se você tiver informações suficientes a respeito deles para realizar as ordenanças do templo. (Ver o capítulo 7 deste guia para detalhes a respeito de prepa- rar nomes para as ordenanças do templo.) o site do FamilySearch também pode ajudá-lo a coordenar os esforços da história da família e do trabalho do templo com outros membros da família, trocar informações da história da família e encontrar membros da família que estão distantes, especialmente aqueles que já estejam pesquisando seus antepassados. Visite new.familysearch.org para instruções mais detalhadas sobre como usar o site. DESIGNAÇÕES • Cadastre-se no site new.familysearch.org para ver o que consegue descobrir sobre si mesmo e sua família. Se não tiver acesso a um computador ou precisar de ajuda com o cadastro, você poderá pedir a um consultor de história da família para ajudá-lo ou poderá visitar o centro de história da família mais próximo. • Imprima um grá co de linhagem familiar e registros de grupo familiar para sua família. Se o site do FamilySearch tiver informações sobre gerações múltiplas, imprima os registros de algumas gerações apenas. • Se estiver fazendo o curso sobre o Templo e a História da Família, prepare-se para a próxima aula lendo o capítulo 3. Traga para a aula quaisquer registros que tenha impresso do site do FamilySearch.
  17. 17. Capítulo 2 Anotações RECURSOS ADICIONAIS• Boyd K. Packer, “A Lâmpada do Senhor”, A Liahona, outubro de 1983, pp. 27–37.• “Espírito Santo”, em Sempre Fiéis: Tópicos do Evangelho, pp. 74–76.• “O Trabalho de História da Família e Genealogia”, em Sempre Fiéis: Tópicos do Evangelho, pp. 94–98. 11
  18. 18. Capítulo 3 Anotações CAPíTULo 3 reUNIr INForMAÇÕeS eM CASA Você pode reunir informações de história da família de muitas fontes. Algumas são mais fáceis de acessar do que outras. Você pode usar seu tempo com mais eficácia reunindo as informações de fontes mais acessíveis antes daquelas que são menos acessí- veis. Por exemplo, sua própria memória é uma fonte excelente de informações de história da família. Você também pode encontrar informações importantes da família nos registros que estão em sua casa. Siga os sussurros do espírito Santo ao decidir por onde começar a reunir as informações. Use o site do FamilySearch o site do FamilySearch, no endereço new.familysearch.org, pode conter algumas informações sobre seus antepassados. examine essas informações no início da pesquisa para evitar duplicação no trabalho, que talvez já tenha sido feito. Registrar Informações de Sua Memória Sua memória é a fonte mais prontamente disponível de informação sobre sua família. registre os nomes que você lembra assim como a data e o local de nascimentos, casamentos e falecimentos e outros acontecimentos impor- tantes na vida de seus antepassados. Você pode escrever essas informações em registros de grupo familiar e gráficos de linhagem ou em um caderno de pesquisa, ou pode registrá-las no site do FamilySearch (ver o capítulo 4 deste guia). Assegure-se de verificar suas informações comparando-as com informações que encontrar em outras fontes. A memória pode falhar e nem sempre é precisa. 12
  19. 19. Capítulo 3 AnotaçõesReunir Informações Que Estão na Casa Sua casa é uma fonte importante de informações de história da família. Passe algum tempo procurando registros que existem em seu lar. Você pode encontrar: • Registros de grupo familiar, gráficos de linhagem, livros de recordações ou tábuas memoriais. • Bíblias da Família. • Diários, crônicas e cartas. • Histórias pessoais e biografias resumidas. • Histórias da família. • Fotografias antigas. • Obituários e recortes de jornal. • Certidões de nascimento e casamento, e atestados de óbito. • Registros de domicílios e documentos de cadastramento tribal. o Presidente boyd K. Packer, do Quórum dos Doze Apóstolos, sugeriu uma maneira simples para reunir tais itens: “Pegue uma caixa de papelão. Qualquer caixa serve. Coloque em algum lugar visível, (…) qualquer lugar que não passe despercebida. Durante algumas semanas, reúna e coloque na caixa todos os registros de sua vida, tais como sua certidão de nascimento, certificado de bênção, de batismo, ordenação e certificados de conclusão de cursos escolares. Junte todos os diplomas, fotografias, homenagens ou prêmios, seu diário, se tiver um, tudo o que for pertinente a sua vida; qualquer coisa escrita, registrada ou que testifique que você está vivo ou que já realizou algo” (“Sua história Familiar: Como Começar”, A Liahona, agosto 2003, p. 15). o mesmo processo pode ser seguido para reunir informações de seus antepassados. Ao localizar registros que possam conter informações da família, coloque tudo o que puder encontrar sobre você em uma caixa, pilha ou pasta. Coloque tudo sobre a família de seus pais ou avós em caixas, pilhas ou pastas separadas. Dentro dos grupos familiares, você pode organizar as infor- mações de acordo com cada pessoa no grupo familiar. Para cada pessoa, você pode organizar as informações cronolo- gicamente, separando as informações em três categorias: infância, juventude e fase adulta. o consultor de história da 13
  20. 20. Capítulo 3 Anotações família de sua ala ou de seu ramo pode ter outras ideias sobre como organizar suas informações de história da família. Ao reunir informações de registros que encontrar em seu lar, registre-os no site do FamilySearch ou em formulários de papel apropriados (ver o capí- tulo 4 deste guia). DESIGNAÇÕES • Em espírito de oração, escolha uma família ou um antepassado sobre quem você quer aprender mais. Dê atenção especial às pessoas que precisam que você realize as ordenanças do templo por elas. • Comece a reunir informações que você tem em casa sobre aquela família ou pessoa. • Se você estiver fazendo o curso sobre o Templo e a História da Família, prepare-se para a próxima aula lendo o capítulo 4. Traga para a aula todas as informações que tiver reunido. RECURSOS ADICIONAIS • (Boyd K. Packer, “Sua História Familiar: Como Começar”, A Liahona, agosto de 2003, p. 15). • Dennis B. Neuenschwander, “Elos e Recordações Eternas”, A Liahona, julho de 1999, pp. 98–100. • Constance Palmer Lewis, “Starting from Scratch”, Ensign, fevereiro de 2008, pp. 42–45. • Como Começar a História de Minha Família? (32916 059; guia de uma página). 14
  21. 21. Capítulo 4 AnotaçõesCAPíTULo 4reGISTrAr AS INForMAÇÕeSSobre A hISTórIA DA FAMíLIAA Importância de Manter Registros Neste capítulo você aprenderá a registrar as informações que reuniu sobre a família. Você descobrirá que é mais útil registrar as informações à medida que as reúne. o processo de reunir informações de uma variedade de fontes e depois registrá-las se repetirá muitas vezes ao se esforçar para aprender sobre seus antepassados. Reunir InformaçõesRealizar as Ordenanças do Templo Registrar Informações No tempo de Adão e eva e seus filhos “escrevia-se um livro de recorda- ções” e “registrava-se uma genealogia dos filhos de Deus” (Moisés 6:5, 8). o valor desses e de outros registros é mostrado no mandamento do Senhor a Leí e sua família, para obterem as placas de latão. A família de Leí precisava das placas porque aqueles registros continham a sua genealogia e os ensinamentos dos profetas. Com as placas, os nefitas ensinaram seus filhos sobre o evangelho e seus antepas- sados (ver 1 Néfi 3:3–4; 5:14–16). 15
  22. 22. Capítulo 4 Anotações o Profeta Joseph Smith ensinou a importância da manutenção de registros. ele declarou: “Apresentemos em seu templo santo (…) um livro contendo os registros de nossos mortos, que seja digno de toda aceitação” (D&C 128:24). os registros que você mantém da vida de seus antepassados e de sua pró- pria vida — incluindo diários, histórias pessoais e outros registros de histó- ria da família — podem abençoar seus antepassados, descendentes, outros familiares e outras pessoas. Usar o Site do FamilySearch As informações de história da família podem ser escritas à mão ou regis- tradas no computador, mas antes de fazer as ordenanças por seus antepas- sados, é preciso digitar as informações deles no site do FamilySearch (new. familysearch.org). Quando suas informações de história da família forem inseridas nesse site, o sistema irá: • Mostrar quais informações sobre sua família já foram reunidas. • Mostrar quais ordenanças do templo já foram feitas e quais precisam ser feitas. • Fornecer uma maneira de você imprimir os formulários de Solicitação de ordenança Familiar que podem ser levados ao templo. • Permitir que outros pesquisadores usem as informações da história de sua família para ajudá-los em sua pesquisa. • Ajudá-lo a encontrar e a comunicar-se com outros familiares que tam- bém estão pesquisando seus antepassados. Você pode digitar suas informações de história da família diretamente no site do FamilySearch, ou pode dar suas informações escritas à mão a um consultor de história da família, que pode ajudá-lo a digitar as informações ou fazer isso por você. Inserir Você Mesmo as Informações Se tiver acesso à Internet, siga estes passos para digitar suas informações de história da família diretamente no site do FamilySearch: 1. Cadastre-se ou entre no site new.familysearch.org Se estiver usando o sistema pela primeira vez, você precisará do seu número de registro de membro da Igreja e da data da sua confirmação para identificar-se. 16
  23. 23. Capítulo 4 Anotações 2.Digite as informações de história da família que você reuniu, inclu- sive detalhes sobre como e onde você obteve as informações. Corrija quaisquer informações incorretas que sua pesquisa possa ter desco- berto. o sistema vai avisá-lo sobre o que digitar e se mais informações são necessárias antes de realizar as ordenanças do templo por seus antepassados.Trabalhar com um Consultor de História da Família Se você não tem acesso à Internet ou não sabe usar o computador, pode registrar suas informações de história da família em formulários. Depois, pode trabalhar com um consultor de história da família para inserir as informações no site do FamilySearch. o site do FamilySearch permite que você imprima seu gráfico de linhagem e as informações de grupo familiar da família que estiver pesquisando. Seu consultor de história da família ou a equipe do centro de história da família podem ajudá-lo a imprimir as informações familiares que estão no site. Ao reunir informações adicionais de história da família, você pode registrá-las nesses papéis impressos. Se não puder obter papéis impressos, você poderá usar gráficos de linhagem e registros de grupo familiar em branco (ver o apêndice A para exemplares desses formulários). Depois de escrever suas informações de história da família nos papéis impressos pelo site ou nos gráficos de linhagem e registros de grupo fami- liar, leve os formulários ao seu consultor de história da família, que pode ajudá-lo a digitar as informações. Se não houver acesso à Internet disponível em sua área, o consultor de história da família pode ajudá-lo a enviar cópias dos seus formulários ao centro de história da família ou a algum local onde as informações possam ser inseridas no site do FamilySearch.Como Registrar Informações nos Formulários os gráficos de linhagem mostram relacionamentos familiares que se estendem por gerações. o gráfico de linhagem mostra os antepassados diretos de uma única pessoa, cujo nome se encontra registrado no lado esquerdo do gráfico. Use registros de grupo familiar preenchidos e outras informações que reunir para preencher um gráfico de linhagem. 17
  24. 24. Capítulo 4 Anotações Tomás Augusto Martins Gráfico de Linhagem Familiar Ver instruções na página 2. 8 Cont. B C INI INV SP SC FI GF Pai do nº 4  2 Este é o gráfico de linhagem nº    . no Data de nascimento  6 Fevereiro 1818 gráfico nº Local do nascimento  O nome nº 1 deste gráfico é o mesmo que 4 1 o nome nº     no gráfico nº    . 4 Fernando Pedro Martins Data do casamento  Local do casamento   Pai do nº 2 Data do falecimento  2 João Fernando Martins B C INI INV SP SC FI GF Local do falecimento  Pai Data de nascimento B C INI INV SP SC FI GF 18 Junho 1839 9 Anna Maria Nunes B C INI INV SP SC FI GF Cont. Data de nascimento Local do nascimento Mãe do nº 4  no 12 Dezembro 1860 Data de nascimento  10 Junho 1819 gráfico Data do casamento nº Local do nascimento Local do nascimento  São Paulo, São Paulo, Brazil Data do falecimento  Data do casamento Local do casamento Local do falecimento  26 Maio 1883 10 Alexio Lopes Local do casamento Porto Alegre, Data do falecimento Pai do nº 5  B C INI INV SP SC FI GF Cont. Rio Grande do Sul, Brazil no Data do falecimento Local do falecimento Data de nascimento  13 Julho 1815 gráfico nº 3 Agosto 1903 Local do nascimento  Data do casamento  Local do falecimento Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil 5 Madalena Lopes Local do casamento   Data do falecimento  Mãe do nº 2 1 Manoel Antonio Martins Local do falecimento  B C INI INV SP SC FI GF B C INI INV SP SC FI GF 11 Iracema Álvares Nome  Data de nascimento B C INI INV SP SC FI GF Cont. Mãe do nº 5  Data de nascimento 27 Fevereiro 1840 no 21 Abril 1884 Local do nascimento Data de nascimento  13 Outubro 1818 gráfico Local do nascimento nº Local do nascimento  São Paulo, São Paulo, Brazil Data do falecimento Data do falecimento  Data do casamento Local do falecimento  Local do falecimento 12 Local do casamento B C INI INV SP SC FI GF Cont. Pai do nº 6  no Data de nascimento  gráfico Data do falecimento 6 nº Local do nascimento  Pai do nº 3 Data do casamento  Siga estes passos: Local do falecimento B C INI INV SP SC Data de nascimento FI GF Local do casamento   Data do falecimento  Local do falecimento  1. Escreva o nome da primeira pessoa na linha 1 do gráfico de linhagem. Cônjuge  B C INI INV SP SC FI GF Local do nascimento 13 B C INI INV SP SC FI GF Cont. Mãe do nº 6  Preencha os detalhes sobre a pessoa. Se a pessoa for casada, preencha Data de nascimento Data do casamento Data de nascimento  no gráfico nº Local do nascimento  os detalhes a respeito do cônjuge. Marque as ordenanças que as pes- Local do nascimento Local do casamento Data do falecimento  Local do falecimento  soas já receberam. Se você estiver preenchendo seu primeiro gráfico Data do falecimento Data do falecimento 14 B C INI INV SP SC FI GF Cont. Local do falecimento Pai do nº 7  de linhagem, irá começar provavelmente com seu nome na linha 1. Local do falecimento no Data de nascimento  gráfico nº Local do nascimento  3 7 2. Escreva o nome dos antepassados, começando com o pai e a mãe nas Data do casamento  Mãe Mãe do nº 3 Local do casamento   B C INI INV SP SC FI GF B C INI INV SP SC FI GF Data do falecimento  linhas 2 e 3 do gráfico de linhagem. Complete os detalhes do evento Data de nascimento Data de nascimento Local do falecimento  15 e marque os quadradinhos correspondentes às ordenanças. Continue Local do nascimento Local do nascimento Mãe do nº 7  B C INI INV SP SC FI GF Cont. no esse processo para o máximo de antepassados que puder. Certifique-se Data de nascimento  gráfico Data do falecimento Data do falecimento nº Local do nascimento  de ter um registro de grupo familiar para cada casal mostrado no grá- Data do falecimento  Local do falecimento Local do falecimento Local do falecimento  fico de linhagem. Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias © 2008 IRI. Todos os direitos reservados. Impresso nos EUA. 3/06. 03/06. Tradução de Pedigree Chart. Portuguese. 01616 059 3. Forneça suas informações de contato no verso do formulário. Isso lhe permitirá compartilhar suas informações de história da família com outros pesquisadores. os registros de grupo familiar mostram informações detalhadas sobre uma única família. Use um registro de grupo familiar para organizar as infor- mações mais importantes sobre cada grupo familiar para o qual tiver informações. 18
  25. 25. Capítulo 4 Anotações Registro de Grupo Familiar 6 Número do registro de grupo familiar        . Página       de      .1 2 Instruções: • Escreva os nomes por completo, oficiais e na ordem em que são pronunciados. Escreva o nome de solteira da mulher (nome de nascimento), não o nome de casada. • Escreva todas as datas com dia, mês e ano, desta maneira: 4 out 1996. • Escreva todos os lugares em ordem de jurisdição política, da menor para a maior, separados por vírgulas, desta maneira: Tryon, Polk, Carolina do Norte, EUA; ou Wymondham, Norfolk, Inglaterra. Marido Nome João Fernando Martins Ordenanças SUD Data de nascimento (dia, mês, Local do nascimento ano) 12 Dez 1860 São Paulo, São Paulo, Brazil Data Templo ou local Data do batizado (de criança) Local do batizado (de criança) Batismo 15 Dez 1860 São Paulo, São Paulo, Brazil Data do casamento Local do casamento Confirmação 26 Mai 1883 São Paulo, São Paulo, Brazil Data do falecimento Local do falecimento Iniciatória 3 Aug 1903 Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil Data do sepultamento ou da Local do sepultamento ou da cremação Investidura cremação 5 Aug 1903 Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil Pai do marido Selamento aos □ Falecido Nome pais Mãe do marido Selamento ao □ Falecida Nome cônjuge Outros pais, outros casamentos e fontes de informações Siga estes passos: Esposa Batismo Nome 1.Data de nascimento as informações sobre o marido e a esposa, incluindo o Registre Local do nascimento Confirmação nome deles e o máximo de datas e lugares que puder para os even- Data do batizado (de criança) Local do batizado (de criança) Iniciatória Data do falecimento Local do falecimento Investidura tos listados. Local do sepultamento ou da cremação Data do sepultamento ou da Selamento aos cremação pais Pai da esposa Selamento ao 2. Registre as informações sobre cada lho, incluindo nome, sexo e Nome Mãe da esposa □ Falecido cônjuge □ Falecida informações sobre o evento. Nome Outros pais, outros casamentos e fontes de informações 3. Informe a fonte das informações. As fontes podemBatismo incluir conheci- Filhos Faça uma lista dos filhos (sejam vivos ou mortos), por ordem de nascimento. 1 mento pessoal, pertences da família, registros públicos, informações Nome Confirmação de sites da Internet e informações publicadas. Data de nascimento Local do nascimento Iniciatória Data do batizado (de criança) Local do batizado (de criança) Investidura 4.Data do casamento suas informações de contato no verso do Selamento aos Forneça Local do casamento Nome do cônjuge formulário. Isso pais permitirá que Local do falecimento Data do falecimento você compartilhe suas informações de história da família Selamento ao cônjuge Outros pais, outros casamentos e fontes de informações com outros pesquisadores. UmNome 2 consultor de história da família pode ajudá-lo a preencher esses for- Batismo Data de nascimento Local do nascimento Confirmação mulários. os consultores também podem ajudá-lo a digitar as informações Data do batizado (de criança) Local do batizado (de criança) Iniciatória dosData do casamento formulários noLocal do casamento site do FamilySearch. Nome do cônjuge Investidura Data do falecimento Local do falecimento Selamento aos pais Outros pais, outros casamentos e fontes de informações Selamento ao cônjugeInformações Necessárias para as Ordenanças do Templo Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (c) 2006, 2008 IRI. Todos os direitos reservados. Impresso nos EUA. 3/06. 03/06. Tradução de Family Group Record. Portuguese. 01615 059 Ao registrar as informações, lembre-se de que para as ordenanças do templo serem realizadas, as pessoas precisam ter falecido há pelo menos um ano. Você deve fornecer pelo menos o nome ou o sobrenome do seu antepassado, o sexo da pessoa e informações suficientes para identificar a pessoa com exclusividade. Isso pode incluir datas, lugares, nomes e paren- tescos de outros membros da família. Para o selamento ao cônjuge, será preciso também o nome ou o sobrenome do cônjuge. Para o selamento aos pais, será necessário saber pelo menos o nome ou o sobrenome do pai. 19
  26. 26. Capítulo 4 Anotações Diretrizes para Manutenção de Registros Ao identificar seus antepassados, registre o máximo de informações que puder sobre eles. Por exemplo, descubra o dia, o mês e o ano em que o evento ocorreu, se possível. esses detalhes podem lhe dar pistas para aju- dá-lo a descobrir mais informações sobre seus antepassados. Use as diretri- zes a seguir ao registrar informações de história da família. Nomes Forneça nomes o mais completos possíveis. Alguns exemplos de nomes completos encontram-se abaixo: • Elizabeth Blackshaw • Matthew William Harman Jr. • Juan Angel de la Cruz Vasquez Ovalle • Ah-Yueh Chen Se não souber o nome completo de seus antepassados, registre o máximo do nome que souber. Sexo Indique se o seu antepassado é masculino ou feminino. Parentescos registre o máximo de informações que puder sobre os membros da família de seus antepassados. Procure incluir informações sobre os seguintes mem- bros da família de seus antepassados: • Cônjuge • Pais • Filhos • Irmãos e irmãs Datas Diretrizes gerais. registre a data da maneira mais completa possível. Por exemplo: • 23 mar 1842 • maio 1901 Quando estiver registrando a data em um formulário de papel, certifi- que-se de escrevê-la de modo que o dia e o mês sejam claramente identifi- 20

×