Servidores de Aplicações

  • 1,706 views
Uploaded on

Servidores de Aplicações - Sistemas Distribuídos

Servidores de Aplicações - Sistemas Distribuídos

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,706
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistemas Operacionais Aplicados Servidor de Aplicações
  • 2. Entendendo• O que é um Servidor?• O que é uma aplicação?
  • 3. Entendendo• O que é um Servidor? – Um computador que responde a solicitações de serviços; – Redundante, robusto, etc..• O que é uma aplicação? – Um programa em execução (processo).
  • 4. Conceitos• Programa (como é feito, para que serve);• Serviço (como disponibilizar);• Rede (como transferir mensagens);• Modelos de comuncação (como montar a arquitetura das aplicações);• Protocolos (como entender as mensagens);• Sistemas Distribuídos (como se comporta).
  • 5. Aplicações Centralizadas• São aplicações que executam em sua totalidade ou quase totalidade em uma única máquina.• Um programa é executado tornando-se um processo autonomo
  • 6. Problemas de Aplicações Centralizadas• Descentralização dos dados (quando mais de uma estação deve executar o programa);• Ambiente não uniforme (diferentes máquinas fazendo o mesmo trabalho);• Alto investimento em estações de trabalho (utilizam poucos recursos, principalmente processamento);
  • 7. Sistemas Distribuídos• Descentralização do processamento (mantendo sincronismo dos dados);• Sistema mais robusto (poucas máquinas processam em ambiente controlado);• Sistema Eficiente (um grupo de máquinas podem responder a uma solicitação);• Redução de custo (estações de trabalho podem operar com recurso limitado).
  • 8. Problemas de Sistemas Distribuídos• Necessidade de infra-estrutura;• Interconeção de redes;• Investimento em departamento de tecnologia (manter servidores);• Reestruturação de empresas (que já trabalham centralizadas).
  • 9. Oportunidades• Prover novos serviços;• Portabilidade (caso de serviços web);• Expandir as fronteiras da empresa.
  • 10. O papel da Rede• Prove ao sistema um canal de comunicação entre as máquinas;• Fundamental em sistemas distribuídos.
  • 11. Modelos Rede
  • 12. Cadmada de Aplicação• Localizada na fronteira usuário-rede é o local em que as aplicações do usuário (ou sistema) são executados;• Tanto cliente quanto servidores utilizam esta camada para manter aplicações.
  • 13. Protocolos• http, https: Servidor Apache, IIS, etc..• ftp: Filezilla Server, IIS, etc..• smtp, pop: Exchange Server, Postfix• ldap: OpenLDAP e Active Directory
  • 14. Camada de Transporte• Centro dos modelos;• Disponibiliza o acesso a rede para os aplicativos na camada superior.
  • 15. Protocolos• TCP• UDP
  • 16. Comunicação
  • 17. Chamada Procedimento Local (aplicação centralizada)
  • 18. Chamada Procedimento Remoto RPC• Permite que aplicações invoquem métodos em outras aplicações;• Isola a lógica nos métodos remotos;• Permite execução de aplicações complexas em clientes burros.
  • 19. Mensagem• Sempre que uma comunicação é feita em RPC uma mensagem é enviada para o servidor.• Nesta mensagem é passado como parametros dados de métodos, parametros de métodos, valores, tipos, endereço de retorno, etc..
  • 20. Formato da Mensagem
  • 21. Transferência da Mensagem
  • 22. Troca de Mensagem Sincrona e Assíncrona
  • 23. Retorno de Comunicação Assíncrona
  • 24. Resiliência de ProcessosIdéia Básica: Replicar processos em grupospara proteção contra falhas de processos.Objetivo: Manter qualidade de serviço.
  • 25. Resiliência de ProcessosProcessos idênticos são organizados em grupos– Quando uma mensagem é enviada a umgrupo, TODOS os membros a recebem– Se um processo do grupo falhar, espera-seque um outro se encarregue do tratamento damensagem.
  • 26. Resiliência de ProcessosGrupos de processos são dinâmicos– Grupos podem ser criados, processos podemse mover entre os grupos.OBS.: Uma mensagem pode ser enviada a umgrupo de processos e não a um processoespecífico.
  • 27. Estrutura dos Grupos
  • 28. Processamento
  • 29. Multiprocessador
  • 30. Memória em Multiprocessador
  • 31. Multicomputador
  • 32. Escalonamento
  • 33. Escalonamento
  • 34. Interconexão
  • 35. Placa de Rede
  • 36. Placa de Rede
  • 37. Referência• Sistemas Operacionais Modernos, Tanenbaum;• Sistemas Distribuídos : Tanenbaum;• Redes de Computadores : Tanenbaum.