Processos (Linux)

1,972 views
1,752 views

Published on

Teoria de Processos Linux

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,972
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
64
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Processos (Linux)

  1. 1. Sistemas Operacionais Processos no Linux
  2. 2. Processo• Processo é um programa que está em execução;• O programa reside em uma memória secundária;• O processo reside (em momento de execução) em uma memória primária.
  3. 3. Processo• Um processo tem: – Início; – Fim; – Tempo de execução;• Um processo consome: – Recursos;
  4. 4. ProcessoP
  5. 5. Contexto de HardwareC
  6. 6. Contexto de Software• Identificação (PID)• Quotas – número máximo de arquivos abertos simultaneamente; – número máximo de operações de E/S pendentes; – tamanho máximo do buffer para operações de E/S; – tamanho máximo de memória principal e secundária que o processo pode alocar; – número máximo de processos, subprocessos e threads que podem ser criados.
  7. 7. Contexto de Software• Privilégios – Permissão no acesso dos recursos; – Permissão nas ações;
  8. 8. Espaço de Endereçamento• Corresponde a sua área na memória, na qual encontra-se código, dados e pilhas.
  9. 9. Bloco de Controle do Processo• O processo é implementado pelo sistema operacional através de uma estrutura de dados chamada bloco de controle do processo (Process Control Block – PCB).
  10. 10. Bloco de Controle do ProcessoB
  11. 11. Estado de um ProcessoE
  12. 12. Sub-ProcessoS
  13. 13. Comandos Linux• ps: Lista os processos;• pstree: Lista dos procesos na hierarquia;• kill: Finaliza o processo.
  14. 14. MultithreadM
  15. 15. Foreground e BackgroundF
  16. 16. Foreground no Linux• Quando executamos um programa, o shell fica esperando o mesmo terminar para depois nos devolver a linha de comando. Isso chama-se execução em primeiro plano, ou foreground, em inglês.
  17. 17. Background no Linux• Uma outra maneira de colocar um programa para rodar em background, utilizamos para isso o sinal &
  18. 18. PipeP
  19. 19. Pipe no Shell Linux• De uma maneira simplória poderíamos dizer que o pipe nada mais é do que o encadeamento de processos.$ ls | grep b | sort -r | tee arquivo.out | wc -l
  20. 20. Sinal (Interrupção)S
  21. 21. Processos do Sistema Operacional• auditoria e segurança;• serviços de rede;• contabilização do uso de recursos;• contabilização de erros;• gerência de impressão;• gerência de jobs batch;• temporização;• comunicação de eventos;• interface de comandos (shell).
  22. 22. Referência• MACHADO, F. B., MAIA, L. P., Arquitetura de Sistemas Operacionais, 3a edição, Ed. LTC, 2002, Rio de Janeiro.• TANENBAUM, A., Sistemas Operacionais Modernos, 5a edição, Ed. Makron Books, 1999, Rio de Janeiro.

×