Your SlideShare is downloading. ×
0
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

“Educação: um tesouro a descobrir” (DELORS et al., 1998).

25,003

Published on

São conceitos de fundamento da educação baseado no Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, coordenada por Jacques Delors.

São conceitos de fundamento da educação baseado no Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, coordenada por Jacques Delors.

Published in: Education
1 Comment
17 Likes
Statistics
Notes
  • Amigo, se interessar aprofundar um pouco mais a discussão, deixo disponível 9 programas (um sobre cada capítulo) em que são discutidas as propostas deste livro.
    Um forte abraço.

    http://portaldaeducacaoreflexiva.blogspot.com.br/2014/08/educacao-um-tesouro-descobrir.html
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
25,003
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
364
Comments
1
Likes
17
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DELORS, Jacques et al. Educação:DELORS, Jacques et al. Educação: um tesouro a descobrirum tesouro a descobrir
  • 2. Um pouco mais sobre Jacques DelorsUm pouco mais sobre Jacques Delors Jacques Delors estudou economia na Sorbonne, uma das mais importantes universidades européias e mundiais. Em 1974, filiou-se ao Partido Socialista Francês e, em 1981, foi ministro da Economia e das Finanças do seu país. Entre 1985 e 1995, presidiu a Comissão Européia, uma instituição independente que representa os interesses dos países que formam o bloco europeu. A chamada Comissão Delors implantou uma série de medidas consideradas vitais para a posterior criação da União Européia (1992), como a idéia de uma moeda única ou o fim das fronteiras aduaneiras e fiscais entre os Estados membros do bloco. Em 1993, foi chamado para presidir a Comissão Internacional de Educação para o Século XXI.
  • 3. Os principais pontos do relatório Delors –Os principais pontos do relatório Delors – Educação: um tesouro a descobrirEducação: um tesouro a descobrir Segundo o Relatório Delors, a educação deve ser organizada com base em quatro princípios, também chamados de pilares da educação ou pilares do conhecimento.
  • 4. Os quatro pilares da educaçãoOs quatro pilares da educação  São conceitos de fundamento da educação baseado no Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, coordenada por Jacques Delors.  No relatório editado sob a forma do livro: "Educação:Um Tesouro a Descobrir" de 1999, a discussão dos "quatro pilares" ocupa todo o quarto capítulo, da página 89-102, onde se propõe uma educação direcionada para os quatro tipos fundamentais de educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a viver com os outros, aprender a ser, eleitos como os quatro pilares fundamentais da educação.  O ensino, tal como o conhecemos, debruça-se essencialmente sobre o domínio do aprender a conhecer e, em menor escala, do aprender a fazer. Estas aprendizagens, direcionadas para a aquisição de instrumentos de compreensão, raciocínio e execução, não podem ser consideradas completas sem os outros domínios da aprendizagem, muito mais complicados de explorar, devido ao seu caráter subjetivo e dependente da própria entidade educadora.
  • 5. Aprender a conhecerAprender a conhecer É o tipo de aprendizagem que tem por objetivo estimular o prazer de compreender, de conhecer e de descobrir. É preciso que as crianças e os jovens sejam estimulados a descobrir o prazer de estudar. Recomenda-se valorizar a curiosidade e a autonomia dos alunos, para que isso resulte em pessoas capazes de estabelecer relações entre os conteúdos aprendidos e as situações vividas, enfim, pessoas que saibam pensar. Em relação aos adultos, é necessário que o período de permanência na escola ou na faculdade sirva de estímulo para a vontade de se aperfeiçoar e fazer novos cursos. O conhecimento é a chave que levará à compreensão dos diversos aspectos da realidade e que tornará as pessoas mais críticas e analíticas.
  • 6. Aprender a fazerAprender a fazer  É possível aprender a fazer sem, antes, aprender a conhecer? Não. É por isso que esses dois pilares – Aprender a Conhecer e Aprender a Fazer – são considerados “indissociáveis”, ou seja, um depende do outro. Aprender a fazer está mais relacionado à formação profissional, no entanto, diante da constante evolução do mundo do trabalho, não se entende mais formação profissional como a capacitação de um indivíduo para realizar determinada função, porque esta função, em face das rápidas mudanças da sociedade, poderá não mais existir ou se tornar escassa. Por isso, vale mais o conceito de investir na competência pessoal do trabalhador, para que ele possa ter as habilidades necessárias para acompanhar a demanda do mercado. É essencial saber trabalhar coletivamente, ter iniciativa, saber resolver conflitos e ter flexibilidade para se adequar a novas situações.
  • 7. Aprender a conviverAprender a conviver É um dos maiores desafios da educação para o século 21. A maior parte da história da humanidade é marcada por guerras e conflitos decorrentes da impossibilidade da convivência e da administração de conflitos por outra via que não a da violência. A dificuldade reside em idealizar uma educação capaz de estimular a convivência entre os diferentes grupos e ensiná-los a resolver suas diferenças de maneira pacífica. A construção cotidiana da cultura de paz depende da capacidade de aprender a viver e a conviver com pessoas e grupos diversos.
  • 8. Aprender a serAprender a ser  Este pilar reafirma o conceito de educação ao longo da vida em seu sentido mais amplo: o de que a educação deve contribuir para o desenvolvimento humano tanto no aspecto pessoal como no profissional. O principal é que cada pessoa consiga ter um nível de autonomia intelectual que lhe permita formar o próprio juízo de valor diante das mais variadas situações, e que, em cada um desses momentos, ela tenha capacidade de escolher caminhos e alternativas baseadas no seu entendimento da realidade. Aprender a ser envolve a realização pessoal, a capacidade de cada um de descobrir o próprio potencial e a força criativa. Pode-se dizer até mesmo que o exercício de “aprender a ser” leva as pessoas a encontrar a sua definição de felicidade, que, é claro, não é igual para todas. Diz o texto do relatório: “O desenvolvimento tem por objeto a realização completa do homem, em toda a sua riqueza e na complexidade das suas expressões e dos seus compromissos: indivíduo, membro de uma família e de coletividade, cidadão e produtos, inventos de técnicas e criador de sonhos”.
  • 9. Síntese dos quatro pilaresSíntese dos quatro pilares  Aprender a conhecer: estimula o prazer de compreender, de conhecer, descobrir e construir o conhecimento.  Aprender a fazer: relaciona-se ao investimento nas competências pessoais, para que as pessoas tenham as habilidades necessárias para acompanhar a evolução de sociedades marcadas pelo avanço do conhecimento.  Aprender a conviver: é um dos maiores desafios da educação, já que a maior parte da história da humanidade é marcada por guerras e conflitos decorrentes da tradição de se administrar conflitos por meio da violência.  Aprender a ser: refere-se ao conceito de educação ao longo da vida em seu sentido  mais amplo, visando ao desenvolvimento humano tanto no aspecto pessoal quanto no profissional.   
  • 10. Síntese dos quatro pilaresSíntese dos quatro pilares  Aprender a conhecer: estimula o prazer de compreender, de conhecer, descobrir e construir o conhecimento.  Aprender a fazer: relaciona-se ao investimento nas competências pessoais, para que as pessoas tenham as habilidades necessárias para acompanhar a evolução de sociedades marcadas pelo avanço do conhecimento.  Aprender a conviver: é um dos maiores desafios da educação, já que a maior parte da história da humanidade é marcada por guerras e conflitos decorrentes da tradição de se administrar conflitos por meio da violência.  Aprender a ser: refere-se ao conceito de educação ao longo da vida em seu sentido  mais amplo, visando ao desenvolvimento humano tanto no aspecto pessoal quanto no profissional.   

×