Projetos de leitura lae de souza

11,060 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
11,060
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projetos de leitura lae de souza

  1. 1. Sumário Opiniões Do sonho de formar leitores ....... 03 Descobri que lendo, eu poderia estar em mil lugares ao Projetos de Leitura ........................ 05 mesmo tempo, conhecer qualquer lugar sem sair de casa, podia ser livre de um jeito diferente que já tinha Cidades que já participaram dos provado. projetos .......................................... 15 Em cada página do livro, você vai descobrir uma emoção parecida com a da novela da TV e descobrir que nos Obras utilizadas nos projetos ..... 18 livros cabe o mundo inteiro e no mundo inteiro cabe todos nós. Parceiros ......................................... 19 Carliane Alves dos Santos – 15 anos – 1ª A - E.E.F.M. Luiza Bezerra de Farias – Tururu – CE Gostei muito do livro, é bastante interessante e me transmitiu várias coisas boas, vários conselhos legais, o livro é muito bem feito e pessoas de várias idades podem Expediente ler. Pois, além de possuir várias qualidades, é muito engraçado e divertido. Parabéns ao autor. Redação: Laé de Souza Rayane Vieira da Silva – 13 anos – Escola Marilia de Fotos: Nivaldo Amorim, André Luiz do Rezende Scarton Coutinho – Linhares – ES Nascimento e Sergio de Paula Revisão: João Batista Alvarenga Fizemos várias crônicas baseadas nas suas. Gostei muito desse livro, foi o primeiro livro que li até o Projeto Gráfico: G2R Comunicação final, com muito interesse e curiosidade. Os outros livros Diagramação: Marcel Hudson Guido eu também leio, só que com menos interesse. Esse livro Impressão: Lis Gráfica é excelente. Eu amei esse livro! Jornalista Responsável: Raquel Laé Ele conseguiu prender a minha atenção, além de fazer MTB 47711-SP eu viajar com essas maravilhosas histórias. Parabéns Laé, continue assim!! Rafaela Gaspar Resende – 14 anos – 8ª série – Escola Tiragem: 30 mil exemplares Municipal Dorvina Teixeira Arantes – Arcos – MG Distribuição: Dirigida Com certeza, o Projeto veio trazer um avanço significativo na 6ª “D”. Alunos que não liam estão mais interessados Projetos de Leitura em aprender a ler e compreender. Alunos que já liam estão aprimorando, melhorando. A leitura de um mesmo Rua José Neto Júnior, 108 - Vila Matilde título para todos os alunos foi relevante, porque os alunos 03584-070 - São Paulo - SP liam e debatiam as várias interpretações, tanto que Telefones: (11) 2743-9491 • 2743-8400 fizemos um mural de interpretações. É como diz no E-mail: contato@projetosdeleitura.com.br poema “Tecendo a manhã” de João Cabral de Melo Site: www.projetosdeleitura.com.br Neto. “Um galo sozinho não tece uma manhã”. Parabéns! Obrigada. Professora Verônica Maria Marçal das Chagas Escola E.E. Zilah Barreto Pacitti – Atibaia – SP 2Adorei o livro e os personagens. Gostaria de poder ler outra obra, quero também te parabenizar pelomaravilhoso projeto “Ler é Bom”, foi uma ótima ideia realizar esse projeto, pois assim incentiva aleitura no Brasil. O mundo precisa de pessoas como você, Laé de Souza.Fernanda Maria de Jesus – 17 anos – Escola Roberto Santos – Campo Formoso – BA
  2. 2. Do sonho deformar leitores “Sonho que se sonha só é é realidade!!!” Assim diz a can-só um sonho que se sonha só, ção/poesia Prelúdio, de Raulmas sonho que se sonha junto Seixas. “Eu tenho a felicidade de encontrar pessoas que sonham, também, o meu sonho de formar leitores.” Laé de Souza 3Excelente projeto, gostei bastante e espero que venha a se fazer mais projetos de incentivo à leitura,que possam despertar em nossas mentes o imenso valor da leitura e da compreensão.Maria Vanilce Gonçalves Pires – 15 anos – 1ª A – E.F.M. Monsenhor Antero José de Lima –Uruburetama – CE
  3. 3. Aqueles que são leitores ver- especial os jovens. Foi, então, quedadeiros sabem exatamente a ri- libertei meu tesouro literário daqueza que podemos encontrar “prisão” de minha estante. Pas-em incontáveis páginas de livros. sei a emprestar meus livros a um,Desde muito cedo, tornei-me um a outro, fiz marketing das obrasleitor convicto... Daqueles que “vi- que li e assim fui disseminando aajam” pelo universo literário. cultura do prazer da leitura. Por muitos anos, mantive Hoje, alegra-me quandomeus livros como objeto de ado- morre o proprietário de uma vas-ração, expostos numa glamou- ta biblioteca particular e a viúvarosa estante em minha bibliote- detesta livros, pois eles serão dis-ca particular. tribuídos de qualquer jeito e sai- rão a circular com grande chan- ce de cumprir o papel para o qual nasceram: serem lidos. Quantas vezes leremos um livro que está em nossa estante? Por que deixá-los ali empoeirados, tristonhos, lidos apenas uma vez? Temos um instinto de posse para tudo! Até para os livros! Confesso que tinha ciúmesda minha vasta coleção, vez ououtra empoeirada, protegi-da pelo meu ameaçador“não os tire do lugar”.Livros conservadoscomo um tesouro in-tocável! Num determina-do momento, comeceia refletir sobre o moti-vo do desinteresse daspessoas pela leitura, em 4Laé de Souza você está de parabéns pelo belíssimo livro, você tem muito talento, seu livro medeixou vários exemplos de vida, aprendi coisas da vida que eu nem imaginava que poderiam serassim.Daniele de Sousa Santos – 16 anos – 1ª A – E.F.M. Monsenhor Antero José de Lima – Uruburetama – CE
  4. 4. O início de tudo Sempre fui um inconforma- chaves. Quantos leitores perdi-do com o estigma de que o bra- dos pelo excesso de zelo...sileiro não gosta de ler. Acho Assim, em 1998 nasceu opura invencionice. Não se pode projeto Encontro com o Escri-opinar sobre o gosto do que tor.nunca se experimentou. Imagi-nava que era preciso criar faci-lidades e buscar estímulos paraa primeira leitura. Longe, bemlonge da obrigatoriedade econtroles burocráticos paraaquele que quer ler. Entristece-me quando, nas minhas visitasàs escolas, vejo bibliotecas ousalas de leitura trancadas a sete 5Eu gostei do livro, achei as histórias interessantes, muitas delas acontecem no nosso dia adia e de algumas pessoa. Eu já recomendei a algumas amigas, pois achei as histórias superlegaisMarilia Santos Stelmock – 13 anos – 7ª A – Escola Municipal Profª Anna Maria Harger – Joinville – SC.
  5. 5. nha família, mesmo apoiando mi- nhas ideias, achava uma loucu- ra, principalmente quando eu dis- se que estava com o projeto na Fundação Casa (Antiga Febem Tatuapé) e ali faria uma palestra. Transcorreu tudo tão bem que o implantamos também nas unida- des de Parelheiros, Itaquaquece- tuba e Sorocaba. O resultado foi animador. A participação dos alu- nos e o entusiasmo dos professo- Com os livros cedidos a títu- res me estimulavam a seguir emlo de empréstimo, os alunos, após frente. Assim montei um escritó-a leitura, respondem a um ques- rio em minha própria casa, quetionário, elaboram textos com os começou na biblioteca e depoispersonagens da obra, e os auto- invadiu todos os cômodos. Lá,res dos melhores textos são pre- passei a abrigar caixas e caixasmiados com outras obras de mi- de livros empilhadas para seremnha autoria. Ao final das ativida- distribuídas, gratuitamente, emdes, agenda-se um “Encontro com diversas escolas públicas.o Escritor” para um bate-papo e O trabalho tomou uma di-discussão dos textos. mensão tão grande, que eu não Quando comecei a executar tinha recursos para atender ao Encontro com o Escritor, os todos os pedidos das escolas in-amigos achavam utópico e, mi- teressadas em participar do E. E. João Ramaciotti São Paulo - SP 6Adorei o livro! Meus parabéns a Laé de Souza por esse incentivo dado a nós jovens, aumentandonosso interesse pela leitura, nos ajudando a descobrir que, às vezes, o passatempo que precisamosé um bom livro.Ellen Aparecida Ferreira – 13 anos – 7ª C – Escola Estadual São Luis Gonzaga – Elói Mendes – MG
  6. 6. projeto. Utilizando meus conheci-mentos nas áreas do Direito eContabilidade, formatei um projeto e o submeti ao Ministério da Cultura e, após aprova- ção, passei a fazer a cap- alunos ao “Projetos de Leitura”. tação de re- Em seguida, recebe a premiação. cursos pela Dos textos recebidos, 50 são Lei Rouanet selecionados para compor o livrode incentivo à cultura. “As 50 melhores crônicas do Ler Aturdia-me a recusa a vári- é Bom, Experimente!”. Nos vo-as escolas interessadas em parti- lumes 1 e 2, fizeram parte dacipar do projeto, obra, textos de Laépela impossibilidade de Souza, Luis Fer-de atender a todos nando Veríssimo eos pedidos de pales- Pedro Bandeira.tras. Esta mente in- O Ler é Bom,quieta, nas noites de Experimente! é uminsônia, fez surgir, em sucesso e dele parti-2000, o projeto Ler é cipam escolas de vá-Bom, Experimente!. rios pontos do país. Neste projeto, Em razão dos re-patrocinado pela cursos, mesmo comCompanhia de Seguros Aliança as parcerias, serem insuficientesdo Brasil, a escola recebe como para atender a todos os estabe-doação um lote de 38 livros, lecimentos de ensino interessadosacompanhado de material didá- em participar do projeto, foi pre-tico e, após a execução das ativi- ciso buscar uma saída para as es-dades (leitura e concurso de re- colas excedentes. Foi, então, quedação), encaminha os textos dos surgiu o Lendo na Escola. 7Espero que você nunca desista de investir nesse projeto que nos incentiva a ler. E nós, jovens eadolescentes, te agradecemos por nos dar essa oportunidade de lermos coisas de boa qualidade,que nos transformam em bons leitores.Maria Natália Araújo Felix – 14 anos – 8ª B – E.F.M. Ubiratan Diniz Aguiar – São Luís do Curu – CE
  7. 7. Assim, esgotados os re- o projeto Leitura no Parquecursos financeiros para a que visa abarcar um outro tipoaplicação do “Ler é Bom, Ex- de público.perimente!”, abrimos a pos-sibilidade das escolas parti-ciparem das atividades, des-de que ressarcindo uma par-te dos custos, que implica aimpressão das obras utiliza-das no projeto e as da pre-miação, questionários, folhasde redação, manual de apli-cação, correio e frete. Nessenovo projeto, os alunos par-ticipam de todas as etapas:leitura, discussão dos textos,concurso de redação e rece-bem os livros como premia- Fazer um polo de leituração. em parques públicos do mu- Sempre tive a certeza de nicípio de São Paulo era aque a leitura não é só na es- meta. Em parceria com a Se-cola, é para todos os luga- cretaria Municipal do Verde eres. Assim, em 2004, nasceu Meio Ambiente de São Paulo, 8O livro é bom, engraçado, gostei. Aliás, de alguns livros que peguei, foi o único que me fez quererler até o fim.Um livro com gostinho de quero mais. Parabéns, adorei seu livro.Marciane de Oliveira – 15 anos – E.E.B. Profª Anair M. Voltoline – Pouso Redondo – SC
  8. 8. o programa já foi aplicado dos hospitais. O projeto está sen-nos Parques do Carmo, Pique- do aplicado em 40 hospitais, den-ri, Aclimação e Ibirapuera. tre eles, o INCOR, Nove de Ju- Graças ao sucesso dos pro- lho, N. Sra. de Lourdes, Prontojetos implantados, passei a pen- Socorro Cardiológico de Pernam-sar em alternativas que propor- buco, Hospital Universitário decionassem leitura a outros gru- Dourados, Santa Casa de Fran-pos. Leitura por prazer, lazer, ca, Obras Sociais Irmã Dulce,entretenimento. Incrementar Hospital Universitário Regionaltrabalhos de leitura para que Norte do Paraná e Instituto doas pessoas pudessem perceber Câncer do Estado de São Paulo.o quão gostoso é ler.Assim, surgiu oprojeto Dose deLeitura. Obrasliterárias à dis-posição dos pa-cientes noshospitais e seusacompanhan-tes. Livros decrônicas nas re-cepções e quartos 9Este livro chama a nossa atenção para leitura, pois ele é bem interessante e as palavras usadas sãobem fáceis de ser compreendidas. Parabéns ao autor, por ensinar algo para nós adolescentes.Renata de Sousa Beserra – 17 anos – 3º ano – Escola Edite Alcântara Mota - Pecém / São Gonçalo doAmarante – CE
  9. 9. Caravana da Leitura em Diadema E lá vem a Caravana da público ao projeto, o que meLeitura distribuindo livros gra- leva a sonhar com um Brasiltuitamente e, também, venden- Leitor. A Caravana já passou,do a preços simbólicos em pra- entre outros, pelos municípiosças públicas. O projeto, neste de São Paulo, Itu, Salto, Soro-ano patrocinado pela ZF do caba, Conchas, Pederneiras,Brasil, vem desde 2004, per- Porto Feliz, Tietê, São Roque,correndo várias cidades, fazen- Barueri, Jandira, Vargemdo a festa com livros, incenti- Grande Paulista, Embu das Ar-vando o hábito da leitura e for- tes, Mauá, Ribeirão Pires, Riomando leitores de todas as Grande da Serra, Santo André,classes sociais, etnias e credos. Santa Isabel, Diadema, SãoÉ surpreendente a recepção do Bernardo do Campo, São Cae-Caravana da Leituraem Conchas. 10O livro “Acontece”, de Laé de Souza, agradou-me muito, pois as histórias contidas no livro fazem osleitores viajar mundo afora. É muito bom estar lendo fatos que ocorrem todos os dias, e isso foi oque mais me agradou.Flavia Raiane de Carvalho – 14 anos – 8º A – E.M.E.F. “Anita Ferraz Malzoni” – Nova Europa – SP
  10. 10. leitura, discussão dos temas, criação de textos e adaptação para teatro a partir de uma de minhas obras, por todos os alunos da escola . A ideia é atrair todos os estudantes para uma participação ativa em um movimento literário na sua es- cola.Caravana da Leitura em Osasco O projeto é destinado às escolas públicas de todo o paístano do Sul, Osasco e Indaia- que recebem as obras e mate-tuba, em São Paulo; Belo Ho- riais didáticos em quantidaderizonte, Sabará, Ribeirão das suficiente para atender aosNeves, Pirapora e Montes Cla- alunos que participam das ati-ros, em Minas Gerais, Santo vidades, e alguns destes, se-Antônio de Pádua, Cardoso rão premiados pela qualida-Moreira, Italva, Itaperuna e de e criatividade dos textos.Bom Jesus do Itabapoana, no Após a leitura e o desen-Estado do Rio de Janeiro. volvimento das atividades su- geridas, os alunos respondem um questionário sobre a obra e elaboram textos baseados nas crônicas ou nos persona- gens. São premiados, com ou- tras obras, por classe, três au- tores dos melhores trabalhos e um outro aluno por alcan- çar os melhores resultados nas demais atividades propostas (melhor ilustração, adaptação para teatro, encenação do tex- to, performance como ator O projeto, patrocinado etc.). Estes alunos serão con-pela ZF do Brasil, envolve a templados com outras obras. 11Parabenizo o escritor pelo seu magnífico projeto.Desejo que o projeto, cada vez mais, beneficie aqueles que querem e esperam oportunidades na vida.Tamires de Oliveira – 8ª B – E.E. Arnoldo Azevedo – Lorena – SP
  11. 11. vros aos passageiros do metrô. Ao descer, em qualquer das es- tações, o usuário-leitor devolvia o livro em caixas receptoras. Em 2006, ampliei o qua-dro de projetos com o Viajan-do na Leitura. Neste projeto,os passageiros de ônibus e me-trô têm à disposição os livrospara leitura durante o percur-so. Acompanhadas por moni-tores, eles recebem o livro, de-volvendo-o no final da viagem. Em 2007, iniciou-se o Mi-O projeto foi aplicado em par- nha Cidade Lê. Com a partici-ceria com a Viação Cometa, nalinha São Paulo-Sorocaba-São pação de cinquenta voluntáriosPaulo. Durante uma semana, os são colocados livros em todas aspassageiros receberam um portas das casas da cidade. Apósexemplar do livro “Nos Basti- a leitura, o morador poderá tro-dores do Cotidiano”. car a obra lida por outra de mi- O projeto foi aplicado em nha autoria na biblioteca públi-parceria com o metrô de São ca do município. O projeto ini-Paulo, durante 15 dias, na li- cia-se com a distribuição danha Lilás, Largo 13 de Maio a obra “Nos Bastidores do Cotidi-Capão Redondo. Em todas as ano” e disponibiliza para troca,estações, foram instaladas ten- na biblioteca, os outros títulos.das e monitores entregavam li- Na troca dos livros é estimula- da a frequência do leitor à bi- blioteca para a leitura de ou- tras obras existentes no acervo. O projeto foi aplicado no muni- cípio de Tapiraí, SP. 12Eu adorei o livro do autor Laé de Souza. Concordo com a sua maneira irreverente de escrever. Suashistórias me fizeram rir muito. Particularmente, esse livro entrou para minha lista pessoal dosmelhores livros que já li.Sabrina Nogueira de Lima – 17 anos – 3ª B – E.E. Cel. Ary Gomes – Guarulhos – SP
  12. 12. Em 2008, iniciou-se o Lei-tura não tem Idade, que é apli-cado em parceria com gruposde Terceira Idade de todo o Bra- Uma ação leva a outra. As-sil. Os participantes do projeto sim, o livro “Nos Bastidores dorecebem uma das minhas obras Cotidiano” foi transcrito para brai-e, após a leitura, preenchem um le, como forma de incluir a parti-questionário sucinto. O projeto cipação dos deficientes visuais nosjá foi aplicado em mais de 30 projetos de leitura.grupos. É interessante o envolvimen- É fantástica a criatividade to das pessoas com um sonho que já não é só meu. A cada dia, sur-das pessoas quando estimulada. gem novos parceiros e os meus Os alunos também projetos estão em todos os Esta- dão respostas ma- dos do Brasil, em municípios gran- ravilhosas. O livro des e pequenos, sem distinção. “Espiando o A Companhia de Seguros Ali- Mundo pela Fe- ança do Brasil é a patrocinadora chadura” teve as do projeto ”Ler é Bom, Experimen- suas crônicas te!” pelo quarto ano consecutivo, ilustradas por o que permite a aplicação do pro- alunos de vári- jeto em quinhentas escolas em 2011. Uma oportunidade para as escolas que que muitos estudantes de escolas participaram públicas de todo o país conheçam de um concur- o prazer da leitura. A Caravana so de ilustração. O resulta- da Leitura percorrerá mais cida-do foi surpreendente para mim, des em 2011 com o patrocínio dapara eles e seus professores. ZF do Brasil. Isto é maravilhoso! 13“Fiquei surpreso e feliz ao ver essa iniciativa no Metrô. Achei uma brilhante ideia e confesso queesperava ver isso no futuro bem distante.”Anônimo. - Metrô-SP, Linha Lilás
  13. 13. Ao longo desses anos de te do mundo da leitura, por-aplicação dos projetos de leitu- tanto, cuidado!ra, tenho constatado que é um Vários alunos que se recu-grande equívoco o pensamento savam a ler e que leram a pri-de que “o brasileiro não gosta meira crônica de um livro meu,de ler”. Falta, isto sim, criar fa- manifestaram que leram, paracilidades e formas de incentivo. surpresa deles próprios, até oTrabalho que tenho feito sem- final e começaram a ler outraspre nas minhas palestras, aler- obras a partir da experiência.tando os professores para a A grande parceria comgrande responsabilidade que professores, instituições e alhes cabe, principalmente nos adesão de patrocinadores e in-dias de hoje, em que as mães centivadores pessoa física me le-ausentam-se para o trabalho e vam a acreditar que é possívelnão têm o tempo tão necessá- realizar o sonho de fazer dorio para ler histórias para os fi- Brasil um país de leitores.lhos e estimular a imagina-ção e o prazer da litera- atura. Num tempo de alu- Souznos arredios, cercados Laé depelo bombardeio de ino-vações visuais e lúdi-cas, é preciso es-colher com ca-rinho, a obraque se colocapela primeiravez nas mãosde um futuroleitor. Corre-sesempre o riscode criar ojeri-za e afastá-lodefinitivamen- 14Eu gostei muito do livro, o “Acontece...” é muito interessante. Ao ler, é como se estivéssemos vivendoaquelas histórias. Gostaria de conhecer seu outro livro o “Acredite se Quiser!”. Laé de Souza parabéns, o seulivro foi o primeiro que a FEBEM toda leu, essas crônicas são demais. Um abraço do seu mais novo leitor.C.O. – 18 anos – FEBEM – Itaquequecetuba – SP
  14. 14. Cidades que já participaramARGENTINA Aquiraz, Banabuiú, Barbalha, Barreira, Baturité, Bela Cruz, Boa Viagem, Bonsucesso, Camocim, Canindé,Buenos Aires Caririaçu, Cascavel, Caucaia, Crateús, Crato, Cruz, Eusébio, Farias Brito, Fortaleza, Granja, GuaraciabaBRASIL do Norte, Icó, Ipaporanga, Ipueira, Iracema, Itajará,ACRE Itapajé, Itapipoca, Itapiúna, Itarema, Jaguaretama,Acrelândia, Brasiléia, Feijó, Rio Branco e Tarauacá. Jaguaribe, Jaguaruana, Jijoca de Jericoacoara, Juazei- ro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Marco,ALAGOAS Martinópole, Massapé, Mauriti, Milhã, Missão Velha,Anadia, Arapiraca, Batalha, Girau do Ponciano, Igaci, Mombaça, Morada Nova, Nova Olinda, Orós, Paca-Limoeiro de Anadia, Maceió, Palmeira dos Índios, Rio jus, Pacatuba, Pacujá, Palhano, Paracuru, Paraipaba,Largo, Santana do Ipanema e Santana do Mundaú. Parambu, Pedra Branca, Pentecoste, Quixadá, Quixe- ramobim, Reriutaba, Russas, São Benedito, São Gon-AMAPÁMacapá çalo do Amarante, São Luis do Curu, Sobral, Tabuleiro do Norte, Tauá, Tianguá, Trairi, Tururu, Ubajara, Umi-AMAZONAS rim, Uruburetama, Varjota e Viçosa do Ceará.Itacoatiara, Manacapuru, Manaus, São Gabriel daCachoeira e São Paulo de Oliveira. DISTRITO FEDERAL Brasília, Ceilândia, Gama, Guará, Planaltina, RiachoBAHIA Fundo I e Sobradinho.Água Fria, Anagé, Andaraí, Antas, Araci, Aurelino Leal,Barra, Barra do Choça, Barreiras, Biritinga, Boa Nova, ESPÍRITO SANTOBrumado, Caculé, Caldeirão Grande, Camacan, Ca- Afonso Cláudio, Águia Branca, Aracruz, Boa Esperan- ça, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Eco-maçari, Campo Formoso, Candeias, Candiba, Can- poranga, Fundão, Guaçuí, Iconha, Itaguaçu, Linha-sanção, Capela do Alto Alegre, Carinhanha, Chorro- res, Pinheiros, Rio Novo do Sul, São Gabriel da Palha,chó, Conceição do Coité, Condeúba, Contendas do São Mateus, Serra e Vargem Alta.Sincorá, Cruz das Almas, Esplanada, Eunápolis, Feirade Santana, Firmino Alves, Gandu, Guanambi, Guara- GOIÁStinga, Ibipeba, Ibotirama, Ipirá, Iraci, Iraporanga, Ire- Águas Lindas de Goiás, Alto Horizonte, Amaralina,cê, Itabatã (Mucuri), Itaberaba, Itabuna, Itagimirim, Anápolis, Anicuns, Aragarças, Bela Vista de Goiás,Itamari, Itanhém, Itatim, Jacobina, Jequié, Jiquiriçá, Britânia, Caiapônia, Caçu, Caldas Novas, Campinorte, Campo Limpo de Goiás, Ceres, Cidade Ocidental, Cri-Jussara, Lapão, Lauro de Freitas, Licínio de Almeida, xás, Estrela do Norte, Goianésia, Goiânia, Iaciara, Ina-Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Maga- ciolândia, Indiara, Iporá, Itaberaí, Itajá, Itumbiara,lhões, Madre de Deus, Malhada, Maragogipe, Marci- Jaraguá, Jataí, Joviânia, Lagoa Santa, Mineiros, Mor-onílio Souza, Monte Sa nto, Morro do Chapéu, Nova rinhos, Mossâmedes, Piracanjuba, Pontalina, Profes-Fátima, Nova Viçosa, Novo Horizonte, Paramirim, Pe- sor Jamil, Quirinópolis, Rio Verde, São Luís de Montesdrão, Pindobaçu, Porto Seguro, Posto da Mata (Nova Belos, Silvânia, Turvelândia e Valparaíso Goiás.Viçosa), Prado, Retirolândia, Riacho de Santanna, RuyBarbosa, Salvador, Santa Luz, Santa Terezinha, Santa- MARANHÃOna, Santanópolis, São Desidério, São Domingos, São Aldeias Altas, Alto Alegre do Maranhão, Alto Alegre do Pindaré, Araioses, Bacabeira, Balsas, Buriti Bravo,Félix do Coribe, São Francisco do Conde, São Gabriel, Coelho Neto, Colinas, Coroatá, Estreito, Grajaú, Im-Sátiro Dias, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha, Sítio peratriz, Matões, Matões do Norte, Mirador, Paço dodo Quinto, Taperoá, Tapiramutá, Teixeira de Freitas, Lumiar, Pinheiro, Presidente Juscelino, Rosário, SantaTeofilândia, Tucano, Ubaíra, Ubatã, Urandi, Valente, Inês, Santa Rita, São Domingos do Maranhão, SãoVárzea Nova, Vitória da Conquista e Xique-Xique. João do Paraíso, São Luís, Timbiras e Vitorino Freire.CEARÁ MATO GROSSOAcaraú, Acopiara, Amontada, Alto Santo, Apuiarés, Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Apiacás, Ari- 15O livro é ótimo. As crônicas são interessantes, pois nelas a gente encontra conselhos, humor.As crônicas estão ligadas com quem está lendo, seja criança, jovem ou até uma pessoa maisvelha.Simone de Amorim – 14 anos – Centro de Ensino Fundamental Fercal – Sobradinho – DF
  15. 15. puanã, Barra do Garças, Brasnorte, Campo de Júlio, Monte Dourado, Ourilândia do Norte, Parauapebas,Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Canarana, Cas- Rondon do Pará, Rurópolis, Santa Isabel do Pará, Santatanheira, Cláudia, Cuiabá, Curvelândia, Guiratinga, Ja- Luzia do Pará, Santo Antonio do Tauá, Santarém Novo,ciara, Jangada, Juína, Juruena, Juscimeira, Lucas do São João do Araguaia, Uruará e Xinguara.Rio Verde, Marcelândia, Mirassol d’Oeste, Nova Marin-gá, Nova Mutum, Nova Olímpia, Novo Mundo, Parana- PARAÍBAtinga, Porto Estrela, Primavera do Lest, Querência, Ri- Alagoa Nova, Aparecida, Brejo dos Santos, Campinabeirão Cascalheira, Rondonópolis, Santa Carmem, San- Grande, João Pessoa, Juripiranga, Lucena, Mãeto Antônio do Leverger, São Domingos, São Pedro da d’Água, Matureia, Monteiro, Poço Dantas, Pombal,Cipa, Sapezal, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e Vera. Sapé, Sumé e Teixeira.MATO GROSSO DO SUL PARANÁAngélica, Aral Moreira, Campo Grande, Corumbá, Dois Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Antonina, Anto-Irmãos do Buriti, Dourados, Guia Lopes da Laguna, nio Olinto, Assis Chateaubriand, Balsa Nova, Barra-Inocência, Ivinhema, Ladário, Nova Andradina, Para- cão, Carambeí, Cascavel, Castro, Céu Azul, Chopinzi-naíba, Ponta Porã, Rio Brilhante, Rochedo e Tacuru. nho, Colombo, Conselheiro Mairinck, Coronel Domin- gos Soares, Cruzeiro do Iguaçu, Curitiba, Diamante doMINAS GERAIS Norte, Dois Vizinhos, Douradina, Fazenda Rio Grande,Águas Formosas, Águas Vermelhas, Alagoa, Alfenas, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ibipo-Alpinópolis, Alterosa, Andradas, Aparecida de Minas, Ara- rã, Itambaracá, Ivaiporã, Juranda, Laranjeiras do Sul,guari, Araxá, Arceburgo, Arcos, Bambuí, Barão de Co- Loanda, Londrina, Maringá, Marumbi, Nova Esperan-cais, Belo Horizonte, Berilo, Betim, Bicas, Boa Esperança, ça, Nova Fátima, Nova Prata do Iguaçu, Nova Tebas, Palmas, Palotina, Paranacity, Paranaguá, Pato Branco,Bocaiúva, Bom Despacho, Bom Jesus do Galho, Cabe- Pérola, Piên, Pinhais, Piraí do Sul, Pitangueiras, Qua-ceira Grande, Cabo Verde, Cambuí, Canabrava (João tro Barras, Quatro Pontes, Querência do Norte, RioPinheiro), Capelinha, Capim Branco, Capitão Enéas, Ca- Negro, Rolândia, Salto de Lontra, Santa Rita d’Oeste,ranaíba, Caratinga, Cataguases, Catuti, Chapada do Norte, Santo Antônio da Platina, São João, São Jorge d’Oeste,Chapada Gaucha, Centralina, Conceição do Mato Den- São José dos Pinhais, Telêmaco Borba, Toledo, Toma-tro, Conceição dos Ouros, Conselheiro Pena, Contagem, zina, Umuarama, União da Vitória e Wenceslau Braz.Coração de Jesus, Coromandel, Coronel Murta, DomCavati, Dores de Guanhães, Elói Mendes, Espera Feliz, PERNAMBUCO Afogados de Ingazeira, Araripina, Bezerros, Cachoei-Francisco Sá, Frutal, Galiléia, Grão Mogol, Guanhães, rinha, Caetés, Camaragibe, Carpina, Caruaru, Cupi-Guaranésia, Ibirité, Ibitiúra de Minas, Icaraí de Minas, ra, Feira Nova, Garanhuns, Ibirajuba, Itambé, Jabo-Igaratinga, Ipaba, Ipatinga, Itabirito, Itacarambi, Itaipé, atão dos Guararapes, João Alfredo, Lagoa deItaú de Minas, Joaíma, João Monlevade, João Pinheiro, Itaenga,Limoeiro, Nazaré da Mata, Olinda, Orobó,Juiz de Fora, Lagoa dos Patos, Lagoa Santa, Lavras, Luz, Palmares, Pesqueira, Petrolândia, Petrolina, Recife,Malacacheta, Manhuaçu, Manhumirim, Maravilhas, Ma- Salgueiro, Santa Terezinha, São José do Belmonte,riana, Mateus Leme, Medina, Monsenhor Paulo, Montes São José do Egito, São Lourenço de Mata, Serra Ta-Claros, Montezuma, Morada Nova de Minas, Muriaé, lhada, Solidão, Tabira, Toritama, Triunfo, Tupareta- ma, Vicência e Vitória de Santo Antão.Nova Era, Nova Esperança, Nova Resende, Novo Orien-te de Minas, Pains, Patos de Minas, Patrocínio, Pavão, PIAUÍPedra Grande (Almenara), Pedro Leopoldo, Piedade de Água Branca, Angical do Piauí, Betânia do Piauí, BrejoCaratinga, Piumhi, Pirapetinga, Pirapora, Pirauba, Pitan- do Piauí, Colônia do Gurguéia, Coronel José Dias,gui, Pouso Alegre, Pratinha, Raul Soares, Ribeirão das Cristino Castro, Jurema, Luís Correia, Manoel Emídio,Neves, Sabará, Sabinópolis, Salinas, Santa Luzia, Santa- Monsenhor Hipólito, Parnaíba, São João da Fronteira,na da Vargem, São Francisco de Sales, São Gonçãlo do São João do Piauí, Teresina, União e Valença do Piauí.Rio Abaixo, Sâo João Del Rei, São João do Oriente, SãoJosé da Barra, São José da Lapa, São Sebastião do RIO DE JANEIRO Araruama, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, BomParaíso, Senador Firmino, Sete Lagoas, Tarumirim, Teó- Jesus do Itabapoana, Cabo Frio, Campos dos Goyta-filo Otoni, Tiradentes, Tombos, Três Marias, Três Pontas, cazes, Cardoso Moreira, Comendador Levy Gaspari-Tumiritinga, Ubaporanga, Uberaba, Uberlândia, Vargem an, Duque de Caxias, Engenheiro Paulo de Frontin,Grande do Rio Pardo, Varzelândia, Vespasiano, Viçosa e Guapimirim, Iguaba Grande, Itaperuna, Italva, Itati-Virginópolis. aia, Magé, Miracema, Natividade, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Paraíba do Sul, Paty doPARÁ Alferes, Petrópolis, Pinheiral, Rio Bonito, Rio de Ja-Abaetetuba, Altamira, Ananindeua, Belém, Belterra, neiro, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São Gon-Castanhal, Chaves, Conceição do Araguaia, Curionópo- çalo, São João de Meriti, São Sebastião do Alto, Sa-lis, Dom Eliseu, Ipixuna do Pará, Itaituba, Marabá, Moju, quarema, Três Rios e Volta Redonda. 16Parabenizo o Laé por este trabalho. Quando comecei a ler, não parava mais. Pra dizer a verdade, nãolargava o livro para nada. Espero ler muitas obras suas.Daisy V. Martins da Silva – 15 anos – EMEF João Padilha do Nasdimento – Três Passos – RS
  16. 16. RIO GRANDE DO NORTE Limpo Paulista, Capivari, Caraguatatuba, Carapicuíba,Água Nova, Angicos, Antônio Martins, Brejinho, Ceará Casa Branca, Catanduva, Cerqueiro César, Cerquilho,Mirim, Doutor Severiano, Extremoz, Fernando Pedroza, Césario Lange, Colina, Colômbia, Conchal, Conchas,Gov-Dix-Sept Rosado, Itaú, Lagoa de Pedras, Lagoa Sal- Coroados, Cosmópolis, Cotia, Cruzeiro, Diadema, Divi-gada, Lucrécia, Major Sales, Mossoró, Natal, Pilões, Ra- nolândia, Dois Córregos, Dracena, Echaporã, Embu dasfael Fernandes, Riachuelo, Ruy Barbosa, Santana do Ma- Artes, Eldorado, Espírito Santo do Pinhal, Espírito Santotos, São Miguel, São Miguel do Gostoso e Vera Cruz. do Turvo, Fernandópolis, Ferraz de Vasconcelos, Florí- nea, Franca, Francisco Morato, Franco da Rocha, Ga-RIO GRANDE DO SUL briel Monteiro, Gastão Vidigal, General Salgado, Getu-Alpestre, Arroio Grande, Arvorezinha, Bento Gonçal- lina, Guaiçara, Guapiara, Guararapes, Guaratinguetá,ves, Bom Princípio, Bom Progresso, Bom Retiro do Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Iacri, Ibiúna, Ibitinga,Sul, Camaquã, Canguçu, Canoas, Capão da Canoa, Icém, Igaratá, Ilha Solteira, Ilhabela, Indaiatuba, InúbiaCapão do Leão, Caxias do Sul, Charqueadas, Cidrei- Paulista, Ipaussu, Iperó, Itaberá, Itanhaém, Itaí, Itaó-ra, Eldorado do Sul, Esteio, Flores da Cunha, Getúlio ca, Itapecerica da Serra, Itapetininga, Itapeva, Itapevi,Vargas, Gravataí, Igrejinha, Ijuí, Ilópolis, Itaqui, Ita- Itapira, Itaporanga, Itaquaquecetuba, Itararé, Itobi, Itu,tiba do Sul, Lagoa Vermelha, Mato Castelhano, Mon- Itupeva, Jaboticabal, Jaguariuna, Jandira, Jardinópolis,te Belo do Sul, Mormaço, Nonoai, Nova Prata, Novo Jaú, Joanópolis, Jundiaí, Junqueirópolis, Juquiá, Juqui-Barreiro, Novo Hamburgo, Panambi, Parobé, Passo tiba, Lavrinhas, Leme, Limeira, Lindóia, Lorena, Lour-do Sobrado, Pirapó, Planalto, Porto Alegre, Sanandu- des, Lucélia, Luís Antônio, Mairiporã, Maracaí, Marapo-va, Santa Bárbara do Sul, Santa Maria, Santa Maria ama, Marília, Matão, Mauá, Miracatu, Mirandópolis,Herval, Santo Augusto, São Jerônimo, São Lourenço Mirante do Paranapanema, Mirassol, Mogi das Cruzes,do Sul, São Luiz Gonzaga, São Vicente do Sul, Sapi- Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Mongaguá, Monte Alegre doranga, Sapucaia do Sul, Serafina Corrêa, Tapes, Tor- Sul, Monteiro Lobato, Muritinga do Sul, Nantes, Novares, Três Passos, Tupanciretã, Uruguaiana e Viamão. Europa, Novo Horizonte, Osasco, Osvaldo Cruz, Ouri- nhos, Ouro Verde, Palmeira D’oeste, Paraguaçu Pau-RONDÔNIA lista, Paraibuna, Parapuã, Paulo de Faria, Pederneiras,Alta Floresta d’Oeste, Alto Paraíso, Ariquemes, Buri- Pedrinhas Paulista, Pedro de Toledo, Penápolis, Perei-tis, Cacaulândia, Cacoal, Campo Novo de Rondônia, ras, Peruíbe, Piedade, Pinhalzinho, Piquete, Piracicaba,Candeias do Jamari, Castanheiras, Cerejeiras, Costa Piraju, Pirapora do Bom Jesus, Pirassununga, Pitanguei-Marques, Espigão D’oeste, Extrema, Itapuã D’oeste, ras, Poá, Pontal, Porto Feliz, Porto Ferreira, Pradópolis,Jaru, Ji-Paraná, Machadinho D’oeste, Monte Negro, Praia Grande, Presidente Prudente, Promissão, Quatá,Ouro Preto do Oeste, Porto Velho, Presidente Médici, Registro, Restinga, Ribeirão do Sul, Ribeirão Pires, Ribei-São Felipe D’oeste, São Miguel do Guaporé e Vilhena. rão Preto, Rio Claro, Rio Grande da Serra, Roseira, Rubinéia, Sagres, Salesópolis, Salmourão, Salto, SantaRORAIMA Bárbara D’oeste, Santa Isabel, Santana do Parnaíba,Boa Vista e Rorainópolis. Santo André, Santo Antônio de Posse, Santo Antônio do Aracanguá, Santo Antônio Jardim, Santos, São BentoSANTA CATARINA do Sapucai, São Bernardo do Campo, São Caetano doAbelardo Luz, Águas Mornas, Anchieta, Angelina, Ani- Sul, São Carlos, São João do Pau D’alho, São José dotápolis, Antônio Carlos, Atalanta, Barra Velha, Bela Vis- Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, São Pedro,ta do Toldo, Belmonte, Biguaçu, Blumenau, Brusque, São Roque, São Sebastião, São Vicente, Serra Negra,Chapadão do Lageado, Concórdia, Criciúma, Florianó- Sorocaba, Sumaré, Suzano, Tabapuã, Taboão da Serra,polis, Frei Rogério, Governador Celso Ramos, Guaraci- Taciba, Tapiraí, Taquarivaí, Tarabaí, Tarumã, Tatuí, Tau-aba, Imaruí, Indaial, Ipumirim, Irani, Itajaí, Itapema, baté, Teodoro Sampaio, Terra Roxa, Tietê, Ubatuba,Joinville, Laguna, Leoberto Leal, Mafra, Maravilha, Ma- Valinhos, Vargem Grande Paulista, Vera Cruz, Viradou-racajá, Massaranduba, Morro Grande, Navegantes, Nova ro e Votorantim.Itaberaba, Palhoça, Piçarras, Pinhalzinho, Pomerode,Porto União, Pouso Redondo, Rio do Sul, Santa Cecília, SERGIPESanta Rosa do Sul, Santa Terezinha do Progresso, São Aracaju, Boquim, Lagarto, Monte Alegre de Sergipe,Bento do Sul, São Joaquim, São João Batista, São José, Nossa Senhora do Socorro, Riachão do Dantas, Rosá-São José do Cedro, Seara, Sombrio, Tigrinhos, Tijucas, rio do Catete, Santa Luzia do Itanhy e Tomar do Geru.Turvo, Xanxerê, Xavantina e Xaxim. TOCANTINSSÃO PAULO Ananás, Araguaçu, Araguaína, Aurora do Tocantins,Águas de Lindóia, Águas de Santa Bárbara, Amparo, Brasilândia do Tocantins, Buriti do Tocantins, Caseara,Apiaí, Araçariguama, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Colinas do Tocantins, Cristalândia, Dianópolis, Gua-Araraquara, Araras, Ariranha, Arujá, Artur Nogueira, raí, Itacajá, Luzinópolis, Miracema do Tocantis, Mon-Assis, Atibaia, Avaré, Barueri, Batatais, Bebedouro, Bi- te do Carmo, Novo Alegre, Palmas, Palmeirópolis,rigui, Bom Jesus dos Perdões, Boituva, Borá, Bragança Pedro Afonso, Ponte Alta do Bom Jesus, Porto AlegrePaulista, Buri, Buritama, Cabreúva, Cachoeira Paulista, do Tocantins, Porto Nacional, Praia Norte, Rio dosCafelândia, Caieiras, Cajamar, Cajobi, Campinas, Campo Bois e Santa Rosa do Tocantins. 17Laé, adorei seu livro, muito legal. Ele me mostrou que ler é importante. Até, então, não lia muito,agora viajo na literatura.Larissa Fernanda G. Bortolazo – 13 anos – Colégio Estadual Unidade Pólo – São José dos Pinhais – PR
  17. 17. Obras utilizadasnos projetos As obras utilizadas nos pro- zinho, numa narrativa que en-jetos são “Acontece...”, “Coisas canta o pequeno leitor, e “Ra-de Homem & Coisas de Mulher”, dar, o cãozinho” e “Quinho” di-“Acredite se Quiser!”, “Espian- rigidos para crianças em proces-do o Mundo pela Fechadura” e so de alfabetização, com um tex-“Nos Bastidores do Cotidiano”, to delicado e belas ilustrações.crônicas que refletem o cotidi- Com a perspicácia que lheano de pessoas comuns, escri- é peculiar, Laé de Souza obser-tas com humor e sátira; a série va a relação humana e daí fazinfantil “Quinho e o seu cãozi- nascer os seus personagens enho – Um cãozinho especial”, suas histórias. Histórias alegres,que conta as aventuras de um escritas de forma que envolvemgaroto e o seu inseparável cão- o leitor e o faz rir e refletir.
  18. 18. Parceiros
  19. 19. Informações: (11) 2743-9491 • 2743-8400contato@projetosdeleitura.com.br www.projetosdeleitura.com.br

×