Crosp131

4,317 views
4,113 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,317
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Crosp131

  1. 1. Prêmio Prof. Alfredo Reis Viegas distribuiu R$ 65 mil aos trabalhos vencedores que vieram de Curitiba, São José dos Campos, Florianópolis,Avenida Paulista, 688 - Térreo - CEP 01310-909 - São Paulo - SP Número 131 - AGO/NOV de 2010 - Ano XXIX Batatais, Campinas e São Paulo Profissão CROSP vai criar Câmaras Técnicas de Especialidades e de Habilitações SorteioAtendendo solicitação do Conselho Inscritos concorrerão no final do ano a um consultórioRegional de Odontologia de São Paulo, o dentário pela Loteria FederalTribunal Superior Eleitoral retirou do arcampanha que feria imagem da profissão CROSP reúne ex-funcionários da empresa e dá sugestões de caráter ético e jurídico Data Valorização Odontogia de Dia do Cirurgião- CROSP veicula Grupo Dentista é campanha Cursos do CROSP comemorado publicitária nos abordam tema e na Assembleia principais meios de profissionais lotam Legislativa comunicação auditórios
  2. 2. CRO/SP 4 MERCADO - Cursos sobre planos odontológicos lotam auditórios 7 CAPA - TSE retira do ar campanha publicitária que feria imagem da Odontologia 9 TAXA DE LIXO - Dr. Emil Razuk reitera pedido para reavaliação da taxa ao Secretário de Serviços 9 SORTEIO - Inscritos concorrerão pela Loteria Federal a consultório dentário 11 PROFISSÃO - Câmaras Técnicas de Especialidades serão criadas pelo CROSP CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO 12 IMBRA - Ex-funcionários da empresa recebem orientações do Conselho Avenida Paulista, 688 – Térreo Tronco-Chave: (11) 3549-5500 14 PRÊMIO PROF. ALFREDO REIS VIEGAS - Melhores trabalhos recebem R$ 65 mil em prêmios CEP 01310-909 - São Paulo - Brasil www.crosp.org.br 16 POLÍCIA - Alerta para assaltos a consultórios dentários 17 ÉTICA - Cuidados para o uso indiscriminado dos raios-X 18 DATA - Classe comemora Dia do Cirurgião-Dentista na Assembleia Legislativa 21 CONGRESSO - APCD completa 100 anos em congresso na Expocenter Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 28 CAMPANHA - CROSP veicula nos principais jornais do Estado campanha pelo Dia do Cirurgião- Dentista Expediente PRESIDENTE Dr. Emil Adib Razuk SECRETÁRIO Dr. Claudio Yukio Miyake TESOUREIRO Dr. Francisco Couto Mota CONSELHEIROS Dr. Ideval Serrano Drª. Maria Lucia Zarvos Varellis Dr. Marco Antônio Rocco Drª. Eunice Cristina Gardieri Dr. Marco Antonio Manfredini Dr. Rogério Adib Kairalla Dr. Caio Perrella de Rezende Projeto Gráfico, Diagramação e Edição Contas TRONCO-CHAVE Seccionais Tesouraria a Pagar 3549-5500 3549-5545 / 5546 3549-5565 3549-5512 / 5513 Imprensa Design Tel: (11) 3487-2092 Secretaria Comissão Fiscalização CPD E-mail: comercial@aipy.com.br 3549-5548 / 5549 de Ética 3549-5558 a 5560 3549-5514 a 5518 www.aipy.com.br / 5529 3549-5566 a 5572 Editor ResponsávelLuís Humberto Rocha Carrijo (MTb 17.396) Recursos Cobrança Especialidades Compras Humanos E-mail: imprensa@crosp.org.br 3549-5501 a 5507 3549-5519 até 5522 3549-5553 / 5555 3549-5573 / 5574 Tel: (11) 3549-5561 Gráfica Esdeva Indústria Gráfica Contabilidade Atendimento Imprensa Licitação Tiragem 3549-5508 / 5511 3549-5523 / 5533 3549-5561 / 5562 3549-5579 130.000 exemplares Controlada pelo IVC Inscrição e Odontologia Registro Financeiro Jurídico Empresarial 3549-5527 / 5531 / 3549-5563 3549-5580 a 5583 3549-5541 / 5543 5534 / 5535 / 5538 Instituto Verificador de Circulação
  3. 3. Editorial Sempre em vigília O Conselho Regional de Odontologia dades da profissão, o CROSP decidiu criar Câmaras Técni- de São Paulo é o porta-voz de cerca de cas que terão como fim produzir estudos que assessorem a 76 mil profissionais de São Paulo, mas presidência do Conselho nas áreas das especialidades e das nem por isso limita-se a agir dentro práticas integrativas. Essas câmaras serão responsáveis por das fronteiras estaduais. Exemplo apresentar sugestões também ao CFO no sentido de aper- disso, foi a reação instantânea do CROSP que pediu feiçoar cada vez mais as especialidades. No que se referem às a retirada do ar de uma campanha publicitária, que habilitações, as câmaras servirão para levantar argumentos afrontava a profissão, veiculada pelo Tribunal Supe- que reforcem a posição do CROSP para que as práticas in- rior Eleitoral no primeiro turno das eleições. O TSE tegrativas sejam consideradas, urgentemente, especialidades, reconheceu a preocupação do Conselho e, por deter- em particular a Acupuntura, a Homeopatia e a Hipnose. minação do presidente do Tribunal, Ministro Enrique São momentos aguerridos como esses que justificam a Ricardo Lewandowski - que demonstrou sensibilidade celebração de uma data tão importante para nós: o Dia pública e bom senso -, tirou de imediato as inserções do Cirurgião-Dentista. Além da bela festa que a classe no rádio e na TV que estigmatizavam a Odontolo- merecidamente teve na Assembleia Legislativa, a data gia como uma atividade profissional que causa dor. A está sendo também comemorada em todas as seccionais atitude do CROSP preservou a imagem do cirurgião- do Conselho, que homenageou com a comenda Tira- dentista não só de São Paulo como de todo o país. dentes colegas que se destacaram em 2010 e são exem- Também com intuito de defender o prestígio de que plos edificantes para todos nós pelo trabalho realizado goza o cirurgião-dentista – que foi considerado pela po- em prol da Odontologia e da população. pulação, em 2007, por meio de pesquisa da revista Sele- O Conselho se sentiu no dever de compartilhar com a ções, o segundo profissional mais confiável, atrás apenas sociedade essa data veiculando na “Folha de S. Paulo” e dos bombeiros -, o CROSP foi à imprensa na defesa dos “O Estado de S. Paulo”, em revistas de circulação nacio- ex-funcionários da Imbra. O fechamento da empresa nal e em jornais das principais cidades do Estado de São não só vitimou pacientes como os profissionais que se Paulo, uma campanha que parabeniza com orgulho o viram impedidos de dar prosseguimento nos tratamentos cirurgião-dentista. abruptamente interrompidos. Nessa toada, em sincronia com as demandas e as necessi- Um grande abraço do colega que o considera Emil Adib RazukNovo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 3
  4. 4. Mercado Profissionais lotam cursos do CROSP sobreO Conselho Regional de cimento que se verifica no mercado de para seu perfil profissional. O CROSP, profissional que ministra os cursos, Odontologia de São Paulo odontologia de grupo, composto pelas com a iniciativa, tem o propósito de com 15 anos de experiência no mer- deu início a uma série de operadoras e cooperativas odontológi- preparar o cirurgião-dentista para uma cado empresarial odontológico. Ocursos sobre odontologia de grupo a cas. Em março de 2010, o segmento realidade, que não tem volta, oferecen- curso organizado pelo CROSP estátodos os cirurgiões-dentistas inscritos de planos odontológicos apresentava do informações de qualidade sobre o sendo estendido a todo o Estado deno CROSP. O curso “Como Trabalhar mais de 13,2 milhões de associados, assunto. “O curso é só um pequeno São Paulo e tem o propósito de escla-com Convênios com Eficiência e Re- aproximadamente 31,0% do total de passo na grande investida do CROSP recer as dúvidas mais frequentes entresultado”- ministrado pelo especialista associados aos planos médico-hospi- em lutar pelos direitos dos profissio- os profissionais:em consultoria em Gestão, Dr. Rober- talares no país. Ou seja, há ainda um nais e pela obtenção de melhores con- 1º- se é possível ter lucro trabalhan-to Porto -, já foi realizado cinco vezes: mercado em potencial de 43,4 milhões dições de trabalho e remuneração no do com convênios;em novembro de 2009 e dias 17 e 24 de pessoas. que se refere aos convênios odontoló- 2º- quais as vantagens nessa parceria;de julho na cidade de São Paulo; dia Dr. Emil explica que o CROSP, ao gicos”, explica Dr. Emil Adib Razuk, 3º- como se organizar para não sair14 de agosto, em Santos; e dia 18 de promover esses cursos, não faz apologia presidente do Conselho. no prejuízo; esetembro, em Ribeirão Preto. Já assisti- em favor dos planos odontológicos. Ao “Sintonizado com esse fenômeno, 4º- como escolher o convênio queram a esses cursos mais 1.600 pessoas. contrário, contribui para que o colega o CROSP deu um passo adiante para mais se adapte ao perfil do colega. Os cursos têm atraído o interesse da tenha mais subsídios para decidir se instrumentalizar melhor o profissio- O Dr. Roberto Porto diz que ocategoria em razão do vertiginoso cres- o credenciamento é vantajoso ou não nal”, acrescenta Dr. Roberto Porto, curso pretende responder de maneira4
  5. 5. Mercado “Acredito que, com os cursos em todo o Estado, fortaleceremos o conhecimento sobre o assunto, preparando os cirurgiões-dentistas para valorizar melhor a classe”, Roberto Portoobjetiva e com praticidade imediata profissional com a operadora; equestões como essas, que desafiam o • as glosas contratuais.cirurgião-dentista a optar ou não pe- Segundo Dr. Roberto Porto, o re-los convênios. torno dos cursos tem sido muito po- Polêmico e delicado, o assunto sitivo. “Pelas avaliações que os profis-“odontologia de grupo” também é sionais respondem no final do curso,uma área escura que precisa ser ilu- houve mais de 95% de aprovação”,minada. Para os inscritos que parti- revela. Além disso, o CROSP temciparam desses eventos, a iniciativa recebido muitos e-mails com dúvi-foi esclarecedora, com destaque para das, solicitações e apoio ao trabalhoaspectos como: executado. “Mas esse é só o início do • a organização burocrático-admi- trabalho. Acredito que, com os cursosnistrativa no consultório que se deve em todo o Estado, fortaleceremos oter quando se é conveniado; conhecimento sobre o assunto, pre- • a tabela dos valores e a baixa re- parando os cirurgiões-dentistas paramuneração dos convênios; valorizar melhor a classe”, aposta ele. • relacionamento claro e aberto do »» Em sentido descrescente: os cursos sobre odontologia de grupo na avenida Pau- lista, na região da Lapa e em Santos. Acima, Dr. Emil Razuk abrindo os eventos Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 5
  6. 6. Mercado Nome: Dr. Wilson de Freitas Nome: Drª. Andrea Navarro Anos de profissão: 40. Anos de profissão: 12. Credenciado: sim, há 28 anos. Credenciada: sim, há 5 anos. O que a motivou a ir ao curso: a bus- O que a motivou a ir ao curso: com o ca por subsídios, acrescentar algo que aquecimento desse mercado, pensa que escapa ao conhecimento para que se o profissional deve compreender que os possa melhorar no atendimento ao pa- planos odontológicos não são inimigos ciente como também na parte financeira e sim instituições que propagarão a e no modo de caminhar na vida. Odontologia como qualidade para a Pontos interessantes do curso: o saúde bucal. conjunto todo. Para ele, essas reuniões Pontos interessantes do curso: a despertam no profissional, que tem preocupação do CROSP em auxiliar os interesse em melhorar, a curiosidade no profissionais a entender o funcionamen- sentido de aperfeiçoamento. to do plano odontológico e do mercado. Nome: Drª. Miriam Perez de Camina Nome: Drª. Vivian Longo Anos de profissão: 30. Anos de profissão: 27. Credenciada: não. Credenciada: sim, há 20 anos. O que a motivou a ir ao curso: tem O que a motivou a ir ao curso: ela consultório com o filho, que trabalha se interessa pelo trabalho que faz e com convênio. Queria ver uma forma de por eventos dessa natureza. Para ela, a melhorar e otimizar o atendimento no iniciativa do Crosp abriu uma porta para campo de convênios. os profissionais conversarem sobre um Pontos interessantes do curso: a assunto polêmico. organização que se deve ter quando Pontos interessantes do curso: dicas se é conveniado. Para ela, a iniciativa sobre o relacionamento do profissio- do Conselho de promover um evento nal com a operadora, que deve ser para esclarecer dúvidas sobre o tema foi de maneira clara e aberta, na base da excelente. cooperação. Nome: Dr. Dorival Pavani . Nome: Dr. Vinícius André Silva Rezende. Anos de profissão: 35. Anos de profissão: 21. Credenciado: sim, há 22 anos. Credenciado: sim, há 15 anos. O que a motivou a ir ao curso: Como O que a motivou a ir ao curso: apren- trabalha na área, queria se atualizar, saber der em como gerenciar e administrar o o que está acontecendo no segmento. consultório dentário sendo credenciado Pontos interessantes do curso: as a um plano odontológico. “controvertidas” glosas. Diz que por Pontos interessantes do curso: O cur- conta de injustiças e manipulações, já so foi excelente, de grande valia. Deveria abandonou muitos convênios. Elogiou se repetir mais vezes a cada trimestre, a atitude do CROSP de promover o pelo menos. A iniciativa do Conselho encontro por dar oportunidade de os Regional de Odontologia de São Paulo jovens adquirirem informação com os foi muito válida. mais experientes. Nome: Dr. Eduardo Eidi Nakamura Nome: Drª. Maria Marta Miranda Misiara Anos de profissão: 23. Anos de profissão: 47. Credenciado: não. Credenciada: não, mas o marido é há O que a motivou a ir ao curso: enten- 12 anos. der melhor o mercado. Gostou do curso O que a motivou a ir ao curso: por abranger informações novas e opini- trabalho com o marido no consultório ões de profissionais de outros convênios. e gostaria de saber se estavam agindo Queria que o tempo do curso fosse maior. corretamente. Pontos interessantes do curso: a Pontos interessantes do curso: per- tabela de valores e a baixa remuneração ceber que estavam no caminho certo, do convênio. Considerou a iniciativa do o que a tranquilizou. Gostou do curso, Conselho válida e elogiou a formação de para ela, muito objetivo, claro e direto. uma câmara técnica para trabalhar em Parabenizou o CROSP por proporcionar prol do profissional. esses cursos aos profissionais.6
  7. 7. Defesa de ClasseTSE retira do ar campanha ofensiva aocirurgião-dentista após queixa do CROSPO Ministro Enrique Lewan- quada e ofensiva o cirurgião dentista.dowski, presidente do TSE, “Ao estigmatizar a figura do cirur-demonstrou sensibilidade às gião-dentista como um profissionalponderações do CROSP que provoca medo e dor aos pacien- tes, a propaganda desestimula a buscaO Tribunal Superior Eleito- dessas ações, por parte da sociedade. ral (TSE) decidiu pedir às Os efeitos são especialmente nocivos emissoras de rádio e televi- entre a população infantil, causandosão no dia 31 de agosto a retirada do prejuízos psicológicos em relação aoar de uma campanha educativa sobre tratamento odontológico”, afirmou oo voto consciente que tinha como Conselho.personagem um falso cirurgião-den- O CROSP manifestou a preocu-tista, que era comparado a um polí- pação, em relação à peça publicitária,tico “ficha-suja”. A decisão foi toma- que reforçava uma visão deturpadada pelo presidente do TSE, Ministro da categoria profissional, podendoEnrique Ricardo Lewandowski, de- induzir a população a crer que exis-pois de reclamação formal do Conse- tam cirurgiões-dentistas atuando nalho Regional de Odontologia de São ilegalidade. “O CROSP tem sido in-Paulo, numa inegável demonstração cansável na apuração e na punição aode sensibilidade humanística às ob- falso exercício profissional”, ressaltouservações do Conselho. O Tribunal Dr. Emil.também recebeu diversos e-mails de O presidente do TSE também en-profissionais de Odontologia, que viou pedido de desculpas à entidade,atenderam ao alerta do CROSP. afirmando que tomaria providências O Conselho enviara ofício, assina- para que a propaganda fosse retira-do pelo seu presidente Dr. Emil Adib da do ar. No documento, o MinistroRazuk, solicitando ao Ministro Enri- Lewandowski explicou que se tratavaque Ricardo Lewandowski, a adoção de um sonho, em que o ator represen-de providências para retirar o comer- tava um falso cirurgião-dentista e quecial, veiculado em rádio e televisão, não houve intenção de ofender nemonde se explorava a imagem de um de divulgar imagem distorcida desses“falso cirurgião-dentista”. profissionais. A propaganda mostrava uma A iniciativa do Conselho foi mui-paciente que adormecia, enquan- to bem repercutida entre a classe eto aguardava o atendimento de um até fora das fronteiras da Odontolo-cirurgião-dentista. A personagem gia. Profissionais de outras categoriassonhava que o profissional que iria também se solidarizaram e parabeni-atendê-la era procurado pela polícia zaram o CROSP pela coragem e de-por ter aplicado substâncias proibidas terminação em defender a imagem doem pacientes. Segundo o Conselho, a cirurgião-dentista (veja declaraçõespublicidade retrata de forma inade- na próxima página). Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 7
  8. 8. Defesa de ClasseDr. Antônio Hélio de Freitas e Silva Drª. Claudia Guimarães - advogada Esdras José Maciel - publicitário pulação, orientando-a a se informarCRO 22.369 antes de escolher os seus candidatos Concordo com o posicionamento do Con- Caro Dr. Emil, às eleições de 2010, o exemplo esco-Caro Emil, selho frente a campanha do TSE que ques- Meus parabéns pela atitude corajosa do lhido pela agência publicitária foiQuero cumprimentá-lo por mais esta vi- tionava a reputação do cirurgião-dentista. CROSP em defesa da profissão de cirur- inadequado e ofensivo.tória da Odontologia paulista: a pronta Foi uma publicidade infeliz que me causou gião-dentista. Um verdadeiro absurdo O ofício mostrou que a peça pu-retirada do ar da propaganda do TSE de- mau-estar. Não gostaria de ter minha pro- esse desrespeitoso comercial do TSE.negrindo a imagem do cirurgião-dentista. blicitária comprometia a educação da fissão vinculada dessa maneira. Um abraço,Um grande abraço, Cordiais saudações, população, no que diz respeito à im- portância da prevenção e dos cuida- dos com a saúde bucal. Mais: que “ao “O CROSP, vigilante que é de to- estigmatizar a figura do cirurgião- dos os assuntos que envolvem o bom dentista, a propaganda desestimula exercício profissional, do prestígio da a busca dessas ações, por parte da Odontologia e seus inscritos, não se sociedade.” calou diante da propaganda veicula- O Ministro Enrique Ricardo da nos meios de comunicação sobre Lewandowski compreendeu a preo- o falso cirurgião-dentista”, reforçou cupação do CROSP e as argumen- Dr. Emil. tações apresentadas, determinando a O documento enviado ao presi- retirada imediata da campanha do ar, dente do TSE explicou que, embora dando um desfecho positivo para a o CROSP defenda a realização de imagem dos cirurgiões-dentistas. campanha de esclarecimentos à po- Avaré:CROSP pede isonomial salarial A Secretária Municipal da Saúde dos cirurgiões-dentistas e do CROSP. de Avaré, Marialva Araújo de Souza Ao final da reunião de mais de uma Biazon, representando o Prefeito Dr. hora, comprometeu-se em levar o Rogélio Barcheti Urrêa, recebeu uma caso ao conhecimento do prefeito e delegação do CROSP em seu gabine- buscar uma solução legal. Contudo, te, em 13 de agosto, para discutir a afirmou que, ainda que o pleito seja diferenciação salarial entre cirurgião- acolhido, com vistas a conceder nova- dentista e médico no município. O mente a isonomia salarial aos cirurgi- desequilíbrio salarial é resultado da ões-dentistas em relação aos médicos, nova lei nº 79/2010 que definiu a a efetivação dessa concessão seria usu- estruturação do plano de cargos, car- fruída no exercício 2011. reiras e vencimentos da Prefeitura da Atualmente, os cirurgiões-dentis- Estância Turística de Avaré, além de tas estão numa referência salarial R$»» Na página anterior, ofício do CROSP estabelecer as normas gerais de en- 500,00 inferior a dos médicos. Emao TSE solicitando a retirada da campa- quadramento e instituir nova tabela termos de vencimento inicial, o ci-nha do ar. Acima, resposta do Tribunalacatando o pedido do Conselho de vencimentos. rurgião-dentista recebe R$ 2.000,00, A secretária ouviu atentamente enquanto o médico R$ 2.500,00. e com extrema cordialidade o pleito8
  9. 9. Defesa de ClasseTaxa de lixo em São Paulo: Secretário deServiços vai estudar pedido do CROSPDráusio Barreto recebeu, emaudiência, Dr. Emil Razuk queexplicou as justas razões dareivindicaçãoO novo Secretário de Serviços da Prefeitura, Dráusio Bar- reto, recebeu o presidentedo CROSP, Dr. Emil Adib Razuk, emaudiência em seu gabinete, para discu-tir as reivindicações do Conselho dereduzir a cobrança da taxa de lixo de re-síduos sólidos de serviços. A audiênciateve o propósito de explicar e reiterar ainjustiça que se está cometendo com aclasse por meio da cobrança despropor-cional da taxa de lixo dos consultóriosdentários. O Dr. Emil levou os dadoslevantados pelo Conselho para justifi- ões-dentistas da capital. ministração de 2002 . solicita, ainda, um “justo e correto es-car a reivindicação e facilitar o trabalho Enquanto cada cirurgião-dentista O CROSP vem pedindo o encami- calonamento que defina a faixa de cadade avaliação do secretário. gera, em média, dois quilos de resíduos nhamento à Câmara Municipal de men- gerador de resíduos de até 5 quilos/dia”. O CROSP entende que está haven- sólidos, cobra-se uma taxa equivalente à sagem aditiva de projeto de lei, alteran- O Secretário de Serviços ouviu atenta-do uma cobrança indevida sobre um vo- produção de 20 quilos, causando uma do o artigo 99 da Lei 13.478/02, no que mente as observações do presidente dolume de lixo muito acima do que é, na flagrante distorção do ponto de vista diz respeito aos pequenos geradores de CROSP e disse que vai submetê-las àverdade, produzido pelos consultórios “quantitativo/custo”. Importante que se resíduos, como são classificados os con- análise da área técnica.dentários, penalizando 19 mil cirurgi- observe que a lei foi sancionada na ad- sultórios dentários. No ofício, o CROSPSORTEIO: inscritos concorrerãoa um consultório dentário No final do ano, todos os inscritos que do setor na América Latina e que exportaestiverem em dia com o Conselho Regional para mais de cem países em razão da quali-de Odontologia de São Paulo concorrerão dade de seus equipamentos odontológicos.a um prêmio imperdível. O sorteio está previsto para ser reali- O CROSP vai sortear um consultório zado em dezembro pela Caixa Econômicadentário completo, doado pela empresa Federal.Dabi Atlante, uma das maiores empresas Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 9
  10. 10. Defesa de ClasseConsultórios dentários receberãodo CROSP o Código de Defesa do Consumidor O Conselho Regional de Odon- A Lei nº 12.291, emtologia de São Paulo determinou arealização de uma licitação pública vigor desde o dia TPDs também receberão dopara a impressão de exemplares do 20 de julho, obriga CROSP placas informativasCódigo de Defesa do Consumidorque serão enviados aos inscritos. A os estabelecimentos O CROSP também será enviada a deral n.° 6.710, 5 de novembro deiniciativa do CROSP é no sentido comerciais e de todos os técnicos em prótese dentá- 1979, é vedado ao Técnico em Próte-de evitar que os colegas possam ser ria uma placa informativa que deve- se Dentária: prestação de serviçosmultados por força da Lei nº 12.291, rá ser afixada em seus laboratórios, I – prestar, sob qualquer forma,em vigor desde o dia 20 de julho, a manterem, em local conforme determina a Lei Estadual n° assistência direta aos pacientes;que obriga os estabelecimentos co- 11.255, de 4 de novembro de 2002. II – manter, em sua oficina, equi- visível e de fácil acessomerciais e de prestação de serviços a A lei obriga todos os técnicos em pró- pamento e instrumental específico demanterem, em local visível e de fácil ao público, um exemplar tese dentária, estabelecidos no Esta- consultório dentário;acesso ao público, um exemplar do do de São Paulo, a afixarem, de modo III – fazer propaganda de seus ser- do Código de Defesa doCódigo. Os consultórios dentários visível, a seguinte informação: viços ao público em geral.”estão incluídos nessa relação. Quem Consumidor “Aos Técnicos em Prótese Den- O Conselho, no esforço de auxiliarnão respeitar a lei poderá sofrer pe- tária é terminantemente proibido o seus inscritos, tomou a iniciativa, analidades administrativas e multas de exercício da odontologia clínica e ci- fim de que os TPDs não sejam surpre-até R$ 1.064,10. rúrgica, cujo desempenho profissional endidos numa fiscalização estadual. A é de competência e responsabilidade multa para quem transgredir a lei é de exclusivas dos cirurgiões-dentistas. R$ 10.000,00. De acordo com o artigo 4º da Lei Fe-CROSP ajuda APCD-Dracena O presidente da APCD - Dracena, Dr. Rodrigo Alcântara Tessarini, enviou agra-decimento ao Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, na figura de seu pre-sidente, “incansável e amigo Dr. Emil Adib Razuk, pelos recursos que recebeu paraa construção da futura sede administrativa da APCD local.” Ele ressaltou que o Dr.Emil não medira esforços para que pudessem proporcionar uma unidade mais ampla econfortável, capaz de receber melhor os colegas nas atividades promovidas pela APCD.10
  11. 11. ProfissãoCâmaras Técnicas de Especialidadesserão criadas pelo CROSP U ma comissão de especialis- runs e a formulação de conceitos sobre 1.121 profissionais se cadastraram na tas do CROSP será criada os rumos das respectivas especialida- sede e nas seccionais do CROSP para para analisar os currículos des odontológicas. compor as Câmaras Técnicas, o que de- Dentística dos profissionais que se candidata- Os membros das Câmaras Téc- monstra que a classe está amadurecida e Periodontia ram a integrar as Câmaras Técnicas nicas serão escolhidos por uma co- que o Conselho está no caminho certo Ortodontia Consultivas, que terão o papel, entre missão de especialistas aprovada pela no sentido de fortalecer a profissão. Patologia Bucal outras funções, de prestar assessoria plenária do CROSP conforme suas Prótese Buco-Maxilo-Facial sobre assuntos científicos referentes qualificações e desde que estejam em Estomatologia Os membros das Câmaras às especialidades. dia com a Tesouraria do Conselho e Disfunção Têmporo-Mandibular No sentido de dar assessoramen- que não tenham sendo condenados Técnicas serão escolhidos e Dor-Oro-Facial to técnico ao Conselho Regional de em ação ética. por uma comissão de Odontologia do Trabalho Odontologia de São Paulo, foi aprova- Esses núcleos funcionarão na capital Radiologia Odontológica e Imaginologia da pela Plenária da autarquia a criação e, conforme a procura, no interior. Os especialistas aprovada Odontogeriatria de quase 30 Câmaras Técnicas, serão pela Plenária do CROSP Endodontia órgãos de assessoria da presidência do »» Ofício do CROSP sobre as Câmaras Técnicas enviado aos inscritos Odontopediatria CROSP constituídas por profissionais Implantodontia especialistas e habilitados a exercer as Prótese Dentária práticas integrativas. Elas estão sendo Cirurgia e Traumatologia criadas conforme as especialidades e Buco-Maxilo-Faciais habilitações reconhecidas pelo Conse- Saúde Coletiva lho Federal de Odontologia. Odontologia para Pacientes Além das 19 especialidades e 6 ha- com Necessidades Especiais bilitações, o CROSP organizou grupos Odontologia Legal de trabalho para a criação de Câmaras Ortopedia Funcional Técnicas para temas como a biosegu- dos Maxilares rança, os TPDs, os ASBs e TSBs. Competirá às Câmaras Técnicas, Hipnose o assessoramento ao Conselho, não Acupuntura apenas sobre assuntos científicos re- Fitoterapia lacionados às suas respectivas especia- Analgesia Inalatória lidades odontológicas, mas também Homeopatia em manifestações oficiais junto à co- Laser munidade científica, à população e à Terapia Floral imprensa, além de serem responsáveis pela elaboração de material informa- Técnicos em Saúde Bucal e tivo. “As Câmaras Técnicas também Auxiliares em Saúde Bucal terão papel fundamental de apresentar Técnicos em Prótese Dentária e sugestões ao CFO, a fim de aprimorar Auxiliares em Prótese Dentária as especialidades”, explicou Dr. Emil Odontologia Empresarial Razuk, presidente do CROSP. Cabe- rão a elas ainda a organização de fó-Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 11
  12. 12. ProfissãoImbra: CROSP sugere orientação jurídica eética aos ex-funcionáriosFoi proposta uma comissão e que os profissionais ainda merecem apara dar prosseguimento à confiança.busca de soluções Dr. Emil ressaltou que o CROSP estáO encontro que o Conselho Re- não só preocupado com os profissionais gional de Odontologia de São lesados pelo repentino fechamento da Paulo realizou na subsede do Imbra, mas com os pacientes, cujos tra-Pacaembu, dia 20 de outubro, para tra- tamentos foram interrompidos. “É umatar da autofalência da Imbra, serviu para situação grave para a qual é necessáriaesclarecer uma série de dúvidas que an- uma solução urgente. Tanto pacientesgustiavam os profissionais, que tinham como os profissionais foram igualmentealgum vínculo com a empresa. vítimas dessa intempestividade”, afir- Advogados do CROSP prestaram es- mou ele.clarecimentos e orientações sobre vários A advogada do departamento de Éti-aspectos nos campos jurídico e ético (veja ca do CROSP, Roberta Rizzo, confirmoupágina ao lado) aos 242 profissionais que que pelas perguntas colocadas, as duaslotaram o auditório e o pavimento tér- maiores preocupações dos profissionaisreo onde fora instalado um telão. Foram estavam relacionadas às interrupções dosmais de duas horas de reunião, na qual tratamentos e aos prejuízos financeiros.ficou decidida a criação de uma comis- “Além de muitos pacientes ainda precisa-são, integrada por membros do Conse- rem de acompanhamento, a maioria doslho e de representantes de cada unidade profissionais ainda não recebeu os ven-da Imbra, para dar continuidade à busca cimentos que são de caráter alimentar”,de soluções para o caso. lamentou. Outros problemas relatados O presidente do CROSP, Dr. Emil na reunião pelos profissionais iam desdeAdib Razuk, acredita que a reunião foi a retenção da carteira de trabalho pelaesclarecedora. “O Conselho está aqui Imbra à possível violação de prontuários.para orientar os profissionais, a fim de Os departamentos Jurídico e o deajudá-los num momento preocupante”, Ética do CROSP continuam à disposi-disse. Para ele, o Conselho precisa mos- ção de todos para esclarecimentos adicio- »» Ex-funcionários da Imbra lotaram a subsede do Pacaembu para ouvir as orienta-trar à sociedade e à classe que a Odon- nais sobre a Imbra. ções do CROSP. Acima, nota do CROSP publicada, em 24 de outubro, na página A3tologia é uma profissão de credibilidade de “O Estado de S. Paulo” e na página A21 da“Folha de S. Paulo” Nome: Drª. Denise Florentino Nome: Dr. Felipe Pólipo Tempo de trabalho na Imbra: 3 anos. Tempo de trabalho na Imbra: 2 anos Principais dúvidas: se a Imbra decretou Principais dúvidas: a preocupação era mesmo a falência; se ela foi demitida com a continuidade no tratamento de pa- cientes, “que estão desamparados e que ou não e como fica sua recolocação no não sabem a quem recorrer e que deposi- mercado de trabalho. Diz ter se sentido taram sua confiança no tratamento“ engana pela Imbra Sobre a reunião: ajudou, na medida Sobre a reunião: se viu acolhida pelo em que se tem noção agora sobre que atitudes podem ou devem ser tomadas, CROSP, bem respaldada com as boas permitindo também que se esclareçam orientações. Saiu confiante do encontro as dúvidas dos pacientes12
  13. 13. ProfissãoNo caso específico da Imbra• Constitui infração ética abandonar paciente, circunstância em que serão • Boletim de ocorrênciaconciliados os honorários e indicado o substituto >> o BO só pode ser aberto numa delegacia de polícia. Não é possível >> os cirurgiões-dentistas foram impossibilitados de dar seguimento aos fazê-lo pela internet. O procedimento é fundamental para preservar os direitostratamentos contratados, razão pela qual não possuem responsabilidade ética por tal dos pontos de vista ético e jurídico pelo fato de não haver meios que propicie aointerrupção cirurgião-dentista dar continuidade aos tratamentos interrompidos• Constitui dever fundamental dos profissionais e entidades de Odontologia • Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de nature-garantir ao paciente acesso a seu prontuário za não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário >> os cirurgiões-dentistas foram impossibilitados de ter acesso às de- >> A relação de emprego pode ser declarada através da interposição dependências das clínicas e aos prontuários dos pacientes. Assim, não recai sobre os ação trabalhistaprofissionais a responsabilidade de garantir ao paciente o acesso e a devolução dosprontuários • Apuração do crédito trabalhista competência da justiça do trabalho >> antes de participarem do processo falimentar, os ex-funcionários deve-• Ressarcimento aos pacientes rão se submeter à Justiça do Trabalho, a fim de que sejam estipulados os direitos e >> como os pacientes firmaram acordo com a Imbra, os pagamentos pelos valores devidos, inclusive, no caso de contratação sem registrotratamentos contratados também foram feitos à empresa e não aos cirurgiões-dentistas • Da execução do crédito e a habilitação no processo falimentar• Eventual atendimento aos pacientes da Imbra >> apurado o crédito perante a Justiça do Trabalho, com o trânsito em julgado >> não existe obrigação legal de o cirurgião-dentista dar continuidade ao da decisão, o ex-funcionário o habilitará na falência, o qual será privilegiado sobre todostratamento iniciado na Imbra gratuitamente ou nos mesmos moldes anteriormente os demais créditos, até o total de cento e cinquenta salários mínimos, remanescendo ofirmados excedente como crédito quirografário • Da execução do crédito caso não seja decretada a falência >> se não se concretizar a decretação da falência, o crédito será executado pela própria Justiça do Trabalho, atingindo inicialmente os bens da empresa, e, não ocorrendo a satisfação do crédito, os bens dos sócios • Dos prestadores de serviços, sem vínculo de emprego >> os honorários pendentes deverão ser cobrados perante a Justiça comumA Imbra foi fundada em abril de 2006 a partir da ideia de um grupo de médicos da área e; havendo a decretação da falência, o crédito junto ao Juízo Falimentar nãode estética com a proposta de popularizar o tratamento odontológico, com planos de im- será considerado privilegiadoplantes baratos para um público de baixa renda e de idosos. Em 2007, alcançou a receitade vendas de R$ 105 milhões.Em abril de 2007, o CROSP instaurou processo ético denunciando a Imbra e seus Departamento de Éticaresponsáveis técnicos em virtude de publicidade realizada através da distribuição de fol- Telefone (11) 3549-5566 a 5572deres, site e TV. Em 9 de agosto de 2008, o CROSP penalizou os responsáveis técnicos da E-mail: etica@crosp.org.brImbra com censura pública por ferir o Código de Ética Profissional. Departamento Jurídico:No final de 2007 e início de 2008, o CROSP instaurou novos processos éticos, em razão Telefone (11) 3549-5580 a 5583da instalação de quiosques em shopping-centes e supermercados, bem como pelo uso de E-mail: juridico@crosp.org.brtelemarketing para oferecer gratuidades e vantagens à população, razão pela qual seusresponsáveis técnicos foram mais uma vez censurados publicamente.Em outubro de 2008, a empresa foi vendida para a GP investimentos. O fundo haviacomprado a rede e investido mais de US$ 140 milhões. A decisão foi revertida depois quea Imbra teve forte crescimento em suas dívidas e reclamações de atendimento. Em junhode 2010, a empresa foi vendida para a Arbeit por US$ 1.Em 2 de outubro de 2010, a Imbra entrou com pedido de autofalência na 2ª Vara deFalências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo, reconhecendo quenão tem como honrar sua dívida de R$ 221.761.356,28.A estimativa é de que mais de 2.000 pessoas faziam parte do quadro de contratados,entre funcionários da área administrativa, de atendimento e cirurgiões-dentistas. Foramfechadas 26 clínicas que atendiam cerca de 25 mil clientes em todo o país. »» Dr. Emil Razuk presidiu a reunião com os ex-funcionários da Imbra Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 13
  14. 14. Produção CientíficaPrêmio Prof. Alfredo Reis Viegasdá R$ 65 mil aos vencedores »» Equipe de São José dos Campos ficou em 2º lugar com trabalho sobre o Mal de Alzheimer e ganhou R$ 20 milA premiação do Prêmio Prof. Al- o país. “Os trabalhos revelaram uma pro- fredo Reis Viegas aconteceu no fissão em busca da solução dos problemas dia 25 de outubro, em sessão so- que comprometem a vida, como o câncer,lene realizada na Assembleia Legislativa de o Mal de Alzheimer e o trauma dentário.São Paulo, em comemoração ao Dia do Deixamos para trás a antiga preocupaçãoCirurgião-Dentista (veja matéria na pág. escolar com a cárie dentária”, avalia.18). Foram 52 trabalhos apresentados so- Segundo ele, pelos estudos apresen-bre saúde bucal coletiva, que disputaram tados, a Odontologia tem hoje um olhar tegrante do grupo de pesquisadores que iniciativas como as do CROSP motivamprêmios de R$ 65 mil. A comissão julga- novo sobre os problemas de saúde. “Esta- ganhou o primeiro lugar, considera que o pesquisadores, inseridos no contexto aca-dora foi integrada pelos Profs. Drs. Vitor mos saindo do isolamento, conquistando CROSP ao promover o prêmio, dá mos- , dêmico, e profissionais ligados aos serviçosGomes Pinto, Antonio Galvão Fortuna maior participação no sistema brasileiro tras de que está atualizado com a agenda de saúde pública a desenvolverem ciência,Rosa e Antonio Carlos Pereira. de atenção à saúde população”, ressalta. atual de prioridades da profissão. “A ini- tecnologia e inovação, em uma área que O coordenador Prof. Dr. Vítor Go- Ele acredita que o Prêmio Prof. Alfredo ciativa é das mais oportunas, pois para nem sempre foi prioritária e valorizada.mes Pinto entende que o prêmio cum- Reis Viegas coloca São Paulo na vanguar- alcançarmos padrões elevados de serviços “O prêmio nos sinaliza que estamos nopriu seu papel ao estimular a produção da como Estado que estimula a produção prestados às populações, igual esforço é caminho certo: estudando assuntos quede pesquisas científicas em áreas antes científica em saúde coletiva. “O CROSP necessário no sentido de produzirmos sejam de relevância social e que tragamignoradas pela profissão e que apontam dá o exemplo e poderá ser seguido por pesquisa científica qualificada e desenvol- respostas aos problemas de saúde bucal dapara as necessidades atuais da população. outros órgãos e entidades de classe no sen- vimento tecnológico ajustado às novas ne- população, para organização dos serviçosPara ele, os temas abordados mostraram tido de identificar deficiências e de buscar cessidades e demandas sociais”, observa. de saúde e para a valorização da saúde bu-que a Odontologia está em sintonia com soluções para a saúde bucal no país.” Para a Profª. Drª. Ana Lúcia S. Ferrei- cal na sociedade”, diz ela.o momento de mudança pelo qual passa O Prof. Dr. Samuel Jorge Moysés in- ra de Mello, que ficou em terceiro lugar, Colocação Autores Tema Premiação 1º Dr. Max Luiz de Carvalho, Dr. Samuel Jorge Moysés, Drª. Análise geopopulacional do trauma dentário em escolares de R$ 30 mil Simone Tetu Moysés, Dr. Roberto Eduardo Bueno, Drª. Sil- 12 e 15 anos de idade no município de Curitiba, PR via Shimakura 2º Drª. Miriane Carneiro Machado Salgado, Drª. Graziele Ho- Avaliação da saúde oral de indivíduos com Alzheimer na cida- R$ 20 mil nório Lopes, Dr. Leonardo Marchini de de São José dos Campos, SP 3º Drª. Ana Lúcia Schaefer Ferreira de Mello, Dr. Samuel Jorge A saúde bucal na rede de atenção à saúde: o processo de R$ 10 mil Moysés, Drª. Alacoque Lorenzini Erdmann regionalização na região da grande Florianópolis, SC Menção Drª. Naiana Viana Viola Aspectos epidemiológicos em campanhas de prevenção do R$ 1 mil Honrosa câncer de boca - Batatais, SP Menção Dr. Paulo Frazão S. Pedro Efetividade da técnica bucolingual na prevenção da cárie den- R$ 1 mil Honrosa tária em programa escolar de escovação supervisionada - São Paulo, SP Menção Drª. Marilisia Gabardo, Dr. Wander José da Silva, Drª. Már- Desigualdades no fornecimento de água pública fluoretada R$ 1 mil Honrosa cia Olandoski, Drª. Simone Tetu Moysés no Brasil: um estudo ecológico - Curitiba, PR Menção Drª. Erika Ferrazzoli D. Leite e Drª. Elaine Cristina Di’Blasio Projeto boquinha: programa de educação e prevenção em R$ 1 mil Honrosa saúde bucal da cidade de Cosmópolis - Campinas, SP Menção Drª. Haine Beck Desenvolvimento e Aplicação da Computação Gráfica 3D na R$ 1 mil Honrosa Educação em Saúde Bucal Coletiva, São Paulo, SP14
  15. 15. Modernização Seccionais: o CROSP inaugura e reforma unidades no interior Em sintonia com as demandas do interior, oEndereço das delegacias seccionais CROSP amplia seu atendimento aos cirurgiõesINTERIOR - Seccionais novas -dentistas, instalando novas seccionais e moder- nizando outras unidades. “O Conselho quer estarSeccional Telefone Endereço mais próximo dos colegas e facilitar o acesso aos ser-• Andradina (18) 3722-1415 Av. Barão do Rio Branco, 3315 viços por parte dos inscritos”, explica o presidente• Guaratinguetá (12) 3132-1138 Av. Juscelino Kubischek de Oliveira, 1314• Itapetininga (15) 3273-3337 Rua Pedro Cardoso, 91 - sede da APCD do Conselho, Dr. Emil Razuk.• Limeira (19) 3444-3631 Rua Boulevard de La Loi, 200 Foram instaladas cinco novas seccionais: Limei-• São João da Boa Vista (19) 3631-3524 Av. Dona Gertrudes, 184 – sala 6 e 7 ra, Guaratinguetá, São João da Boa Vista, Andra- dina e Itapetininga. O CROSP planeja instalar em breve mais duas seccionais: Catanduva e Votupo-INTERIOR ranga. Agora, o Conselho dispõe de 47 seccionais,Seccional Telefone Endereço além da subsede do Pacaembu. Outras 10 seccionais• Araçatuba (18) 3623-5159 Rua Altino Arantes, 49 passaram por reformas (veja tabela). »» Instalações modernas para me-• Araraquara (16) 3336-5266 Rua Nove de Julho, 2340 lhor atender os inscritos no interior• Araras (19) 3544-7606 Rua Marechal Deodoro, 247• Assis (18) 3323-5899 Rua: Vereador Nazário Antonio de Oliveira, 10 INTERIOR - Seccionais com novo endereço e/ou reformadas• Bauru (14) 3223-6577 Rua Gerson França, 8-70• Botucatu (14) 3815-3767 Rua Reverendo Francisco Lotufo, 420 Seccional Telefone Endereço • Barretos (17) 3323-9111 Rua 22, 858• Fernandópolis (17) 3463 2143 Rua São Paulo, 1726 – 6° andar – sala 61 • Bragança Paulista (11) 4034-1640 Av. José Adriano Marrey Jr, 359 - sede da APCD• Jaboticabal (16) 3203-8944 Av. Clotilde Verri, 412 • Campinas (19) 3307-2900 Rua Francisco Bueno de Lacerda, 300 - sede da• Jaú (14) 3626-6611 Rua Gumercindo do Amaral Carvalho, 70 ACDC• Jundiaí (11) 4523-0072 Rua João Wesley, 226 • Franca (16) 3723-1661 Rua Dr. Julio Cardoso, 2149• Limeira (19) 3444-3631 Rua Boulevard de La Loi, 200 • Guarulhos (11) 2408-0278 Praça Getúlio Vargas, 130 - 6º andar - sala 61• Lins (14) 3523-8439 Rua Dom Pedro II, 83 A • Mogi-Guaçu (19) 3891-2586 Rua José Colombo, 210 – sala 4• Marilia (14) 3433-9225 Rua Amazonas, 726 • Rio Claro (19) 3532-1082 Av. Dois, 118• Mococa (19) 3656-5947 Rua Barão de Monte Santo, 1471 • São Carlos (16) 3364-2021 Av. São Carlos, 2289• Mogi das Cruzes (11) 4699-2617 Rua Delphino Alves Gregório, 50 • Taubaté (12) 3621-3469 Av. Charles Schnneider, 1885• Osasco (11) 3685-9838 Rua Benedito Ferreira da Silva, 150• Piracicaba (19) 3434-6139 Rua Rangel Pestana, 517 CAPITAL• Presidente Prudente (18) 3908-7288 Rua Anna Gerbasi, 230 Seccional Telefone Endereço• Registro (13) 3821-4194 Rua Shitiro Maeji, 648 – 1° andar • Sede Paulista (11) 3549-5500 Av. Paulista, 688• Ribeirão Preto (16) 3610-6468 Rua Garibaldi, 1471 • Sub-sede Pacaembú (11) 3826-7351 Av. Pacaembú, 732• Santo André (11) 4992-4862 Rua Xavier de Toledo, 181 11º andar • Ipiranga (11) 2914-1878 Rua Agostinho Gomes, 2.184• Santos (13) 3271-7895 Av. Ana Costa, 484 – Cj. 918 • Lapa (11) 3834-0530 Rua Pio XI, 999• São Bernardo do Campo (11) 4109-3030 Rua João Firmino, 720 • Santo Amaro (11) 5521-6024 Rua Manoel Borba, 292 Cj. 13 e 14• São Caetano do Sul (11) 4232-1729 Av. Tietê, 281 • Vila Maria (11) 2909-8205 Av. Conceição, 885• São José do Rio Preto (17) 3216-1678 Av. Francisco Chagas de Oliveira nº 875• São José dos Campos (12) 3922-3887 Av. Francisco José Longo, 149 - Sala 75 CAPITAL - Seccional reformada• Sorocaba (15) 3231-5095 Rua Benedito Galdino de Barros, 770 Seccional Telefone Endereço• Tupã (14) 3491-3481 Av. Tamoios, 950 sobreloja • São Miguel Paulista (11) 2546-3000 Rua Martinho Souza, 97 Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 15
  16. 16. Po l í c i aConselho alerta cirurgião-dentistapara casos de assaltos em consultóriosO CROSP tem recebido noticias fissional se deparar com situação descrita de colegas sobre um assaltante acima, ligar para a polícia. que vem praticando crimes em O Conselho tem sempre alertado osconsultórios dentários na região da Bela colegas para casos que ameacem o pa-Vista, capital. Ele chega com um dente trimônio e a segurança dos cirurgiões-embrulhado em um guardanapo de papel dentistas e de seus pacientes. Em 2009, oe pede um orçamento para repô-lo. Uma CROSP acionou a Secretaria de Seguran-vez dentro da sala, o criminoso rouba bol- ça Pública para intervir face aos inúmerossa, talões de cheque e o pagamento dos assaltos ocorridos no Estado. Em 1993,pacientes. Nas últimas semanas, foram a Polícia prendeu um assaltante graçasnotificados assaltos em 8 consultórios. O ao retrato falado divulgado no jornais doCROSP recomenda que no caso de o pro- Conselho (veja ao lado).Dicas de Segurança - condutas preventivas *• Mantenha a porta de acesso sempre trancada• Atenda com horário previamenteagendado• Deixe o sistema de alarme ligadosempre que o consultório não estiver abertoao público• Divulgue seu sistema de alarme complacas colocadas em lugares visíveis• Conserve sempre à mão os telefones de »» Reportagem do jornal do CROSP,emergência da polícia em 1993, sobre a captura de assaltante de consultórios a partir de retrato fa-• Conheça a delegacia de seu bairro lado divulgado no jornal do Conselhoe estreite o relacionamento com asautoridades de segurança pública,solicitando sempre que necessárioo socorro policial• Tenha somente dinheiro neces-sário na gaveta• Evite expor objetos de valor próximo à calçada, para dificultar pequenos furtos• Fique sempre atento à movimentação do consultório• Instrua seus funcionários a observar e desconfiar dos clientes que fazem perguntassobre objetos de valor e sobre rotinas do estabelecimento, como movimentação finan-ceira do caixa, existência de cofres, dias de pagamento etc.* Fonte: Conselho Regional de Odontologia de Goiás16
  17. 17. Ética para a prática profissional e pelo zelo A continuidade da da saúde dos pacientes. O CROSP encaminhou ofício a exigência indiscriminada todas as operadoras de plano de saú- do uso de raios-X de, inscritas neste Regional, e que de- constitui infração vem obediência às normas éticas, pos- suindo direitos e deveres, assim como ética, o que deverá ser todos os profissionais, dando ciência comunicado ao CROSP, da resolução e requerendo manifes- tação quanto à obrigatoriedade de através de denúnciaA Odontologia permanece em giões-dentistas previstas na Lei nº suspensão dessa prática. Para a audi- constante avanço científico e 5.081/66, que regula o exercício da tora de convênios e colaboradora da Odontologia e atento a tudo o que humano, visando à garantia profissão. O cirurgião-dentista é pro- Comissão de Ética, Drª. Marie Eid, a diz respeito à profissão, tem se posi-de uma profissão que se exerce em fissional responsável por seus atos, importância dessa resolução é inques- cionado no sentido de ampla defesabenefício da saúde do ser humano, que possui como direito fundamen- tionável. Afirma que: “a Odontolo- aos direitos dos profissionais inscri-em sua integralidade, e em benefí- tal o de diagnosticar, planejar e exe- gia obteve uma vitória. Avançamos tos.” Continua: “essa foi somentecio da coletividade, ou seja, do bem cutar tratamentos, com liberdade de e ganhamos uma batalha. Acredito uma das tantas conquistas que aindacomum. Durante muito tempo, os convicção, tendo como dever o zelo que com o apoio do CROSP pro- teremos. A exemplo disso, destaca-cirurgiões-dentistas foram induzidos pela saúde e dignidade do paciente, grediremos na valorização de nossa mos as palestras que vem sendo reali-à prática obrigatória do uso indiscri- devendo propor somente tratamen- profissão, nos tornaremos profissio- zadas por todo Estado de São Paulo,minado de raios-X, para comprovar tos que sejam necessários e indicados nais mais respeitados e conscientes de com ampla participação da categoria,os procedimentos realizados e possi- ao caso. nossos deveres e de nossos direitos, o o que nos assegura que estamos nobilitar o recebimento de seus hono- Diante dessa realidade, o Conse- que, de fato, nos fortalecerá.” caminho certo. Intensificamos nos-rários perante as operadoras de plano lho Federal de Odontologia, publicou Salienta-se que a continuidade sas lutas em defesa dos cirurgiões-de saúde. no dia 12 de maio de 2010, a Reso- da exigência indiscriminada do uso dentistas que prestam serviços às Ocorre que, tais exigências im- lução CFO-102/2010, que proíbe o de raios-X constitui infração ética, o operadoras de planos odontológicos.postas aos profissionais tinham como uso indiscriminado de raios-X. Essa que deverá ser comunicado ao Con- Na hipótese de existir qualquer dúvi-finalidade única substituir a perícia normativa chegou como medida for- selho Regional, através de denúncia da, o cirurgião-dentista pode manterou auditoria administrativa, visan- talecedora aos profissionais que se en- ou representação, constando a qua- contato com a Câmara Técnica atra-do comprovar os serviços executados contravam submetidos a tal exigência, lificação do denunciado, exposição vés do e-mail odontologiadegrupo@ou propostos. Nesse sentido, nota-se indiscriminada e abusiva, pois, agora, dos fatos e suas circunstâncias, bem crosp.org.br.”evidente afronta aos preceitos éticos, possuem a normatização como respal- como a qualificação do denuncianteuma vez que o cirurgião-dentista se do em sua atividade profissional. e sua assinatura ao final da represen-via obrigado a expor seus pacientes Não se questiona que o raios-X tação. A responsabilidade ética recai COMISSÃO DE ÉTICAà radiação, por vezes desnecessária, se tratam de um exame complemen- sobre o infrator, seja pessoa física ou Presidente : Dr. Ideval Serranoalém de ser questionado previamente tar importante para a elaboração de jurídica, além de seus proprietários e Membros: Dr. Caio Perrella de Rezende,quanto ao seu diagnóstico, sem qual- diagnóstico, prognóstico e tratamen- responsável técnico, sendo que, este Dr. Marco Antônio Rocco, Drª. Eunicequer justificativa. to, como, por exemplo, nas especia- último tem a obrigação de fiscalizar Cristina Gardieri, Drª. Maria Lucia Essas medidas ecoaram por toda lidades de cirurgia, endodontia, pe- técnica e eticamente a empresa pelaOdontologia como conduta que riodontia entre outras, considerando qual é responsável, devendo orientá- Zarvos Varellis e Dr. Marco Antonioagride não só a população – já que que é a segurança técnica do profis- la e primar pela fiel aplicação das Manfrediniimpõe um procedimento que pode sional a respeito do procedimento normas éticas e odontológicas. Colaboradores: Drª. Marie Eid, Drª.gerar um dano à saúde do paciente – que será ou foi realizado. Todavia, Dr. Roberto Porto, presidente Maria Cristina M. Fávero, Drª. Mariamas, também, como um desrespeito seu uso indiscriminado foi acerta- da Câmara Técnica de Odontologia Valéria Davini Akkaoui e Dr. Edsone descrédito à classe odontológica e damente rechaçado pela resolução de Grupo do Conselho Regional de publicada pelo Conselho Federal de Odontologia de São Paulo, destaca Humberto Lednika ética exigida na profissão, descon-siderando as prerrogativas dos cirur- Odontologia, pois em nada contribui que “o CROSP, preocupado com a Novo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 17
  18. 18. CelebraçãoDia do Cirurgião-Dentista Nome: Prof. Dr. Vítor Go-é comemorado na Assembleia Legislativa mes Pinto, doutor em saúde pública pela USP, especialis- ta em planejamento da saú- prol da sociedade”, destacou. de pela USP e em relações internacionais pela UNB. Dr. Emil Adib Razuk, pre- Autor de diversos livros de sidente do CROSP, lembrou a saúde pública, com desta- trajetória da profissão desde 25 que para “Saúde Bucal Co- letiva”. Ex-diretor da divisão de outubro de 1884, quando nacional de Saúde Bucal, D. Pedro II autorizou a aber- ex-coordenador-geral de tura dos cursos de Odontologia Planejamento do Ministério nas faculdades de Medicina do da Saúde Rio de Janeiro e Bahia, até os Nome: Dr. Roberto Miguita, dias atuais. “Esta é uma noite especialista em Endodontia, de emoção, momento de reme- foi fundador e primeiro pre- sidente da APCD - São Mi- morar o passado e olhar o futu- guel Paulista. É tesoureiro ro. É o encontro dos jovens de geral da APCD Central, de- ontem com os jovens de hoje”, legado do CROSP seccional de São Miguel Paulista, é disse Dr. Emil.»» Dr. Emil discursa presidente da APCD Regio- Representando os remidos, nal de São Miguel Paulista eao lado do presiden-te da Assembleia Le- Dr. Duílio Mandetta ocupou, professor assistente do cur-gislativa, Deputado de maneira eloquente, a tribu- so de especialização em En-Barros Munhoz. Na dodontia da APCD Regional na da Assembleia Legislativa. de Guarulhosfoto acima, plenárioJuscelino Kubitschek Pelos especialistas, o oradortomado por cirurgi- foi o jovem promissor, Dr. Nome: Dr. Ariovaldo Ri-ões-dentistas Maurício Cavenaghi Pereira beiro, especialista em En- da Silva. dodontia e Radiologia, foi fundador e presidente A presidência da sessão foi do Núcleo de Cirurgiões- transmitida ao longo da sole- Dentistas do Cambuci eE m 25 de outubro, foi comemorado o Dia do Cirurgião-Dentista nidade para o Deputado Es- Ipiranga. Foi presidente do Conselho de Distritais da em solenidade na Assembleia Legislativa. A sessão solene, soli- tadual Ed Thomas. Dentre as APCD e 2° vice-presidente citada pelo Deputado Estadual Barros Munhoz, reuniu mais de autoridades presentes estavam da APCD-Central. Foi do800 colegas, autoridades e lideranças da classe. Como acontece nessas o Deputado Estadual Car- conselho deliberativo da APCD por 11 anos, o qualocasiões, remidos e especialistas receberam seus títulos do Conselho Re- los Néder, o recém-nomeado também presidiu, e conse-gional de Odontologia de São Paulo, que também homenageou com a membro honorário da ADA, lheiro no CROSPcomenda e a medalha Tiradentes os cirurgiões-dentistas Prof. Dr. Vítor Prof. Dr. Raphael BaldacciGomes Pinto, Dr. Ariovaldo Ribeiro, Dr. Nobono Takemoto e Dr. Ro- Filho, o presidente da APCD, Nome: Dr. Nobono Take-berto Miguita. A novidade deste ano foi a entrega dos prêmios Prof. Dr. Adriano Forghieri, o pre- moto, especialista em Or- todontia e Ortopedia FacialAlfredo Reis Viegas (veja matéria na pág. 14). sidente da ABCD, Dr. Silvio pelo Conselho Federal de O Deputado Barros Munhoz abriu a solenidade com um discurso no Cecchetto, e o conselheiro do Odontologia, foi presidentequal se disse orgulhoso por presidir o que “tradicionalmente virou a fes- CFO, Prof. Dr. Rubens Côrte e vice-presidente da APCD – Santo Amaro. Foi do Con-ta mais bonita da Assembleia Legislativa”. “É normal que os deputados Real de Carvalho. Na ocasião, gresso Paulista de Odonto-representem setores da comunidade, solicitando sessões comemorativas. um coquetel foi oferecido pelo logia – APCD – Central eNo meu caso, uso a prerrogativa de maneira moderada para datas que Banco do Brasil e um show conselheiro na APCD Cen- tral. É representante distritalconsidero muito importantes, como a de hoje. Os cirurgiões-dentistas dos 3 Tenores do Brasil. do CROSP e tesoureiro dafazem parte de uma categoria que executa um trabalho fantástico em Regional de Santo Amaro18
  19. 19. CelebraçãoProfissionais que receberam o título de remidos e especialistas Daniela Aggio Leda Maria Arakaki Pedro Guedes Pinto Daniela Leite Pin Leila Sleiman Molina Ferreira Pedro Henrique Silva e Quintella Daniela Portugal Manhaes Leon Klaus Risso Rachel Elaine Akemi Nakama Danielle Arnone de Oliveira Leonardo Pereira Lima Rafael Barbosa Elias Neto Vignoli Danielle Irina Shiratori Liane Marmo Gambirazi Rafaela Castaldin Fraga Moreira Danilo Coelho Nunes Lilian Noberto Raphael Wanderley DAmaro Danilo Waideman Brachini Lilian Yamaguchi Tango Regina Cássia Dassi Ávila Domingos Leonardo Olivieri Filho Luciana Kawaguchi Ozaki Regina Maria Antonelli Edilson Cesar Rezende de Mello Luciana Silva Ferreira Renata Cristina C. Chaves Saizak Eduardo Ruiz Pesse Luciano Bonatelli Bispo Renata Leão de Sousa Bernardes Elaine Cristina Bajerl Pereira Luiz Carlos de Moraes Renato Aldarvis Noboru Shintani Ana Paula Gandolfi Elder de Silva Fonseca Luzia Aparecida Duarte Bernardo Renato Baldassare G. Van MoorselAlan Kardec Gonçalves Danza Oscar Fernando Baya Butron Andrea Riposati Eliane Ribeiro Feres Jose Marcelo Teruyoshi Saizaki Renato Hideo MatsumotoAldo Decio Pancera Osmar Carlos Balan Angélica Maria Jorge Ramos Raphael Érika Alves de Campos Márcia de Cássia Silvestre Ricardo Condez DiasAna de Gasperi Gonçalves Oswaldo Goncalves Anna Carolina Piva Ungaretti Fabiana Quaglio Marcio Henrique Vieira Montoni Ricardo Henrique Silva da NóbregaAntonia Ignez Vioto Ozéias Eleodoro Antonio Vaiano Junior Félix Fernando Cavalcante de Queiroz Marcos Falanga Roberta Bertola RussomannoAntonio Caran Reinaldo Vitorio Portella Ariane Vieira Allegretti Goncalle Fernanda Aurora Stabile Gonnelli Marcos Flaminio Carlos Junior Rodrigo Yamamura OshiroBertha Rosenberg Rivani Ribeiro Artur Alexandre Barbosa de Aguiar Fernanda Marques Siliano Maria Carolina M. de Freitas Fumach Roney Veludo AraujoCélio Vilela dos Reis Roberto Abutara Bianca Area Leão de Paiva Fernanda Munoz Ferreira Maria Claudia Guillen Lopes Sabino Sergio Lopes OlivaCelso dos Santos Rosa Maria Bertoni Lauretti Bianca de Fátima Borim Pulino Fernando Agostino Silva Maria Jose Reale Knoll Samantha Cristina Takaki MaeziClarice Raskin Rosário Tortoro Carlos Eduardo Bugano de Oliveira Fernando Regioli Mariana Montanini Ematne Sandra Emi NagaoDanilo de Oliveira Martins Ruy Choong Hi Won Carol Brandt Alves Francine Sesti Cruz Moscardi Mariângela de Tullio Sandra Maria Carvalhal BerlaDitrich Berard Salvador Domingos Bagnato Carolina Bruder Frederico Buhatem Medeiros Marina Magro Fogarin Sandra Sakuno LouvaesDuilio Mandetta Sergio Arminante Carolina Davoli Macedo Ibanez Gelson Boteguim Marlene Mieko Yamanaka Sathia Nishiwaki CovelliFrancisco Camargo Junior Stela Maria Sachsida Carolina Semedo Giselle Artibano Buratini Lima Mauricio Cavenaghi Pereira da Silva Silmara Martins PereiraFrancisco Roberto Mea Tatuhiko Mori Cássio Jose Fornazari Alencar Glauco Leandro Costa Amorim Mônica Ceron Sessa Silvana Di Pillo TomicGilberto Marangoni Toshio Uehara Celina Mie Hissanaga Gustavo Henrique de Faria Mônica Cristina Vettorato Silvia KenshimaHercy Gonzaga da Gama Angelo Tsugunori Nakao Christiano Borges Piacezzi Gustavo Jose Barbosa Coutinho Mônica Dourado Platz Guerra Silvia Lima GonzalezIrineu Pizzocolo Valdir Augusto de Jesus Cibele De Oliveira Ladeira Gustavo Lombardi M. da Fonseca Monira Samaan Kallas Tânia Barjud BugelliIssao Kagohara Wanderley Fernandes Claudenei Pivetta Junior Gustavo Sinicio Vieira Nathalia da Rocha Campos Nunes Thais Ayako HossakaJorge Victor Ustariz Arze Wilson Costa Cláudia Amirato Caiazzo Haroldo SantAna de Oliveira Junior Nathalia Kasakevitch E Luna Thalia Ferreira KrelingJosé Aparecido Marques Yoshinori Kato Cláudia Elaine Rodrigues Salinas Hugo Leonardo De Oliveira Soares Odilon Jose Fernandes de Souza Theron ZamboniJosé Carlos Gaspar Cláudia Fronterota Malta Isaac Tobias Blachman Ophir Ribeiro Júnior Vanessa Pravatto HannaJosé dos Santos Martins Junior Adriana Regina Cláudia Maria Mingarelli Lascala Isabel Carvalho Lourenço Valsani Patrícia Carrion Alvarado Barbosa Vinícius da Rocha MoraesJosué Lourenço Santiago Ailton Yuji Maki Cristiane Akemi Sakamoto Nakajima Javier Ivan Sansusty Garrido Patrícia Guerreiro Monteiro Vinícius Silva e SilvaJuranile Teixeira Alessandra Reyes Cristiane Graziani Prada Juliana Cássia Nishiyama Patrícia Venus Veríssimo Fontana Virgínia Padela CarrascoKiyoto Izumida Alexandre Bittencourt Pinheiro Cristiano Graziani de Souza Juliana De Oliveira Loiola Paula Rodrigues de Freitas Vivian Cristine BerenguelKoto Nakae Alexandre Tassinari Ortolani Cristina Tebechrani Fiuza Julianna De Carvalho Bastos Paula Silva Marques Vivian Michelle OngKunihiro Matsumura Ana Paula Conrado Dulz Cristine Haralambos Bassoukou Julieta Hatty Paulo Henrique Boulitreau Assirati Wagner Tadeu GamaMasami Nagahama Ana Paula de Oliveira Ladeira Daniel Kazutoyo de Paixao Uyeda Júlio Leonardo Oliveira Lima Paulo Tarcio Da Silva William Ricardo Ribeiro EstevesNovo Crosp Conselho Regional de Odontologia de São Paulo 19

×