• Save
Ferreiro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ferreiro

on

  • 7,439 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,439
Views on SlideShare
7,408
Embed Views
31

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
1

4 Embeds 31

http://www.slideshare.net 24
http://esfab3.blogspot.com 5
http://translate.googleusercontent.com 1
http://esfab3.blogspot.pt 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Ferreiro Ferreiro Presentation Transcript

  •  
    • Os minérios de ferro são rochas a partir das quais pode ser obtido ferro metálico de maneira economicamente viável. O ferro encontra-se geralmente sob a forma de óxidos , como a magnetite e a hematite ou ainda como um carbonato, a siderite .
    • Magnetite, hematite e siderite.
  •  
  •  
  •  
    • Era neste local que o ferreiro punha em brasa o ferro, que depois era batido sobre a bigorna.
    • Ao lado, o pio servia para temperar o ferro.
    • Na imagem, o tradicional fole de ferreiro.
    • Servia para “avivar” o carvão de pedra (hulha), que, constantemente, crepitava na forja.
  • Moldar o ferro
    • A bigorna foi largamente usada até ao fim do século XIX pelos ferreiros em geral, principalmente os especializados em armas ou ferreiro - armador, os quais confeccionavam belas espadas. Está actualmente em desuso, pois há ferramentas mais práticas e menos pesadas que a bigorna.
    • O ferro, depois de estar ao rubro, era moldado, martelando-o sobre a bigorna .
    • Estas ferramentas, martelo e bigorna eram, para o ferreiro, duas ferramentas essenciais de trabalho.
    • Na imagem, um ferreiro a bater o ferro.
    • Em cima, ladeando a base da bigorna, um suporte com martelos, tenaz e torno;
    • Em baixo, cepo com bigorna e martelo e, ao lado, a tradicional forja com pio para temperar o ferro.
    • Na imagem, um ferreiro, já idoso, a trabalhar o ferro no torno.
    • Repare-se na forma apropriada como está vestido: roupa em lã, grossa, colete e avental. Evitam-se queimaduras e cortes no corpo.
    O Velho Ferreiro
  • Trabalho de ferreiro
    • Este homem não será provavelmente ferreiro de profissão, mas apenas um “habilidoso”. Disponibilizou um pequeno espaço e, vai daí, toca a malhar no ferro.
    • Esta oficina dispõe de duas peças essenciais a qualquer ferreiro: forja e tenaz, para pôr o ferro ao rubro; bigorna e martelo, para o moldar.
  • Trabalho artístico do ferro
    • As fachadas dos edifícios mostram-nos, por vezes, verdadeiras obras de arte.
    • Na imagem, podemos ver dois mirantes decorados com dois belíssimos gradeamentos em ferro.
    • Em baixo, gradeamento de janela.
  • Arte do ferro
    • Nestas peças podemos observar a criatividade artística do trabalho em ferro.
    • Portões; gradeamentos; cama, mesa e cadeirão.
  • Ferramentas agrícolas em ferro
    • Em cima, povoas, utilizadas para cortar lenha e limpeza de matos;
    • Em baixo, machado e machada;
    • À direita, forquilha, sachola, gadanho e gadanha.
  • O ferreiro milagreiro
    • O rei, com uma enorme dor de dentes, foi á oficina do ferreiro. Este preparou um banco onde mandou sentar Sua Majestade, perto da bigorna . Em seguida, arranjou um arame de aço fininho e prendeu o dente dorido do rei á bigorna que estava á sua frente.
    • Tentando descontrair o rei, o ferreiro foi conversando com ele, enquanto aquecia na forja um pedaço de ferro até este ficar em brasa no meio do fogo.
    • De repente o ferreiro pega na sua tenaz, tira do fogo o pedaço de ferro em brasa deitando faúlhas por todos os lados, e vai com ele direito à cara do rei; este apanhou um susto tremendo, desviou-se com tanta força para trás que logo ficou sem o dente que estava amarrado à bigorna, sem dar conta. 
    •  
    • Trabalho realizado na abordagem ao Tema de Vida: “Do Artesanato à Indústria” Sub – Tema: “As Profissões Antigas” Curso EFA Básico, Nível 3 Cidadania e Empregabilidade Janeiro de 2010
    • Formando: Edson Costa
    • Formador: Professor Amaral Pinto