0
O "fim" dosSistemas de informação geográfica.Em que isso irá lhe afetar? Sérgio Souza Costa Email: skosta@gmail.com HomePa...
ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.
ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.Mostrar a importância de considerar as informaç...
ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.Mostrar a importância de considerar as informaç...
Roteiro> O que são sistemas de informação geográfica ?> Evolução dos SIGs: O caso brasileiro.> O "fim" dos SIGs ?> Conclusão
O Que são ?Sistemas de       informação geográfica
O Que são ?Sistemas de              informação geográfica
Sistemas computacionaisGestão de empresasControle de vôosControle de usinas siderúrgicasComércio eletrônico
Sistemas computacionais                                  funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas                ...
Sistemas computacionais                                  funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas                ...
Sistemas computacionais                                  funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas                ...
Sistemas computacionais                                  funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas                ...
O Que são ?Sistemas de         informação geográfica
O Que são ?Sistemas de          informação geográfica São informações que tem uma posição bem definida, no espaço e no tem...
O Que são ?Sistemas de          informação geográfica São informações que tem uma posição bem definida, no espaço e no tem...
Por que o espaço e o tempo sãoimportantes ?
Por que o espaço e o tempo são    importantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ousociais, não ocorrem de forma aleatóriano...
Fenômenos naturais e ou sociais
Fenômenos naturais e ou sociais• Naturais: Cheias, enchentes, desmoronamentos ...
Fenômenos naturais e ou sociais• Naturais: Cheias, enchentes, desmoronamentos ...• Social: Ocupação irregular, pode aument...
Por que o espaço e o tempo sãoimportantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ousociais, não ocorrem de formaaleatória no esp...
Por que o espaço e o tempo são importantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ou sociais, nãoocorrem de forma aleatória no e...
Marco do uso da informação geográfica, sua   análise na identifição de um processo                                        ...
Não se conhecia a                                                                         etiologia da doença             ...
Desde então:
Desde então:    Cientistas de geoinformação
Desde então:     Cientistas de geoinformação         Buscam relações espaciais         e ou temporais
Processos epidemiológicos
Período EpidêmicoSlides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução aoGeoprocessamento                                    ...
Processos de ocupação do solo.
Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução aoGeoprocessamento
Paraisopólis - SP   Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução ao                    Geoprocessamento
Paraisopólis - SP   Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução ao                    Geoprocessamento
Um exemplo mais próximo...
Considere a seguinte informação:  Duas jovens morrem afogadas,  supostamente atacadas por uma sucuri.
AONDE ?
AONDE ? QUANDO ?
AONDE ?     Espaço QUANDO ?
AONDE ?     Espaço QUANDO ?    Tempo
Voltando a noticia:  Duas jovens morrem afogadas,  supostamente atacadas por uma sucuri.
Voltando a noticia:  Duas jovens morrem afogadas, supostamente  atacadas por uma sucuri.  No Rio Sapucaí, Bairro do Cantag...
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Biólogo, com ...
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Corpo de bomb...
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Corpo de bomb...
Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Geólogo, qual...
Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma co...
Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma co...
Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma co...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamento...
Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Ita...
Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Ita...
Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Ita...
Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Ita...
Relação espacial (e ou temporal)Existe um padrão espacial ou temporal para umdado fenômeno ?
Relação espacial (e ou temporal)Existe um padrão espacial ou temporal para um dado fenômeno ?Como encontrar estes padrões ?
Manualmente ?
Manualmente ?       Computadores ?
Manualmente ?       Computadores ?        Computadores e sistemas        computacionais.
Surge a geoinformática e os sistemas deinformação geográfica. “Geoinformática é o conjunto de técnicas e de conceitos sobr...
Um SIG precisa: Representar
RepresentarQuais estruturas de dados e algoritmos?
Um SIG precisa: Representar     Armazenar e recuperar
Armazenar    Em arquivos ?
Armazenamento    Em arquivos ?       Em banco de dados ?
Armazenamento                    Na nuvem ? WEB ?    Em arquivos ?       Em banco de dados ?
Um SIG precisa: Representar     Armazenar e recuperar      Analisar e modelar
AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial.
AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial.   Geoestátisticas, re...
AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial.   Geoestátisticas, re...
AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial.   Geoestátisticas, re...
Modelar  E o futuro, como será ?
Modelar  E o futuro, como será ?     Modelos matemáticos
Modelar  E o futuro, como será ?    Modelos matemáticos     Modelos estatísticos
Modelar  E o futuro, como será ?                            Automâtas    Modelos matemáticos     Celulares     Modelos est...
Modelar  E o futuro, como será ?                            Automâtas Celulares    Modelos matemáticos                    ...
Ou seja ...
Ou seja ...SIGs são sistemascomplexos.
Visão do usuário
Visão do usuário       Difíceis de usar
Visão do usuário        Difíceis de usar  Conhecimentos prévios
Visão do usuário          Difíceis de usar  Conhecimentos prévios  Cartografia: Projeção, Datum ...
Visão do usuário          Difíceis de usar  Conhecimentos prévios  Cartografia: Projeção, Datum ... Computação: banco de d...
Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas
Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas       Geométricos
Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas       Geométricos        Processamento de        imagens
Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas       Geométricos                   IA        Processamento de im...
Visão do desenvolvedor                                      Grandes volume de Algoritmos e estruturas complexas    dados  ...
Visão do comprador  CAROS
Visão do comprador  CAROS Aquisição de licenças + treinamentos + customizações
Visão do poder públicoSistema estratégico para administração pública. Por                         exemplo:   Agricultura  ...
Então, SIGs são:Sistemas caros + Complexos + Estratégicospara adminitração pública.Temos um problema e uma oportunidade...
Evolução dos Sistemas de Informaçãogeográfica.O Caso Brasileiro
Construir um SIG nacional
Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982   o   Início do projeto SITIM – Sistema d...
Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982   o   Início do projeto SITIM – Sistema d...
Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982   o   Início do projeto SITIM – Sistema d...
SPRINGSoftware para processamento de imagens e de geoinformação•   http://www.dpi.inpe.br/spring•   250 algoritmos (600.00...
Durante um tempo, foi bom ...
Durante um tempo, foi bom ... Qual foi o problema ?
Contexto que o SPRING foi desenvolvido:
Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX
Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX     Interfaces gráficas ainda     pouco desenvolvidas.
Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX     Interfaces gráficas ainda pouco     desenvolvidas.   Gratuito, n...
Contexto que o SPRING foi desenvolvido:                      Desenvolvimento Ambiente UNIX        centralizado, difícil cu...
Contexto que o SPRING foi desenvolvido:                      Desenvolvimento Ambiente UNIX        centralizado, difícil cu...
Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.
Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolv...
Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolv...
Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolv...
Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactos negativoscausados pelas enchentes.Envolv...
SoluçãoTornar o SPRING um software livre ?
SoluçãoTornar o SPRING um software livre ? O SPRING não nasceu livre
SoluçãoTornar o SPRING um software livre ? O SPRING não nasceu livreFoi desenvolvido como um sistema, enão uma biblioteca,...
SoluçãoAo invés de um sistema, uma biblioteca que permite a criação de diversos aplicativos geográficos.  – 2001 nasce a T...
Contexto da Terralib
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Software livre, LINUX, GNU
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Software livre, LINUX, GNU                  Orientação a objetos
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro                               Padrões de projeto: A gang Software...
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro                               Padrões de projeto: A gang dos quat...
Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro                               Padrões de projeto: A gang dos quat...
Desenvolvimento de aplicativos• Com a TerraLib era possível baixar os códigos  diretamente na internet e utilizá-los no  d...
Desenvolvimento de aplicativos• Com a TerraLib era possível baixar os códigos  diretamente na internet e utilizá-los no  d...
Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a  TerraLib não era tão simples.
Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a  TerraLib não era tão simples.• Exigia conhecimento apr...
Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a  TerraLib não era tão simples.• Exigia conhecimento apr...
Exemplificando ....• Terratranslator (2002) (meu trabalho de graduação)      – Software de conversão entre diversos format...
Modelo de desenvolvimentoCom a TerraLib, foi desenvolvido um visualizador, com o objetivo de ilustrar o uso da biblioteca....
TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.
TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.TerraCrime
TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.TerraCrime              TerraSIG
TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.                        TerraS...
TerraViewProblema: as versões não eram compatíveis entre  sí, eram aplicativos totalmente independentes.
TerraViewProblema: as versões não eram compatíveis entre  sí, eram aplicativos totalmente independentes.Funcionalidades de...
TerraView• Solução: Plugins
TerraView• Solução: Plugins  – Ao invés de criarmos um aplicativo totalmente novo,    fazemos pequenos programinhas que po...
TerraView• Solução: Plugins  – Ao invés de criarmos um aplicativo totalmente novo,    fazemos pequenos programinhas que po...
TerraView e TerralibPor um tempo foi bom ...
Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem
Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML
Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML           GRANDE volume de informações
Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML           GRANDE volume de informaçõesSmartphones co...
Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem                      Popularização da                                       ...
Um novo contexto ...                                               Popularização da informação geográficaDados e serviços ...
Um novo contexto ...                                               Popularização da informação geográficaDados e serviços ...
Presente e Futuro ....
INPE
Terralib 5.0 – Uma NOVA bibliotecaGilberto Queiroz, 2010
Aplicações WEB
HTML 5.0
Google Maps, Earth, Street, Ocean, Forest …..A Google com a nossa ajuda, tem o cadastro de diversos lugares
Como a Google conseguiu isso ?  Imagens de satelites
Como a Google conseguiu isso ?  Imagens de satelites                         Imagens de aeronaves
Como a Google conseguiu isso ?  Imagens de satelites                         Imagens de aeronaves    Câmeras em carros
Como a Google conseguiu isso ?  Imagens de satelites                         Imagens de aeronaves    Câmeras em carros    ...
Aplicativos móveis - smartphones
Google Places
Anotações geolocalizadas - Evernote
Google Layar – Realidade aumentada
Google maps Meu trajeto, entre minha casa e a universidade - Android, celular de R$ 400,00. GPS pouco preciso.
Smartphones• Nos smartphones, qualquer informação pode  estar geocalizadas:  – Fotos,  – Anotações  – Rotas  – ...
Redes sociais....
Foursquare, MapMyHike, facebookhotlist
E o “fim” dos SIGs ?
Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa  diversas funcionalidades.
Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa  diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e se...
Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa  diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e se...
Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa  diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e se...
Então ... Qual é a conclusão ?Os atuais profissionais de computação precisaram estar preparados para este cenário, onde os...
Ainda conclusão• Os SIGs desktop ainda continuaram a existir por muito  tempo, atendendo ainda usuários específicos e  esp...
Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos ...
Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que  atenda todas as necessidades dos...
Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que  atenda todas as necessidades dos...
Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que  atenda todas as necessidades dos...
Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que  atenda todas as necessidades dos...
Mensagem finalDavid Landes (“The Unbound Prometheus”)“learning-by-doing” x “learning-by-using”Quem aprende fazendo, aprend...
Mais informações• Em, http://www.dpi.inpe.br/, vocês irão encontrar  softwares, livros e aulas sobre sistemas de  informaç...
Referências• Antonio Miguel Monteiro. Aula 1 – Conceitos Gerais:  Geoprocessamento, GIS e GIScience:  http://www.dpi.inpe....
Dúvidas• Contato:  – Email: skosta@gmail.com,  – Home: http://sites.google.com/site/skosta
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

O fim dos SIGs: Como isso ira lhe_afetar ?

238

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
238
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "O fim dos SIGs: Como isso ira lhe_afetar ?"

  1. 1. O "fim" dosSistemas de informação geográfica.Em que isso irá lhe afetar? Sérgio Souza Costa Email: skosta@gmail.com HomePage: http://sites.google.com/site/skosta
  2. 2. ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.
  3. 3. ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.Mostrar a importância de considerar as informaçõesgeográficas nos teus projetos futuros.
  4. 4. ObjetivosApresentar e discutir o que são sistemas deinformação geográficas.Mostrar a importância de considerar as informaçõesgeográficas nos teus projetos futuros.Apresentar os desafios da definição de projetos de longo prazoem computação.
  5. 5. Roteiro> O que são sistemas de informação geográfica ?> Evolução dos SIGs: O caso brasileiro.> O "fim" dos SIGs ?> Conclusão
  6. 6. O Que são ?Sistemas de informação geográfica
  7. 7. O Que são ?Sistemas de informação geográfica
  8. 8. Sistemas computacionaisGestão de empresasControle de vôosControle de usinas siderúrgicasComércio eletrônico
  9. 9. Sistemas computacionais funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas lucros ...Controle de vôosControle de usinas siderúrgicasComércio eletrônico
  10. 10. Sistemas computacionais funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas lucros ...Controle de vôos Pousos, decolagens e rotasControle de usinas siderúrgicasComércio eletrônico
  11. 11. Sistemas computacionais funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas lucros ...Controle de vôos Pousos, decolagens e rotasControle de usinas siderúrgicas Variáveis industriais, pressão, vazão ....Comércio eletrônico
  12. 12. Sistemas computacionais funcionários, custos, projetos,Gestão de empresas lucros ...Controle de vôos Pousos, decolagens e rotasControle de usinas siderúrgicas Variáveis industriais, pressão, vazão ....Comércio eletrônico Produtos, estoque ...
  13. 13. O Que são ?Sistemas de informação geográfica
  14. 14. O Que são ?Sistemas de informação geográfica São informações que tem uma posição bem definida, no espaço e no tempo.
  15. 15. O Que são ?Sistemas de informação geográfica São informações que tem uma posição bem definida, no espaço e no tempo.
  16. 16. Por que o espaço e o tempo sãoimportantes ?
  17. 17. Por que o espaço e o tempo são importantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ousociais, não ocorrem de forma aleatóriano espaço ou no tempo.
  18. 18. Fenômenos naturais e ou sociais
  19. 19. Fenômenos naturais e ou sociais• Naturais: Cheias, enchentes, desmoronamentos ...
  20. 20. Fenômenos naturais e ou sociais• Naturais: Cheias, enchentes, desmoronamentos ...• Social: Ocupação irregular, pode aumentar a incidência de desmoronamentos e enchentes.
  21. 21. Por que o espaço e o tempo sãoimportantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ousociais, não ocorrem de formaaleatória no espaço ou no tempo.
  22. 22. Por que o espaço e o tempo são importantes ?Muitos dos fenômenos naturais e ou sociais, nãoocorrem de forma aleatória no espaço ou notempo.Relação espacial e ou temporal
  23. 23. Marco do uso da informação geográfica, sua análise na identifição de um processo Fonte: Barcellos,C.;2001A epidemia de cóleraem Londres, séculoXIX, Doutor John Snow1854
  24. 24. Não se conhecia a etiologia da doença Identificou o processo de ocorrência (Relação)Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução ao Geoprocessamento
  25. 25. Desde então:
  26. 26. Desde então: Cientistas de geoinformação
  27. 27. Desde então: Cientistas de geoinformação Buscam relações espaciais e ou temporais
  28. 28. Processos epidemiológicos
  29. 29. Período EpidêmicoSlides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução aoGeoprocessamento Slides, Izabel Reis – INPE, 2009
  30. 30. Processos de ocupação do solo.
  31. 31. Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução aoGeoprocessamento
  32. 32. Paraisopólis - SP Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução ao Geoprocessamento
  33. 33. Paraisopólis - SP Slides Antonio Miguel Monteiro. Aula de Introdução ao Geoprocessamento
  34. 34. Um exemplo mais próximo...
  35. 35. Considere a seguinte informação: Duas jovens morrem afogadas, supostamente atacadas por uma sucuri.
  36. 36. AONDE ?
  37. 37. AONDE ? QUANDO ?
  38. 38. AONDE ? Espaço QUANDO ?
  39. 39. AONDE ? Espaço QUANDO ? Tempo
  40. 40. Voltando a noticia: Duas jovens morrem afogadas, supostamente atacadas por uma sucuri.
  41. 41. Voltando a noticia: Duas jovens morrem afogadas, supostamente atacadas por uma sucuri. No Rio Sapucaí, Bairro do Cantagalo, Itajubá, sul de Minas. No dia 1º de maio.
  42. 42. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:
  43. 43. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.
  44. 44. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Biólogo, com seus conhecimentos, pode cruzar essainformação com um mapa de ocorrência da fauna, eperguntar: "existe ocorrência de sucuri nessa região?"
  45. 45. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Corpo de bombeiros, pode usar dados de vazão do rio, esaber a exata profundidade do rio, no momento queocorreu.
  46. 46. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Corpo de bombeiros, pode usar dados de vazão do rio, esaber a exata profundidade do rio, no momento queocorreu.Neste caso, precisaremos a exata localização. Umacoordenada espacial resolveria, latitude e longitude.
  47. 47. Analisando o casoAssociando com o ESPAÇO e o TEMPO, podemos:Criar um mapa, com um ponto aonde ocorreu o fato.Geólogo, qual o tipo do solo (latossolo amarelo, roxo ...) dorio Sapucaí aonde as meninas morreram afogadas. O solopode ter cedido?
  48. 48. Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma cobra tenha sido a causa do afogamento.
  49. 49. Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma cobra tenha sido a causa do afogamento. Mas de quem é a culpa ?
  50. 50. Ainda o caso das meninas...Considerando o laudo final:As duas jovens morreram afogadas, nenhum indicio apontaque alguma cobra tenha sido a causa do afogamento. Das meninas? dos pais? dos bombeiros? do poder público?
  51. 51. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:
  52. 52. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?
  53. 53. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?Quantos afogamentos ocorreram nesse ponto?
  54. 54. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?Quantos afogamentos ocorreram nesse ponto?É um local de suicídio? ou as pessoas estavam serefrescando, divertindo?
  55. 55. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?Quantos afogamentos ocorreram nesse ponto?É um local de suicídio? ou as pessoas estavam serefrescando, divertindo ?O numero de ocorrências é maior em dias quentes?
  56. 56. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?Quantos afogamentos ocorreram nesse ponto?É um local de suicídio? ou as pessoas estavam serefrescando, divertindo ?O numero de ocorrências é maior em dias quentes?Existe alguma relação com o poder aquisitivo das vitimas?
  57. 57. Ainda o caso das meninas...Podemos, colocar esta informações junto comoutras ocorrências (mapa de ocorrência de afogamentos) eperguntar:Foi um fato isolado?Quantos afogamentos ocorreram nesse ponto?É um local de suicídio? ou as pessoas estavam serefrescando, divertindo ?O numero de ocorrências é maior em dias quentes?Existe alguma relação com o poder aquisitivo das vitimas?Será falta de locais de lazer ? de balneários públicos?
  58. 58. Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Itajubá com o deoutras cidades da região, do estado e do Brasil.
  59. 59. Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Itajubá com o deoutras cidades da região, do estado e do Brasil.Verificar se existe alguma relação espacial;
  60. 60. Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Itajubá com o deoutras cidades da região, do estado e do Brasil.Verificar se existe alguma relação espacial;Regiões próximas de locais de lazer e balneários tem númeromenor de ocorrências de afogamentos ?
  61. 61. Ainda o caso das meninas...Para responder as últimas perguntas, podemos comparar omapa de ocorrência de afogamentos de Itajubá com o deoutras cidades da região, do estado e do Brasil.Verificar se existe alguma relação espacial;Regiões próximas de locais de lazer e balneários tem númeromenor de ocorrências de afogamentos ?
  62. 62. Relação espacial (e ou temporal)Existe um padrão espacial ou temporal para umdado fenômeno ?
  63. 63. Relação espacial (e ou temporal)Existe um padrão espacial ou temporal para um dado fenômeno ?Como encontrar estes padrões ?
  64. 64. Manualmente ?
  65. 65. Manualmente ? Computadores ?
  66. 66. Manualmente ? Computadores ? Computadores e sistemas computacionais.
  67. 67. Surge a geoinformática e os sistemas deinformação geográfica. “Geoinformática é o conjunto de técnicas e de conceitos sobre representação computacional do espaço” (Câmara,2005) Cartografia Estatística SIG Geografia Computação
  68. 68. Um SIG precisa: Representar
  69. 69. RepresentarQuais estruturas de dados e algoritmos?
  70. 70. Um SIG precisa: Representar Armazenar e recuperar
  71. 71. Armazenar Em arquivos ?
  72. 72. Armazenamento Em arquivos ? Em banco de dados ?
  73. 73. Armazenamento Na nuvem ? WEB ? Em arquivos ? Em banco de dados ?
  74. 74. Um SIG precisa: Representar Armazenar e recuperar Analisar e modelar
  75. 75. AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial.
  76. 76. AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial. Geoestátisticas, regressões
  77. 77. AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial. Geoestátisticas, regressões Estimadores
  78. 78. AnalisarEntender as relações das variáveis socio-economicas ebiofisicas com a configuração espacial. Geoestátisticas, regressões Estimadores Linguagens, algebras de mapas
  79. 79. Modelar E o futuro, como será ?
  80. 80. Modelar E o futuro, como será ? Modelos matemáticos
  81. 81. Modelar E o futuro, como será ? Modelos matemáticos Modelos estatísticos
  82. 82. Modelar E o futuro, como será ? Automâtas Modelos matemáticos Celulares Modelos estatísticos
  83. 83. Modelar E o futuro, como será ? Automâtas Celulares Modelos matemáticos Modelos baseados Modelos estatísticos em agentes
  84. 84. Ou seja ...
  85. 85. Ou seja ...SIGs são sistemascomplexos.
  86. 86. Visão do usuário
  87. 87. Visão do usuário Difíceis de usar
  88. 88. Visão do usuário Difíceis de usar Conhecimentos prévios
  89. 89. Visão do usuário Difíceis de usar Conhecimentos prévios Cartografia: Projeção, Datum ...
  90. 90. Visão do usuário Difíceis de usar Conhecimentos prévios Cartografia: Projeção, Datum ... Computação: banco de dados, linguagens, algoritmos ...
  91. 91. Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas
  92. 92. Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas Geométricos
  93. 93. Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas Geométricos Processamento de imagens
  94. 94. Visão do desenvolvedor Algoritmos e estruturas complexas Geométricos IA Processamento de imagens
  95. 95. Visão do desenvolvedor Grandes volume de Algoritmos e estruturas complexas dados IA Geométricos Processamento de imagens
  96. 96. Visão do comprador CAROS
  97. 97. Visão do comprador CAROS Aquisição de licenças + treinamentos + customizações
  98. 98. Visão do poder públicoSistema estratégico para administração pública. Por exemplo: Agricultura Meio ambiente Energia doenças
  99. 99. Então, SIGs são:Sistemas caros + Complexos + Estratégicospara adminitração pública.Temos um problema e uma oportunidade...
  100. 100. Evolução dos Sistemas de Informaçãogeográfica.O Caso Brasileiro
  101. 101. Construir um SIG nacional
  102. 102. Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982 o Início do projeto SITIM – Sistema de Tratamento de Imagens  Processamento de imagens LANDSAT
  103. 103. Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982 o Início do projeto SITIM – Sistema de Tratamento de Imagens  Processamento de imagens LANDSAT• 1984 o Criação da DPI – Divisão de Processamento de Imagens o Início do projeto SGI – Sistema de Informação Geográfica  Tratamento de mapas e modelos numéricos de terreno
  104. 104. Construir um SIG nacionalINPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais • 1982 o Início do projeto SITIM – Sistema de Tratamento de Imagens  Processamento de imagens LANDSAT• 1984 o Criação da DPI – Divisão de Processamento de Imagens o Início do projeto SGI – Sistema de Informação Geográfica  Tratamento de mapas e modelos numéricos de terreno• 1984-1992 o Desenvolvimento e industrialização de placas gráficas o Implantação do SITIM/SGI em 200 laboratórios no Brasil  Ambiente DOS (PC + placas gráficas nacionais)
  105. 105. SPRINGSoftware para processamento de imagens e de geoinformação• http://www.dpi.inpe.br/spring• 250 algoritmos (600.000 LOC C++)• Iniciado em 1993 - UNIX• Usado em diversos países - Estados Unidos, Espanha, França, Argentina.• Precursor de uso de modelos orientado a objeto em SIGs
  106. 106. Durante um tempo, foi bom ...
  107. 107. Durante um tempo, foi bom ... Qual foi o problema ?
  108. 108. Contexto que o SPRING foi desenvolvido:
  109. 109. Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX
  110. 110. Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX Interfaces gráficas ainda pouco desenvolvidas.
  111. 111. Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Ambiente UNIX Interfaces gráficas ainda pouco desenvolvidas. Gratuito, nacional, não era livre no conceito atual da GNU.
  112. 112. Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Desenvolvimento Ambiente UNIX centralizado, difícil customização. Interfaces gráficas ainda pouco desenvolvidas. Gratuito, nacional, não era livre no conceito atual da GNU.
  113. 113. Contexto que o SPRING foi desenvolvido: Desenvolvimento Ambiente UNIX centralizado, difícil customização. Interfaces gráficas ainda pouco desenvolvidas. Gratuito, nacional, não era livre no conceito atual da GNU.
  114. 114. Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.
  115. 115. Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolvidos no projeto se deparam com uma necessidadeespecífica.
  116. 116. Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolvidos no projeto se deparam com uma necessidadeespecífica.Enviar uma solicitação ao INPE, e dependendo da pertinência,poderia ser incorporado em uma versão futura.
  117. 117. Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactosnegativos causados pelas enchentes.Envolvidos no projeto se deparam com uma necessidadeespecífica.Enviar uma solicitação ao INPE, e dependendo da pertinência,poderia ser incorporado em uma versão futura.Nem sempre projetos importantes podem esperar
  118. 118. Considerem que ...Prefeitura de Itajubá cria um projeto para diminuir os impactos negativoscausados pelas enchentes.Envolvidos no projeto se deparam com uma necessidade específica.Enviar uma solicitação ao INPE, e dependendo da pertinência, poderia serincorporado em uma versão futura.Nem sempre projetos importantes podem esperarPrecisamos então um modelo melhor.
  119. 119. SoluçãoTornar o SPRING um software livre ?
  120. 120. SoluçãoTornar o SPRING um software livre ? O SPRING não nasceu livre
  121. 121. SoluçãoTornar o SPRING um software livre ? O SPRING não nasceu livreFoi desenvolvido como um sistema, enão uma biblioteca, difícil modificá-lo.
  122. 122. SoluçãoAo invés de um sistema, uma biblioteca que permite a criação de diversos aplicativos geográficos. – 2001 nasce a TerraLIB
  123. 123. Contexto da Terralib
  124. 124. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro
  125. 125. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Software livre, LINUX, GNU
  126. 126. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Software livre, LINUX, GNU Orientação a objetos
  127. 127. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Padrões de projeto: A gang Software livre, LINUX, GNU dos quatro. Orientação a objetos
  128. 128. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Padrões de projeto: A gang dos quatro. Software livre, LINUX, GNU Orientação objeto SGBD: Objeto relacionais
  129. 129. Contexto da Terralib Time de desenvolvimento mais maduro Padrões de projeto: A gang dos quatro. Software livre, LINUX, GNU Orientação objeto SGBD: Objeto relacionais Modelo Desktop
  130. 130. Desenvolvimento de aplicativos• Com a TerraLib era possível baixar os códigos diretamente na internet e utilizá-los no desenvolvimento dos seus próprios sistemas. – Não era mais um sistema que buscava atender a todas as necessidades, mas sim aplicativos com objetivos específicos.
  131. 131. Desenvolvimento de aplicativos• Com a TerraLib era possível baixar os códigos diretamente na internet e utilizá-los no desenvolvimento dos seus próprios sistemas. – Não era mais um sistema que buscava atender a todas as necessidades, mas sim aplicativos com objetivos específicos.
  132. 132. Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a TerraLib não era tão simples.
  133. 133. Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a TerraLib não era tão simples.• Exigia conhecimento aprofundado de programação, C++. – Não era como programar em Visual Basic ou Delphi.
  134. 134. Modelo de desenvolvimento• Desenvolver um aplicativo do zero com a TerraLib não era tão simples.• Exigia conhecimento aprofundado de programação, C++. – Não era como programar em Visual Basic ou Delphi.• Poucos fizeram um aplicativo do zero.
  135. 135. Exemplificando ....• Terratranslator (2002) (meu trabalho de graduação) – Software de conversão entre diversos formatos: shp, mif, spring, gml, geobr, svg , banco de dados ... • Semântica, ontologia, dicionários, DAML, OWL..Arquivos Códigos (sem comentários)117 16040
  136. 136. Modelo de desenvolvimentoCom a TerraLib, foi desenvolvido um visualizador, com o objetivo de ilustrar o uso da biblioteca. – TerraView era um “ambiente simples de visualização”
  137. 137. TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.
  138. 138. TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.TerraCrime
  139. 139. TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos.TerraCrime TerraSIG
  140. 140. TerraViewO TerraView se torna base para o desenvolvimento de outros aplicativos geográficos. TerraSIGTerraCrime TerraSaudavel
  141. 141. TerraViewProblema: as versões não eram compatíveis entre sí, eram aplicativos totalmente independentes.
  142. 142. TerraViewProblema: as versões não eram compatíveis entre sí, eram aplicativos totalmente independentes.Funcionalidades de um TerraX não poderia ser reaproveitada diretamente no TerraY
  143. 143. TerraView• Solução: Plugins
  144. 144. TerraView• Solução: Plugins – Ao invés de criarmos um aplicativo totalmente novo, fazemos pequenos programinhas que podem ser acoplados ao TerraView.
  145. 145. TerraView• Solução: Plugins – Ao invés de criarmos um aplicativo totalmente novo, fazemos pequenos programinhas que podem ser acoplados ao TerraView. – Inspirado no Eclipse.
  146. 146. TerraView e TerralibPor um tempo foi bom ...
  147. 147. Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem
  148. 148. Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML
  149. 149. Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML GRANDE volume de informações
  150. 150. Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Google maps, earth, KML GRANDE volume de informaçõesSmartphones com GPS, geram eacessam dados geográficos
  151. 151. Um novo contexto ...Dados e serviços na nuvem Popularização da informação geográfica Google maps, earth, KML GRANDE volume de informaçõesSmartphones com GPS, geram e acessam dados geográficos
  152. 152. Um novo contexto ... Popularização da informação geográficaDados e serviços na nuvem Visualização e Google maps, earth, KML criação de modelos GRANDE volume de informações espaço-temporaisSmartphones com GPS, geram e acessam dados geográficos
  153. 153. Um novo contexto ... Popularização da informação geográficaDados e serviços na nuvem Visualização e criação de modelos espaço-temporais Google maps, earth, KML GRANDE volume de informações Integração com linguagens de mais alto nível, Lua, Haskell, Python, Ruby ....Smartphones com GPS, geram e acessam dados geográficos
  154. 154. Presente e Futuro ....
  155. 155. INPE
  156. 156. Terralib 5.0 – Uma NOVA bibliotecaGilberto Queiroz, 2010
  157. 157. Aplicações WEB
  158. 158. HTML 5.0
  159. 159. Google Maps, Earth, Street, Ocean, Forest …..A Google com a nossa ajuda, tem o cadastro de diversos lugares
  160. 160. Como a Google conseguiu isso ? Imagens de satelites
  161. 161. Como a Google conseguiu isso ? Imagens de satelites Imagens de aeronaves
  162. 162. Como a Google conseguiu isso ? Imagens de satelites Imagens de aeronaves Câmeras em carros
  163. 163. Como a Google conseguiu isso ? Imagens de satelites Imagens de aeronaves Câmeras em carros Voluntários - Nós
  164. 164. Aplicativos móveis - smartphones
  165. 165. Google Places
  166. 166. Anotações geolocalizadas - Evernote
  167. 167. Google Layar – Realidade aumentada
  168. 168. Google maps Meu trajeto, entre minha casa e a universidade - Android, celular de R$ 400,00. GPS pouco preciso.
  169. 169. Smartphones• Nos smartphones, qualquer informação pode estar geocalizadas: – Fotos, – Anotações – Rotas – ...
  170. 170. Redes sociais....
  171. 171. Foursquare, MapMyHike, facebookhotlist
  172. 172. E o “fim” dos SIGs ?
  173. 173. Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa diversas funcionalidades.
  174. 174. Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e serviços em formato de biblioteca orientada a objetos.
  175. 175. Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e serviços em formato de biblioteca orientada a objetos.• Terraview e mini aplicativos (plugins)
  176. 176. Relembrando ...• SPRING, sistema grande, complexo, que agrupa diversas funcionalidades.• TerraLib, conjunto de dados e serviços em formato de biblioteca orientada a objetos.• Terraview e mini aplicativos (plugins)• Aplicativos geográficos presentes nas novas tecnologias.
  177. 177. Então ... Qual é a conclusão ?Os atuais profissionais de computação precisaram estar preparados para este cenário, onde os sistemas de informação geográfica deixaram de ser um sistema específico para ser um componente presente em todos os sistemas.
  178. 178. Ainda conclusão• Os SIGs desktop ainda continuaram a existir por muito tempo, atendendo ainda usuários específicos e especializados. – O SPRING continua mais vivo do que nunca, e agora é software livre.• Entretanto, SIGs desktop já deixaram de ser a única forma de acessar, gerar e manipular informações geográficas.• O conceito do que é ou não SIG, talvez esteja desatualizada e um novo conceito deva ser criado.
  179. 179. Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos usuários ?
  180. 180. Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos usuários ?Continuaremos “pagando” tão caro por um sistema que tem a pretensão de ser genérico? Resolver problemas de todos os usuários?
  181. 181. Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos usuários ?Continuaremos “pagando” tão caro por um sistema que tem a pretensão de ser genérico? Resolver problemas de todos os usuários?Ou pagarei apenas pelo sistema que preciso?
  182. 182. Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos usuários ?Continuaremos “pagando” tão caro por um sistema que tem a pretensão de ser genérico? Resolver problemas de todos os usuários?Ou pagarei apenas pelo sistema que preciso?Quem irá desenvolver este meu sistema? Estes vários sistemas conseguiram conversar entre si?
  183. 183. Perguntas que não sei responderCom aumento das necessidades, tem como existir um SIG que atenda todas as necessidades dos usuários ?Continuaremos “pagando” tão caro por um sistema que tem a pretensão de ser genérico? Resolver problemas de todos os usuários?Ou pagarei apenas pelo sistema que preciso?Quem irá desenvolver este meu sistema? Estes vários sistemas conseguiram conversar entre si?O Google Earth é um SIG? Um SIG com uso específico?O conceito de SIG que temos ainda é válido?
  184. 184. Mensagem finalDavid Landes (“The Unbound Prometheus”)“learning-by-doing” x “learning-by-using”Quem aprende fazendo, aprende para sempre...Quem aprende usando, precisa sempre aprender tudo de novo...
  185. 185. Mais informações• Em, http://www.dpi.inpe.br/, vocês irão encontrar softwares, livros e aulas sobre sistemas de informação geográfica.
  186. 186. Referências• Antonio Miguel Monteiro. Aula 1 – Conceitos Gerais: Geoprocessamento, GIS e GIScience: http://www.dpi.inpe.br/cursos/ser300/Aulas/aula1_Conceitos.ppt• M. Casanova, G. Câmara, C. Davis, L. Vinhas, G. Ribeiro (Editores), Bancos de Dados Geográficos. São José dos Campos, MundoGEO, 2005.• Gilberto Ribeiro de Queiroz et al. TerraLib 5.0: Supporting Data- Intensive GIScience. 2010
  187. 187. Dúvidas• Contato: – Email: skosta@gmail.com, – Home: http://sites.google.com/site/skosta
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×