Revolução e Contra-Revolução na América Latina
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Revolução e Contra-Revolução na América Latina

  • 1,492 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,492
On Slideshare
1,452
From Embeds
40
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
9
Comments
0
Likes
0

Embeds 40

http://estudandocomfoco.blogspot.com.br 23
http://estudandocomfoco.blogspot.com 13
http://www.estudandocomfoco.blogspot.com 4

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Revolução e contra-revolução na América Latina
  • 2. Socialismo nos trópicos REVOLUÇÃO CUBANA Era o maior produtor de açúcar de cana e fumo de qualidade no século XIX. Emenda Platt (1901)→ protetorado americano Fidel Castro, nacionalista e antiamericano Em 1953, liderou um ataque ao quartel Moncada, sem sucesso, para derrubar o ditador Fulgêncio Batista(aliado dos americanos Exilado no México, retornou ao país com 82 homens a bordo do Gramma, para desencadear uma revolução. somente sobreviveram doze, entre eles Fidel Castro, Che Guevara, Raul Castro e Camilo Cienfuegos. Se refugiaram em Sierra Maestra e aos poucos foram ganhando apoio dos camponeses.
  • 3.  Em 1959, Fidel e suas tropas chegaram a Havana, derrubando do governo de Batista, que fugiu para a República Dominicana Castro ao subir ao poder começou a promover uma reforma agrária, a nacionalização das empresas estrangeiras e lentamente implantar um socialismo autônomo. Invasão da Baía dos Porcos Ao se declararem socialistas a Cia financiará a invasão pelos dissidentes cubanos na Baía dos Porcos→redundou em fracasso.Fidel a buscar apoio da URSS e Kruchev, então presidente da URSS, em troca do apoio econômico pediu para instalar uma base de mísseis na ilha, para pressionar a OTAN a retirar sua base de mísseis da Turquia.
  • 4.  Durante 13 dias, o mundo temeu uma guerra nuclear – Crise dos Mísseis - , mas John Kennedy e Kruchev recuaram diante desta possibilidade. os EUA. criaram em 1962, a Aliança para o Progresso.A expansão da revolução e o combate americano na América Latina Ernesto Che Guevara, companheiro de Fidel, tentou promover outras revoluções socialistas na América Latina, através de uma tática conhecida como “foquismo”( estratégia de guerrilha que consistia em criar focos de insurreição visando implantar um regime radical de esquerda). Che morrerá na Bolívia em 1967 numa emboscada organizada pela CIA.
  • 5. Cuba de HojeApós a crise do socialismo no Leste europeu( 1980/90) Cuba perdeu seu padrinho econômico, a URSS, e os problemas internos tornaram-se visíveis.Para enfrentar a falta de energia, comida e outras necessidades básicasmedidas tomadas são: zonas livres de comércio, incentivo ao turismo e expansão dos serviços bancários nos moldes internacionais.Fidel continua no poder desafiando o tempo e os americanos.
  • 6. CHILE Em 1970, em eleições presidenciais, no Chile, chegou ao poder uma coligação de esquerda, Unidade Popular, formada por comunistas, socialistas e cristãos de esquerda. O candidato foi Salvador Allende. Uma das primeiras medidas foi à nacionalização das empresas americanas de cobre. Esta intervenção se estendeu aos setores bancários e de telecomunicações. A inflação declinou, os salários aumentaram( 35% a 50%) e houve uma reforma agrária. Reação conservadora →Os caminhoneiros paralisaram e os conservadores começaram a afrontar o governo. Em setembro de 1973, apoiados pelos EUA, as Forças Armadas depuseram Allende, que morreu em combate na sede do governo, o palácio de La Moneda.
  • 7.  Uma junta militar passou a governar o Chile, sob a liderança do general Augusto Pinochet.Teve início um período de terror . Em 1988 foi restaurada a democracia no Chile, através de um plebiscito organizado pela esquerda. Em 1998, Pinochet foi preso em Londres, a pedido da justiça espanhola, que o processou por crimes que cometeu à frente do governo chileno. Depois de 503 dias de prisão domiciliar, conseguiu voltar para o Chile e logo depois morreu.