Your SlideShare is downloading. ×
0
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Informática e Educação - Dissertação Profa. Sirléia Rosa

5,416

Published on

Aspectos da História das Disciplinas da Informática e Educação do Curso de Pedagogia - Dissertação de Mestrado CEFET –MG – 2006 - Profa. Sirléia Rosa

Aspectos da História das Disciplinas da Informática e Educação do Curso de Pedagogia - Dissertação de Mestrado CEFET –MG – 2006 - Profa. Sirléia Rosa

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
5,416
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
147
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Transcript

    • 1. ASPECTOS DA HISTÓRIA DAS DISCIPLINAS DA INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA - Estudo Introdutório - Belo Horizonte Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais- CEFET- MG Set/2006
    • 2. Banca Examinadora : Profª. Drª. Adla Betsaida Martins Teixeira Faculdade de Educação - UFMG Aluna : Sirléia Ferreira da Silva Rosa Orientadora : Prof.ª Dr.ª Maria Rita Neto Sales Oliveira Prof.ª Dr.ª Maria de Lourdes Rocha Lima Faculdade de Educação - UFMG Prof. Dr. Heitor Garcia de Carvalho Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais CEFET-MG
    • 3. 2.1 Dados Históricos 2.2 Informática e Educação 2.3 Ensino Fundamental e Informática 2.4 O curso de Pedagogia e a Informática e Educação 2.5 Considerações sobre a História das Disciplinas Escolares CAPÍTULO 1 Introdução – Definição do estudo e sua contextualização na produção intelectual CAPÍTULO 2 Informática e Educação e História das Disciplinas Escolares
    • 4. INTERESSE PELA TEMÁTICA
      • Vivências sobre discussões a respeito do lugar das Tecnologias da Informação e da Comunicação-TIC no currículo do Curso de Pedagogia (discente/docente).
      • Trajetória profissional – lecionando disciplinas de Informática e Informática e Educação em Cursos de Pedagogia
    • 5. 3.1 Objetivo, questões e hipóteses 3.2 Instrumentos e procedimentos de coleta de dados 3.3 Sujeitos da pesquisa 3.4 Organização e tratamento dos dados dos documentos e do questionário 3.5 Organização e tratamento dos dados das entrevistas CAPÍTULO 3 - Aspectos Metodológicos
    • 6. Analisar aspectos da gênese, da finalidade e do funcionamento das disciplinas da Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia , elegendo-se, como campo de investigação, as Instituições de Ensino Superior-IES de Belo Horizonte, por se tratarem de instituições que formam profissionais para atuarem na gestão e docência de processos educativos, na escola e na sala de aula. OBJETIVO
    • 7.
          • 1 - Como se deu o processo histórico de inclusão e implementação das disciplinas da Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia?
      QUESTÕES DE PESQUISA
          • 2 - Quais disciplinas foram excluídas e/ou sofreram alterações na carga horária do currículo do curso de Pedagogia, para que fossem incluídas disciplinas da Informática e Educação?
    • 8.
          • 4 - Quais são os objetivos e conteúdos das disciplinas da Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia?
          • 5 - A formação dos professores de Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia, é mais relacionada com a área das ciências exatas ou com a área das ciências humanas?
          • 3 - Qual a contribuição das disciplinas da Informática e Educação, na formação do Pedagogo?
      QUESTÕES DE PESQUISA
    • 9.
          • 1 - A inclusão das disciplinas da Informática e Educação, no curso de Pedagogia, deve-se a questões políticas e não pedagógicas.
      HIPÓTESES
          • 2 - As disciplinas da Informática e Educação do curso de Pedagogia enfatizam o ensino da informática em si e não o ensino da informática e educação em suas diferentes alternativas.
    • 10.
          • 3 - As disciplinas da Informática e Educação do curso de Pedagogia destinam-se mais ao ensino da computação do que à compreensão das relações entre o computador e a sociedade.
      HIPÓTESES
          • 4 - Os professores que lecionam disciplinas da Informática e Educação, do curso de Pedagogia, possuem predominantemente formação na área das ciências exatas e não na área das ciências humanas.
    • 11.
      • A pesquisa envolveu um estudo teórico e um trabalho empírico realizado de acordo com a seguinte seqüência:
          • levantamento e definição das IES que ofertam a habilitação em Pedagogia, em Belo Horizonte.
          • identificação das disciplinas da IE
          • identificação de sujeitos.
          • definição dos instrumentos de coleta de dados;
          • questionário, entrevistas análise, documental
          • organização, tratamento e análise dos dados coletados e construção da conclusão.
      PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
    • 12. LEVANTAMENTO
    • 13. ESTUDO TEÓRICO
      • Informática e Educação em Geral
      • Informática e Currículo
    • 14. ESTUDO TEÓRICO Informática e Educação em Geral 1 - educação sobre o computador (ensino de informática) 2 - computador na educação - educação através do computador (uso de softwares instrucionais; computador como ferramenta para solução de problemas); - computador como recurso didático ou da gerência escolar; - ensino administrado por computador (por exemplo, o uso do computador na administração do ensino). Diferentes conceitos e usos do computador no espaço escolar.
    • 15. Ferracioli & Sampaio (2001), sob o título Informação, ciência, tecnologia e inovação curricular em cursos de licenciatura . [...] a informática não é entendida como uma disciplina isolada na grade curricular, com professores especialistas em informática, mas sim como um potencial transdisciplinar a ser explorado e experienciado pelo conjunto de professores das diversas áreas de conhecimento específico (FERRACIOLI 1997 [1] ., citado por FERRACIOLI & SAMPAIO (2001:9) - RBIE [1] FERRACIOLI, L.; As novas tecnologias nos centros de ciências, nos centros de formação profissional e na formação de professores. In: Simpósio Nacional de Ensino de Física , 12, 1997 . Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais. 27-31/Janeiro/1997. p. 127-33. ESTUDO TEÓRICO Informática e Currículo
    • 16. Leite (2002), sob o título Onde está a tecnologia do curso de pedagogia? Na pesquisa, a autora constatou a associação da disciplina à utilização de recursos, nas salas de aula. Para ela, esses recursos “ vêm sendo substituídos, nos textos curriculares e nas salas de aula, pelas Novas Tecnologias da Informação e Comunicação ” (LEITE, 2002) GT Educação e Comunicação -ANPEd ESTUDO TEÓRICO Informática e Currículo
    • 17.
      • Informática e Educação em Geral
      • Informática e Currículo
      • História das Disciplinas Escolares-HDE
      ESTUDO TEÓRICO Ampliação
    • 18. Essa nova área de estudos no campo da Sociologia do Currículo tem como objetivo explicar a emergência e a evolução das diferentes disciplinas escolares . Além disso, investiga também a predominância de certas tendências durante um determinado período, bem como as mudanças na organização e estruturação do conteúdo de ensino (SANTOS, l990:21-22). Os estudos da HDE, além de possibilitar a compreensão lógica dos currículos e de seu papel no processo educativo e nos meios acadêmicos, colaboram para sanar problemas apresentados pelas disciplinas, no seu interior. ( ROCHA, 2003) ESTUDO TEÓRICO História das Disciplínas Escolares - HDE
    • 19. GOODSON, 1990; FORQUIN, 1992 MOREIRA, 2001 BITTENCOURT, 2003 ROCHA, 2003 SANTOS, 1990, 1995; CHERVEL, 1990 HISTÓRIA DAS DISCIPLÍNAS ESCOLARES – HDE Principais Teóricos
    • 20. CHERVEL, 1990 para quem as disciplinas escolares são autônomas, discordando da posição pela qual os conteúdos ensinados são considerados conhecimentos científicos do mundo. Além disso, para ele, não há separação entre conteúdo e prática pedagógica, observando que, para a análise sócio-histórica de disciplinas escolares, devem-se considerar fatores internos e externos a elas. Para o autor, a HDE envolve a análise da gênese, da finalidade e do funcionamento dessas disciplinas ; HISTÓRIA DAS DISCIPLÍNAS ESCOLARES – HDE Principal Teórico
    • 21. LEVANTAMENTO – Ampliação
    • 22. Leite (2002), sob o título Onde está a tecnologia do curso de pedagogia? (já comentado) GT Currículo
      • Sommer (2000), sob o título Informática educativa e currículo ,
      • “ trata da constituição do discurso da informática educativa em Nova Hamburgo” , onde o esse discurso encontra fundamentos nos campos da economia e da psicologia piagetiana.
      • condição para o progresso econômico e social da cidade.
      • metodologia de uso da informática com base no como as crianças aprendem, “ o que é evidenciado pela opção da linguagem Logo como uma metodologia fabricada sob medida para as crianças ”.
      GT Educação e Comunicação
    • 23. SUJEITOS DA PESQUISA 8 IES que ofertam curso de pedagogia 11 docentes que ministram disciplinas da IE nessas IES 8 coordenadores desses cursos 8 sujeitos (outros)
    • 24.
      • Questionário
      • Entrevista
      • Documentos
      INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS
    • 25.
      • Entrevista e Questionário: docentes
      • - questões ligadas à prática docente.
      • - questões ligadas à dados objetivos (formação, uso das tecnologias digitais, e de recursos didáticos).
      INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS
    • 26.
      • Entrevista: coordenadores
      • - questões ligadas ao currículo do curso.
      INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS
    • 27.
      • Documentos : Currículo do Curso, Ementa de das disciplinas da IE; Política de Informática e Educação no Brasil (LDB, DCN´s, PCN´s)
        • - complementar e enriquecer
      INSTRUMENTOS DE COLETA DE DADOS
    • 28.  
    • 29.  
    • 30.  
    • 31.  
    • 32. - 36% (quatro) ministram a disciplina da área da IE desde o ano de 2002;
    • 33. Seis professores (54%) que ministram disciplinas da IE, ministram na mesma IES, disciplinas de outras áreas;
    • 34.  
    • 35.  
    • 36. 4.1. Gênese das Disciplinas 4.2. Finalidade das Disciplinas 4.2. Funcionamento das Disciplinas CAPÍTULO 4 - Apresentação e Análise dos Resultados
    • 37.  
    • 38.
          • 1- Como se deu o processo histórico de inclusão e implementação das disciplinas da Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia?
      4.1. Gênese das Disciplinas
      • interesses e ações pessoais.
      • crescente uso do computador no contexto escolar
      • reformas educacionais da década de 90 com continuidade na atual
    • 39.  
    • 40.  
    • 41. Participei sim, participei inclusive do próprio processo de construção do currículo. Na ocasião (1998 ou 1999), a nossa faculdade estava passando por um processo de reformulação curricular e eu estava na comissão da reforma do currículo. Então, dentro da reforma do currículo, sugeri a inclusão da disciplina como parte integrante da grade curricular do curso, sob o argumento de que, na formação em pedagogia, era necessária também uma formação na tecnologia (E1APM12).
    • 42.
          • 2- Quais disciplinas foram excluídas e/ou sofreram alterações na carga horária do currículo do curso de Pedagogia, para que fossem incluídas disciplinas da Informática e Educação?
      4.1. Gênese das Disciplinas Na realidade, não excluímos área curricular ou disciplinas. Refizemos a distribuição de carga horária. Quando fomos fazer essa reformulação, o CNE baixou uma resolução sobre o curso normal superior. Definiu que o profissional do curso normal superior formaria o professor dos anos iniciais. E depois isso foi refeito, nós tivemos que refazer por causa da duração. De qualquer forma, tivemos que ampliar a parte de prática. Como ampliamos a parte de prática, e a prática é quase sempre feita fora da sala de aula, houve espaço para criar. Como trabalhamos muita integração, sempre sobra espaço no quadro de horários. Então na realidade nós não tiramos. Algumas áreas foram incorporadas umas às outras, pois a idéia do currículo é ir agregando cada vez mais disciplinas, para as áreas curriculares não terem formato de disciplina (4BEDM16).
    • 43. 4.2. Finalidade das Disciplinas
          • 3- Qual a contribuição das disciplinas da Informática e Educação, na formação do Pedagogo?
      • Finalidades
      • formação de um profissional crítico e reflexivo
      • preparar o pedagogo para lidar com as Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação, também de forma prática .
      Análise Documental: currículo do curso, no diário e no plano de ensino das disciplinas da IE, além das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Pedagogia.
    • 44.
          • 4- Quais são os objetivos e conteúdos das disciplinas da Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia?
      4.2. Funcionamento das Disciplinas
      • aproximar o computador do aluno e apresentar o seu potencial pedagógico, através de atividades que envolvam, elas mesmas, esse uso.
      • Atividades predominantes: de artigos a produtos e processos tecnológicos.
      • postura crítica frente ao domínio e à utilização do computador, numa proposta contextualizada em relação à educação e à sociedade.
    • 45. Teóricas -reflexão sobre utilização dos recursos informáticos, no processo de ensino-aprendizagem, bem como sobre a associação entre Educação e Informática. Práticas - utilização da informática, como recurso didático no ensino de conceitos específicos, nas diversas áreas do conhecimento.
    • 46.
          • 5- A formação dos professores de Informática e Educação, no currículo do curso de Pedagogia, é mais relacionada com a área das ciências exatas ou com a área das ciências humanas?
      4.2. Funcionamento das Disciplinas
    • 47.  
    • 48.
          • a) A inclusão das disciplinas da Informática e Educação, no curso de Pedagogia, deve-se a questões políticas e não pedagógicas.
      HIPÓTESES
      • Corroborada em parte
      • - interesses de especialistas na área da IE que buscavam a presença da informática na prática profissional do pedagogo.
      • contexto, à legislação do curso de Pedagogia, e à proposta de formação do Pedagogo.
      • No entanto, pelos dados obtidos, não se poderia afirmar que a gênese das disciplinas da IE nas IES pesquisadas ocorreu, primordialmente, por questões mais ligadas à essa formação propriamente dita e não àquelas mencionadas.
    • 49.
          • b) As disciplinas da Informática e Educação do curso de Pedagogia enfatizam o ensino da informática em si e não o ensino da informática e educação em suas diferentes alternativas.
      não foi corroborada . - Os alunos do curso de pedagogia das IES pesquisadas aprendem a utilizar o computador enquanto meio e não como fim em si mesmo. HIPÓTESES
    • 50.
          • c) As disciplinas da Informática e Educação do curso de Pedagogia destinam-se mais ao ensino da computação do que à compreensão das relações entre o computador e a sociedade.
      HIPÓTESES não foi corroborada . - a formação do pedagogo para o uso do computador baseia-se não somente nas diferentes alternativas de seu uso, mas, também, na compreensão dele na sociedade.
    • 51.
          • d) Os professores que lecionam disciplinas da Informática e Educação, do curso de Pedagogia, possuem predominantemente formação na área das ciências exatas e não na área das ciências humanas.
      não foi corroborada . - (75%) particularmente em cursos de Pedagogia. HIPÓTESES
    • 52.
      • inclusão e implementação das disciplinas da IE - iniciativa de especialistas na área.
      • Não houve a exclusão de disciplinas e sim adequações no currículo, e ou alteração na carga horária de outras disciplinas.
      • consenso de não resumir a disciplina ao uso de alguns aplicativos, sem articulação com a prática pedagógica e o ensino do professor.
      • professores possuem clareza de objetivo, mas isto, muitas vezes, não aconteceria na prática, por falta de condições físico-materiais e de condições de trabalho.
      • Computador - ferramenta didático-metodológica ; suas relações com a sociedade e das suas implicações sociais
      • a questão história da IE no currículo ainda é tratada de forma periférica e pouco sistematizada pela produção intelectual.
      CONCLUSÃO
    • 53. É necessário não apenas a competência para atuar no espaço eletrônico e utilizar, de forma eficaz, os recursos tecnológicos. É necessário, principalmente, possuir a compreensão histórica e epistemológica das construções tecnológicas. É necessário compreender o papel das novas tecnologias, numa sociedade em rápida transformação, e suas implicações na construção de significados, na representação da realidade e nas formas da expressão do conhecimento. (ROSA; AMARAL,2004:12) MENSAGEM FINAL
    • 54. OBRIGADO PELA PRESENÇA! Sirléia Rosa [email_address] M.Sc. Educação Tecnológica e Pedagoga, Especialista em EaD e Informática Aplicada à Educação

    ×