Poesias da 42
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Poesias da 42

on

  • 4,909 views

Poesias da turma 42 da Escola Villa Lobos

Poesias da turma 42 da Escola Villa Lobos

Statistics

Views

Total Views
4,909
Views on SlideShare
1,382
Embed Views
3,527

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

7 Embeds 3,527

http://emefvillalobos.blogspot.com.br 2218
http://emefvillalobos.blogspot.com 1263
http://emefvillalobos.blogspot.pt 39
http://www.google.com.br 3
http://bloguinfo.blogspot.com 2
http://emefvillalobos.blogspot.com.ar 1
http://emefvillalobos.blogspot.jp 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Poesias da 42 Poesias da 42 Presentation Transcript

  • A ARTE DE ESCREVER POESIAS
    • Professores:
    • Eva Fátima M. Franco – Titular
    • Isadora Demoliner – Educação Artística
    • Arlete Spido – Bibliotecária
    • Elisabete R. Breda – Informática
    • Silvana Andrade – Apoio Pedagógico
    Escola Municipal de Ensino Fundamental Villa Lobos Turma: 4.2 Tarde Outubro de 2009
  • INTRODUÇÃO Este livro apresenta poesias escritas de maneiras diferentes. A arte de escrever poesias brincando. Poesias com rimas diferentes e abordagem diversificada. Desenhos, brincadeiras, enfim a ludicidade tomando conta da imaginação.
  • Comi um morango me amoranguei fiquei amorangado Comi uma laranja me enlaranjei fiquei enlaranjado Comi uma pedra Me empedrei Fiquei pedrificado Comi um litro me enlitrei fiquei enlitrado Comi uma folha me enfolhei fiquei enfolharado Fui a feira me enfeirei fiquei enfeirada. JESSICA SABRINA WOITECHEN BERTOTTI SUELEN ALMEIDA BARBOSA DA SILVA Turma: 4.2 Ado Ado Ado
  • Na casa tem: Bagunça de montão criança pra família é só incomodação. Sempre fazendo bagunça de montão E o irmão não escapa não. No sofá cheio de bagunça. A mãe fica se perguntando Por que eles não pulam no colchão? Chegam da escola contando o que aconteceu de repente param a conversar. E desaparecem a mãe fala eles me enlouquecem. Assistindo a hora inteira só fazem bagunça e falam besteira. De noite colocam o pijama e vão pra cama e a mãe diz que bacana. E depois a mãe come e nana. A casa AUTORES: Neemias D. Machado, Luana Cardoso e Jaqueline Mariano Turma: 4.2
  • Vi uma cadeira Me encadeirei Fiquei encadeirado Vesti uma camiseta me encamisado fiquei encamisado Comi um trigo Me intrigado Fiquei intrigado Engoli uma lata Me enlatei Fiquei enlatado vesti uma malha me malhei fiquei malhado Usei uma corrente Me acorrentei Fiquei acorrentado Engoli uma moeda Me amoedei Fiquei valorizado Fui no quadro me enquadrei fiquei quadrado Comi um número Me enumerei Fiquei numerado. AUTOR: DAVID COSTA DE MATOS, IGOR KASPARY TEIXEIRA, VINICIUS JOÃO CASTILHOS TURMA 4.2 Ado Ado Ado
  • COMI UM APONTADOR ME APONTEI FIQUEI APONTADO. COMI UM ESTOJO ME ESTOJEI FIQUEI ESTOUJADO. FIQUEI NA CHUVA ME MOLHEI E FIQUEI GRIPADO. AUTORAS: LUANA MORAIS OLIVEIRA JENNIFER SEVERO, ANGÉLICA BOENO MOREIRA TURMA 42 Ado Ado Ado VI UM TOURO ME TOREI FIQUEI TOURADO. VI UM PADRE ME ABENÇOEI. FIQUEI ABENÇOADO. COMI UMA COLA ME COLEI FIQUEI COLADO.
  • Comi a terra me enterrei fiquei enterrado Comi uma cola me colei fiquei colado Vesti uma calça me calsei fiquei calçada Comi um fecho me fechei fiquei fechado Comi uma lixa me lixei fiquei lixado Comi um espelho me espelhei fiquei espelhado. Alunas: Stéfhani Aparecida Oleiniczak Caldeira e Andriele Ribeiro de Ataydes Ado Ado Ado
  • Comi um arroz Me arrozei fiquei arrozado Comi Um feijão Me afeijoei Fiquei afeijoado Alunos: Wesley Rafael, Guilherme da Silva e Mateus dos Reis Turma:4:2 Ado Ado Ado
  • Dr. Lagarto que chato Virou escravo Do senhor gato Apesar de ser ingenuo Tem que dormir no sereno Ordem do senhor gato O gavião malvado Apesar de ser safado Caiu numa armadilha E ficou fechado O pintinho coitado Que tinha medo do gavião malvado Ficou mais sossegado A minhoca Saramboca Era muito dorminhoca Um dia acordou Com uma espinha nas costas A formiga trabalhadeira Não quis mais trabalhar Porque tinha muita comida Para se sustentar. BICHOS Bicharadas Vanessa da Silva Pereira Vanusa Souza de Oliveira
  • Comi um cabelo me encabelei fiquei encabelado Comi um pato me empatei fiquei empatado Comi uma malha me malhei fiquei malhado Fis uma cadeira me encadeirei fiquei encadeirado Vi uma escova me escovei fiquei escovado Vi um fantasma me assustei fiquei assustado Fui na escola estudei e passei Fiz uma mesa me mesei fiquei mesado. Autor: Anderson Oliveira dos Santos e Valderi Ferreira Macedo Turma 4.2 Ado Ado Ado
  • NOSSOS DESENHOS, BRINCADEIRAS ....
  •  
  •  
  •  
  • CONCLUSÃO Concluímos que a arte de escrever poesias nos leva a aprender de maneira diferente. A leitura e a escrita se torna mais atrativa e divertida entre os colegas e professores.
  • ALUNOS: POETAS E POETISAS Anderson Oliveira dos Santos Andriele Ribeiro de Ataydes Angélica Boeno Moreira Chael de Mattos David Costa de Matos Júnior Éverson dos Santos de Morais Guilherme Velho da Silva Igor Kaspary Teixeira Jaqueline Alves Mariano Jennifer Severo Jéssica S. Woitechen Bertotti Luana Cardoso Apolinario Luana Morais Oliveira Lucas dos Santos Soares
  • ALUNOS: POETAS E POETISAS Mateus dos Reis Costa Neenias Duarte Machado Rayuree Nunes Shirley da Silva de Jesus Stefhani Aparecida Oleiniczak Caldeira Suelen Almeida Barbosa da Silva Valderi Fereira de Machado Vanessa da Silva Pereira Vanusa de Souza Oliveira Vinícius João de Castilhos Wesley Bitencourt dos Santos Wesley Rafael de Castro Jesiel Gosch da Costa