Your SlideShare is downloading. ×
Obras nas unidades
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Obras nas unidades

13,621
views

Published on

CartaObras nas unidades

CartaObras nas unidades


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
13,621
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Sobre Reformas nas unidadesCaros moradores,Como vemos com certa periodicidade, às vezes tragédias acontecem devido à negligência comas estruturas da edificação, como suspeita-se que tenha sido o caso do prédio que desabou nocentro do Rio de Janeiro no dia 25/01/12.Por isso, tudo cuidado é pouco na hora de reformar o seu apartamento!Se você está reformando ou pretende realizar obras na sua unidade, fique atento e sigarigorosamente as orientações abaixo: 1. Reformas nas unidades, como construção ou demolição de paredes não previstas no projeto original, devem ser comunicadas previamente ao síndico; 2. Se necessário, o síndico poderá pedir avaliação de um perito para checar se as obras não acarretarão em danos à estrutura do prédio; 3. Tenha em mente que uma simples parede pode ser a sustentação do prédio e, se alterada, pode danificar toda a estrutura; 4. A contratação de um engenheiro civil responsável (com registro no CREA) é obrigatória; 5. O engenheiro deve emitir a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Esse laudo assegura que a reforma está em conformidade com a lei, e com as normas técnicas; 6. Danos à estrutura do edifício, vazamentos, rachaduras ou qualquer outra deformidade ou alteração na constituição do edifício em decorrência da sua obra, serão de sua responsabilidade; 7. Ao menos que o volume seja muito pequeno, não é permitido que o entulho da reforma seja recolhido na lixeira comum do condomínio. Os restos da obra devem ser depositados em uma caçamba apropriada; 8. O barulho gerado pela quebradeira deve ser tolerado, desde que a reforma seja realizada dentro do horário estabelecido pelo nosso Regulamento Interno. Mesmo assim, o uso bom senso é recomendado. A obra não deve se estender por muito tempo. 9. Certifique-se de avisar porteiros e seguranças sobre prestadores de serviços que trabalharão na obra. Isso evita que desconhecidos circulem livremente pelo condomínio e garante a segurança e tranqüilidade dos demais moradoresContamos com a colaboração de todos!Atenciosamente,____________________________Fonte: portal SíndicoNet – WWW.sindiconet.com.br