Luciano Ramalho   luciano@simplesconsultoria.com.br
Gerenciamento de
   Conteúdo com

     Plone
S. R. Ranganathan (1892-1972)

●
    Matemático e
    bibliotecário
●
    “O Einstein da ciência da
    informação” (E. Ga...
As Cinco Leis da
     Biblioteconomia
1. Livros são para usar
2. Para cada leitor, seu livro
3. Para cada livro, seu leito...
As Cinco Leis do
Gerenciamento de Conteúdos
1. Conteúdo é para usar
2. Para cada usuário, seu conteúdo
3. Para cada conteú...
1. Conteúdo é para usar
Elementos de navegação
●
    Interface padrão
●
    Abas configuráveis
●
    Abas sensíveis ao contexto
●
    Portlet de n...
Participação do usuário
●
    Comentários podem ser permitidos
    globalmente ou localmente
●
    Cada item de conteúdo (...
Processo de Publicação
●
    Workflows prontos
    –   para pastas
    –   para outros itens
●
    Publicação com
    auto...
Internacionalização
●
    Interface administrativa traduzida para
    mais de 40 idiomas
    –   incluindo português do Br...
Aderência a Padrões
●
    Acessibilidade
    –   Nível AA do W3C
    –   Section 508: padrão governamental dos EUA
●
    I...
2. Para cada usuário,
    seu conteúdo
Papéis de Usuários
●
    Anônimo                 ●
                                Revisor
     –   visitante não-        ...
Pastas
●
    Visibilidade:
    –   Pastas públicas
    –   Pastas privadas
●
    Controle:
    –   Pastas de usuários indi...
Tipos de conteúdo
●
    Integrados           ●
                             Instaláveis
    –   notícia              –   á...
Favoritos
●
    “Bookmarks” que o usuário pode acessar a
    partir de qualquer computador
●
    Menu personalizado
●
    ...
Posse e Compartilhamento
●
    Cada usuário é “dono” das pastas e
    conteúdos que cria
●
    Pode compartilhar o control...
Busca
●
    Busca em texto integral
    –   suporte a “stop words”
●
    Busca por assunto com vocabulário
    controlado
...
Metadados: padrão Dublin Core
●
    Padrão desenvolvido por bibliotecários e
    cientistas da informação a partir de uma
...
Metadados adicionais
●
    Datas de efetivação e expiração do item
●
    Status no processo de publicação
    –   privado,...
3. Para cada conteúdo,
      seu usuário
Conteúdos em destaque
●
    Páginas de destaques
    –   capas de seções
    –   últimas notícias
●
    Portlets
    –   n...
Distribuição de chamadas
●
    Integração entre portais distintos
    –   dentro da instituição
    –   entre instituições...
Assuntos
●
    Palavras-chave
    –   vocabulário controlado
    –   customizável para cada tipo de item
●
    Itens relac...
Criação de Portlets
●
    Baseados em qualquer critério de busca
    –   palavra-chave ou combinação de metadados
●
    In...
4. Poupe o tempo do usuário
Taxonomias
●
    Classificação hierárquica de itens
●
    Uma só hierarquia nunca é suficiente
    –   na biblioteca, uma ...
Institucional x Alternativa
●
    Taxonomia institucional
    –   hierarquia de pastas reflete o organograma
    –   facil...
Tópicos
●
    Para o usuário final, é como uma pasta
●
    Coleção virtual de documentos agregados
    por critérios de bu...
Editor Visual
●
    Textos formatados
●
    Tabelas
●
    Inclusão de imagens
●
    Ferramentas familiares
    –   formato...
Edição Remota
●
    Edição de conteúdos sem acessar o portal
    –   protocolo WebDAV
●
    Editor externo
    –   respeit...
5. O portal é um organismo
      em crescimento
Evolução da plataforma
●
    Atualizações e upgrades sem custos de
    licenciamento
●
    Centenas de desenvolvedores do ...
Conteúdo, aparência e lógica
            separados
●
    Um mesmo item pode ser apresentado com
    múltiplas aparências
 ...
Publicação decentralizada
●
    Múltiplos workflows
    –   processos distintos para cada tipo de item
    –   exemplo tra...
Preservação digital
●
    Solução 100% baseada em software livre
    –   nenhum formato ou algoritmo fechado
    –   indep...
Formatos de documentos
●
    Formatos abertos
    –   PDF, RTF, texto puro
●
    Texto estruturado
    –   texto puro segu...
Escalabilidade
●
    Múltiplos repositórios de dados sob uma
    única organização lógica
●
    Integração com arquivos ex...
Casos de Sucesso
●
    Rede CBS de TV        ●
                              OTAN (intranet)
●
    AOL Brasil            ●...
...




5. O portal é um organismo em crescimento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Plone 3 e as 5 leis da biblioteconomia

1,246

Published on

Palestra realizada no World Plone Day 2008 por Luciano Ramalho.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,246
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
47
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Plone 3 e as 5 leis da biblioteconomia

  1. 1. Luciano Ramalho luciano@simplesconsultoria.com.br
  2. 2. Gerenciamento de Conteúdo com Plone
  3. 3. S. R. Ranganathan (1892-1972) ● Matemático e bibliotecário ● “O Einstein da ciência da informação” (E. Garfield) ● Criador da classificação analítico-sintética (facetas)
  4. 4. As Cinco Leis da Biblioteconomia 1. Livros são para usar 2. Para cada leitor, seu livro 3. Para cada livro, seu leitor 4. Poupe o tempo do leitor 5. A biblioteca é um organismo em crescimento
  5. 5. As Cinco Leis do Gerenciamento de Conteúdos 1. Conteúdo é para usar 2. Para cada usuário, seu conteúdo 3. Para cada conteúdo, seu usuário 4. Poupe o tempo do usuário 5. O portal é um organismo em crescimento
  6. 6. 1. Conteúdo é para usar
  7. 7. Elementos de navegação ● Interface padrão ● Abas configuráveis ● Abas sensíveis ao contexto ● Portlet de navegação ● Portlets de destaques ● Breadcrumbs (caminho percorrido) 1. Conteúdo é para usar
  8. 8. Participação do usuário ● Comentários podem ser permitidos globalmente ou localmente ● Cada item de conteúdo (evento, imagem etc.) pode ter seu próprio fórum de comentários ● Administrador ou responsável pelo item pode eliminar comentários ● Acessórios livres oferecem mais opções 1. Conteúdo é para usar
  9. 9. Processo de Publicação ● Workflows prontos – para pastas – para outros itens ● Publicação com autonomia – adequado para sites de professores ou pesquisadores 1. Conteúdo é para usar
  10. 10. Internacionalização ● Interface administrativa traduzida para mais de 40 idiomas – incluindo português do Brasil ● Uso de ferramentas padrão para modificar ou ampliar as traduções ● Suporte a conteúdo multi-lingual (através de módulos adicionais livres) 1. Conteúdo é para usar
  11. 11. Aderência a Padrões ● Acessibilidade – Nível AA do W3C – Section 508: padrão governamental dos EUA ● Interoperabilidade – Navegadores atuais e futuros – XHTML validado – uso intensivo de CSS 1. Conteúdo é para usar
  12. 12. 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  13. 13. Papéis de Usuários ● Anônimo ● Revisor – visitante não- – usuário com poder para autenticado publicar/rejeitar em pastas designadas ● Membro – visitante ● Administrador autenticado, com – usuário com poder para poder para criar modificar a estrutura de conteúdo em sua uma ou mais pastas e pasta ou pastas atribuir papéis a outros designadas usuários 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  14. 14. Pastas ● Visibilidade: – Pastas públicas – Pastas privadas ● Controle: – Pastas de usuários individuais – Pastas de grupos de usuários 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  15. 15. Tipos de conteúdo ● Integrados ● Instaláveis – notícia – álbum de fotos – documento – wiki – arquivo – disciplina (ementa) – evento – blog – imagem – FAQ – link – enquete – etc... 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  16. 16. Favoritos ● “Bookmarks” que o usuário pode acessar a partir de qualquer computador ● Menu personalizado ● Análise de preferências 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  17. 17. Posse e Compartilhamento ● Cada usuário é “dono” das pastas e conteúdos que cria ● Pode compartilhar o controle destas pastas e conteúdos com outros usuários e grupos ● Donos têm alguns poderes limitados pelo processo de publicação – impossível editar conteúdo pendente ou aprovado para publicação – necessário retirar para editar 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  18. 18. Busca ● Busca em texto integral – suporte a “stop words” ● Busca por assunto com vocabulário controlado ● Busca avançada por metadados – autor, idioma, data de publicação etc. 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  19. 19. Metadados: padrão Dublin Core ● Padrão desenvolvido por bibliotecários e cientistas da informação a partir de uma convenção em Dublin, Ohio, EUA ● Peça fundamental da Web Semântica ● Metadados padrão: – Título, Criador, Assunto, Descrição, Publicador, Colaborador, Data, Tipo, Formato, Idioma, Identificador, Relação, Cobertura, Fonte, Direitos 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  20. 20. Metadados adicionais ● Datas de efetivação e expiração do item ● Status no processo de publicação – privado, pendente, publicado etc. ● Papéis, usuários e grupos com permissão para ver o item ● Caminho – pasta/sub-pasta/sub-sub-pasta... – permite a busca restrita a uma seção do portal 2. Para cada usuário, seu conteúdo
  21. 21. 3. Para cada conteúdo, seu usuário
  22. 22. Conteúdos em destaque ● Páginas de destaques – capas de seções – últimas notícias ● Portlets – notícias – calendário – próximos eventos – itens desde sua última visita 3. Para cada conteúdo, seu usuário
  23. 23. Distribuição de chamadas ● Integração entre portais distintos – dentro da instituição – entre instituições ● Padrão RSS – suportado por todas as tecnologias de páginas dinâmicas (Zope, ASP, JSP, PHP etc.) – integração a aplicativos de correio eletrônico, área de trabalho etc. 3. Para cada conteúdo, seu usuário
  24. 24. Assuntos ● Palavras-chave – vocabulário controlado – customizável para cada tipo de item ● Itens relacionados – portlet associado a cada item 3. Para cada conteúdo, seu usuário
  25. 25. Criação de Portlets ● Baseados em qualquer critério de busca – palavra-chave ou combinação de metadados ● Integração com fontes de dados externas – links para sistemas legados – consultas a bancos de dados relacionais (SQL) – Web-services ● Sensíveis ao contexto – parametrizados pela seção ou item atual 3. Para cada conteúdo, seu usuário
  26. 26. 4. Poupe o tempo do usuário
  27. 27. Taxonomias ● Classificação hierárquica de itens ● Uma só hierarquia nunca é suficiente – na biblioteca, uma classificação tem que imperar, porque cada livro só pode ser colocado em um lugar ● Num site, múltiplas hierarquias podem co-existir – mas poucas ferramentas suportam 4. Poupe o tempo do usuário
  28. 28. Institucional x Alternativa ● Taxonomia institucional – hierarquia de pastas reflete o organograma – facilita a gestão da informação ● Taxonomias alternativas – voltadas para tarefas ou públicos distintos – facilita o uso da informação 4. Poupe o tempo do usuário
  29. 29. Tópicos ● Para o usuário final, é como uma pasta ● Coleção virtual de documentos agregados por critérios de busca ● Produtor define e salva critérios de busca ● Conteúdo de um tópico está sempre atualizado (resultado da busca) ● Reúne itens dispersos por várias pastas ● Sub-tópicos: taxonomias alternativas 4. Poupe o tempo do usuário
  30. 30. Editor Visual ● Textos formatados ● Tabelas ● Inclusão de imagens ● Ferramentas familiares – formato interno: HTML 4. Poupe o tempo do usuário
  31. 31. Edição Remota ● Edição de conteúdos sem acessar o portal – protocolo WebDAV ● Editor externo – respeito às preferências de cada usuário ● Importação em massa – textos, arquivos binários e imagens – protocolos FTP e WebDAV 4. Poupe o tempo do usuário
  32. 32. 5. O portal é um organismo em crescimento
  33. 33. Evolução da plataforma ● Atualizações e upgrades sem custos de licenciamento ● Centenas de desenvolvedores do produto ao redor do mundo ● Milhares de especialistas ● Diversos livros publicados ● Treinamento disponível 5. O portal é um organismo em crescimento
  34. 34. Conteúdo, aparência e lógica separados ● Um mesmo item pode ser apresentado com múltiplas aparências – versões para tela, impressora, celular, portais conveniados etc. ● Aparência do site pode ser alterada sem afetar os conteúdos ou a lógica – mudanças de layout, estilo, cores etc. – portal “novo” a cada ano, sem os custos de reconstrução 5. O portal é um organismo em crescimento
  35. 35. Publicação decentralizada ● Múltiplos workflows – processos distintos para cada tipo de item – exemplo transacional: solicitação de reembolso ● Transferência de conteúdos entre pastas – vinculada ao processo de publicação – institucionaliza conteúdos criados nas pastas de usuários 5. O portal é um organismo em crescimento
  36. 36. Preservação digital ● Solução 100% baseada em software livre – nenhum formato ou algoritmo fechado – independência de fornecedor ● Separação entre conteúdo e aparência ● Aderência a padrões internacionais – Unicode (UTF-8), ISO-8859 – XML, XHTML, CSS – Dublin Core 5. O portal é um organismo em crescimento
  37. 37. Formatos de documentos ● Formatos abertos – PDF, RTF, texto puro ● Texto estruturado – texto puro seguindo convenções – formatação automática no momento da exibição ● Formatos proprietários – docs, slides, planilhas – conversão automática via OpenOffice 5. O portal é um organismo em crescimento
  38. 38. Escalabilidade ● Múltiplos repositórios de dados sob uma única organização lógica ● Integração com arquivos externos – arquivos muito grandes ● ex: filmes, imagens de alta definição – metadados no ZODB para recuperação fácil – dados no sistema de arquivos para recuperação eficiente 5. O portal é um organismo em crescimento
  39. 39. Casos de Sucesso ● Rede CBS de TV ● OTAN (intranet) ● AOL Brasil ● Governo da Áustria ● Boston Globe ● Duke University ● Grupo Knight Ridder ● Oxfam America ● JPL/NASA ● Interlegis ● FAPESP: ● SERPRO Incubadora Virtual 5. O portal é um organismo em crescimento
  40. 40. ... 5. O portal é um organismo em crescimento
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×