Your SlideShare is downloading. ×
0
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Classe Dos AnfíBios

22,112

Published on

classe de anfíbios

classe de anfíbios

Published in: Technology, Health & Medicine
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
22,112
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
315
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Reino dos Vertebrados
  • 2. Classe dos Anfíbios
  • 3. ● Classe dos Anfíbios pele nua, úmida e muito vascularizada; apresentam brânquias apenas nas primeiras fases e pulmões em adultos; realizam hematose cutânea; apresentam um coração com 3 cavidades ( 2 aurículas e 2 ventrículos), circulação incompleta; são animais ectotérmicos; geralmente ovíparos; passam por metamorfoses; sem costelas e sem diafragma; os movimentos respiratórios são insuficientes, por isso precisam de outra superfície respiratória, a pele.
  • 4. Os anfíbios incluem três grandes ordens: anuros (sapos e rãs), urodelos (salamandras, tritões e afins) ápodos (cecílias), além de várias formas fósseis do Devónico (considerado a idade dos anfíbios) e períodos seguintes.  
  • 5. No mundo todo há cerca de 4800 espécies de sapos. A maioria deles vive dentro ou próximo a uma fonte de água, muito embora existam aqueles que vivam em ambientes úmidos, mas que não são considerados ambientes aquáticos.
  • 6. Reprodução
  • 7. Na época do cio, os machos desses anfíbios emitem sons ruidosos (o "coaxar") por meio de seus sacos vocais e formam verdadeiros coros em que vários indivíduos cantam alternadamente. Durante o acasalamento montam sobre as costas das fêmeas, que costumam ser maiores do que eles.
  • 8. O casal permanece unido e imóvel em longo abraço, que pode prolongar-se durante horas, até que a fêmea expele os ovos, que são fecundados pelo esperma do macho na água.
  • 9.  
  • 10.  
  • 11. Os ovos se dispõem em longos cordões ou fileiras, envoltos por uma bainha gelatinosa, e se depositam no fundo de águas paradas. Todos os sapos sofrem metamorfose. Assim, o aspecto da larva não é igual ao do adulto, especialmente no caso de rãs e sapos, nos quais é dotada de cauda e se chama girino.
  • 12.  
  • 13. Entre os animais adaptados ao meio terrestre, os anfíbios são os mais dependentes da água. Foram os primeiros a apresentar esqueleto forte e musculatura capaz de sustentá-los fora d'água. Anfíbios são animais de pele fina e úmida, na qual não ocorrem pêlos ou escamas externas. São animais que são incapazes de manter a temperatura de seu corpo constante por mecanismos externos, por isso são chamados animais de sangue frio ou pecilotérmicos .
  • 14. Reprodução de Salamandra Estas salamandras não têm periodo aquático. Não possuem pulmões e respiram pela pele. Os girinos desenvolvem-se completamente dentro do ovo.
  • 15. As lavas são aquáticas e se tornam terrestres quando adultas. Sua pele tem coloração preta e amarela. Medem entre 140 e 200 milímetros.
  • 16. Possui glândulas excretoras na parte de trás da cabeça e seu veneno é altamente tóxico. A reprodução ocorre na primavera.
  • 17. O Tritão tem a pele lisa e coberta por um muco venenoso que, além de proteger contra predadores, mantém sua umidade. Medem entre 8 e 14 centímetros. As larvas são vegetarianas e conforme seu crescimento se torna carnívora. Na fase adulta se alimentam de insetos, vermes, crustáceos e moluscos. Tritão
  • 18. A reprodução acontece na primavera. Nessa fase, o macho desenvolvem membranas natatórias nos pés e uma espécie de crista no dorso, que somem assim que termina a fase do acasalamento. Vivem até 18 anos
  • 19. As rãs são popularmente conhecidas como anuros bastante ligados à água e bons nadadores. São animais de pele lisa e apreciados quanto a sua carne. As rãs "verdadeiras" possuem membranas entre os dedos dos membros posteriores (como num pé de pato). Aqui no Brasil ocorre apenas uma espécie de rã, na Amazônia. Seus membros posteriores são longos e adaptados à natação e aos saltos.
  • 20. Rãs Seus membros são bastante desenvolvidos e adaptados a grandes saltos. Apresentam nas pontas dos dedos expansões em forma de disco que promovem adesão. São por isso capazes de caminhar em superfícies verticais, o que convém a seu hábito arborícola As pererecas são comumente encontradas em banheiros de casas do interior. Também possuem a pele mais lisa que os sapos, como as rãs.
  • 21. Pererecas Seus membros são bastante desenvolvidos e adaptados a grandes saltos. Apresentam nas pontas dos dedos expansões em forma de disco que promovem adesão. São por isso capazes de caminhar em superfícies verticais, o que convém a seu hábito arborícola As pererecas são comumente encontradas em banheiros de casas do interior. Também possuem a pele mais lisa que os sapos, como as rãs.
  • 22. Também dependem da água para se reproduzirem: a fecundação ocorre fora do corpo da fêmea e o gameta masculino necessita do meio aquoso para se locomover até o óvulo da fêmea.
  • 23. O desenvolvimento da larva é indireto, ou seja, a larva após a eclosão do ovo, passa por várias transformações até atingir a forma adulta. Um exemplo é o girino. Esta dependência ocorre também porque os ovos não possuem proteção contra a radiação solar e choques mecânicos.
  • 24. Proteu Tem o corpo alongado e possui duas brânquias vermelhas que parecem pernas. Mede entre 20 e 30 centímetros. Possui dois minúsculos olhos quando nascem que, depois de três meses penetram na pele e desaparecem. O proteu é um anfíbio subterrâneo e parente próximo da Salamandra. Passa toda sua vida como larva.
  • 25. A reprodução é semelhante a da salamandra, mas não há acasalamento. O macho produz um ‘saco de esperma’ que é colhido pela fêmea. Os ovos se fecundam a medida que são postos. Alimentam-se de camarões de água doce e resíduo de animais.
  • 26.  

×