Espaço geográfico urbano o que é urbanização
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Espaço geográfico urbano o que é urbanização

on

  • 9,947 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,947
Views on SlideShare
8,967
Embed Views
980

Actions

Likes
3
Downloads
178
Comments
1

11 Embeds 980

http://geografiadaprofessorasimone.blogspot.com.br 751
http://www.geografiadaprofessorasimone.blogspot.com.br 200
http://184.107.106.206 10
https://cesbonline.com.br 8
https://www.xn--cursosonlinedaeducao-7yb1g.com.br 4
http://geografiadaprofessorasimone.blogspot.com 2
http://geografiadaprofessorasimone.blogspot.pt 1
http://www.blogger.com 1
http://2.bp.blogspot.com 1
http://geografiadaprofessorasimone.blogspot.in 1
https://cursosrapidosonline.com.br 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Espaço geográfico urbano o que é urbanização Espaço geográfico urbano o que é urbanização Presentation Transcript

  • Espaço geográfico urbano/ O que é urbanização
  • Cidade• É o espaço onde se concentram moradias, pessoas,formas de construção etc. ;• Ela é lugar por excelência do comércio, prestação de serviços e indústria;• É o espaço que mais se nota a transformação humana.
  • Qual a diferença entre cidade e município?
  • • Município: de grosso modo, união da zona rural e urbana;• Cidade: perímetro urbano;
  • Urbanização• Conceito: processo no qual se dá quando a população urbana supera a rural;• Causas: Crescimento e êxodo rural;• Qual é mais preponderante?• Urbanização é diferente de crescimento urbano!
  • Origem das cidades • Em seu início, as cidades tinham função administrativa, política e religiosa. A partir da revolução agrícola, e o conseqüente surgimento do excedente, as cidades passam a ter função eminentemente comercial. • Conforme se nota, ao lado, o fator natural era importante.
  • Evolução e involução das cidades• Até a queda do império romano ocidental, as cidades conheceram uma evolução constante, devido sobretudo ao crescimento comercial;• Com as invasões bárbaras, o comércio mingua em função da falta de segurança e acontece uma constante fuga de todas as partes da população para os campos;
  • Continuação• Com o feudalismo, acontece a autosuficiência e o esvaziamento das funções das cidades;• Tal coisa só terá alteração com o ressurgimento comercial, a partir do século XI (motivado pela retomada do comércio marítimo);• As cidades crescem a partir dos burgos;
  • Cidade na revolução industrial• Início do processo de urbanização nos moldes atuais. O êxodo rural ocasionado pelos cercamentos, a alteração do espaço rural que vê o que antes era plantação se transformar em pasto e a conseqüente expulsão da população contribuem para a efetivação do fenômeno (de urbanização);• Tem início o crescimento desordenado das cidades inglesas e européias.
  • A cidade atual• A urbanização (o fenômeno) não é algo homogêneo que acontece da mesma forma nos mesmos lugares;• A qualidade e organização variam;• Criação dos espaços contraditórios principalmente no mundo subdesenvolvido.
  • A cidade é dinâmica• O velho dá lugar ao novo;• Os espaços são constantemente alterados visando a viabilização da vida cotidiana.
  • A forma do espaço revela a estratificação social
  • Função urbana• Toda cidade tem uma função (ou várias) que lhe dá (ou dão) vida e impulsão para o crescimento.• Mudanças do passado para hoje;• A perda de uma função pode ocasionar um esvaziamento do espaço;• Exemplos de funções: religiosa, administrativa, política, industrial, econômica, comercial, turística, etc.
  • Função Religiosa Nova Trento – SC – Madre PaulinaAparecida do Norte - SP
  • Função Industrial- São Paulo
  • Função Turística ForianópolisBalneário Camboriu Fortaleza Rio de Janeiro
  • Função política
  • Cidades, sociedade de massa e a globalização dos costumes
  • Metropolização• Atualmente, metropolização diz respeito ao processo em que cidades se tornam grandes centros econômicos e políticos. Ademais, são lugares que exercem atração de pessoas, eventos, dentre outros;• Elas se mantêm no topo de uma relação hierárquica (série contínua de graus ou escalões);• Redes urbanas são interações de cidades de variados escalões tendo uma metrópole como seu centro de influência;• Regiões metropolitanas: a união da metrópole com os municípios vizinhos (em geral, conurbados).
  • Hierarquia urbana• A hierarquia urbana nada mais é do que a escala de subordinação entre as cidades, geralmente da seguinte forma: as pequenas cidades que existem aos milhares, que se subordinam as cidades médias, que existem em número menor que as pequenas cidades, estas, as cidades médias, que se subordinam às cidades grandes cidades ou metrópoles, que são muito poucas.
  • 5 divisões (níveis)- Hierarquia urbana - Exemplos• 1- Metrópoles;• 2- Capitais regionais;• 3- Centros sub-regionais;• 4- Centros de zona;• 5- Centros locais.
  • Conurbação• O termo é utilizado especificamente para as aglomerações urbanas onde duas ou mais cidades convivem lado a lado, graças ao crescimento horizontal;• Problema: a infraestrutura deixa de ser um problema de uma cidade pra ser de várias: problema global que demanda soluções globais (requer maiores investimentos planejamento público);• Exemplo: região metropolitana de São Paulo.
  • Conurbação- Nova Iorque- Nova Jérsei
  • Megalópole• Definição: conurbação envolvendo regiões metropolitanas;• Exemplo: SanSan (San Francisco e San Diego) com mais de 25 milhões de habitantes e BOSNYWASH;
  • Megacidade• Cidades com mais de 10 milhões de habitantes;• Existem 20 cidades no mundo que se enquadram nessa categoria, a maior parte no mundo subdesenvolvido;• Principal ator dessas modificações: transnacionais que migraram para mundo subdesenvolvido.
  • Cidade global• Cidade global (também chamado de cidade mundial) é uma cidade considerada um ponto importante no sistema econômico global;• Classificada a partir da observação do fluxo de pessoas, de dinheiro, de bens e serviços;
  • Hierarquia das cidades globais• Alfa (cidades globais com serviço completo): (12 e 10 pontos). Exemplo: Tóquio e NY;• Beta (maiores cidades globais): (9, 8 e 7 pontos). Exemplo: São Francisco e Moscou;• Gama (menores cidades globais, tais como Buenos Aires).
  • Problemas Ambientais Urbanos
  • Inchaço urbano• Conseqüência mais direta do crescimento acelerado e desordenado da maior parte das cidades do mundo;• Os problemas socioambientais são mais flagrantes quando uma cidade cresce a partir de uma infraestrutura precária ou deficiente (caso de São Paulo).
  • Imagens
  • Imagens
  • Imagens
  • Imagens
  • Poluição do ar urbanoA qualidade do ar e o clima de grandes áreas urbanas é alterado em função principalmente:• da emissão de gases poluentes por carros e indústrias (alteração química);• Aumento das áreas construídas e pavimentadas em detrimento das áreas verdes.
  • Poluição do ar urbano• As partículas sólidas e gases lançados ao meio ambiente agridem a saúde humana e elementos naturais como rios, lagos, solo e florestas;• Os gases que mais contribuem para a poluição urbana são: SO2 (dióxido de enxofre), NO2 (dióxido de nitrogênio), CO (monóxido de carbono) e CO2 (dióxido de carbono).
  • Constatações• A maior parte das cidades ficam no mundo subdesenvolvido;• Tal fato remete-se às transnacionais que migraram para países subdesenvolvidos com Leis Ambientais frágeis fugindo de novas leis promulgadas em seus países de origem;• Destaque China: maior queima de combustíveis fósseis.
  • Maneiras de se atuar tal processo• Rodízio de veículos;• Instalação de filtros em chaminés e escapamentos
  • Inversão térmica - síntese• Fenômeno natural ou melhor, uma inversão de um processo natural;• Ocorrência: frio;• Existência de montanhas facilita ocorrência;• Agrava doenças e problemas respiratórios, pois a poluição fica estacionada na atmosfera;
  • Imagens inversão térmica
  • Notícia 09/08/2006 | 00:02 | Breno Baldrati/Gazeta do PovoInversão térmica pela falta de chuva escurece CuritibaA falta de chuvas e ventos causou inversão térmica em Curitiba nesta terça-feira. Até aproximadamente às 10 horas, um nevoeiro pôde ser observado no céu.O fenômeno ocorre quando a atmosfera fica muito estável e não permite que os gases circulem. A camada de ar quente que pairava sobre a capital ficou presa abaixo de uma camada de ar frio, e a ausência de agentes dispersantes, como chuvas e ventos, concentrou os poluentes e formou o nevoeiro.Na inversão térmica, a temperatura fica mais quente com o aumento da altitude, e não mais frio, como é o normal. Quanto mais próximo da superfície está o nevoeiro, mais forte é a inversão.
  • Chuvas ácidas – causas e curiosidades• As causas remetem À queima de carvão (mineral e vegetal) que gera ácido sulfúrico, ao ácido nítrico produzido na indústria e às emissões de escapamentos veiculares e chaminés de indústrias;• Às vezes, une-se ao “fog” (nevoeiros) e a inversões térmicas maximizando os problemas ambientais. Em Londres, em 1952, 4 mil pessoas morreram por tal fenômeno.
  • Causas e conseqüências
  • pH – chuva ácidaAbaixo de pH4 uma chuva é considerada ácida. Os recordes foram na Inglaterra e EUA com pH1.
  • Conseqüências – chuvas ácidas• Corroem estátuas,desequilibram a química de lagos e rios, destroem florestas, afugentam animais, afetam solos, dentre outros
  • Ilhas de calorSão uma conseqüência da ausência de áreas verdes, estabelecimento contínuo de edificações, asfaltamento, verticalização e pavimentação, além da queima de combustíveis fósseis. Apresentam-se principalmente nas áreas centrais de grandes cidades.• “esse processo aumenta a radiação térmica dos locais atingidos pelos raios solares e amplia temperatura do ar”.
  • Albedo (diferentes graus de reflexão)