• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
 

Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola

on

  • 7,714 views

Apresentação descritiva baseada nos documentos oficiais da república de Angola , sobre os desafios da educação de jovens e adultos em Angola.

Apresentação descritiva baseada nos documentos oficiais da república de Angola , sobre os desafios da educação de jovens e adultos em Angola.
Por Nelson Paulo

Statistics

Views

Total Views
7,714
Views on SlideShare
7,713
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
50
Comments
0

1 Embed 1

https://fme-angola.pbworks.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola Document Transcript

    • ADSA Associação Para Defesa da Saúde Angolana Projecto: Casa do Estudante Financiador: OSISA-Angola Os Desafios da Educação de Jovens e Adultos em Angola I.Caracterização do Sistema Educativo Antigo 1977-1978 Novo 2001-2003 Ensino Geral de Base de 8 Classes, Educação pré –escolar estruturado em 3 níveis, o primeiro • ( creche3 anos, jardim escolar ( 1-2 anos) dos quais de 4 classes (obrigatório) e • Iniciação(1 ano) cada um dos dois com duas classes, Ensino Primário que se deveriam tornar igualmente, à Educação regular (6 anos) medida que as condições o Educação de adultos( Alfabetização e pós permitissem, obrigatórios; –Alfabetização) Ensino Pré-Universitário, inicialmente Ensino Secundário concebido como o “módulo de Primeiro ciclo( Ed. Regular e de adultos 3 anos) transição” entre a fase terminal do Segundo Ciclo( Ed. Regular e de Adultos Ensino Secundário do sistema colonial 3 anos) e a do novo sistema , para acesso ao ensino superior . Estruturado em 4 semestres lectivos evoluiu em 1986, para 6 semestres lectivos Ensino Superior Ensino médio , com duração de 4 anos Graduação Bacharelato(3 anos) e dois ramos fundamentais : o técnico Licenciatura(4 -6anos) e o normal , destinado a formação de Pós –Graduação técnicos intermédios e destinado a Académica ( mestrado2-3 anos e formação para de professores para o doutoramento 4-5 anos) ensino de base respectivamente Profissional ( Especialização , duração variada) Ensino Superior , estruturado em faculdades , com duração de 5/6 anos II. O que é Educação de Jovens e Adultos vs Alfabetização em Angola? Nos termos da lei de base do sistema de educação (lei n.:13/01 de 31 de Dezembro) II.1.Definição: ADSA/ Sim à Educação. Escritório Mártires do Kifangondo Rua 13 Casa. 107. Telm.: 912612152/ 923335998/ 222009882. E-mail:ongadsa@yahoo.com.br . Pág.Web: http://ong-adsa.blogspot.com
    • ADSA Associação Para Defesa da Saúde Angolana Projecto: Casa do Estudante Financiador: OSISA-Angola a). O subsistema de educação de adultos constitui um conjunto integrado e diversificado de processos educativos baseados nos princípios, métodos e tarefas da andragogia e realiza-se na modalidade de ensino directo e /ou indirecto. b). O subsistema de educação de adultos visa a recuperação do atraso escolar mediante processos e métodos educativos intensivos e não intensivos, estrutura-se em classes e realiza-se em escolas oficiais, particulares, de parceria, nas escolas polivalentes, em unidades militares, em centros de trabalho e em cooperativas ou associações agro-silvo-pastoris, destinando-se à integração sócio- educativa e económica do indivíduo a partir dos 15 anos de idade. II.2Objectivos Específicos da Educação de Jovens e Adultos São objectivos específicos do subsistema de educação de adultos: a) aumentar o nível de conhecimentos gerais mediante a eliminação do analfabetismo juvenil e adulto, literal e funcional; b) permitir a cada indivíduo aumentar os seus conhecimentos e desenvolver as suas potencialidades, na dupla perspectiva de desenvolvimento integral do homem e da sua participação activa no desenvolvimento social, económico e cultural, desenvolvendo a capacidade para o trabalho através de uma preparação adequada às exigências da vida activa; c) assegurar o acesso da população adulta à educação, possibilitando-lhes a aquisição de competências técnico-profissionais para o crescimento económico e o progresso social do meio que a rodeia, reduzindo as disparidades existentes em matéria de educação entre a população rural e a urbana numa perspectiva do género; d) contribuir para a preservação e desenvolvimento da cultura nacional, a protecção ambiental, a consolidação da paz, a reconciliação nacional, a educação cívica, cultivar o espírito de tolerância e respeito pelas liberdades fundamentais; e) transformar a educação de adultos num pólo de atracção e de desenvolvimento comunitário e rural integrados, como factor de ADSA/ Sim à Educação. Escritório Mártires do Kifangondo Rua 13 Casa. 107. Telm.: 912612152/ 923335998/ 222009882. E-mail:ongadsa@yahoo.com.br . Pág.Web: http://ong-adsa.blogspot.com
    • ADSA Associação Para Defesa da Saúde Angolana Projecto: Casa do Estudante Financiador: OSISA-Angola actividade sócio–económica e para a criatividade do indivíduo. II.3.Como está estruturado o subsistema de educação de adultos O subsistema da educação de adultos estrutura-se em: a) ensino primário que compreende a alfabetização e a pós alfabetização; b) ensino secundário que compreende os 1º e 2º ciclos. Os 1º e 2º ciclos do ensino secundário organizam-se nos moldes previstos nos números 1 e 2, respectivamente, do artigo 20º lei 13/01 O subsistema de educação de adultos tem uma organização programática, de conteúdos e de metodologias de educação e de avaliação, bem como duração adequada às características, necessidades e aspirações dos adultos Nos termos do artigo 34º da lei 13/01 o subsistema de educação de adultos obedece a critérios a serem estabelecidos por regulamentação própria. A pergunta que colocamos é : Terá o governo ou a assembleia nacional elaborado alguma regulamentação para responder a este propósito? II.4.Quantos Estudantes enquadra o subsistema de educação de adultos • 1.341.571 (Agosto 2001) distribuídos do seguinte modo: • Alfabetização-757 000 a nivel nacional • Pós – alfabetização—357 987; • Autodidatismo (regime experimental)—543; • Ensino de Adultos ( II e III níveis ) – 224.765 • Escolas Polivalentes(Benguela,Namibe e Luanda)—1 276 III. Pontos Fortes e Fracos Da Educação de Jovens e Adultos em Angola III.1. Pontos Fortes • O facto de ser um subsistema, assim como o é o ensino geral , superior ,etc; ADSA/ Sim à Educação. Escritório Mártires do Kifangondo Rua 13 Casa. 107. Telm.: 912612152/ 923335998/ 222009882. E-mail:ongadsa@yahoo.com.br . Pág.Web: http://ong-adsa.blogspot.com
    • ADSA Associação Para Defesa da Saúde Angolana Projecto: Casa do Estudante Financiador: OSISA-Angola • Concepção de alguns documentos reitores da politica de educação de jovens e adultos ( muito embora precisamos enquanto sociedade civil reivindicar o direito de monitorar o seu cumprimentos e propor ajustamentos de concepção ) : • Lei de base do sistema de educação, • Plano Nacional de Educação para todos até 2015 , • Estratégia integrada para melhoria do sistema de educação , • Estratégia de alfabetização e recuperação do atraso escolar , • O programa Sim Eu Posso; • A evolução ( muito embora ianda muito baixa) das dotações orçamentarias para educação de adultos entre os anos de 2004 à 2007( 00,1%, 00,3%, 0,28%, 1,15%) respectivamente • O Programa Angola Alfabetizada, Angola Desenvolvida – Todos pela Alfabetização, Alfabetização para Todos III.2.Pontos Fracos do Subsistema de Educação de Adultos Nos termos da estratégia integrada para melhoria do sistema de educação 2001-2002. III.2.1.Do ponto de vista Geral: • Limitado acesso as oportunidades educativas; ´ • Baixa qualidade; e • Elevados custos da expansão do acesso e da melhoria da qualidade III.2.2.Do Ponto de Vista Especifico: • A Alfabetização e pós-alfabetização é fundamentalmente realizado nas igrejas , ONGs e empresas; • O ensino de adultos ( II e III níveis) é maioritariamente realizado nos períodos vespertino e nocturno em estabelecimentos públicos do ensino regular ; • Em termos de docência a educação de adultos sobrevive de colaboração docente , com habilitações literárias médias a oitava classe no meio urbano, a sexta classe nas áreas peri-urbanas e quarta classe no meio rural ; • Não dispõe de manuais escolares específicos à excepção da alfabetização em língua portuguesa ; • Estudos e pesquisas em curso e disponíveis revelam um subsistema com um fraco rendimento e um elevado nivel de desperdício escolar , caracterizado por um grande numero de abandono (20%) , reprovação(25%) e repetência(15%) • Estratégia de Intervenção ; III.2.2.1.Do Ponto de vista especifico: De 22 de Novembro de 1976 até 31 de Dezembro de 2000, dos , 2827279 cidadãos alfabetizados ( 48% mulheres ) estima-se que cerca de 45 % terá regressado ao analfabetismo devido à: • guerra ; • Recessão económica e financeira ; • Metodologias de ensino desajustados à psicologia de aprendizagem do adulto( muito formais e académicas) ; ADSA/ Sim à Educação. Escritório Mártires do Kifangondo Rua 13 Casa. 107. Telm.: 912612152/ 923335998/ 222009882. E-mail:ongadsa@yahoo.com.br . Pág.Web: http://ong-adsa.blogspot.com
    • ADSA Associação Para Defesa da Saúde Angolana Projecto: Casa do Estudante Financiador: OSISA-Angola • Fraca pertinência social dos conteúdos educativos ; • Débil expansão e generalização da alfabetização em línguas nacionais particularmente no meio rural ; • Ausência de pós-alfabetização em línguas nacionais; IV O Cenário Internacional da Educação de Jovens e Adultos vs a Realidade Angolana Penso que o cenário internacional que desemboca na CONFITEA, das lutas sociais pela educação de jovens e adultos claramente mostra que se impõe para Angola melhorar o seu compromisso com a educação de jovens e adultos, será apenas uma questão para os governantes actuais querem ou não assumirem o papel de aumentar as dotações orçamentais e instituir em Angola uma secretaria de educação de jovens e adultos; Não se colocando em questão se essa assunção se dará ou não em Angola. Por isso é com essa recomendação que termino a minha comunicação: Queiram aceitar digníssimos parlamentares e governantes Angolanos assumirem a responsabilidade que a historia vos reserva em relação ao aumento da dotação orçamental e institucionalização de uma secretaria para educação de jovens e adultos em Angola; igualmente actores da sociedade civil angolana queiramos unir-nos pela luta social em prol de um compromisso progressivo e mais célere com a educação de jovens e adultos em Angola Bibliografia Consultada: Conselho de Ministros. Estratégia Integrada Para a Melhoria do Sistema de Educação- 2001-2002. Assembleia Nacional. Lei de Base do Sistema de Educação, 13/01 Ministério da Educação .Estratégia De Aceleração e Recuperação do Atraso Escolar, 2006-2015 ----------Obras brevemente disponíveis em : http://ong-adsa.blogspot.com/ Muito Obrigado! Vamos Dialogar Nelson Paulo ONG: ADSA/ Sim à Educação • Tel.:222009882/ 912612152/ 923335998 • E-mail:ongadsa@yahoo.com.br • Página Web.:http://ong-adsa.blogspot.com/ ADSA/ Sim à Educação. Escritório Mártires do Kifangondo Rua 13 Casa. 107. Telm.: 912612152/ 923335998/ 222009882. E-mail:ongadsa@yahoo.com.br . Pág.Web: http://ong-adsa.blogspot.com