Your SlideShare is downloading. ×
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Ad1 de ead
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ad1 de ead

127

Published on

Trabalho desenvolvido como AD1 da disciplina Educação à Distância do curso de Licenciatura em pedagogia feito através do Consórcio Cederj/UERJ

Trabalho desenvolvido como AD1 da disciplina Educação à Distância do curso de Licenciatura em pedagogia feito através do Consórcio Cederj/UERJ

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
127
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Raquel de Oliveira Silva
    Matrícula: 10212080135/ Nova Friburgo;
    Waldelice da Silva  
    Matricula :20091208273  /Maracanã
    Denise de Abreu Ferreira
    Matrícula:20081208846 /Maracanã
    NatháliaLopes Anjos
    Matrícula: 2009220814-2/ Nova Iguaçu
    AD1 DE EAD
    Aluno: Washington de Oliveira e Silva
    Matrícula: 20082208074
    Polo: Petrópolis
  • 2. Prática educativa de qualidade e utilização de novas tecnologias
  • 3. Nessa perspectiva, o educador deve:
    Assumir papel fundamental como mediador das aprendizagens , sobretudo como modelo que é para os mais novos, adotando determinados comportamentos e atitudes em face das tecnologias;
    Deve assumir-se com conhecimento e critério, analisando cuidadosamente os materiais que coloca a disposição das alunos;
    Conhecer o potencial das tecnologias e seu histórico de utilização em diferentes contextos para avaliar sua eficácia.
  • 4. A ESCOLA DEVE SE ADAPTAR A ESTA NOVA REALIDADEA partilha e a troca de experiências, idéias e questões sobre o mundo fazem avançar o desenvolvimento psicológico e social de quem aprende, enfatizando o potencial da comunicação como motor do conhecimento e do envolvimento em percursos de pesquisa.
  • 5. A responsabilidade dos professores é enorme , pois o seu modo de utilizar a tecnologia pode fazer toda a diferença
  • 6. O professor que tem clareza acerca de seus objetivos certamente saberá escolher as atividades que promoverão mais aprendizagem entre os alunos que têm acesso a esses recursos.
  • 7. Professores e alunos devem aprender juntos, rompendo a idéia convencional de que o professor deve ter todo o conhecimento para, somente em seguida, transmiti-lo ao aluno.
    O educador deve se preparar para oferecer ao aluno acesso à informação como possibilidade de construção de conhecimento, através do qual este vai configurá-la à sua própria maneira;
  • 8. O educador na EAD deve levar o aluno a ser reflexivo e questionador, consciente de que assim como a tecnologia muda constantemente, os pontos a serem discutidos também mudam, ou se não mudam completamente, certamente evoluem.
  • 9. Computadores e internet na escola, por si sós, não garantem a inclusão dos alunos e professores nesta cibercultura. Para que a interação aconteça, deve haver uma mudança de posicionamento do professor, que passará de transmissor para co-produtor das atividades que induzam ao conhecimento, pois agora neste ambiente todos podem participar, organizar e modificar a estrutura da mensagem.
  • 10. Dessa forma, contribuir para o desenvolvimento deste novo saber que inclui a síntese das múltiplas linguagens deve ser, também, um compromisso da escola, compreendendo, acompanhando e justificando os processos cognitivos das pessoas e a nova formação cultural que se faz com, e em torno, desta questão que é a alfabetização digital, recurso mais utilizado na EAD.
  • 11. Estamos passando por uma transição, onde o indivíduo que era apenas leitor e receptor de conhecimentos passa a ser on-line, onde ele interage e participa na elaboração do conteúdo e na criação do conhecimento
  • 12. O Professor de EAD e sua prática pedagógica
    “O professor se transforma
    agora no estimulador da
    curiosidade do aluno
    por querer conhecer,
    por pesquisar,
    por buscar a informação mais relevante”.(Moran, 1995).
  • 13. Esse acesso ás novas tecnologias usadas na EAD, libertam o homem das limitações de espaço, permitindo que os milhares de culturas dispersos pelo planeta possam se contaminar mutuamente e se tornarem visíveis umas às outras.
  • 14. A função do professor está mudando e ele será um formulador de problemas, um provocador de interrogações e um coordenador de equipes de trabalho que sistematizará as experiências e será memória uma viva de uma educação que  valoriza e torna possível o diálogo e a colaboração de todos.
  • 15. Uma formação de qualidade é articulada com instrução, desenvolvimento de conhecimento e formação para a cidadania. A prática docente para a responsabilidade social envolve busca de formas pedagógicas para o ensinar e aprender, e a competência para usar a tecnologia da informática e suas diferentes linguagens para aplicação pedagógica, educadores engajados com a transformação social devem estar preparados para formar cidadãos críticos e ativos frente aos novos instrumentos educativos.
  • 16. A formação de professores em novas tecnologias permite que cada professor perceba, desde sua própria realidade, interesses e expectativas, como as tecnologias podem ser útil a ele. O uso efetivo da tecnologia por parte dos alunos, passa primeiro por uma assimilação da tecnologia pelos professores.
  • 17. O fato de só colocar computadores em uma escola raras vezes traz impacto significativo. Para atingir efeitos positivos, é fundamental considerar uma capacitação intensiva inicial e um apoio contínuo, começando com os professores, que por sua vez, poderão capacitar a seus alunos. É necessário planejar a integração da tecnologia na cultura da escola, fenômeno de avaliação gradual, que requer apoio externo.
  • 18. Se espera do professor no século XXI que ele seja aquele que ajude a tecer a trama do desenvolvimento individual e coletivo e que saiba manejar os instrumentos que a cultura irá indicar como representativos dos modos de viver e de pensar civilizados, específicos dos novostempos.
  • 19. Observar e mediar a interação dos alunos, analisando a participação
    de cada um, buscando identificar
    e corrigir equívocos,
    organizando assim as
    condições para a aprendizagem.
  • 20. O educador deve se conscientizar de que o aprendiz é sujeito ativo no processo de construção de seu conhecimento, e assim considerar a palavra de cada aluno como participação importante na produção do saber implementando ações significativas promovendo seu desenvolvimento para a produção, co-produção e transferência de conhecimento por parte de seus alunos.
  • 21. Sendo assim para que tenhamos uma prática educativa de qualidade na EAD, usando as novas tecnologias como suporte para informação e conhecimento, faz-se necessário que o educador busque propiciar ao aluno maior autonomia na busca deste conhecimento, no momento em que precisam e na medida em que cada um considerar necessário, criando espaços de conversação,
    CONCLUSÃO:
  • 22. promovendo encontros presenciais e virtuais, nos quais os participantes da rede possam ter a oportunidade de estabelecer contatos, conversar, trocar idéias e intercambiar experiências, se reconhecendo no outro, comparar diferenças e criar vínculos afetivos.
  • 23. Referências Bibliográficas
    CASTRO.Andrea de Farias, ALFABETIZAÇÃO DIGITAL: Uma necessidade social no contexto escolar. Rio de Janeiro,2003
    Apostilas: Reinventar a sala de aula na cibercultura, Marco Silva.
    Exigências para formação do professor na cibercultura, Marco Silva
    www.cedu.ufal.br/projetos/internet/brasiliadef.htm

×