Slide relação entre os textos lidos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Slide relação entre os textos lidos

on

  • 342 views

 

Statistics

Views

Total Views
342
Views on SlideShare
342
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Slide relação entre os textos lidos Slide relação entre os textos lidos Presentation Transcript

  • Universidade Federal de Minas GeraisPrograma de Pós-Graduação em Estudos LingústicosÁrea de Concentração: Linguística AplicadaDisciplina: Seminário de tópico variável em linguística aplicada: multiletramentos- leitura e escrita em LE e aplicações pedagógicasProfessora: Reinildes DiasAluna: Silvana L. T. de Avelar
  • Slide- Relação entre as ideias apresentadas nos textosMarcuschi, L. A. Gêneros textuais: BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In. KRESS, G. & VAN LEEUWEN, T. Readingdefinição e funcionalidade. In: Estética da criação verbal. 4ed. São Paulo: images- the grammar of visual design. 2DIONÍSIO et al. Gêneros textuais e Martins Fontes [1979], 2006. Adendo: p. ed. London- New York: Routledge, 2006.ensino. 2ed. 2002. p. 19-36. 261-269 / 282-306. p. 1-15 . O emprego da língua efetua-se em forma de enunciadosOs gêneros textuais são fenômenos (…) Like linguistic structures, visual structures point (orais e escritos) concretos e únicos, proferidos peloshistóricos, profundamente vinculados à to particular interpretations of experience and integrantes desse ou daquele campo da atividadevida cultural e social; são entidades forms of social interaction. To some degree these humana. Esses enunciados refletem as condiçõessócio-discursivas e formas de ação can also be expressed linguistically. Meanings específicas e as finalidades de cada referido campo nãosocial incontornáveis em qualquer belong to culture, rather than to specific semiotic só por seu conteúdo (temático) e pelo estilo dasituação comunicativa; (...) são modes. (...) But even when we can express what linguagem, ou seja, pela seleção de recursos lexicais,artefatos culturais construídos seem to be the same meanings in either image- fraseológicos e gramaticais da língua, mas, acima dehistoricamente pelo ser humano, (...) form or writing or speech, they will be realized tudo, por sua construção composicional. Todos essesreflexo de estruturas sociais differently. For instance, what is expressed in três elementos- o conteúdo temático, o estilo, arecorrentes e típicas de cada cultura. language through the choice between different construção composicional- estão indissoluvelmente word classes and clause structures may, in visual ligados no todo do enunciado e são igualmente communication, be expressed through the choice determinados pela especificidade de um determinado between different usages of colour or differentOs gêneros textuais apresentam alto campo da comunicação. Evidentemente, cada compositional structures. And this will affectpoder preditivo e interpretativo das enunciado particular é individual, mas cada campo de meaning. Expressing something visually or verballyações humanas, mas não são utilização da língua elabora seus tipos relativamente makes a difference.instrumentos estanques e enrijecedores estáveis de enunciados, os quais denominamos gênerosda ação criativa. Caracterizam-se como textuais.eventos textuais altamente maleáveis,dinâmicos e plásticos. (...) we see representation as a process in which Todo enunciado- oral e escrito, primário e secundário e the makers of signs, whether child or adult, seek também em qualquer campo da comunicação discursiva – é to make a representation of some object orOs gêneros textuais caracterizam-se individual e por isso pode refletir a individualidade do entity, whether physical or semiotic, and in whichmuito mais por suas funções falante (ou de quem escreve), isto é, pode ter estilo their interest in the object, at the point ofcomunicativas, cognitivas e individual. Entretanto, nem todos os gêneros são igualmente making the representation, is a complex one,institucionais do que por suas propícios a tal reflexo da individualidade do falante na arising out of the cultural, social andpeculiaridades linguísticas e estruturais. linguagem do enunciado, ou seja, ao estilo individual. psychological history of the sign-maker, and(...) São determinados, em muitos focused by the specific context in which the sign-casos, pela forma, e em outros tantos, Os enunciados e seus tipos, isto é, os gêneros discursivos, maker produces the sign. That ‘interest’ is thepelas funções. Contudo, haverá casos são correias de transmissão entre a história da sociedade e source of the selection of what is seen as theem que serão determinados pelo próprio a história da linguagem. Nenhum fenômeno novo (fonético, criterial aspect of the object, and this criterialsuporte ou ambiente em que os textos léxico, gramatical) pode integrar o sistema da língua sem aspect is then regarded as adequatelyaparecem. ter percorrido um complexo e longo caminho de representative of the object in a given context. Os gêneros textuais afirmam o caráterde gêneros e estilos. experimentação e elaboração In other words, it is never the ‘whole’ object’ but de indeterminação e ao mesmo tempo only ever its criterial aspects which are de atividade constitutiva da língua... represented. (...) The sign is thus the result of a (...) toda compreensão plena, real língua não é vista como um (...) a é ativamente double metaphoric process in which analogy is responsiva e não é senão uma fase inicial da realidade, nem como um espelho preparatória da the constitutive principal. (...) Which metaphors resposta (seja qual for a forma em que ela de dê. O instrumento se representação de (and, ‘behind’ the metaphors, which próprio falante está determinado precisamente a essatida como uma fatos... (...) a língua é classifications) carry the day and pass into the compreensão ativamente responsiva: ele não espera uma forma de ação social e histórica que, ao semiotic system as conventional, and then as compreensão passiva, por assim dizer, que apenas duble a realidade, dizer, também constitui naturalized, and then as ‘natural’, neutral o seu pensamento em voz alheia,sem contudo cair num subjetivismo ou mas uma resposta, uma classifications, is governed by social relations of concordância, uma participação, uma objeção, uma (os idealismo ingênuo gêneros power. (...) we see signs as motivated- not as execução, etc. independem de decisões individuais e arbitrary- conjunctions of signifiers (forms) and não são facilmente manipuláveis).