Linha Do Tempo

42,038 views
41,564 views

Published on

Trabalho desenvolvido durante o primeiro semestre do curso de Letras para a disciplina de Fundamentos Históricos-Filosóficos da Educação.

Published in: Education
1 Comment
15 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
42,038
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
986
Actions
Shares
0
Downloads
645
Comments
1
Likes
15
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Linha Do Tempo

  1. 1. Linha do Tempo Homérico 1150/700 a.C. Arcaico 800/500 a.C. Pré Homérico 1900/1100 a.C. Helenístico 338/146 a.C Clássico 500/338 a.C. Medieval 476/1453 d.C Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval
  2. 2. Educação Heróica Educação Espartana Educação Ateniense Educação Helenística TRADIÇÃO GREGA
  3. 3. Tradição Grega Educação Heróica Educação Ateniense Educação Helenística Educação Espartana Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Voltada para as pessoas mais ricas: os patrícios. Seu objetivo principal: divulgar os valores da nobreza de sangue. A família como instituição mais respeitada, com a centralização dos poderes no pai. Em 509 a.C os patrícios junto com os plebeus conseguem implantar a república, onde seu processo educativo passa a se preocupar com a formação jurídico-moral e física, para a vida cotidiana, tendo como base o amor à pátria e a conscientização histórica. De acordo com a educação heróico- patrícia a criança ficava aos cuidados da mãe até os sete anos. As meninas mesmo após esta idade continuavam no lar. Os meninos acompanhavam os seus pais. Os jovens, em sua maioria aprendiam por imitação.
  4. 4. Educação Heróica Educação Espartana Educação Ateniense Educação Helenística Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval A educação de Esparta visava à formação de bons soldados e cidadãos leais, privilegiando atributos físicos e militares sobre o desenvolvimento do espírito e do intelecto. A partir dos sete anos, as crianças do sexo masculino eram entregues ao estado para completar sua educação, que pode ser assim sintetizada: bem obedecer, resistir às fadigas e vencer em combate. As mulheres recebiam, desde a infância, um rigoroso treinamento físico e psicológico no intuito de se prepararem para serem mães e esposas dos guerreiros.
  5. 5. Educação Heróica Educação Espartana Educação Ateniense Educação Helenística Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Em Atenas, o individuo recebe mais importância; o Estado determinava os padrões, mas a família fornecia a educação. Estabeleceram-se Escolas de dois tipos: uma de música e literatura, outra de ginástica. Depois que a Grécia Jônica entrou em contato intimo com outros povos, os velhos ideais e práticas educacionais conservadoras se substituíram por aqueles que davam maior importância ao individuo. Os sofistas foram os instrumentos na introdução nas novas práticas educativas. Complexidade e melhoria da educação: o ensino ministrado tanto em grego quanto em latim. Ensino dividido em três graus: 1-Elementar ou ludi: a escola do literato onde se aprendia a ler, escrever e calcular. 2- Médio ou Grammaticus: onde se ensinava à língua latina e a grega, se estudava os autores das duas literaturas, através das quais se aprendia a cultura helênica em geral. 3-Superior: membros da elite econômica, ensino voltado para o erudito.
  6. 6. Educação Heróica Educação Espartana Educação Ateniense Educação Helenística Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Período Helenístico (338/146 a.C): Com o domínio de Alexandre Magno a cultura grega se universalizou, tornando-se multicultural, com grande influência dos orientais. Nessa época a Paidéia tornou-se enciclopédia e a educação passou a valorizar aspectos intelectuais ao invés de estéticos.Leitura, cálculo e escrita se desenvolveram bastante, mas o método era de memorização .
  7. 7. Principais Educadores Gregos Sócrates Platão Aristóteles
  8. 8. Tradição Grega Principais Ed. Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Sócrates Platão Aristótele s (470 a.C. –a. C.) foi um filósofo ateniense e um dos mais importantes ícones da tradição filosofia ocidental. Acredita-se que tenha sido o fundador da atual filosofia Ocidental. A fonte mais importante de informação sobre Sócrates é Platão. Os diálogos de Platão retratam Sócrates como professor que se recusa a ter discípulos, como um homem de razão que obedece a voz divina em sua cabeça, e um homem piedoso que foi executado por causa da conveniência de seu próprio Estado. Sócrates não acreditava nos prazeres dos sentidos, todavia se interessava pela beleza. Dedicava-se à educação dos cidadãos de Atenas, mas era indiferente em relação a seus próprios filhos. .
  9. 9. Tradição Grega Principais Ed. Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Sócrates Platão Aristóteles Platão de Atenas (428/27 a.C. — 347 a.C.) foi um filosofo grego. Discípulo de Sócrates, fundador da Academia e mestre de Aristóteles. Acredita-se que seu nome verdadeiro tenha sido Aristóteles; Platão era um apelido que, provavelmente, fazia referência à sua característica física, tal como o porte atlético ou os ombros largos, ou ainda a sua ampla capacidade intelectual de tratar de diferentes temas. Πλάτος ( plátos ), em grego significa amplitude, dimensão, largura. Sua filosofia é de grande importância e influência. Platão ocupou-se com vários temas, entre eles ética, política, metafísica e teoria do conhecimento .
  10. 10. Tradição Grega Principais Ed. Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Sócrates Platão Aristóteles Suas reflexões filosóficas — por um lado originais e por outro reformuladoras da tradição grega — acabaram por configurar um modo de pensar que se estenderia por séculos. Prestou inigualáveis contribuições para o pensamento humano, destacando-se: ética, política, física,metafísica, lógica, psicologia poesia., retórica, zoologia, biologia, historia natural e outras áreas de conhecimento humano. É considerado por muitos o filósofo que mais influenciou o pensamento ocidental. Por ter estudado uma variada gama de assuntos, e por ter sido também um discípulo que em muito sentidos ultrapassou seu mestre, Platão, é conhecido também como o Filósofo .
  11. 11. TRADIÇÃO ROMANA Educação no Império Educação Heróico - Patrícia Educação de influência grega
  12. 12. Ed . Heróica - Patrícia Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Ed. influência grega Ed. Heróico - Patrícia Voltada para as pessoas mais ricas: os patrícios. Seu objetivo principal: divulgar os valores da nobreza de sangue. A família como instituição mais respeitada, com a centralização dos poderes no pai. Em 509 a.C os patrícios junto com os plebeus conseguem implantar a república, onde seu processo educativo passa a se preocupar com a formação jurídico-moral e física, para a vida cotidiana, tendo como base o amor à pátria e a conscientização histórica. De acordo com a educação heróico- patrícia a criança ficava aos cuidados da mãe até os sete anos. As meninas mesmo após esta idade continuavam no lar. Os meninos acompanhavam os seus pais. Os jovens, em sua maioria aprendiam por imitação.
  13. 13. Ed. Heróica - Patrícia Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Ed. influência grega Ed. Império A influência da cultura grega em Roma já se vinha manifestando desde os remotos tempos dos etruscos. A sua afirmação viria a ocorrer no fim do século IV e no século II a.C., embora neste último período a situação se tenha tornado de certa forma conturbada, especialmente no que dizia respeito à literatura. Foi a Guerra de Anibal que provocou nos romanos uma forte hostilidade contra a cultura grega. A importação dos modelos da filosofia e da expressão literária gregas chegou a estar comprometida pela acérrima crítica movida por Plauto e Catão.
  14. 14. Ed. Heróica - Patrícia Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Ed. influência grega Ed. Império (27 a.C/476 d.C):O poder estava concentrado nas mãos do imperador. O processo educativo se distinguiu do anterior apenas pela maior organização convertendo-se numa educação pública no século I a.C. Vespasiano (Imperador Romano entre 69/74) libera os professores dos ensinos médio e superior do pagamento de impostos.
  15. 15. Educação Medieval
  16. 16. Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Educação Patrística Educação Ecolástica O grande tema de toda a Filosofia patrística é o da possibilidade de conciliar razão e fé.A idade Média não pode ser comparada com a Antigüidade clássica, pois a cultura Medieval se restringia aos conventos religiosos. Fatores que impediram um maior desenvolvimento cultural: Os livros eram manuscritos e raros, ainda não havia imprensa. E eram escritas em latim e grego dificultando a leitura por parte do povo. A mentalidade da época-crenças no absurdo: monstros, florestas encantadas, etc. A inquisição religiosa que coibia a pesquisa científica. Entretanto, conservando em seus mosteiros e conventos as obras culturais da Antigüidade, a Igreja destacou-se como preservadora da cultura e contribuiu para o desenvolvimento na Idade Moderna.
  17. 17. Tradição Grega Principais Educadores Gregos Tradição Romana Tradição Medieval Educação Patrística Educação Ecolástica Iniciou com Carlos Magno resolvendo organizar escolas por todo seu império ligadas a instituição Católica. Tendo a educação romana como modelo, começaram a ser ensinadas as seguintes matérias: gramática, retórica e dialética (o trivium) e geometria, aritmética, astronomia e música (o quadrivium). A fundação dessas escolas e das primeiras universidades do século XI fez surgir uma produção filosófico-teológica denominada escolástica (de escola).
  18. 18. Referências bibliográficas www.cade.com.br www.google.com.br A brief course in the history of education ; Monroe. Paul 14º edição ; 1949 http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060920143723AAer3oZ http://ava.ead.ftc.br http://www . mundodosfilosofos.com.br/direito.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Gr%C3%A9cia_Antiga http://www.art-and-archaeology.com/timelines/tl001.html http://www.filosofiavirtual.pro . br/paideia.htm Material didático período 1 ftc http://pt.wikipedia . org/wiki/Gr%C3%A9cia_Antiga http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/ momentos/escola/ensinoroma/index http://paginas.terra.com.br/ educacao / teletrabalho/ pedago_historia.htm Alcântara, Paulo César de: história geral antiga e medieval/ Editora do Brasil. A brief course in the history of education ; Monroe. Paul 14º edição ; 1949.
  19. 19. Equipe Vivian Caroline Santos Silvana Machado Mirlette Ivanilson Renata Cardoso Fernanda Soutos Patrícia Barbosa Talita

×