• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ponte de terra prognóstico urbanismo
 

Ponte de terra prognóstico urbanismo

on

  • 1,212 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,212
Views on SlideShare
974
Embed Views
238

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

2 Embeds 238

http://setorhabitacionalponteterra.blogspot.com 226
http://setorhabitacionalponteterra.blogspot.com.br 12

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ponte de terra prognóstico urbanismo Ponte de terra prognóstico urbanismo Presentation Transcript

    • SETOR HABITACIONAL
      PONTE DE TERRAoficina comunitária participativa
      Prognóstico de uso e ocupação do soloGama, 13de Agosto de 2011.
    • CONCEPÇÃO URBANÍSTICA
      Diretrizes:
      • Manter as características de uso e ocupação do solo;
      • Preservar o maior número de ocupações existentes possíveis;
      • Atender as demandas da população;
      • Cumprir as funções sociais da propriedade;
    • CONDICIONANTES AMBIENTAIS
      ÁREA DE PROTEÇÃO DE MANANCIAL
      Restrições a ocupação - PDOT – LC 803/2009
      APM Ponte de Terra e APM Olhos d água:
      “Proibição do parcelamento do solo urbano e rural.”
      • Exceção quanto aos parcelamentos com projetos já registrados em cartório e
      aqueles incluídos na Estratégia de Regularização Fundiária.
    • CONDICIONANTES AMBIENTAIS
      APM OLHOS D ÁGUA
      APM PONTE DE TERRA
    • RESTRIÇÕES LEGAIS
      FAIXAS DE DOMÍNIO DAS RODOVIAS
      Decreto No 27.365, de 1 de novembro de 2006.
      Dimensões a partir do seu eixo:
      • DF-001 e DF-480 (grupo I) – 100 metros;
      • VC 341 (grupo IV) – 40 metros.
      Essas faixas têm a importância de conferir maior segurança e fluidez ao trânsito.
      FAIXA NON AEDIFICANDI: 15 metros.
    • SISTEMA VIÁRIO
      LEGISLAÇÃO
      Decreto Nº 26.048, de 20 de julho de 2005
    • SISTEMA VIÁRIO
      LEGISLAÇÃO
    • SISTEMA VIÁRIO
      PROJETOS FUTUROS
    • SISTEMA VIÁRIO
      SITUAÇÃO EXISTENTE
      Principais problemas para adequação:
      • Dimensão inadequada das vias;
      • Faltam calçadas;
      • Raios de giro inexistentes.
      LEGENDA
      MENORES QUE 8.30 m
      ENTRE 8.30 e 11 m
      MAIOR QUE 11 m
      PROBLEMA DE RETORNO
      PROBLEMA DE DRENAGEM
      PROBLEMA DE RETORNO E
      DRENAGEM
    • SISTEMA VIÁRIO
      DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO
      Ruas estreitas
      Ruas sem retorno
      Sistema de endereçamento desorganizado
      Ruas muito longas 
      Problemas de acesso ao setor:
      Dificuldade de acesso e fluxo interno nas horas de pico;
      Ampliar a Av.São Francisco
      Passarelas na S. Francisco com a rodovia
      Faltam:
      • Estacionamentos públicos;
      • Iluminação publica;
      • Transporte público coletivo;
      • Pavimentação
      • Calçadas;
      • Mobiliário Urbano: lixeiras, Sinalização,Pontos de ônibus...
      • Coleta de lixo;
    • SISTEMA VIÁRIO
      DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO
      Biomapa produzido na oficina de 23/07/2011
    • SISTEMA VIÁRIO
      PROPOSTA DE HIERARQUIA DO SISTEMA VIÁRIO
      Biomapa produzido na oficina de 23/07/2011
    • SISTEMA VIÁRIO
      PROPOSTA DE HIERARQUIA VIÁRIA
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 1 – ATENDER TODAS AS EXIGENCIAS DA NORMA
      PADRÃO MÍNIMO DA NORMA
      Vias Secundárias e Locais
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA PRINCIPAL – PADRÃO SERVIDÃO
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA PRINCIPAL
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA MARGINAL
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA SECUNDÁRIA - PADRÃO 15 m
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA SECUNDÁRIA - PADRÃO 10 m
      Av. São Francisco
      VIA SECUNDÁRIA E LOCAL - PADRÃO 11 m
    • SISTEMA VIÁRIO
      CENÁRIO 2 – PADRÃO ALTERNATIVO
      VIA LOCAL - PADRÃO 8.30 m
      VIA LOCAL - PADRÃO 7.30 m
      Via compartilhada
    • SISTEMA VIÁRIO
      PROBLEMAS DE RETORNO
      CONTINUIDADE DE VIA
      Problema de drenagem
      CUL-DE-SAC - LATERAL
      CUL-DE-SAC - CENTRAL
    • USO DO SOLO
      LEGISLAÇÃO
      PARÂMETROS(PDOT/ 2009, Anexo VI)
      Obs:
      • Lotes destinados à produção agrícula poderão ter área superior a 2.500 m2, com coeficiente de aproveitamento básico de 0,3.
      Densidade PDOT: Baixa (até 50 hab./ ha);
      EU/EC/ELUP: 10% da Área
      Bacias de infiltração: 5% da Área
    • USO DO SOLO
      SITUAÇÃO EXISTENTE
    • USO DO SOLO
      SITUAÇÃO EXISTENTE
    • USO DO SOLO
      DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO
      Preservar as áreas verdes;
      Uso predominante residencial;
      Residências unifamiliares + sobradinhos (coletivo);
      Área mínima dos lotes = 400 m2;
      Umidade do solo próximos às nascentes;
      Usos Incômodos – lixo, casas de festas , ferro velho e reciclagem;
      Drenagem – aumentar as áreas verdes dentro dos terrenos + jardins privados;
      Aumentar comércio;
      Criar padrão de ocupação do terreno;
    • USO DO SOLO
      PROPOSTA DE USO DO SOLO - DENSIDADE
    • USO DO SOLO
      PROPOSTA DE USO DO SOLO
    • EQUIPAMENTOS COMUNITÁRIOS E ELUP
      DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO
    • EQUIPAMENTOS COMUNITÁRIOS E ELUP
      DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO
      Pista de Cooper ao redor da área verde;
      Posto de saúde
      Falta de áreas de lazer:Parques infantis, academia popular, quadra poliesportiva, Centro de convivência, Campo de futebol, etc.
      Existem clubes e um campo de grama sintética, insuficientes para atender a população (áreas privadas);
    • EQUIPAMENTOS COMUNITÁRIOS E ELUP
      PROPOSTA DE EQUIPAMENTOS
    • ENDEREÇAMENTO
      SITUAÇÃO EXISTENTE
      Problemas verificados:
      • Numeração Desordenada;
      • Vias locais / condomínios.
      Soluções Possíveis:
      • Quadras;
      • Ordenação lógica da
      numeração.