Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação arine reunião eia e usos sustentáveis
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação arine reunião eia e usos sustentáveis

480
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
480
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ARINE MANSÕES PARAÍSO REUNIÃO PÚBLICA APRESENTAÇÃO DO ESTUDO AMBIENTAL SEMINÁRIO DE USOS SUSTENTÁVEIS DO TERRITÓRIO URBANO GAMA , 23 DE AGOSTO DE 2011.
  • 2. OBJETIVOS DESTA REUNIÃO
      • APRESENTAÇÃO DO ESTUDO AMBIENTAL PRELIMINAR:
    • Localização e caracterização do empreendimento
    • Legislação ambiental
    • Diagnóstico ambiental
    • Prognóstico , impactos e medidas mitigadoras
    • Plano de acompanhamento e controle ambiental
    • Conclusões
      • ALTERNATIVAS E PRÁTICAS PARA USO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO
  • 3. LOCALIZAÇÃO
  • 4. Limites do Gleissolo
  • 5. Zoneamento PDOT 2009 e ADIN 2009.00.2.017.552-9.
  • 6. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Reconhecimento das Áreas de Relevante Interesse Ambiental Biomapa produzido em 16.07.2011
  • 7. ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP MATA DE GALERIA
  • 8. CAMPO DE MURUNDUS
  • 9. CAMPO DE MURUNDUS
  • 10. VEREDA
  • 11. APP - ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CÓDIGO FLORESTAL RESOLUÇÕES DO CONAMA
    • Proibida a retirada de vegetação
    • Restrição ao uso e ocupação
    • Restrição ao lançamento das águas pluviais em nascentes
    • Compensação florestal
    • Recuperação da áreas degradadas: reconstituição de corredores ecológicos
    • Nascentes – raio mínimo de 50 metros
    • Faixa marginal dos córregos – mínima de 30 metros
    • Gleissolo húmico (veredas e campos de murundus) – raio mínimo de 50 metros
  • 12. PONTOS DE AMOSTRAGEM DE SOLO
  • 13. AMOSTRAGEM DE SOLOS SONDAGEM A TRADO
  • 14.
    • Latossolo Vermelho-Amarelo (55%)
    • Latossolos
    • Grandes espessuras
    • Lençol freático profundo
    • Altas permeabilidade e porosidade
    • Impermeável quando compactado
    • Boa capacidade de suporte
    TIPOS DE SOLO
    • Hidromórfico Indiscriminado (45%)
    • Hidromórfico (gleissolo )
    • Solo escuro argiloso
    • Lençol freático raso
    • Restrições técnicas: baixa capacidade de suporte
    • Insalubridade
    PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
  • 15. GLEISSOLO HÚMICO GLEISSOLO POUCO HÚMICO
  • 16. LATOSSOLO VERMELHO
  • 17. LATOSSOLO AMARELO
  • 18. GLEISSOLO HÚMICO
  • 19. GLEISSOLO POUCO HÚMICO
  • 20. DEPÓSITO DE RESÍDUOS EM LATOSSOLO VEGETAÇÃO EXÓTICA
  • 21. VEGETAÇÃO
    • Original : Cerrado sentido restrito (densidade absoluta é de 465 ind/ha)
    • Substituição por espécies exóticas e invasoras
    • Espécies inventariadas : Cerrado Sentido Restrito, Mata de Galeria, Campos de Murundus e Veredas.
    • Exemplares que serão suprimidos : a definir
    • Compensação florestal : Decreto Distrital 14.783/93 e 23.585/2003
    • Reposição Obrigatória : a definir
  • 22. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Reconhecimento da Flora Biomapa produzido em 16.07.2011
  • 23. Aspecto da vegetação em Latossolo Vermelho-Amarelo
  • 24. Gomeira (Vochysia thyrsoidea) Mandiocão (Schefflera macrocarpa) Pau-santo (Kielmeyera coriacea)
  • 25. TRILHA EM MATA DE GALERIA
  • 26. HIDRÔMETRO ABASTECIMENTO DE ÁGUA PELA CAESB
  • 27. POÇO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA
  • 28. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Doenças Parasitárias e Infecto-contagiosas Biomapa produzido em 16.07.2011
  • 29. ESGOTO A CÉU ABERTO
  • 30. DISPOSIÇÃO IRREGULAR DE LIXO
  • 31. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Reconhecimento da Fauna Biomapa produzido em 16.07.2011
  • 32. RESULTADOS DOS LEVANTAMENTOS As Matas de Galeria apresentam a maior riqueza de espécies. - 23 sp de anfíbios - 27 sp de répteis - 80 sp de aves - 32 sp de mamíferos - 4 Espécies domésticas Espécies de interesse médico: vetores (dengue, malária, hantavirose, febre maculosa etc), animais peçonhentos Não existem espécies ameaçadas de extinção
  • 33. INFRAESTRUTURA E URBANISMO
    • Esgotamento sanitário : fossas sépticas, sumidouros/valas de infiltração ou fossas negras
    • Abastecimento : Caesb, poços e cisternas
    • Vias de acesso principal inadequadas
    • Vias alagáveis, estreitas e desprovidas de pavimentação
    • Vias de acesso local sem saída: Quadras B, C, E, G
    • Proposta de criação de uma ciclovia
    • Iluminação
    • Rede telefonia fixa
  • 34. VIA PRINCIPAL DE ACESSO À ARINE MANSÕES PARAÍSO
  • 35. VIAS NÃO PAVIMENTADAS SISTEMA INADEQUADO DE DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS Processo erosivo
  • 36. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Áreas de intervenção urgente Biomapa produzido em 06.08.2011
  • 37. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Áreas que demandam infraestrutura/ Parque Ecológico Biomapa produzido em 06.08.2011
  • 38. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Prognóstico (Cenário de Regularização de 2 anos) Biomapa produzido em 06.08.2011
  • 39. Prognóstico (Ampliação da poligonal e mudança para ARIS) Biomapa produzido em 06.08.2011 PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA
  • 40. PROGNÓSTICO DOS IMPACTOS E MEDIDAS MITIGADORAS
    • Matriz de Impactos - relação entre uma ação do empreendimento e um parâmetro ambiental.
    • Quadros-Síntese - correlaciona as ações do empreendimento com os impactos e medidas preventivas ou mitigadoras.
    • Texto Descritivo - descrição das ações e dos impactos mais relevantes - propostas de medidas preventivas ou mitigadoras.
    •  
  • 41.
    • 1 - Regularização Ambiental
    • 2 - Regularização Urbanística
    • 3 - RegularizaçãoJurídica
    • 4 – Implantação do Empreendimento
    • 5 - Operação
    FASES
  • 42. PARÂMETROS SOCIOAMBIENTAIS SUSCEPTÍVEIS A IMPACTOS
  • 43.  
  • 44.  
  • 45.
        • PLANOS DE ACOMPANHAMENTO E MONITORAMENTO
        • PROGRAMA DE CONTROLE DA QUALIDADE AMBIENTAL (FASE DE IMPLANTAÇÃO)
        • PROGRAMA DE MONITORAMENTO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS E SUBTERRÂNEAS
        • PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS E RECOMPOSIÇÃO PAISAGÍSTICA
        • PROGRAMA DE EDUCAÇÃO SANITÁRIA E AMBIENTAL
  • 46. PRÁTICAS E USOS SUSTENTÁVEIS
    • Coleta de água de chuva;
    • Pisos ecológicos: bloquetes, grama, brita;
    • Separação dos sistemas de drenagem pluvial e de esgotamento sanitário;
    • Fossas ecológicas;
    • Redução do consumo e da produção de resíduos;
    • Coleta seletiva
  • 47.
    • Destinação correta de: pilhas, baterias, lâmpadas, pneus e entulho de obras;
    • Compostagem dos resíduos sólidos orgânicos;
    • Reúso de embalagens
    • Reciclagem de vidros, plásticos, metais e papéis;
    • Plantio de árvores dentro dos lotes para sombreamento das calçadas;
    • Criação de um parque ecológico em área com solo hidromórfico (proposta da comunidade)
    • Evitar o uso de vidros espelhados nas edificações.
        • PRÁTICAS E USOS SUSTENTÁVEIS
  • 48. PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA: Criação de Parque Ecológico
  • 49.
    • ÁGUA
    • Como preservar esse recurso tão escasso e valioso ?
    • Controle da poluição;
    • Garantir a permeabilidade dos solos;
    • Recuperação da cobertura vegetal;
    • Construção de bacias de retenção das águas pluviais;
    • Utilização de pisos permeáveis;
    • Captação de água de chuva
  • 50. ARBORIZAÇÃO NOS LOTES
  • 51. TRATAMENTO ADEQUADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS COLETA SELETIVA
  • 52.  
  • 53.  
  • 54. CASAS ECOLÓGICAS APROVEITAMENTO DE PNEUS
  • 55. MUITO OBRIGADA! CONTINUE ACOMPANHANDO O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO PELO BLOG: arinemansoesparaiso.blogspot.com       Telefone: (61) 3327-1777 (Soraia - moderadora de grupo e comunicação) E.mail: [email_address]