Revolução Americana

  • 3,136 views
Uploaded on

Aula de História Geral para o Terceiro ano do Colégio Militar de Brasília. Permitido o uso desde que citada a fonte.

Aula de História Geral para o Terceiro ano do Colégio Militar de Brasília. Permitido o uso desde que citada a fonte.

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
3,136
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
106
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. REVOLUÇÃO AMERICANA HISTÓRIA GERAL
  • 2. GUERRA DOS SETE ANOS A Guerra dos Sete Anos (1754- 1763) foi mundial, tendo batalhas na Europa, América, Ásia e África. Os colonos participaram pois cobiçavam as terras para além dos Montes Apalaches. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 2
  • 3. IMPOSIÇÃO DO PACTO COLONIAL Após a Guerra dos Sete Anos, a Inglaterra tenta impor um Pacto Colonial às suas colônias. Declaração de 1763 → Terras além dos Apalaches transformadas em reserva indígena. “Os americanos são filhos, não bastardos.” William Pitt, the Elder Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 3
  • 4. “NENHUM IMPOSTO SEM REPRESENTAÇÃO.” Lei do Açúcar (Sugar Act) → 1764. Lei da Moeda (Currency Act) → 1764. Lei do Selo (Stamp Act) → 1765. Lei de Aquartelamento → 1765. Congresso da Lei do Selo (1765) → Reafirma a fidelidade à Metrópole, mas promove o boicote aos produtos ingleses enquanto a lei não for revogada. O Parlamento Inglês vota a suspensão da Lei do Selo (1766) sob pressão dos comerciantes prejudicados em seus negócios. As taxações dos importados persistiram (Atos Townshend - 1767) → Massacre de Boston (1770). Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 4
  • 5. AS LEIS INTOLERÁVEIS A Lei do Chá (Tea Act) de 1764 e a Festa do Chá de Boston (The Boston Tea Party). Leis Intoleráveis (1774) → interdição do porto de Boston até o pagamento dos prejuízos; funcionários ingleses acusados de crimes seriam julgados em outra colônia ou na Inglaterra; o governador de Massachusetts teria poderes excepcionais; tropas inglesas ficariam aquarteladas em Boston. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 5
  • 6. O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA 1º Congresso Continental da Filadélfia (1774) → boicote comercial à Inglaterra. 2º Congresso Continental da Filadélfia (1775) → rompimento político com a metrópole. Declaração de Independência (1776) → seu texto tem forte influência das idéias de Locke e Rousseau → Contrato Social (Governo existe para garantir os direitos naturais e o poder emana do povo), Direitos Naturais (vida, liberdade e propriedade) e Direito à Rebelião. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 6
  • 7. O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA  Em 19 de abril de 1775, as batalhas de Lexington e Concord deram início a Guerra de Independência. Os colonos formam milícias e tem muita dificuldade em enfrentar os ingleses. Perdem boa parte das primeiras batalhas. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 7
  • 8. O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA As Batalhas de Saratoga (19/09-7/10/1777) marcam o início da virada da guerra a favor dos colonos. Espanha (comerciantes desde 1776, tropas em 1779), França (1778) e Holanda (1779) apoiaram os colonos contra a Inglaterra. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 8
  • 9. FIM DA GUERRA DE INDEPENDÊNCIA Em 19 de outubro de 1781, depois de três semanas de Cerco a Yorktown, os ingleses se renderam ao exército formado por norte americanos e franceses. Apesar de alguns conflitos persistirem até 1782, a guerra terminou em Yorktown. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 9
  • 10. TRATADO DE PARIS Assinado em 3/9/1783, reconheceu que os EUA estavam independentes. Os ingleses tiveram que compensar econômica e territorialmente a ex- colônia e seus aliados. Pintura de Benjamin West com a delegação Americana em Paris: John Jay, John Os gastos com a guerra Adams, Benjamin Franklin, Henry Laurens, e William Temple Franklin. aprofundaram a crise Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 10 econômica francesa.
  • 11. A CONSTITUIÇÃO DOS EUA O texto foi aprovado em 17/09/1787, pela Convenção Constitucional da Filadélfia. Foi colocada em aplicação em 4/03/1789. A primeira emenda (Bill of Rights) data de 1791 e foram 27 ao todo. O Residende Act de 1790 definiu a localização da capital do país, Washington DC. A cidade foi fundada em 1791. Fernandes Prof.ª Valéria 10/25/2012 11
  • 12. UMA REVOLUÇÃO SINGULAR A Revolução Americana rompeu com o Eurocentrismo histórico. Pela primeira vez o Pacto Colonial é quebrado por uma colônia. Sua influência se faz sentir na Revolução Francesa e nas Independências do resto da América. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 12
  • 13. UMA REVOLUÇÃO SINGULAR O novo país é uma república presidencialista com forte autonomia dos Estados. Apesar do texto da Declaração de Independência e da Constituição dos EUA defenderem a “igualdade”, a escravidão foi mantida e índios, negros e mulheres continuam sem direito à cidadania plena. Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 13
  • 14. A QUESTÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES “... no novo código de leis que vós estais redigindo desejo que vos lembreis das mulheres e sejais mais generosos e favoráveis com elas do que foram vossos antepassados... Se não for dada a devida atenção às mulheres, estamos decididas a fomentar uma rebelião e não nos sentiremos obrigadas a cumprir leis para as quais não tivemos nem voz nem representação”. (carta de 31/03/1776 ) Abigail Adams Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 14
  • 15. A QUESTÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES “Quanto ao seu extraordinário Código de Leis, eu só posso rir. Nossa luta, na verdade, afrouxou os laços de autoridade em todo o país. Crianças e aprendizes desobedecem, escolas e universidades se rebelam, índios afrontam seus guardiães e negros se tornam insolentes com seus senhores. Mas a sua carta é a primeira intimação de uma outra tribo, mais numerosa e poderosa do que todos estes descontentes. (...) Esteja certa, nós somos suficientemente lúcidos para não abrir mão do nosso sistema masculino.” John Adams Prof.ª Valéria Fernandes 10/25/2012 15