República dos Generais - Parte 2

3,312 views
3,189 views

Published on

Esta aula destina-se aos alunos e alunas do Terceiro Ano do Colégio Militar de Brasília, mas qualquer pessoa pode utilizar o material, basta entrar em contato e citar a fonte.

Published in: Education, Technology, Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,312
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

República dos Generais - Parte 2

  1. 1. 1964 1985 A REPÚBLICA DOS GENERAIS
  2. 2. GOVERNO GEISEL (1974-1979)  Início da desaceleração da Economia.  Sociedade Civil → OAB, CNBB e MDB → manifestações pela redemocratização.  Ressurge o movimento operário no ABC Paulista.  Início da Abertura Política → Revogação dos AIs → 13 de outubro de 1978. GENERAL GEISEL Prof.ª Valéria Fernandes 01/09/2014 2
  3. 3. GOVERNO GEISEL (1974- 1979) Oficialmente, Vladimir Herzog enforcou-se com seu próprio cinto, em 1976, foi a vez do operário Manuel Fiel Filho. As mortes detonaram uma série de manifestações na Praça da Sé (SP). Foto de Herzog morto (25/10/1975) e 3 charge da Folha de São Paulo.
  4. 4. 4 GOVERNO GEISEL (1974- 1979)  O comandante do II Exército, Ednardo D’Ávila Mello e o Ministro do Exército, General Sílvio Frota são demitidos.  Lei Falcão → formata a propaganda eleitoral.  Pacote de Abril de 1977 → AI5 → Congresso fechado → Senador Biônico → Reforma Constitucional → Mandato de presidencial de 6 anos.
  5. 5. 5 GOVERNO GEISEL (1974- 1979) 1974-80 – FASE DA DESACELERAÇÃO DA ECONOMIA: Efeitos da Crise do Petróleo → Proálcool Aumento da Inflação. Acordo Nuclear Brasil-Alemanha - 1975 Ponte Rio-Niterói – 1974. Angra 1 – 1985 – parte da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto
  6. 6. 6 GOVERNO FIGUEIREDO (1979-1985) Comitê Brasileiro pela Anistia → 1978. Aprovada a Lei da Anistia → 28/08/1979. Aprovada a Lei da Reforma Partidária → 20/12/1979 → extinção dos partidos existentes → ARENA e MDB → Retorno do Pluripartidarismo. GENERAL FIGUEIREDO
  7. 7. 7 GOVERNO FIGUEIREDO Atentado ao prédio da OAB → Morte de Lydia Monteiro da Silva → 27/08/1980. Atentado do Riocentro → 30/04/1981. Eleições Diretas para Governadores dos Estados → Vitória da Oposição nas eleições de 1982. (1979-1985)
  8. 8. 8 GOVERNO FIGUEIREDO (1979-1985) 1975-1988 → Empresas privadas são autorizadas a assinar contratos de risco para exploração de petróleo. Estagnação econômica → Década Perdida → greves e movimentos de protesto. PRAÇA DA SÉ (SP) MOVIMENTO DAS DIRETAS JÁ!
  9. 9. 9 GOVERNO FIGUEIREDO (1979-1985) 1981-1985 → fase de recessão econômica. 1982 → Crise da dívida externa → o Brasil recorre ao FMI. 1984 → A inflação ultrapassa pela primeira vez os 200% ao ano.
  10. 10. 10 MOVIMENTO DAS • LançadaDemIR19E83TpAeloSs eJnÁado!r Teotônio Vilela na TV Bandeirantes. • 16/04 → Passeata em São Paulo com mais de 1 milhão e 500 mil pessoas. • Emenda Dante de Oliveira derrotada em 25 de abril de 1984.
  11. 11. 11 MOVIMENTO DAS • Angeli saDtiriIzRa ETAS JÁ! os políticos oportunistas em relação às eleições presidenciais. Mais do que isso, dá ao oportunista o rosto de Tancredo Neves. (janeiro/1984)
  12. 12. 12 TRANSIÇÃO PARA A DEMOCRACIA Derrota das “Diretas Já!”. Maluf candidato do governo → Dissidentes do PDS formam o PFL (DEM) → apoio a candidatura de Tancredo Neves. Em protesto, o PT proíbe seus deputados de votarem → Bete Mendes, Airton Soares e José Eudes votam e são expulsos do partido. TANCREDO NEVES
  13. 13. 13 TRANSIÇÃO PARA A DEMOCRACIA  Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral com 480 votos (72,4%) contra 180 dados a Maluf (27,3%).  Tancredo adoece e morre antes da posse → 21/04/1985 → José Sarney, vice-presidente da chapa, assume como presidente. JOSÉ SARNEY

×