Curiosidades da biblioteconomia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Curiosidades da biblioteconomia

on

  • 748 views

Trabalho realizado no primeiro semestre do curso de biblioteconomia da FaBCI - FESPSP, em 2012, para a disciplina de Fundamentos da Biblioteconomia e Ciência da Informação. ...

Trabalho realizado no primeiro semestre do curso de biblioteconomia da FaBCI - FESPSP, em 2012, para a disciplina de Fundamentos da Biblioteconomia e Ciência da Informação.
Uma pena que alguns slides tenham perdido a configuração original no upload! =(

Statistics

Views

Total Views
748
Views on SlideShare
748
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
17
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Curiosidades da biblioteconomia Curiosidades da biblioteconomia Presentation Transcript

  • Curiosidades
  • O termo biblioteconomia é composto por 3 elementos gregos: bilíon (livro) + théke (caixa) + nomos (regra) Ou seja, conjunto de regras de organização de livros em espaços apropriados. O Dia do Bibliotecário é comemorado há 24 anos. A data foi instituída pelo Decreto Nº 84.631, de 9 de abril de 1980, o mesmo que criou a Semana Nacional do Livro, em outubro. O dia 12 de março foi escolhido, por ser a data do nascimento do bibliotecário Manuel Bastos Tigre, primeiro diretor da Biblioteca Central da UFRJ.
  • O emblema oficial da biblioteconomia é a lâmpada de Aladim e o livro aberto. Desde os tempos antigos, a lâmpada simboliza a perene vigília, a atividade intelectual, e o árduo trabalho das especulações lítero-científicas. Já o livro aberto significa o oferecimento da educação e da cultura.
  • Na década de 60 foi eleito o anel do bibliotecário. Este deve ser feito de ouro tendo em sua lateral o emblema da biblioteconomia em prata e sua pedra deve ser a ametista.
  • Em 30 de setembro, celebramos o dia de São Jerônimo, padroeiro da biblioteconomia. São Jerônimo ajudou a estabelecer a biblioteca papal em Roma no século IV. Deu início ao projeto de tradução dos salmos e do novo testamento a partir do hebraico e do grego. Este projeto durou 20 anos e resultou a versão padrão em latim da Bíblia. São Jerônimo também foi sacerdote e foi considerado doutor da Igreja.
  • Senhor, tu me deste o dom da paciência e, Mais do que ela, o de ouvidor; De silenciar e de achar justificativas Para cada "típico" usuário da informação que busca o meu auxílio. Eu sou o elo entre a informação e a necessidade do usuário. Eu sou o seletor dos documentos. Eu sou o intérprete dos desejos alheios. Faze, Senhor, que eu me policie diante da vontade de interferência na necessidade de outrem. Eu sou o leitor telegráfico e assíduo de tudo a que tenho acesso. Faze, Senhor, com que eu saiba discernir entre o necessário e o desnecessário, a fim de atender as pessoas. Eu sou o protagonista de cenas isoladas e pesquisas exaustivas. Faze, Senhor, com que eu possa ser assistido pelas pessoas certas. Senhor, permite que eu me mantenha fiel ao compromisso de informar, indistintamente, A todos que procurarem por uma informação. Permite que eu não vacile diante dos trabalhos exaustivos. Que eu não esmoreça diante das críticas. Que eu não duvide da capacidade De servir aos amantes da informação. Permite que eu seja criativa a cada novo sol, E, quando dele me afastar, Seja porque me aproximei de ti para sempre. Amém! Autora: Maria Aparecida Sell
  •  Dia mundial do livro – 23 de abril foi escolhido, em 1996, como o dia mundial do livro e dos direitos do autor pela UNESCO, pois nesse dia nasceram ou faleceram escritores importantes da literatura universal, como Cervantes, Shakespeare e Vladimir Nabokov.  Capital Mundial do Livro - Madrid foi a primeira cidade a ser proclamada Capital Mundial do Livro, na sexta edição do Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor. Depois vieram Alexandria (Egito, 2002), Nova Delhi (Índia, 2003), Antuérpia (Bélgica, 2004), Montreal (Canadá, 2005), Turim (Itália, 2006), Bogotá (Colômbia, 2007). E para 2008, Amsterdam (Holanda) foi escolhida.
  •  O livro mais vendido e mais lido no mundo é a Bíblia - Estima-se que até hoje já tenham sido vendidos 11 milhões de exemplares da versão integral, 12 milhões de novos testamentos e 400 milhões de brochuras com fragmentos dos textos originais. Depois dela, vem o Alcorão, livro sagrado do Islamismo, seguido do Livro Vermelho, do líder chinês Mao-Tse-Tung.
  •  Os livros mais caros do mundo:  5. O livro de ficção mais caro do século XX é uma raríssima 1ª edição de Ulisses, de James Joyce, impresso em papel holandês artesanal e autografado pelo próprio autor, que foi avaliado em 180 mil dólares.  4. O livro impresso registrado como o mais caro da história é Birds of America, de James Audubon, o qual foi vendido no ano 2000 por 8,8 milhões de dólares.  3. Os Evangelhos de Enrique (séc. XII): até há pouco era considerado o livro (manuscrito) mais caro do mundo. Foi vendido por 16 milhões de Euros (valor comparado) em 1983.  2. O grande campeão é o Codex Leicester, de Leonardo da Vinci, uma agenda cheia de desenhos, notas e esboços originais que foi vendida a Bill Gates por 30,8 milhões de dólares em 1994.  1. O Apocalipse de São João é o livro/obra mais caro do mundo. O preço estimado é de 10 milhões de francos. O volume pesa 120 kg e tem 75 cm de altura por 60 de largura.
  •  Em 2008, seis livros foram indicados a uma premiação por terem títulos esdrúxulos. O Prêmio Diagrama existe desde 1978, quando o vencedor foi: "Procedimentos do Segundo Workshop Internacional sobre Ratos Nus". Alguns dos indicados foram:  "Fui Torturado pela Rainha Pigméia do Amor", de Jasper McCutcheon.  "Como Escrever um Livro Sobre Como Escrever", de Brian Paddock .  "As Mulheres São Humanas? E Outros Diálogos Internacionais", de Catharine A. MacKinnon .  "A Resolução dos Problemas do Queijo", de P.L.H. McSweeney  "Se Você Quer o Fechamento (no sentido de encerramento) de sua Relação, Comece com suas Pernas", de Big Boom .  "Pessoas que Importam em Southend e Além: do Rei Canute ao Doutor Feelgood", de Dee Gordon .
  •  A Biblioteca de Alexandria A biblioteca foi concebida para acolher todos os saberes do mundo. No momento em que foi criada, possuía 500 mil livros e um catálogo que ocupava 120 volumes. Durante o reinado de Cleópatra VII, suas prateleiras contavam com 700 mil obras. A biblioteca foi incendiada por duas vezes, em 48 a.C. e 390 d.C., na época de César e depois, por grupos de fanáticos cristãos; a Biblioteca de Alexandria sobreviveu ainda mais alguns séculos, até ser totalmente destruída, durante a conquista de Alexandria pelos árabes (641 d.C.). A nova Biblioteca de Alexandria que recebe o nome sugestivo de Bibliotheca Alexandrina foi inaugurada em 2002 pelo Presidente da República Arábica do Egito. Foi criada sob a inspiração da antiga Biblioteca de Alexandria, a mais famosa da antiguidade, é uma instituição pública de informação e pesquisa, devendo servir a estudantes e pesquisadores, assim como ao público em geral. A Biblioteca Alexandrina, que tem a parceria da UNESCO, simboliza a disseminação do conhecimento entre os diferentes povos e nações do mundo.
  •  A primeira biblioteca “circulante” do mundo foi a do vizir persa Abdul Kassem Ismail (938-995), que viajava com 400 camelos, que carregavam os 117.000 volumes de sua biblioteca para onde quer que ele fosse. Os animais eram treinados para andar de forma que os livros estivessem sempre em ordem alfabética.  World Digital Library – a primeira Biblioteca digital mundial - A WDL – um projeto da Unesco - vem a se constituir no maior acervo digital gratuito do mundo, organizado com a contribuição da principal produção cultural e científica de vários países. O protótipo do site da WDL foi apresentado em outubro de 2007, durante a realização da Conferência-Geral da Unesco, em Paris.
  •  A primeira biblioteca pública fundada no Brasil foi na Bahia, em 1811. por iniciativa dos cidadãos. Já em 1934, foi criada a primeira biblioteca infantil do Brasil, biblioteca esta fundada por Cecília Meireles. Situada em Botafogo, era conhecida pela população como Pavilhão Mourisco.
  •  A Biblioteca Nacional, também chamada de Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, é a depositária do patrimônio bibliográfico e documental do Brasil, considerada pela UNESCO como a sétima biblioteca nacional do mundo e, também, a maior biblioteca da América Latina. Foi a primeira biblioteca oficial fundada no Brasil.
  •  As bibliotecas dos famosos. Karl Lagerfeld Oprah Winfrey
  • Diane Keaton Keith Richards
  • Woody Allen Ralph Lauren
  • Agatha Christie Sting
  • Michael Jackson Rod Stewart
  • A seguir algumas diferentes bibliotecas ao redor do mundo.
  • Em Los Angeles existe um espaço adaptado especialmente para aqueles que adoram um bom drink e uma boa leitura. Este bar-biblioteca permite que você empreste livros enquanto aprecia alguns drinks no bar.
  • Assim como o bar-biblioteca, tamém em Los Angeles há um restaurante que permite que os clientes emprestem livros durante suas refeições.
  • Já deu para perceber que são bem comuns em Los Angeles...
  • Não, ela não é especializada em cerveja. Esta biblioteca localizada na Alemanha foi uma iniciativa dos moradores da região. Eles se organizaram e decidiram montá-la com caixas de cerveja. Todo seu acervo também foi montado por doações dos moradores.
  • A Biblioteca pública do Kansas foi além de qualquer conceito arquitetônico modernoso das mais elegantes bibliotecas e fez da sua fachada uma grande prateleira de livros. Não há como não se impressionar com essa entrada.
  • Essa biblioteca na França também apostou em um design diferente. Com isso, tornou-se também ponto turístico da região.
  • Mais um grande projeto de design luxuoso em bibliotecas.
  • Esta biblioteca, que fica entre os degraus de uma escada que leva um quarto, foi concebida por um casal de austríacos que precisou de mais espaço quando resolveram de mudar para um apartamento de 4 andares.
  • É uma das bibliotecas mais antigas do mundo e contém uma das maiores coleções de textos históricos do mundo. Em sua coleção constam 75 mil manuscritos e cerca de 1,1 milhões de livros. Os arquivos secretos do Vaticano, onde constam cerca de 150mil ítens, ficam separados dos demais, desde o século 17.
  • Foi projetada pelo arquiteto português Rafael da Silva e Castro, entre 1880 e 1887 em estilo neomanuelino. O Imperador D. Pedro II lançou a pedra fundamental do edifício em 10 de junho de 1880, e sua filha, a Princesa Isabel o inaugurou em 10 de setembro de 1887. Com 350 mil títulos, possui a maior coleção de obras portuguesas fora de Portugal.
  • É a maior biblioteca da Irlanda, com mais de 4,5 milhões de volumes de livros. Suas maiores atrações são a Old Library, biblioteca com 200.000 volumes decorada com bustos de acadêmicos, a harpa mais antiga da Irlanda e o Livro de Kells, principal peça do cristianismo irlandês.
  • A biblioteca do Rijksmuseum é a que possui a maior coleção de história da arte dos Países Baixos. O catálogo online indica cerca de 250mil títulos. No entanto, esses materiais não são emprestados aos visitantes e a pesquisa só é permitida dentro da biblioteca.
  • A antiga biblioteca faz parte do complexo do antigo mosteiro de Bad Schussenried. Em estilo barroco, ela é considerada a parte mais impressionante de todo o prédio. A sala é inundada por luz natural e os livros ficam em estantes fechadas. O afresco do teto é de Franz Georg Hermann e foi concluído em 1757.
  • Para incentivar o hábito da leitura, os australianos tiveram a brilhante ideia de criar uma biblioteca circulante de verão. O acervo permutava entre diversas praias e regiões de turismo para promover a leitura entre os turistas e moradores na época de férias.
  • Mais uma brilhante ideia. Um grupo de cidadãos ingleses decidiram criar uma mini biblioteca dentro de uma cabine telefônica. Todos fizeram um mutirão para arrecadar livros e criar o acervo. A ideia deu tão certo, que as pessoas fazem fila para conseguir alguma obra emprestada.
  • Sim, grandes ideias também surgem por aqui. Essa vem de Porto Alegre. Foram criadas diversas estantes públicas pelos pontos de ônibus da cidade, para que os cidadãos possam ter acesso à leitura. A proposta começou tímida, com apenas uma estante, e hoje já se é possível encontrar uma como essa em praticamente toda a cidade.
  • Em Laos, na Indochina, os moradores criaram uma biblioteca flutuante. Apesar de ser uma região muito pobre, os moradores têm bem claro o conceito de que por meio da leitura a educação aumenta, dando a eles a chance de terem um lugar mais digno e igualitário para se viver.
  • Até que estamos bem na fita! Este projeto vem do Paraná. O Governo criou esta biblioteca circulante em um ônibus que viaja à diversos lugares dando para muitos a oportunidade de conhecer um livro, muitas vezes pela primeira vez.
  • Opa! Cá estamos nós de novo. Dessa vez com o cobrador de ônibus Antonio Conceição Ferreira. Apaixonado pela leitura, passou a carregar consigo alguns livros para ler durante o dia. Decidiu então proporcionar o mesmo prazer aos passageiros de ônibus do Paraná. Conseguiu montar um pequeno compartimento no ônibus, onde os passageiros podem pegar livros emprestados durante a viagem.
  • Por essa você não esperava. Em New York criaram uma biblioteca no meio de uma floresta. A iniciativa tinha em vista entreter os visitantes às montanhas durante sua estadia. Além do acervo, a biblioteca conta também com um espaço para relaxar.
  • Você provavelmente já deve ter visto essa magrela pelas ruas da cidade. O ex-morador de rua Robson Mendonça, tinha o sonho de poder retirar livros em bibliotecas, mas não podia por não ter residência fixa. Com isso, através da ajuda de empresas privadas, contou sua bicicloteca. Robson faz empréstimos aos transeuntes a afirma que aquele que retira um livro na bicicloteca tem sempre duas opções: ou passa o livro adiante para quem queira ler, ou simplesmente devolve para a bicicloteca, para que outro o possa retirar.
  • A Panificadora Pote de Mel abriga – sobre e dentro de duas geladeiras desativadas – livros que podem ser tomados emprestados por qualquer um, a qualquer momento. Não é preciso cadastro, carteirinha ou mesmo avisar um funcionário. Não há prazo de devolução ou qualquer tipo de cobrança nesse sentido. Você devolve o livro quando quer, assumindo o compromisso de que fará isso.
  • Ser bibliotecário é ser criativo. Estes bibliotecários americanos, por exemplo, decidiram criar um calendário e doar toda a arrecadação com sua venda.
  • Aqueles que usam as instalações da biblioteca só para dormir. Normalmente são adolescentes. Duas técnicas são mais comuns: reservar salas de estudo para um sono mais confortável ou apenas encostar a cabeça na cadeira. Improvisam um travesseiro com o braço, mochila ou casacos. Como reconhecê-los: normalmente andam de uniformes, grandes mochilas e casaco nas mãos. Eles incomodam porque…ocupam mesas ou salas que poderiam ser usadas para estudo e, eventualmente, roncam.
  • Quase toda biblioteca tem um. Eles podem ficar cortando tecidos nas mesas, perseguindo mulheres na saída, implicando com funcionários ou até se mastur* nas prateleiras de livros. Os bibliotecários sabem quem são e ficam de olho. Chamam atenção, mas só podem expulsá-los quando passam dos limites. Como reconhecê-los: ficam sentados observando, não levam material de estudo nem buscam no acervo. Eles incomodam porque… normalmente vão atrás das mulheres e causam um clima de medo no ambiente.
  • Todo mundo se incomoda com o barulho alheio na biblioteca, mas há aqueles que chamam atenção por qualquer som inesperado. Alguém levanta da cadeira e a pessoa ataca: shhhhhhhhhh! Liga o computador: shhhhhhhhhh! Bate no teclado com mais força: shhhhhhhhhh! Alguns usuários chegam a levar um tapa- orelhas para não escutar nenhum ruído. Como reconhecê-los: podem ser qualquer um, às vezes até você em um dia de fúria. Eles incomodam porque…quem faz shhhhhhhhhh! o tempo inteiro acaba incomodando mais que os eventuais barulhos dos outros.
  • Pessoas com a mesa lotada de material, mas olhando para o nada. Talvez seja exaustão, afinal todos eventualmente passam por essa estafa. Como reconhecê-los: estão sentados nas mesas sempre olhando para o teto ou observando os outros. Eles incomodam porque…se ficarem encarando muito tempo, podem ser confundidos com os maníacos.
  • Eles comem uma caixa de chocolate Bis, batem o pé sem parar, batucam com o lápis, deixam o som do laptop alto, conversam com o colega do lado, deixam o celular ligado, se juntam em grupos e falam sem parar. Enfim, inventam qualquer maneira de incomodar os outros. Como reconhecê-los: é só seguir o barulho. Eles incomodam porque…são os que mais atrapalham e desconcentram os outros.
  • Os mais difíceis de encontrar. Não olham para o lado nem fazem amigos. Logo somem, pois passam nos concursos. Não se importam com barulhos, não sabem quem frequenta o local e só conversam com os bibliotecários quando precisam de ajuda. Como reconhecê-los: estão sempre com a cara nos livros. Eles incomodam porque…irritam e despertam inveja de quem não tem a mesma concentração.
  • Quando se tem tempo livre, a biblioteca é um bom lugar para visitar. O clima é agradável, há um acervo de livros riquíssimo e a maioria das instalações tem excelentes assinaturas de jornais e revistas. É nessa última sessão que os aposentados ficam. Fazem anotações nas matérias, entregam resumos das notícias e até levam de casa as edições para doar. Como reconhecê-los: estão sempre de óculos de leitura na parte destinada a jornais e revistas. Eles incomodam porque…às vezes gostam de puxar papo com quem senta do lado e seguram o jornal.
  • Existem casais que usam a biblioteca para namorar. O fascínio pode ser consequência do silêncio, o clima agradável do ambiente ou até a emoção de ser um espaço público. Quase todas as bibliotecas têm um ponto de encontro dos mais apaixonados. Como reconhecê-los: estão em dupla e, apesar de se acharem discretos, chamam muita atenção. Eles incomodam porque…fazem barulho e despertam a curiosidade dos usuários.
  • Quem tem manias, rotinas e esquisitices. Ouve-se de tudo: gente que só gosta de consultar uma edição específica de um livro, pessoas que todos os dias vão à mesma prateleira ver se um exemplar único está lá, etc. A maioria só estuda na mesma mesa e, se estiver ocupada, vai embora. Há quem organize o material de uma mesma maneira e mantém rigor com os horários de entrada, almoço e saída. Como reconhecê-los: frequentam regularmente a biblioteca e são cheios de comportamentos obsessivos. Eles incomodam porque…chegam cedo para ocupar os lugares favoritos e escondem livros.
  • Curiosidades sobre Biblioteconomia Trabalho realizado por Andrea Andira Leite Margareth Bevilacqua Juliana Maria Simões França Rafael Pires de Morais Sheila Maria da Silveira Sônia Gomes Dias Fundamentos da Biblioteconomia e Ciência da Informação Professora Evanda Verri Paulino Maio/2012