Your SlideShare is downloading. ×
×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Consumo e consumismo

25,893
views

Published on

Published in: Education, Technology, Business

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
25,893
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
170
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Consumo e consumismo
    Trabalho realizado por:
    LUÍS SANTOS
    GONÇALO BENTO
  • 2. O consumo e o consumismo humano
    A diferença entre o consumo e o consumismo é que no consumo as pessoas adquirem aquilo que lhes é necessário para sobrevivência. Já no consumismo a pessoa gasta tudo aquilo que tem em produtos supérfluos, que muitas vezes não é o melhor para ela, porém é o que ela tem curiosidade de experimentar devido às propagandas na TV e ao apelo dos produtos de marca. Muitas vezes o consumismo chega a ser uma patologia comportamental. Pessoas compram compulsivamente coisas que elas não irão usar ou que não têm utilidade para elas apenas para atender à vontade de comprar.
  • 3. O consumismo
    Às vezes, uma pessoa compra pela influência de outras, que na verdade, também são influenciadas pelas propagandas, filmes, revistas e etc. Ou seja, a sociedade cria um padrão, que tende a ser seguido pelas pessoas. Algumas mulheres, por exemplo, geralmente escolhem um corte de cabelo, roupas, sapatos e acessórios da moda com base em alguma actriz famosa.
  • 4. O consumo
    A sociedade capitalista da actualidade é marcada por uma necessidade intensa de consumo, seja por meio dos mercados internos, seja por meio dos mercados externos, já que um aumento do consumo, regista-se uma maior necessidade de produção, que para atender a esta demanda gera cada vez mais empregos, que aumentam a renda disponível na economia e que acaba sendo revertida para o próprio consumo.