Desfile de 7 de setembro de 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Desfile de 7 de setembro de 2011

on

  • 1,680 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,680
Views on SlideShare
1,652
Embed Views
28

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

3 Embeds 28

http://marcosrsmendes.blogspot.com 26
http://marcosrsmendes.blogspot.com.br 1
http://marcosserramendes.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Desfile de 7 de setembro de 2011 Desfile de 7 de setembro de 2011 Presentation Transcript

  • Afro descendência Danças Afro
  • AFRO DESCENDÊNCIA GNAWA TAMBOR DE CRIOULA REGGAE SÃO JOÃO BATISTA – MA 07 – 09 – 11
    • AFRODESCENDÊNCIA
    • Danças afrodescendentes: gnawa, reggae e tambor de crioula.
    • Hoje, 07 de setembro de 2011, dia que o Brasil completa 189 anos de independência e é o ano da afrodescendência, a Unidade Integrada “Marly Sarney” apresenta em seu desfile a temática: “Danças Afro” .
    • São inúmeras as danças afro, mas destacaremos neste desfile a dança GNAWA que é uma dança africana, o reggae e o tambor de crioula que além de serem afrodescendentes fazem parte da cultura maranhense.
    • A origem e a importância da dança africana
    • A dança originou-se na África como parte essencial da vida nas aldeias. Ela acentua a unidade entre seus membros, por isso é quase sempre uma atividade grupal. Todos os acontecimentos da vida africana são comemorados com dança: nascimento, morte, plantio, colheita, caça...
    • As danças africanas chegam a apresentar algumas vezes até seis ritmos ao mesmo tempo e seus dançarinos podem usar máscaras ou enfeitar o corpo com tinta para tornar seus movimentos mais expressivos.
    • GNAWA é uma dança que teve origem no sul da África com a finalidade de reproduzir os movimentos feitos pelos homens africanos quando saiam para caçar alimentos para o sustento dos seus familiares.
    • Os dançarinos usam pinturas e roupas feitas de materiais colhidos diretamente da natureza.
    • TAMBOR DE CRIOULA OU PUNGA é uma dança de origem africana praticada por descendentes de escravos africanos no estado brasileiro do Maranhão , em louvor a São Benedito , um dos santos mais populares entre os negros . É uma dança alegre, marcada por muito movimento dos brincantes e muita descontração.
    • Os motivos que levam os grupos a dançarem o tambor de crioula são variados, podendo ser: pagamento de promessa para São Benedito , festa de aniversário, chegada ou despedida de parente ou amigo, comemoração pela vitória de um time de futebol , nascimento de criança, matança de bumba-meu-boi , festa de preto velho ou simples reunião de amigos.
    • O tambor de crioula apresenta coreografia livre e variada. A brincante que está no centro é responsável pela demonstração coreográfica principal, mostrando sua forma individual de dançar. No centro da roda, os movimentos são mais livres, mais intensos e bem acentuados, seguindo o compasso dos tocadores.
    • Os tambores são bastante rústicos, feitos manualmente de troncos cortados nos três tamanhos e trabalhados exteriormente com plainas para que a parte superior fique mais larga que a inferior. Internamente, o tronco é trabalhado a fogo com o auxílio de instrumentos de ferro para que fique oco. A cobertura do tambor é feita com o couro de boi, veado, cavalo ou tamanduá. Depois da cobertura, é derramado azeite doce no couro que fica exposto ao sol para enxugar e atingir o "ponto de honra", quando é considerado totalmente pronto. Durante a dança, os tambores são esquentados na fogueira para que tenham afinação perfeita.
    • REGGAE – original da década de 1960 , o ritmo divide-se em dois subgêneros, o “roots reggae” (raízes do reggae ) e o “dancehall reggae” , que é originário da década de 1970 . O reggae é constantemente associado ao movimento religioso rastafari , que, de fato, influenciou muitos dos músicos apologistas do estilo reggae nas décadas de 1970 e 1980. De qualquer maneira, o reggae trata de vários assuntos, não se restringindo à cultura rastafariana, como o amor, o sexo e principalmente a crítica social.
    • Uma das características que podem caracterizar o reggae é a crítica social, como por exemplo cantar a desigualdade, o preconceito, a fome e muitos outros problemas sociais.
    • Diretora:
    • Arlete de Fátima Pinto Souza
    • Diretora Adjunta:
    • Ione Aranha Mendes
    • Professores:
    • Adelmar Costa Júnior
    • Aldenilze Gonçalves Ferreira
    • Ana Cristina Sousa Santos
    • Ana Maria Lindoso Sousa
    • Anízia Cristina Souza Penha
    • Carlos Alberto Soares Gomes
    • Conceição de Maria Penha Mendes
    • Domingas de Jesus Maranhão Santos
    • Elizabeth Araújo
    • Eulálio Costa Serra
    • Ivanilson Gonçalves Costa
    • Jaqueline Alves Serra Freire
    • Josef de Jesus Pires Figueiredo
    • Jovita Silva Pereira Costa
    • Lucina Fonseca Costa
    • Márcia Valéria Lindoso Pinheiro
    • Marcos Roberto Serra Mendes
    • Maria do Socorro Costa Diniz
    • Maria Filomena Cardoso Monteiro
    • Marineide Soares Campos
    • Raimunda Gonçalves Ferreira
    • Raquel dos Anjos Costa
    • Ronaldo Corrêa Serra
    • Ronilze Gomes Pereira
    • Rosinete Corrêa Assunção
    • Sebastiana de Jesus Coelho
    • Valter Ferreira Costa Filho
    • Vandelson Pinto Santos
    • Auxiliares Administrativos:
    • Lenildes Costa Gaspar
    • Liziane Silva Pinheiro
    • Rosiane do Nascimento Pinheiro
    • Tomásia Cristina Cutrim
    • Zeladoras:
    • Abigailde Gaspar Mendes
    • Alcenir Soares Costa
    • Maria Antônia Pinto Soares
    • Vânia de Kássia Barros Diniz
    •  
    • Vigias:
    • Ailson Fábio Santos dos Santos
    • Jhemysson Cláudio Gomes Pinheiro
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    • Cinegrafista:
    • Adelmar Costa Júnior
    •  
    • Coreografia da dança:
    • Conceição de Maria Penha Mendes
    •  
    • Produção:
    • Marcos Roberto Serra Mendes
    •