Your SlideShare is downloading. ×
Aula04 prod grafica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,044
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
65
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 1PROCESSO E PRODUÇÃOGRÁFICA – AULA 04 - UNIDADE III-ELEMENTOS GRÁFICOS DA PEÇAPUBLICITÁRIATipologia – diferentes famílias de letras e suasaplicações
  • 2. TIPOLOGIA2  Processo de classificação ou estudo de um conjunto, qualquer que seja a natureza dos elementos que o compõem, para determinação das categorias em que se distribuem, segundo critérios definidos. (NIEMEYER, 2000).
  • 3. TIPOGRAFIA3  Ofício que trata dos atributos visuais da linguagem escrita. Envolve a seleção e a aplicação de tipos , a escolha do formato da página assim como a composição das letras de um texto, com o objetivo de transmitir uma mensagem do modo mais eficaz possível, gerando no leitor significações pretendidas por quem emitiu a mensagem.
  • 4. TIPOGRAFIA X TIPOLOGIA4 TIPOLOGIA NÃO É SINÔNIMO DE TIPOGRAFIA
  • 5. TIPOGRAFIA - CONCEITOS5  CARACTERE Uma letra, número e/ou sinal Baskerville  TIPO Um conjunto de caracteres em estilo específico Univers  FONTE OU FAMÍLIA Conjunto completo de sinais Memphis alfabéticos que integram um determinado alfabeto.
  • 6. TIPOGRAFIA - CONCEITOS6  Caligrafia Processo manual para a obtenção de letras únicas, a partir de traçados contínuos à mão livre. (FARIAS, 2004)  Lettering Herb Lubalin é um designer que utiliza a tipografia como um elemento plástico com grande Processo manual para obtenção de letras únicas, a partir de desenhos. habilidade. Ao lado, título para o Ladies’Home Journal (FARIAS, 2004)
  • 7. 7 12 ESPÉCIES DE CARACTERES >>>
  • 8. 1. MAIÚSCULOS OU CAIXA-ALTA8  As letras maiúsculas também são conhecidas por caixa-alta devido à sua localização na caixa de composição tipográfica.  As maiúsculas podem ter diversos desenhos, porém com características semelhantes. São essas diferenças que dão personalidade a uma família.
  • 9. 2. MINÚSCULOS OU CAIXA-BAIXA9  Adotadas pelo imperador romano Carlos Magno durante seu reinado, conhecidas como carolíngias.  Assim como as maiúsculas, as minúsculas também têm esta denominação devido à sua colocação da caixa de composição, podendo ser chamadas de caixa- baixa.
  • 10. 3. VERSALETE10  Os caracteres versaletes são letras versais (maiúsculas) com altura igual às letras minúsculas. Também são conhecidas como small caps.
  • 11. 4. LIGATURAS11  São letras com conexões, com dois ou mais caracteres. Em português, uma das poucas ligaturas úteis é a fi.  As ligaturas evitam a inconveniente sobreposição da terminação do f com o pingo do i.
  • 12. 5. DITONGOS12  São letras com conexões, com dois ou mais caracteres. Em português, uma das poucas ligaturas úteis é a fi.  As ligaturas evitam a inconveniente sobreposição da terminação do f com o pingo do i.
  • 13. 6. ACENTOS GRÁFICOS13  Nas fontes digitais existem os acentos gráficos separados e em conjunto com os letras. Sendo assim cada caractere acentuado corresponde a um caractere individual.
  • 14. 7. ALGARISMOS – OLD STYLE14  OLD STYLE Também é conhecido por lowercase figures ou text figures, ou seja, números alinhados pelo texto. Isso quer dizer que esses números tem linhas ascendentes e descendentes.
  • 15. 7. ALGARISMOS - LINING15  LINING Os numerais alinhados, mais freqüentes, são conhecidos por lining figures, titling figures ou cap figures. Eles têm o tamanho de uma maiúscula e não apresentam ascendentes nem descendentes.
  • 16. 7. ALGARISMOS – SMALL CAPS16  SMALL CAPS Os numerais Small Caps, assim como o lining, não apresentam ascendentes e descendentes, mas têm o tamanho de um versalete (small caps).
  • 17. 17  Numerais no sistema arábico: o valor numérico de cada signo é determinado pela quantidade de ângulos que ele apresenta. O número 1 tem um ângulo, o 2, dois ângulos e assim por diante. O zero não tem ângulo nenhum, assumindo portanto a forma redonda.
  • 18. 8. FRAÇÕES18  As frações também têm seu espaço nas fontes. As três frações ao lado aparecem na maioria das fontes de texto.
  • 19. 9. SINAIS DE PONTUAÇÃO19  Esses caracteres formam o conjunto de elementos que os transcrevem ritmos da fala para a escrita, sendo indispensáveis a qualquer fonte.
  • 20. VOCÊ SABIA?20  O sinal de interrogação deriva da abreviação da palavra latina quaestio, que utiliza a maiúscula Q sobre a minúscula o.  O sinal de exclamação deriva da abreviação da palavra latina io (contentamento), com a maiúscula I sobre a minúscula o.
  • 21. 10. SÍMBOLOS MONETÁRIOS21  Os símbolos monetários que compõem o conjunto internacional de caracteres (padrão ISO para fontes latinas) são o dólar e o cent norte-americanos, o yen japonês, a libra esterlina da (moeda inglesa), o florin (antiga moeda holandesa) e, mais recentemente, o euro.
  • 22. 11. SÍMBOLOS DE OPERAÇÃO22 MATEMÁTICA  Muito úteis em escritos científicos, os símbolos de operações matemáticas não podem ficar de fora das fontes.
  • 23. 12. SÍMBOLOS COMERCIAIS23  Os principais símbolos comerciais presentes nas fontes mais usadas estão apresentados ao lado.
  • 24. 24 PARTES DO TIPO PARTES DO TIPO>>>
  • 25. PARTES DO TIPO25
  • 26. VARIAÇÕES ESTRUTURAIS 26  Tamanho Relacionada ao corpo de tipo, isto é, a sua altura  Forma Relacionada às diferenças no desenho de uma letras nas suas versões em caixa alta e caixa baixa  Peso normal, claro, Relaciona-se à estrutura dos traços em um mesmonegrito,bold,black regular, medium light corpo de um tipo de uma mesma família.
  • 27. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS27 TIPOGRÁFICAS 1 – Romanos  Característica (Ex:Humanista) Não há grandes contrastes entre hastes grossas e finas. Apresenta serifas triangulares ligadas às hastes por curvas.
  • 28. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS28 TIPOGRÁFICAS 2 – Lineares (sem serifa)  Característica (Ex:Grotesco) Apresentam curvas discretas, com terminações horizontalizadas das hastes, aparência uniforme e curvas. Exemplos: Alternate Gothic, Grotesca, Grotesque, Franklin Gothic.
  • 29. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS29 TIPOGRÁFICAS 3 – Incisos  Característica (Ex:Grotesco) São tipos que possuem semi-serifa, baseados nas romanas gravadas em pedra. Suas formas assemelham-se mais aos originais esculpidos do que a letras caligráficas. Exemplos: Albertus, Augustea, Afriz Quadrata, Hadriano, Meridien
  • 30. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS30 TIPOGRÁFICAS 4 – Manuais  Característica (Ex:Fantasia) São tipos que parecem mais desenhados do que propriamente escritos. Comumente utilizados em logotipos, displays, cartazes, anúncios publicitários. Não se destinam a texto corrido. Exemplos: Arnold Boecklin, Benguiat Gothic, Biffo, Códex, Hobo, Largo, Profil, Revue, Stop, Stencil.
  • 31. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS31 TIPOGRÁFICAS 5 – Manuscritos  Característica São tipos que imitam a cursiva comum ou formal (ligados entre si). Distinguem-se das manuais por imitarem claramente a escrita caligráfica. Exemplos: Ariston, Coronet, Legend, Lithographia Shelley, Mistral, Park Avenue, Snell, Present Script, Virtuosa.
  • 32. CLASSIFICAÇÃO DAS FAMÍLIAS32 TIPOGRÁFICAS 6 – Góticos  Característica Tipos utilizados na bíblia de Gutemberg: pontiagudos, com hastes terminando em losango Exemplo: Cloister, Wilhelm Klingspor.
  • 33. 33  PROF. SERGIO XAVIER E-mail: sergiosx@gmail.com BLOG: www.profsergioxavier.wordpress.com

×