• Like
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata

  • 2,524 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,524
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
91
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. LAODICEIA,A IGREJA APÓSTATA
  • 2. Alvo da lição O aluno será capaz desaber reconhecer o objetivo do Senhor e sempre a restauração do crente; e que não é possível ser crente “mais ou menos”;sentir ter prazer em submeter-se a Jesus, completamente; agir lutar para ser um crente verdadeiro.
  • 3. Introdução JESUS E AS SETE IGREJASÉfeso “o que tem nas mãos as sete estrelas”Esmirna “o primeiro e o último, que esteve morto e tornou a viver”Pérgamo “aquele que tem a espada afiada de dois gumes” ”que tem os olhos como chama de fogo e os pés semelhantesTiatira ao bronze polido”Sardes “aquele que tem os sete Espíritos de Deus e as sete estrelas” “o santo, o verdadeiro, aquele que tema chave de Davi”FiladélfiaLaodiceia “o Amém, a testemunha fiel e verdadeira”
  • 4. Introdução Chegamos à última e a mais triste das cartas, porque foi escrita a uma igreja apóstata da qual Cristo nada tem de bom a dizer. No entanto, é nesta carta que encontramos o apelo mais comovente de Cristo e as palavras mais doces e meigas do Senhor Jesus, tão cheias de amor e carinho.
  • 5. I. A cidade de Laodiceia1. Era uma cidade bancária e uma das mais ricas do mundo de então. Quando foi arrasada em 61 d.C. por um terremoto, ela recusou o auxílio do governo romano, tão rica e independente se sentia... “não preciso de cousa alguma” (3.17). Mas na verdade, era pobre (v.17).
  • 6. I. A cidade de Laodiceia2. Era um grande centro comercial, especialmente famosa pelas suas túnicas chamadas trimita, feitas da lustrosa lã preta das ovelhas da região. Orgulhando- se das túnicas que exportavam, os laodicenses não desconfiavam que estavam nus (v.17).
  • 7. I. A cidade de Laodiceia3. Era um grande centro médico, famoso especialmente por um unguento para os olhos feito de pófrígio misturado com óleo. Mandando o seu colírio pelo mundo afora, o povo de Laodiceia não desconfiava que era cego (v.17).
  • 8. II. A apresentação de Cristo (Ap 3.14)1. O Amém Cristo Se apresenta como o “Amém”. Essa palavra nos chega diretamente do hebraico, sem ser traduzida, e expressa algo que já é estabelecido e positivo. Ela nos fala portanto de uma estabilidade e autoridade absoluta.
  • 9. II. A apresentação de Cristo (Ap 3.14)2. O Princípio da criação Ele é o “Princípio da criação” – não o começo, não o primeiro a ser criado, mas a causa movedora, o dínamo da criação. Nas palavras de João 1.3 – “Todas as cousas foram feitas por intermédio dele, e, sem Ele, nada do que foi feito se fez”. Assim também Colossenses 1.15 fala de Cristo como o “primogênito de toda a criação”, declarando Sua posição e privilégio.
  • 10. III. As acusações de Cristo (Ap 3.15-17)1. Indiferentismo (Ap 3.15-16)2. Presunção (Ap 3.17)
  • 11. IV. O conselho de Cristo (Ap 3.18-19)1. Ricos, mas pobres2. Vestidos, mas nus3. De boa visão, mas cegos4. Compres de mim, disse Jesus, porque a. só de Cristo recebemos a fé viva, sem a qual estamos perdidos; b. só de Cristo recebemos as vestes brancas da Sua justiça; c. só por Ele podemos ter a unção do Espírito Santo.
  • 12. IV. O conselho de Cristo (Ap 3.18-19)1. Ricos, mas pobres2. Vestidos, mas nus3. De boa visão, mas cegos4. Compres de mim, disse Jesus, porque5. Repreensão e disciplina (Ap 3.9)
  • 13. V. O apelo de Cristo (Ap 3.20) Chegamos a um dos versículos mais usados em sermões. Basta ressaltar aqui apenas alguns aspectos dele. O primeiro, que nos estarrece, é que Cristo, o Senhor da Igreja, está à porta da igreja, mas do lado de fora!
  • 14. VI. A promessa de Cristo (Ap 3.21) Mesmo em uma igreja como a de Laodiceia, havia a possibilidade de alguém abrir a porta e entrar, mas como aquilo seria realmente uma coisa muito difícil, Cristo oferece ao vencedor uma das Suas mais extraordinárias promessas: “dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono”! Isso é, Ele promete ao vencedor participar com Ele no Seu reino Messiânico, participando assim de toda a Sua glória.
  • 15. Revisão e aplicação1. A minha igreja é fria, quente, ou morna? O que evidencia o estado dela?2. O que Jesus diria, diante da situação em que ela se encontra?3. O que minha igreja necessita adquirir com mais urgência? Ouro refinado, vestiduras brancas ou colírio?
  • 16. Conclusão A igreja em Laodiceia reflete tristemente o estado calamitoso de tantas igrejas da nossa época, igrejas com Cristo do lado de fora. Cristo está batendo à porta. Ele está pedindo entrada, e é o indivíduo que pode atender ao Seu apelo, é a ele que Cristo faz a Sua mais gloriosa promessa.
  • 17. Aplicações para hoje1. Por que ser “morno” é mais perigoso do que ser completamente “frio”? O que eu sou?2. Explicar as duas acusações que Cristo fez contra a igreja.3. Pensar no significado de “ouro refinado”, “vestiduras brancas” e “colírio” no v.18.