Lição 07 - Filadélfia a igreja missionária

3,901 views
3,589 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,901
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,134
Actions
Shares
0
Downloads
231
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lição 07 - Filadélfia a igreja missionária

  1. 1. FILADÉLFIA,A IGREJA MISSIONÁRIA
  2. 2. Alvo da lição O aluno será capaz desaber reconhecer que nada pode impedir a vontade do Senhor, mas que se não agirmos, perdemos oportunidades e galardões;sentir almejar ser vaso útil nas mãos do Senhor; agir decidir-se a não perder oportunidades para servir bem ao Senhor.
  3. 3. Introdução JESUS E AS SETE IGREJASÉfeso “o que tem nas mãos as sete estrelas” “o primeiro e o último, que esteve morto e tornouEsmirna a viver”Pérgamo “aquele que tem a espada afiada de dois gumes” ”que tem os olhos como chama de fogo e os pésTiatira semelhantes ao bronze polido” “aquele que tem os sete Espíritos de Deus e as seteSardes estrelas” “o santo, o verdadeiro, aquele que tema chave deFiladélfia Davi”
  4. 4. IntroduçãoCidade de Filadélfiaa.Filadélfia foi fundada no lugar onde hoje é a Turquia;b.a cidade ficava a 120 Km de Sardes;c.ela era a segunda cidade mais importante da Lídia;d.era uma cidade de grande prosperidade;e.imersa em idolatria, aderiu ao culto ao imperador;f.havia, em Filadélfia, grande número de templos pagãose festas religiosas.
  5. 5. Vocês acham que a nossa igreja é uma igreja missionária? Por que?O que demonstra que ela é/ou não missionária?
  6. 6. Como foi que Jesus se apresentou à Igreja de Filadélfia”? “O santo, o verdadeiro, o que tem a chave”.
  7. 7. I. As qualidades do Mestre (Ap 3.7)1. Seu carátera. Ele é Santob. Ele é verdadeiro2. Sua posiçãoTem a chave de Davi3. Seu poder“Todo o poder o Pai me deu”.4. Seu amor“Eis que os farei vir ... E conhecer que eu te amei” (Ap 3.9).
  8. 8. “Conheço as tuas obras - eis que tenhoposto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar - que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome” (Ap 3.8).
  9. 9. II. O caráter da igreja (Ap 3.8)1. Era uma igreja pequena “tens pouca força”2. Era uma igreja leal3. Era uma igreja missionária
  10. 10. Aplicações para hojeTodo crente, como toda igreja, tem umaporta aberta, a oportunidade de servir.
  11. 11. II. O caráter da igreja (Ap 3.8)1. Era uma igreja pequena “tens pouca força”2. Era uma igreja leal3. Era uma igreja missionária a. A porta aberta pode ser a porta da oração, lembrando que todo despertamento espiritual, todo avivamento na igreja sempre começou com a oração, desde o dia de Pentecostes até hoje.
  12. 12. II. O caráter da igreja (Ap 3.8)1. Era uma igreja pequena “tens pouca força”2. Era uma igreja leal3. Era uma igreja missionária b. A porta aberta pode ser a porta de ir, pois não pode haver missão sem missionário (Rm 10.14), e não há maior privilégio do que ser chamado para proclamar o Evangelho de Jesus Cristo.
  13. 13. II. O caráter da igreja (Ap 3.8)1. Era uma igreja pequena “tens pouca força”2. Era uma igreja leal3. Era uma igreja missionária c. A porta aberta pode ser a porta do sustento (Rm 10.15), pois o obreiro precisa daqueles que possibilitam a sua ida, daqueles que lhe enviam o sustento.
  14. 14. II. O caráter da igreja (Ap 3.8)1. Era uma igreja pequena “tens pouca força”2. Era uma igreja leal3. Era uma igreja missionária4. Era uma igreja “Filadelfos”
  15. 15. “Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e nãosão, mas mentem, eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei” (Ap 3.9).
  16. 16. III. O alcance da promessa (Ap 3.8-12)1. Uma porta aberta (Ap 3.8)2. Herdeiros da promessa (Ap 3.9)3. Aqueles que guardam serão guardados (Ap 3.10)4. A vinda de Cristo e o galardão (Ap 3.11)5. A coluna do Santuário (Ap 3.12) a. o Nome de Deus, para que todos soubessem que pertenciam a Ele (Nm 6.27);
  17. 17. III. O alcance da promessa (Ap 3.8-12)1. Uma porta aberta (Ap 3.8)2. Herdeiros da promessa (Ap 3.9)3. Aqueles que guardam serão guardados (Ap 3.10)4. A vinda de Cristo e o galardão (Ap 3.11)5. A coluna do Santuário (Ap 3.12) b. o nome da cidade, que fala da dádiva de cidadania celeste ao fiel;
  18. 18. III. O alcance da promessa (Ap 3.8-12)1. Uma porta aberta (Ap 3.8)2. Herdeiros da promessa (Ap 3.9)3. Aqueles que guardam serão guardados (Ap 3.10)4. A vinda de Cristo e o galardão (Ap 3.11)5. A coluna do Santuário (Ap 3.12) c. “o meu novo nome” – o povo de Filadélfia sabia o que era ter um novo nome.
  19. 19. Revisão e aplicação1. Por que a igreja em Filadélfia, mesmo pequena, conseguiu realizar sua obra missionária?2. Se a igreja quase não tinha forces, o que ela teria para guardar e conservar, conforme Jesus recomendou?3. Que sentido terá para a Igreja hoje, a expressão: “coluna no templo de meu Deus”?
  20. 20. Conclusão Essa carta nos apresenta a Igreja ideal, a Igreja amada por Cristo e louvada por Ele. Ela nos mostra que uma igreja pode ser realmente missionária, mesmo sendo pequena e sem grandes recursos materiais. A promessa dada a essa igreja deve ser um grande incentivo a nós, individualmente e como igreja.

×