Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
1
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
2
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
3
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
4
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
5
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
6
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
7
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
8
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
9
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTITU...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
10
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
11
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
12
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
13
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
14
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
15
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
16
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
17
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Sérgio Nuno Gonçalves
Nº18
18
Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA)
Tecnologias de Informação e Comunicação
INSTIT...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O significado da cor cultura_europeia_

704 views
540 views

Published on

O significado da cor cultura_europeia_

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
704
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O significado da cor cultura_europeia_

  1. 1. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 1 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP A COR E O SEU SIGNIFICADO NA CULTURA EUROPEIA
  2. 2. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 2 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP INTRODUÇÃO Este trabalho tem como tema a “A Cor e o seu Significado na Cultura Europeia”. O trabalho foi desenvolvido no âmbito do curso de Tecnologias de Informação e Comunicação do Instituto de Emprego e Formação Profissional, no módulo de Design Comunicação e Multimédia, ministrado pelo formador Sr. Arquiteto Pereira. Iniciei o trabalho pela definição de cor, a utilização do termo cor em diversos contextos do quotidiano, bem como, a diferenciação entre cores quentes e cores frias. Posteriormente abordei o significado das cores de um modo geral e finalmente o significado das cores na cultura europeia. Dei maior importância às cores principais, nomeadamente: Amarelo, Azul, Branco, Preto, Verde e Vermelho. Para a realização deste trabalho pesquisei informação em diversos sites na Internet e consultei o livro: “Dicionário das Cores do nosso tempo - Simbólica e Sociedade.” Utilizei diversas imagens ao longo do trabalho, de forma a ser mais fácil explicar o que pretendia transmitir.
  3. 3. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 3 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DEFINIÇÃO DE COR A Cor é a impressão que a luz refletida ou absorvida pelos corpos produz nos olhos. A cor branca representa as sete cores do espetro: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta. A cor preta é a inexistência de cor ou ausência de luz. A cor de um material é determinada pelas médias de frequência dos pacotes de onda que as suas moléculas constituintes refletem. Um objeto terá determinada cor se não absorver justamente os raios correspondentes à frequência daquela cor. Assim, um objeto é vermelho se absorve preferencialmente as frequências fora do vermelho. A cor é relacionada com os diferentes comprimentos de onda do espectro eletromagnético. São percebidas pelas pessoas, em faixa específica (zona do visível), e por alguns animais através dos órgãos de visão, como uma sensação que nos permite diferenciar os objetos do espaço com maior precisão. Figura 1 – Cores do Espectro visível
  4. 4. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 4 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP O termo "cor" é aplicado em diferentes contextos, uma vez que pode-se referir à cor do cabelo, à cor dos olhos ou mesmo à cor da pele. A palavra “ cor” surge em diversas expressões populares, nomeadamente: - "Dar cor à vida" – refere-se a uma mudança de atitude de alguém que deseja viver mais intensamente, com mais alegria; - "Cor de burro quando foge" - significa uma cor indefinida; - "Não ver a cor do dinheiro" – significa estar sem dinheiro. As cores podem se diferenciar em cores quentes e cores frias. As cores quentes são associadas ao sol e ao fogo, nomeadamente: amarelo, laranja e vermelho. Estas cores são aquelas que nos transmitem a sensação de calor. As cores frias são associadas à água, ao gelo, ao céu, e às árvores: violeta, azul e verde. Estas cores são aquelas que nos transmitem a sensação de frio. Figura 2 – Cores quentes e cores frias
  5. 5. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 5 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP SIGNIFICADO DAS CORES As cores são cheias de valor simbólico, por exemplo as roupas de bebés, nomeadamente, a cor azul para os meninos e o rosa para as meninas e ainda a cor amarela quando não se sabe o sexo. Mesmo no mundo moderno, onde crenças supersticiosas em grande parte desapareceram na luz dos conhecimentos científicos, muitas cores mantiveram associações antigas. A maioria das pessoas sabe que as noivas devem usar branco, que “ver vermelho” significa estar com raiva, e que se pode sentir “verde de inveja”. Mas a aprendizagem dessas conotações requer um olhar para trás, para as crenças e práticas dos antigos. As cores têm diferentes significados consoante a cultura. Por exemplo a cor Vermelho na Europa significa: amor, paixão, perigo, excitação, enquanto que no Japão significa a vida e na índia significa a Pureza, ou seja, coisas completamente distintas. Já a cor Rosa, na Europa significa o sexo feminino, a cor feminina, bebés meninas, enquanto que na Coreia significa a confiança e no Japão é uma cor popular para ambos os sexos. Figura 3 – Cores: Branco, Verde, Amarelo, Preto, Vermelho e Azul
  6. 6. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 6 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP SIGNIFICADO DAS CORES NA CULTURA EUROPEIA Amarelo Na Cultura Europeia - o Amarelo é a cor: 1. Cor da luz e do calor: A mais luminosa das cores; pinta-se de amarelo aquilo que tem que se ver bem (bolas de ténis); Nos seus desenhos, as crianças pintam a luz sempre de amarelo (portas ou janelas iluminadas); Cor do sol, das férias, ligadas aos tempos livres. 2. Cor da prosperidade e da riqueza: Antigamente, as espigas de trigo, os cereais, símbolos de riqueza; O ouro, os tesouros, as moedas. Assimilação amarelo/ouro; Camisola amarela do primeiro classificado na Volta à França (na origem deste amarelo está o do jornal "L'Auto, que organiza a competição). 3. Cor da alegria, da energia: Gostos das crianças pela a cor amarela; Medicamentos tónicos fortificantes: de cor amarela ou alaranjada. Figura 4 – A cor Amarelo e os seus significados
  7. 7. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 7 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Azul Na Cultura Europeia - o Azul é a cor: 1. Cor preferida de mais metade da população da europa: Números estáveis desde da última guerra. Sempre azul (50%) à frente do verde (20%) e do vermelho (menos de 10%). 2. Cor modo infinito, do longínquo, do sonho: O que é azul parece estar longe. O céu, o horizonte, o ar são azuis; Cor do romantismo; Cor da evasão. O azul acalma: pinta-se de azul as camas dos hospitais; Nas embalagens de medicamentos, os calmantes e o soníferos têm a ver com a cor azul. 3. Cor da fidelidade, do amor, da fé: O azul, cor do amor fiel (por oposição ao verde, cor do amor infiel); Cor da paz. Portanto, cor das grandes instituições internacionais: O.N.U., U.N.E.S.C.O., Conselho da Europa. Bandeiras azuis na maior parte dos grandes organismos internacionais (é o que há de mais neutro e da mais pacifico); O azul marinho do século XX, que substitui em muitas utilizações o preto do século XIX: fatos dos militares, dos polícias, dos desportistas, dos bombeiros, dos religiosos, etc. O azul-marinho tornado a cor da civilização da europa. Figura 5 – A cor Azul e os seus significados
  8. 8. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 8 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Branco Na Cultura Europeia - o Branco é a cor: 1. Da pureza, da castidade, da virgindade, da inocência: Vestes eclesiásticas brancas, cor litúrgica; Vestes de batismo, vestido de casamento (branco somente a partir do século XIX). Em Roma, fato branco dos “candidatos”; Brancura do Cordeiro, das virgens, das vestais. 2. Cor da higiene, da limpeza, do frio, do que é estéril: Higiene: os sabões, as lixivias, são brancas; Lençóis, roupa interior, tecidos que tocam o corpo foram, durante séculos, de cor branca. Cor do frio, da neve, do Norte; Frigorífico. Eletrodomésticos que conservem ou lavem. Cozinhas, casas de banho, prioridade para a cor branca. 3. Cor da simplicidade, da descrição, da paz: Hierarquia dos códigos de cores: o branco assinala sempre o mais fácil (judo, esqui). Cinto branco, pista branca; Descrição, neutralidade, Bandeira branca. Ideia de paz (e de renúncia). 4. Cor da sabedoria e da velhice: Cabelos brancos, pessoas idosas, cor dos velhos sábios, dos sábios loucos, dos druidas, dos mágicos. 5. Cor da aristocracia, da monarquia: O branco, cor do rei. Os partidos realistas. A bandeira branca na França do século XIX; Elegância dos fatos brancos. Camisa branca; Colarinhos brancos na indústria (por oposição aos “colarinhos azuis”).
  9. 9. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 9 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP 6. Ausência de cor: Os fantasmas, as aparições. A morte; O medo, a inquietação; O grau zero da cor. A oposição preta e branco/cores. 7. Cor do divino: O branco, cor das pessoas divinas, dos anjos; A eternidade, o paraíso; A felicidade. Figura 6 – A cor Branco e os seus significados
  10. 10. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 10 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Preto Na Cultura Europeia - o Preto é a cor: 1. Morte:  Inferno, diabo, trevas;  Luto, rituais funerários: fatos e tecidos negros;  Cor da infelicidade. 2. Da falta, do pecado, da desonestidade:  Contrário do branco, símbolo da pureza e da virginidade, cor daquilo que está sujo e manchado (sujuidade, poeira);  Cor do ódio, Bandeira preta. Anarquia. “Camisas negras”. Violência, fascismo, totalitraismo;  Punição, prisão, quarto escuro. 3. Da tristeza, da solidão, da melancolia:  Pensamentos negros, sombrios. Ideias negras. Remoer coisas negras;  Adolescentes que gostam do preto (a moda na roupa);  Cor das pessoas idosas, da velhice, do fim (enquanto o branco é a cor dos começos);  Cor do medo. Filme negro. Romance negro. Atmosfera negra. 4. Cor da austuridade, da renúncia, da religião:  Fatos eclesiáticos (seculares, regulares). Os corvos;  Cor da humilidade, da modéstia, da temperança;  Austuridade protestante;  Cor da fé, da beatice.
  11. 11. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 11 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP 5. Cor da elegância e da modernidade:  O fato preto, a gravata preta, o vestido preto;  Os fatos de cerminónia. Os objectos de luxo. Profundidade e riqueza;  Os artistas gostam do preto (ou do preto e branco). Designa, vanguarda, etc. Embrulhos e embalagens refinadas. 6. Cor da autoridade:  Árbitos de desporto, juízes, vigilantes;  Antigamente: militares, bombeiros, policias. Figura 7 – A cor Preto e os seus significados
  12. 12. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 12 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Verde Na Cultura Europeia - o Verde é a cor: 1. Do destino, da dita e da desdira, da fortuna do dinheiro, do acaso, da esperança: A esmeralda, que traz felicidade ou infelicidade; Os panos de jogos de cartas e de jogos de casinos, a “língua verde” que é originalmente a dos jogadores de cartas; A supertição que rodeia a cor verde: mulheres que nunca vestiram um vestido verde ( ou usarim uma esmeralda); actores que não querem vestir-se de verde em cena; Planos verdes dos conselhos de administração. 2. Cor da natureza, da ecologia, da higiene, da saúde, da frescura: Os vegestais, os legumes verdes, a dietica; A caça, os fatos de caça; Os “espaços verdes”, os “pulmões verde do meio urbano. Figura 8 – A cor Verde e os seus significados
  13. 13. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 13 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Vermelho Na Cultura Europeia - o Vermelho é a cor: 1. Por excelência, ou seja, a mais bela das cores: Sinonímia entre vermelho e colorido em muitas línguas: noutras, entre vermelho e bonito ( em russo, por exemplo); Durante muito tempo, um vestido bonito, um ojecto bonito forma vermelhos; História da tinturaria: até ao século XVIII, era na gama dos vermelhos que a tintura ocidental obtinha os melhores resultados, as cores mais vivas, mais estáveis e mais diversificadas. 2. Cor do signo, do sinal, da marca: Assinalar a vermelho (charuto das tabacarias). Marcar a tinta vermelha; Corrigir com caneta vermelha (as cópias dos alunos); Controlar, verificar a vermelho; Atrair pelo vermelho nas vendas e na publicidade (preços de saldo ou promoções). 3. Cor do perigo e da proibição: Na sinalização da estrada, ferroviária, marítima, área: vermelho= perigo; Vermelho=não passar. A luz vermelha dos semáforos; Linha vermelha, telefone vermelho, piscar alerta. Zona vermelha; A bandeira vermelha (originalmente, assinala um perigo e manda a multidão dispersar); Medicamentos: "Não ultrapassar a dose prescrita" (escrito a vermelho). 4. Cor do amor e do erotismo: Cor da paixão e dos seus perigos; Cor da atração e da sedução (vermelho nos lábios, acessórios); Cor das prostitutas. Mitiologia das mulheres russas; Cor dos pecados, especialmente dos pecados da carne; Roupa interior vermelha= roupa interior que convida á devassidão.
  14. 14. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 14 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP 5. Cor do dinamismo e da criatividade: Uma cor que mexe, que atrai, que parece estar próxima (contrariamente ao azul, que parece estar longe); O vermelho que aguça o apetite (aperitivos vermelhos). 6. Cor da alegria e da infância: Gosto das crianças pelo vermelho, cor lúdica. Bolas e brinquedos vermelhos; Preferência das crianças pelos frutos vermelhos, os doces vermelhos, os açúcares e bombons vermelhos; Roupa vermelha para as crianças. Bonés, cachecóis, luvas, etc. 7. Cor do luxo e da festa: A cor mais nobre, na Idade Média. Vestir de vermelho está reservado, por certas sumptuárias, para a aristocracia, preço elevado dos corantes vermelhos; A antiga púrpura. Vermelho, cor imperial; O Vermelho, cor da desta: presentes, decorações, embrulhos; Na sociedade rural, quando uma mulher veste o seu melhor vestido (para se casar, por exemplo), é um de vestido vermelho que veste (até ao século XIX). 8. Cor do sangue: A Cruz Vermelha. As cruzes das farmácias (em Itália). Os pensos, o mercurocromo. Tratar o sangue que corre; Cor da guerra. Até ao século XIX, muitos uniformes militares são vermelhos; O sangue das mulheres. Tabus, menstruações. Etc; O sangue de Cristo. O vermelho cristológico. Cor litúrica; O sangue derramando. Os crimes de sangue. A justiça a vermelho; O carrasco vestido de vermelho; 9. Cor do fogo: Os bombeiros, as bocas de incêndio, os extintores, os carros dos bombeiros (reais e de brincadeira); O fogo do Espírito Santo. O Pentecostes; As chamas do Inferno (vermelho tomado negativamente).
  15. 15. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 15 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP 10. Cor da matéria e do materialismo: Presença do vermelho, forte, próxima, de peso. O que é vermelho está aqui e não ao longe; Materialismo, comunismo. Vermelhos políticos ; Os animais não conseguem ver a cor vermelha com excepção dos primatas (macacos). Figura 9 – A cor Vermelho e os seus significados Laranja Na Cultura Europeia - o Laranja é a cor: 1. Outono, criatividade, Colheita, Frutas Cítricas; 2. A cor menos popular; 3. Cor da Holanda. Figura 10 – A cor Laranja e os seus significados
  16. 16. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 16 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP Violeta - Roxo Na Cultura Europeia - o Violeta – Roxo é a cor: 1. Da Realeza e da espiritualidade. Figura 11 – A cor Violeta - Roxo e os seus significados Rosa Na Cultura Europeia - o Rosa é a cor: 1. Feminina, das mulheres; 2. Juventude, fragilidade, encantamento, amizade. Figura 12 – A cor Rosa e os seus significados
  17. 17. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 17 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP CONCLUSÃO Este trabalho teve como tema o significado da cor na cultura europeia. Gostei muito de realizar este trabalho, uma vez que fiquei a conhecer o significado das cores na cultura europeia. Percebi também que uma mesma cor, tem significado diferentes em cada parte do mundo. Por exemplo, a cor vermelha na Europa significa a paixão o perigo, a excitação, enquanto que no Japão por exemplo significa a vida e por mais estranho que pareça na na índia significa a Pureza, ou seja, coisas completamente distintas.
  18. 18. Sérgio Nuno Gonçalves Nº18 18 Curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) Tecnologias de Informação e Comunicação INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP BIBLIOGRAFIA  Livro da Teoria da Arte, Autor: Michel Pastoureau: Título da obra: “Dicionário das Cores do nosso tempo - Simbólica e Sociedade”;  http://www.andrebuzzo.com.br/o-significado-das-cores/#.U7AxJmBOVVc;  http://www.slideshare.net/BetoLima/o-significado-da-cores.

×