Your SlideShare is downloading. ×
A razão áurea apresentação 1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A razão áurea apresentação 1

137
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
137
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DESIGN Desde a Pré-história, o ser humano tem procurado maneiras de representar visualmente ideias e conceitos, guardar conhecimento graficamente, dar ordem e clareza à informação. Ao longo dos anos essas necessidades têm sido supridas por escribas, impressores e artistas.
  • 2. DESIGN O design gráfico é a arte de criar ou seleccionar determinadas marcas, para comunicar uma ideia. As imagens gráficas são mais do que ilustrações descritivas da realidade ou imaginadas, são signos cujo contexto lhes dá um sentido especial e cuja disposição lhes pode conceder um novo significado.
  • 3. DESIGN As funções do design são: Identificar – Um hotel, o logótipo de uma empresa, marca de um construtor,….
  • 4. DESIGN As funções do design são: Informar e instruir - indica a relação de uma coisa com outra, um mapa, uma sinalização,……
  • 5. DESIGN As funções do design são: Apresentar e promover – posters, anúncios e promoções,……
  • 6. DESIGN “Multimédia é qualquer combinação de texto, arte gráfica, som, animação e vídeo apresentada ao utilizador por um computador ou por outro meio electrónico” (Vaughan, 1996).
  • 7. As proporções do Homem Homem de Vitrúvio Face, do queixo ao topo da testa = 1/10 da altura do corpo. Palma da mão, do pulso ao topo do dedo médio: = 1/10 da altura do corpo. Cabeça, do queixo ao topo: = 1/8 da altura do corpo. Base do pescoço às raízes do cabelo: = 1/6 da altura do corpo. Meio do peito ao topo da cabeça: = 1/4 da altura do corpo. Pé: = 1/6 da altura do corpo. Largura do peito: = 1/4 da altura do corpo. Largura da palma da mão: = quatro dedos. Largura dos braços abertos: -> altura do corpo. Umbigo: = centro exacto do corpo. Base do queixo à base das narinas: = 1/3 da face. Nariz, da base às sobrancelhas: = 1/3 da face. Orelha: = 1/3 da face. Testa: = 1/3 da face.
  • 8. As proporções do Homem Proporção Áurea
  • 9. As proporções do Homem Rectângulo Áureo
  • 10. As proporções do Homem Rectângulo Áureo Os gregos já usavam o retângulo áureo nas suas construções mais importantes. Partenon
  • 11. As proporções do Homem Pirâmides do Egipto
  • 12. As proporções na Natureza Semente de girassol – A proporção em que aumenta o diâmetro das espirais de sementes de um girassol é a razão áurea.
  • 13. As proporções na Natureza As próprias folhas de certas plantas. Exemplo: Bromelia
  • 14. As proporções na Natureza Concha do nautilus – A proporção em que cresce o raio do interior da concha. Este molusco bombeia gás para dentro de sua concha repleta de câmaras para poder regular a profundidade de sua flutuação.
  • 15. Razão Áurea Na Arquitectura
  • 16. Na Arquitectura Razão Áurea
  • 17. Na Arquitectura Razão Áurea
  • 18. Razão Áurea Chaise longue, Le Corbusier
  • 19. Razão Áurea Cadeira de Mies Van Der Rohe
  • 20. Razão Áurea Cadeira Barcelona de Mies Van Der Rohe
  • 21. Razão Áurea Beetle De Jay mays, Freeman Thomas e Peter Schreyer
  • 22. Razão Áurea Beetle De Jay mays, Freeman Thomas e Peter Schreyer
  • 23. Razão Áurea
  • 24. Razão Áurea
  • 25. Razão Áurea
  • 26. Razão Áurea
  • 27. Razão Áurea
  • 28. Razão Áurea
  • 29. Razão Áurea
  • 30. A MEMÓRIA DESCRITIVA A memória descritiva é um conjunto de informações destinadas a informar e a clarificar o cliente sobre o trabalho a produzir; Esta informação deve ser clara e objectiva, de modo a que o destinatário a possa descodificar e visualizar. DESIGN
  • 31. A MEMÓRIA DESCRITIVA A MEMÓRIA DESCRITIVA DEVE SER COMPOSTA POR: INTRODUÇÃO Aqui, é feita uma explicação sobre o objecto alvo, a sua história, função e uso, etc. , assim como o conceito aplicado na concepção do documento. DESENVOLVIMENTO Contempla uma descrição detalhada do raciocínio que condicionou as escolhas, como, o formato, a hierarquia da informação, fontes, cores, formas, funcionalidades, etc.. DESIGN
  • 32. A MEMÓRIA DESCRITIVA A MEMÓRIA DESCRITIVA DEVE SER COMPOSTA POR: CONCLUSÃO A conclusão, geralmente, refere-se ao processo de implementação do produto, como por exemplo: Impressão, produção, distribuição, afixação, etc.. DESIGN
  • 33. LOGOTIPO LOGOTIPO - é uma representação gráfica que identifica uma organização. O logotipo identifica, é uma assinatura institucional. Serve para identificar e personalizar uma instituição ou uma empresa. DESIGN
  • 34. LOGOTIPO DESIGN
  • 35. LOGOTIPO DESIGN

×