Os ecossistemas

55,130 views

Published on

Relações bióticas estabelecidas nos ecossistemas.
http://geologiabiologia.blogspot.com

Published in: Education
2 Comments
38 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
55,130
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
23,931
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
38
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Os ecossistemas

  1. 1. Interacções seres vivos - ambiente
  2. 3. <ul><li>A ecologia é o estudo dos ecossistemas. A tarefa da ecologia é compreender as interacções entre os seres vivos e o ambiente e quais as suas consequências; </li></ul><ul><li>Os ecólogos são cientistas que se dedicam ao estudo da ecologia. Podem estudar organismos individualmente, florestas ou lagos ou mesmo o Sistema Terra. Estudam os seres vivos e os factores do meio, directamente no campo ou no laboratório, recorrendo a diversas tecnologias. </li></ul>
  3. 5. <ul><li>Um ecossistema é o conjunto formado pelos seres vivos que vivem numa determinada área, pelo meio que ocupam e pelas interacções que entre eles estabelecem: </li></ul><ul><ul><ul><li>Componentes abióticos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Componentes bióticos </li></ul></ul></ul><ul><li>Componentes abióticos constituem o ambiente ou o meio físico-químico; </li></ul><ul><li>Componentes bióticos são os organismos e as interacções que estabelecem entre si. </li></ul>
  4. 6. <ul><li>Ecossistema é o conjunto formado pela comunidade, pelo biótico e pelas interacções que se estabelecem entre eles; </li></ul><ul><li>Biótipo é o território onde vive uma comunidade; </li></ul><ul><li>Comunidade é o conjunto de seres vivos de um ecossistema; </li></ul><ul><li>Espécie é o conjunto de todos os seres vivos semelhantes que se cruzam entre si originando descendência fértil; </li></ul><ul><li>População é o conjunto de seres vivos da mesma espécie que vivem numa determinada área e num determinado local. </li></ul>
  5. 8. <ul><li>Temperatura; </li></ul><ul><li>Luz; </li></ul><ul><li>Água; </li></ul><ul><li>Salinidade; </li></ul><ul><li>Solo. </li></ul>
  6. 9. <ul><li>Existem dois tipos de animais quanto à sua temperatura corporal: </li></ul><ul><ul><ul><li>Poiquilotérmicos são os animais de temperatura variável (a sua temperatura varia conforme a temperatura ambiente); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Homeotérmicos são animais de temperatura constante (a sua temperatura não varia com a temperatura ambiente). </li></ul></ul></ul>
  7. 10. <ul><li>Revestimento corporal: </li></ul><ul><ul><ul><li>Ambientes quentes: extremidades corporais de grandes dimensões para perderem o calor em excesso e revestimento de escamas para protecção do calor excessivo do meio ambiente; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ambientes frios extremidades de pequenas dimensões para não perder o calor e revestimento com grande quantidade de gordura para protecção do frio excessivo do meio ambiente. </li></ul></ul></ul>
  8. 11. <ul><li>Adaptações corporais : </li></ul><ul><ul><ul><li>Hibernação é quando alguns animais não se mantêm activos a baixas temperaturas, acabando por entrar num estado de dormência; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estivação é quando alguns animais não se mantêm activos a altas temperaturas, entrando num estado de dormência; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Migração é quando alguns animais se deslocam para locais com temperaturas mais elevadas. </li></ul></ul></ul>
  9. 12. <ul><li>Plantas de folha caduca são plantas que perdem as folhas em determinadas épocas do ano; </li></ul><ul><li>Plantas de folha persistente são plantas que não perdem totalmente todas as folhas; </li></ul><ul><li>Redução às partes subterrâneas são como alguns exemplos os rizomas, os tubérculos e os bolbos. </li></ul>
  10. 13. <ul><li>A luz influência a distribuição das plantas nos vários estados; </li></ul><ul><li>O fototropismo é o movimento das plantas em direcção à luz, para que a planta possa absorver maior quantidade de luz; </li></ul><ul><li>A luz influência a morfologia das folhas – folhas largas para aumentar a superfície de absorção; </li></ul><ul><li>O fotoperíodo é o número de horas de luz durante um dia; </li></ul><ul><li>A floração depende do fotoperíodo: </li></ul><ul><ul><ul><li>Plantas de dia curto: florescem quando o fotoperíodo é pequeno; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Plantas de dia longo: florescem quando o dia é longo; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Plantas neutras: a floração não é afectada pelo fotoperíodo. </li></ul></ul></ul>
  11. 14. <ul><li>Migrações; </li></ul><ul><li>Hibernações; </li></ul><ul><li>Cor da pelagem (mais clara no Inverno e mais escura no Verão); </li></ul><ul><li>Distribuição dos animais na coluna de água nos oceanos; </li></ul><ul><li>Produção da vitamina D; </li></ul><ul><li>Regulação dos ciclos reprodutivos através do fotoperíodo; </li></ul><ul><li>A fototaxia descreve a forma como os organismos se movimentam activamente em relação à luz: </li></ul><ul><ul><ul><li>Positiva se o movimento for em direcção à luz; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Negativa se o movimento for contrário. </li></ul></ul></ul>
  12. 15. <ul><li>Adaptações das plantas ao clima seco: </li></ul><ul><ul><ul><li>Caules carnudos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Raízes extensas e à superfície; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Folhas reduzidas a espinhos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cutícula espessa. </li></ul></ul></ul><ul><li>Adaptações dos animais ao clima seco: </li></ul><ul><ul><ul><li>Diminuição da produção de urina; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Actividade nas horas menos quentes para reduzir a transpiração; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Impermeabilização do corpo. </li></ul></ul></ul>
  13. 16. <ul><li>O solo é uma mistura complexa de material rochoso alterado, minerais, matéria orgânica, água e ar; </li></ul><ul><li>Características dos solos mais férteis: </li></ul><ul><ul><ul><li>São ricos em húmus, tem boa capacidade de reter a água, contém sais minerais e são arejados. </li></ul></ul></ul><ul><li>O solo desempenha quatro funções essenciais: </li></ul><ul><ul><ul><li>Suporta o crescimento vegetal, proporcionando o meio para o desenvolvimento das raízes e fornecendo água e nutrientes para as plantas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Recicla resíduos e tecidos mortos, animais e vegetais, tornando de novo disponíveis os elementos constituintes; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fornecem nichos ecológicos onde vivem milhões de seres vivos, desde pequenos mamíferos a fungos e a bactérias; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Controlam o movimento e a qualidade da água. </li></ul></ul></ul>
  14. 17. <ul><li>Interacções intra-específicas: </li></ul><ul><ul><ul><li>Interacções/relações entre seres vivos da mesma espécie; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Podem ser relações favoráveis ou desfavoráveis aos seres em questão. </li></ul></ul></ul><ul><li>Interacções interespecíficas: </li></ul><ul><ul><ul><li>Interacções/relações entre os seres vivos de espécies diferentes; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Podem ser relações favoráveis ou desfavoráveis aos seres vivos em questão. </li></ul></ul></ul>
  15. 18. <ul><li>Muito benéfico para os seres vivos (+;+); </li></ul><ul><li>Baseada, principalmente, nos laços de parentesco; </li></ul><ul><li>Desde entre apenas um casal de seres vivos até um grande conjunto de seres vivos; </li></ul><ul><li>Quando a cooperação envolve muitos seres vivos em conjunto, podem se formar colónias ou sociedades; </li></ul><ul><li>As colónias são agrupamentos de seres vivos da mesma espécie que cooperam entre si mas não estabelecem hierarquias; </li></ul><ul><li>As sociedades são agrupamentos de seres vivos da mesma espécie que cooperam entre si e estabelecem hierarquias. </li></ul>
  16. 20. <ul><li>Luta entre dois seres vivos por um mesmo objectivo: fêmea, alimento ou território; </li></ul><ul><li>Pelo menos um dos seres vivos sai prejudicado; </li></ul><ul><li>O canibalismo é um caso especial desta relação biótica intra-específica; um dos seres vivos alimenta-se do outro. </li></ul>
  17. 22. <ul><li>É uma relação com benefício para um do seres vivos (predador) em que o outro (presa) é prejudicado; </li></ul><ul><li>O predador mata a presa para se alimentar. </li></ul>
  18. 24. <ul><li>É uma relação na qual um dos seres vivos intervenientes beneficia (comensal) e o outro não é afectado. </li></ul>
  19. 26. <ul><li>É uma relação na qual um dos seres vivos intervenientes é prejudicado e o outro não é afectado. </li></ul>
  20. 28. <ul><li>É uma relação em que ambos os seres vivos intervenientes beneficiam e são largamente dependentes um do outro, embora possam também sobreviver de forma independentes; </li></ul><ul><li>A simbiose é quando associação é obrigatória e indissociável, isto é, a sobrevivência de ambas as espécies só é garantida se permanecerem intimamente ligadas. </li></ul>
  21. 30. <ul><li>É uma relação na qual um dos seres vivos intervenientes é beneficiado (parasita) e o outro (hospedeiro) é prejudicado; </li></ul><ul><li>O parasita, de menor dimensão, alimenta-se à custa do hospedeiro. No entanto, da relação de parasitismo não resulta a morte imediata do hospedeiro. </li></ul>
  22. 32. <ul><li>O afectivo populacional é o número de indivíduos de uma população e depende de: </li></ul><ul><ul><ul><li>Natalidade – número de nascimentos na população; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Imigração – número de indivíduos que chegam à população; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mortalidade – número de óbitos na população; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Emigração – número de indivíduos que abandonam a população. </li></ul></ul></ul>
  23. 33. <ul><li>Trabalho realizado por: </li></ul><ul><li>Ana Maria Costa </li></ul><ul><li>8ºB, Nº6 </li></ul><ul><li>Dezembro de 2008 </li></ul>Colégio Nossa Senhora da Boavista

×