Your SlideShare is downloading. ×
Inovação no SENAIsc em Jaraguá do Sul: produtos e serviços para aumentar a competitividade da indústria Catarinense
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Inovação no SENAIsc em Jaraguá do Sul: produtos e serviços para aumentar a competitividade da indústria Catarinense

480
views

Published on

Inovação no SENAIsc em Jaraguá do Sul: produtos e serviços para aumentar a competitividade da indústria Catarinense - Palestrante: Msc. Michael Eberle Siemeintcoski – SENAIsc / Brasil.

Inovação no SENAIsc em Jaraguá do Sul: produtos e serviços para aumentar a competitividade da indústria Catarinense - Palestrante: Msc. Michael Eberle Siemeintcoski – SENAIsc / Brasil.


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
480
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MENDES, Luis Augusto Lobão. Criando bases para o futuro, 2012. Seminário Anual PAEX-SC. FDC.
  • 2. MENDES, Luis Augusto Lobão. Criando bases para o futuro, 2012. Seminário Anual PAEX-SC. FDC.
  • 3. Cenário Internacional de Competitividade
  • 4. Brasil na Competitividade Global Economia baseada em Economia baseada em Economia baseada em Transição Transição fatores de produção eficiência capacidade de inovação0 2.000 3.000 9.000 17.000 PIB Per capita (US$/ano) 38 Países 25 Países 29 Países 15 Países 32 Países India Angola Brasil Australia China Chile USA Canada Bolivia Paraguai México, Rússia Taiwan França Nigeria Venezuela África do Sul Polônia Alemanha Reino UnidoFonte : 2010 Fórum Econômico Munidal – Relatório da Competitividade Global 2010 – 2011
  • 5. Intensidade global de investimentos em P&D % do PIB, último anodisponível por país 71% 71% 75% 45% 74% 0,00% - 0,25% 0,26% - 0,50% 0,51% - 1,00% 1,01% - 2,00% Acima de 2,01% + Foco em países de Dados não disponíveis referência Share do setor privado [2007]Fonte: Unesco; Roland Berger Strategy Consultants 7
  • 6. Cenário da InovaçãoDados do Modelo Chinês
  • 7. Cenário da InovaçãoModelo Brasileiro X Modelo Alemão
  • 8. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Brasileiro
  • 9. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Brasileiro
  • 10. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Brasileiro
  • 11. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Alemão
  • 12. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Alemão
  • 13. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Alemão
  • 14. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Brasileiro
  • 15. Cenário Nacional da InovaçãoModelo Alemão
  • 16. O QUE FAZER PARAMELHORAR ACOMPETITIVIDADE? Melhorar a infraestrutura Disseminar a cultura de propriedade intelectual Enfatizar a formação de recursos humanos qualificados Aprimorar o marco legal de apoio à inovação e centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de empresas estrangeiras Internacionalização das empresas brasileiras e de P&D no exteriorFonte: Mobilização Empresarial pela Inovação
  • 17. O QUE FAZER PARAMELHORAR ACOMPETITIVIDADE? Articulação entre a política de inovação e a política de comércio exterior Inovação e P&D para PMEs Apoiar projetos estruturantes e P&D em grande escala Programas setoriais de inovação Projetos de P&D pré-competitivosFonte: Mobilização Empresarial pela Inovação
  • 18. ESTRATÉGIAS DO SENAI Tecnologia e Inovação
  • 19. Estratégias do SENAI Duplicação da quantidade de vagas em educação profissional Educação Criação de uma rede de Institutos SENAI de profissional e Inovação (ISI) tecnológica Expansão da rede deserviços por intermédio dacriação de Institutos SENAI Programa SENAI de de Tecnologia (IST) apoio à competitividade industrial Serviços técnicos e Geração de tecnológicos inovação
  • 20. INSTITUTO SENAI DEINOVAÇÃOEspecialização em áreasde conhecimentos transversaisEstrutura física orientadaa serviços avançadosPesquisa aplicada aossetores pré-competitivosAtendimento nacional:parcerias e redes de inovação
  • 21. INSTITUTOS SENAI DE INOVAÇÃO PARCERIAS ESTRATÉGICAS
  • 22. Tecnologias Minerais LOCALIZAÇÃO DOS INSTITUTOS Microeletrônica SENAI DE INOVAÇÃO (ISI) Tecnologias Construtivas 1 Energias Renováveis 1 1 1 Tecnologia da informação e comunicação 1 Conformação e Soldagem Sistemas de Produção 2 Logística Engenharia de Superfícies 1 Biomassa Metalurgia e Ligas Especiais 3 Energia elétrica de extra alta potência Eletroquímica 1 4 2 Tecnologia Laser 1Tecnologia de Segurança Integrada Automação da produção 2 Química Aplicada Soluções Integradas em Metal- Engenharia de Cerâmicas Mecânica 2 Biotecnologia Engenharia de Polímeros Tecnologia de Micromanufatura Defesa
  • 23. INSTITUTO SENAI DETECNOLOGIAEspecialização em setores industriais relevantesEstrutura física orientada à prestação de serviçostécnicos e tecnológicosLocalização em regiões de alta densidadeindustrial
  • 24. LOCALIZAÇÃO DOS INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (IST) •Construção REDE DE LABORATÓRIOS DE•Madeira e Mobiliário ATENDIMENTO À INDÚSTRIA •Construção Civil •Metalmecânica 1 1 1 2 3 3 1 2 1 •Eletroeletrônica•Alimentos e Bebidas 3 •Metalmecânica 3 1 •Alimentos e Bebidas •Automação •Meio Ambiente •Alimentos e Bebidas 1 •Logística 3 •Metalmecânica •Alimentos e Bebidas 7 •Vestuário •Meio Ambiente •Materiais •Papel e Celulose 8 •Tecnologia da Informação •Eletroeletrônica •Madeira e Mobiliário TI 4 •Metalmecânica•Madeira e Mobiliário •Automação •Refrigeração •Couro e Calçado
  • 25. IST emELETROELETRÔNICA Ser um indutor no processo de inovação e modernização tecnológica. Auxiliar os setores da indústria brasileira no desenvolvimento de produtos de maior valor agregado. Apoiar P&D para a PME.
  • 26. Programa Estruturante – EletroeletrônicaO Programa Estruturante – Eletroeletrônica é uma iniciativa para criar umainstituição de referência para suprir as necessidades tecnológicas daindústria no segmento de eletroeletrônica atendendo as áreas de energiasrenováveis, eficiência energética para sistemas elétricos e mobilidadeelétrica, através de importantes consultorias, pesquisa aplicada e educaçãoprofissional, apresentando idéias para a competitividade e resultados.Parcerias em prospecção:
  • 27. mes@sc.senai.br ECONOMIA BASEADA NA FASE DE CAPACIDADE TRANSIÇÃO DE INOVAR ECONOMIABASEADA NA EFICIÊNCIA