“Lean Manufacturing aplicado aprocessos logísticos”Dr. Hannes Winkler - Fraunhofer IML
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
O que é Lean ManufacturingDefinição:“Lean Manufacturing” ou “Produção enxuta” surgiu atravésdo livre “A máquina que mudou ...
O que é Lean Manufacturing
O que é Lean Manufacturing
Resultados típicos na implementação do LEAN• Redução do lead time de produção: 80% (várias  semanas  poucos dias)• Reduçã...
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
O que é Mapeamento do Fluxo de Valor?• Mapeamento do Fluxo de Valor é uma ferramenta  para visualizar processos em uma fáb...
Como se faz?• Segue o caminho de um produto  dentro da empresa desde o início até o  fim e desenha um mapa com todos os  p...
Histórico do Mapeamento do Fluxo de Valor                                                  Mapeamento do Fluxo de Valor   ...
O foco do Mapeamento do Fluxo de Valor• Otimização do Fluxo de Valor integrado ao invés  do melhoramento individual de pro...
MFV é conhecido internacionalmente ...Versão Brasileira: "Aprendendo a Enxergar", Rother/Shook (2002), R$ 67.00, www.lean....
... e utilizado em muitas empresas
O que é diferente?•   Mudar a perspectiva•   Focar a conexão dos processos•   Fluxo de material e informação•   Focar o Le...
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
Os 7 desperdícioscriação de valor = o cliente paga para esta atividadeprodução = criação de valor + desperdícioobjetivo = ...
Os 7 desperdícios1. Desperdício de superprodução2. Desperdícios de estoque3. Desperdício de material esperando no processo...
SuperproduçãoDefinição:Produzir mais do que o cliente, no momento, está disposto acomprar e receber.Causas:Objetivo de pro...
EstoqueDefinição:Estoque no inicio da cadeia produtiva, na forma de “matéria prima”.Durante o processos produtivo, em form...
Tempo de esperaDefinição:Tempo sem atividade e sem criação de valor. Operador ouproduto esperando. Tipicamente, grande par...
Tempo de espera
DefeitosDefinição:Problemas de qualidade causando retrabalho ou refugo. No piordos casos, isso acontece no fim da cadeia p...
MovimentaçãoDefinição:Movimentos desnecessários, como movimentos extensos debraço para pegar peças de montagem, ou desloca...
Movimentação                                                                  Frank Gilbreth„Caminhar não é uma profissão ...
Movimentação
Movimentação
Movimentação
TransporteDefinição:Transporte de materiais, produtos, ferramentas, embalagensetc. O transporte é um desperdício necessári...
Transporte
ProcessamentoDefinição:Processamentos inadequados e desnecessários.Processamentos que não criam valor para o cliente (Prod...
Processamento.“A perfeição é atingida não quandonão há mais nada a acrescentar,mas quando não há mais nada paratirar.”Anto...
Desperdício varia nas indústriasEm todas as empresas existem todos esses desperdícios. O quevaria é a distribuição entre o...
Desperdícios nos processos administrativosDesperdício são atividades que não criam valor para o cliente.O cliente pode ser...
Desperdícios nos processos administrativos
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
Estoque maldoso??      O estoque esconde os problemas !Nível de Estoque                                                   ...
Estoque maldoso??      O estoque esconde os problemas !Nível de Estoque                                                   ...
Duas formas de estoque     1) Estoque para se prevenir contra as mudanças de demanda     2) Estoque para se prevenir contr...
Duas formas de estoque     1) Estoque para se prevenir contra as mudanças de demanda     2) Estoque para se prevenir contr...
Reduzir o tempo de trocaPorque reduzir o tempo de troca?      Antes:                       Depois:                        ...
Reduzir o tempo de trocaestoque grandelead time grandepouca flexibilidade                           Plano:                ...
Reduzir o tempo de trocapouco estoque                                          Plano:lead time pequeno                    ...
Reduzir o tempo de trocaComo reduzir o tempo de troca?
Reduzir o tempo de trocaComo reduzir o tempo de troca? Trocar equipamento como na Fórmula 1 !
Reduzir o tempo de troca         Filme "Exemplo Troca Rápida"
Reduzir o tempo de troca
Reduzir o tempo de troca
Reduzir o tempo de troca  Como reduzir o tempo de troca? 6 fases!Fases                               antes do equipamento ...
Reduzir o tempo de troca                                                               gArea/Department               Mach...
Reduzir o tempo de troca •   Definir o começo e o fim do processo de troca •   Identificar e descrever cada atividade do p...
Reduzir o tempo de trocaSetup interno (deve ser feito com a máquina parada)•   Soltar molde•   Retirar molde•   Prender mo...
Exemplos de sucessoModern Approaches to manufacturing improvement – the Shingo System, Shigeo Shingo, ISBN: 091529964x
Conteúdo  • O que é Lean Manufacturing  • Mapeamento do Fluxo de Valor  • Os 7 desperdícios  • Redução de tempo de troca  ...
Ishikawa para chegar na “causa raiz”
“5 porques” para chegar na “causa raiz”Problema: O carro não está ligando.1.Porque o carro não esta ligando?     A bateri...
Padronização                      Melhoria        Novo PadrãoTempo
Outras ferramentas
“Enxerga os desperdícios na sua empresa !”
OBRIGADO !VIELEN DANK !
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

6 hannes winkler lean

569

Published on

Apresentação do Palestrante Hannes Winkler - Wokshop Logística (16 de Maio, Balneário Camboriú)

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
569
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

6 hannes winkler lean

  1. 1. “Lean Manufacturing aplicado aprocessos logísticos”Dr. Hannes Winkler - Fraunhofer IML
  2. 2. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  3. 3. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  4. 4. O que é Lean ManufacturingDefinição:“Lean Manufacturing” ou “Produção enxuta” surgiu atravésdo livre “A máquina que mudou o mundo”, 1990, de Jones& Womack, analisando o sistema produtivo da TOYOTA.O “pai” do sistema produtivo da TOYOTA foi Taiichi Ohno,gerente de produção da fábrica principal da TOYOTA. Ohnovisitou Detroit em 1956 e adaptou o sistema produtivo daFORD para a realidade da TOYOTA.Produzir mais com menos, eliminandoos desperdícios !
  5. 5. O que é Lean Manufacturing
  6. 6. O que é Lean Manufacturing
  7. 7. Resultados típicos na implementação do LEAN• Redução do lead time de produção: 80% (várias semanas  poucos dias)• Redução de espaço de produção e montagem: 50%• Redução da distancia percorrida: 70%• Redução de inventário: 50%• Aumento de qualidade e produtividade
  8. 8. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  9. 9. O que é Mapeamento do Fluxo de Valor?• Mapeamento do Fluxo de Valor é uma ferramenta para visualizar processos em uma fábrica com o objetivo de eliminar desperdícios.
  10. 10. Como se faz?• Segue o caminho de um produto dentro da empresa desde o início até o fim e desenha um mapa com todos os processos com fluxo de material e fluxo de informações.
  11. 11. Histórico do Mapeamento do Fluxo de Valor Mapeamento do Fluxo de Valor por Mike Rother: Baseado na metodologia da Toyota, Atual o Mapeamento do Fluxo de Valor foi desenvolvido para desenhar fluxos eficientes de uma empresa, de porta Futuro a porta, orientando-se no cliente final. Uma metodologia para enxergar o fluxo de valor Uma metodologia para desenvolver um fluxo orientado ao cliente Uma metodologia prática focada na implementação deRother/Shook"Aprendendo a Enxergar" (2000) melhoramentos
  12. 12. O foco do Mapeamento do Fluxo de Valor• Otimização do Fluxo de Valor integrado ao invés do melhoramento individual de processos Fluxo de Valor PROCESSO PROCESSO PROCESSO estampagem soldagem montagem matéria prima produto acabado
  13. 13. MFV é conhecido internacionalmente ...Versão Brasileira: "Aprendendo a Enxergar", Rother/Shook (2002), R$ 67.00, www.lean.org.br
  14. 14. ... e utilizado em muitas empresas
  15. 15. O que é diferente?• Mudar a perspectiva• Focar a conexão dos processos• Fluxo de material e informação• Focar o Lead Time• Ilustração simples numa pagina só
  16. 16. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  17. 17. Os 7 desperdícioscriação de valor = o cliente paga para esta atividadeprodução = criação de valor + desperdícioobjetivo = eliminar os desperdícios Criar Criar valor valor Desperdício
  18. 18. Os 7 desperdícios1. Desperdício de superprodução2. Desperdícios de estoque3. Desperdício de material esperando no processo4. Desperdício ao produzir produtos defeituosos5. Desperdício de movimentação nas operações6. Desperdício de transporte7. Desperdício de processamento
  19. 19. SuperproduçãoDefinição:Produzir mais do que o cliente, no momento, está disposto acomprar e receber.Causas:Objetivo de produzir com “lote econômico”, para reduzir o custode troca de ferramentas. Lote econômico sendo calculado comdemanda “garantida” e com tempo de troca fixo. Objetivo deutilizar máquinas e recursos ao máximo.Efeitos:Geração de estoque, geração de outros desperdícios, comotransporte e movimentação. Aumento do lead time de produçãopois recursos estão sendo “bloqueados”.
  20. 20. EstoqueDefinição:Estoque no inicio da cadeia produtiva, na forma de “matéria prima”.Durante o processos produtivo, em forma de “material emprocesso”. No fim da cadeia, na forma de “produto acabado”.Causas:Estoque muitas vezes “esconde” problemas como problemas comfornecedores, problemas de qualidade, tempo de troca demorado,problemas de disponibilidade das máquinas e equipamentos,problemas de lead time de produção, problemas de planejamentode previsão de demanda.Efeitos:Evitar atacar a raiz dos problemas como qualidade, tempo de troca,planejamento etc. Altos custos de capital, custos através dedescontos, produtos obsoletos.
  21. 21. Tempo de esperaDefinição:Tempo sem atividade e sem criação de valor. Operador ouproduto esperando. Tipicamente, grande parte do lead time deprodução consiste em tempo de espera (por exemplo 20 dias delead time vs. 1 hora de tempo de produção).Causas:Operador esperando material ou esperando a máquinaterminando o processos produtivo. Falta de balanceamento daprodução / montagem. Produção em lotes causa tempo deespera do material.Efeitos:Aumento do lead time de produção. Redução da motivação dosoperadores.
  22. 22. Tempo de espera
  23. 23. DefeitosDefinição:Problemas de qualidade causando retrabalho ou refugo. No piordos casos, isso acontece no fim da cadeia produtiva.Causas:Falta de treinamento dos operadores, falta de manutenção dasmáquinas, material e componentes defeituosos, problemas demedição, etc.Efeitos:Custos de material e horas trabalhadas, atrasos. Na produçãode grandes lotes, muitas vezes há defeitos no lote inteiro.
  24. 24. MovimentaçãoDefinição:Movimentos desnecessários, como movimentos extensos debraço para pegar peças de montagem, ou deslocamento parabuscar uma ferramenta.Causas:Layout inadequado de postos de trabalho, falta de ordem earrumação (procura de peças e ferramentas).Efeitos:Aumento de custo de produção, aumento do lead time deprodução, problemas de qualidade, problemas de saúde para osoperadores.
  25. 25. Movimentação Frank Gilbreth„Caminhar não é uma profissão bem paga“„Nenhum trabalho deve necessitar mais que um passo do funcionário em umamesma direção. E nenhum trabalho deve requerer que o funcionário se curve“. Henry Ford
  26. 26. Movimentação
  27. 27. Movimentação
  28. 28. Movimentação
  29. 29. TransporteDefinição:Transporte de materiais, produtos, ferramentas, embalagensetc. O transporte é um desperdício necessário, porém deve serreduzido ao mínimo.Causas:Layout inadequado do posto de trabalho ou da fábrica,superprodução.Efeitos:Aumento de custos e do lead time de produção. Pode gerarproblemas de qualidade e tempo de espera.
  30. 30. Transporte
  31. 31. ProcessamentoDefinição:Processamentos inadequados e desnecessários.Processamentos que não criam valor para o cliente (Produçãocom nível de exatidão acima do necessário, controle demedidas que não influenciam a funcionalidade do produto).Causas:Como o equipamento é capaz de produzir nessa exatidão, éassim utilizado, mesmo sem necessidade. Falta decomunicação entre engenharia, desenvolvimento e vendas.Atitude “sempre fizemos assim”.Efeitos:Aumentos nos custos de produção e no lead time de produção.
  32. 32. Processamento.“A perfeição é atingida não quandonão há mais nada a acrescentar,mas quando não há mais nada paratirar.”Antoine de Saint-Exupéry.
  33. 33. Desperdício varia nas indústriasEm todas as empresas existem todos esses desperdícios. O quevaria é a distribuição entre os sete desperdícios.
  34. 34. Desperdícios nos processos administrativosDesperdício são atividades que não criam valor para o cliente.O cliente pode ser cliente externo ou cliente interno.Superprodução: Informações enviadas sem requisição, imprimir documentos semnecessidade, processamento antes deles serem necessitados pelo processoseguinte.Defeitos: Dados incorretos.Estoque: arquivos e documentos esperando no processo, mais servidores do queo necessário.Processamento: Vários departamentos envolvidos em um processo, necessidadede pedir a mesma informação diversas vezes.Transporte: Transporte de arquivos e documentos, largos anexos em emails.Tempo de espera: Cliente esperando atendimento, sistemas inoperantes.Movimentação: Procura por documentos, movimentação para imprimir ou ir até acopiadora.
  35. 35. Desperdícios nos processos administrativos
  36. 36. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  37. 37. Estoque maldoso?? O estoque esconde os problemas !Nível de Estoque falta de equipa- tempo de qualidade treinamento mento troca layout falta de balanceamento disponi- lead time dos estandar- de linha bilidade fornecedores dização
  38. 38. Estoque maldoso?? O estoque esconde os problemas !Nível de Estoque falta de equipa- tempo de qualidade treinamento mento troca layout falta de balanceamento disponi- lead time dos estandar- de linha bilidade fornecedores dização
  39. 39. Duas formas de estoque 1) Estoque para se prevenir contra as mudanças de demanda 2) Estoque para se prevenir contra os problemas internos da empresa (tempo de troca, problemas de qualidade)Demanda / Estoque Lote Tempo
  40. 40. Duas formas de estoque 1) Estoque para se prevenir contra as mudanças de demanda 2) Estoque para se prevenir contra os problemas internos da empresa (tempo de troca, problemas de qualidade)Demanda / Estoque Lote Tempo
  41. 41. Reduzir o tempo de trocaPorque reduzir o tempo de troca? Antes: Depois: produto A produto A troca produto B troca troca produto A produto B troca produto B troca 8 troca produto A produto A horas troca produto B troca troca produto A produto B troca produto B troca troca
  42. 42. Reduzir o tempo de trocaestoque grandelead time grandepouca flexibilidade Plano: 100 vermelhospouca troca de equipamentoefeito chicote te: rgen s ido u elho ed verm P 0 1 Plano: 100 pretos
  43. 43. Reduzir o tempo de trocapouco estoque Plano:lead time pequeno 5 vermelhosalta flexibilidadetroca de equipamento freqüente Plano: 5 pretosprodução estável : e nte urg lhos ido e ed verm P 0 Plano: 1 5 vermelhos Plano: 5 pretos
  44. 44. Reduzir o tempo de trocaComo reduzir o tempo de troca?
  45. 45. Reduzir o tempo de trocaComo reduzir o tempo de troca? Trocar equipamento como na Fórmula 1 !
  46. 46. Reduzir o tempo de troca Filme "Exemplo Troca Rápida"
  47. 47. Reduzir o tempo de troca
  48. 48. Reduzir o tempo de troca
  49. 49. Reduzir o tempo de troca Como reduzir o tempo de troca? 6 fases!Fases antes do equipamento parar equipamento parado1. Meça o tempo total de troca2. Identifique processos "internos" (o equipamento tem que estar parado) e "externos"3. Transforme processos "internos" em "externos", antecipe ou posponha processos externos4. Acelere processos internos externo interno5. Otimize processos externos6. Estandardize o processo de troca. Continue com a otimização.
  50. 50. Reduzir o tempo de troca gArea/Department Machine/Equipment Name Set-up Tools Required Operator Standard Set-up Time Number Date Prepared Minutes CURRENT PROCESS CURRENT TIME IMPROVEMENT PROPOSED TIME NO. Task/Operation Internal External Internal External Current Total: Improve Total
  51. 51. Reduzir o tempo de troca • Definir o começo e o fim do processo de troca • Identificar e descrever cada atividade do processo • Eliminar TODAS as atividades desnecessárias • Transformar TODAS as atividades internas que podem ser transformadas em atividades externas • Aprimorar e acelerar TODAS as atividades internas • Procurar soluções de baixo custo e rápida implementação • Padronizar o processo • Continuar a procurar, implementar e padronizar melhorias
  52. 52. Reduzir o tempo de trocaSetup interno (deve ser feito com a máquina parada)• Soltar molde• Retirar molde• Prender moldeSetup externo (pode ser feito com a máquina ligada)• Buscar molde• Buscar ferramentas• Buscar material• Limpar
  53. 53. Exemplos de sucessoModern Approaches to manufacturing improvement – the Shingo System, Shigeo Shingo, ISBN: 091529964x
  54. 54. Conteúdo • O que é Lean Manufacturing • Mapeamento do Fluxo de Valor • Os 7 desperdícios • Redução de tempo de troca • Outras ferramentas
  55. 55. Ishikawa para chegar na “causa raiz”
  56. 56. “5 porques” para chegar na “causa raiz”Problema: O carro não está ligando.1.Porque o carro não esta ligando?  A bateria está com defeito.2.Porque a bateria está com defeito?  O alternador não está funcionando.3.Porque o alternador não está funcionando?  A fita / corrente do alternador estourou.4.Porque a fita / corrente estourou?  Nunca foi trocada.5.Porque nunca foi trocada?  O carro não passou por uma manutenção adequada. Geralmente, a raiz do problema está na falta de padronização de processos !
  57. 57. Padronização Melhoria Novo PadrãoTempo
  58. 58. Outras ferramentas
  59. 59. “Enxerga os desperdícios na sua empresa !”
  60. 60. OBRIGADO !VIELEN DANK !
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×