• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Catalogo: Atendimento Corporativo Senac São Paulo
 

Catalogo: Atendimento Corporativo Senac São Paulo

on

  • 9,295 views

O Senac São Paulo conta com equipes de consultoria em diversas unidades, prontas para ajudar na elaboração e planejamento de capacitações customizadas para seus funcionários. Entre em contato ...

O Senac São Paulo conta com equipes de consultoria em diversas unidades, prontas para ajudar na elaboração e planejamento de capacitações customizadas para seus funcionários. Entre em contato através de http://www.sp.senac.br/atendimentocorporativo

Statistics

Views

Total Views
9,295
Views on SlideShare
9,149
Embed Views
146

Actions

Likes
3
Downloads
292
Comments
0

6 Embeds 146

http://www.techgig.com 90
http://www.sp.senac.br 49
http://admin.sp.senac.br:7778 3
http://www.lmodules.com 2
http://www.techgig.timesjobs.com 1
http://115.112.206.131 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Catalogo: Atendimento Corporativo Senac São Paulo Catalogo: Atendimento Corporativo Senac São Paulo Document Transcript

    • soluções educacionais para empresas
    • 2 | www.sp.senac.br/corporativo
    • senac – marca consolidada O Senac São Paulo é hoje uma das mais importantes instituições educacionais de caráter privado no país. Durante vários anos consecutivos, vem recebendo o prêmio Top of Mind, que o coloca como a empresa fornecedora de treinamento e desenvolvimento mais lembrada por profissionais de recursos humanos. No segmento corporativo, tem como clientes organizações públicas e privadas dos mais diversos portes e nas diferentes áreas de atuação no mercado. Essa experiência variada e a trajetória de mais de 60 anos constituem um aval qualificado para quem busca soluções educacionais efetivas e alinhadas com o mercado. A programação do Senac articula cursos livres, técnicos, qualificações e especializações técnicas, de graduação, extensão e pós-graduação. São 59 unidades instaladas em diversos bairros da capital e em mais de 30 cidades da Grande São Paulo, litoral e interior do Estado, incluindo os três campi do Centro Universitário Senac. Além disso, o alcance da ação educacional é ampliado com os programas ministrados na modalidade a distância e as publicações da Editora Senac São Paulo. Para o Senac, educação de qualidade se constrói com práticas pedagógicas inovadoras, contemporaneidade e tradição, docentes qualificados e conhecedores do mercado, metodologia que integra teoria e prática, mais participativa, baseada em situações reais de trabalho, através de estudos de caso, pesquisas, solução de problemas, projetos e outras estratégias, especialmente as apoiadas em recursos de tecnologia educacional. A programação inclui amplas áreas do conhecimento, como administração e negócios, educação, idiomas, meio ambiente, marketing, comércio exterior, comunicação, finanças, desenvolvimento social, saúde, gastronomia e nutrição, segurança e saúde no trabalho, tecnologia da informação, turismo e hotelaria. Essa é apenas uma síntese dos negócios e das ações que fazem do Senac referência em educação de qualidade no Brasil. Fique à vontade para visitar nossas instalações e acompanhe também as novidades e atividades acessando nosso portal na Internet. Luiz Francisco de A. Salgado Diretor Regional Para saber mais sobre o Senac São Paulo, acesse: www.sp.senac.br 0800 707 1027 | 3
    • 4 | www.sp.senac.br/corporativo
    • sumário 0800 707 1027 | 5
    • sumário Senac São Paulo 9 Institucional Senac 10 Rede de unidades 12 Senac Atendimento Corporativo 15 Soluções educacionais sob medida 16 Educação a distância 20 Pós-graduação 22 Cases 25 C&C Casa e Construção 26 Coca-Cola FEMSA 27 Hospital Samaritano 28 Imprensa Oficial 29 6 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Algumas áreas de conhecimento 31 Administração e Negócios 32 Atendimento e Secretariado 42 Comunicação e Eventos 48 Finanças e Contabilidade 56 Gastronomia e Nutrição 66 Gestão de Pessoas 72 Idiomas 78 Logística e Comércio Exterior 82 Marketing e Vendas 92 Qualidade de Vida 110 Responsabilidade social 114 Saúde 122 Segurança e Saúde no Trabalho 132 Tecnologia da Informação 142 Turismo e Hotelaria 166 0800 707 1027 | 7
    • 8 | www.sp.senac.br/corporativo
    • senac são paulo 0800 707 1027 | 9
    • institucional senac Missão Áreas de conhecimento “Proporcionar o desenvolvimento de pessoas e organizações para Administração e Negócios a sociedade do conhecimento, por meio de ações educacionais Arte e Cultura comprometidas com a responsabilidade social.” Audiovisual Bem-estar Atendimentos a pessoas/ano Certificações em Tecnologia Mais de 500 mil (inclui cursos de graduação, pós-graduação, Comércio Exterior extensão, técnicos e livres, seminários, workshops, e palestras, Computação Gráfica orientação para o trabalho e atividades socioprofissionais). Desenvolvimento de Sistemas Desenvolvimento Social Atendimento a empresas/ano Design de Interface Digital Mais de 7 mil (inclui empresas privadas e organizações Design de Interiores governamentais clientes). Design Gráfico Design Industrial Rede de unidades Educação 53 unidades no Estado de São Paulo, incluindo capital e outras 33 Enfermagem cidades. Eventos Centro Universitário Senac Farmácia • Campus Santo Amaro – capital paulista. Finanças e Contabilidade • Campus Águas de São Pedro e Grande Hotel São Pedro Fotografia Gastronomia – Hotel-escola Senac, interior de São Paulo. Gestão de Pessoas • Campus Campos do Jordão e Grande Hotel Campos do Jordão Gestão em Tecnologia da Informação – Hotel-escola Senac, interior de São Paulo. Hotelaria Editora Senac São Paulo Jornalismo • Mais de 4 milhões de livros vendidos em 12 anos. Lazer • Catálogo com 570 títulos ativos. Logística • Obras de conteúdo técnico, científico e universitário. Marketing e Vendas Meio Ambiente • Autores renomados como Adauto Novaes, Benedito Abbud, Moda Cristiano Mascaro, Emmanuel Bassoleil, Carlos Guilherme Nutrição Mota, Duda Molinos, Gloria Kalil, Jorge Coli, José Eli da Veiga, Odontologia Moacyr Scliar, Nuno Cobra, Paulo Markun, Roberto Romano, Paisagismo Rosa Kliass, entre outros. Publicidade e Propaganda • Uma vasta galeria de prêmios editoriais, inclusive várias Redes e Infraestrutura edições do Jabuti, concedido pela Câmara Brasileira Saúde do Livro, e do Gourmand World Cookbook, o maior prêmio de Segurança e Saúde no Trabalho gastronomia e vinhos do mundo. Turismo 10 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Educação a distância: Acordos de cooperação nacionais e internacionais O Senac São Paulo oferece, desde 1947, soluções de educação a Babson College | EUA distância que contemplam cursos livres, extensão e pós-graduação, CETESB – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental | além de projetos customizados para empresas. São Paulo | Brasil Cisco | EUA Modalidades de ensino Consulado Geral dos Estados Unidos da América em São Paulo • Ensino superior – O Senac São Paulo oferece cursos de DCT International Hotel & Business Management School | Suíça graduação, pós-graduação e extensão universitária. Edexcel – Pearson Education | Inglaterra O portfólio da área traz títulos contemporâneos e Epson | Brasil abordagens inovadoras para carreiras já consagradas. Escola Nacional Superior de Fotografia em Arles | França • Cursos técnicos – Programas regulamentados que conferem Esmod Internacional | França diplomas e registros legais para o exercício da atividade FOHB – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil | Brasil correspondente. Representam a possibilidade rápida de FUNDACENTRO – Fundação Jorge Duprat Figueiredo de formação profissional de qualidade. Segurança e Medicina do Trabalho | São Paulo | Brasil • Cursos livres – Inúmeros programas de curta e de média duração IBM | Brasil para iniciação, atualização ou requalificação profissional. Linux Professional Institute | Canadá • Eventos especiais – Ampla variedade de seminários, congressos, Microsoft | EUA palestras, fóruns, encontros e workshops, instrumentos valiosos Ministério da Educação e das Comunidades Culturais do Quebec | para a atualização e o intercâmbio de profissionais e organizações. Canadá Oracle | EUA PMI – Project Management Institute | EUA Revista Prazeres da Mesa | Brasil SESI – Serviço Social da Indústria - Departamento Nacional Brasília | Brasil UFF – Universidade Federal Fluminense | Rio de Janeiro | Brasil Universidade de Alicante | Espanha Universidade de Huelva | Espanha Universidade de Indiana | EUA Universidade do Quebec em Montreal | Canadá 0800 707 1027 | 11
    • rede de unidades 12 | www.sp.senac.br/corporativo
    • *Futuras instalações Há sempre uma unidade do Senac próxima de sua empresa 0800 707 1027 | 13
    • 14 | www.sp.senac.br/corporativo
    • senac atendimento corporativo O Atendimento Corporativo é o canal que o Senac São Paulo mantém exclusivamente para o atendimento e a construção das melhores soluções educacionais para os órgãos públicos, a iniciativa privada e as instituições do terceiro setor. 0800 707 1027 | 15
    • soluções educacionais sob medida A educação possibilita ao indivíduo o desenvolvimento e interagir com seus pares, superiores e subordinados, e de competências fundamentadas em bases científicas e capazes de enfrentar e solucionar os problemas do cotidiano, tecnológicas, e em atributos humanos capazes de promover que atendam às demandas do contexto atual. Além disso, qualidade de vida e sustentabilidade. valorizamos o desenvolvimento de um ser humano com visão A proposta do Senac São Paulo é preparar profissionais sistêmica, pronto para inovar e implementar mudanças nas proativos, flexíveis, motivados, criativos, aptos a participar organizações. Modelo integrado de desenvolvimento de pessoas temas transversais saúde e qualidade de vida aplicativos dese eixos nvolvimento pessoal responsabilidade estratégicos idiomas nvolvimento profissiona social eixos eixos imagem táticos operacionais legislação e dese e carreira normas técnicas l desenvolvimento marketing de multiplicadores pessoal de treinamento empreendedorismo Os projetos educacionais do Senac são desenvolvidos de acordo com a especificidade da empresa e do negócio 16 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Os especialistas do Senac estão preparados para diversas modalidades educacionais e nos formatos dar agilidade e excelência aos projetos educacionais presencial ou a distância. desenvolvidos sob medida para as organizações em ades educacio dalid na o m is treinamento e desenvolvimento presencial educação a distância pós-graduação extensão universitária cursos livres e técnicos 0800 707 1027 | 17
    • soluções educacionais sob medida Diferenciais Ampla rede de atendimento Projetos educacionais para empresas podem, em muitos casos, significar a gestão de processos com alta complexidade logística, notadamente quando envolvem grande número de pessoas e ampla disseminação geográfica. Para isso, o Senac Paulo mantém 53 unidades no Estado, incluindo capital e outras 33 cidades, além de poder atender em todo o território nacional em parceria com o Senac dos demais estados. Metodologia educacional A prática educacional do Senac São Paulo estimula a construção do conhecimento e o desenvolvimento de competências por meio de metodologias participativas estruturadas na prática, baseadas em situações reais de trabalho, estudos de caso, pesquisas e solução de problemas. Isto é aprender com autonomia, habilidade fundamental nesta época de grandes transformações sociais, culturais e tecnológicas. Portfólio O vasto portfólio do Senac evidencia seu compromisso em sempre acompanhar a evolução do mercado de trabalho. São mais de 1.400 títulos em diversas áreas do conhecimento, ofertados em diferentes níveis e modalidades educacionais. Equipes especializadas A competência do Senac São Paulo não se mede apenas pela excelência de seus programas educacionais, mas sobretudo pela competência de suas equipes. Os profissionais do Senac são qualificados, experientes e mantém estreita conexão com o mercado de trabalho gerando assim, um atendimento ágil na criação de soluções customizadas para empresas. 18 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Etapas de atendimento Etapa 1 – Diagnóstico de necessidades e Etapa 3 – Implantação e acompanhamento expectativas da organização Esta é a fase de implantação da solução proposta. Ajustes O Senac dispõe de uma equipe comercial especializada e melhorias no processo são contínuos durante a realização em identificar as necessidades e expectativas de seus do trabalho, através do acompanhamento constante do clientes, para delinear, de forma compartilhada, a projeto pela equipe Senac. construção de projetos educacionais customizados. Etapa 4 – Avaliação dos resultados Etapa 2 – Desenvolvimento da solução Avaliação dos resultados individuais e grupais conforme Com base nas conclusões da etapa 1, construímos, em critérios definidos na etapa 2. conjunto com o cliente, o desenho da solução, definindo metodologia de trabalho, equipe técnica envolvida, temas e conteúdos propostos. Desenvolvimento da solução* O desenvolvimento de uma solução educacional Diagnóstico de necessidades etapas de Implantação e e expectativas da acompanhamento sob medida organização atendimento compreende as seguintes etapas: Avaliação dos *Para soluções que envolvam educação a resultados distância consulte detalhamento específico na página 20. 0800 707 1027 | 19
    • educação a distância A qualidade e tradição de ensino do Senac São Paulo está ao alcance da sua empresa por meio de um conjunto diferenciado de soluções de educação a distância. Com foco no relacionamento humano e favorecendo a aprendizagem de forma autônoma, estas soluções aliam as mais modernas Tecnologias da Informação e Comunicação às tradicionais formas de construção do conhecimento. Os projetos de educação a distância são totalmente customizados. Do conteúdo ao formato das mídias e recursos didáticos que garantem dinamismo e aderência à cultura empresarial do cliente. Serviços • Desenvolvimento de cursos online sob medida; • Adequação de treinamentos presenciais na modalidade distância; • Catálogo de cursos a distância nas principais áreas do conhecimento; • Tutoria e coordenação acadêmica; • Mediação de fóruns, comunidades e redes de aprendizagem; • Hospedagem do treinamento e suporte ao usuário. Formatos • Cursos online nos formatos artesanal e semi-artesanal; • Rapid Learning; • Mídias alternativas como apostilas, CD ou DVD; • Vídeo-aulas para TV Corporativa; • Webconference; • Mobile Learning; • Soluções blended. 20 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Metodologia de desenvolvimento •Especialistas em desenho instrucional desenvolvem a A metodologia Senac de desenvolvimento de cursos estratégia de aprendizagem, alinhada aos objetivos do a distância é sustentada por um trabalho dialógico e cliente e adequada ao perfil do público-alvo; multidisciplinar, conforme detalhamento: •Ilustradores, programadores, web designers e •Especialistas em educação realizam o diagnóstico especialistas em tecnologia compõem a equipe de de necessidades e propõem uma solução adequada ao produção multimídia, viabilizando o projeto educacional. desenvolvimento das competências desejadas; proposta protótipo + pedagógica identidade visual O desenvolvimento de uma soluções solução corporativa de educação a distância compreende as diagnóstico de necessidades em educação desenvolvimento DI + design + TI seguintes etapas: a distância implementação homologação Benefícios para sua empresa Benefícios para seu funcionário • Agilidade e redução significativa de custos; • Flexibilidade para estudar em qualquer horário e lugar; • Redução do dowtime (tempo fora da empresa); • Aprendizagem contínua e colaborativa; • Acompanhamento detalhado dos resultados de cada • Possibilidade de fazer networking com profissionais de treinamento; diversas localidades. • Uniformidade de conteúdo e controle da qualidade dos cursos. 0800 707 1027 | 21
    • pós-graduação Desenvolvimento educacional para as pessoas e as a metodologia avançada de entrega, que inclui ainda a organizações possibilidade de cursos nos formatos a distância ou in company. Além disso, a diversidade de áreas, a qualificação O mercado de trabalho é cada dia mais exigente em dos profissionais e a conhecida experiência na definição de aperfeiçoamento e vivência prática, além de privilegiar metodologias educacionais permitem ao Centro Universitário perfis multidisciplinares. Isso leva os profissionais a procurar Senac desenvolver as melhores soluções em programas atualização ou complemento com o intuito de aprimorar sob medida. Esse trabalho é conduzido pelo corpo docente, competências e até mesmo colaborar com as organizações composto de especialistas, mestres e doutores que são, na exploração de novos segmentos. também, profissionais atuantes no mercado de trabalho. O Senac São Paulo preocupa-se em desenvolver títulos Os programas possuem características vivenciais com a de pós-graduação com base em pesquisas que verificam aplicação de dinâmicas, simulações, estudos de caso e demandas e tendências. Essa etapa acontece com a discussões em grupo, com a elaboração de estratégias participação de empresas, cuja experiência contribui para específicas e sistemas de ensino-aprendizagem que atendam trazer a prática profissional e também a reflexão para dentro necessidades particulares da sua organização. das salas de aula. Aos programas bem estruturados, o Senac agrega, também, a infraestrutura de bibliotecas equipadas e especializadas, bem como laboratórios com instrumentos Confira o portfólio dos cursos de pós-graduação que modernos, proporcionando aos participantes experiências de podemos oferecer para sua empresa: aprendizagem relevantes para a vida inteira. Administração e Negócios • Administração de Negócios do Vinho Pós-graduação sob medida para sua empresa • Controladoria e Finanças O portfólio de pós-graduação lato sensu do Senac inclui • Gestão Empreendedora – a distância mais de 60 cursos presenciais e a distância, nas áreas de • Gestão Estratégica de Pessoas • Gestão Estratégica do Conhecimento e da Inovação administração e negócios, design e arquitetura, comunicação • Gestão de Comércio Exterior e artes, educação e desenvolvimento social, meio ambiente, • Gestão de Empresas Comerciais e de Serviços moda, odontologia, farmácia, saúde, segurança e saúde • Gestão de Negócios no trabalho, tecnologia da informação, turismo, hotelaria e • Gestão do Relacionamento com o Cliente – a distância • Logística gastronomia. • Marketing no Varejo – Gestão, Estratégias e Negócios O Senac São Paulo traz para os cursos de pós-graduação os • MBA em Marketing mesmos atributos que distinguem sua atuação também no Comunicação e Artes segmento corporativo. Alinham-se aí, portanto, o diálogo • Criação de Imagem e Som em Mídias Emergentes permanente com a equipe de atendimento, que sintoniza • Fotografia as necessidades e os prazos do mundo organizacional; • Gestão da Comunicação em Mídias Digitais 22 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Design e Arquitetura Saúde • Arquitetura Comercial • Acupuntura • Arquitetura da Paisagem • Atividades Físicas para Grupos Especiais • Design Editorial • Diagnóstico por Imagens: tomografia computadorizada e • Design Gráfico ressonância magnética nuclear • Design de Interiores • Educação Física Escolar • Design para a Movelaria • Gerenciamento em Enfermagem • Mídias Interativas – a distância • Gestão de Planos de Saúde • Gestão de Saúde Educação e Desenvolvimento Social • Hemoterapia • Design Instrucional – a distância • Docência para Ensino Superior – Ênfase em Segurança e Saúde do Trabalho Gastronomia, Turismo e Hotelaria • Ergonomia • Projetos Sociais: gestão e perspectivas • Gestão Integrada da Qualidade, Meio Ambiente, • Responsabilidade Socioambiental Empresarial Segurança e Saúde no Trabalho e Responsabilidade • Tecnologias na Aprendizagem – a distância Social • Higiene Ocupacional Farmácia • Farmácia Hospitalar Tecnologia da Informação • Farmácia Magistral • Computação Gráfica 3D: modelagem, animação e • Gestão da Qualidade no Segmento Farmacêutico rendering • Games: produção e programação Meio Ambiente • Gerenciamento de Projetos – Práticas do PMI • Avaliação de Risco à Saúde Humana em Áreas • Gestão da Qualidade de Software Contaminadas • Gestão de Segurança da Informação • Educação Ambiental • Gestão e Governança da Tecnologia da Informação • Geoprocessamento: princípios e aplicações • MBA em Gestão Estratégica de TI • Gerenciamento de Áreas Contaminadas • Tecnologia de Construção de Software Orientada a • Gestão Ambiental Objetos • Produção Mais Limpa • Tecnologia de Desenvolvimento de Sistemas Moda • Web – Estratégias de Inovação e Tecnologia • Criação de Imagem e Styling de Moda Turismo, Hotelaria e Gastronomia • Negócios da Moda – da Concepção da Marca ao • Administração Hoteleira Desenvolvimento do Produto • Administração e Organização de Eventos Odontologia • Gastronomia: vivências culturais • Endodontia • Gestão da Hospitalidade em Serviços de Saúde • Implantodontia • Gestão de Negócios em Serviços de Alimentação – • Odontologia Estética Foco em Resultados • Ortodontia • Gestão em Turismo Sustentável • Periodontia • Prótese Dentária 0800 707 1027 | 23
    • 24 | www.sp.senac.br/corporativo
    • cases 0800 707 1027 | 25
    • C&C Casa e Construção Treinamento foi fundamental para alinhar lideranças da C&C. Empresa destaca fortalecimento gerado pela união da valorização pessoal ao conhecimento técnico. A C&C foi criada em 2000 e é resultante de quatro empresas que foram incorporadas ao longo do tempo, em um processo que se estendeu por quatro anos. Nesse período, ficava claro que havia culturas organizacionais distintas, cada uma com sua especificidade. Era necessário, portanto, iniciar um processo de padronização das formas de trabalho e um alinhamento geral das equipes. Encaminhamos alguns gerentes e outros colaboradores estratégicos para um curso no Senac São Paulo, voltado para a formação de lideranças. No final dessa etapa, em vista das avaliações positivas de todos os participantes, decidimos implantar o programa in company para potencializar esses resultados. Montamos uma escala com o Senac para que os funcionários pudessem participar da capacitação sem interromper o funcionamento da rede de lojas, e os elogios começaram a aparecer. As pessoas saem encantadas das aulas porque os docentes do Senac, altamente capacitados, oferecem um conteúdo dinâmico aliado a uma didática fantástica, apresentando conhecimentos e ideias realmente úteis no dia a dia. Ao mesmo tempo, há uma valorização pessoal dirigida a cada participante e isso gera um impacto decididamente positivo para a nossa atividade. De dois anos para cá, sempre que abrimos uma loja, os gerentes passam por esse treinamento – só em 2008, oito turmas foram realizadas, capacitando 240 pessoas. Escolhemos o Senac porque é uma instituição com personalidade. Para começar o trabalho, busca compreender a essência do cliente e só depois formata uma proposta. Essa flexibilidade para nos atender trouxe muita segurança e satisfação com os resultados. Em vista disso, definimos que a continuidade da parceria acontecerá em nossa linha de gerência geral, integrada por pessoas que já têm uma bagagem profissional em liderança, especificidade que deverá ser levada em conta nesse novo projeto. Luciana Figueiredo Gerente de Desenvolvimento de RH da C&C Casa e Construção, líder no varejo de materiais para construção, reforma e decoração do país. A empresa faz parte do Conglomerado Financeiro Alfa e conta com 40 lojas nos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. 26 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Coca-Cola FEMSA Trabalho conjunto é apontado pela Coca-Cola FEMSA como essencial para o sucesso de projeto educacional. Empresa levou em conta a responsabilidade social do Senac São Paulo e valorizou a preocupação demonstrada com a obtenção de resultados. O Senac já é um nome reconhecido nacionalmente por sua competência e pela qualidade de todos os seus produtos e serviços. Isso é garantido por atributos como o alto nível dos professores e a ampla estrutura física, com unidades distribuídas em todo o país. O fato de ser uma instituição socialmente responsável veio ao encontro dos valores da nossa empresa e nos proporcionou ainda mais segurança no desenvolvimento do projeto. Um fator importante foi a construção conjunta do trabalho. O teor do treinamento, por exemplo, foi elaborado pelo Senac São Paulo e pela Coca-Cola FEMSA, unindo as necessidades e os conhecimentos específicos da nossa empresa à competência e ao know-how em desenvolvimento de conteúdo do corpo docente. Além disso, sempre houve um cuidado por parte das duas instituições em acompanhar a implementação dos programas de treinamento. O envolvimento e o empenho que percebemos na equipe do Senac mostram que se trata de uma instituição preocupada não apenas em executar uma tarefa, mas em trazer resultados de fato para o cliente. Essa união em torno do mesmo objetivo é um dos pontos-chave para o sucesso da parceria. Leandro Reale Perez Coordenador de treinamento e capacitação/clientes da Coca-Cola FEMSA, maior engarrafador Coca-Cola na América Latina e Brasil, opera em São Paulo, Campinas, Santos, litoral paulista, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, emprega mais de 6 mil funcionários e atende cerca de 26 milhões de consumidores no país. Com sede no México, a empresa atua ainda na Argentina, Venezuela, Colômbia, Panamá, Costa Rica, Nicarágua e Guatemala. 0800 707 1027 | 27
    • Hospital Samaritano Hospital Samaritano escolhe Senac para a formação de novos talentos. Consultor classifica a parceria como “satisfação garantida”. Alguns paradigmas do atendimento corporativo têm mudado nos últimos anos, estabelecendo o treinamento como uma necessidade vitalícia, mas que precisa trazer resultados. Quando uma empresa abraça essa ideia e investe no seu pessoal, contribui também para a geração de conhecimento, que ecoa na prática e rende frutos duradouros para o negócio. Esse é o objetivo do Hospital Samaritano com o programa Novos Talentos, implementado para a formação de futuras lideranças, com a parceria do Senac São Paulo. O Hospital e o Senac São Paulo estão trabalhando juntos na capacitação de 25 profissionais de diversas áreas, em um curso composto por dez módulos e carga horária de 160 horas. Ao final, cada participante apresentará um trabalho de conclusão de curso. Enxergamos um grande potencial nesses jovens, e é por isso que esse trabalho de qualificação e de especialização é realizado por um centro de formação de excelência. O Hospital Samaritano escolheu o Senac São Paulo por diversas razões, e a primeira é o atendimento. Esse é um dos principais diferenciais da instituição, que oferece sempre respostas rápidas e dá suporte em tempo integral. A equipe que desenvolve os cursos atua em sincronia com as nossas necessidades, usando a sensibilidade para nos conhecer e produzir treinamentos ajustados às nossas prioridades, característica fundamental e pouco comum no mercado. A qualificação dos docentes também é outro motivo. Os professores acumulam vasta experiência acadêmica e prática. Trabalhar com o Senac é uma segurança para o hospital. Do assunto mais simples ao mais complexo, sei que posso contar com uma organização que possui ótima estrutura. Flávio Soares Consultor de Desenvolvimento Organizacional do Hospital Samaritano, instituição que há 115 anos trabalha pela humanização no atendimento à saúde. Em 2004, tornou-se o terceiro hospital geral privado do país a ser reconhecido pela Joint Commission International (JCI), o mais importante órgão certificador de padrões de qualidade das instituições de saúde no mundo. 28 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Imprensa Oficial Na Imprensa Oficial, flexibilidade, atendimento personalizado e amplo portfólio foram determinantes para a renovação. Toda a equipe da empresa passou por treinamentos, que somaram 21 mil horas de atividades. Após pesquisa no mercado, submetemos à diretoria da Imprensa Oficial proposta para a contratação do Senac São Paulo para a capacitação técnica dos nossos empregados. Hoje posso dizer que nossa parceria foi uma excelente surpresa. Toda a nossa equipe foi incluída no projeto, desenvolvido no biênio 2007/2008: foram 27 títulos de treinamentos em um ano, uma média de dois por mês, para cerca de 800 pessoas, resultando em 21 mil horas de atividades realizadas sem nenhuma falha. Passar por um processo envolvendo tanta gente e não registrar uma reclamação sequer significou uma grande vitória para a Imprensa Oficial, para o Senac e para nosso trabalho conjunto. Ficamos totalmente satisfeitos. O portfólio do Senac é o mais amplo entre os pesquisados, fator primordial para uma empresa do nosso porte, que atua em diversas frentes. Isso também facilita o trabalho do gestor de RH, que pode lidar com um contrato apenas e conversar sobre todas as questões com uma única pessoa. Aliás, esse atendimento personalizado é um grande diferencial que nos foi apresentado. O representante do Senac estabelece conosco um relacionamento transparente, mostrando-se sempre pronto a dar respostas rápidas e objetivas e deixando clara a flexibilidade de negociação. A instituição não mediu esforços para customizar os conteúdos dos cursos, ministrados por profissionais especialistas, modernos e arrojados, exatamente como desejávamos. O investimento foi muito adequado, levando em conta que os treinamentos foram realizados in company. O sucesso da parceria foi tanto que estamos concluindo estudos para renovar a parceria em 2009/2010, desta vez com a grade de treinamentos comportamentais também a cargo do Senac. Nosso foco será a tecnologia da informação, área bastante sofisticada, e temos certeza de que podemos esperar nada menos que ética profissional, cuidado, flexibilidade e excelência. O Senac mostrou na prática o que já sabíamos: treinamento é uma ferramenta de investimento que deve agregar valor à empresa e, nesse sentido, sinto que somos um cliente cinco estrelas. Cláudia Monteiro Queiroz Supervisora de cargos, salários e desenvolvimento de pessoal da Imprensa Oficial, empresa vinculada à Secretaria Estadual de Comunicação e responsável pela publicação do Diário Oficial. Oferece serviços gráficos e atua como editora, livraria e agência de notícias, além de ser a Autoridade Certificadora Digital do Estado. 0800 707 1027 | 29
    • 30 | www.sp.senac.br/corporativo
    • algumas áreas de conhecimento O Senac São Paulo disponibiliza um amplo portfólio de programas educacionais para várias áreas da empresa e segmentos específicos de mercado. Confira nas próximas páginas uma seleção de títulos dentro de algumas das nossas áreas de conhecimento. Para conhecer todas as áreas que o Senac São Paulo oferece, entre em contato com um dos nossos executivos de contas no telefone 0800 707 1027 ou acesse nosso portal na internet: www.sp.senac.br. 0800 707 1027 | 31
    • Administração e negócios Pequenas empresas, grandes organizações. A formulação de estratégias, o gerenciamento da operação. Aportes de conhecimento aplicado à administração e à gestão, qualificando processos, produtos, serviços, negócios e resultados. 32 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Administração e Negócios: • Administração de empresas comerciais • Atitude empreendedora • Business intelligence • Estratégias de negócios para pequenas e médias empresas • Gerenciamento do tempo • Gestão de contact center • Gestão estratégica do conhecimento • Gestão de negócios • Governança corporativa • Intensivo em administração de empresas • Noções de como administrar pequena e média empresa 0800 707 1027 | 33
    • administração e negócios Administração de empresas comerciais - A Internet como instrumento de divulgação e venda; - Código de defesa do consumidor; Proporciona o acesso às principais informações sobre • Logística no varejo: a gestão do varejo, como: tendências desse mercado, - O processo de compras (relação entre compra e venda, estratégias e ações de marketing, planejamento e parcerias com fornecedores); desenvolvimento das áreas financeiras, de recursos - Sazonalidade; humanos e contábeis. - Previsibilidade; - Recebimento de mercadorias; Programa - Estocagem; - Entrega; • Comunicação aplicada ao comércio; - Layout da loja como fator de sucesso do varejo • Matemática financeira aplicada ao comércio; (circulação do cliente); • Ética e comportamento no comércio; - Técnicas de apresentação de mercadorias; • Criatividade em marketing; • Recursos humanos: • Negociação; - Análise dos principais aspectos das leis trabalhistas • Administração: para vendedores; - Planejamento das atividades comerciais; - Como selecionar e contratar vendedores (perfil de - Principais indicadores de desempenho; vendedores de sucesso); • Introdução ao universo do varejo: - Contratação e treinamento de vendedores; - O que é varejo?; - Folha de pagamento (comissão na folha de pagamento - Tipos de varejistas; e INSS); - Novos formatos de lojas de varejo; - Sindicatos (convenção trabalhista); - O papel do varejo nos canais de distribuição; • Economia: • Marketing de varejo: - Significado econômico do varejo; - Mercado; - Indicadores de mercado (consumo, região, sexo); - Os produtos (planejamento e sortimento, mix de - Indicadores financeiros: inadimplência e outros; produto); - Análise e interpretação de dados do IBGE; - O cliente de varejo e seu comportamento de compra; • Finanças: - A concorrência – onde está você?; - Fluxo de caixa; - Propaganda – comunicação eficiente; - Preço: estratégias e práticas (formação do preço); - Promoções que tragam resultados; - Custo fixo, custo variável, custo do produto e margem - Planejamento de vendas (variedade versus quantidade); de lucro; - Processo de venda de varejo (o papel do vendedor); 34 | www.sp.senac.br/corporativo
    • - Capital de giro; Atitude empreendedora - Markup; - Bancos (financiamentos, troca de cheques, consulta Capacita a agir com atitudes empreendedoras, desenvolvendo de cheques, cartão de crédito: vantagens e iniciativa pessoal para a realização de projetos inovadores, desvantagens); visando postura profissional ética e bem-sucedida. - Margem de contribuição; - Ponto de equilíbrio; Programa - Sites de informações econômicas e de e-commerce; • Contabilidade aplicada ao comércio: • Autoconhecimento e autoimagem: identificação de - Legislação tributária; talento e características empreendedoras; - Sistema S; • Desenvolvimento das habilidades de criatividade e visão - O balancete como ferramenta de trabalho. empreendedora; • Mudança e transformação profissional: valores, escolhas e metas significativas; • Técnicas de planejamento e desenvolvimento profissional; • Comunicação interpessoal: capacidade de persuasão e expansão da rede de relacionamentos; • Atitude empreendedora como diferencial para criar projetos profissionais inovadores. 0800 707 1027 | 35
    • administração e negócios Business intelligence Estratégias de negócios para pequenas e Médias empresas Proporciona o aprendizado da importância e da utilidade da ferramenta BI para a tomada de decisão em todos os Capacita a compreender e realizar a implantação de plano níveis da organização. A ferramenta organiza informações estratégico, estabelecendo diretrizes e criando estratégias a fim de gerar conhecimento e inteligência para a gestão para que a organização se mantenha competitiva no da empresa, aumentando a competitividade e a agilidade mercado. É curso de extensão universitária. do negócio. Programa Programa • Conceitos gerais e nível de maturidade da gestão; • O processo de diagnóstico estratégico, envolvendo os • Processos de gestão suportados pelo BI – os desafios do ambientes internos e externos da empresa; negócio; • Conceitos de planejamento estratégico; • Gestão da performance empresarial – a base do BI; • Aspectos gerenciais de técnicas e elaboração de • Implementação do BI – direcionando soluções projetos. adequadas para otimizar e suportar o processo de decisão. 36 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Gerenciamento do tempo Gestão de contact center Desenvolve competências para gerenciar melhor o tempo, Habilita para gerir centrais de relacionamento e/ou identificando fatores de desperdício, prioridades, metas e atendimento a clientes (Contact Center), mobilizando estabelecendo objetivos, a fim de conquistar resultados princípios éticos para a tomada de decisões, a gestão de satisfatórios e melhor qualidade de vida pessoal e pessoas e os recursos tecnológicos necessários, para profissional. assegurar a qualidade do desempenho individual e do grupo, visando à excelência e ao sucesso das operações. Programa Programa • O impacto da organização do tempo em nossa vida; • Técnicas e ferramentas tecnológicas que propiciam • Gestão estratégica de Contact Center; melhor gerenciamento do tempo; • Tecnologia e convergência tecnológica para Contact • Estabelecendo prioridades entre o que é importante, Center; urgente e circunstancial; • Gestão de pessoas: seleção, desenvolvimento e • Promovendo mudanças de atitude em relação à gestão avaliação de equipes; do tempo; • Excelência no atendimento a clientes: pessoas, • A importância de estabelecer metas pessoais e processos e indicadores de desempenho. profissionais para otimizar tempo e energia. 0800 707 1027 | 37
    • administração e negócios Gestão estratégica do conhecimento Gestão de negócios Curso de pós-graduação estruturado para capacitar o Forma dirigentes de pequenas e grandes empresas, profissional a elaborar e negociar projetos de gestão empreendedores que possuam seus próprios negócios e do conhecimento e do capital intelectual em diferentes profissionais que desejam lecionar, mas não são formados contextos. O objetivo é mobilizar valores, habilidades e na área. É curso de pós-graduação lato sensu que cobre conhecimentos relativos à gestão estratégica de negócios, todas as importantes áreas de um negócio. pessoas e processos. 38 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Governança corporativa Intensivo em administração de empresas Fornece competências para implementar um sistema de Fornece conhecimentos sobre as funções das principais governança corporativa, que envolve o relacionamento áreas que compreendem a administração de empresas. entre acionistas/cotistas, conselho de administração, diretoria, auditoria independente e conselho fiscal. É curso Programa de extensão universitária destinado a sócios, gestores, herdeiros, conselheiros e profissionais de empresas não • Comunicação aplicada à administração; familiares e familiares. • Matemática financeira; • Ética e comportamento na empresa; Programa • Trabalho em grupo; • Cenário empresarial: • Modelos de governança corporativa (base comum de - Macro e microambientes; conhecimentos de governança corporativa); - A empresa; • “Boas práticas” de governança corporativa; - Classificação quanto à atividade econômica, • Aplicação dos conceitos e procedimentos padrão. à propriedade, ao volume de capital; - Constituição e forma jurídica; - Leis tributárias; • Gestão da empresa: - Missão; - Valores; - Visão; - Responsabilidade social; - Meio ambiente; - Atividades das áreas funcionais da organização: marketing, produção, logística, recursos humanos, finanças; - Processos; - Qualidade na empresa; - Segurança patrimonial; • Introdução à administração: - Conceitos de administração; (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 39
    • administração e negócios - Funções da administração; • Administração de recursos humanos: - Planejamento: tipos, metas, projetos, cronograma; - Recrutamento e seleção; - Estrutura organizacional: formal e informal, - Treinamento e desenvolvimento; unidades de negócios, horizontalidade, autoridade, - Administração de cargos e salários; responsabilidade, delegação, divisão do trabalho, - Benefícios; atividades; - Legislação trabalhista. - Indicadores de resultados: dados financeiros, qualidade, satisfação dos clientes, inovação, participação de mercado; - Direção: coordenação, ordens e instruções, motivação, liderança; • Ferramentas da administração: - Cronograma; - Fluxograma; - Organograma; - Sistema de informação; • Marketing: - O novo perfil do consumidor; - Qualidade no atendimento ao cliente; - Marketing institucional; - Orçamento e administração de vendas; • Administração de materiais: - Planejamento e rotinas de compras; - Desenvolvimento e cadastro de fornecedores; - Administração de estoques; - Terceirização e parcerias; • Administração financeira: - Matemática financeira e aplicada; - Capital de giro e fluxo de caixa; - Crédito e cobrança; - Operações financeiras e investimentos; - Ponto de equilíbrio e margem de contribuição; - Formação do preço de venda; 40 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Noções de como administrar pequena e média empresa Transmite conhecimentos básicos sobre as funções das principais áreas que compreendem a administração de empresas. Programa • O processo de planejamento estratégico – etapas básicas do planejamento; • O processo de planejamento financeiro – técnicas e ferramentas; • Compras e estoque de insumos; • Estratégias de comercialização e internacionalização empresarial; • Conceitos básicos de recursos humanos. 0800 707 1027 | 41
    • Atendimento e secretariado Linha de frente ou apoio estratégico. Seja qual for o papel que essa divisão ocupa na sua organização, ela é decisiva para a imagem que a empresa projeta no mercado. 42 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Atendimento e Secretariado: • A secretária e sua atuação gerencial • Atendimento ao cliente • Operador de telemarketing • Recepção e atendimento telefônico nas empresas 0800 707 1027 | 43
    • atendimento e secretariado A secretária e sua atuação gerencial Atendimento ao cliente Aperfeiçoa conhecimentos em assessoramento a executivos Proporciona aos participantes o entendimento das e equipes de trabalho, buscando postura reflexiva e visão dimensões do tema “atendimento ao cliente”, tendo como crítica que fomente a capacidade de gerir processos e princípio os conhecimentos, habilidades e atitudes pessoais pessoas em nível gerencial, aprimorando as habilidades e profissionais necessários para o atendimento de clientes exigidas para atuar como profissional de secretariado, com qualidade e excelência. com capacidade de análise, interpretação e articulação de conceitos da administração. Programa Programa - Perfil e habilidades necessárias para atuar em atendimento ao cliente • Ética e profissionalismo; • Legislação e código de ética; - Quem é o cliente? • Funções gerenciais; • Tipos e perfis comportamentais de clientes; • Do gerenciamento do tempo à liderança pessoal; • Necessidades e desejos de clientes. • A comunicação verbal e não verbal como ferramenta essencial de trabalho; - Princípios de atendimento ao cliente • Marketing pessoal; • Formas, canais e finalidades do atendimento a • Regras de comportamento no convívio social; clientes; • Trabalho em equipe, liderança, administração de • Atendimento ao cliente na era da convergência conflitos, relacionamento interpessoal, tomada de tecnológica. decisão, assertividade, resiliência, habilidade política e inteligência emocional e social; - Como prestar um atendimento de excelência • Projeto de responsabilidade social; • Atitude, postura, conhecimento e autonomia; • Empreendedorismo. • Solução de problemas de clientes e habilidades de negociação; • Atendimento inclusivo e cidadão; • Padrões de atendimento, procedimentos internos, avaliação de desempenho e aperfeiçoamento contínuo. 44 | www.sp.senac.br/corporativo
    • - Aspectos Legais do Atendimento ao Cliente Operador de telemarketing • Transparência e ética nas relações de consumo; • Normas gerais sobre os direitos dos consumidores Desenvolve habilidades para uma comunicação adequada – Lei 8.078 (de 11.09.1990) – CDC (Código de Defesa com clientes de acordo com os diferentes perfis, utilizando do Consumidor); as abordagens ativa, receptiva ou mista do telemarketing, • Nova regulamentação do SAC - Decreto 6.523 expressando postura ética e respeitando as necessidades (de 31.07.08) que regulamenta a Lei 8078. do cliente para a assegurar sua retenção. As oportunidades de trabalho em telemarketing abrangem diversos públicos: possibilidade do primeiro emprego (jovens que estão ingressando no mercado de trabalho), inclusão social para os portadores de necessidades especiais (motora, visual e auditiva), retorno ao pleno emprego (terceira idade e aposentados) e oportunidades de melhor qualificação e remuneração (profissionais apenas com ensino médio ou fundamental). Programa • Telemarketing: diferentes funções e aplicações pelas empresas; • Atendimento a clientes via telemarketing – técnicas para os estilos ativo, receptivo e misto; • Ferramentas tecnológicas; • Perfil profissional do operador de telemarketing; • Perfis comportamentais de clientes: atendimento personalizado; • Técnicas de abordagem de clientes: preparação, sondagem, argumentação, superação das objeções e fechamento. 0800 707 1027 | 45
    • atendimento e secretariado Recepção e atendimento telefônico nas empresas Propicia técnicas de atendimento presencial e telefônico, conceitos de comunicação e de relacionamento interpessoal, sensibilizando o participante para a importância do bom atendimento. Programa • Atribuições da telefonista, recepcionista e da secretária; • Relacionamento interpessoal; • A importância do feedback nas relações interpessoais; • Atendimento: uma questão de conhecimentos, habilidades e atitudes; • Comunicação: ferramenta imprescindível do atendimento; • Expressar-se com eficiência: saber ouvir, saber falar; • Utilizando a empatia e a percepção no processo de atendimento; • Habilidades técnicas para recepcionistas; • Habilidades técnicas para telefonistas; • Organização do local de trabalho; • Apresentação pessoal, conduta ética e etiqueta profissional. 46 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 47
    • Comunicação e eventos Habilidades de escrita, apresentação pessoal. Propaganda, publicidade e jornalismo. Em qualquer formato, a comunicação abre portas, transforma cenários, ganha corações e mentes 48 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Comunicação e Eventos: • Cerimonial e protocolo em eventos • Criação e redação publicitária • Desenvolvimento de propostas e captação de recursos em eventos • Expressão verbal – desinibição ao falar em público • Organização de eventos promocionais • Organização de feiras e exposições • Organização e marketing de eventos corporativos • Publicidade on-line • Redação jornalística • Redação publicitária 0800 707 1027 | 49
    • comunicação e eventos Cerimonial e protocolo em eventos Criação e redação publicitária Capacita a planejar e organizar eventos públicos, Possibilita o aprendizado da criação de peças de empresariais e sociais, respeitando as regras do cerimonal comunicação utilizando conhecimentos elementares público e privado, bem como o protocolo e a etiqueta social sobre o processo criativo, a identificação das para ocasião. Abrange inaugurações, outorga de títulos habilidades particulares e a aplicabilidade das peças e medalhas, recepções de comitivas oficiais, posses, em seus respectivos contextos. falecimentos, lutos oficiais, almoços, jantares e coqueteis. Programa Programa • Visão geral sobre o mercado publicitário; • Definição, tipologia e classificação de eventos por • Visão geral das áreas de uma agência de propaganda; porte, periodicidade, perfil do público-alvo e por área de • Análise de peça publicitária para TV (comercial); interesse ou pela natureza do evento; • Fluxo de trabalho relacionado à criação; • História, conceitos e normas do cerimonial e protocolo • Conceito de marca, consumidor final, estratégia de público e privado; comunicação e comunicação integrada; • Comportamento e etiqueta social em eventos: • História da propaganda; apresentações, cumprimentos, convites, formas de • Identificação, usos e limitações dos processos de tratamento, trajes, entre outros. produção (impressão, imagem, som e fotografia); • Determinação do trabalho criativo: briefing, layout, texto, som, fotos e imagens; • Criação de peças publicitárias: anúncios, propagandas, material de ponto de venda, merchandising, materiais promocionais, web; • Materiais publicitários: estratégia e criação, formatos e usos, limitações e oportunidades; • Resultados: diferenciação, eficácia, padrão de alta criatividade; • Elaboração de projeto de campanha publicitária. 50 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Desenvolvimento de propostas e captação de Expressão verbal – desinibição ao falar em recursos em eventos público Qualifica para a estruturação de projetos de evento que Mostra que boa parte do processo de comunicação contemplem as principais formas de captação de recursos, acontece de forma não verbal; foca na desinibição e no transformando a idéia em proposta comercial eficiente que desenvolvimento da consciência corporal, utilizando técnicas gera bons resultados para o cliente. como respiração e relaxamento. Capacita a planejar aulas e palestras por meio de técnicas de apresentação aliadas a Programa recursos tecnológicos. • O cenário brasileiro de eventos e as diversas formas de Programa eventos presentes no mercado; • Conceito de marketing aplicado em eventos; • Processos de comunicação; • Classificação de evento como serviço: diferenças e • A oratória formal e informal; definições de produto e serviço; • O discurso de improviso; • Pesquisa de mercado e coleta de dados; • A expressão facial; • Projeto de evento: elemento de sua composição; • Técnicas de expressão e relaxamento; • Captação de recursos: fontes e formas de captação para • Técnicas para melhorar a dicção e a fala; eventos e influência das leis de incentivos nos projetos; • Planejamento de programas e palestras; • Potenciais patrocinadores: processo de prospecção; • Elaboração do plano de apresentação; • Gestão financeira: elaboração e definição do preço de • O corpo como facilitador na desinibição; venda do evento; • O discurso por meio da leitura e de técnicas de • Briefing: coleta de dados para elaboração de perfil do relaxamento; cliente, suas necessidades e evento pretendido; • Respiração. • Proposta comercial: processo de criação e desenvolvimento na elaboração da proposta do evento; • Gestão de vendas: estratégias comerciais e apresentação da proposta. 0800 707 1027 | 51
    • comunicação e eventos Organização de eventos promocionais Organização de feiras e exposições Leva o participante a uma compreensão mais abrangente do Proporciona habilidades para organizar, comercializar, universo dos eventos, qualificando-o como um profissional divulgar e coordenar feiras e exposições. Aborda todas as mais eficiente em suas iniciativas ligadas a vendas, etapas do processo, desde elaboração de briefing, captação publicidade, propaganda, relações públicas e marketing. de patrocínio e parceiros, negociação com clientes, elaboração do projeto de evento, além de apresentar o Programa mercado de feiras e exposições, a cadeia produtiva da montagem e o funcionamento dos serviços terceirizados. • As várias tipologias de eventos promocionais: concurso, convenção, coquetel, exposição, mostra, feira, Programa workshop, torneio, inauguração, desfile; • Comunicação e marketing aplicados aos eventos • O processo de realização de eventos: objetivo, data, promocionais; local, porte, natureza, justificativa, planilha de recursos, • Produção de eventos: captação de patrocínio, apoio e plano de marketing e avaliação; recursos; • Etapas de um evento: pré-evento (elaboração do pré- • Composto e mix de marketing e as demandas do projeto), transevento (montagem, execução e controle) mercado de eventos contemporâneos; e pós-evento (desmontagem, avaliação e feedback); • As etapas do processo de um evento promocional: pré- • Apresentação de propostas: elaboração de projeto e evento, transevento e pós-evento. briefing; • Técnicas de negociação e comercialização de feiras e exposições. 52 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Organização e marketing de eventos corporativos Publicidade on-line Qualifica para a aplicação das ferramentas de marketing Proporciona competências para desenvolver soluções na organização de eventos corporativos. Orienta na estratégicas de publicidade on-line, a partir de seus meios identificação dos tipos de eventos e na execução de todas e formatos audiovisuais digitais contemporâneos. as etapas do processo. Mostra o valor das necessidades do público-alvo, além de trabalhar a percepção de Programa particularidades empresariais. • Visão geral do mundo digital (história, evolução, Programa fornecedores especializados, oportunidades e atividades profissionais); • Insumos internos e externos para o desenvolvimento de • Visão geral e contextualizada dos meios digitais eventos corporativos; (indicações, limitações e oportunidades); • As diferentes etapas do processo de elaboração de um • Compreensão da publicidade no ambiente on-line: evento corporativo: pré-evento, transevento e - portais, sites e hotsites; pós-evento; - marketing viral; • As etapas do processo de marketing aplicadas na - e-mail marketing; organização de um evento corporativo: percepção - jogos interativos; de necessidades nos ambientes interno e externo, - chats; pesquisa de mercado, realização do mix de marketing - blogs; e análise de situação de mercado na concepção/criação, - navegabilidade; desenvolvimento, lançamento e sustentação de um - acessibilidade; evento no mercado. - multidisciplinaridade; • Mapeamento das empresas especializadas, atividades profissionais e alternativas de comunicação digital; • Seleção das áreas de atuação e da aplicabilidade de formatos e meios da publicidade on-line; • Levantamento e análise das peças de publicidade on-line mais utilizadas e etapas de produção; • Desenvolvimento de materiais de publicidade on-line; • Elaboração de um projeto de comunicação contextualizando as soluções de publicidade on-line. 0800 707 1027 | 53
    • comunicação e eventos Redação jornalística Redação publicitária Desenvolve a capacidade de produzir textos jornalísticos Promove a imersão do participante no processo criativo das usando conhecimentos da língua portuguesa, técnicas agências, estimulando sua imaginação para o surgimento de redação, de construção da notícia, de entrevistas das ideias. Propicia depurar essas ideias para que ganhem e abordagem, considerando os princípios éticos de força e impacto; algumas técnicas para abordar diferentes imparcialidade, isenção e objetividade. mídias e exercitar a capacidade de transformar uma boa ideia em muitas peças publicitárias. É curso indicado Programa a estudantes de publicidade e a outros profissionais interessados em redação criativa. • Técnica de redação de pauta e nota; • Conceito de notícia; Programa • Gêneros de jornalismo; • Diferenciação e reconhecimento de público leitor; • Escrever / elaborar textos utilizando recursos linguísticos; • Linhas editoriais; • Criar uma ideia central depois da leitura de um briefing, • Veracidade jornalística; exercitando, assim, os processos de brainstorm e de • Conceito de entrevista; funcionamento da dinâmica de uma agência; • Tipos de entrevistas; • Elaborar textos para diferentes mídias investigando a • Técnicas de abordagem e elaboração de perguntas; estrutura textual de cada uma delas e definindo padrões; • Técnicas de lead alinhado às exigências das redações; • Escrever peças publicitárias, desmembrando as ideias • Organização e hierarquização das informações inseridas centrais, criadas a partir das informações de um briefing; nos textos; • Elaborar textos respeitando o target; • Redação do texto jornalístico; • Criar ações de buzz – a mais nova ferramenta de • Técnica de construção de títulos e subtítulos; marketing, conhecida como boca a boca. • Técnica de construção de legendas. 54 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 55
    • Finanças e Contabilidade Sistemas de controle, previsão, análise e planejamento. Atualização fiscal e previdenciária. A área de finanças estrutura e organiza a vida das empresas. 56 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Finanças e Contabilidade: • Analista fiscal • Assistente financeiro • Contabilidade internacional • Escrituração fiscal • Gestão de custos e formação de preço • Matemática financeira com aplicações em excel • Nota fiscal eletrônica (estadual e federal) • Perícia contábil • Planejamento orçamentário • Previdência social: custeio e benefícios previdenciários • Retenção na fonte de impostos e contribuições • Super simples (lei geral da micro e pequena empresa) 0800 707 1027 | 57
    • finanças e contabilidade Analista fiscal Assistente financeiro Propicia analisar, de forma estratégica, os procedimentos Fornece competências para analisar de forma sistêmica a fiscais, inclusive o regime de substituição tributária do empresa, entender as atividades desenvolvidas pela área ICMS, valendo-se de conhecimentos, habilidades e valores financeira e saber utilizar suas ferramentas, executando relacionados com a aplicabilidade da legislação tributária as rotinas da área de acordo com legislação específica, pertinente e da visão de sua influência no resultado avaliando as situações com senso crítico e ética a fim econômico-financeiro da organização. de garantir a organização de dados e documentos da empresa. Programa Programa • Legislação tributária no âmbito federal, estadual e municipal; • A importância de ser um profissional ético e confiável; • Carga tributária: impostos diretos e indiretos e regime • Contas a pagar e contas a receber no contexto da tributário; empresa: rotinas dos departamentos de contas a pagar e • Regime de Substituição Tributária do ICMS e suas novas contas a receber; aplicações em operações com mercadorias; • Princípios contábeis – identidade e continuidade: • Acompanhamento das obrigações fiscais: DIPJ, DCTF, entender a diferença entre pessoa física e pessoa Dacon, Dirf, Sintegra, GIA; jurídica. Compreender o funcionamento da empresa • Contingências fiscais que culminam em multas e como uma organização viva, com identidade própria e qualificação de crime fiscal: erros, infrações e criada para ter vida longa; sonegações; • Noções básicas de contabilidade aplicadas ao setor • Atendimento à fiscalização: em função de denúncia, financeiro: receitas, despesas, custos, classificações das regime especial e de rotina. contas contábeis, plano de contas, relatórios contábeis; • A importância da organização para o bom andamento do trabalho: ordem e controle dos documentos; • Orçamentos financeiros e suas implicações: o que é, para que serve e como o fazer desse profissional pode impactar no resultado da empresa. 58 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Contabilidade internacional Escrituração fiscal Qualifica para realizar a conversão de demonstrações Fornece competências para escriturar livros fiscais, com contábeis para moeda norte-americana, selecionando e base em notas fiscais emitidas e recebidas, mobilizando utilizando a metodologia mais adequada à situação, bem conhecimentos e habilidades relacionados com a apuração como interpretar as semelhanças e diferenças das normas de impostos, de modo a atender a legislação do Sistema contábeis internacionais (IFRS), norte-americanas (FASB) e Tributário Nacional. as práticas contábeis brasileiras, viabilizando a publicação das demonstrações financeiras da empresa no país e no Programa exterior. É curso na modalidade extensão universitária. • Legislação tributária nos âmbitos federal, estadual e Programa municipal; • Impostos de valor agregado: IPI, ICMS e ISS (base • Razão da conversão de demonstrações em moeda forte; constitucional, base legal, abrangência, fato gerador, • Conversão das demonstrações usando a moeda hipótese de incidência, contribuinte, base de cálculo, funcional US$; alíquota, créditos); • Conversão das demonstrações usando a moeda • Emissão de notas fiscais e escrituração em livros fiscais funcional R$; • Operações fiscais: contingências fiscais que culminam • Normas contábeis internacionais (International Finance em multas e qualificação de crime fiscal; Reporting System); • Conceito do Regime de Substituição Tributária do ICMS. • Normas contábeis norte-americanas (Financial Accounting Standards); • Práticas contábeis brasileiras (Leis 6.404/76 e 11.638/07). 0800 707 1027 | 59
    • finanças e contabilidade Gestão de custos e formação de preço Matemática financeira com aplicações em excel Proporciona habilidades para entender, conhecer e saber Qualifica para gerar informações financeiras que permitam articular o processo de custos e formação de preços, agilidade de análise, organizando dados oriundos de vários atrelados às estratégias empresariais e condições de departamentos de uma empresa, bem como elementos que mercado, subsidiando decisões nos diversos segmentos compõem o orçamento pessoal, com as ferramentas do empresariais, independentemente do porte econômico da Excel. organização. Programa Programa • Realização da matemática no dia a dia; • Custos: conceito, nomenclatura e elementos; • O Excel como ferramenta para a matemática financeira; • Custo de produtos e serviços; • Sintaxes e conceitos de funções do Excel; • Estoques: critério de avaliação; • Usabilidade de planilhas em arquivos do Excel. • Custeio: métodos e sistemas; • Formação de preço de venda; • Análise de mercado (oportunidades e ameaças); • Análise custo-volume-lucro. 60 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Nota fiscal eletrônica (estadual e federal) Perícia contábil Propicia o conhecimento do projeto de notas fiscais Propicia a realizar perícias contábeis na esfera judicial e eletrônicas emitidas e recebidas, com base no sistema SPED extrajudicial fazendo uso de conhecimentos de legislação, (Sistema Público de Escrituração Digital), identificando contabilidade e cálculos pertinentes a cada objeto pericial, as necessidades para a implantação do sistema nas a fim de emitir laudos e pareceres especializados e idôneos. organizações e as implicações fiscais e contábeis para o É curso de extensão universitária. contribuinte. Programa Programa Legislação: • Legislação tributária nos âmbitos federal e estadual; • Normas brasileiras de perícia contábil; • Operações com notas fiscais eletrônicas: contingências • Normas legais de perícia; fiscais que culminam em multas e qualificação de crime • Código de Processo Civil; fiscal; • Legislação federal; • Benefícios esperados: contribuintes (comprador e • Responsabilidade legal do perito contábil. vendedor) e fisco (administração tributária); • Aspectos técnicos de emissão: arquivo e assinatura Tipos de perícia contábil: digital, recepção, cancelamento e consulta da NF-e; • Conceitos e objetivos da perícia contábil; • Aspectos técnicos de implantação: estratégia, • Perícia judicial; desenvolvimento do sistema e integração clientes/ • Perícia trabalhista; fornecedores. • Perícia cível; • Perícia federal; • Perícia extrajudicial; • Perícia arbitral; • Fraudes contábeis. (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 61
    • finanças e contabilidade Técnicas do trabalho pericial: Planejamento orçamentário • Forma de apresentação do laudo e parecer pericial; • Impugnação e resposta à impugnação do laudo pericial; Capacita a desenvolver o planejamento financeiro • Noções de processo judicial, peças e andamento (orçamento) como peça indispensável de controle gerencial processual; anual da empresa, reconhecendo-o como um dos produtos • Quesitos e diligências. do planejamento empresarial e identificando a sua importância para o direcionamento dos objetivos e rumos Mercado de trabalho: da empresa. • Remuneração do trabalho pericial; • Apresentação do perito ao juiz; Programa • Oportunidades de trabalho. • A integração das diversas áreas de uma empresa para a realização do seu planejamento orçamentário; • Planejamento orçamentário: levantamento, análise e fornecimento de informações para subsidiar o processo de tomada de decisão com informações financeiras. 62 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Previdência social: custeio e benefícios Retenção na fonte de impostos e contribuições previdenciários Fornece habilidades para conferir o documento fiscal Qualifica para poder avaliar os direitos do segurado aos e proceder à retenção de impostos e/ou contribuições, benefícios previdenciários, bem como as responsabilidades valendo-se de conhecimentos sobre a legislação tributária de custeio do empregador, por meio de criteriosa análise (federal e municipal) e as habilidades na aplicação das situacional e documental, a fim de garantir orientações e normas vigentes, de modo a assegurar que a empresa encaminhamentos adequados na Previdência Social. esteja em conformidade com as obrigações fiscais. Programa Programa • Previdência social e legislação previdenciária; • Imposto de Renda na fonte: • Gestão empresarial; - Serviços sujeitos a retenção; • Gestão de pessoas e de benefícios previdenciários; - Comissões, propaganda e publicidade; • Fontes de custeio da seguridade social. - Pagamentos a cooperativas do trabalho; - Limites para a retenção; - Recolhimento: prazo, documento de arrecadação; • Retenção das contribuições (PIS-Pasep/Cofins/CSLL): - Serviços sujeitos a retenção; - Empresas tomadoras dispensadas de realizar a retenção; - Empresas prestadoras dispensadas de sofrer a retenção; - Percentual de retenção; - Desdobramento das alíquotas; - Procedimentos na emissão da nota fiscal; - Limites para retenção das contribuições sociais; • Retenção do ISS: - Contribuinte; - Lista de serviços sujeitos ao ISS; (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 63
    • finanças e contabilidade - Incidência do ISS na importação dos serviços; Super simples (lei geral da micro e pequena - Definição do local da prestação de serviços; empresa) - ISS na fonte: empresas obrigadas a reter e recolher o ISS; - Base de cálculo do ISS na fonte; Dá competências para verificar o enquadramento ou não da - Alíquota do ISS na fonte; atividade econômica no SIMPLES NACIONAL, analisando o âmbito da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e • Retenção Previdenciária de 11% para o INSS: mobilizando conhecimento na redução das obrigações - Conceitos básicos; tributária e acessórias, a fim de orientar os contribuintes - Pessoa jurídica e pessoa física; dos diversos segmentos econômicos. - Hipóteses de retenção; - Apuração da base de cálculo; Programa - Obrigações acessórias; • Conceitos de microempresas e empresas de pequeno • Exercícios práticos de cálculos de retenções sobre porte; diversas modalidades de pagamentos às pessoas físicas • O Simples Nacional e as diferenças entre o e jurídicas. Simples Federal – Simples Paulista – e Simples Municipal (convênios); • Opção – formas de inscrição e baixa, impossibilidade de adesão automática; • Empresas impedidas de opção pelo Simples Nacional, empresas permitidas a ingressar no sistema, implicações por opção indevida; • Simplificação – certidões negativas, contratos, etc. • Exclusão do Simples Nacional – de ofício ou mediante solicitação. Tributos e Contribuições do Simples Nacional: • Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições IRPJ, IPI, CSLL, COFINS, PIS, ICMS e ISS; • Alíquotas, base de calculo, recolhimento dos tributos e obrigações fiscais acessórias. 64 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 65
    • Gastronomia e nutrição O Senac São Paulo mantém programação e instalações que o qualificam como referência no desenvolvimento profissional de gastronomia e nutrição. O portfólio ainda inclui soluções indicadas para projetos de alcance social que visem geração de renda. 66 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Gastronomia e Nutrição: • A arte de bem servir • Boas práticas para estabelecimentos varejistas de alimentos • Capacitação para bartender • Capacitação para garçons e garçonetes • Garde manger: preparo de saladas e molhos frios • Gestão da segurança de alimentos com base na ISO 22000 • Higiene na manipulação dos alimentos • Prevenção de perdas e desperdícios de alimentos em estabelecimentos varejistas 0800 707 1027 | 67
    • gastronomia e nutrição A arte de bem servir Boas práticas para estabelecimentos varejistas de alimentos Fornece técnicas para servir bem os convidados em diversos tipos de eventos, aplicando conhecimentos referentes Ensina a desenvolver competências para manipular à identificação de utensílios, dobras de guardanapo, os alimentos obedecendo aos padrões de higiene e às montagem de mesa, serviços de sala, serviços de vinho, boas práticas para a comercialização de alimentos em preparo de drinques e coquetéis. estabelecimentos varejistas de diversos portes, visando à segurança e à inocuidade dos produtos oferecidos ao Programa público consumidor e ao cumprimento da legislação que regulamenta esse setor. • Identificação de utensílios (pratos, copos e talheres especiais); Programa • Dobras de guardanapos; • Montagem de mesa para: café da manhã, almoço e • Varejo e varejo alimentício; jantar (simples e sofisticados); • Qualidade e boas práticas para a comercialização de • Serviços de prato pronto, americano, à francesa e alimentos; inglesa; • Legislação e regulamentação para o setor de alimentos; • Preparo de drinks e coquetéis; • Higiene e Saúde. • Serviço de vinhos. 68 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Capacitação para bartender Capacitação para garçons e garçonetes Qualifica o profissional com técnicas e competências para Prepara para atuar como garçons em restaurantes, bares, atuar como bartender profissional, o que envolve noções de buffets e empresas. bares, atendimento ao cliente, técnicas de vendas, preparo de coquetéis e serviços. Programa Programa • Perfil do profissional; • Organograma funcional; • Perfil do profissional de bar; • Regras de higiene e apresentação pessoal; • Classificação de bebidas alcoólicas; • Postura e ética profissional; • Preparo de coquetéis de todas as categorias; • Relacionamento interpessoal; • Procedimento para a abertura e o fechamento do bar; • Cortesia ao servir e qualidade no atendimento; • Vendas e serviços no balcão e à mesa; • Identificação do material de restaurante; • Relacionamento com cliente e colegas; • Preparação do local para o atendimento ao cliente • Criações pessoais de drinques. (Mise-en-place); • Tipos de serviços; • Serviços de bebidas; • Serviço de vinhos; • Noções básicas de bar: conhecimento das principais bebidas; • Simulações de atendimentos com as técnicas aprendidas. 0800 707 1027 | 69
    • gastronomia e nutrição Garde manger: preparo de saladas e molhos frios Gestão da segurança de alimentos com base na ISO 22000 Fornece uma breve introdução sobre o papel do garde manger, ingredientes utilizados e higienização necessária. Propicia conhecimento sobre todas as ações ligadas aos Transmite técnicas de preparação de saladas simples e conceitos e princípios para abordar importância, histórico compostas e molhos cremosos e aromatizados. e vantagens da Norma ISO 22000, ciclo PDCA, seu entendimento e procedimentos exigidos, além de abordar Programa questões relacionadas à auditoria interna. É curso de extensão universitária. • Introdução sobre o Garde Manger; • Identificação de ingredientes e correta higienização; Programa • Preparo de saladas utilizando folhas, grãos, legumes e proteínas, como salada de camarão e fusili, salada de • Mudança de paradigmas: do controle à prevenção da folhas mistas com muçarela, hortelã, pêssego e contaminação; presunto cru, salada niçoise com atum fresco, entre • Importância, histórico e vantagens dos sistemas ISO; outras; • PDCA – ferramenta de gestão; • Preparos clássicos, como brandade de bacalhau; • Entendimento e interpretação dos requisitos da ISO carpaccio; ceviche de frutos do mar; e tabule; 22000; • Técnicas de preparo de patês, molhos cremosos, • A importância de auditorias internas para manutenção emulsões com azeite aromatizado. do sistema. 70 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Higiene na manipulação dos alimentos Prevenção de perdas e desperdícios de alimentos em estabelecimentos varejistas Proporciona os fundamentos para atender às premissas propostas pela Vigilância Sanitária a partir dos conceitos Capacita para promover ações ligadas à sensibilização dos de microbiologia e práticas do serviço de alimentação, com profissionais de estabelecimento varejista de alimentos aulas teóricas e exercícios. para identificar, analisar e propor soluções práticas para minimizar perdas e desperdícios de alimentos nos Programa estabelecimentos. • Microbiologia: definição e características gerais dos Programa micro-organismos e doenças transmitidas por alimentos; • Métodos de conservação dos alimentos; • Desperdícios e perdas; • Boas práticas: higiene ambiental, pessoal, de alimentos, • Produção de alimentos e comercialização: o caminho edificações, instalações, controle de resíduos e pragas, do alimento – do campo a mesa e desperdício na cadeia controle de água; produtiva de alimentos; • Critérios de segurança dos alimentos em cada etapa da • Características dos alimentos perecíveis e não manipulação. perecíveis; • Conceitos de qualidade: PDCA, 5S, boas práticas de manipulação; • Recursos humanos: relacionamento interpessoal, treinamentos e aprendizagem em equipe. 0800 707 1027 | 71
    • Gestão de pessoas O trato com o capital humano é fonte de questões críticas e soluções estratégicas para as organizações. Liderança, competências, avaliação, cumprimento de legislação. 72 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Gestão de Pessoas: • Avaliação por competência • Consultoria interna de recursos humanos • Desenvolvimento em liderança • Gestão estratégica de pessoas • Instrutor de treinamento • Resolução de conflitos no cotidiano • Reuniões eficazes 0800 707 1027 | 73
    • gestão de pessoas Avaliação por competência Consultoria interna de recursos humanos Orienta na utilização de ferramentas de avaliação por Apresenta os desafios e as oportunidades de atuação competência, como instrumento de gestão para atingir as do profissional generalista da área, capacitando para metas organizacionais. a assessoria em gestão de pessoas, desenvolvendo e aplicando metodologia específica para otimizar a prestação Programa de serviços no que se refere a qualidade, prazo e alinhamento à estratégia do negócio. • Conceito e importância de avaliação de desempenho • Avaliação por competências; Programa • Mapeamento de competências; • Definição de competências, visando criar critérios para • Consultoria interna de RH: surgimento e aplicação; aplicação da ferramenta; • Postura da consultoria interna: escuta ativa e • Aplicação da ferramenta de avaliação por competência, credibilidade na construção de parcerias com clientes e como parte do processo de gestão de pessoas. equipes especialistas de RH; • Diagnóstico de Recursos Humanos: principais indicadores de RH, informações gerenciais; informações de funcionários e observação do ambiente; • Implantação de projetos de RH: interface interna com áreas especialistas, influência sobre os clientes; • Análise de tendências: antecipação e competitividade. 74 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Desenvolvimento em liderança Gestão estratégica de pessoas Desenvolve competências para liderar equipes de trabalho Desenvolve a fundamentação teórica e apresenta casos focadas nos resultados, com base em abordagens de práticos que permitem aos participantes levar para o seu administração, e gerir pessoas com entendimento cotidiano bases e ferramentas mais adequadas às suas e constante adaptação às mudanças do mundo realidades. O curso é na modalidade pós-graduação lato contemporâneo. sensu, dirigido a profissionais da área de recursos humanos, consultores em gestão de negócios e profissionais que Programa tenham a responsabilidade de gerenciar pessoas. • Habilidades de um líder e a autoliderança; • Estilos de liderança; • O líder como gestor de pessoas; • Comunicação assertiva e administração de conflitos. 0800 707 1027 | 75
    • gestão de pessoas Instrutor de treinamento Resolução de conflitos no cotidiano Capacita na aplicação de treinamentos de forma eficiente e Qualifica a se comunicar de maneira eficiente e a aplicar eficaz, aprimorando o papel de mediador da aprendizagem, conceitos que conduzam à resolução de conflitos, visando à com habilidades e técnicas que garantam o processo de melhoria de sua qualidade de vida. formação de profissionais em organizações. Programa Programa • A contribuição das atitudes na criação e na manutenção • Analisar demandas de treinamento, estruturar e ou de conflitos; incorporar programas de treinamento; • Comunicação eficiente; • Planejar ou replanejar treinamentos que atendam • O ataque ao problema e não às pessoas; necessidades específicas, buscando capacitar o • A expressão dos sentimentos; público-alvo, propondo atividades que contribuam com o • Acordos e negociações; desenvolvimento de suas competências profissionais; • Estratégias para lidar com pessoas difíceis; • Aplicar treinamentos utilizando metodologias • Eliminação de conflitos de informação. adequadas à necessidade do público-alvo, mediando situações de aprendizagem que visam aprimorar a aprendizagem e um melhor desempenho profissional; • Avaliar programas de treinamentos, considerando critérios, indicadores e instrumentos de avaliação adequados às necessidades. 76 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Reuniões eficazes Desenvolve e aperfeiçoa habilidades de comunicação, para conduzir e/ou participar de reuniões, por meio de atitudes e formas de expressão, tornando-as eficazes, objetivas e produtivas, obtendo, assim, a qualidade no impacto da informação. Programa • Tornando as reuniões produtivas e agradáveis; • Objetivos de uma reunião; • Planejamento; • Diferentes tipos de reunião; • Métodos de discussão; • A dinâmica; • Formas de condução eficaz; • Sendo um participante efetivo; • Evitando e solucionando conflitos. 0800 707 1027 | 77
    • Idiomas Ferramenta básica para qualquer divisão da sua empresa se comunicar com outros mercados e ter acesso a novas fontes de informação, num mundo em que as distâncias geográficas são cada vez menores. 78 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Idiomas: • Alemão • Espanhol • Francês • Inglês • Língua brasileira de sinais • Português para estrangeiros 0800 707 1027 | 79
    • idiomas A aprendizagem ocorre como construção de conhecimento temas da vida pessoal e profissional, com fluência escrita e no idioma, de forma reflexiva e crítica, valorizando a oral. Essa última ainda pode ser aperfeiçoada com o curso interação entre os participantes, seus conhecimentos Expressão Oral, em dois estágios. e experiências. Também, são utilizados vários recursos tecnológicos com o objetivo de tornar a aprendizagem mais Inglês efetiva e estimular a construção de conhecimento no idioma Os cursos de inglês do Senac São Paulo proporcionam a e cultura estudados. aquisição de conhecimentos com focos e níveis diferentes, de acordo com as modalidades escolhidas. O Business Além dos cursos regulares de idiomas, o Senac São Paulo English, como diz o nome, foca o domínio de habilidades para oferece soluções empresariais sob medida, de acordo com o ambiente de negócios. O English Express traz competência as necessidades e exigências de sua empresa. para primeiros contatos em situações cotidianas. O curso regular, que se inicia com o Básico 1 e vai até o Avançado Alemão 2, propicia um sólido conhecimento, com fluência oral O curso regular, que percorre oito estágios entre o Básico e escrita, que permite debater, argumentar e negociar. 1 e o Intermediário 4, provê o aluno de uma boa expressão Outras possibilidades são o curso de Conversação, em escrita e oral. Isso o torna capaz de demonstrar pontos dois módulos, e o Inglês para Secretárias Executivas, que de vista no idioma alemão, discorrendo sobre assuntos enfatizam habilidades orais e, no caso desse último, até variados, com bons recursos linguísticos, fluência oral e mesmo a elaboração de correspondências curtas. escrita. Língua brasileira de sinais (libras) Francês Segundo idioma oficial do Brasil, o Libras, em três módulos, Os nove módulos do curso regular, do Básico 1 ao Avançado torna o aluno capaz de interagir de maneira eficiente 3, garantem ao aluno autonomia para explicar, justificar, e natural com surdos, ampliando as possibilidades de argumentar e fazer descrições. Dessa forma, o aluno comunicação profissional e interação social. tem amplos recursos, com fluência oral e escrita, para se expressar com desenvoltura no idioma francês. Português para estrangeiros Fornece repertório e estimula o participante a comunicar-se Espanhol sobre temas cotidianos e áreas de interesse profissional, O idioma espanhol surge em duas modalidades na além de desenvolver habilidades de leitura e escrita. programação do Senac São Paulo. O curso regular, que cobre do Básico 1 ao Avançado 2, dá ao aluno todas as condições para debater, argumentar, negociar e explicar, em diversos 80 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 81
    • Logística e comércio exterior Não basta saber fazer, é preciso saber entregar. Isso quando o negócio não consiste justamente em fazer a entrega. Estoque, canais de distribuição e mais as rotinas de quem compra e vende em mercados internacionais. 82 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Logística e Comércio Exterior: • Administração de armazenagem • Administração e planejamento da produção • Compras e administração de materiais • Exportação: rotinas e procedimentos • Gerência de operações logísticas • Gestão da distribuição • Gestão de transportes internacionais • Importação: rotinas e procedimentos • Logística integrada • Logística de transportes • Logística de varejo e canais de distribuição • Negociação em compras • Unitização e transporte internacional de cargas 0800 707 1027 | 83
    • logística e comércio exterior Administração de armazenagem Administração e planejamento da produção Capacita para a gestão de armazéns, almoxarifados e centros Desenvolve competências para planejar, controlar e de distribuição, mobilizando conhecimentos, habilidades programar recursos materiais necessários ao processo e valores para reduzir custos operacionais, aumentar a produtivo, mobilizando princípios da administração velocidade dos processos e melhorar a competitividade. da produção, contribuindo para a competitividade e a sustentabilidade da empresa. Programa Programa • Armazenagem na cadeia logística: sua função e importância, estrutura organizacional, principais • As mudanças no ambiente competitivo e os impactos na processos e impacto na eficiência operacional; organização da produção; • Aspectos físicos do armazém: estruturas de • Os sistemas de produção: JIT, produção enxuta, armazenagem, equipamentos de movimentação, layout, modular; unitização de cargas e dimensionamento do armazém; • Planejamento e controle da produção (PCP); • Tecnologia aplicada à armazenagem: sistema de gestão • Controles da produção : custos, estoque, qualidade, de armazenagem (WMS), coletores de dados e sistemas manutenção; de identificação (código de barras, RFID); • Tecnologia aplicada aos processos produtivos: ERP e • Gestão de estoques: custos de estoque e armazenagem, MRPII. controle de inventário, curva ABC. 84 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Compras e administração de materiais Exportação: rotinas e procedimentos Capacita para a atuação nos processos de aquisição e Proporciona o conhecimento prático e de rotina dos administração de materiais a partir de uma visão integrada processos de exportação, conforme os aspectos da logística, dando suporte a decisões sobre a seleção mercadológicos, comercial e tributário. de fornecedores e a compra de materiais nacionais ou importados. Programa Programa • Órgãos controladores (MDIC, DECEX, SRF, Banco Central do Brasil, etc.); • Seleção de Fornecedores ou “procurement”: escolha • Credenciamento (RADAR) e habilitação no SISCOMEX; de fornecedores objetivando melhoria da qualidade e • Noções de negociação (INCOTERMS); de custos de aquisição; • Tipos de exportação (financiada, sem cobertura cambial, • Compras nacionais e internacionais: os processos, exportação normal e em consignação); ferramentas e custos envolvidos; • Drawback; • Compras eletrônicas: como e quando utilizar os leilões • Exportação temporária; direto e reverso e portais de compra; • Entreposto aduaneiro na exportação; • Administração de materiais: com foco no processo e nas • Exportação direta, indireta e consórcio de exportação; decisões entre comprar e fabricar. • Trading companies; • Aspectos administrativos, documentos comerciais e financeiros; • Isenções (imposto de exportação, IPI, PIS, COFINS e ICMS); • Formação de preço na exportação; • Documentos comerciais e financeiros; • Modalidade de pagamento (antecipado, carta de crédito, remessa direta de documentos); • Desembaraço alfandegário; • Multas na exportação; • Roteiro básico para exportar. 0800 707 1027 | 85
    • logística e comércio exterior Gerência de operações logísticas Gestão da distribuição Como curso de extensão universitária, desenvolve Propicia o aprendizado necessário para dar suporte ao competências com uma visão sistêmica da cadeia de processo de decisão na gestão da distribuição, mobilizando suprimentos, alinhando objetivos estratégicos e operacionais, conhecimentos, habilidades e valores com base na buscando otimizar os resultados do negócio. administração dos estoques, buscando a melhor relação nível de serviço e custos. Programa Programa • A cadeia de valor da empresa e a cadeia de suprimentos em que a empresa está inserida; • Os canais de distribuição: distribuição física e os canais • Decisões logísticas relativas à localização das plantas, utilizados; estoques, transporte e informações para balancear • Gestão da distribuição: o processo de decisão com base custos e nível de serviço com os objetivos estratégicos no nível de estoque, localização e opções de transporte do negócio; para o melhor compromisso entre o nível de serviço e os • Estrutura organizacional voltada a processos e custos; gerenciamento por indicadores: BSC, SCOR; • Operações terceirizadas: função e controle dos • Gerenciamento de relacionamento com clientes, operadores logísticos; fornecedores, parceiros, 3PLs, 4PLs da cadeia de valor; • Sistemas de resposta rápida: ECR, VMI, CPFR. • Controle de operações logísticas com base em relatórios gerenciais; • Gestão de competências aplicadas ao processo logístico. 86 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Gestão de transportes internacionais Importação: rotinas e procedimentos Capacita o participante a negociar e administrar, nas Propicia o conhecimento prático e de rotina nos processos empresas, contratos internacionais valendo-se de critérios de importação, de acordo com os aspectos mercadológicos, de racionalidade e eficácia nos processos de negociação de comercial e tributário. transportes e seguros de mercadorias. Programa Programa • Órgãos controladores e anuentes (MDIC, • Cenários e tendências do comércio exterior brasileiro: DECEX, SRF, Banco Central, etc.); situação atual do transporte interno – estradas, • Credenciamento das empresas (Sistema Radar) e rodovias, portos, aeroportos, hidrovias; países vizinhos e habilitação no SISCOMEX; principais mercados; • Registro de exportadores e importadores; • O processo logístico no contexto dos mercados globais: • Legislação básica; componentes do sistema; • Licença de importação; • Conceitos e princípios de negociação internacional: • Classificação fiscal de mercadoria; contratos de compra e venda, de transporte e de seguro; • Custos na importação (imposto de importação, IPI e ICMS); • Procedimentos aduaneiros de exportação e importação, • Despesas alfandegárias; atores envolvidos, fluxos, e legislação específica; • Noções de negociação (INCOTERMS); • O processo de pagamentos e recebimentos de • Riscos no comércio exterior; mercadorias transacionadas no mercado internacional. • Documentos comerciais e finaceiros; • Drawback; • Entreposto aduaneiro; • Admissão temporária; • Remoção de mercadoria; • Estação aduaneira do interior – EADI; • Modalidades de pagamento – pagamento antecipado, carta de crédito, remessa sem saque e cobrança documentária; • Multas na importação; • Revisão aduaneira; • Desembaraço aduaneiro – procedimentos e canais de parametrização. 0800 707 1027 | 87
    • logística e comércio exterior Logística integrada Logística de transportes Proporciona competências para coordenar ações nos Propicia a aquisição de competências para a gestão de processos logísticos da cadeia de valor, de forma a transporte, mobilizando conhecimentos, habilidades e contribuir para integrar, agilizar, reduzir custos e melhorar valores para otimizar custos de transporte e nível de serviço o nível de serviço, por meio da sinergia entre as áreas da ao cliente e, com isso, melhorar a competitividade do cadeia logística. negócio. Programa Programa • Cadeia logística e a logística integrada; • O transporte na cadeia logística: sua função e • Nível de serviço, indicadores de performance e importância, modais de transporte e as implicações no matriz de desempenho para o diagnóstico e desempenho e no resultado do negócio; controle do processo logístico; • Gestão de custos de transporte: conceituação, seus • As parcerias na cadeia logística: provedores logísticos; componentes, metodologias de cálculo do frete para • A tecnologia a serviço da integração da cadeia logística; administração da frota ou compra de frete; • O profissional de logística e seus desafios. • Tecnologia aplicada ao transporte: roteirização, rastreamento e sistemas de gestão de transporte. 88 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Logística de varejo e canais de distribuição • CPFR e os sistemas de identificação e integração baseados nos códigos de barras e RFID preparação Capacita profissionais para gerenciar o fluxo de produtos e condução do workshop 1 – construção do mapa e informações dos processos logísticos ligados aos canais estratégico; de venda. Como curso de extensão universitária, dirige-se • Atividades dialogadas sobre as exposições; a profissionais das áreas de logística do atacado e varejo, • Gestão da logística no varejo e o ciclo PDCA; distribuidores ou provedores de serviço logístico. • Nível de serviço; • A importância e o processo de previsão da demanda e Programa sua influência nas metas de serviço; • Aspectos relacionados ao foco logístico e a excelência • Apresentações (instrutor e participantes); operacional; • Expectativas; • Atividades dialogadas sobre as exposições; • Apresentação do programa do curso; • Conceito de competências para o profissional de • Conceitos básicos de logística; logística de varejo; • Fatores que influenciam a venda do varejo e canais de • Orientação aos alunos para se atualizarem; venda; • Avaliação do curso pelos alunos. • Impactos logísticos na cadeia de suprimentos decorrentes dos fatores que afetam o varejo; • Ciclos que compõem o processo logístico do varejo; • Atividades sobre as exposições dialogadas; • Escolhas e decisões do canal de vendas, os custos do canal, os fatores que influenciam na formação de preços e custos no varejo; • Base do atendimento ao cliente; • Trade-off baseado no nível de serviços, e as causas e os impactos do efeito chicote; • Estudo de caso e atividade dialogada sobre as exposições; • Sistemas de resposta rápida, suas características, limitações e aplicações; 0800 707 1027 | 89
    • logística e comércio exterior Negociação em compras Unitização e transporte internacional de cargas Capacita para a realização de negociações em compras, Proporciona competências para negociar e administrar mobilizando conhecimentos, habilidades e valores contratos de transporte internacionais, valendo-se de relacionados ao processo, visando alcançar os objetivos da critérios de racionalidade e eficácia nos processos de organização. negociação, de transportes marítimos, hidroviários, aéreos e ferroviários. Programa Programa • Negociação: conceitos, tipos e etapas, interpretação de posturas, estilos, comportamentos e perfil do negociador • Cenários e tendências do comércio exterior brasileiro: aplicado às situações de negócios; situação atual dos transportes internacionais de carga • Avaliação do ambiente competitivo, estratégias e no Brasil e no mundo; táticas, o processo de comunicação, soluções de • Intervenientes nas operações de transporte conflitos, impasses e concessões; internacional de carga; • Negociação em compras: importância, escopo e • Conceitos e princípios de negociação internacional: posicionamento da função, objetivos da atividade, contratos de compra e venda, de transporte e de seguro; impacto da função nos resultados e sua relação no lucro • Embalagem – planejamento, materiais e tipos; e risco da organização. • Unitização de carga; • Cargas perigosas; • Meios de transporte e facilidades para transporte; • Seguro de transporte internacional de carga; • Preço de transporte de carga. 90 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 91
    • Marketing e vendas Inovação, benchmarking, comportamento do consumidor e vendas. O marketing e suas diferentes ferramentas associando-se a diversos ramos do conhecimento para encantar e fidelizar o cliente. 92 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Marketing e Vendas: • Arte de encantar o cliente • Marketing de relacionamento • Básico em marketing • Marketing de serviços • Benchmarking como ferramenta • Marketing no varejo: gestão, estratégias estratégica e negócios • Como falar em público • Pesquisa de marketing: mercado, • Comportamento do consumidor consumidor e marca • Criatividade e inovação em marketing • Planejamento estratégico de comunicação • Gerência e supervisão de vendas integrada • Intensivo em vendas • Planejamento de marketing e vendas • Logística, marketing e vendas • Prospecção e fidelização de clientes • Marca pessoal: construa sua imagem • Técnicas de exposição de produtos e • Marketing e a comunicação com o merchandising visual mercado • Técnicas de negociação • Marketing digital e e-commerce • Técnicas de vendas empresariais • Marketing e empreendedorismo • Técnicas de vendas no varejo • Marketing promocional: ativação e • Venda consultiva experiência de marcas 0800 707 1027 | 93
    • marketing e vendas Arte de encantar o cliente Básico em marketing Proporciona competências para encantar o cliente, ajudando Orienta no processo decisório que envolve o marketing e a transformar cada minuto em momento inesquecível, os 4 Ps – Produto, Preço, Ponto de venda (Distribuição) e superando expectativa e criando vínculos de fidelidade e Promoção (Comunicações de Marketing). Ensina, também, lealdade. a pesquisar, criar, desenvolver e lançar novos produtos, serviços ou marcas, e a determinar o preço, a distribuição Programa e a comunicação. • Conceito e princípios da arte de encantar o cliente; Programa • Entendendo a psicologia do comportamento humano; • Como transformar as interações com clientes em • Marketing – conceituação; experiências positivas e memoráveis; • Composto de marketing; • Técnicas e dicas de como encantar o cliente; • Concorrência; • A arte de encantar o cliente como ferramenta para • Pesquisa de mercado; melhores resultados das empresas. • Comportamento do consumidor; • Segmentação; • Posicionamento; • Produto, embalagem, garantia, serviços; • Ciclo de vida do produto; • Marca; • Preço; • Propaganda; • Promoções; • Relações públicas; • Comunicação interna. 94 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Benchmarking como ferramenta estratégica Como falar em público Orienta na aplicação da metodologia de benchmarking Propicia o aprendizado da argumentação e da comunicação de mercado, seja de produto, processo, departamento ou diante de vários tipos de público. mesmo uma empresa, utilizando ferramental e habilidades de estratégia, visando propiciar o desenvolvimento e Programa a evolução contínua da empresa em relação aos seus concorrentes. • Perdendo o medo de falar em público; • Conhecendo a própria voz; Programa • Aumentando o vocabulário; • Posturas físicas adequadas; • Panorama e conceitos de estratégia que dão suporte à • Técnicas de argumentação; aplicação da metodologia de benchmarking; • Técnicas de improviso; • Principais características, origens, benefícios e • Técnicas de desinibição; limitações do benchmarking; • Cátedra, púlpito e microfone; • Metodologia e fases da realização de um processo de • Aprendendo a cativar o público pela assertividade benchmarking. plena. 0800 707 1027 | 95
    • marketing e vendas Comportamento do consumidor Criatividade e inovação em marketing Capacita para a análise ativa do processo de compra, Proporciona compreensão e aquisição de habilidades sobre o mobilizando conhecimentos, habilidades e atitudes processo de geração de ideias, lançamento e gerenciamento relacionadas com o comportamento de compra, de produtos e serviços inovadores. Incentiva a avaliação identificando traços individuais dos consumidores e a crítica sobre os fatores de mercado que se relacionam com influência do contexto social nas decisões e ações de o desenvolvimento, os testes e lançamentos de produtos e compra de produtos e/ou serviços. serviços inovadores. Programa Programa • Reconhecer como é feito o estudo do comportamento • Os conceitos de criatividade e inovação: atitudes das empresas e do consumidor pelos profissionais de pessoais e de características do ambiente que marketing; influenciam a criatividade e a inovação; o trabalho • Definir as necessidades e os desejos dos consumidores criativo em grupo; uso de técnicas de brainstorming, e aplicar as ferramentas de marketing nesse cenário; mind-mapping; redefinição heurística e pensamento • Aplicar as teorias que explicam o comportamento do lateral; consumidor como indivíduo, no processo de compra; • O processo de inovação: análise de tendências do • Identificar grupos de referência, líderes de opinião, mercado e do consumidor; geração de ideias; seleção classes sociais, estilo de vida, cultura e valores no de ideias; planejamento da estratégia de lançamento contexto social do comportamento do consumidor; do produto ou serviço; • Analisar as diversas etapas do processo de decisão de • A estruturação das ideias: organização do briefing, compra incluindo os aspectos de adaptação das escopo e planejamento da execução da ideia sob a estratégias de marketing, considerando os diferentes forma de projeto; tipos de consumidores. • Etapas da comunicação de marketing: formas integradas de comunicação; Internet, comunidades virtuais e “boca a boca”. 96 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Gerência e supervisão de vendas • Estratégias de vendas: - Área de influência e zoneamento; Propicia o desenvolvimento de habilidades de supervisão - Previsão de vendas – forecast; e gerenciamento da área de vendas de uma empresa, - Elaboração das metas mensais; mobilizando conhecimentos e atitudes relacionadas à - Distribuição de cotas; administração de preços, definição de metas, campanhas - Análise do desempenho da equipe de vendas; motivacionais, análise de resultados, bem como a formação - Princípios do CRM; e a liderança de equipe de vendedores. - Ferramentas de marketing em apoio às vendas; - Curva ABC de clientes; Programa - Gerenciamento de contas. • Matemática comercial: - Elementos básicos para a formação de preços; - Custos e despesas; - Custos fixos e variáveis; - Margem de contribuição; - Mark-up; - Ponto de equilíbrio – “break even point”; - Formação do preço de venda; - Análise de lucratividade; - Mix de produtos e margem média de contribuição; - Política de descontos; • Recursos humanos para a área de vendas: - Estruturando a equipe de vendas; - Análise das atribuições dos cargos; - Elaboração do perfil de contratação; - Entrevistando candidatos; - Planos de ação para a equipe de vendas; - Estilos de liderança; - Motivação da equipe de vendas; - Planos de incentivo às vendas; - Reuniões de follow-up; 0800 707 1027 | 97
    • marketing e vendas Intensivo em vendas Logística, marketing e vendas Propicia a planejar e realizar vendas no varejo e para Desenvolve o participante para atuar na gestão de negócios, empresas, mobilizando conhecimentos da área de marketing. mobilizando conhecimentos, habilidades e valores para Capacita a estruturar uma equipe de vendas, considerando promover ações integradas de logística, marketing e vendas, a especificidade do produto e do consumidor, avaliando e com vistas a atender às atuais demandas dos clientes e do atendendo necessidades com atitude empreendedora. mercado e sua conciliação com os recursos da empresa. Programa Programa • Fundamentos de marketing: análise do mix de • O novo mercado e o relacionamento com os clientes: marketing e comportamento do consumidor; o relacionamento com os canais de distribuição, ponto • Vendas no varejo – receptiva; de venda, fornecedores e com os clientes finais para • Técnicas de vendas; aumentar a rentabilidade no longo prazo através do • Venda empresarial: prospecção, vendas consultivas, diferencial de serviço aos clientes; Apresentação de propostas e técnicas de vendas; • Melhoria dos níveis de serviço e a competitividade • Estratégia de negociação: modelos (ganha-ganha, por meio da cadeia de valor: o nível de serviço ao ganha-perde); cliente, os qualificadores e ganhadores de pedido • Planejamento de vendas: indicadores quantitativos e e ações de melhoria na cadeia de valor de forma a formação de preços; atender aos níveis de serviço ao cliente, com custos • Empreendedorismo: conceituação, comunicação e competitivos; relacionamento interpessoal, ética e cidadania; • Gestão da demanda: os impactos da incerteza da • Gerência e supervisão de vendas: seleção de demanda nas operações e as alternativas para sua vendedores, análise de resultados e motivação. gestão; • Comércio eletrônico e os desafios da cadeia logística: a necessidade de ajustar o desempenho operacional a esse canal de venda e relacionamento. 98 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Marca pessoal: construa sua imagem Marketing e a comunicação com o mercado Mostra estratégias para fortalecer, gerenciar e aprimorar Fornece conhecimentos que contribuem nas decisões que a marca pessoal e torná-la mais atrativa, com vistas a envolvam as comunicações de marketing e seu composto (ou obter resultados eficazes e assegurar retornos positivos, mix), mobilizando conceitos e princípios sobre propaganda mobilizando conhecimentos, habilidades e valores para o institucional, propaganda de produto, promoção de vendas crescimento profissional. e merchandising, relações públicas, assessoria de imprensa e comunicação interna. Programa Programa • Função estratégica do marketing pessoal; • Métodos e técnicas da comunicação para construir a • Conceitos, princípios e objetivos de comunicação; imagem pessoal; • Conhecer a formação empresarial utilizada pelos • Capacidade de falar em público e de utilizar as técnicas principais agentes de mercado – anunciante, agência de persuasão; de propaganda, mídia e fornecedores; • Relacionamento interpessoal e gerenciamento da • Problemas de comunicação de marketing; imagem; • Elaboração de briefing; • Criação e utilização de ferramentas a serem utilizadas • Diferença entre produtos tangíveis e intangíveis; na conquista e no fortalecimento das relações; • Atributos e benefícios do produto; • Identificar os pontos fortes e fracos para a criação da • Classificação dos produtos, segundo seus atributos e marca pessoal; benefícios e seu comportamento de consumo; • Planejamento da imagem e desenvolvimento da marca • Binômio produto x marca; pessoal; • Criar propostas de campanhas de comunicações • Ampliação do network. de marketing, de acordo com uma proposta de briefing para as subáreas de propaganda institucional; propaganda de produto; promoção de vendas e merchandising; relações públicas e assessoria de imprensa e comunicação interna; • Criação de novas marcas e novos produtos. 0800 707 1027 | 99
    • marketing e vendas Marketing digital e e-commerce Marketing e empreendedorismo Capacita para a elaboração de projetos de marketing digital Habilita o participante a realizar procedimentos e de e-commerce que objetivam aumentar a competitividade metodológicos para o estudo da viabilidade econômica da empresa considerando os diversos aspectos envolvidos de um modelo de negócio, mobilizando conhecimentos e e seus impactos sobre a organização. atitudes relacionadas com as diversas etapas do processo de elaboração de um plano de negócio. Programa Programa • Discussão dos modelos de negócio existentes com base em exemplos extraídos do mundo dos negócios, a fim • Identificar oportunidades de negócio, através da análise de fornecer subsídios para a escolha do modelo que será do cenário externo, considerando aspectos relacionados implementado; ao mercado, às economias interna e externa e às • Análise dos ambientes interno e externo da empresa políticas públicas; objetivando estudar a viabilidade do negócio eletrônico • Preparar plano de negócio que contenha elementos através do diagnóstico dos diversos aspectos envolvidos que subsidiem a tomada de decisão: argumentos e de seus impactos sobre a organização (análise e contra-argumentos; oferta e demanda; estratégias situacional e análise SWOT); comuns e competitivas; avaliação dos potenciais de • Delimitação do escopo do projeto usando os resultados lucro e crescimento e captação de recursos; das análises anteriores com o objetivo de lhe garantir • Elaborar plano de apresentação do estudo de viabilidade foco; econômica e social escolhendo as melhores estratégias • Discussão das estratégias de marketing, operação, para o produto ou serviço e adequando-o ao público-alvo; logística e tecnologia mais adequadas, considerando • Estimular a tomada de decisão, valorizando atitudes a realidade e os objetivos da empresa, no intuito de empreendedoras e relacionando os benefícios obtidos estabelecer diretrizes para o projeto; individual e socialmente com essa ação. • Avaliação das ações a serem implementadas objetivando a efetivação do modelo de negócios escolhido. Essas ações devem estar alinhadas às diretrizes estabelecidas a fim de conferir consistência ao projeto. 100 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Marketing promocional: ativação e experiência - Marketing na Internet: e-mail marketing, programas de marcas de fidelização e webmarketing. Novas formas de comunicação interativa com o consumidor através do Fornece competências para conhecer, discutir e vivenciar as marketing viral e buzzmarketing; principais ferramentas promocionais que, nos dias de hoje, • Apresentação de campanhas integradas de marketing são utilizadas pelas empresas para ativar produtos e marcas, promocional e ativação de marcas. buscando gerar relacionamento e experiência significativa para os consumidores, incentivando a preferência e a fidelização. Programa • O mercado atual da comunicação integrada de marketing; • Importância das marcas e o uso das atividades de comunicação; • Contextualização do marketing promocional no mercado; • Atuação das agências especializadas, e apresentação das ferramentas: - Promoção: modalidades, aspectos legais e resultados. A importância das atividades promocionais na construção de marcas e venda de produtos; - Merchandising: ambiente da loja, técnicas, displays e peças utilizadas. O papel do merchandising na informação, estímulo e decisão de compra dos consumidores; - Campanha de incentivos: temas, mecânicas, regulamento e premiação. Como a ferramenta motivacional transforma e auxilia no atingimento de metas quantitativas e objetivos qualitativos; - Eventos: tipos e classificação, execução e avaliação. Eventos proprietários: a atividade como geradora de experiência de marca; 0800 707 1027 | 101
    • marketing e vendas Marketing de relacionamento Marketing de serviços Proporciona o conhecimento das estratégias empresariais Capacita para a elaboração do plano de marketing de focadas no conceito de marketing de relacionamento serviços, mobilizando, articulando e colocando em prática com clientes, destacando as atividades exercidas pelos as habilidades, os conhecimentos e atitudes relacionados profissionais de marketing para proporcionar a fidelização à idealização de serviços e à aplicação de ações de dos clientes, promoção da marca e consolidação da imagem marketing, a fim de assegurar a satisfação do cliente corporativa. daqueles serviços. Programa Programa • Entender o conceito e as funções do marketing de • Cenário mercadológico atual e a projeção de tendências relacionamento e sua importância para nos modelos para os serviços nesse contexto; contemporâneos de gestão; • Definição dos atributos e benefícios dos serviços, • Aplicar as técnicas de marketing de relacionamento considerando as quatro características dos serviços nos diferentes segmentos empresariais; - intangibilidade, “inseparabilidade”, heterogeneidade e • Comunicar-se com clientes de forma assertiva, perecibilidade; considerando a longevidade e a fidelização do • Fundamentos de marketing de produtos e marketing relacionamento; de serviços, incluindo definições de produtos, serviços, • Identificar e saber utilizar as ferramentas tecnológicas mercados, segmentação, posicionamento, demanda, de apoio ao marketing de relacionamento; necessidade e desejo; • Construir equipes de colaboradores internos na • Processo de planejamento do marketing de serviços implantação do marketing de relacionamento nas e suas etapas: concepção, análise das ameaças empresas; e oportunidades, análise dos pontos fortes e de • Propor estratégias de implantação de marketing de aprimoramento do prestador de serviços, escolha de relacionamento com clientes, respeitando as políticas de qualidade para os serviços, estabelecimento expectativas dos clientes, os objetivos da empresa e os das estratégias de serviços, execução do plano princípios legais e éticos do marketing de estratégico e avaliação balanceada; relacionamento. • Teorias do comportamento do cliente através de diferentes perfis e segmentos, considerando critérios de preferência e reação; (continua na próxima página) 102 | www.sp.senac.br/corporativo
    • • Concepção e desenvolvimento de novos serviços Marketing no varejo: gestão, estratégias e e administração de seu ciclo de vida, incluindo os negócios níveis de serviço, pacote de serviços e diferenciação e posicionamento de serviços; Curso na modalidade pós-graduação (lato sensu), apresenta • Outras etapas do composto incluindo decisão sobre os conceitos e estratégias do marketing atual e as suas preço, praça, promoção (comunicações de marketing), principais tendências para o desenvolvimento do negócio gestão das pessoas, Arquitetura dos processos de varejista. No segmento varejo, a busca por novos formatos, prestação de serviços e ambiente de prestação de novas estratégias e ações localizadas é cada vez mais serviços para atender à estratégias das empresas necessária e constante, principalmente em um mercado em e às necessidades dos consumidores, encantando-os; que “competitividade” se torna a palavra de ordem imposta • Estratégia para implantação do conceito de marketing aos vários setores da economia. de experiência que visa oferecer um contato diferenciado do cliente com o serviço oferecido; • Endomarketing: fundamentos, pré-requisitos, objetivos, níveis e atividades. 0800 707 1027 | 103
    • marketing e vendas Pesquisa de marketing: mercado, consumidor e Planejamento estratégico de comunicação marca integrada Transmite as competências para planejar, encomendar e Capacita para a elaboração e o planejamento de comunicação realizar pesquisas de mercado, levando ao aluno os conceitos integrada, mobilizando e articulando o conjunto das disciplinas sobre o papel e a natureza dessa ferramenta. Mobiliza da comunicação e atuando de forma crítica e profissional conhecimentos das áreas de sociologia e psicologia, para atender as necessidades do cliente. habilidades e atitudes éticas, seguindo procedimentos e códigos que regem a pesquisa de mercado. Programa Programa • Conceito de planejamento; • Visão geral da comunicação integrada; • O processo de marketing e R&D: fatores envolvidos, • Identificação e diferenciação das diversas disciplinas da necessidades da empresa e tomadas de decisão comunicação integrada; durante a criação, o desenvolvimento, a seleção e o • Definição do papel de cada ferramenta dentro do mix de monitoramento de produtos, marcas e serviços; comunicação; • Conceitos, natureza, fontes das informações, tipos de • Mapeamento dos públicos de interesse (stakeholders); pesquisa, papel da pesquisa de mercado no processo de • Compreensão do diagnóstico da empresa e sua projeção desenvolvimento de produtos, marcas e serviços; (prognóstico); • Etapas de uma pesquisa: identificação da necessidade, • Levantamento e análise das demandas de marketing e programa de pesquisas, briefings, variáveis envolvidas, comunicação do cliente; definição do público, definição de amostra, tipo de • Determinação de objetivos e estratégias da empresa abordagem, propostas, análise, interpretação e (cliente); aplicação; • Estruturação do planejamento de comunicação • Planejamento técnico de pesquisa: universo, integrada; metodologia, técnicas de abordagem, técnicas de • Seleção das ferramentas de comunicação; amostragem, procedimentos, estímulos, técnicas de • Apresentação do projeto ao cliente. análise, prazos e custos; • Fatores que envolvem um projeto de pesquisa: objetivos do negócio, planejamento de marketing, planejamento técnico, métodos e técnicas disponíveis, fornecedores e ética. 104 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Planejamento de marketing e vendas • Definir os objetivos de venda de acordo com as estratégias assumidas e preparar um plano de ações Proporciona condições para a elaboração do plano para todo o processo de vendas, considerando as etapas de marketing e vendas, mobilizando conhecimentos, de prospecção, relacionamento e pós-venda; articulando conceitos e colocando em prática as • Analisar os resultados obtidos pelo planejamento de capacidades, habilidades e atitudes relacionadas à marketing e vendas, definindo critérios e indicadores aplicação de ações de marketing e vendas. Propõe a para incorporar o sistema de qualidade nos processos organização de procedimentos a partir de uma concepção de marketing e vendas; estratégica de marketing e vendas utilizando instrumentos • Planejar estratégias para promover a atitude gerenciais inovadores e práticos. comprometida e motivada das equipes de vendas no desempenho de suas funções; Programa • Formalizar um plano de marketing e vendas, em nível básico. • Desenvolver e planejar ações de marketing e vendas com a utilização de técnicas práticas de trabalho; • Conhecer os dados atualizados de marketing e vendas adequados à complexidade das inter-relações entre as organizações atuais e o mercado; • Compreender e analisar as situações de mercado e de seu inter-relacionamento com as demais áreas organizacionais a partir da coleta e da gestão das informações dos ambientes externo e interno; • Analisar o cenário mercadológico para elaborar estratégias de marketing de relacionamento, por meio do conhecimento de teorias do comportamento do comprador, de acordo com as técnicas da matriz SWOT; • Desenvolver e definir qual o tipo de comunicação desejável, de acordo com o posicionamento do produto ou serviço e o tipo de controle ou integração de mercado desejado pela empresa; 0800 707 1027 | 105
    • marketing e vendas Prospecção e fidelização de clientes Técnicas de exposição de produtos e merchandising visual Desenvolve habilidades específicas na área de marketing por meio de ações e estratégias para identificação e atração Propicia o desenvolvimento de competências que tornam de potenciais clientes visando sua retenção, bem como o os profissionais de varejo aptos a estudar, analisar e aumento da lucratividade para as organizações. buscar opções e soluções práticas para a otimizar espaços, organização de produtos e peças promocionais nos pontos Programa de venda. • Identificação de potenciais clientes; Programa • Metodologia de atração de clientes; • Técnicas de vendas; • Merchandising – conceitos básicos e definições; • Segmentação de clientes; • Vantagens do merchandising – importância da • Programa de fidelidade; exposição promocional – varejista consumidor e • Desenvolvimento de lucratividade através da fornecedor; segmentação de clientes. • Tipos de compra – compra por impulso e compra planejada; • Conhecendo o ponto de venda – ponto natural/ponto normal, ponto extrapromocional; • Análise do PDV e classificação das exposições - locais para exposição: ilhas, pilhas, prateleiras, gôndolas slet wall, balcões, colunas e vitrines; • Reconhecimento e aplicação das peças promocionais – cartazes, displays, embalagens, banners e apresentação de preços; • Vitrinismo - tipos, mensagens e funções; • Composição e técnicas de exposição de produtos - organização de produtos nos espaços promocionais e adequação de composições; • Montagem de vitrine – execução de vitrine – utilização de produtos e material promocional. 106 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Técnicas de negociação Técnicas de vendas empresariais Desenvolve a aplicação de técnicas e estratégias de Proporciona a capacidade de realizar vendas para outras negociação utilizando ferramentas e conceitos que empresas, mobilizando conhecimentos e habilidades sobre permitam obter maior sucesso em processos de negociação, as diversas etapas do processo, além de incluir aspectos profissional e pessoalmente. da avaliação das necessidades do cliente, e buscar sua fidelização. Programa Programa • Conceitos de negociação: definições, etapas, casos e ambientes de negociação, etc.; • Transformações recentes no mercado; • Perfil de negociadores: autoconhecimento na habilidade • Perfil profissional de excelência em vendas; de negociador, tipos e características de negociadores e • Postura profissional em vendas externas; grandes negociadores de mercado; • As vantagens de se trabalhar como vendedor; • Tipos de negociação (ganha-ganha, perde-perde, etc.); • Diferenças entre B2C e B2B; • Preparação de uma negociação: limites, informações, • Técnicas de vendas (B2B); cenários de negociação, implicações, etc.; • Vendas no varejo e vendas empresariais; • Estratégias e táticas para obtenção de sucesso num • Etapas das vendas empresariais; processo de negociação: dicas, táticas, estratégias e • Prospecção; técnicas de negociação. • Planejamento da visita; • Entrevista de vendas; • A importância das perguntas; • Apresentação de vendas; • Natureza e tratamento de objeções; • Técnicas de fechamento de venda; • Pós-vendas; • Dramatização de vendas. 0800 707 1027 | 107
    • marketing e vendas Técnicas de vendas no varejo Venda consultiva Fornece competências para realizar vendas no varejo Proporciona conhecer e dominar as diversas etapas de com abordagem direta, mobilizando conhecimento e um processo de venda consultiva, contribuindo para a habilidades sobre as diversas etapas do processo, além de constituição de competências necessárias ao profissional incluir aspectos comportamentais do cliente, e buscar sua que trabalha com venda de bens e/ou serviços de elevado fidelização. grau de complexidade ou elevado valor comercial e com processos comerciais demandantes de técnicas de Programa consultoria e/ou assessoria para concretizar a transação. • Criar, no ponto de venda, apresentações diferenciadas Programa para determinados produtos, visando despertar a atenção, o interesse e o desejo dos clientes em adquiri-los; • Estratégias de abordagem ao cliente e habilidades de • Abordar o cliente, utilizando estratégias adequadas de comunicação; venda no varejo, bem como princípios e habilidades de • Conhecer as necessidades dos clientes através de comunicação pessoal; perguntas; • Formular perguntas, utilizando técnicas específicas de • Comunicação persuasiva e assertiva para a transação venda profissional, flexibilidade e criatividade, a fim de comercial; obter respostas que permitam levantar as • Processo de venda consultiva: etapas e técnicas de necessidades do cliente; fechamento da transação; • Apresentar o produto ao cliente, por meio de • Prever e rebater as objeções do cliente; comunicação persuasiva, explorando, inclusive, aspectos • Gerenciar o processo de fornecimento dos bens ou sensoriais; serviços. • Provocar o fechamento da venda, utilizando técnicas diferenciadas, específicas dessa etapa do processo; • Prever e rebater as objeções do cliente, identificando sua estrutura de linguagem e utilizando técnicas de marketing de permissão. 108 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 109
    • Qualidade de vida O clima organizacional. A criação de programas que fortaleçam os vínculos da equipe entre seus integrantes e com a empresa. Recreação e dinâmicas de relacionamento. 110 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Qualidade de Vida: • Como desenvolver sua imagem e seu estilo pessoal • Contador de histórias • Técnicas e práticas de lazer e recreação • Técnicas de relaxamento 0800 707 1027 | 111
    • qualidade de vida Como desenvolver sua imagem e seu estilo Contador de histórias pessoal Fornece competências, habilidades e técnicas para que o Transmite habilidades para prever e criar situações em participante se torne um contador de histórias. que se articulam atitudes, habilidades e valores para o desenvolvimento da imagem e do estilo pessoa, enfatizando Programa a flexibilidade e a contextualização nos ambientes social e profissional. • Habilidades específicas e requisitos básicos para um bom contador de histórias; Programa • Dinâmica de grupo; • Identificando as necessidades próprias de cada faixa • Tipos físicos: identificação e valorização; etária; • Estilo e moda: concepção, diferenças existentes, • Tipos de histórias: planejamento anual e programa aspectos envolvidos; diário; • Eventos sociais e escolha do visual apropriado às • Criação de atividades: exercícios interativos de diversas situações; comunicação e expressão; • Composição de guarda-roupa; • Integrando beleza, sabedoria e valores das histórias • Compras: necessidades e priorizações. visando mudanças de atitude. 112 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Técnicas e práticas de lazer e recreação Técnicas de relaxamento Proporciona a aquisição de um repertório completo de Propicia habilidades para o reconhecimento de situações brincadeiras, cantigas de roda e atividades voltadas para o que causam estresses e o desenvolvimento de atividades entretenimento do público infantil. práticas de relaxamento físico e mental. Programa Programa • Rodas cantadas: teoria e prática de brincadeiras • O mundo em constante mudança e o estresse; musicadas para crianças até 12 anos; • Conceito de estresse; • Escultura em balões: a arte de manusear balões-palito • Técnicas de combate ao estresse; criando formas, como cachorro, coelho, polvo e • Método de introspecção consciente; outros; • Histórico das técnicas de relaxamento; • Maquiagem artística: técnicas de pintura sobre a pele • Benefícios do relaxamento; utilizada em festas e eventos infantis; • Vivência dos sentidos; • Atividades de recreação: técnicas e práticas de • Técnicas de relaxamento; atividades lúdico-recreativas. • O indivíduo mais preparado para os desafios da vida atual através do relaxamento. 0800 707 1027 | 113
    • Responsabilidade social Implementação de ações de inclusão e de empreendedorismo social. Aprimoramento para empresas privadas, órgãos públicos e instituições do terceiro setor. A organização exercendo com plenitude e eficácia seu papel social. 114 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Responsabilidade Social: • Ações sociais empreendedoras e sustentáveis: uma nova perspectiva • Avaliação como estratégia para programas e projetos sociais sustentáveis • Captação de recursos para organizações do terceiro setor • Como desenvolver programa de voluntariado na empresa • Implantação e gestão do voluntariado em organizações sociais • Norma SA 8000: gestão das práticas sociais do trabalho • Planejamento estratégico para organizações do terceiro setor • Programa educação para o trabalho: novas conexões • Responsabilidade social e sustentabilidade 0800 707 1027 | 115
    • responsabilidade social Ações sociais empreendedoras e sustentáveis: Avaliação como estratégia para programas e uma nova perspectiva projetos sociais sustentáveis Qualifica para identificar ações sociais empreendedoras que Prepara para executar a avaliação de programas e projetos contribuam para o desenvolvimento sustentável, a partir da sociais de organizações públicas, privadas e sem fins compreensão das principais transformações históricas da lucrativos, analisando dados e informações geradas a fim sociedade contemporânea. de torná-las úteis para o aprendizado contínuo, para a melhoria de processos e da gestão. Programa Programa • Principais transformações históricas da sociedade contemporânea; • A avaliação como estratégia nos processos de • Fatores que contribuíram para a mudança de aprendizagem e desenvolvimento; comportamento dos setores público, privado e das • Objetivos, benefícios e desafios como elementos organizações sociais; importantes do processo de avaliação; • A importância das ações sociais empreendedoras para o • Principais tipos, abordagens e métodos aplicados à desenvolvimento sustentável. avaliação; • Objetivos, indicadores e instrumentais utilizados nas diferentes fases do processo avaliativo; • O processo contínuo da avaliação: planejamento, execução, análise, interpretação e disseminação dos resultados e aprendizados obtidos no processo; • Papel e perfil do agente avaliador como mediador do processo avaliativo. 116 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Captação de recursos para organizações do Como desenvolver programa de voluntariado na terceiro setor empresa Fornece competências para elaborar um plano de captação Proporciona ao participante habilidades para conceber, de recursos, identificando instituições, grupos e pessoas implantar e gerir um programa de voluntariado empresarial, que possam contribuir com programas, projetos e ações considerando a concepção atual de responsabilidade social definidas por organizações do terceiro setor. de indivíduos e organizações, os valores e interesses de todos os públicos envolvidos e os fatores determinantes Programa para a sustentabilidade do programa. • Terceiro setor: crescimento e dimensões; Programa • Captação de recursos para organizações sociais; • Perfil do captador de recursos; • Conceitos e princípios de responsabilidade social de • Fontes e métodos de financiamento para organizações indivíduos e organizações; sociais; • Voluntariado no contexto da empresa privada; • Ética na captação de recursos; • Programa de Voluntariado Empresarial (PVE): • Plano de captação de recursos. conceituação, premissas e legislação; • Concepção, implantação e gestão de um PVE; • Avaliação como recurso de aprimoramento; • Retroalimentação do PVE. 0800 707 1027 | 117
    • responsabilidade social Implantação e gestão do voluntariado em Norma SA 8000: gestão das práticas sociais do organizações sociais trabalho Capacita para o planejamento e a implantação de programa Fornece competências para o participante desenvolver um de voluntariado em organizações sociais, com uma gestão Sistema de Gestão de Responsabilidade Social Empresarial que envolve princípios democráticos e participativos e o com base na Norma SA 8000, direcionando a utilização desenvolvimento de ações que contribuam para a promoção dessa ferramenta de gestão para grandes, médias e de uma sociedade sustentável e solidária. pequenas empresas. Programa Programa • Evolução histórica do voluntariado no Brasil; • A criação da Norma SA 8000 no contexto político, • O trabalho voluntário como exercício da cidadania e sua econômico e social dos anos 90; contribuição para o desenvolvimento de uma sociedade • A importância da ética nas relações da empresa com sustentável e solidária; seus diferentes públicos; • O papel do gestor no desenvolvimento de ações • As condições de trabalho e a responsabilidade social voluntárias sustentáveis; empresarial; • A gestão democrática e participativa como forma • Os requisitos de responsabilidade social SA 8000:2001; de estimular o trabalho compromissado com a causa • As políticas de responsabilidade social da empresa e organizacional; sua adequação aos requisitos da Norma SA 8000:2001; • Planejamento e implantação do trabalho voluntário em • A responsabilidade social empresarial como estratégia organizações sociais; de gestão. • Legislação do trabalho voluntário. 118 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Planejamento estratégico para organizações do Programa educação para o trabalho: novas terceiro setor conexões Fornece competências para elaborar planejamento Propicia a aquisição de conhecimentos e o contato com estratégico de forma participativa, visando promover a novas tecnologias, num ambiente educacional que favorece sustentabilidade da organização social, e que tenha como a busca do autoconhecimento e contribui para enfrentar o referência a sua realidade. mundo do trabalho. Programa Programa • Planejamento estratégico: conceito; importância, • Desenvolvimento humano; resultados, aspectos preparatórios; • Desenvolvimento pessoal; • Características do usuário de uma organização; • Comunicação; • Diferentes enfoques do planejamento estratégico; • Atitude empreendedora; • O planejamento estratégico como um processo: • Sistemas e processos organizacionais; as 5 fases; • Excelência no atendimento e relacionamento com o • Papéis e liderança; cliente; • Contextos interno e externo da organização e análise de • Atividade cultural e visitas orientadas; necessidades/oportunidades; • Vivência. • Método Swot ou FOFA; • Conceito de missão e visão; • Orientação e direcionamento; • Plano de ação; • Monitoramento e avaliação do planejamento estratégico. 0800 707 1027 | 119
    • responsabilidade social Responsabilidade social e sustentabilidade Ensina a atuar em ações de responsabilidade social nas empresas, podendo contribuir com o desenho de novo processo de gestão de negócios e aprimorar uma postura propositiva diante das oportunidades de investimento social. Programa • Desenvolvimento sustentável: um novo caminho para o mundo; • Responsabilidade social empresarial: a resposta do mundo das organizações empresariais e sua importância; • Investimento social privado e suas diversas possibilidades; • Voluntariado, a construção de cidadania por todos nós; • Governança e participação; • Uma agenda de desenvolvimento para o mundo. 120 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 121
    • Saúde Aportes maciços de tecnologia, avanços em serviço e ambientação. O conceito de saúde é hoje mais abrangente e leva em consideração o bem-estar e a qualidade de vida não apenas do paciente, mas também dos profissionais da área. 122 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Saúde: • Auditoria médico-hospitalar • Cálculo e análise de conta em serviços de saúde • Cálculos utilizados em farmácia • Camareira hospitalar • Cosmecêutica: princípios básicos • Estatística hospitalar: medidas e indicadores • Excelência no atendimento ao cliente em farmácia e drogaria • Farmácia hospitalar • Gerenciando pessoas na enfermagem • Gestão de compras e estratégias de negociação em serviços de saúde • Gestão de estoques e a logística de materiais em hospitais • Introdução à farmácia clínica • Serviço de limpeza e higiene para a área de saúde • Utilização de indicadores em organizações de saúde 0800 707 1027 | 123
    • saúde Auditoria médico-hospitalar Cálculo e análise de conta em serviços de saúde Curso de extensão universitária que capacita estudantes ou Proporciona a compreensão do processo de cálculo e profissionais da área de saúde para a análise de contas e análise de contas de serviços de saúde, com respeito a a comparação com as normas do sistema de saúde e da regras contratuais e utilização das tabelas de referência. saúde suplementar brasileira. Programa Programa • Manuseio de contratos – regras contratuais – e tabelas; • Características do sistema de saúde e regulação do • Montagem e análise – auditoria – de contas; mercado da saúde suplementar: • Comportamentos éticos e relações interpessoais. - Normas para operadoras: planos e seguros de saúde, convênios médicos, autogestão, entidades filantrópicas, entre outros; - O papel da Agência Nacional de Saúde (ANS) e do Poder Judiciário; • Auditoria médico-hospitalar: - Consultas, exames, internações, procedimentos, assistência domiciliar e atendimento pré-hospitalar; - Avaliação de materiais e medicamentos; • Composição das contas médico-hospitalares e uso de tabelas na prática de auditoria. 124 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Cálculos utilizados em farmácia Camareira hospitalar Propicia a aprendizagem dos cálculos farmacêuticos Proporciona competências profissionais para a realização necessários à dispensação e produção de medicamentos. de atividades a fim de preservar a saúde e garantir o bem-estar do paciente/cliente, respeitando as normas da Programa organização e de segurança do trabalho. • Transformações de unidades de peso e volume; Programa • Cálculo de porcentagem; • Cálculos farmacotécnicos; • Reconhecer-se como um profissional que atua na área • Cálculos de administração dos medicamentos (relação de saúde, adotando postura e aparência condizentes dose/paciente). com o ambiente, identificando suas responsabilidades na preservação da saúde e do bem-estar do paciente/ cliente aliadas aos preceitos de hospitalidade; • Atender os diferentes clientes de saúde reconhecendo, em seu comportamento, as suas necessidades e expectativas, adotando postura ética, a fim de proporcionar relacionamento humano e interpessoal e garantir uma imagem de confiabilidade para o profissional e para a organização onde atua; • Utilizar técnicas de preparo da cama hospitalar, limpeza do ambiente de hospedagem e sua organização, com segurança, garantindo a qualidade dos serviços prestados e o bem-estar do paciente/cliente, reconhecendo e respeitando princípios da mecânica corporal e da ergonomia para evitar agravos à sua saúde como profissional da área; • Guardar, controlar e manusear a roupa hospitalar, utilizando procedimentos e técnicas adequadas, garantindo a sua preservação e qualidade para proporcionar segurança ao paciente/cliente. 0800 707 1027 | 125
    • saúde Cosmecêutica: princípios básicos Estatística hospitalar: medidas e indicadores Proporciona uma primeira abordagem, ampla e bem Capacita para a identificação e a avaliação dos dados fundamentada, aos conceitos e princípios ativos que regem estatísticos necessários para a elaboração de gráficos, esta área do conhecimento. taxas e índices e para o reconhecimento de medidas e indicadores de desempenho das diversas áreas de um Programa hospital. • Conceitos básicos: cosmética e cosmecêutica; Programa • Utilização de cosmecêuticos; • Princípios ativos utilizados em cosmecêutica. • Administração do serviço do prontuário do paciente – fatores históricos e conceitos; • Utilidade do prontuário; • Autores e responsabilidades do prontuário; • Componentes do prontuário; • Prontuário do paciente e o sigilo profissional; • Prontuário em papel x novas tecnologias; • Tipos de estatística; • Classificação internacional de doenças; • Terminologia hospitalar; • Estatística hospitalar – medidas e indicadores; • Fórmulas de cálculo e sua interpretação. 126 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Excelência no atendimento ao cliente em Farmácia hospitalar farmácia e drogaria Este curso de pós-graduação lato sensu possibilita que Traz a oportunidade de desenvolver habilidades para o profissional farmacêutico se integre à nova realidade uma abordagem prática e vivencial dos principais pontos hospitalar, ambulatorial e da atenção domiciliar. Proporciona críticos observados nos balcões de farmácias e drogarias, conhecimentos em administração farmacêutica hospitalar e capacitando para lidar com dificuldades encontradas no da saúde, bem como conhecimentos de gerenciamento de atendimento. materiais e medicamentos e farmácia clínica. É credenciado pelo Conselho Federal de Farmácia. Programa Metodologia • Conceitos fundamentais da Legislação Sanitária que impactam o dia a dia do atendimento em farmácias e A metodologia deste curso se compõe de estratégias de drogarias; ensino-aprendizagem, como exposição dialogada dos • Categorias de medicamentos e suas especificidades; docentes com os alunos, discussão e análise de casos, • Tipos de clientes em farmácia e drogaria; debates, simulações de atividades do cotidiano profissional, • Postura do atendente em farmácia e drogaria: pesquisas, elaboração de textos, apresentação de seminários, responsabilidade, atitude e motivação; visando ao aprofundamento, à atualização e ao fortalecimento • Estratégias para encantar e fidelizar clientes no dos conteúdos estudados e construídos no decorrer do curso. atendimento; Para a disciplina de Técnicas Farmacêuticas Hospitalares, • Comportamentos assertivos na administração de além dessas estratégias, serão ministradas aulas práticas conflitos no atendimento ao cliente; em laboratório. Já para as disciplinas de gestão farmacêutica • O processo de comunicação no balcão de farmácia e hospitalar, técnicas farmacêuticas hospitalares, farmácia drogaria. clínica e atenção farmacêutica ocorrerão atividades práticas monitoradas realizadas em hospitais conveniados com o Senac que propiciarão ao aluno uma visão realista da farmácia hospitalar e integrada aos conteúdos ministrados em aulas teóricas e práticas. O Trabalho de Conclusão do Curso – TCC – será obrigatório e consolidará a articulação e a mobilização dos conhecimentos, habilidades, valores e atitudes constituídos ao longo do curso, com foco em tema(s) relevante(s) relacionado(s) com as disciplinas constantes na estrutura curricular. 0800 707 1027 | 127
    • saúde Gerenciando pessoas na enfermagem Gestão de compras e estratégias de negociação em serviços de saúde Destinado a profissionais de enfermagem que desejam investir na educação continuada, este curso de extensão Proporciona a compreensão do processo de cálculos para universitária mobiliza conhecimentos, habilidades e identificar as melhores condições relativas ao processo atitudes necessários para o gerenciamento de profissionais de compras, bem como para a utilização de estratégias da área. adequadas nas negociações que levem ao melhor custo- benefício. Programa Programa • Gestão da ética e da qualidade; • Autoconhecimento e competência; • Conceitos básicos da área de compras; • Liderança e processo grupal nas organizações; • Cálculos matemáticos nas aquisições; • Processo decisório; • Estratégias de negociação; • Relacionamento interpessoal nas relações de trabalho: • Fluxograma de processo de compras; desenvolvimento e funcionamento de equipes. • Comportamentos éticos e relações interpessoais. 128 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Gestão de estoques e a logística de materiais em Introdução à farmácia clínica hospitais Proporciona uma primeira abordagem, como curso de Habilita para reconhecer técnicas e sistemas que permitem extensão universitária, para o atendimento a pacientes e o aprimoramento do desempenho da fundação de usuários de farmácias, drogarias, Unidades Básicas de gerenciamento de estoques e logística hospitalar. Saúde (UBS), clínicas e hospitais. Prepara o profissional para assegurar a promoção da saúde, por meio do uso Programa racional de medicamentos e da adesão do paciente, visando ao sucesso do tratamento. • Novos cenários de competitividade e a necessidade de uma cultura de mudança na área de saúde; Programa • Posição da área de suprimentos na estrutura organizacional de um hospital; • Fundamentos da aplicação da atenção farmacêutica em • Organização da cadeia logística hospitalar; nosso meio; • Mudança de enfoque da gestão, “unitarização” e • Princípios da farmacocinética e da farmacodinâmica distribuição de medicamentos em ambiente hospitalar; utilizados para o exercício da atenção farmacêutica; • Planejamento e processo decisório de uma política de • Características do paciente e de suas morbidades estoques; relacionadas ao tratamento farmacoterapêutico; • Fatores que influenciam a redução de estoques no • Aspectos fisiológicos relevantes na administração hospital; de fármacos a grupos especiais de pacientes (grávidas, • Diretrizes e estratégias de compras; lactentes, lactantes, pediátricos, idosos); • Tratamento do lixo infectante e do não infectante; • Protocolo farmacoterapêutico: acompanhamento • Equipamentos utilizados no tratamento de resíduo individualizado de pacientes e intervenções necessárias; hospitalar; • O papel do farmacêutico na equipe multiprofissional • Tecnologia de informação na logística; de saúde. • Códigos de barras na área da saúde. 0800 707 1027 | 129
    • saúde Serviço de limpeza e higiene para a área de saúde Utilização de indicadores em organizações de saúde Possibilita que o participante aprenda e aprimore os conhecimentos necessários para a atuação em ambientes Curso de extensão universitária que capacita profissionais profissionais da área de saúde, contribuindo para prevenir e alunos das áreas de saúde e administração e negócios a e minimizar os riscos de contaminação do ambiente e dos construir e utilizar indicadores quantitativos e qualitativos instrumentos de trabalho, para o cumprimento das normas para maximizar eficiência, eficácia e competitividade. de biossegurança e a melhoria da qualidade de vida de todos os envolvidos. Programa Programa • Conceito de indicador: definição, características e modalidades essenciais; • Espaços de saúde; • Indicadores de saúde: características e modalidades • Noções básicas de microbiologia e parasitologia; para os serviços de saúde; • EPIs e EPCs; • Indicadores de saúde: características e modalidades • Produtos químicos específicos para limpeza. para a gestão dos negócios de saúde; • Indicadores hospitalares: características e modalidades para os serviços de saúde; • Indicadores hospitalares: características e modalidades para a gestão dos negócios de saúde; • Aplicação e avaliação: dos indicadores quantitativos (desempenho, produtividade, custos, entre outros) e qualitativos (satisfação, inovação, qualidade, entre outros) cabíveis nas situações concretas da atividade em saúde. 130 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 131
    • Segurança e saúde no trabalho A legislação e as ações que garantem um cotidiano seguro aos colaboradores. O desenvolvimento de programas de prevenção de acidentes. Direção responsável e primeiros socorros. 132 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Segurança e Saúde no Trabalho: • Brigada de incêndio • Direção responsável • Espaços confinados para supervisor • Espaços confinados para vigias e trabalhadores autorizados • Gerenciamento de riscos: técnicas de análise • Primeiros socorros • Segurança em instalações e serviços com eletricidade – NR10 – básico • Segurança no trabalho em serviços de saúde – NR 32 • Técnico em segurança do trabalho • Treinamento para membros da CIPA • Treinamento para membros da CIPATR 0800 707 1027 | 133
    • segurança e saúde no trabalho Brigada de incêndio Direção responsável Prepara para atender à legislação e contribuir na Desenvolve postura preventiva na condução de veículos preservação da vida e do patrimônio, visto que, exigida por motorizados, seguindo as técnicas defensivas e a legislação lei, a brigada de incêndio é constituída por um grupo de vigente. pessoas aptas para atuar na prevenção e no combate ao princípio de incêndio, abandono da área de risco e suporte Programa emergencial à vida. • Conceito de direção defensiva; Programa • Falhas mais comum no trânsito; • Acidentes/tipo; • Combustão e propagação do calor; • Condições adversas; • Métodos de extinção de incêndios: tipos de incêndio, • Distância de segurança; agentes extintores e equipamentos de combate a • Métodos básicos de prevenção de acidentes no trânsito; incêndios; • Colisões: como evitá-las; • Plano de emergência; • Outros tipos de acidentes; • Normas e legislação. • Cinto de segurança; • O álcool e o trânsito; • Legislação de trânsito – normas legais/comportamento; • Situações de emergência. 134 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Espaços confinados para supervisor Espaços confinados para vigias e trabalhadores autorizados Capacita supervisores de entrada em espaços confinados com base na NR 33, norma que regulamenta e estabelece Fornece competências para vigias e trabalhadores os requisitos mínimos para identificação de espaços autorizados de espaços confinados sobre os direitos, confinados, reconhecimento, avaliação, monitoramento deveres, riscos e medidas de controle, de acordo com a e controle dos riscos existentes, a fim de garantir Norma Regulamentadora n.º 33. permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem direta ou indiretamente nesses ambientes. Programa Programa • Definição de espaços confinados; • Equipamentos de monitoração e calibração; • Identificação, avaliação e controle de riscos em espaços • Equipamentos de proteção respiratória; confinados; • Anatomia e fisiologia do sistema cardiorespiratório; • Conceitos de toxicologia; • Manobras de avaliação primária e reanimação • Sistemas de ventilação em espaços confinados; cardiorespiratória; • Equipamentos de monitoração e calibração; • Procedimento operacional padrão: avaliação dos • Equipamentos de proteção individual; possíveis cenários de emergência a partir de um • Equipamentos de proteção respiratória; espaço confinado, adequação de equipamentos e • Anatomia e fisiologia do sistema cardiorespiratório; procedimentos. • Manobras de avaliação primária e reanimação cardiorespiratória; • Procedimento operacional padrão: análise e avaliação dos possíveis cenários de emergência a partir de um determinado espaço confinado, adequação de equipamentos e procedimentos para a maximização da segurança dos trabalhadores. 0800 707 1027 | 135
    • segurança e saúde no trabalho Gerenciamento de riscos: técnicas de análise Primeiros socorros Proporciona conhecimentos sobre como tratar os riscos Qualifica para reconhecer uma situação de emergência, sua presentes nos ambientes de trabalho, com base em normas gravidade, e a prestar os cuidados imediatos necessários ao de gerenciamento de riscos, capacitando esses profissionais atendimento correto dos diversos agravos à saúde, desde para a apliação das técnicas de identificação de perigos. É acionar o sistema de emergência até o transporte da vítima curso na modalidade extensão universitária. para uma unidade hospitalar. Programa Programa • Riscos e perigos no ambiente de trabalho; • Sistemas de Atendimento Pré-Hospitalar (APH): • Definição do problema, avaliação do potencial de risco e - Conceito de emergência médica e atendimento; matriz de risco; Pré-Hospitalar (APH); acionamento; • Plano de ação para controle dos riscos; - Suporte básico e suporte avançado à vida; • Modelos de gerenciamento de riscos; - Atendimento pré-hospitalar (APH) nas empresas; • Métodos APP (Análise Preliminar de Perigos) e Hazop (Estudo de Perigos e Operabilidade); • Biossegurança e segurança da cena: • Comunicação de riscos. - Avaliação de riscos; - Precauções básicas ou padrão; - Equipamentos de proteção individual; - Suporte básico e suporte avançado à vida; - APH nas empresas; • Avaliação primária da vítima: - Conceito e etapas da avaliação primária; - Atendimento de agravos clínicos; • Avaliação secundária: - Conceito e etapas da avaliação secundária; - Tomada de decisão; - Atendimento de agravos traumáticos. 136 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Segurança em instalações e serviços com Segurança no trabalho em serviços de saúde – eletricidade – NR10 – básico NR 32 Qualifica para a identificação de riscos decorrentes do Capacita para reconhecer riscos ocupacionais nas emprego da energia elétrica e riscos adicionais e as atividades em ambientes de serviços de saúde, contribuindo principais medidas de prevenção de acidentes, como forma na implementação do PPRA, bem como a prevenir doenças de garantir a segurança do trabalhador, da coletividade, causadas por exposição acidental ou continuada. e preservar bens patrimoniais e o meio ambiente. É curso dirigido a profissionais previamente autorizados que, direta Programa ou indiretamente, interajam em instalações elétricas. • Identificação dos riscos ocupacionais potenciais à Programa saúde; • Identificação da legislação aplicável e normas internas • Introdução à segurança com eletricidade; estabelecidas pelas organizações; • Riscos em instalações e serviços com eletricidade; • Implementação das medidas de controle que minimizem • Técnicas de análise de risco; a exposição aos agentes ambientais ocupacionais; • Medidas de controle do risco elétrico; • Utilização de equipamentos de proteção coletiva, • Normas Técnicas Brasileiras (NBR da ABNT: NBR-5410, individual, e vestimentas de trabalho; NBR 14039 e outras); • Medidas para prevenção de acidentes e incidentes; • Regulamentação do Ministério do Trabalho e Emprego; • Ações emergenciais na ocorrência de acidentes e • Equipamentos de proteção coletiva; incidentes. • Equipamentos de proteção individual; • Rotinas de trabalho – procedimentos; • Documentação de instalações elétricas; • Riscos adicionais; • Proteção e combate a incêndios; • Acidentes de origem elétrica; • Primeiros socorros; • Responsabilidade. 0800 707 1027 | 137
    • segurança e saúde no trabalho Técnico em segurança do trabalho • Organização do SESMT; • Equipamentos de Proteção Coletiva – EPCs e Qualifica o profissional para trabalho em projetos de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs; educação do trabalhador, incluindo, especialmente, • Atividades laborais; os programas de prevenção de risco à segurança e à • Layout de ambientes de trabalho; saúde, controle de perdas humanas e perdas por danos • Medidas de controle de riscos. à propriedade e ao meio ambiente. É curso que habilita a exercer a profissão regulamentada e que exige registro. MÓDULO 3 Tecnologias de Prevenção e Combate a Incêndio e Programa Suporte Emergencial à Vida Carga horária: 100 horas MÓDULO 1 Conteúdo: Ambientação e Projeto Profissional • Programa de brigada de incêndio; Carga horária: 40 horas • Prevenção e combate a incêndio; Conteúdo: • Primeiros socorros; • O campo de atuação da segurança e saúde do trabalho: • Elaboração de planos de emergência, como de - O contexto social e a organização do trabalho; abandono, incêndio e inundação. - Aspectos éticos, multidisciplinares e as relações que interferem na ação profissional do Técnico MÓDULO 4 de Segurança do Trabalho; Prevenção e Controle de Riscos - Qualidade no atendimento e o compromisso social com Carga horária: 300 horas a população. Conteúdo: • Procedimentos e técnicas de prevenção e controle de MÓDULO 2 riscos ambientais, ergonômicos e de meio ambiente; Segurança e Saúde no Trabalho • Medidas de controle de agentes físicos, químicos e Carga horária: 300 horas biológicos; Conteúdo: • Medidas de controle para os agentes ergonômicos; • Implementação de projeto de segurança e saúde no • Medidas de controle para os aspectos e impactos trabalho; ambientais. • Procedimentos para inspeções internas de segurança e saúde; • Organização da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes; 138 | www.sp.senac.br/corporativo
    • MÓDULO 5 MÓDULO 6 Gerenciamento do Sistema de Segurança e Saúde Sistema de Gestão Integrada no Trabalho Carga horária: 200 horas Carga horária: 260 horas Conteúdo: Conteúdo: • Implementação de sistema de gestão integrada; • Programas de gestão do SESMT e demais serviços • Políticas de gestão de segurança e saúde no trabalho; especializados da empresa; • Avaliação das políticas de qualidade, de meio ambiente • Programas de gestão da Cipa e demais comissões da e de responsabilidade social; empresa; • Sistema de comunicação da empresa com a • Indicadores estatísticos de ordem legal e técnica, comunidade, órgãos oficiais e outras organizações; considerando o trabalhador, a propriedade e o meio • Relatórios de auditoria e plano de ação de verificações ambiente; sistêmicas do sistema de gestão integrada; • Análise de riscos no processo produtivo e no ambiente • Integração dos sistemas de gestão de qualidade, laboral; meio ambiente, segurança e saúde no trabalho e de • Normas e procedimentos para atividades e operações responsabilidade social. insalubres e perigosas presentes na empresa; • Normas e procedimentos para armazenamento, manuseio, movimentação e transporte; • Programas de gerenciamento de riscos: PPRA, PCMAT, PPR, PPRPS, PCA; • Elaboração de laudos técnicos e PPP; • Cultura prevencionista; • Políticas e sistema de gestão de segurança e saúde do trabalho; • Auditorias internas e auditorias externas; • Fiscalização externa de segurança e saúde do trabalho. 0800 707 1027 | 139
    • segurança e saúde no trabalho Treinamento para membros da CIPA Treinamento para membros da CIPATR Capacita para o desenvolvimento de ações preventivas Habilita para cumprir as atribuições de membro da CIPATR, na empresa, em atendimento à NR-5 Portaria nº 08/99 do bem como para utilizar e fundir o uso de técnicas e Ministério do Trabalho e Emprego. equipamentos que previnem acidentes de trabalho. O curso atende à Norma Regulamentadora – NR 31 que exige que Programa os estabelecimentos rurais promovam o treinamento em segurança e saúde no trabalho para os membros da CIPATR. • Estudo do ambiente, das condições de trabalho, bem como dos riscos originados do processo produtivo; Programa • Metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do trabalho; • Noções de organização, funcionamento, importância e • Noções sobre acidentes e doenças do trabalho atuação da CIPATR; decorrentes de exposição aos riscos existentes na • Estudo das condições de trabalho com análise dos empresa; riscos originados no processo produtivo no campo, • Noções sobre Síndrome de Imunodeficiência Adquirida bem como medidas de controle (por exemplo, nos – Aids e medidas de prevenção; temas agrotóxicos, máquinas e equipamentos, riscos • Noções sobre as legislações trabalhista e com eletricidade, animais peçonhentos, ferramentas, previdenciária relativas à segurança e saúde no trabalho; silos e armazéns, transporte de trabalhadores, fatores • Princípios gerais de higiene do trabalho e de medidas de climáticos e topográficos, áreas de vivência, ergonomia controle de riscos; e organização do trabalho); • Organização de Cipa e outros assuntos necessários ao • Caracterização e estudo de acidentes ou doenças do exercício das atribuições da comissão. trabalho, metodologia de investigação e análise; • Noções de primeiros socorros; • Noções de prevenção de DST, Aids e dependências químicas; • Noções sobre legislação trabalhista e previdenciária relativa à segurança e saúde no trabalho; • Noções sobre prevenção e combate a incêndios; • Princípios gerais de higiene no trabalho; • Relações humanas no trabalho; • Proteção de máquinas e equipamentos; • Noções de ergonomia. 140 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 141
    • Tecnologia da informação O papel pioneiro do Senac São Paulo na área de tecnologia da informação propicia o desenvolvimento de um amplo e sólido portfólio. A organização é hoje uma das maiores certificadoras da área no país. 142 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Tecnologia da informação: • Excel 2003 – avançado • Gerência de Projetos – preparação para • Excel 2003 com VBA a certificação PMP • Excel 2007 avançado • Gerência de Projetos – práticas • Access 2007 com VBA alinhadas ao PMI • Formação office 2007 Professional • Gerência de Projetos – preparação para • Outlook 2007 certificação CAPM® (Certified • Powerpoint 2003 – recursos adicionais Associate Project Manager) • Powerpoint 2007 – recursos adicionais • Banco de dados Oracle 10G: introdução à • Project 2007 linguagem SqL • Word 2007 – avançado • Banco de dados Oracle 10G: workshop • Formação MCTS VS2005 – .NET de administração I framework 2.0 Windows Aplications • Banco de dados Oracle 10G: workshop • Formação MCTS VS2005 – .NET de administração II Framework 2.0 Web Aplications • Formação Cisco – CCNA • Formação MCTS – SqL Server 2005 • Formação Cisco CCNP – • Formação MCTS – SqL Server 2005 – Cisco Certified Network Professional Business Intelligence Tools • Cisco IP Telephony • PHP com MySqL e PostgreSqL • Certificação Linux LPI nível 1 – LPIC1 • MS Visual Basic Net 2005 – Fundamentos • Certificação Linux LPI nível 2 – LPIC2 • Formação MCP – Microsoft Certified • Formação Furukawa – FCP Professional • Governança tecnológica no enfoque do • Formação MCSA – Microsoft Certified COBIT Systems Administrator • ITIL Foundations V3 – preparatório para • Formação MCSE – Microsoft Certified certificação Systems Engineer • Direito digital: gestão do risco eletrônico • Gerência de Projetos – implantação de • Introdução à Linguagem Java escritório de projetos – PMO • Wireless – implantação de redes WLAN 0800 707 1027 | 143
    • tecnologia da informação Microsoft Office Microsoft O Senac São Paulo é um centro de treinamento oficial Formação MCTS VS2005 – NET Framework 2.0 Microsoft e, por isso, oferece em condições ideais a Windows Aplications qualificação para todas as possibilidades do pacote Office: Excel, Access, Formação Profissional, Outlook, PowerPoint, Capacita para o desenvolvimento de aplicativos de Project e Word. Esses cursos exercitam conceitos e técnicas, acesso a dados utilizando o Microsoft .NET Framework, aprimorando o conhecimento e a experiência em diferentes o Visual Studio 2005 e a elaboração de programas de necessidades do cotidiano das empresas. gerenciamento de dados na linguagem MS Visual Basic Net 2005. É direcionado para desenvolvedores corporativos Confira as possibilidades: ou independentes que querem aprender mais sobre áreas • Excel 2003 – avançado; específicas da tecnologia para aplicações distribuídas. • Excel 2003 com Visual Basic for Application (VBA); Essa formação é composta pelos cursos oficiais 2541 – • Excel 2007 – avançado; fundamentos do acesso à dados com MS Visual Studio 2005, • Access 2007 com VBA; 2542 – acesso à dados avançado com MS Visual Studio • Formação Office 2007 Professional; 2005, 2546 – fundamentos das tecnologias de aplicações • Outlook 2007; Windows com MS Visual Studio 2005 e 2547 – tecnologias • PowerPoint 2003 – recursos adicionais; de aplicações Windows Avançadas com MS Visual Studio • PowerPoint 2007 – recursos adicionais; 2005 e o curso MS Visual Basic Net 2005 – fundamentos. • Project 2007; • Word 2007 – avançado. Programa 2541: fundamentos do acesso à dados com MS Visual Studio 2005 • Conectando a banco de dados e lendo dados; • Executando queries e atualizando banco de dados com comandos; • Realizando operações transacionais; • Realizando operações desconectadas via código; • Realizando operações desconectadas utilizando os wizards do Visual Studio 2005; • Realizando operações XML em dados desconectados; • Lendo e escrevendo dados XML; • Processando dados XML utilizando o DOM; 144 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 2542: acesso à dados avançado com MS Visual • Melhorando a interface de aplicações Windows Forms; Studio 2005 MS Visual Basic Net 2005 – fundamentos: • Minimizando e tratando conflitos em operações no • Utilizar comandos básicos da lógica de programação banco de dados; para aplicar na linguagem MS Visual Basic Net 2005, • Lidando com objetos grandes; como: definir variáveis, constantes e seus tipos, • Aprimorando o desempenho do banco de dados; expressão matemática, concatenação de texto, eventos, • Criando objeto em código gerenciado para o SQL Server desvio condicional e laço de repetição; 2005; • Desenvolver sistemas utilizando funções literais e • Executando queries XML com o XPath; funções numéricas na linguagem MS Visual Basic Net • Transformando XMl com XSLT Style Sheets; 2005 e construir funções e procedimentos, definidos 2546: fundamentos das tecnologias de aplicações pelo programador, a fim de reutilizar códigos e Windows com MS Visual Studio 2005 organizá-los melhor; • Criando uma aplicação Windows Forms; • Adicionar formulários no sistema e construir menus • Configurando controles padrões; de acesso utilizando componentes básicos do MS Visual • Construindo menus; Basic Net 2005, no desenvolvimento dos programas; • Manipulando dados através de componentes • Acessar banco de dados já modelados e inserir novas Data-bounds; informações com o objetivo de manipular os registros, • Usabilidade; utilizando componentes do MS Visual Basic Net 2005, • Criando aplicações consistentes através de caixas de no desenvolvimento dos programas. diálogo e herança de formulário; • Impressão e geração de relatórios; • Utilizar o componente BackGround Worker para realizar tarefas assíncronas; • Implantando aplicações Windows através do ClickOnce. 2547: tecnologias de aplicações Windows Avançadas com MS Visual Studio 2005 • Construir aplicações MDI; • Customizar Windows Forms e controles; • Criando componentes de impressão customizados; • Realizando operações Drag-and-Drop e implementando suporte à área de transferência; • Realizando tarefas assíncronas utilizando técnicas de multithreads; 0800 707 1027 | 145
    • tecnologia da informação Formação MCTS VS2005 – NET Framework 2.0 • Aprimorando o desempenho do banco de dados; Web Aplications • Criando objeto em código gerenciado para o SQL Server 2005; Prepara para desenvolver aplicativos para acesso a dados • Executando queries XML com o XPath; utilizando o Microsoft NET Framework e o Visual Studio 2005. • Transformando XMl utilizando XSLT Style Sheets. O curso é direcionado para desenvolvedores corporativos ou independentes, em formação composta pelos cursos 2543: Fundamentos das Tecnologias de Aplicações 2541 – Fundamentos do Acesso a Dados com MS Visual Web com MS Visual Studio 2005 Studio 2005, 2542 – Acesso a Dados Avançado com MS • Criando uma aplicação web; Visual Studio 2005, 2543 – Fundamentos das Tecnologias • Programando uma aplicação web; de Aplicações Web com MS Visual Studio 2005, 2544 – • Criando um layout padrão utilizando Master Pages; Tecnologias de Aplicações Web Avançadas com MS Visual • Gerenciamento de estado para aplicações web; Studio 2005 e MS Visual Basic Net 2005 – Fundamentos. • Acessando e exibindo dados; • Controlando o acesso para uma aplicação web; Programa • Publicando uma aplicação web; • Tornando aplicativos web disponíveis para dispositivos 2541: Fundamentos do Acesso a Dados com MS móveis. Visual Studio 2005 • Conectando à banco de dados e lendo dados; 2544: Tecnologias de Aplicações Web Avançadas • Executando queries e atualizando banco de dados com MS Visual Studio 2005 com comandos; • Construindo aplicações web dinâmicas; • Realizando operações transacionais; • Criando Controles web; • Realizando operações desconectadas via código; • Otimizar a perfomance de aplicações web; • Realizando operações desconectadas utilizando os • Implementar personalização e temas em aplicações web; wizards do Visual Studio 2005; • Criar páginas web parts. • Realizando operações XML em dados desconectados; • Lendo e escrevendo dados XML; MS Visual Basic Net 2005 – fundamentos: • Processando dados XML utilizando o DOM; • Utilizar comandos básicos da lógica de programação 2542: Acesso a Dados Avançado com MS Visual para aplicar na linguagem MS Visual Basic Net 2005, Studio 2005 como: definir variáveis, constantes e seus tipos, • Minimizando e tratando conflitos em operações no expressão matemática, concatenação de texto, eventos, banco de dados; desvio condicional e laço de repetição; • Lidando com objetos grandes; • Desenvolver sistemas utilizando funções literais e 146 | www.sp.senac.br/corporativo
    • funções numéricas na linguagem MS Visual Basic Net • Implement data integrity in Microsoft SQL Server 2005 e construir funções e procedimentos, definidos databases by using constraints and triggers; pelo programador, a fim de reutilizar códigos e • Implement views, stored procedures, functions and organizá-los melhor; managed code in the database; • Adicionar formulários ao sistema e construir menus • Manage transactions and locks; de acesso utilizando componentes básicos do MS Visual • Use service brocker to build a messaging-bases Basic Net 2005, no desenvolvimento dos programas; solution; • Acessar banco de dados já modelados e inserir novas • Use notification services to generate and send informações com o objetivo de manipular os registros, notifications; utilizando componentes do MS Visual Basic Net 2005 • Implementando a integridade de dados; no desenvolvimento dos programas. • Implementando views; • Implementando procedimentos armazenados e funções; Formação MCTS – SQL Server 2005 • Implementando Código Gerenciado no Banco de Dados; • Utilizando o Service Broker; Propicia conhecimentos sobre as funcionalidades e 2780: Maintaining a Microsoft SQL Server 2005 tecnologias do SQL Server 2005 para administrar um banco Database de dados e implementar procedimentos armazenados, • Instalação e configuração do SQL Server 2005; funções, código gerenciado no banco de dados, utilizando • Gerenciar arquivos de banco de dados; Service Broker para construir uma solução baseada em • Backup e reparação de banco de dados; mensagens. A formação é composta pelos cursos oficiais • Gerenciar segurança; 2779 – Implementing a Microsoft SQL Server 2005 • Monitor SQL Server; Database e 2780 – Maintaining a Microsoft SQL Server • Transferência de dados no SQL Server 2005; 2005 Database. • Automatizar tarefas administrativas; • Replicar dados entre SQL Server instances; Programa • Manter alta disponibilidade. 2779: Implementing a Microsoft SQL Server 2005 Database • Criando Banco de Dados e arquivos de Banco de Dados; • Criando tipos de dados e tabelas; • Utilizando XML – relacionando funcionalidades do Microsoft SQL Server 2005; • Criando e otimizando índices; 0800 707 1027 | 147
    • tecnologia da informação Formação MCTS – SQL Server 2005 – Business 2792: Implementing and Maintaining Microsoft SQL Intelligence Tools Server 2005 Integration Services • Descrever o SQL Server 2005 Integration Services e suas Capacita para a implementação da solução Analysis ferramentas; Services, Integration Services e Reporting Services do SQL • Criar um pacote de Integration Services; Server 2005 numa organização. A formação é composta pelos • Implementar o fluxo de controle; cursos 2791 – Implementing and Maintaining Microsoft • Implementar fluxos de dados; SQL Server 2005 Analysis Services, 2792 – Implementing • Implementar processo de identificação; and Maintaining Microsoft SQL Server 2005 Integration • Depurar e implementar tratamento de erro; Services e 2793 – Implementing and Maintaining Microsoft • Implementar pontos de controle e transações; SQL Server 2005 Reporting Services. • Implantar pacotes de Integration Services; • Gerenciar e proteger pacotes. Programa 2793: Implementing and Maintaining Microsoft SQL 2791: Implementing and Maintaining Microsoft SQL Server 2005 Reporting Services Server 2005 Analysis Services • Descrever o SQL Server 2005 Reporting Services e seus • Descrever como o Analysis Services do SQL Server pode componentes; ser utilizado para implementar soluções analíticas; • Criar um relatório utilizando Reporting Services; • Criar soluções de análise multidimensional com o SQL • Melhorar um relatório utilizando Reporting Services; Server Analysis Services; • Criar e manipular conjuntos de dados; • Implementar dimensões em uma solução Analysis • Utilizar modelos de relatório para implementar relatórios Services; para usuários de negócio; • Implementar medidas e grupos de medidas em uma • Configurar a publicação e as configurações de execução solução Analysis Services; de relatórios; • Consultar uma solução Analysis Services • Implementar assinaturas para relatórios; multidimensional; • Administrar o Reporting Services; • Personalizar um cubo através de Analysis Services; • Implementar aplicações customizadas utilizando • Implementar um banco de dados seguro no Analysis Reporting Services. Services; • Manter uma solução Analysis Services multidimensional; • Implementar uma solução de Data Mining. 148 | www.sp.senac.br/corporativo
    • PHP com MySQL e PostgreSQL como: definir variáveis, constantes e seus tipos, expressão matemática, concatenação de texto, eventos, Fornece conceitos fundamentais do PHP, desde a instalação desvio condicional e laço de repetição; do ambiente de trabalho na plataforma Windows até • Desenvolver sistemas utilizando funções literais e a integração com o Banco de Dados MySQL e com o funções numéricas na linguagem MS Visual Basic Net Banco de Dados PostgreSQL. Incluem-se controle de 2005 e construir funções e procedimentos, definidos erros, configuração de variáveis e constantes, estrutura pelo programador, a fim de reutilizar códigos e de controle, arrays, funções, sessões, cookies, classes e organizá-los melhor; métodos. • Adicionar formulários no sistema e construir menus de acesso utilizando componentes básicos do MS Visual Programa Basic Net 2005 no desenvolvimento dos programas; • Acessar banco de dados já modelados e inserir novas • Conceito da Estrutura Cliente/Servidor; informações com o objetivo de manipular os registros, • Introdução e Fundamentos da linguagem de utilizando componentes do MS Visual Basic Net 2005 programação web – PHP; no desenvolvimento dos programas. • Conceitos de desenvolvimento de aplicações Web; • Utilização de Banco de dados em projetos; Formação MCP – Microsoft Certified Professional • Ética e segurança na Web. Propicia conhecimentos sobre como administrar e dar MS Visual Basic Net 2005 – Fundamentos suporte básico às redes baseadas no Windows Server 2003. Essa formação é composta pelos cursos: 2147 – Proporciona o aprendizado para desenvolver programas Gerenciando um Ambiente Microsoft Windows Server de gerenciamento de dados na linguagem MS Visual 2003 e 2165 – Mantendo um Ambiente Microsoft Windows Basic Net 2005, mobilizando conhecimentos e habilidades Server 2003. relacionados com a lógica de programação que acesse ou não banco de dados previamente modelados, a fim de Programa agilizar os processos de execução de tarefas nas mais diversas áreas profissionais e atender às necessidades do • Introdução à administração de contas e recursos; cliente. • Gerenciando contas de usuário e de computador; • Gerenciando grupos; Programa • Gerenciando o acesso aos recursos; • Implementando impressão; • Utilizar comandos básicos da lógica de programação • Gerenciando impressão; para aplicar na linguagem MS Visual Basic Net 2005, (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 149
    • tecnologia da informação • Gerenciando o acesso a objetos nas unidades Formação MCSA – Microsoft Certified Systems organizacionais; Administrator • Implementando a diretiva de grupo; • Gerenciando o ambiente do usuário usando a diretiva de Fornece competências sobre como implementar, gerenciar grupo; e solucionar problemas em sistemas baseados no Windows • Implementando modelos administrativos e diretivas de Server 2003. Esta formação é composta pelos cursos: 2618 auditoria; – Implementação e Suporte do Microsoft Windows XP; 2147 • Preparando-se para administrar um servidor; – Gerenciando um Ambiente Microsoft Windows Server • Preparando-se para monitorar o desempenho do 2003; 2165 - Mantendo um Ambiente Microsoft Windows servidor; Server 2003; 2180 – Implementação de uma Infraestrutura • Monitorando o desempenho do servidor; de Rede no Windows Server 2003: Hosts de Rede; 2186 • Mantendo drivers de dispositivo; – Implementando, Gerenciando e Fazendo a Manutenção • Gerenciando discos; de uma Infraestrutura de Rede do Microsoft Windows • Gerenciando o armazenamento de dados; Server 2003: Serviços de Rede e 2400 – Implementing and • Gerenciando a recuperação de desastres; Managing Microsoft Exchange Server 2003*. • Mantendo software usando o Software Update Services. Programa • Introdução, administração e segurança em uma rede do Windows 2003; • Tecnologias e protocolos de rede. TCP/IP e endereçamento IP; • Implementação e gerenciamento de contas, grupos e recursos com Windows Server 2003; • Implementando modelos administrativos, diretivas de grupo e auditoria; • Gerenciando e monitorando acesso à rede com um servidor Windows Server 2003; • Roteamento e acesso remoto no Windows Server 2003; • Gerenciando e monitorando o DHCP, DNS; • Protegendo o tráfego de rede com IPSec e certificados; • Instalação, configuração e gerenciamento do Microsoft Exchange Server 2003. 150 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Formação MCSE - Microsoft Certified Systems • Roteamento e acesso remoto no Windows Server 2003; Engineer • Gerenciando e monitorando o DHCP, DNS; • Protegendo o tráfego de rede com IPSec e certificados; Capacita para a implementação, gerenciamento e solução • Planejando e otimizando uma rede TCP/IP física e lógica; de problemas em sistemas baseados no Windows Server • Planejando e solucionando problemas de roteamento e 2003. Esta formação é composta pelos cursos: 2618 – de comutação; Implementação e Suporte do Microsoft Windows XP; 2147 • Planejando, otimizando e solucionando problemas de – Gerenciando um Ambiente Microsoft Windows Server DHCP WINS e DNS; 2003; 2165 – Mantendo um Ambiente Microsoft Windows • Planejando e implementando uma infraestrutura do Server 2003; 2180 – Implementação de uma Infraestrutura Active Directory; de Rede no Windows Server 2003: Hosts de Rede; 2186 – • Instalação, configuração e gerenciamento do Microsoft Implementando, Gerenciando e Fazendo a Manutenção de Exchange Server 2003. uma Infraestrutura de Rede do Microsoft Windows Server 2003: Serviços de Rede; 2192 – Planejamento e Manutenção de uma Infraestrutura de Rede no Microsoft Windows Server 2003; 2197 – Planejando, Implementando e Fazendo a Manutenção de uma Infraestrutura do Active Directory no Microsoft Windows Server 2003; 2282 – Designing a Microsoft Windows Server 2003 Active Directory and Network Infrastructure*; e 2400 – Implementing and Managing Microsoft Exchange Server 2003*. Programa • Introdução, administração e segurança em uma rede do Windows 2003; • Tecnologias e protocolos de rede. TCP/IP e endereçamento IP; • Implementação e gerenciamento de contas, grupos e recursos com Windows Server 2003; • Implementando modelos administrativos, diretivas de grupo e auditoria; • Gerenciando e monitorando acesso à rede com um servidor Windows Server 2003; 0800 707 1027 | 151
    • tecnologia da informação PMI – Project Management Institute Gerência de Projetos – preparação para a certificação PMP Gerência de Projetos – implantação de escritório de projetos – PMO Prepara para o exame de certificação PMP (Project Management Professional), incluindo o estudo do Fornece habilidades para trabalhar os conceitos relativos PMBoK (Project Management Body of Knowledge) e suas à implantação do escritório de projetos – Project disciplinas, exercícios ilustrativos e provas de simulação. Management Office (PMO) – com base na análise de É curso da modalidade extensão universitária. estudos de casos práticos, ajudando a definir um plano de ação para o ambiente e o trabalho. É curso da modalidade Programa extensão universitária. • Introdução e contexto; Programa • Gestão do escopo; • Gestão do tempo; • Introdução; • Gestão do custo; • O papel do escritório de projetos nos dias atuais; • Gestão da qualidade; • Riscos da implementação do escritório de projetos; • Gestão de recursos humanos; • Tipos de escritórios de projetos; • Gestão de comunicação; • Sistemas de informação para o gerenciamento de • Gestão de riscos; projetos; • Gestão de contratação; • Atividades rotineiras do escritório de projetos. • Gestão de integração; • Responsabilidade profissional; • Simulado do exame PMP. 152 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Gerência de Projetos – práticas alinhadas ao PMI - Desenvolver a declaração do escopo preliminar do projeto; Transmite conceitos e aplicações da metodologia PMI - Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto; (Project Management Institute) para gerenciamento de - Orientar e gerenciar a execução do projeto; projetos e a definição de processos usados no controle de um - Monitorar e controlar o trabalho do projeto; projeto técnico que trata da gerência de custos, de recursos, - Controle integrado de mudanças; análise de risco e cronograma de implantação. É curso de - Encerrar o projeto; extensão universitária indicado para administradores de • Gerenciamento do escopo do projeto: empresa, coordenadores de projetos e gerentes funcionais - Planejamento do escopo; com equipes alocadas em projetos, engenheiros, analistas - Definição do escopo; e técnicos. - Criar a WBS – estrutura analítica do projeto; - Verificação do escopo; Programa - Controle do escopo; • Gerenciamento de prazo do projeto: • Introdução: - Definição das atividades; - Objetivo do Guia PMBOK®; - Sequenciamento das atividades; - O que é um projeto?; - Estimativa de recursos das atividades; - O que é gerenciamento de projeto; - Estimativa de duração das atividades; - A estrutura do GUIA PMBOK ; ® - Desenvolvimento do cronograma; - Áreas de especialização; - Controle do cronograma; - Contexto de gerenciamento de projetos; • Gerenciamento de custos do projeto: • Ciclo de vida e organização do projeto; - Estimativa dos custos; - O ciclo de vida do projeto; - Orçamentos; - Partes interessadas “Stakeholders” no projeto; - Controle dos custos; - Influências organizacionais; • Gerenciamento da qualidade do projeto: • Processos de gerenciamento de projeto para o: - Planejamento da qualidade; - Processos de gerenciamento de projetos; - Realizar a garantia da qualidade; - Grupos de processos de gerenciamento de projetos; - Realizar o controle da qualidade; - Interações entre processos; • Gerenciamento de recursos humanos do projeto: - Mapeamento do processo de gerenciamento de - Planejamento de recursos humanos; projetos; - Obter a equipe do projeto; • Gerenciamento de integração do projeto: - Desenvolver a equipe do projeto; - Desenvolver o “Project Charter” – Termo de abertura - Gerenciar a equipe do projeto; do projeto; (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 153
    • tecnologia da informação • Gerenciamento das comunicações do projeto: Gerência de Projetos – preparação para - Planejamento das comunicações; certificação CAPM® (Certified Associate Project - Distribuição das informações; Manager) - Relatar o desempenho; - Gerenciar as partes interessadas “Stakeholders”; Prepara para o Exame de Certificação CAPM® (Certified • Gerenciamento de riscos dos projetos: Associate Project Manager), com conhecimentos e - Planejamento do gerenciamento de riscos; técnicas descritas no PMBOK® (Project Management - Identificação dos riscos; Body of Knowledge) – 3rd Edition, além de estudo teórico, - Análise qualitativa dos riscos; exercícios correspondentes e testes simulados. Como - Análise quantitativa dos riscos; curso de extensão universitária, também é indicado para - Planejamento de respostas aos riscos; profissionais que atuam ou desejam atuar como gerentes - Monitoramento e controle dos riscos; de projetos em qualquer área profissional. • Gerenciamento de aquisições do projeto: - Planejar compras e aquisições; Programa - Planejar contratações; - Solicitar respostas de fornecedores; • Introduction – The project management framework - Selecionar fornecedores; (Introdução – A estrutura do gerenciamento de projetos); - Administração do contrato; • Project life cycle and organization - Encerramento do contrato. (Ciclo de vida e organização do projeto); • Project management processes for a project (Processos de gerenciamento de projetos para um projeto); • The project management knowledge areas (Áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos); • Project integration management (Gerenciamento de integração do projeto); • Project scope management (Gerenciamento do escopo do projeto); • Project time management (Gerenciamento do tempo do projeto); • Project cost management (Gerenciamento de custos do projeto); 154 | www.sp.senac.br/corporativo
    • • Project quality management Oracle (Gerenciamento da qualidade do projeto); • Project human resource management Banco de Dados Oracle 10G: introdução à (Gerenciamento de recursos humanos do projeto); linguagem SQL • Project communications management (Gerenciamento das comunicações do projeto); Proporciona o aprendizado da tecnologia do banco de dados • Project risk management Oracle 10g, os conceitos de banco de dados relacional e (Gerenciamento de riscos do projeto); a avançada linguagem de programação SQL. Além disso, • Project procurement management desenvolve habilidades básicas em SQL, como a consulta ao (Gerenciamento das aquisições do projeto); banco de dados, metadados e a criação de objetos de banco • Professional responsibility de dados, técnicas avançadas para a criação de consultas (Responsabilidade profissional). e geração de relatórios, conceitos de data warehouse e manipulação de grandes conjuntos de dados em diferentes fusos horários. Programa • Introdução a PL/SQL; • Definir a terminologia de join, projeção e seleção; • Restringir e classificar dados; • Usar functions de uma única linha para personalizar relatórios; • Gerar relatórios com dados agregados por meio de functions de grupo; • Exibir dados contidos em várias tabelas; • Usar subconsultas para resolver consultas; • Usar os operadores SET; • Manipular dados; • Utilizar instruções DDL para criar e gerenciar tabelas; • Criar outros esquemas de objeto; • Gerenciar objetos com views do dicionário de dados; • Controlar o acesso dos usuários; (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 155
    • tecnologia da informação • Gerenciar objetos de esquema; • Gerenciar objetos de esquema; • Manipular grandes conjuntos de dados; • Gerenciar dados; • Gerar relatórios agrupando dados; • PL/SQL; • Gerenciar dados em diferentes fusos horários; • Segurança do banco de dados Oracle; • Pesquisar dados usando subconsultas avançadas; • Oracle Net Services; • Recuperação de dados hierárquicos; • Servidor compartilhado Oracle; • Executar o suporte a expressões comuns e não • Monitorar desempenho; distinção entre maiúsculas e minúsculas. • Manutenção pró-ativa: Objetivos; • Gerenciar undo; Banco de Dados Oracle 10G: workshop de • Monitorar e resolver conflitos de bloqueio; administração I • Conceitos de backup e recuperação; • Backups de bancos de dados; O participante aprende o conceito da arquitetura do banco • Recuperação de bancos de dados. de dados Oracle e de como seus componentes trabalham e interagem uns com os outros. Além disso, aprende a criar um banco de dados operacional e gerenciar adequadamente as diversas estruturas de uma forma efetiva e eficiente, incluindo monitoramento de desempenho, segurança de bancos de dados, gerenciamento de usuários e técnicas de backup/recuperação. Os tópicos da lição são reforçados com exercícios práticos estruturados. Este curso foi projetado com o objetivo de preparar o participante para o exame de OCA (Oracle Certified Associate). Programa • Introdução; • Instalar o software do banco de dados Oracle 10g; • Criar um banco de dados Oracle; • Interfaces de banco de dados; • Controlar o banco de dados; • Estrutura de armazenamento; • Administrar usuários; 156 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Banco de Dados Oracle 10G: workshop de Cisco administração II Formação Cisco – CCNA Capacita para a configuração de um banco de dados Oracle com aplicações multilíngues e diversos métodos de Propicia conceitos básicos de rede, protocolos de recuperar o banco de dados usando o RMAN, códigos SQL roteamento e WAN, apresentar exercícios para a e a tecnologia de Flashback. Apresenta ferramentas para configuração de roteadores e switches Cisco. Desenvolve monitorar o desempenho do banco de dados e o que deve projetos de rede como parte das atividades de laboratório. ser feito para melhorar o desempenho do banco de dados. O curso é composto por quatro módulos que podem ser Aborda diversas tecnologias de banco de dados, como feitos separadamente. o Resource Manager, o Scheduler e o ASM (Automatic Storage Management). Os tópicos são reforçados com os Programa exercícios práticos estruturados e um workshop. Este curso foi projetado com o objetivo de preparar o participante para • Conceitos básicos de redes o exame de OCP (Oracle Certified Professional). - Conceitos básicos de informática; - Terminologias de rede; Programa - Protocolos de rede; - Conceitos básicos de redes locais (LANs); • Recuperação de bancos de dados; - Conceitos básicos de redes de longa distância (WANs); • Procedimentos de recuperação gerenciados pelo - Modelos OSI e TCP/IP; usuário: comando RECOVER; - Cabeamento estruturado; • Recuperação pontual usando o RMAN; - Funcionamento de equipamentos de rede: hubs, • Recuperação de erros do usuário; switches e roteadores; • Tabelas de flashback eliminadas com o EM; - Padrões de Ethernet; • Usar consultas de versões de flashback e consultas de - Endereçamento IP (redes e sub-redes); transação de flashback; - Padrões e normas de rede; • Usar EM em tabelas de flashback. • Conceitos básicos de roteadores e roteamento - Conceitos e configuração do roteador; - Gerenciamento de imagens de IOS; - Configuração de protocolos de roteamento; - Segurança com access-lists (ACLs); - Troubleshooting; (continua na próxima página) 0800 707 1027 | 157
    • tecnologia da informação • Conceitos básicos de switching e roteamento Programa intermediário: - Técnicas avançadas de endereçamento IP; • CCNP 1 – Building Scalable Cisco Internetworks: - Protocolos de roteamento (RIP v2, OSPF, EIGRP); - Projetos de redes escaláveis; - Configuração de switches; - EIGRP; - LANs virtuais (VLANs); - OSPF; - Spanning Tree Protocol (STP); - IS-IS; - VLAN Trunking Protocol (VTP); - Otimização de rotas; • Tecnologias WAN: - BGP; - Utilização de DHCP; - IP multicast; - NAT e PAT; - IPv6; - PPP; - Estudos de caso; - ISDN; • CCNP 2 – Implementing Secure Converged Wide Area - Frame relay; Networks - DDR. - Requisitos para conectividade em redes remotas; - Conectividade teleworker; Formação Cisco CCNP – Cisco Certified Network - IPsec e VPNs; Professional - Implementação de frame mode MPLS; - Cisco device hardening; Proporciona a capacitação em técnicas avançadas de - Características do Cisco IOS Threat Defense; roteamento com EIGRP, OSPF, BGP e a implementação - Estudos de caso; de redes seguras com VPN. Qualifica para trabalhar com • CCNP 3 – Building Cisco Multilayer Switched Networks: switches multicamadas em redes corporativas, além - Requisitos de rede; de otimizar e prover técnicas efetivas de QoS em redes - Definição de VLANs; convergentes operando aplicações de voz, wireless e - Implementação de Spanning Tree; segurança. O curso é composto por quatro frentes CCNP: - Implementação de roteamento entre VLANs; CCNP1 – Building Scalable Cisco Internetworks, CCNP 2 - Implementação de alta disponibilidade em ambiente – Implementing Secure Converged Wide Area Networks, campus; CCNP3 – Building Cisco Multilayer Switched Networks e - Wireless LAN; CCNP 4 – Optimizing Converged Networks. O participante - Configuração de switches campus para suporte à voz; aprenderá técnicas avançadas de roteamento. - Redução de perdas de serviço e roubo de informações em - redes campus; - Estudos de caso; 158 | www.sp.senac.br/corporativo
    • • CCNP 4 – Optimizing Converged Networks Linux - Requisitos para conectividade em redes convergentes; - Implementação de VoIP; Certificação Linux LPI Nível 1 – LPIC1 - Introdução a QoS IP; - Implementar o modelo QoS DiffServ; Ensina a operar o sistema operacional Linux com linhas de - Implementar AutoQoS; comando, executa tarefas de manutenção, como ajuda a - Implementar escalabilidade Wireless; usuários externos, adição de usuários, backup, restauração, - Estudo de caso. shutdown e reboot. Capacita também para a instalação e configuração de workstations (incluindo X Window) e sua Cisco IP Telephony conexão em redes LAN ou no modo stand-alone. Desenvolve competências para instalar, configurar e Programa resolver problemas em soluções Cisco de Telefonia IP, além de conceitos e tecnologias de Voz sobre IP (VoIP), sinalização LPI 101 e controle de chamadas com os protocolos H.323, SIP e • Hardware e Arquitetura; MGCP. Propicia também a arquitetura do CCME – Cisco Call • Instalação do GNU/Linux e administração de pacotes; Manager Express, componentes e suas funcionalidades. • Comandos GNU e Unix; • Dispositivos, sistema de arquivos GNU/Linux e Programa hierarquia padrão de sistema de arquivos (FHS); • O sistema de janelas X (X Window); • Introdução à Voz sobre IP; LPI 102 • Tecnologias e arquiteturas VoIP; • Kernel; • Cálculo e alocação de largura de banda para tráfego de • Boot, Inicialização e Shutdown; dados e voz; • Gerenciamento de impressão; • Segurança em redes VoIP; • Documentação do sistema; • Configuração de interfaces de voz; • Shells, Scripts, Programação e Compilação; • Sinalização de VoIP e controle de chamadas; • Tarefas Administrativas; • Introdução ao H.323; • Fundamentos de Redes; • Configuração do H.323, SIP e MGCP; • Serviços de Redes; • Comparação de modelos de controle de chamadas; • Segurança. • Otimização e manutenção de qualidade de voz – QoS (AutoQoS); • Implementação do Call Admission Control – CAC; • Configuração do Cisco Call Manager Express (CCME); • Configuração de características adicionais do CCME. 0800 707 1027 | 159
    • tecnologia da informação Certificação Linux LPI Nível 2 – LPIC2 Furukawa Proporciona competências em planejamento e Formação Furukawa – FCP implementação de redes heterogêneas (Microsoft e Linux), além de mantê-las seguras e consistentes, garantindo Fornece competências técnicas para oferecer soluções em a interoperabilidade dos sistemas. Também apresenta Instalação de Redes de Cabeamento Estruturado e ensina servidor LAN Samba, Gateway de Internet Firewall, Proxy e técnicas e metodologias para elaboração de projetos Mail, e servidores de Internet – Web e FTP. e administração física de redes, incluindo projetos de infraestrutura interna e externa. É curso indicado para Programa projetistas, estudantes, supervisores e cabistas da área de TI, eletrônica ou elétrica, de nível superior ou técnico, que LPI 201 trabalham com tecnologia de redes. • Kernel Linux; • Inicialização do sistema; Programa • Sistema de arquivos; • Hardware; MF 101 Introdução à tecnologia de redes • Compartilhamento de arquivos e serviços; • Histórico das redes de dados; • Manutenção do sistema; • Tendência das redes Ethernet de alta velocidade; • Personalização e automação do sistema; • Conceitos básicos de redes; • Resolução de problemas – troubleshooting; • Técnicas de comunicação; LPI 202 • Eficiência, segurança e confiabilidade dos dados em • Configuração de rede; redes; • Mail & news; • Tecnologia de redes (WAN, MAN, LAN, ISDN, FDDI, • DNS – Domain Name Server; ATM); • Web services; • Topologias de redes locais e segmentação; • Administração de clientes de rede; • O modelo OSI; • Segurança do sistema; • Controle de acesso à Mídia (MAC) e o CSMA/CD; • Resolução de problemas de rede – Network • Os padrões 10baseT, 100baseT e Gigabit Ethernet; Troubleshooting; • Meios físicos de comunicação; • Comunicação de dados sem fio (wireless); • Normas técnicas de cabeamento. MF 102 Acessórios e Equipamentos para Redes • Componentes de uma rede; 160 | www.sp.senac.br/corporativo
    • • Equipamentos para redes (placas, repetidores, HUB’s, • Diretrizes básicas para a elaboração de projetos de switches, roteadores, bridges e aplicações); cabeamento estruturado totalmente integrados (voz e • Equipamentos para redes ópticas; dados); • Equipamentos para redes Wireless; • Desenvolvimento de um sistema de administração • Acessórios para redes (transceivers, conversores, print para projetos de cabeamento estruturado integrados servers, no-breaks) e aplicações; (Software de Gerenciamento da Infraestrutura • Estudos de casos de configurações típicas de redes. de Redes Cableware); MF 103 Cabeamento Estruturado Metálico • Adaptação de tecnologias atuais em um sistema de • Sistemas de comunicação digital; cabeamento estruturado; • Problemas relativos ao cabeamento; • Projeto de sistemas de cabeamento estruturado e • Os canais constituídos por cabos metálicos; desenvolvimento de documentação completa do projeto; • Os cabos de pares trançados sem blindagem; • Desenvolvimento do plano de projeto (Project Plan) com • O sistema de cabeamento estruturado metálico; recursos associados; • Técnicas de instalação e medição (aula prática). • Estimativa de custos de um projeto de cabeamento MF 104 Cabeamento Estruturado Óptico estruturado integrado. • Conceitos ópticos básicos; MF 106 Projeto de Infraestrutura Interna e Externa • Fontes de luz; para Redes • Modulação e multiplexação (FDM, TDM, WDM); • Desenvolvimento de um completo entendimento • Fibras e cabos ópticos; sobre os padrões atuais de instalação e caminhos do • Métodos e processos de fabricação de fibras; cabeamento em edifícios (Normas Telebras); • Tipos de cabos ópticos (aéreo e subterrâneo); • Tipos de sistemas de suporte ao cabeamento para • Emendas, conectores e acessórios ópticos; instalações internas e externas; • Medições ópticas; • Tipos de cabos e as exigências para a sua instalação em • Técnicas de Instalação e Medição (aula prática) edifícios; MF 105 Projeto de Sistemas de Cabeamento • Regulamentações aplicadas a sistemas de cabeamento Estruturado estruturado em galerias (cabeamento subterrâneo) e • Normas EIA/TIA, ISO e padrões brasileiros em aéreos (Normas Telebras); desenvolvimento na ABNT; • Projeto de uma sala de telecomunicações (estudo de • Práticas de instalação e teste de cabeamento categorias caso prático); 5 e 5E (prático); • Sistema de piso elevado; • Desenvolvimento de relatórios completos para a • Sistema de cabeamento de teto/forro; documentação dos testes de instalação de cabeamento • Exigências para as áreas e estações de trabalho em categorias 5 e 5E; edifícios comerciais. 0800 707 1027 | 161
    • tecnologia da informação E mais ITIL Foundations V3 – preparatório para certificação Governança Tecnológica no Enfoque do COBIT Prepara para a certificação de Fundamentos do ITIL v3, Apresenta e desenvolve competências no COBIT, estrutura pública que descreve as melhores práticas em metodologia de gestão de processos baseada no uso de gerenciamento de TI já estabelecidas e utilizadas por tecnologia da informação que mede o nível de automação inúmeras empresas no mundo, com foco na melhoria de uma empresa e permite a evolução de seus processos. É contínua e em medições da qualidade da entrega de curso de extensão universitária indicado para profissionais serviços, observando as perspectivas do negócio e do das áreas de TI, segurança da informação, auditoria de cliente. sistemas e compliance officers. Programa Programa • Gerenciamento de serviço e o ciclo de vida do serviço; • Cenário atual das organizações em relação a TI; • Conceitos genéricos e definições; • Governança de TI; • Estratégia de serviço; • Introdução ao COBIT; • Desenho de serviço; • Objetivos do COBIT; • Transição de serviço; • Conceitos importantes; • Operação de serviço; • Modelo de implantação; • Melhoria de serviço continuada; • COBIT na auditoria; • Papéis; • Benefícios; • Tecnologia e arquitetura; • Relacionamento entre metodologias; • Certificação ITIL. • Cases de gestão de TI. 162 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Direito Digital: gestão do risco eletrônico Introdução à Linguagem Java Coloca o participante em contato com conhecimento atual, Apresenta conceitos básicos e capacita para programar possibilitando um diferencial competitivo para quem atua na linguagem Java, além de introduzir de forma prática os em TI, marketing, área jurídica ou gestão de empresas, fundamentos de Orientação a Objetos. bem como profissionais que atuam na criação de sites, lojas virtuais ou desenvolvimento de software. É curso na Programa modalidade extensão universitária. • Tecnologia: JDK e Java Virtual Machine; Programa • Ferramenta de desenvolvimento: Eclipse; • Linguagem: sintaxe, tipos, expressões e comandos; Os 10 módulos que compõem o curso serão apresentados • Generics; da seguinte forma: • Orientação a objeto: classes e objetos, herança, • Módulo 1 – A Sociedade Digital; polimorfismo e encapsulamento; • Módulo 2 – Identidade Digital (Autoria); • Tratamento de exceções e erros; • Módulo 3 – Privacidade; • Entrada e saída: arquivos e URLs; • Módulo 4 – Gestão de Risco Eletrônico; • Threads; • Módulo 5 – Propriedade intelectual e Internet; • Networking. • Módulo 6 – Consumidor on-line; • Módulo 7 – Contratos Eletrônicos; • Módulo 8 – Segurança da Informação; • Módulo 9 – Crimes eletrônicos; • Módulo 10 – Boas Práticas de Direito Digital. 0800 707 1027 | 163
    • tecnologia da informação Wireless – implantação de redes WLAN Propicia o aprendizado de instalação, configuração e suporte às redes sem fio, acessando e configurando equipamentos de sinalização como access points, roteadores e placas de redes, a fim de otimizar a comunicação entre os dispositivos de redes cabeada e sem fio. Programa • Identificação e acessos a equipamentos de redes sem fio e suas interfaces; • Endereçamento lógico de dispositivos de rede; • Configuração de recursos de segurança; • Configuração de rede ponto a ponto (ad hoc); • Identificação e soluções de problemas de comunicação, bem como otimização de desempenho. 164 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 165
    • Turismo e hotelaria A qualidade do serviço é fundamental, mas não é tudo. Planejamento, sustentabilidade, gestão e operação são cada vez menos um diferencial, afirmando-se como requisitos básicos para empreendimentos de turismo e hotelaria. 166 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Alguns títulos em Turismo e Hotelaria: • Concierge: o diferencial no atendimento ao cliente • Estratégias de marketing na hotelaria • Excelência no atendimento hoteleiro • Facilities management: gestão e otimização de serviços hoteleiros • Planejamento, elaboração e distribuição Interna de pacotes turísticos • Projetos turísticos na gestão pública • Recepção de hotéis: operação e procedimentos • Técnicas de captação de reservas em hotéis • Técnicas operacionais e comerciais para agência de turismo 0800 707 1027 | 167
    • turismo e hotelaria Concierge: o diferencial no atendimento ao Estratégias de marketing na hotelaria cliente Desenvolve competências para a elaboração de plano de Propicia a esse profissional a percepção da importância marketing de um empreendimento hoteleiro, visando torná- de solucionar problemas e cativar o cliente. Fornece lo mais competitivo e obter a fidelização dos clientes. técnicas e ferramentas para a construção de uma rede de relacionamentos e para que ele se torne um elo entre o Programa mundo e os hóspedes. • Marketing de serviços; Programa • Mercado turístico – posicionamento, segmentação e ferramentas de análise (SWOT, BCG); • A importância do serviço de concierge na fidelização do • Elaboração do plano de marketing e participação na cliente; elaboração do orçamento anual – receitas e despesas; • Receptividade e hospitalidade: a importância de • Serviços de apoio a vendas; considerar a diversidade cultural; • Estratégias de comunicação – publicidade, relações • Rede de contatos e outras ferramentas de trabalho: públicas, promoção; como criar, manter e aumentar constantemente; • Relacionamento com prestadores de serviços – • A rotina de trabalho do concierge na estrutura de agências de publicidade, de promoção, assessoria de serviço da hotelaria; imprensa, bureau de criação, montadoras de estandes, • Ética e segurança no trabalho do concierge. organizadoras de eventos; • Conflito e cooperação com demais departamentos. 168 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Excelência no atendimento hoteleiro Facilities management: gestão e otimização de serviços hoteleiros Aprimora a capacidade de conquistar o cliente, encantá-lo, torná-lo especial, enfatizando o comportamento ético e a Desenvolve competências para diagnosticar os índices de personalização no atendimento. Torna o participante um coerência entre a experiência idealizada (intenção/hotel) e a profissional completo, preocupado com o crescimento da experiência realizada (percepção/hóspede), com o objetivo empresa na qual trabalha ao mesmo tempo em que busca de posicionar o modelo gestor sobre bens e serviços que superar as expectativas dos clientes. atendam às necessidades dos clientes. Programa Programa • A ideia da hospitalidade colocada em prática no • Administração tradicional X administração de atendimento ao cliente hoteleiro; facilidades; • Reconhecimento e aplicação de procedimentos de • Tipologia dos produtos: avaliação do projeto, áreas de acolhimento aos hóspedes/clientes, do check in até suporte e seus layouts; o check out: Identificando suas necessidades a fim de • Estimativa de rateio condominial; garantir o seu retorno e sua fidelização; • Identificação e montagem das áreas de facilidades em • Aplicação de técnicas de atendimento pessoal, diferentes segmentos; telefônico e via Internet; • Documentação e legislação para a administração de • Estratégias de gerenciamento de reclamações. facilidades (fornecedores, colaboradores, prestadores de serviços); • Coordenação e supervisão de prestadores de serviços; • Ferramenta de avaliação de desempenho: Acordo de Nível de Serviço – ANS/Service Level Agreement – SLA; • Gestão de facilidades voltadas para a propriedade: ferramentas de controle das utilidades; programas de manutenção e conservação predial; coleta e destinação de resíduos/sustentabilidade; integração de sistemas e previsão/prestação de contas; • Gestão de facilidades voltadas para os clientes/ usuários: segurança, serviços de acolhimento, de eventos, de limpeza, de jardinagem e de manobristas. 0800 707 1027 | 169
    • turismo e hotelaria Planejamento, elaboração e distribuição interna Projetos turísticos na gestão pública de pacotes turísticos Capacita a conceber, gerenciar e monitorar projetos Capacita para a atuação em áreas de planejamento, turísticos em todas as fases, acompanhando, verificando e elaboração e distribuição de produtos turísticos, controlando a execução. apresentando conteúdos e técnicas de negociação, análises de viabilidade, comunicação e seus vários canais. Programa Programa • Projetos turísticos: planejamento, implantação e monitoramento; • Princípios de marketing, aplicados ao turismo: • Fontes de recursos no segmento turismo: investimentos - pesquisa mercadológica, nichos de mercado e públicos e/ou privados; tendências; • Turismo sustentável: desenvolvimento local e regional; - estratégia de atuação no mercado; • Empreendedorismo: projetos e atitude empreendedora. - canais de distribuição internos. • Processos de criação de um produto turístico: planejamento, elaboração e distribuição; • Técnicas de negociação; • Ciclo funcional de operadoras e de agências de turismo; • O que é um produto turístico no contexto de agências e operadoras; • Princípios de estudo de viabilidade; • A importância do relacionamento interpessoal no processo de planejamento, elaboração e distribuição interna de pacotes turísticos. 170 | www.sp.senac.br/corporativo
    • Recepção de hotéis: operação e procedimentos Técnicas de captação de reservas em hotéis Proporciona competências necessárias para receber Desenvolve a habilidade de persuasão do atendente e sua e atender hóspedes por meio de diversos canais de capacidade de qualificar, identificar e abordar o cliente em comunicação, observando o comportamento adequado, a seu primeiro contato com o meio de hospedagem. Dessa atenção aos princípios éticos e observância de questões forma, contribui para a fidelização e o up selling na venda. legais. Programa Programa • A importância do bom atendimento na fidelização do • Organizar a recepção visando racionalizar os fluxos de cliente; trabalho para atender os clientes com agilidade, • O impacto do up selling no resultado financeiro do hotel; presteza e prontidão; • A influência da correta qualificação dos clientes no • Executar tarefas rotineiras e não rotineiras, atendimento e na venda; individualmente e em equipe, buscando o atendimento • O impacto da produção individual nas metas da às solicitações e reclamações dos clientes; organização; • Interagir com os demais funcionários conhecendo • Sistemas de reservas: otimização dos fluxos de trabalho o trabalho dos vários departamentos, garantindo o em hotéis. atendimento ao cliente; • Informar-se dos hábitos e preferências pessoais dos hóspedes/clientes e estabelecer uma comunicação assertiva com os colaboradores das demais áreas da empresa, visando a certeza do entendimento e atendimento das solicitações dos clientes; • Conhecer e operar os aparelhos de comunicação (telefone, rádio, fax, computador, etc.), para prestar um atendimento eficiente e eficaz ao cliente; • Utilizar todos os relatórios e meios de controle para garantir o atendimento e a segurança do cliente; • Supervisionar e orientar o serviço da mensageria garantindo a prestação ágil e eficiente desse serviço. 0800 707 1027 | 171
    • turismo e hotelaria Técnicas operacionais e comerciais para agência de turismo Desenvolve o itinerário completo que vai do processo de atendimento, venda até a entrega de um produto ou serviço de turismo. Além da postura consultiva, o curso aborda a identificação de produtos e serviços turísticos e principais fornecedores e parceiros com os quais a agência opera; identificação de perfil de cliente; reservas e vendas de produtos turísticos e monitoramento do nível de satisfação do cliente. Programa • Agência de turismo: processos e rotinas operacionais e comerciais; • Atendimento: postura consultiva; foco do cliente e processos de venda; • Operação: rotinas operacionais e entrega dos produtos e serviços; • Pós-venda: avaliação da satisfação, qualidade e fidelização do cliente. 172 | www.sp.senac.br/corporativo
    • 0800 707 1027 | 173