• Like
22ª Convecon - Ensino da Contabilidade face às Normas Brasileiras de Contabilidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

22ª Convecon - Ensino da Contabilidade face às Normas Brasileiras de Contabilidade

  • 1,408 views
Published

Palestra Ensino da Contabilidade face às Normas Brasileiras de Contabilidade …

Palestra Ensino da Contabilidade face às Normas Brasileiras de Contabilidade


Entre os dias 17 e 19/8/2011 a cidade de Santos recebeu a 22ª Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo (Convecon), evento que reuniu empresas, profissionais e estudantes do segmento e promoveu diversas palestras com temas referentes a todas as áreas da contabilidade.

O Senac marcou presença durante os três dias da Convecon e ofereceu seis palestras diferentes dentro de seu estande, além de organizar um concurso cultural que premiou com um iPad, a melhor frase que contenha as palavras “Senac” e “contabilidade”.

Para mais informações, acesse http://j.mp/nFhqZL

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
1,408
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
35
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. “O ENSINO DA CONTABILIDADE FACE AS NORMAS BRASILEIRAS”
  • 2. O ENSINO DA CONTABILIDADE Exame de Currículo Diretrizes ENADE Suficiência UNESCO -Curriculares IFAC Formação de profissionais preocupados com a Educação Profissional Continuada 73
  • 3. A formação geralDevemos nos preocupar com a capacidade dos alunos derelatar, analisar, sintetizar, comunicar-se com clareza ecoerência: 1. sociodiversidade, 2. multiculturalismo e inclusão de minorias, 3. biodiversidade, ecologia, novos mapas sócio e geopolíticos; 4. globalização, arte e filosofia; 5. política, educação, habitação saúde e segurança, redes sociais e responsabilidade. 6. Setor público e privado, relações interpessoais, vida urbana e rural, cidadania, avanços tecnológicos e relações de trabalho 74
  • 4. Formação geralA formação de um profissional ético, competente e comprometidocom a sociedade em que vive.Devemos formar os estudante para: 1. analisar, sintetizar, criticar, deduzir, construir hipóteses, 2. estabelecer relações, 3. fazer comparações, 4. detectar contradições, 5. decidir, organizar, trabalhar em equipe e administrar conflitos. 75
  • 5. Formação Específica1. Nível de compreensão em relação as questões sociais, econômicas e financeiras;2. Grau de domínio de elaboração das demonstrações financeiras e de analise e interpretação de suas informações, e consecutiva utilização no processo decisório;3. Os conhecimentos das funções de prestação de contas, auditorias, perícias e arbitragem;4. O conhecimento de análise qualitativa de dados e informações;5. A capacidade de reconhecer, de avaliar e de utilizar tecnologias de informação 76
  • 6. Formação específica tomará como referência o seguinte perfil1. Domínio da Ciência Contábil;2. Capacidade de abstração;3. Habilidade numérica4. Visão sistêmica5. Habilidade de comunicação oral e escrita6. Capacidade de assumir responsabilidades7. Conduta ética8. Capacidade de conviver em ambientes de conflitos 77
  • 7. Formação específica tomará como referência o seguinte perfil1. O uso adequado da terminologia e linguagem contábil2. Visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil3. Elaboração de relatórios e pareceres4. Aplicação das legislações específicas inerentes a profissão contábil5. Desenvolver motivação, articulação, liderança e controles técnicos para gerar e divulgar as informações contábeis6. Responsabilidade no domínio da função contábil7. Desenvolver, analisar e implantar sistema de informação contábil e de controle gerencial8. Ética e proficiência na execução das atividades profissionais 78
  • 8. O bom profissional de Contabilidade deve:1. Domínio da Ciência Contábil;2. Capacidade de abstração;3. Habilidade numérica4. Visão sistêmica5. Habilidade de comunicação oral e escrita6. Capacidade de assumir responsabilidades7. Conduta ética8. Capacidade de conviver em ambientes de conflitos 79
  • 9. Conteúdos1. Teoria contábil2. Ética geral e profissional3. Escrituração contábil e elaboração de demonstrações contábeis e financeiras4. Análise e interpretação das demonstrações financeiras5. Contabilidade e analise de custos6. Controladoria7. Orçamento e administração financeira8. Contabilidade e orçamento governamental9. Noções de auditoria interna e externa10. Noções de perícia e arbitragem11. Noções de legislação societária, trabalhista e tributária12. Noções de estatística e inferência – especialmente probabilidade13. Noções de sistemas e tecnologias de informações 80
  • 10. Ensino da Contabilidade através das normas•As Normas Brasileiras de Contabilidade classificam-se em Profissionais eTécnicas.•As Normas Profissionais estabelecem regras de exercício profissional eclassificam-se em: •NBC PG – Geral •NBC PA - do Auditor Independente •NBC PI - do Auditor Interno •NBC PP - do Perito 81
  • 11. Ensino da Contabilidade através das normas•As Normas Técnicas estabelecem conceitos doutrinários, regras eprocedimentos aplicados de Contabilidade e classificam-se em:•NBC TG – Geral •Normas completas •Normas simplificadas para PMEs •Normas específicas 82
  • 12. Ensino da Contabilidade através das normas: a EssênciaEmenta Resolução CFC nºPrincípios de Contabilidade 750/93 (alt. 1.282/10)Apêndice II - Princípios de Contabilidade 1.111/07 83
  • 13. Ensino da Contabilidade através das normas: Legislação Profissional•Decreto Lei nº 9295/46 consolidada com a Lei 12.249/10•Resolução CFC 560/82•Código de Ética – atualmente em discussão – inserir o Código Ética do IFAC•Contextualizar os alunos sobre as As Normas Brasileiras de Contabilidadeclassificam-se em Profissionais e Técnicas.•As Normas Profissionais estabelecem regras de exercício profissional eclassificam-se em: •NBC PG – Geral •NBC PA - do Auditor Independente •NBC PI - do Auditor Interno •NBC PP - do Perito 84
  • 14. Contabilidade BásicaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade BásicaNBC T 1 - Estrutura Conceitual para a Elaboração e 1.121/08Apresentação das Demonstrações ContábeisNBC T 19.27 - Apresentação das Demonstrações Contábeis 1.185/09 (alt. 1.273/10)NBC T 19.35 - Demonstrações Separadas 1.239/09NBC T 19.36 - Demonstrações Consolidadas 1.240/09 (alt. 1.273/10)IT 09 - Demonstrações Contábeis Individuais, DemonstraçõesSeparadas, Demonstrações Consolidadas e Aplicação do1.262/09Método de Equivalência Patrimonial
  • 15. Contabilidade SocietáriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade SocietáriaNBC T 3.7 - Demonstração do Valor Adicionado 1.138/08 (alt. 1.162/09)NBC T 3.8 - Demonstração dos Fluxos de Caixa 1.296/10NBC T 7 - Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e1.295/10Conversão de Demonstrações ContábeisNBC T 10.2 - Operações de Arrendamento Mercantil 1.304/10NBC T 10.23 - Entidades de Incorporação Imobiliária 1.154/09 (alt. 1.273/10)NBC T 17 - Divulgação sobre Partes Relacionadas 1.297/10NBC T 19.1 - Ativo Imobilizado 1.177/09NBC T 19.2 - Tributos sobre o Lucro 1.189/09NBC T 19.4 - Subvenção e Assistência Governamentais 1.305/10NBC T 19.7 - Provisões, Passivos Contingentes e Ativos 1.180/09ContingentesNBC T 19.8 - Ativo Intangível 1.303/10NBC T 19.10 - Redução ao Valor Recuperável de Ativos 1.292/10
  • 16. Contabilidade SocietáriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade SocietáriaNBC T 19.11 - Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro 1.179/09NBC T 19.12 - Evento Subseqüente 1.184/09NBC T 19.14 - Custos de Transação e Prêmios na Emissão de Títulos e Valores 1.313/10MobiliáriosNBC T 19.15 - Pagamento Baseado em Ações 1.314/10NBC T 19.16 - Contratos de Seguro 1.150/09NBC T 19.17 - Ajuste a Valor Presente 1.151/09NBC T 19.20 - Estoques 1.170/09 (alt. 1.273/10)NBC T 19.21 - Contratos de Construção 1.171/09NBC T 19.22 - Custos de Empréstimos 1.172/09NBC T 19.23 - Combinação de Negócios 1.175/09NBC T 19.25 - Informações por Segmento 1.176/09NBC T 19.26 - Propriedade para Investimento 1.178/09NBC T 19.28 - Ativo Não Circulante Mantido para Venda e Operação 1.188/09DescontinuadaNBC T 19.29 - Ativo Biológico e Produto Agrícola 1.186/09NBC T 19.30 - Receitas 1.187/09
  • 17. Contabilidade SocietáriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade SocietáriaNBC T 19.31 - Benefícios a Empregados 1.193/09NBC T 19.32 - Instrumentos Financeiros: Reconhecimento e Mensuração 1.196/09NBC T 19.33 - Instrumentos Financeiros: Apresentação 1.197/09 (alt. 1.324/11)NBC T 19.34 - Instrumentos Financeiros: Evidenciação 1.198/09NBC T 19.37 - Investimento em Coligada e em Controlada 1.241/09NBC T 19.38 - Investimento em Empreendimento Controlado em Conjunto (Joint Venture) 1.242/09NBC T 19.42 - Resultado por Ação 1.287/10IT 01 - Contabilização da Proposta de Pagamento de Dividendos 1.195/09IT 02 - Instrumentos Financeiros: Reconhecimento, Mensuração e Evidenciação 1.199/09IT 03 - Aspectos Complementares das Operações de Arrendamento Mercantil 1.256/09IT 06 - Hedge de Investimento Líquido em Operação no Exterior 1.259/09IT 07 - Distribuição de Lucros in Natura 1.260/09IT 08 - Contratos de Concessão 1.261/09IT 10 - Interpretação sobre a Aplicação Inicial ao Ativo Imobilizado e à Propriedade para Investimento 1.263/09IT 11 - Recebimento em Transferência de Ativos dos Clientes 1.264/09IT 12 - Mudanças em Passivos por Desativação, Restauração e Outros Passivos Similares 1.265/09IT 13 - Contrato de Construção do Setor Imobiliário 1.266/09IT 14 - Direitos a Participações Decorrentes de Fundos de Desativação, Restauração e Reabilitação 1.288/10Ambiental.IT 15 - Passivos Decorrentes de Participação em Mercados Específicos - Resíduos de Equipamentos 1.289/10Eletroeletrônicos.IT 16 - Extinção de Passivos Financeiros com Instrumentos Patrimoniais 1.316/10
  • 18. Contabilidade em atividades específicasEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade aplicada a atividades especificasNBC TE 11 - Entidade Fechada de Previdência Complementar 1.272/10NBC T 10.4 - Fundações 837/99NBC T 10.8 - Entidades Cooperativas 920/01NBC T 10.8 - IT - 01 - Entidades Cooperativas 1.013/05NBC T 10.13 - Entidades Desportivas Profissionais 1.005/04NBC T 10.18 - Entidades Sindicais e Associações de Classe 838/99 (alt. 852/99) 877/00 (alts. 926/01 eNBC T 10.19 - Entidades sem Finalidade de Lucros 966/03)NBC T 10.21 - Entidades Cooperativas Operadoras de Planos de 944/02Assistência à SaúdeNBC T 10.21 - IT 1 - Regulamentação do item 10.21.1.4 958/03NBC T 10.21 - IT 2 - Regulamentação do item 10.21.4 - Demonstração de 959/03Sobras e PerdasNBC T 15 - Informações de Natureza Social e Ambiental 1.003/04
  • 19. Contabilidade PúblicaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASContabilidade PúblicaNBC TSP - DO SETOR PÚBLICONBC T 16.1 - Conceituação, Objeto e Campo de Aplicação 1.128/08 (alt. 1.268/09)NBC T 16.2 - Patrimônio e Sistemas Contábeis 1.129/08 (alt. 1.268/09)NBC T 16.3 - Planejamento e seus Instrumentos sob o Enfoque Contábil 1.130/08NBC T 16.4 - Transações no Setor Público 1.131/08NBC T 16.5 - Registro Contábil 1.132/08NBC T 16.6 - Demonstrações Contábeis 1.133/08 (alt. 1.268/09)NBC T 16.7 - Consolidação das Demonstrações Contábeis 1.134/08NBC T 16.8 - Controle Interno 1.135/08NBC T 16.9 - Depreciação, Amortização e Exaustão 1.136/08NBC T 16.10 - Avaliação e Mensuração de Ativos e Passivos em 1.137/08Entidades do Setor Público
  • 20. AuditoriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASAuditoriaNBC TA - DE AUDITORIA INDEPENDENTE DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICANBC TA 01 - Estrutura Conceitual para Trabalhos de Asseguração 1.202/09NBC TA 200 - Objetivos Gerais do Auditor Independente e a Condução 1.203/09da Auditoria em Conformidade com Normas de AuditoriaNBC TA 210 - Concordância com os Termos do Trabalho de Auditoria 1.204/09NBC TA 220 - Controle de Qualidade da Auditoria de Demonstrações1.205/09ContábeisNBC TA 230 - Documentação de Auditoria 1.206/09NBC TA 240 - Responsabilidade do Auditor em Relação a Fraude, no1.207/09Contexto da Auditoria de Demonstrações ContábeisNBC TA 250 - Consideração de Leis e Regulamentos na Auditoria de1.208/09Demonstrações ContábeisNBC TA 260 - Comunicação com os Responsáveis pela Governança 1.209/09NBC TA 265 - Comunicação de Deficiências de Controle Interno 1.210/09
  • 21. AuditoriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASAuditoriaNBC TA - DE AUDITORIA INDEPENDENTE DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICANBC TA 300 - Planejamento da Auditoria de Demonstrações Contábeis 1.211/09NBC TA 315 - Identificação e Avaliação dos Riscos de Distorção Relevante por meio do1.212/09Entendimento da Entidade e do seu AmbienteNBC TA 320 - Materialidade no Planejamento e na Execução da Auditoria 1.213/09NBC TA 330 - Resposta do Auditor aos Riscos Avaliados 1.214/09NBC TA 402 - Considerações de Auditoria para a Entidade que Utiliza Organização Prestadora de1.215/09ServiçosNBC TA 450 - Avaliação das Distorções Identificadas durante a Auditoria 1.216/09NBC TA 500 - Evidência de Auditoria 1.217/09NBC TA 501 - Evidência de Auditoria - Considerações Específicas para Itens Selecionados 1.218/09NBC TA 505 - Confirmações Externas 1.219/09NBC TA 510 - Trabalhos Iniciais - Saldos Iniciais 1.220/09NBC TA 520 - Procedimentos Analíticos 1.221/09NBC TA 530 - Amostragem em Auditoria 1.222/09NBC TA 540 - Auditoria de Estimativas Contábeis, Inclusive do Valor Justo, e Divulgações1.223/09RelacionadasNBC TA 550 - Partes Relacionadas 1.224/09NBC TA 560 - Eventos Subseqüentes 1.225/09NBC TA 570 - Continuidade Operacional 1.226/09NBC TA 580 - Representações Formais 1.227/09
  • 22. AuditoriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASAuditoriaNBC TA - DE AUDITORIA INDEPENDENTE DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICANBC TA 600 - Considerações Especiais - Auditorias de Demonstrações Contábeis de Grupos,1.228/09Incluindo o Trabalho dos Auditores dos ComponentesNBC TA 610 - Utilização do Trabalho de Auditoria Interna 1.229/09NBC TA 620 - Utilização do Trabalho de Especialistas 1.230/09NBC TA 700 - Formação da Opinião e Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as1.231/09Demonstrações ContábeisNBC TA 705 - Modificações na Opinião do Auditor Independente 1.232/09NBC TA 706 - Parágrafos de Ênfase e Parágrafos de Outros Assuntos no Relatório do Auditor1.233/09IndependenteNBC TA 710 - Informações Comparativas - Valores Correspondentes e Demonstrações Contábeis1.234/09ComparativasNBC TA 720 - Responsabilidade do Auditor em Relação a Outras Informações Incluídas em1.235/09Documentos que Contenham Demonstrações Contábeis AuditadasNBC TA 800 - Considerações Especiais - Auditorias de Demonstrações Contábeis Elaboradas de1.236/09Acordo com Estruturas Conceituais de Contabilidade para Propósitos EspeciaisNBC TA 805 - Considerações Especiais - Auditoria de Quadros Isolado das Demonstrações1.237/09Contábeis e de Elementos, Contas ou Itens Específicos das Demonstrações ContábeisNBC TA 810 - Trabalhos para a Emissão de Relatório sobre Demonstrações Contábeis1.238/09Condensadas
  • 23. AuditoriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASAuditoriaNBC TA - DE AUDITORIA INDEPENDENTE DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICACTA 05 - Emissão do Relatório do Auditor Independente Sobre Demonstrações1.331/11Contábeis de Fundos de Investimentos.CTA 06 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações1.332/11Contábeis de Companhias Abertas, conforme facultado pela Deliberação CVM nº656/11CTA 07 - Emissão do Relatório do Auditor Independente dobre demonstrações1.333/11Contábeis Individuais e Consolidadas de Entidades Supervisionadas pela ANSCTA 08 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre demonstrações1.334/11Contábeis das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC)CTA 09 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre demonstrações1.335/11Contábeis de Entidades de Incorporação ImobiliáriaCTA 10 - Emissão do Relatório (Parecer) do Auditor Independente sobre1.336/11Demonstrações Contábeis de Pequenas e Médias EmpresasCTA 11 - Emissão de Relatórios de Revisão das Informações Trimestrais do ano de1.338/112010
  • 24. AuditoriaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASAuditoriaNBC TA - DE AUDITORIA INDEPENDENTE DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICANBC TR - DE REVISÃO DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL HISTÓRICANBC TR 2400 - Trabalhos de Revisão de Demonstrações Contábeis 1.275/10NBC TR 2410 - Revisão de Informações Intermediárias Executada pelo Auditor da Entidade 1.274/10NBC TO - DE ASSEGURAÇÃO DE INFORMAÇÃO HISTÓRICANBC TO 3000 - Trabalho de Asseguração Diferente de Auditoria e Revisão 1.160/09 (alt. 1.163/09)NBC TSC - DE SERVIÇO CORRELATONBC TSC 4400 - Trabalhos de Execução de Procedimentos Acordados Referentes a Informação 1.277/10ContábilNBC TI - DE AUDITORIA INTERNANBC T 12 - Da Auditoria Interna 986/03CT 07 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações Contábeis 1.320/11Individuais e Consolidadas.CT 08 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações ContábeisIndividuais e Consolidadas de Instituições Financeiras e Demais Instituições Autorizadas a1.321/11Funcionar pelo Banco Central do Brasil (BCB).CT 09 - Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre Demonstrações ContábeisIndividuais e Consolidadas de Entidades Supervisionadas pela Superintendência de Seguros1.322/11Privados (SUSEP).
  • 25. PeríciaEmenta Resolução CFC nºNORMAS PROFISSIONAISNBC PG - GERALNORMAS TÉCNICASNBC TP - DE PERÍCIANBC TP 01 - Perícia Contábil 1.243/09
  • 26. Para ter acesso ao texto completo das normas www.cfc.org.br clique Normas Brasileiras de Contabilidade.
  • 27. Os Grandes Desafios de um Curso de ExcelênciaComo integrar o aluno ao mundo empresarial e à pesquisa científicaComo capacitar o aluno para que ele compreenda a dinâmica do mundocontemporâneoComo incorporar ao conhecimento dos docentes todas as mudanças que omundo contábil promoveComo integrar o professor ao mundo empresarial e acadêmicoComo captar as tendências do mundo da educação, com relação a novoscursos e conteúdos mais dinâmicos (em suma, o que o sistema estádemandando)Como compreender as novas demandas dos adolescentes, oferecendocursos modernos e com aplicação intensiva de estudos de caso
  • 28. “As escolas estão se tornando cada vez mais empresas eas empresas cada vez mais escolas.”
  • 29. “Aprender a aprender;SENAC - SP Aprender a ser Aprender a fazer” Graduação • Bacharelado em Ciências Contábeis entre os 32 cursos de Bacharelado e Tecnólogo Pós Graduação • 60 títulos de Especialização Lato Sensu - Controladoria e Finanças - credenciado no CRC-SP – desconto para contabilista In Company • Cursos de curta, média ou longa duração desenvolvido especificamente para atender necessidades específicas da empresa Cursos e Treinamentos • Ensino técnico e livre – Programa Senac de Gratuidade