Your SlideShare is downloading. ×
Seffa 2010 elsa_caramujo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Seffa 2010 elsa_caramujo

855
views

Published on

Quadro Europeu de Qualificações (QEQ), Quadro Nacional de Qualificações e Conselhos Sectoriais (Dra. Elsa Caramujo, ANQ).

Quadro Europeu de Qualificações (QEQ), Quadro Nacional de Qualificações e Conselhos Sectoriais (Dra. Elsa Caramujo, ANQ).

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
855
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Quadro Europeu de Qualificações, Quadro Nacional de Qualificações e Conselhos Sectoriais paras as Qualificações Elsa Caramujo Agência Nacional para a Qualificação, I.P. 27 de Maio 2010
  • 2. Os temas… O contexto europeu •A reforma dos Sistemas Nacionais de Qualificação •O Quadro Europeu de Qualificações O Sistema Nacional de Qualificações •O Quadro Nacional de Qualificações •A articulação entre a oferta de qualificações e a procura de competências •Conselhos Sectoriais para as Qualificações •A Iniciativa europeia New Skills for New Jobs
  • 3. Um espaço europeu de educação e formação Os princípios: Mobilidade académica e profissional Acessibilidade Comparabilidade Reconhecimento Dois instrumentos integradores: Quadro de Qualificações do Espaço Europeu do Ensino Superior Quadro Europeu de Qualificações
  • 4. O Contexto Europeu A reforma dos Sistemas Nacionais de Qualificações Novo paradigma – centralidade dos Resultados de Aprendizagem Quadro Europeu de Qualificações e o Sistema ECVET - facilitadores Criação de Quadros Nacionais de Qualificações baseados em resultados de aprendizagem Envolvimento de actores chave na definição dos resultados de aprendizagem Redução do gap entre as necessidades do mercado de trabalho e a oferta de qualificações pelo sistema de educação e formação
  • 5. O Contexto Europeu O Quadro Europeu de Qualificações Quadro europeu de referência comum Correspondência entre sistemas nacionais de qualificações Dispositivo de tradução/comparação dos níveis de qualificação de diferentes países Enquadra todas as vias de aprendizagem: formais, informais e não formais Transparência, legibilidade, comparabilidade e confiança mútua • Estrutura-se em 8 níveis de qualificação • Cada um definido por um conjunto de indicadores que especificam os resultados de aprendizagem: Knowledge, Skills, Competence – ponto de referência comum
  • 6. O Contexto Europeu O Quadro Europeu de Qualificações Referenciação dos níveis de qualificação nacionais aos níveis do QEQ, até 2010 A partir de 2012, todos os novos certificados de qualificações e, diplomas e documentos Europass, emitidos pelas entidades competentes, com referência clara ao nível adequado do QEQ Adopção de uma abordagem baseada em resultados de aprendizagem para definir e descrever qualificações Criação de Pontos de Coordenação Nacional para apoiar e orientar a referenciação dos sistemas nacionais de qualificações e o QEQ (Agência Nacional para a Qualificação, I.P.)
  • 7. O Sistema Nacional de Qualificações O Quadro Nacional de Qualificações Instrumento do SNQ de promoção da transparência e comparabilidade das qualificações Integra as qualificações obtidas no âmbito dos diferentes subsistemas de educação e formação, num quadro único (8 níveis) Promove a definição de qualificações, para cada nível de qualificação, com base em resultados de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e atitudes) Possibilita uma correlação mais directa das qualificações nacionais com os níveis do Quadro Europeu de Qualificações Entrará em vigor a partir de 1 de Outubro de 2010
  • 8. Níveis de Indicadores de definição dos níveis qualificação Conhecimentos Aptidões Aptidões Aptidões básicas necessárias à realização Trabalhar ou estudar sob supervisão directa Nível 1 Conhecimentos gerais básicos de tarefas simples num contexto estruturado Nível 2 (…) (…) (…) Uma gama de aptidões cognitivas e Assumir responsabilidades para executar Conhecimentos de factos, práticas necessárias para a realização de tarefas numa área de estudo ou de trabalho princípios, processos e tarefas e a resolução de problemas Nível 3 conceitos gerais numa área de através da selecção e aplicação de Adaptar o seu comportamento às circunstâncias para fins da resolução de estudo ou de trabalho métodos, instrumentos, materiais e problemas informações básicas Nível 4 (…) (…) (…) Conhecimentos abrangentes, Gerir e supervisionar em contextos de estudo especializados, factuais e Uma gama abrangente de aptidões ou de trabalho sujeitos a alterações teóricos numa determinada cognitivas e práticas necessárias para Nível 5 área de estudos ou de trabalho conceber soluções criativas para imprevisíveis Rever e desenvolver o seu desempenho e o e consciência dos limites problemas abstractos de terceiros desses conhecimentos Nível 6 (…) (…) (…) Conhecimentos altamente especializados, alguns dos quais se encontram na vanguarda do conhecimento Gerir e transformar contextos de estudo ou de numa determinada área de Aptidões especializadas para a resolução trabalho complexos, imprevisíveis e que estudo ou de trabalho, que de problemas em matéria de investigação exigem abordagens estratégicas novas sustentam a capacidade de e/ou inovação, para desenvolver novos Nível 7 reflexão original e/ou conhecimentos e procedimentos e Assumir responsabilidades por forma a contribuir para os conhecimentos e as práticas investigação integrar os conhecimentos de diferentes profissionais e/ou para rever o desempenho Consciência crítica das áreas estratégico de equipas questões relativas aos conhecimentos numa área e nas interligações entre várias áreas Nível 8 (…) (…) (…)
  • 9. O Quadro Nacional de Qualificações Níveis Qualificações 1 2.º ciclo do ensino básico 3.º ciclo do ensino básico obtido no ensino básico ou por 2 percursos de dupla certificação Ensino secundário vocacionado para prosseguimento de 3 estudos de nível superior Ensino secundário obtido por percursos de dupla certificação ou ensino secundário vocacionado para prosseguimento de 4 estudos de nível superior acrescido de estágio profissional - mínimo de 6 meses Qualificação de nível pós-secundária não superior com 5 créditos para prosseguimento de estudos de nível superior 6 Licenciatura 7 Mestrado 8 Doutoramento (Portaria nº 782/2009, de 23 de Julho)
  • 10. O Sistema Nacional de Qualificações A articulação entre a oferta e procura de qualificações Novo modelo de regulação – gestão articulada dos instrumentos do Sistema Nacional de Qualificações Maior proximidade entre sistemas de educação e formação e o “mundo do trabalho” O Catálogo Nacional de Qualificações – a regulação da oferta certificada Envolvimento e interacção entre actores chave: Promover a relevância dos referenciais/ standards para a qualificação Garantir um quadro de legitimação das qualificações e respectivos referenciais/ standards Criação de 16 Conselhos Sectoriais para as Qualificações
  • 11. O Sistema Nacional de Qualificações Os Conselhos Sectoriais para as Qualificações Dimensão de regulação mais estratégica e menos técnica/ operacional – identificação e antecipação de competências e qualificações Estruturação e delimitação que ultrapassa a lógica sectorial - dinâmicas inter-sectoriais, mais integradoras de competências comuns Pluralidade de actores chave – mais diversidade promove maior ajustamento às necessidade de todos Alinhamento com a Iniciativa europeia New Skills for New Jobs
  • 12. O Sistema Nacional de Qualificações New Skills for New Jobs : 4 prioridades Forte investimento no desenvolvimento de Iniciativa Novas competências: incentivos aos cidadãos e ás Oportunidades empresas Aproximar as esferas da educação, formação e Catálogo Nacional trabalho: flexibilidade e trabalho em rede de Qualificações Mix de competências: articulação entre Quadro Nacional de competências técnicas especificas e competências Qualificações transversais Conselhos Identificar e antecipar necessidades de Sectoriais para as competências Qualificações
  • 13. Obrigada pela atenção! Elsa Caramujo elsa.caramujo@anq.gov.pt