Federação Nacional de Educação e                         Integração dos Surdos – Feneis       NOME DO CONCURSO PREFEITURA ...
3) Quais são as unidades mínimas que cumprem a               B) configuração de                  função de distinguir sign...
6) A atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação           A) Os sistemas de                Nacional (LDB), Lei nº 9394/96...
outras pessoas.                                           Fonte: ALBRES, 2010,                   c) O professor deve ter c...
associação das imagens apresentadas.                   12) Assinale a alternativa que apresenta os principais     A)      ...
e) fala, escrita e jogos usando Libras e Português.                 15) Para trabalhar o conhecimento prático das         ...
d) Desenvolver a competência gramática-tradução dos                alunos surdos.                e)Desenvolver a competênc...
b) colabora no desenvolvimento da fala, da audição,                      desde que ela seja                da linguagem de...
LEITE, T. A. Pesquisa autobiográfica de aprendizagem da língua de sinais brasileira como segunda língua:Estudo em diário. ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Gabarito instrutor de libras

10,847

Published on

1 Comment
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
10,847
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
421
Comments
1
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gabarito instrutor de libras

  1. 1. Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos – Feneis NOME DO CONCURSO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE AMERICANA NOME DO PROFESSOR MARIANA CAMPOS ÁREA LIBRASPROVA ELABORADA PARA O CARGO DE: Instrutor de LIBRAS Tema Questões Resposta corretaASPECTOS 1) Assinale a alternativa que apresenta umLINGUÍSTICOS DA processo de expressão do sistema de LIBRAS que está C) MetáforaLIBRAS (4) de acordo o sinal “OLHO-CARO”? Fonte: ALBRES E NEVES 2010, conforme edital. a) Comparação b) Iconicidade c) Metáfora d) Metonímia e) Sinônimo 2) Segundo a gramática de LIBRAS, a iconicidade é: C) é um termo que designa uma relação a) é um termo para representar as metáforas. de semelhança entre b) é uma forma de expressões faciais baseadas na o sinal e o objeto Libras. representado. c) é um termo que designa uma relação de semelhança entre o sinal e o objeto representado. Fonte: ALBRES, 2008, d) é um termo que designa uma relação distinta entre conforme edital. o sinal e o objeto representado. e) é um termo de comparativo do sistema de Libras.
  2. 2. 3) Quais são as unidades mínimas que cumprem a B) configuração de função de distinguir significado entre os sinais? mão, localização, a) metáfora, comparação, metonímia, sinônimo. movimento, b) configuração de mão, localização, movimento, orientação de mão. orientação de mão. c) simultaneidade, iconicidade, arbitrariedade, Fonte: QUADROS, R. M. e duplicidade. KARNOPP, L, 2004, d) dêixis, anáfora, sentidos. conforme edital. e) expressões não manuais e iconicidade. 4) Assinale a alternativa que apresenta sinais que não C) ajoelhar, triste, em possuem movimento: pé. a) roubar, ajoelhar, dormir. b) triste, primeiro, gordo. c) ajoelhar, triste, em pé. Fonte: FELIPE, 2001, d) estudar, casa, procurar. conforme edital. e) trabalhar, ouvir, surdo. A) Inserir a Libras 5) Conforme Decreto nº 5626 de 22 de dezembro de como disciplina 2005, sobre o ensino de Libras (L1) e Português (L2), curricular obrigatória deve-se: nos cursos de a) Inserir a Libras como disciplina curricular obrigatória formação de nos cursos de formação de professores para o professores para oHISTÓRIA DA exercício do magistério, em nível médio e superior, e exercício doEDUCAÇÃO E nos cursos de Fonoaudiologia, de instituições de magistério, em nívelPOLíTICA ensino, públicas e privadas. médio e superior, eEDUCACIONAL (2) b) Inserir a Libras como disciplina curricular obrigatória nos cursos de nos cursos de licenciatura e de bacharelado, de Fonoaudiologia, de instituições de ensino, públicas e privadas. instituições de ensino, c) Inserir a Língua Portuguesa, como segunda língua públicas e privadas para pessoas surdas, como disciplina curricular obrigatória para todos os cursos de formação de licenciatura e bacharelado. Fonte: BRASIL, 2005, d) Só podem lecionar apenas os professores de Libras conforme edital. que possuem curso de pós-graduação ou com qualquer formação superior e certificado de proficiência em Libras, obtido por meio de exame promovido pelo Ministério da Educação. e) Inserir a Língua Portuguesa como primeira língua e a Libras como segunda língua como disciplinas obrigatórias na formação de professores.
  3. 3. 6) A atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação A) Os sistemas de Nacional (LDB), Lei nº 9394/96, no artigo 59, ensino devem preconiza que: assegurar aos alunos a) Os sistemas de ensino devem assegurar aos alunos currículo, métodos, currículo, métodos, técnicas, recursos educativos e técnicas, recursos organização específicos para atender às suas educativos e necessidades. organização b) Os sistemas de ensino devem assegurar a Libras específicos para como disciplina curricular obrigatória em todos os atender às suas níveis de ensino da Educação Básica até o Ensino necessidades. Médio. c) Os sistemas de ensino devem ofertar o programa de complementação ao Atendimento Educacional Fonte: ALBRES, 2010, Especializado (AEE) às pessoas portadoras de conforme edital Deficiência. d) Os sistemas de ensino devem garantir as escolas bilíngues para surdos priorizando a Libras como língua materna e o português escrito como segunda língua. e) Os sistemas de ensino devem garantir os atendimentos de reabilitação clinica para aprimoramento da fala e audição das pessoas surdas.EDUCAÇÃO 7) Quanto à Educação Bilíngue para surdos, as escolas E) da língua brasileiraBILÍNGUE: (2) devem propiciar o ensino por meio _________ de sinais como .Assinale a alternativa que complementa o enunciado primeira língua e da da questão. língua portuguesa como segunda língua. a) da abordagem educacional da comunicação total com o uso de todos os meios da fala, dos sinais, sistemas artificiais que possam facilitar a comunicação e aprendizagem de alunos surdos. Fonte: Silveira (2006) b) da abordagem educacional do oralismo em que o e LODI, A. C. B.; LACERDA, ensino é produzido pela língua oral da sociedade C. B. de F. (Org.), 2009, e majoritária. MARTINS 2010, conforme edital c) da inclusão escolar junto com os demais deficientes (visuais, físicos, mentais) com todas as ferramentas da tecnologia assistiva. d) da língua brasileira de sinais como segunda língua e da língua portuguesa como primeira língua. e) da língua brasileira de sinais como primeira língua e da língua portuguesa como segunda língua. 8) Assinale a alternativa incorreta quanto ao A) O professor não funcionamento de uma proposta bilíngue. deve atuar como a) O professor não deve atuar como modelo linguístico modelo linguístico para a criança surda. para a criança surda. b) O professor deve ter a habilidade de analisar e avaliar a Língua de Sinais das crianças surdas e de
  4. 4. outras pessoas. Fonte: ALBRES, 2010, c) O professor deve ter conhecimento da língua, conforme edital cultura e história da educação de surdos. d) O professor deve ter conhecimento das variações linguísticas da Língua de Sinais. e) O professor deve comunicar-se fluentemente e naturalmente com as crianças surdas. 9) Quanto ao ensino de Libras como L1 para alunos surdos, assinale a alternativa que apresenta uma B) Trabalhar com estratégia de ensino adequada: contação de histórias a) Dar recorte de figuras e desenhos dos sinais para e negociação dos associá-los. significados. b) Trabalhar com contação de histórias e negociação dos significados. c) Ditar sinais e solicitar que as crianças escrevam a palavra em português. Fonte: Albres, 2010, d) Dar um recorte de jornal, propor que as crianças MARTINS, 2010, leiam e contem o que entenderam sobre o assunto. conforme edital.DIDÁTICA PARA O e) Dar um texto para que as crianças leiam oralmenteENSINO DE LIBRAS e depois sinalizar o que entenderam sobre o texto.COMO L1 (4) 10) Para trabalhar o conhecimento de metáforas em libras, o instrutor em seu planejamento deve E) DVD de poesias em selecionar materiais. Assinale a alternativa que indica Libras de Nelson um material apropriado para o trabalho de ensino de Pimenta. metáforas em Libras para crianças surdas: a) bola, bambole e corda. b) Jornal escrito da “Folha de São Paulo”. Fonte: Albres, 2010, c) Livro infantil com poesias escritas em português. conforme edital d) Jogo de memória com associação das imagens. e) DVD de poesias em Libras de Nelson Pimenta. 11) Existem várias atividades especificas para levar o C) Simular um jornal aluno surdo, da Educação Básica, a produzir e em Libras para contar compreender textos em sinais. Assinale a alternativa notícias reais ou que apresenta uma atividade que poderia ser fictícias, fazer uma trabalhada nessa perspectiva: previsão do tempo, a) Dançar e cantar músicas que a família gosta. comentar um jogo de b) contar e recontar histórias conhecidas por meio do futebol ou noticiar português oral. uma festa. c) Simular um jornal em Libras para contar notícias reais ou fictícias, fazer uma previsão do tempo, comentar um jogo de futebol ou noticiar uma festa. Fonte: Silveira, 2006 e d) Escrever, em português, fatos e acontecimentos do Albres, 2010, cotidiano, fatos acontecidos com o próprio aluno ou conforme edital na comunidade surda. e) Recortar figuras e apresentar os sinais para
  5. 5. associação das imagens apresentadas. 12) Assinale a alternativa que apresenta os principais A) Produção de instrumentos a serem explorados no processo de literatura em língua ensino da língua de sinais como L1 . de sinais; elaboração a) Produção de literatura em língua de sinais; de materiais escritos elaboração de materiais escritos em sinais; registros em sinais; registros em sinais por meio de vídeos e escrita de sinais. em sinais por meio de b) Produção de literatura em língua portuguesa e vídeos e escrita de língua de sinais; elaboração de textos escritos em sinais. português e sinais. c) Produções de gêneros discursivos em língua portuguesa e elaboração de textos em sinais. d) Produção de gêneros textuais em língua portuguesa e língua de sinais e elaboração de materiais para o ensino de alunos ouvintes. Fonte: Albres, 2010, e) Elaboração de materiais escritos em sinais; registros conforme edital. escritos na língua portuguesa.DIDÁTICA PARA O 13) Conforme princípios gerais apresentados no livroENSINO DE LIBRAS “Libras em contexto”, assinale a alternativa correta B) O professor nãoCOMO L2( 4) de acordo com a postura do professor para o ensino deve fazer o aluno de Libras. a) O professor deve falar em português repetir frases ou junto com a Libras, pois estas línguas são de memorizar listas de modalidade oral e visual. palavras, pois ele b) O professor não deve fazer o aluno repetir frases ou precisa estar em uma memorizar listas de palavras, pois ele precisa estar em situação uma situação comunicativa. comunicativa. c) O professor não deve incentivar seus alunos a participarem de atividades sócio-culturais realizadas em comunidades surdas para que possam se comunicarem em Libras na prática. Fonte: FELIPE, 2001, d) O professor deve fazer o aluno anotar no papel tudo conforme edital. que acontece em uma sala de aula ao aprender Libras. e) O professor deve estimular sempre a produção dos alunos, incentivando o uso bilíngue da Libras e do português em todos os momentos. 14) Para possibilitar a compreensão e entendimento D) jogos e atividades dos conteúdos de Libras como L2, assinale a dinâmicas em Língua alternativa que apresenta estratégias adequadas para de Sinais. serem usadas em sala de aula. a) leitura labial, datilologia e desenhos. Fonte: NEVES, 2011, b) o português escrito na lousa. conforme edital. c) o excesso de mímicas e de teatro. d) jogos e atividades dinâmicas em Língua de Sinais.
  6. 6. e) fala, escrita e jogos usando Libras e Português. 15) Para trabalhar o conhecimento prático das diferentes expressões afirmativa, negativa, interrogativa e exclamativa em Libras, o instrutor em A)Vídeos das piadas seu planejamento deve selecionar materiais. Assinale surdas e dos tipos de a alternativa que indica um material apropriado para frases em Libras do o trabalho de ensino de expressões em Libras para livro “Libras em adultos ouvintes: contexto”. a) Vídeos das piadas surdas e dos tipos de frases em Libras do livro “Libras em contexto”. Fonte: FELIPE, 2001, b) Jogo de memória com figuras escritas em português conforme edital e imagens ilustrativas da língua de sinais para alunos fazerem a associação das expressões. c) uso de textos teóricos, fruto de pesquisa linguística para leitura e reflexão d) Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngues da Língua de Sinais Brasileira organizado pelos autores Capovilla e Raphael. e) Livros literários na língua portuguesa de Machado de Assis. 16) Assinale a alternativa que apresenta uma forma C) Uma conversação de avaliação prática de Libras adequada para ser com surdos aplicada para alunos ouvintes . a) Uma prova teórica convidados da abordando questões históricas e linguísticas de surdos. Associação de Surdos. b) Uma prova teórica abordando aspectos gramaticais da Libras. c) Uma conversação com surdos convidados da Fonte: FELIPE, 2001 e Associação de Surdos. LEITE 2001, conforme d) Uma apresentação oral na sala de aula junto com o edital intérprete de Libras. e) Cantando uma música por meio do português sinalizado. 17) O instrutor surdo deve organizar um programa deORGANIZAÇÃO DE aula de Libras como língua materna/primeira língua. A) Desenvolver aPROGRAMA DE Assinale a alternativa que apresenta o objetivo desse competênciaCURSO E DE trabalho. comunicativa dosPROGRAMA DE alunos surdos.AULA DE LIBRAS a) Desenvolver a competência comunicativa dos(2) alunos surdos. b) Desenvolver a competência de ler e escrever dos Fonte: NEVES, 2011, alunos surdos. conforme edital c) Desenvolver a competência audiolingual dos alunos surdos.
  7. 7. d) Desenvolver a competência gramática-tradução dos alunos surdos. e)Desenvolver a competência audiolingual e gramatical dos alunos surdos. 18) Assinale a alternativa que indica a ação para criar um ambiente linguístico e interativo, programa E) O instrutor deve proposto pelo instrutor .a) O instrutor deve envolver envolver pais e seus alunos surdos e fonoaudiólogos usando a oralidade filhos surdos usando a como método de ensino. Libras por meio de b) O instrutor deve envolver professores, colegas e brincadeiras, jogos, surdos usando o português sinalizado propiciando um artes, passeios, ambiente lingüístico e inclusivo. eventos dentro da c) O instrutor deve envolver adultos surdos e escola para uma profissionais especializados para discussão sobre possibilidade de aparelhos auditivos e reabilitação clinica. comunicação. d) O instrutor deve envolver os intérpretes para que sejam responsáveis também pelo ensino de libras para surdos. Fonte: Albres, 2010, e) O instrutor deve envolver pais e seus filhos surdos conforme edital. usando a Libras por meio de brincadeiras, jogos, artes, passeios, eventos dentro da escola para uma possibilidade de comunicação.PROCESSO DE 19) Uma abordagem bastante usada no ensino daAPRENDIZAGEM segunda língua é a abordagem comunicativa. Assinale B) Interação entre osDE LIBRAS (2) a alternativa que apresenta uma forma adequada dos colegas com troca de alunos aprenderem a Libras nessa perspectiva. informações na Libras. a) Tradução das palavras da língua portuguesa para os sinais da Libras. b) Interação entre os colegas com troca de informações na Libras. c) Atividades que exigem repetições e memorização Fonte: NEVES, 2011, dos sinais da Libras. conforme edital. d) Práticas por imitação do professor surdo. e) Produção repetitiva dos sinais e frases corretamente até serem capazes de internalizá-las e depois fazer uso delas. 20) A língua de sinais sendo uma língua de instrução e D) colabora no compartilhada pelo professor surdo e alunos surdo, desenvolvimento do num processo dialógico, vem a ser um fator pensamento, da importante para os processos mentais e linguísticos linguagem, na da criança surda, pois: compreensão e na reflexão de outra a) colabora no desenvolvimento da linguagem, da fala língua, a língua e audição de outra língua, a língua portuguesa (L2). portuguesa (L2),
  8. 8. b) colabora no desenvolvimento da fala, da audição, desde que ela seja da linguagem de outra língua. estimulada às c) não colabora no desenvolvimento do pensamento e interlocuções. da linguagem. d) colabora no desenvolvimento do pensamento, da linguagem, na compreensão e na reflexão de outra língua, a língua portuguesa (L2), desde que ela seja Fonte: MARTINS, estimulada às interlocuções. 2010, conforme e) não colabora no desenvolvimento cognitivo, edital. linguístico, cultural de outra língua, a língua portuguesa.Referências:ALBRES, Neiva de Aquino. De sinal em sinal: comunicação em Libras para educadores. São Paulo, SP:FENEIS, 2008.ALBRES, Neiva de Aquino e NEVES, Sylvia Lia Grespan. De sinal em sinal: comunicação em LIBRAS paraaperfeiçoamento do ensino dos componentes curriculares. São Paulo, SP: FENEIS, 2010.ALBRES, Neiva de Aquino. Surdos & Inclusão Educacional. Petrópolis, RJ: Editora Arara Azul, 2010.ALBRES, Neiva de Aquino. Libras em estudo: ensino-aprendizagem (organizadora). São Paulo: FENEIS,2012. 159 p. (Série Pesquisas). Disponível em: http://www.feneissp.org.br/index.php?ps=e-bookBRASIL, Ministério da Educação. Decreto nº 5626 de 22 de setembro de 2005. Regulamenta a Lei no10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Leino 10.098, de 19 de dezembro de 2000BRASIL, Ministério da Educação. Lei nº 10436 de 24de abril de 2009. Dispõe sobre a Língua Brasileira deSinais - Libras e dá outras providências.BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especialna Perspectiva da Educação Inclusiva. Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pelaPortaria Ministerial nº 555, de 5 de junho de 2007, prorrogada pela Portaria nº 948, de 09 de outubro de2007.CAPOVILLA, F. C. e RAPHAEL, W. D. Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngue da Língua de SinaisBrasileira, Vol. I e II: Sinais de A à Z. Ilustração: Silvana Marques. São Paulo: Editora da Universidade deSão Paulo, 2001.FELIPE, T. A. LIBRAS em contexto: curso básico, livro do estudante cursista. Brasília: Programa Nacionalde Apoio à Educação de Surdos, MEC; SEESP, 2001.GESSER, A. “Um olho no professor surdo e outro na caneta”: ouvintes aprendendo a Língua Brasileira deSinais. Tese de doutorado. UNICAMP. Campinas, SP: 2006.LACERDA, C. B. F. de. A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem alunos, professores e intérpretessobre esta experiência. Cadernos CEDES, 69, vol. 26, p.163-184, 2006.
  9. 9. LEITE, T. A. Pesquisa autobiográfica de aprendizagem da língua de sinais brasileira como segunda língua:Estudo em diário. Relatório Final (Iniciação Científica, FAPESP Processo 99/11404-6) - Faculdade deFilosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. (Orientador: Leland Emerson McCleary)2001a.LEITE, T. de A.; MCCLEARY, L. E. Aprendizagem da Língua de Sinais Brasileira como segunda língua:Estudo em diário. In: XLIX Seminário do GEL, 2001. Marília, São Paulo. Seminário do GEL - Programação eResumos. Assis, SP, 2001b p. 208-208.LEITE, T. A. O Ensino de segunda língua com foco no professor: História oral de professores surdos delíngua de sinais brasileira. Dissertação de Mestrado. São Paulo, USP. 2004. Disponível em:<http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-22082006-102110/>.LODI, A. C. B. ; LACERDA, C. B. de F. (Org.) . Uma escola duas línguas: letramento em língua portuguesa elíngua de sinais nas etapas iniciais de escolarização. 1. ed. Porto Alegre: Editora Mediação, 2009. v. 1.160 p.MARTINS, Monica Astuto Lopes. Relação professor surdo / alunos surdos em sala de aula: análise daspráticas bilíngues e suas problematizações. Dissertação de mestrado da Pós-Graduação Stricto Sensu emEducação da UNIMEP. Piracicaba: UNIMEP, 2010.NEVES, Sylvia Lia Grespan. Um estudo dos recursos didáticos nas aulas de língua brasileira de sinais paraouvintes. Dissertação de mestrado do Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação da UNIMEP.Piracicaba: UNIMEP, 2011.PEREIRA, Maria Cristina Pires. Reflexões a partir da observação de uma aula de língua de sinais brasileiracomo primeira língua. Revista Eletrônica Domínios de Lingu@agem. 2008. Disponível em:http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem/article/view/11477QUADROS, R. M. e KARNOPP, L. Língua de Sinais Brasileira - Estudos Lingüísticos. Porto Alegre: ArtMed,2004.SANTOS, Lara Ferreira dos; GURGEL, Taís Margutti do Amaral. O instrutor surdo em uma escola inclusivabilíngue. In: LODI, Ana Claudia Balieiro e LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. Uma escola duas línguas:letramento em língua portuguesa e língua de sinais nas etapas iniciais de escolarização. Porto Alegre:Editora Mediação, 2009.SILVEIRA, Carolina Hessel. O currículo de língua de sinais na educação de surdos. Dissertação demestrado do programa de Pós-graduação em educação da UFSC, 2006. Disponível em:http://tede.ufsc.br/teses/PEED0589.pdfWILCOX, Sherman, WILCOX, Phyllis Perrin. Aprender a ver. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2005. (ColeçãoCultura e Diversidade)

×