Reportagem da fr 1

610 views
538 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
610
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reportagem da fr 1

  1. 1. Palmas & Palmadas A coluna Palmas & Palma- das conta a história de Ge- raldo Monteiro dos San- tos, um artista que passou 25 anos de sua vida em- baixo de uma lona de cir- co. Hoje, aos 88 anos, ain- da toca em seu violão anti-C1 Araçatuba, domingo, 2 de outubro de 2011 gas serestas.C4TEATROApós duas décadas, Castro Alves reabre suas portas Araçatuba fundidade do palco é maior que a Talita Rustichelli do Teatro Paulo Alcides Jorge, que talita.nayla@folhadaregiao.com.br poderia ser uma opção, mas é inade- quado para determinados espetácu- arece que Dionísio (ou Ba- los que virão", diz. O palco do "Cas-P co) deu uma pausa nas be- bedeiras e festanças, paracomeçar a ouvir as preces da clas- tro Alves" mede agora 8 metros de largura por 9 de profundidade, e o do Paulo Alcides, 10 por 6 m.se artística e do público araçatuben- Ainda em relação ao Paulo Al-ses. Após quase duas décadas com cides Jorge, algumas das vantagenssuas atividades suspensas, o teatro do "novo" teatro estão relacionadasCastro Alves (anexo à Casa da Cul- às 220 cadeiras novas e mais con-tura Adelino Brandão, no Centro fortáveis (inclusive espaços espe-da cidade) finalmente reabrirá suas ciais para cadeirantes), ao ar-condi-portas para a sua finalidade real. cionado silencioso, e aos camarins, O espaço, que já passou de um pouco mais amplos.palco de renomados artistas da mú-sica e das artes cênicas a "depósito MUDANÇASde poeira" entre uma administra- Segundo o diretor de Cultura,ção e outra, será utilizado para Alexandre Melinsky, foram preser-apresentações do Festara (Festival vados apenas o espaço interno e osde Teatro de Araçatuba), que acon- formatos originais de plateia e bocatece de 14 a 23 de outubro. de cena. "Quase tudo foi transfor- Dez dos 26 espetáculos da mado. O palco foi ampliado e foi Fotos: Valdivo Pereira/Folha da Região - 29/09/2011programação do festival serão reali- construída a caixa cênica para urdi-zados no local. Mas não se trata de mento; dois camarins com banhei-uma inauguração oficial. De acordo Embora as obras do espaço ainda não estejam concluídas, o velho Castro Alves ros foram feitos nas laterais; uma ca-com o secretário de cultura do mu- será reaberto para o Festara, que acontece de 14 a 23 de outubro; dos 26 espetáculos bine técnica foi construída na pare-nicípio, Hélio Consolaro, será uma do festival, 10 serão realizados no teatro de do fundo, onde existia o painel"ocupação", já que as obras ainda do Franco da Sermide, que foi con-não estarão completamente finaliza- denado pelo tempo e sem condi-das na data de início do Festara. ções de restauração", diz. A reinauguração estava previs- Também o forro, o telhado, ata para este mês mas, segundo o se- parte elétrica e a hidráulica foramcretário, atrasos decorrentes de bu- refeitos, a fim de separá-los da estru-rocracias de processos licitatórios tura da Casa da Cultura, pois "eraimpediram que isso acontecesse. IDEALIZADOR tudo interligado e velho", como afir-Até a última quinta-feira, ainda es- O italiano Franco Baru- ma Melinsky. "Além disso, os equi-tavam sendo instalados os equipa- selli, 81 anos, foi o pamentos de som e luz são moder-mentos de som, iluminação, e falta- responsável pela cons- nos; as mesas, por exemplo, são di-va concluir a raspagem e imper- trução e administração gitalizadas e programáveis. Todosmeabilização do palco, instalação inicial do teatro de última geração", complementa.de aparelhos de ar-condicionado,carpete, cabine de som, entre ou- REABERTURAtras coisas. Consolaro afirma que A data da reabertura oficial dotodas as empresas contratadas se espaço, o secretário preferiu não pre-comprometeram a entregar toda a ver. "Gostaríamos que fosse no ani-parte interna pronta até dia 14. versário da cidade, mas corre-se o "A parte de fora ficou inclusa risco de o novo processo licitatórioem outra licitação. A prefeitura li- interferir novamente na data. Te-berou R$ 500 mil para as obras, mos de esperar", diz. Ele afirma quesendo que o preço médio dos con- a cerimônia deverá incluir apresen-correntes da licitação era de R$600 mil. No pregão, abaixou paraR$ 400 mil, então ficaram R$ 100 Espaço terá equipamentos de alta tecnologia tações especiais e homenagens a pessoas importantes para a história do teatro, como Franco Baruselli,mil para a parte externa, que in- Em 2009, quando a admi- ponsáveis por solicitar à arquite- que funcionou no espaço do In- responsável pela construção e admi-clui coisas como a troca do toldo e nistração municipal atual assu- ta Rosa Emília Marques Pavan a tec a partir de 1982 e realizou nistração inicial do teatro.a instalação do letreiro com o no- miu a prefeitura, não havia ne- elaboração de um projeto Local chegou a ali espetáculos e ciclos de pales-me do teatro na fachada", explica. nhum tipo de equipamento, arquitetônico, conforme Me- tras. A instalação da Casa de HISTÓRIA apenas a alvenaria estava pron- linsky. No início de 2001 o pro- abrigar Cultura, em dezembro de Uma discussão que já foi le- LOCAL ta. Segundo Consolaro, em jeto foi entregue à prefeitura, pedaços de madeira e 1991, não foi estímulo para vantada, de acordo com Consola- Quanto à escolha do Castro 2010, a parte elétrica do teatro que realizou duas reformas que, revitalizações e o espaço conti- ro, é o gasto total com as obras. "AAlves para a realização do evento, recebeu reparos. O transforma- segundo Melinsky, consumiram vasos sanitários nuou abandonado. soma do que foi gasto nas adminis-o secretário de cultura afirma que dor, que não existia no local, mais de R$ 300 mil, sem finali- retirados do Centro Em junho daquele ano, a trações anteriores e os gastosantes procuraram pelo teatro da foi instalado. zar o prédio. Cultural Ferroviário Fetara chegou a solicitar a con- atuais com as reformas poderia serUnip (Universidade Paulista) e pe- Mas o projeto de cessão da administração do tea- direcionado à construção de umlo Centro de Eventos do Thathi/ revitalização do espaço foi inicia- DEPÓSITO pedaços de madeira, caixas de tro, em comodato, por 10 novo teatro, em outro lugar, eCOC (onde foi realizada a maior do em 2000, segundo o diretor De acordo com informa- papelão e vasos sanitários retira- anos, oferecendo-se para refor- maior. Mas no Castro Alves existeparte da programação em 2010), de cultura Alexandre Melinsky, ções publicadas em matéria do dos do Centro Cultural Ferroviá- mar o prédio com recursos da uma questão histórica; muita gen-mas ambos estavam indisponíveis. pela diretoria da Fetara (Federa- jornal Folha da Região em rio. O local foi desvirtuado de iniciativa privada e lei de incen- te que participou da vida cultural "Conversando com o prefeito, ção de Teatro Amador da Região 1999, naquele ano o teatro foi suas funções a partir de 1990, tivo à cultura. A prefeitura não da cidade entre as décadas de 60 eoptamos por dar andamento à de Araçatuba). Eles foram res- ocupado por enfeites de Natal, após a saída do colégio Anglo, concordou.TR 70 (auge do teatro) cobrava pelarevitalização do teatro, já que a pro- reabertura. Decidimos preservá-lo".

×