• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ribeira e variações de arménio melo e josé maria da nóbrega
 

Ribeira e variações de arménio melo e josé maria da nóbrega

on

  • 466 views

 

Statistics

Views

Total Views
466
Views on SlideShare
466
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
7
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ribeira e variações de arménio melo e josé maria da nóbrega Ribeira e variações de arménio melo e josé maria da nóbrega Presentation Transcript

    • Da Reboleira à Ponte PênsilO desenvolvimento da Cidade A partir do Rio DouroSérie Porto a Minha Cidade @Portojo Abril 2010
    • Vestígios arqueológicos documentam que, no período da romanização, se criaram instalações portuárias perto do local ondemais tarde se ergueu a Casa do Infante e quedatam do séc. IV. Numa altura em que a zona alta já estava protegida pela Cerca Velha.
    • A frente ribeirinha
    • Cais da Estiva principal ancoradouro até ao séc. XIX
    • A Praça da Ribeira
    • Um Muro percorre toda a frente ribeirinha
    • O Cais da Ribeira e os Arcos
    • O Cais da Ribeira
    • As Muralhas Fernandinascontornavam o Muro dosBacalhoeiros e só mais tarde secomeçaram a construir as casas (séc.XVIII) que hoje podemosapreciar.
    • O Muro visto do seu interior Junto ao Cais da Estiva
    • Foi cortado no Largo do Terreiro,mas continua até à Praça da Ribeira
    • Chama-se Muro dos Bacalhoeirosaté à Praça da Ribeira
    • Retomámo-lo após a Praça da Ribeira Agora é o Muro da Ribeira
    • O Muro visto de baixo com o Casario erguendo-se por de trás
    • Incrustado no Muro daRibeira, oMemorial recordao desastre daPonte das Barcasem 29.Março.1809.Os portuensesfugiam das tropasinvasoras de Napoleãopela Ponte das Barcas queligava o Porto a Gaia, estacedeu provocando a mortepor afogamento decentenas pessoas noRio Douro
    • Ao longo das Muralhas e do Muro…
    • …existiam várias entradas na cidade
    • O Postigo do Carvãoé a única entrada preservada
    • Os ArcosPara melhorar o acesso ao Rioforam abertos vários Arcosno Muro da RibeiraSéc. XVIII
    • É uma das Praças mais antigas dacidade e um local histórico.Já referida em 1389, aqui existiauma intensa actividade comercial.Em 1491 foi destruída por umgrande incêndio mas foitotalmente reconstruída.No século XVIII foi reformulada.Até ao séc. XIX foi o grande centrocomercial da cidade
    • Praça da Ribeira do Séc. XVIII
    • Lado Poente Edifícios do séc. XVIII com arcadasEram proibidas as construções acima dos 2 pisos.
    • Rua de S. JoãoLarga artéria para mais fácil se chegarao Norte de Portugal – séc. XVIII
    • Lado NascenteConstruções medievais
    • Rua dos MercadoresGente abastada e do Clero,escolheu esta rua para moradia.Embora os primeiros registosconhecidos sejam do séc. XIVpresume-se que foi a primitivaEstrada Romana que ligava aRibeira ao Norte de Portugal.Tem uma história apaixonante.
    • Monumental Fontede S. João ou daPraça da Ribeira – séc. XVIIIEstátua de S. João da autoriade João Cutileiro – ano 2.000
    • Intervençõesarqueológicasdescobriram estechafariz que foireconstruído no local deorigem.Foi encimado com umapeça escultórica de JoséRodrigues.Ficou a ser conhecidocomo o Cubo da Ribeira
    • A Ribeira à noite
    • A partir do séc. XIII a zona daRibeira expandiu-se. ParaNascente, por baixo das Arcadasabriram-se ruas que ligavam aoBarredo, que descia da SéA Rua da Lada foi uma das primeiras
    • Torre da Rua de BaixoÉ um dos mais antigos edifícios dacidade e o único exemplar daarquitectura civil medievalexistente na zona do Barredo.Apesar das transformações sofridas,esta construção poderá remontar aoséculo XIII
    • A expansão para poente.Esta viela ligava o Cais da Estivaà Rua Fonte Taurina,passando pelo Postigo do Carvão
    • A Medieval Rua Fonte Taurina já conhecida no séc. XIII
    • É a continuação da abertura daRibeira para poente. Mantém otraçado tipicamentemedieval, conservando aindaum núcleo significativo de casas Casa Gótica
    • Casa Torre
    • Casa do Infante Ou Alfândega Velha Onde se presume ter nascido o Infante D. Henrique. O primitivo edifício é do séc. XIV Anexo ao edifício funcionou a Casa da Moeda. Foi a Alfândega Régia até ao séc. XIXCorpo avançado do edifício já no séc. XVII
    • Escavações arqueológicasMaqueta do primitivo edifício fazem supor que foi construído sobre um Palácio Romano .
    • Reconstituição do primitivo edifício
    • Achados arqueológicos
    • Pátio Romano
    • Mosaicos descobertos num dos pátios
    • Preservaram-se os antigos pilares emgranito e as ruínas da Casa da Guarda
    • O Cais da Ribeira
    • O Cais da Estiva
    • A Ribeira Negra 1984 de Júlio ResendeO dia a dia das gentes da Ribeira
    • Tema musical Variações de Martinho d’Assunção Intérpretes Arménio Melo eJosé Maria da Nóbrega Fotos e Formatação @Portojo portojo@gmail.com Abril 2010 Porto / Portugal