Your SlideShare is downloading. ×
SciELO: indexação e publicação de periódicos de qualidade crescente
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

SciELO: indexação e publicação de periódicos de qualidade crescente

910
views

Published on


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
910
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. SciELO: indexação e publicação de periódicos de qualidade crescente... aperfeiçoar a qualidade, aumentaro impacto internacional e fortalecer asustentabilidade dos periódicosbrasileiros em acesso aberto .....Abel L. PackerPrograma SciELO-FAPESPAssessor de Informação e Comunicação em Ciência da FAP-UNIFESPPUC-SP, 12 dezembro 2011
  • 2. 1Periódicos brasileiros em perspectiva:avanços, estado atual e desafiosPacker, AL. Os periódicos brasileiros e a comunicação da pesquisa nacional.Revista USP, 86:26-61,2011Packer, AL. Os periódicos brasileiros na comunicação da pesquisa nacional.Apresentação power point - II Seminário de Avaliação do Desempenho doPeriódicos Brasileiros no JCR2010, FAPESP, 16 setembro 2011Packer, AL. linhas de ação para aperfeiçoar a qualidade, aumentar o impactointernacional e fortalecer a sustentabilidade dos periódicos brasileiros emacesso aberto – consulta em curso pela ABEC e SciELO. Apresentação powerpoint - XIII Encontro Nacional de Editores Científicos da ABEC, Gramado, 9Novembro 2011
  • 3. informaçãoconhecimento científico pesquisa científica literatura científica tipos literatura científica revistas científicas (journals, periódicos), revistas profissionais, revistas de divulgación, livros, anais de congressos, teses-dissertações, informes técnicos, sitios-web, blogs,…
  • 4. informaçãoconhecimento científico domínio dos índices bibliográficos como fonte de informação pesquisa científica cientométrica literatura científica tipos literatura científica revistas científicas (journals, periódicos), revistas profissionais, revistas de divulgación, livros, anais de congressos, teses-dissertações, informes técnicos, sitios-web, blogs,…
  • 5. Área temática periódico livro tese anaisCiências da Saúde 85% 13% 1% 1%Ciências Biológicas 85% 13% 1% 1%Ciências Exatas e da Terra 80% 15% 2% 3%Ciências Agrárias 74% 18% 4% 4%Engenharias 70% 22% 3% 5%Ciências Humanas 51% 43% 3% 2%Ciências Sociais Aplicadas 50% 42% 3% 5%Linguistica, Letras e Artes 35% 60% 4% 2%Total 75% 21% 2% 2% Distribuição das citações dos artigos publicados em 2010 no SciELO Brasil, por área temática e tipo de literatura SciELO, 2011
  • 6. Tipo de literatura citadaPeriódico anais livro periodico tese outros Total geralCaderno CRH 3,4% 64,7% 19,5% 3,9% 8,5% 1398Contexto Internacional 2,3% 51,6% 34,6% 2,0% 9,5% 768Dados 2,9% 56,3% 31,1% 3,0% 6,6% 1401Estudos Avançados 1,6% 44,4% 39,0% 1,8% 13,1% 1395Lua Nova: Revista de Cultura e Política 1,5% 71,8% 19,0% 3,6% 4,2% 670Novos Estudos - CEBRAP 2,5% 39,7% 24,7% 1,2% 31,9% 677Opinião Pública 4,1% 43,0% 36,6% 4,1% 12,3% 759Revista Brasileira de Ciências Sociais 1,3% 61,9% 28,0% 3,5% 5,2% 1198Revista Brasileira de Política Internacional 1,8% 43,4% 29,9% 1,8% 23,2% 914Revista de Economia Política 2,5% 36,5% 38,5% 1,1% 21,3% 1139Revista de Sociologia e Política 2,6% 57,2% 28,3% 2,6% 9,3% 1643Sociologias 2,4% 56,5% 26,5% 2,7% 11,9% 1316Tempo Social 1,5% 70,4% 16,0% 1,4% 10,7% 723Total Frequencia 334 7532 4066 360 1708 14001Total % 2,4% 53,8% 29,0% 2,6% 12,2% 100% SciELO, 2011
  • 7. periódicos - sistema/tipo de publicação seriada científicos - acumulativa – [ temática - disciplina ] - citável - revisão por parespropriedadese características - memória da ciênciaque justificam seu - tecnologia / inovaçãouso privilegiado nacomunicação - revisões sistemáticascientífica e como - decisões políticas, gerenciaisfonte de estudosbibliométricos, - divulgação científicainformétricos e - adapta-se a diferentes meios ecientométricos suporte de comunicação
  • 8. periódicos autores / pesquisadores / cientistas buscam que seus trabalhos tenham visibilidade e acessibilidade  universal lidos e citados visibilidade - qualidade – prestígio - impacto referência em uma área/disciplina indexada – fator de impacto medida de avaliação / produção científica pesquisadores – indivíduos - grupos áreas temáticasética instituições países
  • 9. el universo de las revistas científicas según los principales índices multidisciplinares 20 000 --- British Library 19 000 --- Scopus2011 12 000 --- WoS 850 --- SciELO AL&C 660 --- DOAJ Brasil 240 --- SciELO Brasil
  • 10. - Web of Science - JCR- Scopus- temáticas internacionais: MEDLINE- SciELO- temáticas nacionais, regionais: LILACS- Google Scholar
  • 11. Critérios Indexação do SciELO– aplicados por comitê científicocaráter científico – pesquisa originalqualidade –critérios X área temática revisão por pares impacto - citações fluxo de produção – periodicidade e pontualidade independência – abertura - endogenia corpo e funções autoria editora / publicadora internacionalização indexação corpo e funções editoriais autoria idioma
  • 12. Produção Científica BrasileiraPeriódicosBrasileiros
  • 13. ` Produção Científica Brasileira indexada Periódicos Brasileiros SciELO-Scopus - WoS Produção CientíficaBrasileira não Indexada
  • 14. - 1700 –B3 - 1100 –B2 conjuntos adicionais de - 650 –B1 periódicos segundo a melhor classificação no - 420 –A1-A2 ranking Qualis, 2010 - 300 – SciELO WoS Scopus núcleo - 300 periódicos indexados no SciELO ou WoS ou Scopus em 2010Quantos são os periódicos brasileiros ?
  • 15. - 1400 - 5 + - 880 – 10+ - 600 – 20+ citados - 400 – 50+ SciELO em 2009 - 300 -PeriódicosBrasileiros Quantos são os periódicos brasileiros ?
  • 16. 27%Evolução do número de periódicos brasileirosindexados no SciELO nos anos 2007 a 2011Fonte: SciELO, 2011
  • 17. 160 4 vezes140 133 134 131 120120 103100 80 WoS 71 JCR 60 40 34 30 31 20 0 2007 2008 2009 2010 2011Evolução do número de periódicos brasileiros indexadosno WoS e JCR nos anos 2007 a 2010Fonte: WoK, Julio 2011Scimago / Scopus - indexa 239 periódicos brasileiros em 2011DOAJ - indexa 656 periódicos brasileiros em 2011
  • 18. Brasil assume a 13ª posição mundial em produção científica segundo onúmero de artigos e revisões no WoS, ajudado pelo aumento naindexação dos periódicos brasileiros. Em 2007, estava na 15ª posição.fonte: WoS, setembro de 2011
  • 19. Scopus 2007 Scopus 2010Scimago-Scopus, 2011
  • 20. Scimago-Scopus, 2011
  • 21. 300 periódicos brasileiros indexados no SciELO ou WoS ou Scopusem 2010, mas somente 90 (30%) simultaneamente nos três índices
  • 22. Tabela 7. Distribuição dos artigos indexados em 2007 e 2009 no SciELO e no WoS por idioma do texto e publicação em periódicosnacionais ou internacionais Periódico brasileiros Periódicos internacionais TotalIdioma SciELO WoS WoS WoS 2007 2009 2007 2009 2007 2009 2007 2009Inglês 4376 31% 5128 32% 1668 53% 3959 38% 14018 99% 17951 98% 15686 91% 21910 77%Português 9818 69% 10981 69% 1452 46% 6274 61% 52 0,4% 198 1% 1504 9% 6472 23%Espanhol 214 2% 454 3% 12 0% 48 0% 85 1% 162 1% 97 1% 210 1%Outros 13 0% 23 0% 0 0% 3 0% 34 0% 21 0% 34 0% 24 0%Total 14168 100% 15981 100% 3132 100% 10284 100% 14189 100% 18332 100% 17321 100% 28616 100%Fonte: Web of Science, dezembro 2010 SciELO, dezembro 2010
  • 23. Biological SciencesExact and Earth Sciences Engeneering Health Sciences English Portuguese Agriculture sciencesLinguistic, letters and arts Applied Social Sciences Human Sciences 0% 20% 40% 60% 80% 100% 120% SciELO Brazil – multilingualism Portuguese-English 2009 – health sciences – 6% articles in both English and Portuguese
  • 24. Distribuição dos periódicos brasileiros e dos artigos que publicam indexados no SciELO e WoS em 2009 poráreas temáticas Periódicos Artigos em 2009Área do Conhecimento SciELO WoS SciELO WoS n % n % n % n %Ciências da Saúde 70 32% 33 25% 6403 41% 3797 36%Ciências Humanas 64 30% 15 12% 2325 15% 472 5%Ciências Sociais Aplicadas 28 13% 5 4% 722 5% 179 2%Ciências Agrárias 24 11% 32 25% 3464 22% 3601 34%Ciências Biológicas 24 11% 22 17% 2437 16% 2134 20%Ciências Exatas e da Terra 17 8% 15 12% 1493 10% 1017 10%Engenharias 13 6% 3 2% 720 5% 440 4%Linguística, Letras e Artes 4 2% 5 4% 52 0% 82 1%Total 216 130 15663 10483
  • 25. Tabela 5. Ranking das vinte instituições brasileiras com maior produção de artigosindexados no SciELO e WoS SciELO WoS Posição Posição Afiliação Artigos % Afiliação Artigos %SciELO WoS WoS SciELO 1 1 USP 3128 20% 1 1 USP 7140 24% 2 4 UNESP 1085 7% 2 3 UNICAMP 2168 7% 3 2 UNICAMP 829 5% 3 4 UFRJ 2031 7% 4 3 UFRJ 801 5% 4 2 UNESP 1892 6% 5 7 UNIFESP 794 5% 5 6 UFRGS 1665 6% 6 5 UFRGS 732 5% 6 7 UFMG 1416 5% 7 6 UFMG 730 5% 7 5 UNIFESP 1226 4% 8 8 EMBRAPA 706 4% 8 8 EMBRAPA 1018 3% 9 9 FIOCRUZ 701 4% 9 9 FIOCRUZ 969 3% 10 13 UFV 654 4% 10 15 UFPE 943 3% 11 11 UFPR 456 3% 11 11 UFPR 860 3% 12 16 UFSM 437 3% 12 13 UFSC 836 3% 13 12 UFSC 433 3% 13 10 UFV 832 3% 14 20 UFLA 406 3% 14 16 UNB 689 2% 15 10 UFPE 370 2% 15 22 UFSCAR 677 2% 16 14 UNB 341 2% 16 12 UFSM 655 2% 17 19 UERJ 335 2% 17 21 UFC 649 2% 18 27 UFPEL 320 2% 18 23 UFF 577 2% 19 21 UEM 308 2% 19 17 UERJ 547 2% 20 22 UFBA 288 2% 20 14 UFLA 524 2% Total 15981 87% Total 29757 92% SciELO, 2011
  • 26. Tabela 5. Ranking das vinte instituições brasileiras com maior produção de artigos Ranking das vinte instituições brasileiras com maiorindexados no SciELO e WoS produção de artigos em ciência política e relações SciELO WoS internacionais no SciELO Posição Posição Afiliação Artigos %SciELO WoS Total SciELO Afiliação Artigos % WoS Geral 2230 100% 1 1 USP 3128 20% USP1 1 USP 421 7140 24% 19% 19% 2 4 UNESP 1085 7% UNICAMP 3 UNICAMP 2168 7% 2 123 6% 24% 3 2 UNICAMP 829 5% 3 4 UFRJ 2031 7% 4 3 UFRJ 801 5% UNB 4 2 UNESP 112 1892 6% 5% 29% 5 7 UNIFESP 794 5% UFRJ 5 6 UFRGS94 4% 6% 1665 34% 6 5 UFRGS 732 5% UFRGS 6 7 UFMG 81 4% 5% 1416 37% 7 6 UFMG 730 5% UFMG 7 5 UNIFESP60 1226 4% 3% 40% 8 8 EMBRAPA 706 4% 8 8 EMBRAPA 1018 3% 9 9 FIOCRUZ 701 4% FGV9 9 FIOCRUZ 58 3% 3% 969 43% 10 13 UFV 654 4% PUC-SP 15 UFPE 47 10 2% 3% 943 45% 11 11 UFPR 456 3% CEBRAP 11 UFPR 44 11 2% 3% 860 47% 12 16 UFSM 437 3% UFSCAR 13 UFSC 43 12 836 2% 3% 49% 13 12 UFSC 433 3% 13 10 UFV 832 3% IUPERJ 40 2% 50% 14 20 UFLA 406 3% 14 16 UNB 689 2% 15 10 UFPE 370 2% UFPR 15 22 UFSCAR 36 2% 2% 677 52% 16 14 UNB 341 2% UNESP 16 12 UFSM 35 2% 2% 655 54% 17 19 UERJ 335 2% CNPQ 17 21 UFC 33 649 1% 2% 55% 18 27 UFPEL 320 2% 18 23 UFF 577 UFPE 32 1% 2% 56% 19 21 UEM 308 2% 19 17 UERJ 547 2% 20 22 UFBA 288 2% UFBA 20 14 UFLA 31 1% 2% 524 58% SciELO – Ciência Política e 15981 87% UFF Total Relações Total 31 29757 92% 1% 59% Internacionais, 2011 UERJ SciELO, 2011 30 1% 61%
  • 27. Tabela 5. Ranking das vinte instituições brasileiras com maior produção de artigosindexados no SciELO e WoS SciELO WoS Posição Posição Afiliação Artigos % Afiliação Artigos %SciELO WoS WoS SciELO 1 1 USP 3128 20% 1 1 USP 7140 24% 2 4 UNESP 1085 7% 2 3 UNICAMP 2168 7% 3 2 UNICAMP 829 5% 3 4 UFRJ 2031 7% 4 3 UFRJ 801 5% 4 2 UNESP 1892 6% 5 7 UNIFESP 794 5% 5 6 UFRGS 1665 6% 6 5 UFRGS 732 5% 6 7 UFMG 1416 5% 7 6 UFMG 730 5% 7 5 UNIFESP 1226 4% 8 8 EMBRAPA 706 4% 8 8 EMBRAPA 1018 3% 9 9 FIOCRUZ 701 4% 9 9 FIOCRUZ 969 3% 10 13 UFV 654 4% 10 15 UFPE 943 3% 11 11 UFPR 456 3% 11 11 UFPR 860 3% 12 16 UFSM 437 3% 12 13 UFSC 836 3% 13 12 UFSC 433 3% 13 10 UFV 832 3% 14 20 UFLA 406 3% 14 16 UNB 689 2% 15 10 UFPE 370 2% 15 22 UFSCAR 677 2% 16 14 UNB 341 2% 16 12 UFSM 655 2% 17 19 UERJ 335 2% 17 21 UFC 649 2% 18 27 UFPEL 320 2% 18 23 UFF 577 2% 19 21 UEM 308 2% 19 17 UERJ 547 2% 20 22 UFBA 288 2% 20 14 UFLA 524 2% Total 15981 87% Total 29757 92% SciELO, 2011
  • 28. Tabela 5. Ranking das vinte instituições brasileiras com maior produção de artigos Ranking das vinte instituições brasileiras com maiorindexados no SciELO e WoS produção de artigos em ciência política e relações SciELO WoS internacionais no SciELO Posição Posição Afiliação Artigos %SciELO WoS Total SciELO Afiliação Artigos % WoS Geral 2230 100% 1 1 USP 3128 20% USP1 1 USP 421 7140 24% 19% 19% 2 4 UNESP 1085 7% UNICAMP 3 UNICAMP 2168 7% 2 123 6% 24% 3 2 UNICAMP 829 5% 3 4 UFRJ 2031 7% 4 3 UFRJ 801 5% UNB 4 2 UNESP 112 1892 6% 5% 29% 5 7 UNIFESP 794 5% UFRJ 5 6 UFRGS94 4% 6% 1665 34% 6 5 UFRGS 732 5% UFRGS 6 7 UFMG 81 4% 5% 1416 37% 7 6 UFMG 730 5% UFMG 7 5 UNIFESP60 1226 4% 3% 40% 8 8 EMBRAPA 706 4% 8 8 EMBRAPA 1018 3% 9 9 FIOCRUZ 701 4% FGV9 9 FIOCRUZ 58 3% 3% 969 43% 10 13 UFV 654 4% PUC-SP 15 UFPE 47 10 2% 3% 943 45% 11 11 UFPR 456 3% CEBRAP 11 UFPR 44 11 2% 3% 860 47% 12 16 UFSM 437 3% UFSCAR 13 UFSC 43 12 836 2% 3% 49% 13 12 UFSC 433 3% 13 10 UFV 832 3% IUPERJ 40 2% 50% 14 20 UFLA 406 3% 14 16 UNB 689 2% 15 10 UFPE 370 2% UFPR 15 22 UFSCAR 36 2% 2% 677 52% 16 14 UNB 341 2% UNESP 16 12 UFSM 35 2% 2% 655 54% 17 19 UERJ 335 2% CNPQ 17 21 UFC 33 649 1% 2% 55% 18 27 UFPEL 320 2% 18 23 UFF 577 UFPE 32 1% 2% 56% 19 21 UEM 308 2% 19 17 UERJ 547 2% 20 22 UFBA 288 2% UFBA 20 14 UFLA 31 1% 2% 524 58% SciELO – Ciência Política e 15981 87% UFF Total Relações Total 31 29757 92% 1% 59% Internacionais, 2011 UERJ SciELO, 2011 30 1% 61%
  • 29. Produção Científica Brasileira ~2% da produção científica mundialPeriódicosBrasileiros Os periódicos brasileiros ~33% da produção contribuem de modo especial à científica brasileira comunicação da pesquisa científica brasileira
  • 30. % de artigos indexados no WoS em 2009publicados em periódicos nacionaisBrasil 33%Africa do Sul 21%Chile 21%India 17%China 16%Mexico 10%Espanha 10%WoS, setembro 2011
  • 31. WoS - a presença do inglês nos artigos e revisões publicados em 2009 em periódicos nacionais e no total artigos em periódicos % de artigos nacionais fator de em inglês no Pais total de impacto no % do total % em ingês JCR 2009 artigos Brasil 33% 40% 77% 0.600 Africa do Sul 21% 95% 99% 0.449 Chile 21% 27% 79% 0.407 India 17% 100% 100% 0.391 China 16% 67% 94% 0.805 Mexico 10% 64% 91% 0.413 Espanha 10% 24% 90% 0.731 a média do fator de impacto dos periódicos brasileiros supera a da maioria dos países em WoS, setembro 2011 desenvolvimento e emergentes
  • 32. O efeito do português Citações porOrigem do periódico artigo artigos em inglês inglês - 40% 0.85 recebem em média o dobro deperiódicos citações pornacionais português - 60% 0.45 artigos total 0.64 artigos em periódicos internacionais sãoperiódicos internacionais 3.21 citados em média 5 vezes maisWoS – Brasil Articles or Reviews – publicados em 2009, dados coletados em julho de 2010
  • 33. WoS – Colaboração internacional do Brasil em artigos e revisões publicados nosperiódicos brasileiros em 2009 por países e regiões selecionados – presença eimpacto por citações por artigo artigos e revisõesAfiliação artigos e % do % da citações variação revisões total colaboração por artigo do totalBrasil e outros 744 6% 100% 1.22 49%Brasil e USA 240 2% 32% 1.54 88%Brasil e França 72 1% 10% 1.78 117%Brasil e Europa Ocidental 314 3% 42% 1.23 50%Brasil, USA & Canada 297 3% 40% 1.49 82%Brasil e América Latina 123 1% 17% 1.41 72%Total de artigos e revisões 11650 100% 0.82 0%WoK, setembro 2011 a média maior das citações por artigos e revisões em colaboração ocorre com todas as regiões
  • 34. WoS – Artigos e revisões de autoria estrangeira sem brasileiros publicados emperiódicos brasileiros em 2009 – presença e impacto por citações por artigo artigos e revisões de autores estrangeiros % dos Afiliação % do citações variação número estrangeiro total por artigo do total s Total estrangeiros 1320 11% 100% 1.09 33% ARGENTINA 132 1% 10% 0.91 11% USA 123 1% 9% 1.43 74% INDIA 92 1% 7% 1.05 28% TURQUIA 83 1% 6% 1.30 59% CHINA 74 1% 6% 1.34 63% América Latina 371 3% 28% 1.09 33% Total 11650 100% 0.82 0%WoK, setembro 2011 artigos e artigos de revisão de autoria estrangeira publicados pelos periódicos brasileiros tem média de citações maior que a média geral, mas são apenas 11% do total.
  • 35. WoS – ranking por média de citações recebidas dos artigos originais com afiliaçãobrasileira publicados em 2009 em periódicos nacionais (n), internacionais (i) e emambos (t), por áreas temáticas agrupadas ranking ranking Grupo Área temática Grupo Área temática n i t n i t Ciências Veterinárias 34 108 165 Psicologia Multidisciplinar 2 138 121 Agricultura Multidisciplinar 29 128 188 2 Pediatria 4 123 114 Saúde Pública, Ambiental e Ocupacional 32 83 156 2 Química Medicinal 1 73 73 Agronomia 33 95 175 Filosofia 75 218 219 Biologia 30 117 176 2 Odontologia, Medicina e Cirurgia Oral 8 101 93 1 4 Ciências Multidisciplinares 2 Química Multidisciplinar 43 2 50 6 16 66 3 2 Farmacologia e Farmácia 2 Parasitologia 7 82 77 3 48 55 3 Enfermagem 42 180 200 1 Zoologia 24 147 150 Agricultura Ciência Animal e do Leite 20 114 153 Entomologia 23 141 146 3 Zoologia 24 147 150 1 Enfermagem 42 180 200 áreas mais publicadas pelos periódicos nacionais áreas de melhor relação de impacto nacionais e internacionais 3 Química Medicinal 1 73 73 Medicina Geral e Interna 17 1 1 3 Psicologia Multidisciplinar 2 138 121 1 Ciências Multidisciplinares 43 2 50 3 Parasitologia 3 48 55 Hematologia 999 3 2 3 Pediatria 4 123 114 Astronomia e Astrofísica 999 4 3 Endocrinologia e Metabolismo 5 27 41 Medicina Intesiva 999 5 4 2 3 Química Multidisciplinar 3 Farmacologia e Farmácia 6 7 16 82 66 77 4 Física de Partículas e Campos Física Nuclear 999 999 6 7 5 6 3 Odontologia, Medicina e Cirurgia Oral 8 101 93 Doenças Infecciosas 15 8 13 Bioquímica e Biologia Molecular 9 28 42 Sistemas Cardíaco e Cardiovascular 19 9 88 4 Genética e Hereditariedade 10 10 47 2 Genética e Hereditariedade 10 10 47 áreas de maior impacto nos periódicos nacions áreas de maior impacto nos periódicos internacionais Artigos nos periódicos nacionais foram indexados em 82 áreas e dos internacionais em 234 áreas temáticas do WoS. Destas, foram consideradas as áreas temáticas com mais de 20 artigos. WoS, dezembro de 2010
  • 36. citações recebidas em 2010Fator de aos artigos publicados emImpacto 2008 e 2009de um = soma dos artigos publicadosperiódico em 2008 e 2009em 2010
  • 37. Distribuição do fator de impacto (FI) no JCR dosperiódicos brasileiros em 2007 e 2009
  • 38. Desafio periódicos brasileiros ordenados por fator de impactoDistribuição do fator de impacto (FI) dos periódicos brasileiros em2007, 2009 e 2010. Nota-se uma estagnação no crescimento dosperiódicos de maior impacto. O desafio é continuar crescendo.
  • 39. WoS - a presença do inglês nos artigos e revisões publicados em 2009 em periódicos nacionais e no total artigos em periódicos % de artigos nacionais fator de em inglês noPais total de impacto no % do total % em ingês JCR 2009 artigosBrasil 33% 40% 77% 0.600Africa do Sul 21% 95% 99% 0.449Chile 21% 27% 79% 0.407India 17% 100% 100% 0.391China 16% 67% 94% 0.805Mexico 10% 64% 91% 0.413Espanha 10% 24% 90% 0.731 a média do fator de impacto dos periódicos brasileiros supera a da maioria dos países em WoS, setembro 2011 desenvolvimento e emergentes
  • 40. periódicos brasileiros ordenados por fator de impactoA distribuição do fator de impacto (FI) dos periódicos brasileirosno JCR e no SciELO em 2010 revela a presença significativa das citaçõesdomésticas medidas pelo SciELO na composição do FI no JCR
  • 41. SciELO JCR Meneghini, R. ; Mugnaini, R. ; Packer, International versus AL . national oriented Brazilian scientific journals. A scientometric analysis based on SciELO and JCR-ISI databases. Scientometrics, v. 69, p. 529-538, 2006.
  • 42. SciELO JCR Meneghini, R. ; Mugnaini, R. ; Packer, International versus AL . national oriented Brazilian scientific journals. A scientometric analysis based on SciELO and JCR-ISI databases. Scientometrics, v. 69, p. 529-538, 2006.
  • 43. SciELO JCR Meneghini, R. ; Mugnaini, R. ; Packer, International versus AL . orientação/ national oriented Brazilian centralidade scientific journals. A scientometric analysis nacional based on SciELO and JCR-ISI databases. Scientometrics, v. 69, p. 529-538, 2006. orientação/ centralidadeinternacional
  • 44. FIG. 8. Distribution of the journals according to economic model and geographicregion. [Color figure can be viewed in the online issue, which is availableat wileyonlinelibrary.com.](Miguel S, Chinchilla-Rodríguez Z. Moya-Anegón F, 2011)
  • 45. • periódicos brasileiros comunicam mais de um terço da produção científica brasileira indexada no WoS ou Scopus• SciELO - 1.2 milhões de downloads por dia• 90% dos periódicos têm impacto abaixo da mediana nas respectivas áreas temáticas - JCR e SJR• publicação majoritária no idioma português• afiliação brasileira dos autores predomina• baixa colaboração internacional• autores brasileiros obtém na média mais citações por artigo em periódicos internacionais
  • 46. barreiras que impedem ou dificultam o avançodos periódicos brasileiros• qualidade da ciência publicada• capacidade editorial --- dispersão editorial • massa crítica – escala - inovação • infraestrutura – estado da arte • profissionalização - amadorismo • internacionalização• idioma• sustentabilidade
  • 47. 2linhas de ação para aperfeiçoar a qualidade,aumentar o impacto internacional efortalecer a sustentabilidade dos periódicosbrasileiros em acesso aberto- consulta em curso pela ABEC e SciELO
  • 48. Linhas de ação: • Internacionalização - visibilidade: revisores, editores associados, inserção internacional do editor e do periódico, revisão/edição do inglês de alta qualidade, sistema internacional de processamento de manuscritos, indexação, markup - publicação, tablets- mobiles• Profissionalização: pagamento editores, editores associados?, revisores?, gestão / financiamento baseados em resultados, revisão / edição dos textos, sistema internacional de processamento de manuscritos, marketing• Sustentabilidade em acesso aberto: gestão / financiamento baseado em resultados, orçamento/ financiamento baseado no pagamento por artigos, rumo a um fundo nacional de financiamento de artigos
  • 49. 3Condições e caminhos que influenciam ofator de impacto dos periódicos
  • 50. 10 condições / caminhos destacadosPublicação em acesso aberto e interoperabilidade na WebPublicação de pesquisa de alta qualidadePublicação de pesquisa com colaboração internacionalPublicação de reviews estado da artePublicação de pesquisa de qualidade de autores estrangeirosInserção da gestão do periódico na comunidade internacionalPeer review de qualidade e tempo de processamento reduzidoMarketingInfraestrura de serviços de referência em editoração e publicação científicaFinanciamento estável baseado no custeio do processamento de artigos
  • 51. Obrigado !