Gestão editorial de periódicos – estado atual, impasses, desafios e perspectivas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Gestão editorial de periódicos – estado atual, impasses, desafios e perspectivas

on

  • 342 views

Buscaremos fazer uma reflexão sobre aspectos relacionados aos seguintes temas: 1. Métodos qualitativos e quantitativos de avaliação e comunicação da produção científica e as especificidades ...

Buscaremos fazer uma reflexão sobre aspectos relacionados aos seguintes temas: 1. Métodos qualitativos e quantitativos de avaliação e comunicação da produção científica e as especificidades da área de humanas; 2. Profissionalização da gestão editorial de periódicos: desafios e perspectivas; 3. Dimensões e impasses da internacionalização no cenário contemporâneo. A análise será pautada em minha experiência como editora-chefe da Revista Educação e Pesquisa, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP) e também como membro do comitê científico da SciELO (área Humanas e Ciências Sociais), responsável pela avaliação do ingresso e permanência das revistas na coleção. Nesta função tenho, não somente a responsabilidade de representar os anseios da comunidade científica mais ampla, como também a oportunidade de conhecer e colaborar para a concretização de algumas linhas de ação e metas para o desenvolvimento da rede SciELO.

We will seek to reflect upon the aspects related to the following topics: 1. Qualitative and quantitative methods of evaluating and communicating academic output, and the specific characteristics of the Humanities and Social Sciences; 2. Professionalization of the editorial management of journals: challenges and perspectives; 3. Dimensions and dilemmas of internationalization in the contemporary scenario. The analysis will be based on my experience as the Editor-in-Chief of the Revista Educação e Pesquisa (Journal of Education and Research) of the Department of Education of the Universidade de São Paulo (USP), and also as a member of the academic committee of SciELO (in the Humanities and Social Sciences) responsible for the evaluation of journals for their admission into the SciELO collection, and for their retention. In this role I have not only the responsibility of representing the aspirations of the wider academic community, but also of getting to know and collaborating to solidify some of the action lines and goals for the development of the SciELO Network.

Statistics

Views

Total Views
342
Views on SlideShare
342
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Gestão editorial de periódicos – estado atual, impasses, desafios e perspectivas Gestão editorial de periódicos – estado atual, impasses, desafios e perspectivas Presentation Transcript

  • GESTÃO EDITORIAL DE PERIÓDICOS: ESTADO ATUAL, IMPASSES, DESAFIOS E PERSPECTIVAS Teresa Cristina Rego Profa. Livre-Docente da Universidade de São Paulo teresare@usp.br Evento SciELO 15 ANOS São Paulo, outubro de 2013
  • 1. OBJETIVOS DA EXPOSIÇÃO: Refletir sobre os seguintes temas: 1. Métodos qualitativos e quantitativos de avaliação e comunicação da produção científica e as especificidades da área de humanas; 2. Profissionalização da gestão editorial de periódicos: desafios e perspectivas; 3. Dimensões e impasses da internacionalização no cenário contemporâneo.
  • 2. PERSPECTIVAS DA ANÁLISE:  PLANO MACRO EDITORIAL: como membro do comitê científico do SciELO Brasil, representante dos editores da área de humanas. Cabe ao comitê a formulação e aplicação das políticas de avaliação para inclusão e permanência de periódicos científicos na Coleção SciELO.  PLANO MICRO EDITORIAL: como editora-chefe da Revista Educação e Pesquisa, ligada a Universidade de São Paulo.
  • 3. DISTRIBUIÇÃO DOS PERIÓDICOS POR ÁREA DE CONHECIMENTO (SCIELO, 2012)
  • 4. O PREDOMÍNIO DA ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E CIÊNCIAS HUMANAS Estado Qde Títulos Ciências da Saúde 82 29,39% Ciências Humanas 73 26,16% Ciências Agrárias 38 13,62% 29 10,39% 20 7,17% 12 4,30% 12 4,30% Engenharias 10 3,58% Interdisciplinar 2 0,72% Multidisciplinar 1 0,36% Total 279 Ciências Sociais Aplicadas Ciências Biológicas Ciências Exatas e da Terra Linguística, Letras e Artes % 100%
  • 5. A PRODUÇÃO EM HUMANAS     Tradição: publicar livros e capítulo de livros; Mais voltadas para os problemas nacionais, por isso estão menos internacionalizadas e têm fator de impacto relativamente mais baixo do que outras áreas; Para as humanidades a "meia vida" de um artigo é mais longa. O pico de citações acontece entre o quinto e o sexto ano de publicação (para as exatas e biológicas acontece no segundo ano); Os periódicos brasileiros de humanas estão fazendo um grande esforço para a internacionalização, fenômeno que aconteceu com os periódicos das outras áreas em anos passados. Portanto, não se trata de "atraso" da humanidades e sim um ciclo histórico específico dessa área de conhecimento.
  • 6. A ATUAÇÃO NA REVISTA EDUCAÇÃO E PESQUISA (Plano micro editorial) 
  • 7. A REVISTA EDUCAÇÃO E PESQUISA É vinculada à Faculdade de Educação da USP  Periodicidade Trimestral (4 números por ano). Publica 49.3 artigos por ano (Critérios SciELO Brasil: 18)  Existe há 38 anos; É editada em versão impressa (1.000 exemplares) e eletrônica (todo acervo está digitalizado) Financiamento: CNPQ, SIBI-USP, venda de assinaturas e avulsas em livrarias, permutas entre bibliotecas; e outros financiamentos Alto índice de rejeição de artigos (82%) No. de artigos vertidos para o inglês por volume: 3 a 5 É indexada nos mais importantes portais de busca e bases de dados do país e do exterior Recebeu sempre a pontuação máxima nas avaliações feitas pela Qualis/Capes. Conceito A1- Educação
  • 8. ALGUNS DESAFIOS: Educação e Pesquisa apresenta indicadores que poderiam envaidecer qualquer corpo editorial, mas, na verdade, nos impõe grandes desafios, tais como: 1. Administrar o expressivo número de artigos submetidos e aumento do volume de trabalho que envolve todo o processo de avaliação dos textos. 2. Captar artigos de qualidade, dada a tradição ou fragilidade da produção da área e também a migração de autores para a publicação em outros periódicos internacionais, com maior índice de citação. 3. Encontrar espaços de visibilidade entre dezenas, ou centenas, de periódicos internacionais solidamente posicionados. Como podemos nos posicionar de modo diferenciado no ambiente internacional, já saturado de ofertas? 4. Conseguir verter para o inglês a totalidade dos artigos publicados em cada número (hoje vertemos cerca de 30%). Para isto temos que superar problemas relacionados ao custeio destes serviços.
  • 9. AÇÕES: Temos desenvolvido um conjunto de ações para: 1. 2. 3. 4. aumentar a qualificação do que é publicado; agilizar os processos de arbitragem dos artigos; profissionalizar todo o fluxo de trabalho; alcançar maior inserção e visibilidade do periódico no cenário nacional e internacional.
  • 10.QUESTÃO PROPOSTA: O painel A gestão das revistas e o SciELO tem por objetivo debater as linhas de ação do SciELO desde o ponto de vista dos editores. “Quais serviços e ações se espera do SciELO para que sua revista fortaleça o profissionalismo, a internacionalização e sustentabilidade dos processos editoriais?”
  • 11. AS LINHAS DE AÇÃO PROPOSTA NO DOCUMENTO O documento encaminhado (versão preliminar, elaborada em Santiago do Chile em setembro de 2013) apresenta três linhas de ação para os anos de 2014 a 2016 visando incrementar a visibilidade assim como apoiar o desenvolvimento dos periódicos indexados na Rede Scielo: profissionalização internacionalização sustentabilidade financeira
  • 12. A POLÍTICA DE AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA E SEUS NEFASTOS IMPACTOS SOBRE OS PERIÓDICOS A estrutura da produção científica da qual o universo das revistas indexadas faz parte; O problema da produção e comunicação científica no contexto contemporâneo; As especificidades da publicação nas ciências humanas O ciclo perverso do produtivismo e o mal estar na academia;
  • 13. SUGESTÃO PARA COMPLEMENTAR O DOCUMENTO Incluir: Ação política, no que diz respeito ao sistema de produção, avaliação e comunicação da ciência. 1.Proporcionar uma integração entre os editores (atuar em rede, já que temos interesses em comuns e enfrentamos dificuldades semelhantes); 2.Estimular para que, desta interação entre os editores, nasça um fórum permanente, um espaço para a troca de ideias, experiências e, principalmente, para a soma de esforços no sentido de encontrar, juntos, alternativas para fazer frente ou atenuar os efeitos perversos do produtivismo que hoje assombra a qualidade da produção e da comunicação científica. 3.Fomentar o desenvolvimento de políticas públicas, auxiliar na criação de linhas de apoio das agências de fomento, bem como a criação de programas específicos voltados à produção e divulgação científica de qualidade.
  • OBRIGADA! Teresa Cristina Rego Profa. Livre-Docente da Universidade de São Paulo teresare@usp.br