MAC - Museu de Arte Contemporânea de Niterói
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

MAC - Museu de Arte Contemporânea de Niterói

on

  • 756 views

Apresentação de trabalho em grupo sobre o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Disciplina de Introdução à Arquitetura, Curso de Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal ...

Apresentação de trabalho em grupo sobre o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Disciplina de Introdução à Arquitetura, Curso de Graduação em Engenharia Civil, Universidade Federal Fluminense

Statistics

Views

Total Views
756
Views on SlideShare
756
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    MAC - Museu de Arte Contemporânea de Niterói MAC - Museu de Arte Contemporânea de Niterói Presentation Transcript

    • Universidade Federal Fluminense Escola de Engenharia Departamento de Arquitetura - TAR Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo Professores : Guilherme Figueiredo Lucia Capanema Álvares. Alunos graduandos do curso de Engenharia Civil. Alunos: Matrícula André Mazza 412037049 Bruna Carvalho Motta 11137051 Cássia da Silva Abreu 11037063 Fabrycio Menezes 11137044 Victor Schröder 11137027 Vivian Vianna 11137036 1º semestre de 2013
    •  "O terreno era estreito, cercado pelo mar e a solução aconteceu naturalmente, tendo como ponto de partida o apoio central inevitável. Dele, a arquitetura ocorreu espontânea como uma flor. A vista para o mar era belíssima e cabia aproveitá-la. E suspendi o edifício e sob ele o panorama se estendeu mais rico ainda. Defini então o perfil do museu. Uma linha que nasce do chão e sem interrupção cresce e se desdobra, sensual, até a cobertura. A forma do prédio, que sempre imaginei circular, se fixou e, no seu interior me detive apaixonado. À volta do museu criei uma galeria aberta para o mar, repetindo-a no segundo pavimento, como um mezanino debruçado sobre o grande salão de exposições". Oscar Niemeyer
    •  “Foi num dia ameno de maio, 1991. Eu acompanhava o arquiteto Oscar Niemeyer e o prefeito Jorge Roberto Silveira, procurando na orla marítima um terreno adequado ao Museu de Arte Contemporânea de Niterói. Mas no meio do caminho, no mirante da Boa Viagem, já era evidente que o destino acertara. Seria ali o museu que ainda não tinha forma, mas nascia com invencível vocação de ser.” Ítalo Campofiorito Arquiteto e Crítico de Arte / Membro do Conselho Deliberativo do Museu de Arte Contemporânea de Niterói
    •  1988 – Promulgada a Nova Constituição.  1988 – Eleições Municipais – 1º Mandato do Prefeito Jorge Roberto Silveira  1989 – Fernando Collor eleito presidente da República  1990 – Plano Collor – Liberação fiscal e financeira com medidas radicais de estatização.
    •  A ideia de criação do museu, segundo Roberto da Silveira, surge da intenção de João Leão Sattamini Neto de doar sua coleção de arte para a cidade. O museu nasce precisamente para abrigá-la. Iniciada em 1966, quando Sattamini residia na Itália, a coleção de quase 1.200 obras define-se como um dos mais significativos conjuntos de arte brasileira produzida entre os anos 1950 e 1990.
    •  Maio – Mirante da Boa Viagem  15 de julho de 1991 – Apresentação do Anteprojeto 1996  Inauguração em 02 de setembro de 1996
    •  Criação do Arquiteto Oscar Niemeyer .  “Não desejava um museu envidraçado, mas com o grande salão de exposições cercado de paredes retas, circulado por uma galeria que o protegesse e permitisse aos visitantes nos momentos de pausa apreciar a vista extraordinária.” Oscar Niemeyer  O MAC foi concebido e construído em meio às discussões e revisões pelas quais passa a produção arquitetônica nesta virada de século.
    • Jorge Roberto Silveira João Sattamini
    • Bruno Contiarini • Ponte Rio Niterói • Cidade da Música • Sede da Editora Mondadori • Universidade de Constantine, Argélia • Tribunal Superior do Trabalho, Brasília • Linha Amarela • Sambódromo Marquês de Sapucaí • Bolsa de Valores do Rio de Janeiro • Hotel Nacional
    • Curador da Coleção: Victor Arruda Mobiliário: Anna Maria Niemeyer Museologia: Marcia Müller Rose Miranda Teoria e Pesquisa: Luiz Camillo Osorio Guilherme Vergara Arte-educação: Sandro Silveira Arquitetura Museográfica: Ricardo Brugger Manoel Vieira Administração: Telma Lasmar Alexandre Vasconcelos Iluminação: Peter Gasper Secretaria de Cultura: Cláudio Valério Teixeira Desenvolvimento: Jair Valera Anna Elisa Niemeyer Hans Müller Arquiteto: Oscar Niemeyer Engenheiro: Bruno Contiarini Operários: 300 pessoas em 3 turnos
    • 5.500 toneladas 32.000 m³ concreto = prédio de 10 andares
    • 50 m 16 m 9 m
    • 70 x 1,85 m 4,80 m Espessura: 18 mm 20 pessoas
    • 400 x 600 x 36 x
    • 250ºC-50ºC
    •  O Fluminense. Artigo Espontâneo como uma flor, disse Niemeyer sobre MAC. Disponível em: http://www.ofluminense.com.br/editorias/pais/espontaneo-como- uma-flor-disse-niemeyer-sobre-mac  MATIAS, Alexandre. Coluna | Impressão Digital. Disponível em: http://www.oesquema.com.br/trabalhosujo/category/foradecontrole/p age/6  Site oficial do Museu de Arte Contemporânea: http://www.macniteroi.com.br/
    • André Mazza Bruna Carvalho Motta Cássia da Silva Abreu Fabrycio Menezes Victor Schröder Vivian Vianna 02/08/2.013 Obrigado!