Your SlideShare is downloading. ×
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Urbanismo e Mobilidades
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Urbanismo e Mobilidades

7,936

Published on

Published in: Education, Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
7,936
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
168
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Urbanismo e MobilidadesRuralidade e Urbanidade
    Agricultura
    Formandos: Carlos Bastos e José Guimarães – EFA GR
  • 2. História
    Na Revolução Industrial (séc. XVIII) a agricultura sofreu uma grande transformação, pois passou a ser orientada essencialmente para os mercados, sendo para isso necessário a evolução das sua ferramentas para que fosse possível aumentar a produtividade garantindo a auto-suficiência alimentar e garantindo um aumento dos rendimentos dos agricultores. Em simultâneo apareceram efeitos negativos como a disparidade regional e social bem como a poluição e destruição dos ecossistemas.
  • 3. Definição
    A Agricultura é o conjunto de técnicas utilizadas para o cultivo de plantas com o objectivo de obter alimentos, fibras, energia, matérias-primas para roupas, construções, medicamentos, ferramentas, ou apenas para contemplação estática.
  • 4. Profissões
    Eng. Agrónomo
    Eng. Agrário
    Agricultor
    Viticultor
    Vitivinicultor
    Fruticultor
    Jornaleiro
    Tractorista
    Podador
    Hortofloricultor
    Tratador de Animais
    Jardineiro
    Motoserrista
  • 5. Tipos de Agricultura
    Agricultura Tradicional ou de Subsistência
    Agricultura Moderna
  • 6. Agricultura tradicional de subsistência
    Esta tipo de agricultura é caracterizado pela agricultura familiar, de pequenas propriedades e não dependente de máquinas nem da fertilização forçada da terra.
    Em geral o objectivo da produção é para subsistência da própria família e com venda dos excedentes em feiras, pequenos comerciantes e cooperativas.
  • 7. Agricultura Moderna
    Este tipo de agricultura é caracterizado pela produção com fins meramente comerciais, em grandes áreas, com recurso a maquinaria e fertilização forçada dos terrenos agrícolas de forma a rentabilizar as produções.
    Como os seus fins são comerciais, a sua produção é inteiramente vendida a retalho, cooperativas ou através de associativismos, e em geral escoado para os mercados nacionais e internacionais.
  • 8. Agricultura Moderna
    Agricultura Industrial
    Agricultura Biológica
    Este tipo de agricultura baseia-se no interesse da produção em massa e com categoria definida para venda no mercado.
    As arvores e sementes são seleccionadas de forma a que a produção seja mais eficiente.
    O uso de fertilizantes e pesticidas químicos é frequente.
    O produto final é bonito e todo igual, mas contem químicos dos pesticidas usados para tratamentos.
    Ao contrário da anterior os produtos colhidos tem aspecto “menos plástico” com tamanhos e formas diferentes.
    As arvores e sementes são de produção local e não seleccionada.
    Apenas usa fertilizantes e pesticidas naturais.
    O produto final é mais saboroso e rico em nutrientes
  • 9. Químicos - Fertilizantes
    Os fertilizantes são compostos químicos de origem natural ou artificial que vão servir como alimento para as plantações, completando assim as carências de que os terrenos padecem, com o intuito de corrigir carências ou de melhorar as produções.
    Estes podem ser aplicados pela terra e dai absorvidos pela raiz da planta (causa desperdício ou até mesmo contaminação ou desequilíbrio ecológico) ou directamente pelas folhas (adubação foliar).
    Antes de se proceder a qualquer utilização de fertilizantes, deve ser efectuada uma análise ao terreno para se comprovar as carências, evitando os desperdícios e desequilíbrios.
    Apesar de serem muito importantes para a agricultura, são responsáveis pela poluição dos solos e cursos de água.
  • 10. Químicos – Pesticidas
    Herbicida
    Fungicida
    É um produto químico, utilizado para matar e controlar as ervas daninhas assim como outras espécies vegetais que sejam dominantes e provoquem o enfraquecimento das plantações próximas. São responsáveis pela contaminação de cursos de águas, por serem altamente tóxicos e como inibidores de clorofila, matam outras espécies de plantas necessárias para o equilíbrio ambiental.
    É um pesticida que destrói ou inibe a acção dos fungos. A utilização de fungicidas é muito comum na nossa agricultura, mas são extremamente prejudiciais porque matam todo o tipo de fungos maus e bons, fazendo com que os insectos e fungos necessários para o equilíbrio ambiental morram.
  • 11. Químicos -Aplicações
  • 12. Equipamentos Agrícolas
    Tradicionais:
  • 13. Equipamentos Agrícolas
    Modernos:
  • 14. Técnicas Agrícolas
    Irrigação
    Rotação de Culturas e Pousio
    Técnica utilizada para a rega das plantações que tem como objectivo minimização do desperdício de água. Ao tornar o sistema de rega eficiente, para além de poupar água, como apenas rega a planta que se quer, todas as plantas vizinhas indesejáveis não vão usufruir da mesma quantidade de água.
    É uma das técnicas agrícolas mais antigas, com este princípio não se dá um desgaste das terras, pois é atribuído um tempo de descanso ao terreno para recuperar nutrientes e plantação é diversificada pois cada tipo de plantação tem exigências de nutrientes da terra diferentes.
  • 15. Técnicas Agrícolas
    Agricultura Orgânica ou biológica
    A Agricultura biológica é uma técnica agrícola, que promove e melhora o equilíbrio do ecossistema, baseando-se na biodiversidade, ciclos biológicos e actividade biológica dos solos. É reconhecido pelo uso de métodos culturais, biológicos e mecânicos em detrimento da utilização de materiais sintéticos.
    Este termo também é utilizado em produção de alimentos e matérias vegetais e animais, que não usem produtos sintéticos na sua produção e que fomenta uma agricultura biológica sustentável.
    Por isso é reconhecida como Ecológica, Sustentável e Socialmente Responsável.
    Também é reconhecido o seu valor nutritivo, sabor, uso de outras espécies (não rentáveis), harmonia biológica, garantia de saúde, emprego nas comunidades rurais, menos poluição.
  • 16. Técnicas Agrícolas
    Transgénicos ou geneticamente modificados
    São organismos que mediante técnicas de engenharia genética, sofrem alterações contendo material de outros organismos.
    Esta técnica tem a vantagem de criar plantas resistentes a condições biológicas não favoráveis. Desta formas as plantas tornam-se resistentes a pragas, terrenos impróprios para produção, fruto mais resistente ao transporte e mais apetecível para venda, auto fecundação e produção mais eficiente.
    Devido a estas resistências, estão a provocar danos irreparáveis na biodiversidade.
    Desconhecimento total dos danos que podem vir a aparecer nos humanos e animais que se alimenta destes produtos.
  • 17. Ciclo do Azoto
    O ciclo do Azoto ou ciclo do Nitrogénio é o ciclo biogeoquímico que comporta as diversas transformações que este elemento sofre no seu ciclo entre o reino mineral, animal e vegetal.
    O azoto apesar de extremamente abundante na atmosfera é diminuto na terra e por esse motivo só com a ajuda das plantas e animais é que é possível introduzi-lo na terra naturalmente.
    É um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres e o azoto é necessário para a produção de moléculas complexas (aminoácidos, proteínas e ácidos nucleicos) necessária aos seres vivos.
  • 18. Ciclo do Azoto
  • 19. Produtos Agrícolas Nacionais
    Vinho, azeite, leite e derivados, cortiça, enchidos, pão, cereais, castanha, tremoço, fruta, cânhamo, algodão, tabaco, flores.

×