Considerações da aula dia  25 09
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Considerações da aula dia 25 09

on

  • 450 views

 

Statistics

Views

Total Views
450
Views on SlideShare
414
Embed Views
36

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 36

http://lyvecina.blogspot.com.br 34
http://www.lyvecina.blogspot.com.br 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Considerações da aula dia  25 09 Considerações da aula dia 25 09 Document Transcript

  • Considerações sobre a aula do dia: 25/09/012Semana que vem dia 02/09 apresentação da defesa banca daDaniela Miranda Marques.Trabalho apresentado pelos colegas de sala: Sonia, Ana Rosa eClenilda.Expandindo o conceito de LetramentoO artigo apresenta e discute quatro argumentos para expandir adefinição de letramento.1. A linguagem multimidiática da tela se transformou no vernáculocorrente.2. A linguagem multimidiática da tela é capaz de construirsignificados complexos independentemente do texto.3. A linguagem multimidiática da tela permite modos depensamento, formas de comunicar e produzir pesquisa, e métodosde publicação e de ensino que são essencialmente diferentesdaqueles relacionados ao texto.4. Por último, seguindo os três argumentos anteriores, serãorealmente letrados no século 21 aqueles que aprenderem a ler eescrever a linguagem multimidiática da tela.Essas quatro afirmações são os princípios fundamentais do trabalhoque está sendo feito no Instituto para o Letramento Multimidiático(IML) no Centro Annenberg da University of Southern Califórnia(USC).
  • Atualmente a linguagem comum inclui: televisão, os filmes ocomputador, os jogos online e as músicas constituem o vernáculocorrente.A palavra impressa permitiu primeiramente o letramento de pessoascomuns, e foi muito eficaz, mas privilegiar uma linguagem impressasignifica ignorar o sucesso de outras tecnologias – gravação emáudio, rádio, cinema e televisão – que passaram a existir desdeos primórdios da impressão da escrita. Essas tecnologias setornaram, para os cidadãos médios, os modos mais comuns dereceber informação, de se comunicar uns com os outrose de se divertir. Não é difícil perceber como a gramática dessastecnologias há muito invadiu o nosso pensamento coletivo.As metáforas da tela se tornaram comuns nas falas cotidianas.Por exemplo, dar um close [close-up] é sinônimo de “verticalizar” e“aprofundar”. Nós nos referimos a flashback como um olhar voltadopara o passado. Nós enquadramos [frame] eventos paracontextualizá-los. Nós usamos a palavra corta [cut] quando estamoscom pressa, dissolve [dissolve], fade out ou segue [segue] quandoqueremos passar de um tópico para outro e usamos tambémbackground sonoro (som de fundo). Passamos muitas horas emnossos computadores olhando e compartilhando telas. Os alunosestão acostumados com a experiência direta da música como umdos fatores primários para a criação da identidade deles e passamhoras jogando no computador em comunidades online. Pararesumir, as experiências compartilhadas com os outros sereshumanos são, na maioria das vezes, derivadas das imagens e sonscontidos nas telas.
  • É exatamente esses elementos que fazem parte do nosso cotidiano,mas somente algumas pessoas incorporam esses novosletramentos a maioria ainda faz resistência a essas novasferramentas de comunicação e outras nem sequer procuram sabersobre os elementos constituintes desta linguagem presentes nocomportamentos dos nossos alunos, ficando restritos ao seu próprioconhecimento.DALEY nos diz em seu artigo que como texto, a multimídia podenos permitir desenvolver conceitos e abstrações, comparações emetáforas, envolvendo ao mesmo tempo nossas sensibilidadesemocionais e estéticas. Uma mídia diversificada, com suascamadas múltiplas e simultâneas, faz muito mais do que fornecerrealces, ilustrações e instrumentos para enriquecer, dar acesso etransmitir as formas do letramento estabelecido. E deixa umapergunta no ar: Como seria tentar compartilhar plenamente tãoimportantes acontecimentos sem ter acesso à linguagem e ao poderda tela?Cria-se constrói-se mídia ao invés de escrevê-la;Navega-se e constrói-se mídia ao invés de lê-las;Neste trabalho também foi usado como exemplo o Filme: “Acidente”do Cineasta Cao Guimarães.O cineasta Cao Guimarães relata a sua experiência no filmeAcidente, onde não existia um roteiro a seguir, simplesmente tudo oque viam era filmado, os objetos que estavam a espera de uma
  • ação sobre eles. Qualquer coisa que acontecesse acidentalmentediante da câmera seria passível de registro.A história do filme se originou a partir de um poema com váriosnomes de cidades mineiras uma delas chamava Espera feliz.A filmagem acontecia através do acaso, simplesmente dava-se aoacaso de expressar qualquer coisa que acontecesseacidentalmente naquela cidade era registrado pela câmera. Ocineasta fala da total liberdade que ele sentiu em fazer esse filme,pois não tinha exatamente o que filmar, não existia um roteiro aseguir simplesmente eles ficavam ali naquela cidade escolhida paraa filmagem para ver o que iria acontecer, o cineasta diz que é muitoimportante esses desprendimento de valores, conceito epreconceitos na produção da Arte.“Na arte é imprescindível o desprendimento de certos valores,parâmetros, conceitos e preconceitos para ver o que vai acontecerna sua vida”. (Cao Guimarães)O cineasta Cao Guimarães fala do processo de percepção dosobjetos em suas produções. Os objetos também estão à espera quealguma coisa aconteça sobre eles, simplesmente através dapercepção, da observação dos objetos que muitas vezes nos dizemmuitas coisas, além do que vemos e pensamos.Esta entrevista com Cão Guimarães nos remete a algo que nãoestamos desprendidos totalmente, muitas vezes nos limitamos a vera imagem sem relevância do que há por de trás dela. Limitandonossas ideias e pensamentos acerca das informações e imagensque nos são transmitidos.Assim todas as formas de expressão estão interligadas: vusual,verbal e o texto verbal e o multimidiático constroem significados de
  • formas distintas. Por meio da montagem, você é capaz demanipular o tempo e o espaço e criar sequências que nuncaexistiram no mundo físico e real, mas que são tematicamente econceitualmente relacionadas. A montagem permite uma interaçãoentre o criador e o receptor, como também entre os elementos dacriação. Ela permite e encoraja a recombinação dos elementos danatureza para criar novos significados.É essa multimídia a linguagem do cotidiano dos alunos;Temos que ampliar o universo da escrita com a multimídia, pois elatem um potencial para oferecer.Estes textos midiáticos ainda não têm espaço na sala de aula.O conhecimento fica preso nos livros, é preciso conhecer aslinguagens de forma que produza efeitos sobre nós mesmo.A tecnologia com o tempo substituirá o papel e a escrita cursiva.Assim como no passado a tábuas de argila e a escrita em papirosforam superadas pelas novas ferramentas que surgiram com aevolução da escrita e a evolução dos seres humanos que passarama ter um o domínio maior sobre as ferramentas tecnológicas.Conforme citado no texto de DALEY No Institute for MultimediaLiteracy nosso compromisso é o de empoderar professores ealunos para escolherem a melhor linguagem para suas tarefas. Emalguns casos, essa linguagem pode muito bem ser o texto linear e,em outros casos, pode ser um ou mais tiposde multimídia. Parafazer tal escolha, um professor ou aluno deve ter domínio doselementos da linguagem multimidiática e da tela e deve entendercomo usar esse domínio para criar e disseminar conhecimento.
  • A linguagem multimidiática é papel da escola.Mind set – mudar o jeito de pensar.Affordance – refere-se aos limites e possibilidades de cadalinguagem. Fazer uma orquestração das múltiplas linguagens.As limitações de cada linguagem ainda não são conecidas.Todas estas questões foram comentadas entre os alunos emediadas pelo Profº. Dr. Luiz Fernando Gomes.Foram muitas reflexões acerca das linguagens visuais emultimodais.