Your SlideShare is downloading. ×
Aula 3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Aula 3

1,714
views

Published on

Aula 03 do Componente Curricular Relações Econômicas Internacionais - Curso Técnico de Comércio Exterior, RIA18 - SENAC Itajaí.

Aula 03 do Componente Curricular Relações Econômicas Internacionais - Curso Técnico de Comércio Exterior, RIA18 - SENAC Itajaí.


0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,714
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
44
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CURSO TÉCNICO EM COMÉRCIO EXTERIORRELAÇÕES ECONÔMICAS INTERNACIONAISOrientador: Sérgio Luiz03 de Agosto de 2011
  • 2. Oferta e Demanda“ A oferta e a demanda são as forças que fazem aeconomia funcionar.” (Gregory Mankiw - Introdução à Economia)
  • 3. Oferta e DemandaA oferta e demanda são essenciais na análise dofuncionamento de uma economia. É o que determina ospreços de mercado dos bens e serviços, e como estes preçosvão se comportar. Também ajudam a definir onde seráalocado os recursos produtivos disponíveis na economia.
  • 4. Mercado: pessoas que querem vender ouO Mercado comprar algum produto.A oferta e a demanda atuam dentro de um mercado que, em sua maioria, é perfeitamente competitivo. A competição, porém, pode não ser perfeita e os mercados podem ter o caráter de monopólio ou oligopólio. Monopólio: Um só vendedor Oligopólio: Poucos vendedores
  • 5. Monopólio:
  • 6. Monopólio: •  Fácil ou difícil de entrar em um mercado monopolista? •  Por que?
  • 7. Oligopólio:
  • 8. Oligopólio: •  Fácil ou difícil de entrar em um mercado oligopolista? •  Por que?
  • 9. Mercado Perfeitamente Competitivo Para explicar como funcionam as forças de oferta e demanda, vamos utilizar um mercado perfeitamente competitivo o que significa dizer que neste mercado:•  Os bens oferecidos são todos iguais.•  Os compradores e vendedores são numerosos e não possuem influência sobre o preço, ou seja, eles são tomadores de preço. Tomador de preço: Quando um agente (comprador/ vendedor) não possui poder de decisão sobre o preço a ser oferecido, sua influência é mínima no mercado.
  • 10. A DemandaA demanda de um mercado está diretamente relacionada aos compradores. Aquantidade demandada é a quantidade de um produto que os compradoresestão dispostos a comprar. Geralmente, essa quantidade é relacionada com opreço do bem. Essa relação é conhecida como a Lei da Demanda. Lei da Demanda: tudo o mais mantido constante, a quantidade demanda de um bem diminui a medida que seu preço aumenta.
  • 11. DemandaDemanda:•  Identifica fatores que afetam a decisão de compra doconsumidor.
  • 12. Curva de Demanda Quando representamos graficamente a Lei da Demanda, passamos a chamar essa representação de curva de demanda. Essa curva pode ser individual ou de mercado e representa a relação entre a quantidade consumida individualmente/mercado e o preço do bem. Curva de Demanda Individual Curva de Demanda Individual Rodrigo RodrigoPreço Preço R$ R$ 7 7 6 6 5 5 4 4 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 3 3 Demandada Demandada 2 2 Uma diminuição do preço aumenta a quantidade Um aumento do preço diminui a quantidade 1 1 demandada demandada 0 0
  • 13. Uma curva de demanda de mercado é a soma das curvas de demandasindividuais e representa a relação entre a quantidade demandada e o preço dentrodo mercado. Curva de Demanda Individual Curva de Demanda Individual Rodrigo BibianaPreço Preço R$ R$ 7 7 + 6 6 5 5 4 4 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 3 3 Demandada Demandada 2 2 A soma horizontal das curvas de demanda individuais resulta na Curva de Demanda de 1 1 Mercado Preço 0 R$ 0 7 6 = 5 4 1 2 5 8 10 14 15 20 Quantidade 3 Demandada 2 1 0
  • 14. Deslocamentos da Curva de Demanda Uma curva de demanda pode se deslocar quando algumas variáveis que exercem influência sobre a decisão de compra dos agentes sofrem alterações. Exemplos de fatores ou variáveis que influenciam a decisão e portanto a curva de demanda são: renda, preços dos bens relacionados, gostos e preferências, expectativas e número de compradores.Deslocamento para a Deslocamentos da Curva de esquerda: Preço R$ Retração da Demanda curva de demanda Deslocamento para a direita: Expansão daocasionada, por curva de demanda ocasionada, por exemplo, exemplo, por por um aumento na renda. uma mudançade gosto, comoalgo que saiu da moda. Quantidade Demandada
  • 15. A Classificação dos BensOs consumidores se comportam de diferentes formas em suas escolhas de acordo com o tipo do produto que desejam. Suas escolhas devem ser livres para comprar aquilo que podem e têm vontade. Os bens e serviços, porém, possuem algumas diferenças que permitem classificação por tipos.Em relação à renda e aos preços, um bem pode ser:Normal – quando aumenta a renda do indivíduo, aumenta ademanda pelo bem ( e vice-versa).Inferior – quando aumenta a renda do indivíduo diminui ademanda pelo bem (e vice-versa).
  • 16. A Classificação dos BensOs bens ainda podem estar relacionados uns com outros, podendo ser:Substitutos – quando o preço de um bem aumenta, sua demandacai e a demanda do outro bem aumenta.Complementares – quando o preço de um bem diminui, aumentanão apenas sua demanda como também do outro bem.
  • 17. A OfertaAnalogamente à demanda, quando se fala em oferta de mercado está se falando em vendedores. A quantidade ofertada é a quantidade de um bem ou serviço que os vendedores querem e podem vender. Em geral, a quantidade ofertada está positivamente relacionada com o preço do bem. Tal relação é conhecida como a Lei da Oferta. Lei da Oferta: com tudo o mais mantido constante, a quantidade ofertada de um bem aumenta quando seu preço aumenta.
  • 18. Curva de OfertaQuando a Lei da Oferta é representada graficamente, ela passa a ser chamada de curva de oferta. A curva de oferta pode ser individual e representa a relação entre a quantidade ofertada individualmente e o preço do bem Curva de Oferta Individual Curva de Oferta Individual Rodrigo Rodrigo Preço Preço R$ R$ 7 7 6 6 5 5 4 4 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 3 3 Ofertada Ofertada 2 2 Um aumento no preço do bem aumenta a quantidade Uma diminuição no preço do bem reduz a quantidade 1 1 ofertada. ofertada. 0 0
  • 19. Uma curva de oferta de mercado é a soma horizontal das curvas de ofertaindividuais e representa a relação entre a quantidade ofertada e o preço dentro domercado. Curva de Oferta Individual Curva de Oferta Individual Rodrigo Bibiana Preço Preço R$ 7 R$ 7 6 5 4 + 6 5 4 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Quantidade 3 Ofertada 3 Ofertada 2 A soma horizontal das curvas de oferta individuais resulta na Curva 2 de Oferta de Mercado. 1 1 Preço R$ 7 = 0 0 6 5 4 1 2 5 8 10 18 20 Quantidade Ofertada 3 2 1 0
  • 20. Deslocamentos da Curva de Oferta Analogamente à curva de demanda, a curva de oferta pode se deslocar quando algumas variáveis que exercem influência sobre a decisão de vender dos agentes sofrem alterações. Exemplos de fatores ou variáveis que influenciam a decisão e portanto a curva de oferta são: preços dos insumos, tecnologia, expectativas e número de vendedores. Deslocamentos da Curva de Oferta Preço R$Deslocamento para a Deslocamento para a direita:esquerda: Retração da Expansão da curva de oferta curva de oferta ocasionada, por exemplo, por uma ocasionada, por descoberta tecnológica que exemplo, por um aumentou a produtividade da aumento no preço de Quantidade empresa. uma matéria-prima. Ofertada
  • 21. EquilíbrioAo reunir a Curva de Demanda e a Curva de Oferta na mesma representação gráfica, é possívelachar o equilíbrio do mercado, tanto em termos de quantidade como em termos de preço. Oponto em que as curvas se cruzam é chamado de Ponto de Equilíbrio, onde o preço igual aquantidade demandada com a quantidade ofertada. Essa quantidade é chamada de Quantidadede Equilíbrio e o preço que as iguala é o Preço de Equilíbrio. Equilíbrio da Oferta e da Demanda Preço R$ Curva de Oferta Ponto de Equilíbrio Preço de Equilíbrio Curva de Demanda Quantidade do bem Quantidade de Equilíbrio
  • 22. Movimentos ao longo das curvas de oferta e demandaQuando o preço de mercado não é igual ao preço de equilíbrio, há um ajuste das quantidades demandadas e ofertadas, que se movimentam ao longo das curvas até alcançarem o preço de equilíbrio. Existem, assim, duas situações:Excesso de Oferta:quando o preço de mercado está acima do preço de equilíbrio.Excesso de Demanda:quando o preço de mercado está abaixo do preço de equilíbrio.
  • 23. Movimentos ao longo das curvas Em ambas situações o preços se ajustarão de forma a alcançar oequilíbrio. Tal mecanismo é conhecido como Lei da Oferta e daDemanda. “Lei da Oferta e da Demanda”: o preço de qualquer bem seajustará até igualar a quantidade demandada com a quantidade ofertada.
  • 24. Excesso de OfertaCom o preço de mercado acima do preço de equilíbrio, a quantidade ofertada émaior do que a quantidade demandada. Tal fato cria um excesso de oferta que sóserá resolvido quando o preço de mercado cair e se igualar ao preço de equilíbrio,resultando, portanto numa igualdade de quantidades vendidas e compradas.
  • 25. Excesso de DemandaCom o preço de mercado abaixo do preço de equilíbrio, a quantidade ofertada émenor do que a quantidade demandada. Tal fato cria um excesso de demanda quesó será resolvido quando o preço de mercado subir e se igualar ao preço de equilíbrio,resultando, portanto numa igualdade de quantidades vendidas e compradas.
  • 26. Mesmo o mercado estando em equilíbrio, existem situações que resultam no deslocamento das curvas de oferta ou de demanda que por sua vez deslocam o equilíbrio existente:A – Expansão da Demanda (aumento da população).B – Redução da oferta (queda na produção, entresafra, etc).
  • 27. A oferta e a demanda atuam sobre oequilíbrio de um mercado determinando ospreços e as quantidades dos bens eserviços da economia.
  • 28. Exercícios e Aplicações:1. Problemas de doenças no rebanho de pecuária leiteira no mercado internacional resultaram em aumento do preço do leite ao longo do ano de 2006. No ano de 2007, os produtores de leite estão elevando seus investimentos para aumentar a produção de leite. O que você acha que vai acontecer com o preço do leite? Qual impacto na oferta e na demanda desse produto?
  • 29. Exercícios e Aplicações:2. A produção do tomate está em queda devido ao mautempo nas regiões produtoras, porém a demanda portomate permanece a mesma, qual a tendência de preçodo tomate, aumentar ou reduzir?
  • 30. Exercícios e Aplicações:1. Um artigo do The New York Times descreveu uma bem-sucedidacampanha de marketing da indústria de champanhe francês. O artigoobservou que “muitos executivos estão surpresos com os preçosestratosféricos do champanhe. Mas, ao mesmo tempo, têm medo de queos fortes aumentos do preço reduzam a demanda, o que provocaria umadiminuição repentina nos preços”. Está correta ou não essa análise? (Lista de Exercícios – Introdução à Economia – UnB)
  • 31. Exercícios e Aplicações:2. Suponha uma situação inicial de equilíbrio no mercado de tratores e aocorrência de duas alterações simultâneas: um aumento no preço do aço –principal matéria-prima da indústria de tratores – e a oferta de créditofacilitado – juros baixos e prazos longos – para a compra de implementosagrícolas. O efeito combinado desses fatores no mercado de tratoresdeverá ser:a) Nulo.b) Aumento na demanda.c) Aumento na oferta.
  • 32. Exercícios e Aplicações:3. Em fins de 2003, a criação de gado americana viu-se atingida porcasos da doença da vaca louca. Conquanto tenham sido ocorrênciasisoladas, comprometeram enormemente a exportação norte-americanade carne bovina. Tendo esse dado como base, leia com atenção ostrechos da reportagem a seguir, divulgada no caderno Dinheiro daFolha de S. Paulo em 4/1/2004, e responda às questões seguintes,utilizando-se do instrumental e conceitos econômicos em suasjustificativas. (Lista de Exercícios – Introdução à Economia – UnB)
  • 33. Exercício 3 – Continuação: Frango ganha espaço no cardápio Toda vez que a carne bovina é colocada em xeque, cresce o consumode frango. Essa opção é duplamente favorável ao Brasil. Primeiro, porque o paísdeve aumentar a participação no mercado externo. Segundo, porque a evoluçãodo consumo de frango nos EUA deve empurrar para cima os preços do milho e dofarelo de soja, principais componentes da ração. [...] Cláudio Martins, diretor daAbef (Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frango), diz que oimpacto negativo sobre a carne bovina transfere consumidores para o frango. [...]O Brasil abocanhou grandes fatias do mercado externo desde 1999, quandovários países tiveram problemas com sanidade animal. O crescimento anual estápróximo de 20% há cinco anos, enquanto o mundial é de 4%. [...] “o produtor nãodeve ser tomado por grande euforia”, diz Martins. Um aumento exagerado daprodução vai desequilibrar o mercado e reduzir preços [...]”.
  • 34. Exercício 3 – Continuação:a) De acordo com a reportagem, a carne bovina e a carne de frango sãoconsideradas bens complementares ou substitutos?b) Explique, por que o aumento do consumo de frango pode causar umaumento no preço do milho.c) Explique, o que ocorreu com os mercados de carne bovina e defrango.d) Ainda pela reportagem, é possível verificar que o comprometimento dasexportações norte-americanas pode beneficiar o Brasil ao permitir que osprodutores brasileiros possam conquistar os mercados antes atendidos pelaprodução americana. No entanto, Martins alerta para que o produtor nãoseja tomado por grande euforia. Explique a razão que fundamenta essaposição, de acordo com a lei da oferta e demanda.
  • 35. MUITO OBRIGADO!!!
  • 36. Referências:BERBARDES, Paulo da Silva, Econômia Internacional. Palhoça, UnisulVirtual, 2ªEdição, 2006.GUEDES, A. C.; MACEDO K. Econômia Brasileira. Palhoça, UnisulVirtual, 264 p., 2006.HENKIN, Hélio, Oferta e Demanda, Porto Alegre, UFRFRGS, 2009. Disponível em:<http://www.slideshare.net/rafaeldesconsi/ead-apostila-4-economia-introduo-verso-final>Acesso em: 26 Jul. 2011.